Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Romance vencedor - Grande Prémio de Romance e Novela - 2020

GRANDE PRÉMIO DE ROMANCE E NOVELA APE/DGLAB ‒ 2020

para VALTER HUGO MÃE

com o romance CONTRA MIM

image.jpg

 

O júri, coordenado por José Manuel de Vasconcelos, e constituído por António Pedro Pita, Carlos Mendes de Sousa, Manuel Frias Martins, Maria de Lurdes Sampaio e Rita Patrício, deliberou, por maioria, atribuir o Grande Prémio de Romance e Novela APE/DGLAB à obra Contra mim (Porto Editora), de Valter Hugo Mãe, tendo António Pedro Pita votado na obra Cidade infecta (Tinta-da-China), de Teresa Veiga, num conjunto de 61 livros admitidos a concurso.

 

Na acta o júri fundamenta: “…Contra mim, de Valter Hugo Mãe, merecedor do Grande Prémio de Romance e Novela APE/DGLAB 2020 pela qualidade de construção narrativa, na cuidada arquitectura do texto, e pela expressividade poética da linguagem, na poderosa evocação de tempos e de lugares da infância. Esta escrita recria, sensível e ironicamente, o olhar comovido da criança, na descoberta do mundo e das palavras, e nesse gesto de resgate podemos ler a projecção de um autor a desenhar-se perante os seus leitores. 

 

O Prémio, actualmente de 15.000 euros, foi já atribuído a 31 autores.

 

Valter Hugo Mãe vence o Grande Prémio de Romance e Novela APE/DGLAB - 2020, instituído em 1982, que teve, nesta 39.ª edição, os seguintes patrocínios: Direcção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas, Câmara Municipal de Grândola, Fundação Calouste Gulbenkian e Instituto Camões.

 

Biografia

Valter Hugo Mãe é um dos mais destacados autores portugueses da atualidade. A sua obra está traduzida em variadíssimas línguas, merecendo um prestigiado acolhimento em países como o Brasil, a Alemanha, a Espanha, a França ou a Croácia. Publicou sete romances: Homens imprudentemente poéticos; A desumanização; O filho de mil homens; a máquina de fazer espanhóis (Grande Prémio Portugal Telecom Melhor Livro do Ano e Prémio Portugal Telecom Melhor Romance do Ano); o apocalipse dos trabalhadores; o remorso de baltazar serapião (Prémio Literário José Saramago) e o nosso reino. Escreveu alguns livros para todas as idades, entre os quais: Contos de cães e maus lobos, O paraíso são os outros, As mais belas coisas do mundo e Serei sempre o teu abrigo. A sua poesia encontra-se reunida no volume publicação da mortalidade. Publica a crónica Autobiografia Imaginária, no Jornal de Letras, e Cidadania Impura, na Notícias Magazine. Coordena ainda a coleção de poesia elogio da sombra. Contra mim é o seu último livro, o mais pessoal e intimista.

                                                                                                                                                                                                                                                                                                      

         (Fonte: https://www.portoeditora.pt/autor/valter-hugo-mae/23096)