Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

MUSICAL DO PANDA E OS CARICAS CHEGA A ÉVORA E PORTIMÃO

image004 (3).jpg

 

Portimão e Évora acabam de se juntar a Lisboa, Porto e Guimarães, na digressão nacional que ao longo de seis dias de festa, a partir do dia 11 de dezembro, irá trazer o Musical “Panda e os Caricas”de regresso aos palcos com o novo espectáculo “Na Ilha”.

 

Este novíssimo musical que leva os tão acarinhados Caricas a seis cidades portuguesas, depois de dois anos de interregno devido à pandemia, retrata um momento de férias na Ilha onde, inesperadamente, dão à costa um Pirata e um Papagaio naufragados. Caberá ao grupo encontrar uma forma de devolver os novos amigos à vida aventureira no mar.

 

Na antevisão da 10º edição do musical, acaba de estrear no YouTube do Panda e os Caricas a nova canção “Super Fantástico”, baseada numa versão do músico brasileiro Djavan e que fará parte do repertório do Musical de Natal “Na Ilha”. 

 

Junto enviamos informação complementar.

 

MUSICAL PANDA E OS CARICAS – “A ILHA”

 

11 dezembro – Portimão – 11h e 15h

12 dezembro – Évora – 14h30 e 18h

18 e 19 dezembro – Lisboa – 11h e 15h

26 dezembro – Porto – 14h30 e 18h

2 janeiro – Guimarães – 14h30 e 18h

 

Nova Produção! E QUE FAZER COM O VIOLONCELO?

descarregar (4).png

 

No próximo dia 11 de Novembro estreia a 43ª produção d'a bruxa TEATRO' que poderá ver até dia 27 do mesmo mês!

 

Numa sala de espera, o homem do jornal, a mulher do véu, o velho da bengala. A um canto, o homem com o violoncelo toca o seu instrumento sem parar. Os outros começam a ouvi-lo, apreciando-o. Mas, muito rapidamente, a melodia repetitiva e assombrosa começa a deixá-los incomodados. Eles tentam, por sua vez, convencê-lo a parar, pelo menos por alguns minutos, alguns segundos... Mas o homem do violoncelo não os vê, não responde. Ele toca, cada vez mais ameaçador, sozinho contra todos... Os outros terão que se organizar contra essa imprevista agressão musical... 

 

 

Tradução JOANA CASPURRO
Cenografia e figurinos FILIPE REBELO
Encenação FIGUEIRA CID
Com DUARTE BANZA, ELSA PINHO, FIGUEIRA CID
e SAMUEL SANTOS, ao violoncelo

 

Fotografia e imagem do espectáculo  LUÍS CUTILEIRO
Desenho de luz DUARTE BANZA e FIGUEIRA CID
Operação de luz e vídeo HENRIQUE MARTINS
Design gráfico JULIANA FONSECA


Produção 'a bruxa TEATRO', 2021

Começa hoje o Évora TEATRO Fest!

cartaz_ETF_final 2-01.jpg

 

Começa HOJE o Évora TEATRO Fest!
A festa do Teatro em Évora, em Outubro, no espaço d'a Bruxa Teatro.
(Rua do Eborim, 16, 7000-659, Évora)
A Bruxa Teatro apresenta o ÉVORA TEATRO FEST !
Uma mostra de Teatro em Évora, no espaço d’A Bruxa Teatro, entre 2 e 23 de Outubro de 2021
 
Programa:
 
2 de Outubro
Solitária” (Alma d’Arame, Montemor-o-Novo)

5 de Outubro
Paradjanov - A Celebração da Vida” de Pati Domenech (Asta, Covilhã)

7 de Outubro
A Paz Perpétua” de Juan Mayorga (Teatro-Estúdio Fontenova, Setúbal)

9 de Outubro
Romeu e Romeu” de João de Brito e Nuno Preto (LAMA, Faro)

12 de Outubro
A Voz Humana” de Jean Cocteau (Teatro do Eléctrico, Lisboa)

14 de Outubro
Confiando (Confinado)” de Rui Sousa (Fio d’Azeite – Marionetas do Chão de Oliva, Sintra)

16 de Outubro
Damas da Noite, uma farsa de Elmano Sancho” (Loup Solitaire, Lisboa)

19 de Outubro
I’m So Excited” de Mário Coelho

21 de Outubro
O Triciclo” de Fernando Arrabal (DOIS, Lisboa)

23 de Outubro
A Coragem da Minha Mãe” de George Tabori (Artistas Unidos, Lisboa) 
 

RESERVAS e informações: 266 747 047 | abruxateatro@gmail.com  
Bilhetes: 6,00 € (3,00 € p/ jovens, estudantes e reformados)
Aconselhamos, para evitar filas, nos dias de espectáculo, a levantar previamente os bilhetes:
- de segunda a sexta, das 10h às 12.30h | das 14.30h às 17.30h
- em dias de espectáculo, a partir das 20.30h até às 21.15h
 
__________________
 
Workshops / Oficinas de Formação: 
 
9 de Outubro - Sábado, às 14h30
Oficina de criação a partir do espectáculo "Romeu e Romeu"
Com João de Brito (LAMA)
 
O que é que matou o amor? Foi por aqui que começámos e é por aqui que
tencionamos iniciar esta oficina. Partimos das premissas para a
construção de Romeu e Romeu e vamos partilhá-las com os participantes.
Será possível criar uma conferência partindo apenas de uma pergunta? A
provocação e inevitabilidade são palavras de ordem, tendo como motor de
arranque o Amor existente no clássico de Shakespeare. Haverá respostas
para as provocações ou queremos apenas deixá-las a ressoar?
 
16 de Outubro - Sábado, às 14h30
A presença e a intuição do ator
Com Elmano Sancho (Loup Solitaire)

O objetivo deste breve workshop-encontro consiste em cultivar a intuição e a relação com o(s) outro(s). A imaginação permite criar breves histórias e dotar os participantes de algumas ferramentas indispensáveis para a criação artística. O trabalho permite desenvolver a capacidade de estar no momento presente - agir e reagir em função da proposta apresentada - de procurar a autenticidade e a espontaneidade na interpretação e de explorar as emoções através de um treino psico-físico sobre o corpo e a voz.
 
23 de Outubro - Sábado, às 14h30
A relação com a verdade em Teatro
Com Pedro Carraca (Artistas Unidos)


Como não perder a eficácia ao longo da repetição das apresentações. Devemos basear-nos no sentimento que suporta o que tentamos transmitir ou tentar ganhar âncoras de sinais reconhecíveis pela audiência? E nas palavras? Manter exactamente o trabalhado durante os ensaios ou ir com cuidado descobrindo novas formas de as dizer
Esta conversa pretende ser uma pequena abordagem técnica , ao trabalho sobre a ideia de verdade na palavra e no gesto repercutido no público.

ÉVORA TEATRO FEST

 

transferir.jpg

 

 

 

A 'a bruxa TEATRO' promove uma mostra de teatro no seu espaço, com uma programação focada na criação teatral contemporânea desenvolvida em território português. Através desta iniciativa e com companhias oriundas da Covilhã, Faro, Lisboa, Montemor-o-Novo, Setúbal e Sintra, pretende dar-se visibilidade a companhias nacionais de vários pontos do país e, ainda, apresentar ao público diferentes linguagens artísticas do teatro contemporâneo.

 

transferir (1).png

 

2 a 23 de Outubro no espaço da 'a bruxa TEATRO'
Espaço ex-Celeiros | Rua do Eborim, 16 Évora

 

BILHETES

Bilhetes: 6,00 € (3,00 € p/ jovens, estudantes e reformados)

Aconselhamos, para evitar filas, nos dias de espectáculo, a levantar previamente os bilhetes:
- de segunda a sexta, das 10h às 12.30h | das 14.30h às 17.30h
- em dias de espectáculo, a partir das 20.30h até às 21.15h

*não dispomos de serviço multibanco ou mbway, o pagamento deverá ser realizado presencialmente e em dinheiro no espaço da “a bruxa TEATRO” nos horários indicados

 

Setembro

transferir (40).jpg

A Bruxa TEATRO apresenta o ÉVORA TEATRO FEST !

A Bruxa Teatro apresenta o ÉVORA TEATRO FEST !
Uma mostra de Teatro em Évora, no espaço d’A Bruxa Teatro, entre 2 e 23 de Outubro de 2021.

A Bruxa TEATRO promove esta mostra com uma programação focada na criação teatral contemporânea desenvolvida em vários pontos do país, com companhias oriundas da Covilhã, Faro, Lisboa, Montemor-o-Novo, Setúbal e Sintra.

Junto enviamos mais informações sobre o Programa do Évora TEATRO Fest.
Estamos disponíveis para qualquer esclarecimento e para o agendamento de conversas com o Director d'A Bruxa TEATRO e do Festival.

Com os melhores cumprimentos,
Joana Alves
(917682292)

Rua do Eborim | Espaço Celeiros | Évora
Reservas: 266 747 047 | abruxateatro@gmail.com

___________________________________________________________

A Bruxa Teatro apresenta o ÉVORA TEATRO FEST !
Uma mostra de Teatro em Évora, no espaço d’A Bruxa Teatro, entre 2 e 23 de Outubro de 2021.

Programa:

2 de Outubro
“Solitária” (Alma d’Arame, Montemor-o-Novo)

5 de Outubro
“Paradjanov - A Celebração da Vida” de Pati Domenech (Asta, Covilhã)

7 de Outubro
“A Paz Perpétua” de Juan Mayorga (Teatro-Estúdio Fontenova, Setúbal)

9 de Outubro
“Romeu e Romeu” de João de Brito e Nuno Preto (LAMA, Faro)

12 de Outubro
“A Voz Humana” de Jean Cocteau (Teatro do Eléctrico, Lisboa)

14 de Outubro
“Confiando (Confinado)” de Rui Sousa (Fio d’Azeite – Marionetas do Chão de Oliva, Sintra)

16 de Outubro
“Damas da Noite, uma farsa de Elmano Sancho” (Loup Solitaire, Lisboa)

19 de Outubro
“I’m So Excited” de Mário Coelho

21 de Outubro
“O Triciclo” de Fernando Arrabal (DOIS, Lisboa)

23 de Outubro
“A Coragem da Minha Mãe” de George Tabori (Artistas Unidos, Lisboa)

 

A Bruxa TEATRO - em Setembro e Outubro

Em Setembro, a Bruxa TEATRO acolhe A Fábula dos Três Porquinhos, espectáculo de Teatro do Absurdo da Companhia de Teatro Evoé a 11 de Setembro, Sábado às 21h30. 

Fábula dos Três Porquinhos_2.JPG

 

18 de Setembro às 21h30, recebe PELE, um espectáculo do Teatro As Avozinhas e Ricardo Guerreiro Campos. 

PELE_promo.jpg

 

Nos dias 23 e 24 de Setembro, 6ª e Sábado às 21h30, apresenta no seu espaço o espectáculo Nu Geral de Maria Vilalobos. 

NU GERAL.jpg

 

 
De 2 a 23 de Outubro, A Bruxa TEATRO promove o Évora TEATRO Fest, uma mostra de teatro no espaço d'a Bruxa com uma programação focada na criação teatral contemporânea desenvolvida em território português, com companhias oriundas da Covilhã, Faro, Lisboa, Montemor-o-Novo, Setúbal e Sintra.
 
Rua do Eborim | Espaço Celeiros | Évora
Reservas: 266 747 047 | abruxateatro@gmail.com 
A Fábula dos Três Porquinhos
11 de Setembro, 2021 | 21.30h

Ficha Artística: 
Dramaturgia: Paulo Fórlan
Encenação: Pablo Fernando
Criação e Interpretação: Felipe Toledo, Martim Sena, Pablo Fernando
Direção: Felipe Toledo
Assistentes: Giulia Dal Piaz e Inês Rodrigues
Realização: Companhia Evoé Teatro
M/12
 
Sinopse:
O velho ditado sempre disse que não devemos julgar um livro pela sua capa e a verdade é que as aparências iludem e nem tudo o que parece é.
No entanto, seremos nós capazes de pôr de lado o nosso orgulho e ver a realidade que nos rodeia?
Inserida na "Bigodeia Lusitana - Trilogia Farfalhuda Acompanhada de um Pentelho a tragicomédia", A Fábula dos Três Porquinhos explora as disfuncionalidades dentro do núcleo familiar, onde a violência e a crueldade, caracterizadoras de um passado traumatizante, levarão os três irmãos a embarcarem numa viagem pelo seu inconsciente à procura de imagens recalcadas, onde o terror de antigas memórias ganhará vida através de um jogo fictício criado pelas personagens deste drama.
A encenação de Pablo Fernando procura evidenciar as atrocidades que acontecem mesmo por baixo do nosso bigode, afinal de contas, nem todas as fábulas têm um final feliz.
 
_______________________________________________
 
PELE
18 de Setembro, 2021 | 21.30h

Ficha Artística:
Direcção Artística e Dramaturgia: Ricardo Guerreiro Campos
A partir de textos de Luiz Pacheco, Manuel António Pina e Ricardo Guerreiro Campos
Interpretação: Amélia Certal, Amélia Gaião, Cristina Chapa, Deolinda, Maria Alexandrina e Ricardo Guerreiro Campos
Vídeo: Samir Noorali
Composição Musical : Josef Kagan e Maria Noorali Kagan
Um espectáculo de: Teatro As Avozinhas e Ricardo Guerreiro Campos
M/12
 
Sinopse:
PELE é um projeto visual e performativo que procura mapear o corpo através das suas relações físicas e dos seus vestígios, intententado numa dramaturgia do branco e da pele. Em PELE o corpo é paisagem e memória e afeto e suor; é o espaço vazio que fica entre os corpos - entre corpo e lugar, entre palavras e gestos, entre ação e inércia. Será o corpo um espaço comum? A ágora é o corpo vivo, respirado - a cama aberta ao mundo. PELE pesquisa, assim, a transversalidade da pele através da anulação identitária. O que é a pele velha? A pele nova? - a PELE é a almofada de todos os corpos.
PELE são as escolhas de proximidade na história de cada indivíduo.
__________________________________
 
Nu Geral
23 e 24 de Setembro, 2021 | 21.30h

Ficha Artística:
Encenação: Maria Caetano Vilalobos
Desenho de Luz, cenografia e figurinos: Maria Caetano Vilalobos
Interpretação : Artur Dinis, Dalila Ferreira, Maria Caetano Vilalobos, Tomás Gomes
Texto - Cocriação: Artur Dinis, Dalila Ferreira, Jéssica Brandão, Maria Caetano Vilalobos, Tomás Gomes
Agradecimentos: Hugo Guerreiro e Miguel Luna
M/16

Sinopse:
Nu Geral é um espetáculo que aborda temas como as aplicações de encontros atuais, a realidade de um primeiro encontro e os medos adjacentes, a pornografia e a sua influência na nossa autoestima e comunicação, a masturbação e os seus mitos, o amor próprio e o amor com os outros, a realidade política em torno da comunidade LGBTQ+, a necessidade do suporte familiar, a igualdade de direitos, o assédio e violência sexual, os fetiches e os brinquedos sexuais como tabus, o feminismo como uma urgência longe de estar datada. É um espetáculo sobre relações humanas e a política que as abraça.
Sobre Sexualidade, Sobre Intimidade, Sobre Igualdade, Sobre Liberdade, Sobre Amor, Sobre Fé.
 
______________________________
 
A Bruxa Teatro apresenta o ÉVORA TEATRO FEST !
Uma mostra de Teatro em Évora, no espaço d’A Bruxa Teatro, entre 2 e 23 de Outubro de 2021
 
Programa:
 
2 de Outubro
Solitária” (Alma d’Arame, Montemor-o-Novo)

5 de Outubro
Paradjanov” de Pati Domenech (Asta, Covilhã)

7 de Outubro
A Paz Perpétua” de Juan Mayorga (Teatro-Estúdio Fontenova, Setúbal)

9 de Outubro
Romeu e Romeu” de João de Brito e Nuno Preto (LAMA, Faro)

12 de Outubro
A Voz Humana” de Jean Cocteau (Teatro do Eléctrico, Lisboa)

14 de Outubro
Confiando (Confinado)” de Rui Sousa (Fio d’Azeite – Marionetas do Chão de Oliva, Sintra)

16 de Outubro
As Damas da Noite” de Elmano Sancho (Loup Solitaire, Lisboa)

19 de Outubro
I’m So Excited” de Mário Coelho

21 de Outubro
O Triciclo” de Fernando Arrabal (DOIS, Lisboa)

23 de Outubro
A Coragem da Minha Mãe” de George Tabori (Artistas Unidos, Lisboa) 
 
 

Évora 2027 lança imagem, filme promocional e identidade musical

 
 
Sublinhar a pausa, o espaço e a humanidade. É esta a mensagem da campanha que foi desenhada para representar as várias dimensões de Évora que cabem na candidatura da cidade a Capital Europeia da Cultura em 2027.
 

 

 
Évora 2027 – cidade Candidata a Capital Europeia da Cultura lança nova imagem, filme promocional e identidade musical da candidatura. Três objetos que estão ancorados nos principais eixos (imaterialismo, herança cultural e biodiversidade) sobre os quais se organiza a proposta de Évora 2027, que será submetida, a 23 de novembro, para avaliação de um júri internacional.
 
Quanto à identidade gráfica, “a suprema elegância de ser simples” (Eugénio de Andrade) e a "intangibilidade que o alentejano conserva” (Miguel Torga) são duas breves descrições sobre o Alentejo que inspiraram o processo de criação do estúdio de design de comunicação R2​. Um trabalho que traduz uma ideia de simplicidade e de sobriedade das formas, das linhas e das cores, associando a estas perceções, mais uma vez, o espírito da candidatura. Uma identidade que propõe uma narrativa visual, constituída por um logótipo que possibilita múltiplas apropriações e animações, mas também resgata a combinação de cores vivas com texturas e elementos gráficos, figurativos e abstratos, extraídos de materiais tradicionais.
 
Mensagens como “cheguem mais longe, vejam mais perto” e “levem o nosso vagar a toda a gente, porque toda a gente precisa dele sem saber” são proferidas pela voz que narra o filme promocional produzido pela Playground e realizado por Rui Vieira. O vídeo mostra que a partir deste “território-palco” é possível sonhar com a construção de um futuro feito de coexistência e de partilha e consequentemente com uma Europa mais inspirada por Évora e pelo Alentejo.
 
Outra das novidades é a peça criada por quatro músicos de Évora, intitulada O Céu do Pastor, para dar corpo à identidade musical de Évora 2027. Segundo os autores, foi “um processo bonito, de escuta, de olhar para dentro, de olhos fechados e pés levantados do chão. Um caminho de reencontro com o [nosso] Alentejo e de descoberta enquanto coletivo.” O Céu do Pastor é da autoria de António Bexiga (aka Tó-Zé Bexiga), António Pinto de Sousa, Mestre André e Dj Sims, com a participação de “Vozes do Imaginário”, com direção de Luís Pereira. Mistura e masterização por Luís Lucena. Disponível para ouvir no início de setembro e a caminho de 2027, nos canais digitais de Évora 2027.  



ESTREIA! ABruxaTEATRO estreia UMA PORTA TEM QUE ESTAR ABERTA OU FECHADA de Alfred de Musset

A Bruxa TEATRO estreia esta 5ª feira, dia 15 de Julho, UMA PORTA TEM QUE ESTAR ABERTA OU FECHADA de Alfred de Musset no Espaço Celeiros (Évora) às 21h30.

O espectáculo tem interpretação de Duarte Banza e Elsa Pinho e encenação de Figueira Cid.

UMA PORTA TEM QUE ESTAR ABERTA OU FECHADA de Alfre

 

Junto envio o Dossier de comunicação do espectáculo, duas fotografias de Álvaro Côrte-Real e o Spot áudio do espectáculo.

Estamos disponíveis para o agendamento de conversas com o encenador presencial ou remotamente e para vos receber na estreia. 

 

Com os melhores cumprimentos, 

Joana Alves

(917682292)

 

 

Uma porta tem que estar aberta ou fechada

de Alfred de Musset

 

 

Tradução JOANA CASPURRO

Encenação FIGUEIRA CID

Com DUARTE BANZA e ELSA PINHO | à viola ANTÓNIO PINTO DE SOUSA

Cenografia JOÃO PITEIRA

Figurinos CATARINA CID 


Imagem original do espectáculo YUCO DI LELLO

Design gráfico LUIS LUZ

Fotografia ÁLVARO CÔRTE-REAL

Mestras de guarda-roupa CHISSANGUE AFONSO e LUISA SOUSA

Construção (oficinas da Câmara Municipal de Évora) CARLOS MESTRE, EDUARDO BALIXA e JUVENAL ADELINO

Operação de Luz e de Som HENRIQUE MARTINS

M/12

 

 

Estreia Nacional a 15 de Julho | 21h30

Rua do Eborim | Espaço Celeiros | Évora

Em cena até 31 de Julho | Quarta a Sábado | 21h

 

Bilhetes: 8,00 € (4,00 € p/ jovens, estudantes e reformados)

Reservas: 266 747 047 | abruxateatro@gmail.com

  

 

Estrutura apoiada pelo Ministério da Cultura/Direcção Geral das Artes

Co-produção com a Câmara Municipal de Évora |

Apoios da PédeXumbo e DianaFM

CENDREV comemora 45 anos com espectáculos de entrada gratuita!