Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Serviço Educativo [UMA DANÇA POR MÊS] JULHO Ballet Contemporâneo do Norte

3131920e-ee18-46c7-a849-3637f0fbb6aa.jpg

 

 

22 JULHO
Entre Aquilo que Sabemos
com Rebecka Stillman
10h - 12h30
Imaginarius Centro de Criação, Santa Maria da Feira


Público alvo: 15 aos 65 anos
Entrada livre mediante inscrição
Inscrição através do email: bcnproducao@gmail.com
Limitado a 30 participantes



Uma Dança por Mês é um ciclo de encontros de experimentação de uma determinada técnica de movimento ou prática da dança. 
Este ciclo  visa promover a construção de um lugar comunitário para a experimentação e entendimento do movimento. 
A próxima sessão é com a coreógrafa sueca Rebecka Stillman. 


Entre aquilo que sabemos

É uma oficina de nível aberto focado na criação de um espaço entre aquilo que já conhecemos. 
Os participantes virão com suas próprias ideias sobre o que é dançar, com base no que viram ou experimentaram na dança. 
A oficina apresentará métodos de investigar o espaço entre e no meio deste conhecimento. 
Qual é a dança que ainda está por encontrar entre as que já conhecemos?

Rebecka Stillman trabalha em diferentes formatos, mas sempre no âmbito da coreografia. A sua base é em Estocolmo, mas provavelmente passa mais tempo a trabalhar noutros lugares. Iniciou projetos de desempenho em colaborações e coletivos e fez trabalho comissionado, como na sua colaboração de longo prazo com a sueca Weld Company. Administrou iniciativas locais, escreveu para publicações e trabalhou como bailarina (nomeadamente, com Eleanor Bauer, Mårten Spångberg, Stina Nyberg e Dalija Acin Thelander). Tem um mestrado em coreografia da DOCH em Estocolmo, e frequentou a SEAD na Áustria e The Royal Swedish Ballet School. Os projetos que iniciou têm em comum uma busca pelo meio termo e pelo não familiar no familiar, muitas vezes através de um procedimento protocolizado destinado a chegar lá. Ultimamente, ela teve um interesse especial em experiências de tempo como o déjà vu e a antecipação, e tem uma afinidade com tricot e sereias. A sua luta constante é construir uma coisa da qual se quer fazer parte, por exemplo, um contexto artístico fluido e solidário, aberto e específico, corajoso e protector.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.