Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

SOLISTAS DA METROPOLITANA ao vivo na apresentação de «Os Fidalgos da Casa Mourisca» > 16 OUT. Cinemateca | 17 OUT. Coliseu Porto

transferir (12).jpg

Esta sessão de OS FIDALGOS DA CASA MOURISCA, de Georges Pallu (1920), assinala o centenário da estreia do filme (a 14 de janeiro de 1921, no cinema Condes, em Lisboa) com a primeira apresentação pública da nova cópia digital e da partitura original composta por Armando Leça, que será interpretada ao vivo por um octeto de solistas da Orquestra Metropolitana de Lisboa, dirigido pelo Maestro Cesário Costa, após um trabalho de reconstituição levado a cabo pelos musicólogos Manuel Deniz Silva e Bárbara Carvalho, da NOVA FCSH.

Trata-se da continuação de uma parceria estabelecida em 2019 entre a Cinemateca, a Metropolitana e a Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, através do INET-md, e agora renovada com novos parceiros – o Coliseu Porto Ageas e a Ágora – Cultura e Desporto E.M. – tendo como objetivo a reconstituição, interpretação ao vivo e gravação das três partituras originais compostas por Armando Leça para filmes da Invicta Film: A ROSA DO ADRO (G. Pallu, 1919), apresentada em 2019; OS FIDALGOS DA CASA MOURISCA (G. Pallu, 1920), apresentados este mês; e AMOR DE PERDIÇÃO (G. Pallu, 1921), que será apresentado no próximo mês de novembro. Combinando investigação inédita sobre cinema e música, este projeto aumentou o conhecimento sobre a história do cinema mudo português e, em particular, sobre a história da música escrita para cinema, ao mesmo tempo que permitiu a redescoberta de três filmes mudos portugueses de uma forma o mais aproximada possível ao modo como terão sido originalmente vistos e ouvidos, há exatamente 100 anos.

No caso de OS FIDALGOS DA CASA MOURISCA, a partitura original de Armando Leça foi recuperada por uma equipa de musicólogos da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, no contexto de um projeto de investigação do Instituto de Etnomusicologia – Centro de Estudos em Música e Dança (INET-md). Nesta sessão, a partitura será interpretada pelos Solistas da Metropolitana, com direção musical do Maestro Cesário Costa. A imagem digitalizada e a música ao vivo, que será oportunamente gravada, resultarão depois numa cópia digital de alta-definição (DCP) para projeção em sala, assim como numa nova edição DVD da Cinemateca Portuguesa que dará continuidade à coleção de títulos do cinema mudo português.

 

OS FIDALGOS DA CASA MOURISCA
[CENTENÁRIO DA ESTREIA]

16 OUTUBRO, 17H00, CINEMATECA PORTUGUESA
17 OUTUBRO, 17H30, COLISEU PORTO AGEAS

de Georges Pallu
com Pato Moniz, Erico Braga, Mário Santos, Duarte Silva, António Pinheiro
Portugal, 1920 - 195 min (a 18 imagens por segundo)
mudo, com intertítulos em português | M/12

com música ao vivo pelos Solistas da Metropolitana

Filipe Freitas
 oboé
Alexêi TolpygoJosé Teixeira violinos
Irma Skenderi viola
Ana Cláudia Serrão violoncelo
Vladimir Kouznetsov contrabaixo
Coral Tinoco harpa
Paulo Oliveira piano

Cesário Costa maestro