Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

REGATA DE PORTUGAL INVADE LISBOA COM UM MAR DE ARTE URBANA

REGATA DE PORTUGAL INVADE LISBOA COM UM MAR DE ARTE URBANA

  • Oito artistas urbanos transformaram contentores em peças artísticas, que poderão ser vistas a partir de hoje nas ruas de Lisboa.
  • De 3 a 7 de outubro os contentores estarão expostos no Terminal de Cruzeiros de Lisboa, onde serão “casa” das oito marcas da competição de vela.
  • Gonçalo Mar é o curador do projeto, a quem se junta RAM, Draw, Nomen, Mesk, Tamara, Caver e Third.

image004.jpg

 

A duas semanas de abrirem as portas da primeira edição da Regata de Portugal, que se realiza de 3 a 7 de outubro no Terminal de Cruzeiros de Lisboa, um mar de arte vai invadir as ruas de Lisboa! A iniciativa visa dar visibilidade ao talento nacional e, para isso, vai expor em algumas das principais artérias de Lisboa contentores que sofreram a intervenção de artistas urbanos.  

Sendo a Arte um dos eixos da Regata de Portugal, e tendo o evento o objetivo de celebrar o “mar de portugueses” que leva o país além-fronteiras, a organização desafiou oito artistas nacionais a transformarem contentores marítimos em peças artísticas. Durante quatro dias, Gonçalo Mar (curador do projeto), RAM, Draw, Nomen, Mesk, Tamara, Caver e Third recorreram ao graffiti para revestir oito contentores de cor, imagens e pensamentos sobre o mar, enquanto combinam este imaginário com elementos alusivos às marcas presentes na Regata de Portugal - Delta, Nacional, Gelpeixe, Santogal, Lusitania, OLÁ, Guloso e Vitacress.

Numa primeira fase, as peças poderão ser vistas em alguns dos principais pontos da capital (Praça de Londres, Amoreiras, Entrecampos, Campo Pequeno, Jardim do Arco do Cego e Parque Eduardo VII ) sendo posteriormente transportadas para o recinto da Regata de Portugal onde, ao longo dos cinco dias de evento, serão espaços de ativação das marcas que, enquanto no mar competem com as suas equipas de velejadores profissionais, em terra oferecem várias atividades aos visitantes do evento.

Gonçalo Mar

A escolha de Gonçalo Mar para a curadoria da categoria de Arte na Regata de Portugal não foi por acaso. Tal como não é por acaso o nome que o artista usa para assinar as suas obras – MAR. Movido por convicções artísticas, MAR procura evoluir sempre com e para o Movimento de Graffiti - que se tem vindo a desenvolver globalmente. Conhecido no meio pelos seus bonecos ou characters, destaca-se pela forma como constrói as suas personagens e ambientes, incutindo-lhes linhas e formas que os tornam únicos.

O contentor de MAR estará exposto nas Amoreiras e, no evento, será “casa” da Gelpeixe.

RAM

Precursor do graffiti e arte urbana de cariz experimental, RAM tem trilhado um caminho singular na construção de uma linguagem inteiramente original no mundo da nova estética urbana. As suas explosões energéticas de cor e formas dinâmicas aproximam-se de uma action painting contemporânea impregnada de um visionarismo de raiz psicadélica, numa linha de intensa vitalidade que exprime a construção de realidades etéreas – projeções de um fértil imaginário do sub e inconsciente onde impera a força dinâmica e primeva da natureza.

O contentor de RAM estará exposto no Parque Eduardo VII  e, no evento, será “casa” da Nacional.

DRAW

Draw, artista que utiliza latas de spray como se fossem lápis, costuma desenhar rostos anónimos e retratos de pessoas aleatórias em grande escala. O seu estilo único é caracterizado por um traço inacabado, que adiciona lirismo ao assunto. O artista transforma cada superfície num bloco de desenho largo, onde os carvões são substituídos por latas de spray.

A peça de DRAW estará exposta em Alvalade e, no evento, será “casa” da Vitacress.

NOMEN

A arte de Nomen nasceu nas ruas. Pioneiro do graffiti em Portugal, o universo visual do artista autodidata, que é natural de Angola, tem-se consolidado numa multiplicidade de suportes e registos desde que começou a interagir com o espaço urbano, em 1989 – das primeiras incursões ilegais em paredes e comboios, ao trabalho desenvolvido em tela e intervenções murais de grande escala em ambientes institucionais. O seu trabalho tem sido apresentado em inúmeras exposições, eventos e produções artísticas, em Portugal e no estrangeiro.

O contentor de NOMEN estará exposto no Campo Pequeno e, no evento, será “casa” da Santogal.

MESK

As cores vivas e as formas fluídas representam as ilustrações do contentor marítimo da marca Delta, assinado pelo artista Gustavo Teixeira, também conhecido por ‘Mesk’, que através do convívio com um amigo mergulhou no mundo da banda desenhada e dedicou-se ao desenho e a experiências relacionadas com o graffiti. Com um estilo “vadio” e bastante versátil, Mesk gosta de experimentar um pouco de tudo, embora de momento esteja a desenvolver a ilustração infantil, uma vez que o entusiasmam as formas e cores destes desenhos.

O contentor de Mesk estará exposto no Jardim do Arco do Cego e, no evento, será “casa” da Delta.

TAMARA

A única artista feminina no projeto, Tamara Alves, uma das poucas mulheres com trabalho regular e de relevo no universo do graffiti. Fascinada pela estética da rua e contexto urbano, Tamara prefere ignorar espaços convencionais tais como galerias ou museus para apresentar o seu trabalho na rua ou em espaços públicos. Apresentando uma linguagem plástica inspirada na estética urbana, utiliza suportes com características multifacetadas – desenho, pintura, cerâmica ou tatuagem. Desde 2000 que participa em vários projetos, exposições coletivas e individuais e intervenções de arte urbana.

O contentor marítimo de TAMARA estará exposto nas Amoreiras e, no evento, será “casa” da OLÁ.

THE CAVER

The Caver pinta nas ruas desde os 15 anos. Ao longo de 20 anos de trabalho, o artista multidisciplinar tem desenvolvido um estilo único, utilizando formas simples e contrastantes, numa complexa composição de conteúdo enigmático. The Caver confessa que a rua é o seu escritório preferido, investindo muito do seu tempo em pinturas de murais por todo o país e, também, pelo estrangeiro

O contentor de THE CAVER estará exposto na Praça de Londres e, no evento, será “casa” da Guloso.

THIRD

Third ultrapassa, desde sempre, os limites mais enraizados no conceito de arte urbana. A inspiração surge do seu dia-a-dia, imerso na cultura urbana, porém procura constantemente expressar a sua criatividade além do graffiti, sendo também ilustrador. O seu estilo privilegia a representação de estruturas tridimensionais com um cunho de realismo. O artista persegue a evolução constante e a sua inspiração principal é o quotidiano, retratar as vivências, tendo-se a si mesmo como o catalisador de toda a inspiração.

O contentor de THIRD estará exposto em Entrecampos e, no evento, será “casa” da Lusitania.

Recorde-se que a primeira edição da Regata de Portugal arranca já no próximo dia 3 de outubro, mantendo-se no Terminal de Cruzeiros de Lisboa até dia 7 de outubro, com atividades para todos. Além da competição de vela, o evento de entrada livre promove a portugalidade e o talento nacional e conta com uma programação diversa onde haverá DJ Sets diários, espaços gastronómicos com diferentes conceitos pela mão do chef Vítor Sobral e várias atividades para o público. 

Junte-se a nós para celebrar o mar de portugueses que leva o país mais longe!

http://regatadeportugal.pt/.