Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

"Série Livros" de Yuan Chin-Taa em exposição no Museu do Oriente | 6 de agosto a 14 de setembro

6 de agosto a 14 de setembro

 

“Série Livros” de Yuan Chin-Taa em exposição

no Museu do Oriente

 

Uma nova interpretação dos antigos livros chineses, recorrendo a modernas técnicas artísticas, é o que Yuan Chin-Taa pretende demonstrar com os seus trabalhos reunidos na “Série Livros”, em exposição no Museu do Oriente, de 6 de agosto a 14 de setembro.

 

Recorrendo à semiótica, o artista reinterpreta as mensagens escritas contidas nos antigos caracteres Tao, inscrições em bronze Shan e Zhou, escritos em tiras de bambu, selos e lishu, ou escrita de escrivães, produzidas nas dinastias Qin e Han, por forma a compor os conteúdos de “O Livro dos Cânticos”, “O Livro das Montanhas e dos Mares” e “O Livro do Chá”.

 

Inspirado pela leitura dos antigos poemas chineses, “O Livro dos Cânticos” revela imagens simbólicas e uma nova interpretação dos textos, capaz de explorar o erotismo da natureza humana. Tal como no antigo texto de “O Livro das Montanhas e dos Mares”, Yuan Chin-Taa criou animais mitológicos ultramodernos para mostrar o mundo fantástico da antiga China. Em “O Livro do Chá”, o autor centra-se nas preocupações ecológicas e na prática da estética.

 

Para conseguir estruturas mais complexas na arte do papel texturizado, trabalhou com oficinas locais de papel artesanal e descobriu novos materiais e fibras extraídos de plantas. Os núcleos da exposição incluem folhas soltas, papel texturizado, placas de aço, peças de cerâmica e álbuns de pintura chinesa. O artista apresenta trabalhos em papel, a três dimensões, e caligrafia com técnicas de acabamento utilizando incenso queimado, que transformam as formas das imagens e os efeitos de luz e sombra dos textos inscritos nas páginas abertas.

 

Yuan Chin-Taa nasceu em 1949, em Taiwan. Licenciou-se em Belas Artes pela National Taiwan Normal University, em 1975, e fez um mestrado na City University, de Nova Iorque. Reconhecido no mundo da arte asiática, Yuan Chin-Taa está, no entanto, profundamente ligado aos múltiplos aspetos do mundo artístico, criando obras que, de uma forma coesa, combinam a influência popular ocidental com a cultura tradicional chinesa.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.