Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

"Sustentar”: Ci.CLO lança “Open Call” para atribuição de bolsas de criação e uma delas destina-se ao concelho de Loulé

A Ci.CLO – Plataforma de Fotografia, em parceria com as Câmaras Municipais de Loulé, Évora, Figueira da Foz, Mértola, Setúbal e a EDIA, abriu uma convocatória para atribuição de seis bolsas de criação artística que contemplam o apoio ao desenvolvimento de novos projetos com produção de exposição itinerante, que será integrada na programação da Bienal’21 Fotografia do Porto e nos vários espaços expositivos dos parceiros envolvidos no programa.

Esta convocatória é direcionada a artistas nacionais e estrangeiros residentes em Portugal que utilizem fotografia e vídeo como meio de expressão.

O programa de criação artística “Sustentar” tem como objetivo produzir uma série de projetos sobre iniciativas experimentais que estão a ser implementadas em território nacional como resposta aos desafios ecológicos e sociais que enfrentamos. Pretende-se fomentar e destacar as boas práticas e tendências positivas relevantes no âmbito da sustentabilidade ecológica, social e económica, que estimulem uma cidadania mais ativa e, subsequentemente, mais coesa e responsável na conservação dos recursos naturais e do património cultural.

Cada bolsa corresponde a um projeto de cada parceiro, já implantado ou em fase de implantação, na área da sustentabilidade social e/ou ambiental. No caso da Bolsa Câmara Municipal de Loulé, a temática lançada é o Geoparque Algarvensis Loulé-Silves-Albufeira | Proteger e valorizar uma história com 350 milhões de anos. As palavras-chave são a utilizar pelos artistas serão “geodiversidade”; “biodiversidade”; “proteção” e “valorização” do património natural e cultural.

Os artistas selecionados vão integrar um programa de criação organizado pela Ci.CLO, que resultará numa exposição coletiva com um acompanhamento curatorial de Virgílio Ferreira, diretor artístico da Ci.CLO e da Bienal Fotografia do Porto e coordenador do programa Sustentar, Pablo Berástegui, curador e diretor da Galeria de Fotografia Salut au Monde, e Krzysztof Candrowicz, curador, diretor de arte, investigador e educador, ex-diretor artístico da Triennale der Photographie Hamburg.

O programa de criação engloba a participação em 2 residências de criação com a duração de 12 dias cada uma, 2 workshops, mentorias presenciais e online com os curadores e a oportunidade de realizar um novo corpo de trabalho no território selecionado.

A orientação curatorial funcionará numa lógica de diálogo e reflexão, onde o ensaio, a experimentação e o cuidado estético e conceptual serão qualidades inerentes a todo o processo criativo. As duas mentorias online farão parte da relação bidirecional entre cada artista e o seu curador. Cada curador colaborará em proximidade apenas com dois artistas.

Os workshops, de 3 dias cada, têm como objetivo o desenvolvimento e discussão

dos trabalhos à luz das temáticas desenvolvidas e serão orientados pelos curadores e especialistas, nomeadamente: Jayne Dyer, artista, crítica de arte e académica australiana que vive e trabalha entre Lisboa e Sidney; Gil Penha-Lopes, investigador da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa; e Álvaro Domingues, geógrafo e investigador do Centro de Estudos de Arquitetura e Urbanismo da Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto.

Os resultados dos trabalhos desenvolvidos no âmbito deste programa, durante as duas residências, serão apresentados numa exposição coletiva produzida pela Ci.CLO, que seguirá em itinerância por todos os parceiros envolvidos no projeto e será integrada na programação da Bienal’21 Fotografia do Porto (14 de maio a 27 de junho de 2021).

Com estes pressupostos, a Ci.CLO pretende fomentar uma dinâmica criativa, num ambiente de partilha que abre a possibilidade a futuros momentos de cooperação entre o artista, as comunidades envolvidas, as instituições, os museus, os municípios e os curadores.

Calendário de atividades

 

Prazo de envio de candidaturas: até 23 fevereiro de 2020

Divulgação dos resultados: 9 de março de 2020

Período de criação artística: 24 de março a 17 de setembro de 2020

1.ª Mentoria online: 24 a 27 de março de 2020

1.º Workshop: 7 a 11 de abril de 2020 (local previsto: Loulé)

1.ª Residência em cada Município (12 dias): data a definir, entre 1 e 31 de maio de 2020

2.º Workshop: 18 a 22 de Junho de 2020 (local a definir)

2.ª Residência em cada Município (12 dias): data a definir, entre 1 de julho e 15 de agosto

de 2020

Entrega dos trabalhos finais: 17 de setembro de 2020

2.ª Mentoria online: 30 de setembro a 2 de outubro de 2020

Produção da Exposição: de 5 a 31 de outubro de 2020

Exposição Itinerante: de novembro de 2020 a dezembro de 2021 e de 14 de maio a 27 de junho 2021, na Bienal'21 Fotografia do Porto.

 

Regulamento e mais informações em www.cm-loule.pt

 

 

CML/GAP /RP