Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Programação TEC | Vai ser uma viagem alucinante de 29 Outubro a 24 de Dezembro 2016

O Teatro Experimental de Cascais prepara-se encerrar as celebrações dos 50 anos do TEC com um trimestre em cheio:
I. DIABRURAS DE RENHAUNHAU, com estreia já no próximo dia 29 de Outubro, um espectáculo para toda a família! Um Musical surpreendente com participação de Tiago Machado e FF.
II. CAIS OESTE para reflectir sobre o conflito na sua essência, tem estreia marcada para Novembro.
III. A VIAGEM DO TECTEC vai levar os mais pequenos ao museu de Teatro numa viagem divertida e enriquecedora.
IV. REI LEAR, uma exposição para reviver o grandioso espectáculo que estreou há 26 anos com João Vasco e tantos outros nomes conhecidos do grande público.
V. EXPOSIÇÃO de CENOGRAFIA E FIGURINOS para marcar meio Século de história do TEC no Teatro Português.
Reserve já o seu lugar, peça mais informações através dos nossos contactos e fique a par de todas as novidades através do facebook do TEC.
Afinal, não é todos os dias que se celebra meio Século de Teatro profissional!

81137de6-083d-4731-bafc-acf453a6dfb5.jpg

 

DIABRURAS DE RENHAUNHAU de Renato Pino
a partir da obra de A. Victor Machado (Filho)
ESTREIA 29 Outubro até 24 Dezembro
no Teatro Municipal Mirita Casimiro | Teatro Experimental de Cascais
Renhaunhau, gato malandro e comilão, delicia-se com uma história que o seu dono Júlio lhe conta para que este pare de pensar em comer. É então que Renhaunhau se apaixona por Bonita, personagem do livro, uma gata vadia que quer encontrar um dono que a estime. Este conto de A. Victor Machado (filho), agora adaptado para teatro por Renato Pino, remete-nos para uma lição de respeito uns pelos outros e também pelos animais. Por outro lado podemos apreciar uma crítica à avareza, isto tudo recheado com canções muito divertidas. O espectáculo conta com participações especiais na composição das músicas de Tiago Machado e de FF na direcção musical. Para toda a família!
direcção de montagem Manuel Amorim, contra-regra |montagem Rui Casares, desenho de som surround | operação de som Hugo Neves Reis, assistência de ensaios | operação de luz  Jorge Saraiva, comunicação Anabela Gonçalves, fotografias de cena Ricardo Rodrigues, secretariado Inácia Marques, contabilidade Ana Landeiroto
Sábado 16h00 | Domingo 11h00
(durante a semana para escolas e grupos mediante marcação prévia)
M/6
 

60bddf1a-7501-4f64-9640-b0a2fa2735c5.jpg

 

CAIS OESTE de Bernard-Marie Koltès 
ESTREIA em Novembro
no Teatro Municipal Mirita Casimiro | Teatro Experimental de Cascais
Bernard-Marie Koltès  é um dos mais importantes dramaturgos da segunda metade do século XX. Herdeiro de teatro de Genet ou Beckett, é hoje, cada vez mais, uma referência da dramaturgia contemporânea apesar de ter deixado apenas seis obras teatrais maiores, uma vez que morreu prematuramente, em 1991, com 41 anos.
Escrita em 1983, depois de uma viagem do autor aos Estados Unidos, Cais Oeste é um exemplo típico da temática presente nas obras de Koltès, o tráfico, o negócio, a troca como formas de comunicação humana; ausentes de sentimentos, talvez até de emoções, as suas personagens parecem apoiar-se nas palavras que dizem mais para si próprias do que para os outros, numa espécie de tentativa falhada de comunicação. Assim, é a palavra o motor principal da acção –  que se poderia reduzir a: um homem decide morrer num local abandonado – enquanto que o conflito se vê sobretudo nos muitos contrastes que existem entre as personagens, que parecem ter apenas coisas que as afastam umas das outras: a idade, a riqueza, a condição social, o país de origem ou o desejo de sair ou permanecer.
De salientar que este espectáculo, com encenação de Carlos Avilez, que encerra as comemorações dos 50 anos do Teatro Experimental de Cascais, conta com o regresso de Ana Nave ao TEC e com a primeira colaboração de Pedro Lacerda com a Companhia.  M/12
 

25261f08-70f0-434a-8e8f-03e06df07e1c.jpg

 

A VIAGEM DO TECTEC de Elsa Gama, Fernando Alvarez, Salomé Duarte e Teresa Côrte-Real
Outubro a Dezembro 2016 

no Espaço Memória Teatro experimental de Cascais
Sábado e Domingo às 16h00 (mediante marcação prévia)
Na sequência do trabalho já desenvolvido, o TEC propõe-se a desenvolver actividades lúdicas na área das artes plásticas para os mais jovens. Aproveitando a recente Exposição sobre Cenografia e Figurinos aberta ao público no museu particular do TEC em Cascais, promove-se a criatividade numa visita diferente ao museu. Através de uma viagem guiada pelo Espaço Memória, procura-se dar a conhecer aos mais pequenos o mundo do Teatro e as diferentes profissões a ele associadas, com a ajuda de uma personagem muito especial: o viajante TECTEC, . 
Esta é uma iniciativa que faz parte das actividades lúdicas e pedagógicas do Serviço Educativo do TEC e está aconselhada para idades compreendidas entre os 6 e os 10 anos, apesar de ser possível adaptá-las para idades mais avançadas e até terceira idade. Cada sessão tem o máximo de dez a doze participantes e a duração de 50 minutos.
 

4fca5a55-2e4c-45eb-aaab-dbefeea28fe0.jpg

 

EXPOSIÇÕES no Espaço Memória Teatro Experimental de Cascais
Até Dezembro 2016

EXPOSIÇÃO REI LEAR 
Há 26 anos o nosso “Rei Lear” foi um marco importante na história do TEC. Quisemos celebrá-lo revisitando as fotos do espectáculo e da montagem de um espectáculo arrojado e com um elenco único como João Vasco, Lia Gama , Anna Paula, Diogo Infante, Santos Manuel, Sérgio Silva, António Marques, Filomena Gonçalves, Marcantónio Delcarlo ou Carlos Pessoa. Também estão acessíveis ao público a maqueta do cenário de José Manuel Castanheira e os figurinos de José António Tenente. Organização de João Vasco.

EXPOSIÇÃO 50 ANOS DE CENOGRAFIA E FIGURINOS NO TEC 
Uma mostra retrospectiva de 50 anos de desenhos, estudos, figurinos e maquetas de cenários do Teatro Experimental de Cascais. A história do TEC para reviver os espectáculos levados ao palco no último meio Século.