Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Prolongamento de exposição em Arroios

 

gomes_freire.jpg

 

A exposição “Gomes Freire e os Mártires da Pátria”, patente no Campo Mártires da Pátria, na freguesia de Arroios, será prolongada até dia 3 de dezembro.

 

A Câmara Municipal de Lisboa e a Junta de Freguesia de Arroios no âmbito das Comemorações dos 200 anos do Constitucionalismo Português e dos 150 anos da Abolição da Pena de Morte, abriram ao público uma exposição sobre Gomes Freire de Andrade e os seus companheiros, supliciados no antigo Campo de Santana. Inauguraram também a requalificação da placa colocada em frente ao local do suplício, que recordava o facto e os nomes dos supliciados, que será colocado no jardim Braancamp Freire, num local com maior visibilidade.

 

Este acontecimento marcou o início do Constitucionalismo português, seguido depois do Sinédrio em 1818, a Revolução Liberal de 1820 e a Constituição de 1822.

 

No ano em que se comemoram os 150 anos da Abolição da Pena de Morte para os crimes civis, recordar que 50 anos antes 12 homens foram condenados e executados por lutarem pela liberdade, é recordar as grandes batalhas em favor de uma sociedade mais justa e esclarecida.

 

A execução durou uma noite inteira, os corpos foram posteriormente queimados, num ato que pretendeu servir de exemplo de repressão, visto pelos habitantes de Lisboa e que deu origem à peça de teatro de Luís de Sttau Monteiro, Felizmente há luar.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.