Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

POESIA HOMÓNIMA no Cine Teatro de Estarreja

image004.jpg

 

 

Júlio Resende e Júlio Machado Vaz

 

Multidisciplinar

Sábado, 01 de abril às 21h30

Júlio Machado Vaz disse a Júlio Resende que ele devia compor alguma música da poesia do seu amor literário, Eugénio de Andrade. Júlio Resende disse a Júlio Machado Vaz que só juntava Música a Poesia se fosse o próprio psiquiatra a dizer essa poesia. O sexólogo, não temendo tabus, aceitou. E depois dos ensaios e desconcertos fez-se um disco. E do disco fez-se um concerto.

 

Chama-se "Poesia Homónima" e versa sobre poemas de Eugénio de Andrade e Gonçalo M. Tavares.O (des)Concerto vai explorar dois olhares distintos sobre a Poesia e a Música, que inspiraram o pianista e o psiquiatra com o mesmo nome.