Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Retratos da música portuguesa para ver no Politécnico de Setúbal

Retratos da música portuguesa para ver no Politécnico de Setúbal

Exposição “Bandas Sonoras”, de Rita Carmo, abre ao público no dia 9 

 

EXPO BS SETUBAL.jpg

 

De António Zambujo a Manuel João Vieira, passando por Buraka Som Sistema, Moonspell, Sérgio Godinho ou Deolinda. Entre o fado e a pop, passando pelo jazz, metal, kuduro ou folk, são ao todo 30 as imagens que compõem a exposição “Bandas Sonoras”, da fotógrafa Rita Carmo, numa retrospetiva do mais recente panorama musical português, registado entre 2008 e 2013.

 

A mostra, que já passou pela Galeria Municipal do Barreiro, por várias espaços das ilhas açorianas e também pelo Teatro Municipal José Lúcio da Silva, em Leiria, chega agora ao Instituto Politécnico de Setúbal (IPS), abrindo ao público no próximo dia 9 de outubro, na Mediateca da Escola Superior de Tecnologia de Setúbal (ESTSetúbal/IPS), e mantendo-se aí patente até 10 de novembro.

 

“Bandas Sonoras”, a exposição, exibe uma parte do material que deu origem ao livro “Bandas Sonoras – 100 Retratos na Música Portuguesa”, editado em 2013. Sobre ele, o jornalista Gonçalo Frota define de forma certeira o papel que a autora desempenha enquanto criadora de um imaginário para a moderna música portuguesa: “Costuma dizer-se que, se não passou na televisão, é porque não aconteceu. Da mesma forma, pode afirmar-se que, se Rita Carmo não fotografou, é porque não é música portuguesa”.

 

Rita Carmo é uma fotógrafa dedicada à cena musical desde há 25 anos, tendo iniciado a sua carreira no semanário “Blitz”, em 1992, onde permanece ainda hoje como fotógrafa residente. Os seus trabalhos têm sido divulgados em diversas publicações nacionais e estrangeiras e, como free-lancer, a fotógrafa é também responsável por diversas capas de CD e imagens de promoção de músicos portugueses.

 

A exposição tem as portas abertas às segundas, quartas e sextas-feiras, entre as 9 e as 17 horas, e às terças e quintas-feiras, das 9 às 19 horas.