Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

ORIENTE-SE - Festival de Teatro | Cale Estúdio Teatro apresenta uma comédia para um casal | 28/10

ORIENTE-SE – Festival de Teatro | 30 de Setembro a 4 de Novembro

 

Cale Estúdio Teatro apresenta uma comédia para um casal

Cale Estúdio Teatro.jpg

 

 

No dia 28 de Outubro, às 21h30, no Auditório Fernando Pessa, o ORIENTE-SE – Festival de Teatro Amador recebe o Cale Estúdio Teatro, de Vila Nova de Gaia, que apresenta a peça “Como estamos de amores?”. Esta comédia aborda, num tom divertido mas de forma séria, o casamento e a comunicação (ou a falta dela) numa relação a dois. Este espectáculo é uma adaptação de “É impossível ser feliz sozinho” do brasileiro Emílio Boechat.

O Festival ORIENTE-SE teve início no dia 30 de Setembro e prolonga-se até 4 de Novembro, acolhendo seis grupos oriundos de várias zonas do País. O anfitrião deste Festival é o Teatro Contra-Senso, grupo de teatro amador, sediado em Marvila, que este ano celebra duas décadas. A criação desta festa do teatro é a forma de comemorar o seu vigésimo aniversário.

O actor Pedro Górgia é o Padrinho desta primeira edição de Oriente-se.

 

COMO ESTAMOS DE AMORES?

Comédia para um casal. O texto mostra o fim de um casamento. Alberto conhece Laura num bar onde ela era empregada. Os dois envolvem-se e Laura acaba por ir morar com Alberto. Assim começa uma relação que carece de romantismo. Alberto é um cínico. Laura, uma sonhadora. Mas os dois têm algo em comum: são duas pessoas solitárias que se acomodaram numa relação onde os jogos de agressão são uma constante. Os dois preferem culpar sempre o outro, em vez de tentar mudar alguma coisa por iniciativa própria. A pergunta é: para quê continuar casado? E a resposta parece ser: pior é a possibilidade de terminar só.

 

Historial do Cale Estúdio Teatro

 

Começou a sua actividade em 1986, enquanto grupo de teatro escolar, na Escola Secundária Almeida Garrett, em Vila Nova de Gaia. Ao longo destes anos, o Cale Estúdio Teatro - Associação Cultural de Actores desenvolveu a sua actividade em várias freguesias de Gaia, à medida que ia encontrando um "abrigo". Os seus espectáculos têm sido vistos e aplaudidos em praticamente todo o país e alguns palcos em Espanha. O grupo é ainda responsável pela organização do Festival Internacional de Teatro CALE-se, uma competição de teatro amador. Com três décadas de existência, o Cale Estúdio Teatro mantém a esperança de dinamizar um espaço próprio e adequado, capaz de dignificar a sua actividade e muitos outros projectos que teimam em não sair dos vários planos anuais da associação.

 

Ficha técnica e artística

Autor: Emílio Boechat | Título original: É impossível ser feliz sozinho | Adaptação: Cale Estúdio Teatro | Encenação: António d’Alegria | Interpretação: Graça Russo e Cândido Xavier | Cenografia: Cândido Xavier | Figurinos: Graça Russo | Desenho de luzes: Carlos Gonçalves | Sonoplastia: Cândido Xavier | Operação de luz e som: Carlos Gonçalves | Apoio de bastidores: Adriana Carmezim, Luciano Nogueira e Maria José Rosalino

 

ORIENTE-SE – Festival de Teatro Amador

Sábados | 30 de Setembro a 4 de Novembro de 2017

Auditório Fernando Pessa

Rua Ferreira de Castro

1900-697 Lisboa

 

Metro: Bela Vista

Autocarros: 755, 794

Coordenadas GPS: N 38.7504466 W -9.1202096

 

Bilhetes: 3€ | Grátis até aos 3 anos

Peça infantil do dia 21 de Outubro: grátis até aos 12 anos

 

Reservas

E-mail: geral@contrasenso.com

 

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.