Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

🔺PRÓXIMOS EVENTOS: 3 ▶ 4 Março🔺

f9790d49-4ef5-4426-b802-88dc5e26a059.jpg

 

BEFORE FUTURE | Residência Artística

António Caramelo [pt], Cláudia Rita Oliveira [pt], Francisca Veiga [pt], João Farelo [pt], Lara Portela [pt], Luiza Porto [br], Márcia Belloti [br], Nicolas Ramel [fr], Nuno Godinho [pt], Rogério Taveira [pt], Rui Luís [pt], Téo Pitella [br] , Tiago Santos [pt]

O FiM Colectivo, em parceria com a ZARATAN - Arte Contemporânea, tem o prazer de x convidar para a apresentação da residência artística BEFORE FUTURE. Neste evento, os membros da produção apresentarão a residência, tal como os artistas que a integram
Num segundo momento, decorrerá a palestra BEFORE PRESENT: a Carbon Dating Story com os cientistas Laura de Sousa Oliveira (Materials Science Research, University of California, Riverside, USA) e Daniel McCoy (Atmospheric Sciences Researcher, University of Leeds, UK), que irão fazer uma apresentação do tema principal que deu inspiração ao mote da residência.
Para encerrar a noite, deixem-se ficar na companhia das jolinhas ao som do ÑDJ Pátio! ///
FiM Colectivo,

       PROGRAMA: / PROGRAM:

  • Apresentação do projecto BEFORE FUTURE (19h00) /// BEFORE FUTURE  Presentation of the project (7pm)
  • BEFORE PRESENT: A Carbon Dating Story com Laura de Sousa Oliveira e Daniel McCoy /// BEFORE PRESENT: A Carbon Dating Story with scientists Laura de Sousa Oliveira e Daniel McCoy
  • Ciclo Ñ-Dj*s #32 /// Ñ-Dj Pátio /// Dj set wit Não Dj Pátio

Entrada livre para sócios (quota anual 3 euros) /// Free entry for members (annual fee 3 euros)

4909e6b4-b05a-43cb-aa10-2dc4b0429a39.jpg

 

 

Lucifer´s Ensemble ||| “The Wishful Fall”

Concerto performático e lançamento de cassete / Performative concert and tape release
Entrada livre para sócios (quota anual 3 euros) / Free entry for members (3 euros annual fee)

No dia 4 de Março, pelas 19 horas, os Lucifer´s Ensemble regressam à Zaratan com “The Wishful Fall”, o seu formato quinteto com Nuno Marques Pinto e Violeta Lisboa.
O concerto performático será acompanhado pelo lançamento de ALPHA, uma edição em cassete que compila as composições de Lucifer's Ensemble, feitas com os músicos convidados nas várias residências artísticas realizadas entre 2015 e 2016. Gravada no estúdio da Sonoscopia (Porto), ALPHA é primeira edição musical de Lucifer's Ensemble.

BIO:

LUCIFER`S ENSEMBLE é um triângulo invertido constituído por dois performers do colectivo DEMO e um compositor da Sonoscopia e da Digitópia - Casa da Música. Nos seus concertos performáticos gravitam músicos convidados para fechar o circulo das suas peças conceptuais dedicadas ao oculto.
O processo criativo de Lucifer's Ensemble foi desde o início desenvolvido num formato de residência artística (ex: Sonoscopia - Porto, Zaratan - Lisboa, Oficinas do convento - Montemor o Novo, entre outros) aproveitando ao máximo os espaços de apresentação,explorando as suas propriedades acústicas e adaptando a performance sempre numa lógica de site specific/site adapted. Em parceria com o "Jazz ao Centro" no Salão Brazil (Coimbra), e a "Favela Discos" no Café au Lait (Porto), os Lucifer's Ensemble organizam OCCULT CLUB, “noites dionisíacas dedicadas à musica exploratória e obscura que procura pelo ritual atingir a transcendência”, onde convidam outros projectos ligados a musica e a performance, como Bøde, Bezbog, Sukitoa O Namau, entre outros. 

3e8318b0-8c39-4254-8bde-aaf8fd546b96.jpg

 

 

Até 18.03.2017 / Until 18.03.2017

Endlesscolumn é uma exposição individual de Cécile Mestelan, onde apresenta uma série de esculturas novas criadas especialmente para esta ocasião. 
Procurando a altitude e seguindo o seu gosto pela estética geométrica, a artista encontrou a obra de Constantin Brancusi intitulada "Endless Column" e resolveu explorá-la através de um processo de desconstrução. Ao desmontar a sobreposição de formas geométricas, assistimos à tentativa de desestruturar a coluna infinita. Após a destruição, sobram as várias formas e módulos que compõem a coluna, tornando-se a memória fragmentada de um símbolo. Estas mostram que não podemos alcançar o infinito, mas pelo menos vamos tentar chegar o mais perto possível, até cair.