Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Palácio Chiado | Histórias Passados no Presente

 

Algumas das figuras mais importantes do Palácio Chiado são reinterpretadas pelo artista Seyko

Mais do que um restaurante onde pode descobrir seis conceitos gastronómicos diferentes e cocktails únicos e exclusivos, o Palácio Chiado é também um espaço cultural. Não só porque é um dos locais mais emblemáticos da cidade, mas também porque recebe exposições temporárias que celebram a arte contemporânea portuguesa.

 

Com curadoria de Catarina da Ponte, a segunda exposição da temporada de 2019 que inaugura no dia 18 de julho, convida o artista Seyko a homenagear a rica história do Palácio desenhando e pintando algumas das figuras e objetos mais importantes que dela fizeram parte. Conhecido pelo seu traço realista e um estilo artístico inspirado no graffiti, o artista natural do Porto assina imagens complexas, ricas em pormenor, que capturam e quase que hipnotizam o olhar.

 

O passado é interpretado no presente, através de retratos tão realistas que parecem fotografias de personagens icónicas que fazem parte da história do Palácio Chiado como Joaquim Pedro de Quintela, 2º barão de Quintela e 1º conde de Farrobo, e general Junot, que ocupou o então Palácio Quintela em 1807.

 

Pode testemunhar-se o trabalho do artista através de um vídeo que revela o processo criativo de todas as obras expostas. Em frente às escadarias, durante cinco dias Seyko estará a fazer um live painting numa tela de 150cmx100cm em carvão, inspirado no livro do professor Manuel Gandra. 

 

Na Sala das Sabinas, estão expostos o retrato de António Augusto Carvalho Monteiro, mais conhecido como “Monteiro dos Milhões”, que viveu no Palácio durante vários anos, bem como desenhos de alguns dos objetos mais importantes do seu universo. A sua chave que abre simultaneamente o Palácio Chiado, a Quinta da Regaleira e o seu jazigo no Cemitério dos prazeres, o seu raríssimo relógio Leroy e alguns exemplares de algumas das suas mais impressionantes coleções. 

 

Informações:

- Exposição patente desde de 18 de Julho a 15 de Setembro de 2019.

- Entrada livre durante o horário de funcionamento do Palácio Chiado (2ª/3ª/4ª e 5ª: 12h00 à 00h00. Sextas e Sábados: 12h00 às 02h00).