Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Parques de Sintra é a melhor PME do ano no setor de serviços para a revista Exame

1000_PME%20Exame (2).jpg

 

 

A revista Exame elegeu a Parques de Sintra como a melhor Pequena e Média Empresa (PME) no setor de serviços. O resultado da eleição foi publicado na revista Exame, onde foi divulgado o ranking das 1000 melhores PME nacionais. No ranking geral, a Parques de Sintra alcançou o 342º lugar.

 

A revista Exame elege, desde 1995, as melhores PME em 24 setores de atividade diferentes, sendo que Parques de Sintra lidera a lista do setor de serviços, que inclui 46 PME. A distinção, que a empresa recebe pela primeira vez, é atribuída através da análise do Relatório e Contas de cada uma das empresas, sendo aplicado um modelo de cálculo com base na análise de dados e rácios financeiros que leva à atribuição de pontos a cada uma.

 

Para Manuel Baptista, presidente do Conselho de Administração da Parques de Sintra, esta distinção “encerra um ano bastante gratificante para a empresa, no que respeita ao contínuo esforço para preservar os valores naturais e culturais situados na zona da paisagem cultural de Sintra e em Queluz”.

 

A Parques de Sintra não recebe contributos do Orçamento do Estado, dependendo apenas das receitas que advêm das visitas, lojas, cafetarias e aluguer de espaços para eventos, candidatando, sempre que possível, alguns investimentos a fundos nacionais e europeus. Desde a sua criação em 2000, que a empresa tem vindo a crescer, apresentando em 2014 um total de 17.612.536 euros de receitas e um investimento global de 4.113.097 euros na recuperação do património natural e edificado que gere.

 

Para garantir que o ranking das 1000 PME e a eleição das melhores empresas em cada setor é rigoroso, a Exame associou-se à Informa D&B, líder mundial de informações comerciais, responsável pela recolha dos dados, e à Deloitte, que os auditou.

 

A gala de entrega do prémio decorrerá no dia 19 de janeiro de 2016, no Salão Nobre do edifício-sede da Caixa Geral de Depósitos, em Lisboa.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.