Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Passatempo VARIAÇÕES SOBRE HIROSHIMA MEU AMOR

2778984.jpg

 

O Blog CULTURA DE BORLA em parceria com o TEATROMOSCA tem bilhetes duplos (com oferta de jantar) para a peça VARIAÇÕES SOBRE HIROSHIMA MEU AMOR para o dia 14 de Março às 21 no Auditório António Silva no Cacém (dentro do Shopping do Cacém) aos primeiros leitores que de 5 em 5 participações:

 

- enviem um e-mail para culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ir ver VARIAÇÕES SOBRE HIROSHIMA MEU AMOR com o Cultura de Borla" com nome, BI e contacto;

- façam like na página do TEATRO MOSCA no Facebook;

- partilhem o passatempo no seu perfil pessoal;

- façam like na página do Cultura de Borla no Facebook e façam um like no post do passatempo.

 

VARIAÇÕES SOBRE HIROSHIMA MEU AMOR
produção Théâtre de la Tête Noire (Saran – França)
encenação de Patrice Douchet Dominique Journet Ramel
apresentado em parceria com o teatromosca (Sintra – Portugal)

A peça, recuperada do argumento de Marguerite Duras para o filme de Alain Resnais, encena uma história de amor fulgurante e apaixonada sobre as ruínas de uma das maiores tragédias da história contemporânea. O espetáculo estreado em França em 2012, é agora apresentado em Portugal pela primeira vez, no âmbito do projeto de cooperação internacional, «Ferry-Book», que liga o teatromosca (de Sintra) ao Théâtre de la Tête Noire (de Saran, França).

«Estamos no verão de 1957, em agosto, em Hiroshima. Uma jovem francesa, de 30 anos, encontra-se nesta cidade. Ela veio para representar num filme sobre a paz... É na véspera do seu regresso a França que esta francesa - mulher anónima - encontrará um japonês e, entre os dois, nascerá uma muito curta história de amor... Entre dois seres geográfica, filosófica, histórica, economicamente distantes, o máximo que poderia ser, Hiroshima será o terreno comum (o único no mundo, talvez?), onde os dados universais do erotismo, do amor e do infortúnio aparecem sob uma luz implacável.»
 Marguerite Duras

Variations sur Hiroshima mon amour foi criado no Théâtre de la Tête Noire en 2012, acolhido em Anis Gras - le lieu de l'Autre à Arcueil (1994) e no Institut Culturel Français de Riga na Letónia, no Théâtre de l'Ephémère du Mans, no Théâtre de Thouars, no Bouillon - centre culturel de l'Université d'Orléans, e no Théâtre du Lucernaire, em Paris.



The performance, based on the script Marguerite Duras wrote for the film directed by Alain Resnais, stages a passionate and dazzling love story on the ruins of one of the greatest tragedies in contemporary history. This production premiered in France in 2012 and will now be presented in Portugal for the first time, inserted in the international cooperation project, 'Ferry-Book', which connects teatromosca (Sintra) and Théâtre de la Tête Noire (Sana, France).