Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Selfietelling - Atelier de Contadores de Histórias com Fátima Freitas e Pedro Gorgia

image003 (3).jpg

 

Atelier centrado na técnica de storytelling aplicada a histórias pessoais e verídicas. Trabalho acompanhado e dirigido por Pedro Górgia e Fátima Freitas. O processo culminará com a uma apresentação aberta ao público.

Todos temos grandes&pequenas histórias dentro de nós. Selfies, são histórias únicas que nos fazem únicos.

 

Storytelling é o novo desafio para partilhá-las connosco.

 

Sinopse

Investindo na dimensão lúdica como fio condutor propõe-se uma formação de base a adultos na área da narração oral inspirada em experiências (in)comuns ou triviais, em situações já vividas mas não esquecidas, dando voz e palco às histórias em que mais somos.

 

Conteúdos Programáticos

I Parte: À procura do eu-contador: o eu, os outros e nós

II Parte: À descoberta da minha história: (re)habitar memórias

III Parte: A selfie que nos retrata: preparação da apresentação final

 

Objectivos

- Reunir, em torno da palavra, pessoas com idades e experiências de vida diversas.

- Contribuir para o prazer da arte narrativa junto de novos públicos.

- Consolidar vínculos de convivência e a frequência de espaços de espectáculo.

- Possibilitar a qualquer adulto o contacto com técnicas da narrativa oral e outros veículos de expressão criativa afins.

- Treinar competências: o jogo da comunicação; o à-vontade; a riqueza vocabular e linguística; a percepção do eu-contador no trabalho em grupo .

- Aproveitar SEMPRE o lado lúdico da vida!

 

Dinamizadores

 

Pedro Górgia

actor

Iniciou a sua actividade teatral no Grupo de Teatro de Carnide em 1991 tendo, desde então, trabalhado com diferentes companhias e profissionais e nos mais diversos palcos. Tendo tido formação em técnicas de Clown, mímica e pantomima e teatro físico, aplicou essa experiência na criação do espectáculo “Como Tornar-se Num Fora-da-Lei de Sucesso”, que estreou no Teatro da Trindade.

É um interessado pelo storytelling e pela arte dos contadores de histórias desde sempre.

 

Fátima Freitas

socióloga e escritora

Num percurso preenchido com experiências diversas, tem desenvolvido actividades de investigação, dramaturgia, literatura, formação... em busca dos diferentes usos da palavra. É com singular curiosidade que se lança neste desafio à volta das palavras contadas por gente encantada. Gente que ainda acredita que o mundo se faz maior quando se liberta e partilha a nossa palavra.

 

Inscrições até 30 de Outubro   

 

Local: Casa do Coreto em Carnide, Lisboa                                                  

Datas: 5 novembro 2015 a 24 março 2016

Horários: quinta-feira das 18h30 às 20h30

Valor: 50€ (25€ na inscrição + 25€ na 1ª sessão)        

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.