Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Passatempo SEXO, DROGAS E SELFIES

O Blog Cultura de Borla em parceria com OFICINA DO LIVRO tem exemplares do livro SEXO, DROGAS E SELFIES  para oferecer primeiros leitores que de 5 em 5 participações:

 

- enviem um mail para culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ler SEXO, DROGAS E SELFIES com o Cultura de Borla" com nome e morada.

 

 

500x.jpg

 

O escritor Francisco Salgueiro, autor de O Fim de Inocência – livro transformado em filme no ano passado por Joaquim Leitão e que acabou por ser a longa-metragem portuguesa com mais espectadores em 2017 – regressa amanhã às livrarias nacionais com a publicação, pela Oficina do Livro, de Sexo, Drogas e Selfies (SDS).

Dez anos depois da publicação de O Fim da Inocência, o autor tenta mais uma vez fazer o diário de uma geração em que o risco é levado ao limite. Baseado em factos reais, Sexo, Drogas e Selfies conta a história da Joana, de 15 anos, que quer repetir todas as experiências de Inês (a personagem principal de O Fim da Inocência). Perdeu a virgindade aos 12 anos e é uma das raparigas mais populares do colégio. Ela e as amigas, aparentemente perfeitas para os pais, escondem um dia-a-dia de sexo com estranhos, sem preservativo, e muitas drogas. Noites levadas ao limite para contornarem o aborrecimento de um quotidiano em que estão sempre agarradas ao telemóvel.É a cultura do YOLO (You Only Live Once - Só vivemos uma vez). É a cultura dos jovens que sentem que têm de aproveitar tudo, por medo do FOMO (Fear of Missing It - Medo de estarem a perder alguma coisa).

É o retrato de uma geração que não vive o momento porque cada instante só lhes parece real se for registado pela câmara de um telemóvel. É a geração que depende das selfies e dos likes. E Sexo, Drogas e Selfies prerende ser um alerta para os pais dos adolescentes do século XXI.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.