Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Óbidos | Latitudes - Literatura e Viajantes - “Latitudes” de Fernão de Magalhães, em Óbidos, de 26 a 29 de Abril

Pontapé de saída do Ano Magalhânico

“Latitudes” de Fernão de Magalhães, em Óbidos, de 26 a 29 de Abril

 

Cartaz Latitudes 2018.jpg

 

Entre 26 e 29 de abril, Óbidos vai receber o LATITUDES, o segundo encontro de literatura e viajantes. Viagens escritas, faladas, ilustradas e animadas são algumas das propostas de um fim-de-semana que vai reunir em Óbidos nomes sonantes da Literatura e das Viagens. Haverá lançamentos de livros, exposições, oficinas e experiências literárias para os mais novos, workshops, música e conversas sem tempo. É dado ainda o pontapé de saída para o Ano Magalhânico, que celebra os 500 anos da viagem de circum-navegação que Fernão Magalhães fez entre 1519 e 1522.

 

Lívia Aguiar, brasileira nascida entre as serras arredondadas de Minas Gerais, é jornalista e escritora, graduada em Jornalismo, com formação complementar em Artes Gráficas, pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), está em residência literária em Óbidos e irá, durante o evento, realizar um worskhop para quem deseje produzir textos e imagens a partir da errância das ruas de Óbidos.

 

E porque temos uma parceria com Granada, Cidade Criativa da Literatura, contamos também com a presença da poeta e narradora Begoña Calejón que está, de igual forma, a fazer uma residência literária em Óbidos.

 

Os Urban Sketchers Portugal e o Grupo do Risco vão ocupar o átrio do Auditório Municipal da Casa da Música com uma exposição intitulada “Óbidos Vista pelos UrbanSketchers”. Vão também promover outras atividades, como a Conferência “Viagem pela América Latina”, por Eduardo Salavisa, o Worskhop “Composição poética”, por Bruno Vieira, ou a Conferência “Tempos e espaços de viagem no espaço heterotópico do caderno”, por Marco António Costa. O Grupo do Risco promove, de igual forma, iniciativas como a apresentação do livro “Expedição Príncipe”, edição Príncipe Trust, ou a Conferência “Olhares em redor do património cruzado de Portugal e Marrocos”, por José Paula.

 

Pedro Mota e David Rollán irão apresentar, na Galeria da Casa José Saramago, a exposição de fotografia “A Latitude do Olhar”, promovendo uma mesa redonda sobre a mesma com Alexandre Coutinho. Também neste espaço se poderão ouvir os testemunhos de três dos líderes da agência de viagens The Wanderlust. Patrícia Campos irá apresentar o seu livro “Onze/Nove - A Minha América Latina”, por sua vez, Miriam Augusto e Tiago Fidalgo têm preparada uma sessão sobre Descentralização e Sustentabilidade em Viagem.

 

José Manuel Marques, Presidente da Estrutura de Missão das Comemorações Magalhânicas, e Gérman Guerrero, Embaixador do Chile em Portugal, vão estar à conversa sobre “Fernão de Magalhães – Do Atlântico ao Pacífico”, moderada pelo jornalista João Ferreira Oliveira.

 

Haverá lugar, também, para a apresentação de projetos cinematográficos de Albert Flechoso, realizador da “Odisseia das especiarias”, de António Galey, realizador de “O Mundo de Magalhães”, produzidos por Fernando Centeio, Zulfimes.

 

Raquel Ochoa, vencedora do prémio literário revelação Agustina Bessa-Luís em 2009, e com vários romances publicados, fará um workshop de Escrita Criativa, gratuito, no dia 27 de abril.

 

Para os mais pequenos, as oficinas “Piratas a Bordo! Embarcar na Circum-Navegação” abordam temas como as Coordenadas, astronomia, navegar – trajeto de ponto A a B, mapa, ponto geográfico – Óbidos, herbário, cheiros – especiarias, movimento – mar/barco, sons. Estas atividades são também gratuitas.

 

No primeiro dia do Latitudes, haverá um concerto de música chilena do séc. XX, com composições para guitarra, de Violeta Parra, com Alejandro Escobar, transportando-nos para outros lugares e imaginários.

 

O Latitudes encerra no dia 29 de abril com uma apresentação performativa do livro “Silêncio”, por João Francisco Vilhena e Pedro Oliveira.

 

A Via Verde, através do seu Programa Viagens e Vantagens, assume-se, uma vez mais, como parceiro deste evento assim como o Bom Sucesso Resort, alojamento oficial do Latitudes.

 

Informações adicionais e programa em www.obidosvilaliteraria.com/latitudes.

 

 

Óbidos | Inauguração da Casa José Saramago, segunda-feira, 23 de Abril, às 18 horas

Inauguração do novo espaço, segunda-feira, 23 de Abril, às 18 horas

Casa José Saramago em Óbidos: assumir Óbidos como um lugar de expressão da literatura e da cultura

 

Jose-PIC.jpg

 

Inaugura na próxima segunda-feira, 23 de Abril, em Óbidos, a Casa José Saramago, numa parceria entre o Município de Óbidos, a Óbidos Vila Literária e a Fundação José Saramago. A cerimónia terá lugar às 18 horas, na antiga galeria do Pelourinho, na rua Direita, que, a partir de agora, será a Casa José Saramago e a sede de Óbidos Cidade Criativa da Literatura da UNESCO.

 

“Temos um Prémio Nobel da Literatura, José Saramago, temos uma Vila Literária em Portugal”, explica Celeste Afonso, acrescentando que “as duas decidiram assumir Óbidos como um lugar de expressão da literatura e da cultura”. “Juntando aquilo que é a missão, os principios e os fundamentos da Fundação José  Saramago, com aquilo que é a missão da Cidade Cidade Criativa da Literatura, e aquela que é a sua estratégia, criou-se um espaço que vai abrir no dia 23, dia Mundial do Livro, simbolicamente”, explica.

 

Para a diretora executiva de Óbidos Cidade Criativa da Literatura da UNESCO, a Casa José Saramago será “um espaço laboratório de criação” e uma “mostra do que culturalmente e literariamente se faz em Portugal, numa primeira fase, e no Mundo”.  A responsável, afirma que este novo espaço “é muito mais que uma casa que tem apenas o nome José Saramago”, garantindo que “é uma parceria efectiva entre a Fundanção e Óbidos Vila Literária”.

 

Celeste Afonso explica que o espaço será multifuncional e multicultural. “Apesar de não ser muito grande, ele vai acolher um conjunto de áreas, como uma biblioteca/sala de leitura, onde vamos ter toda a obra de Saramago em todas as línguas, mas vamos ter também outros títulos, outros livros e outros autores”, revela. A responsável afirma ainda que a Casa José Saramago “vai ter um auditório, uma galeria, vai ser sede da Cidade Criativa da Literatura [da UNESCO], vai ter exposições, lançamento de livros, conversas, filmes, espetáculos, workshops…”.

 

Para além da programação que virá da Fundação José Saramago, a Casa José Saramago, em Óbidos, “terá também vida própria”, indo ao encontro daquilo que tem sido o programa da Óbidos Vila Literária ao longo de todo o ano. “A Casa José Saramago vai ser aquilo que nós achamos que nos estava a faltar neste momento, que era um espaço que pudesse ser a personificação do que é Óbidos Vila Literária”, conclui.

 

 

 

Óbidos | Concertos de Piano com António Vitorino de Almeida, Manuela Gouveia e Jun Kanno

Semana Internacional de Piano de Óbidos

SIPO Júnior decorre de 4 a 7 de Abril, em Óbidos

 

Realiza-se de 4 a 7 de Abril, em Óbidos, a Semana Internacional de Piano de Óbidos “Júnior” (SIPO – Júnior).

 

Os cursos destinam-se a estudantes de piano do 4º ao 8º grau e serão lecionados por Manuela Gouveia (Portugal) e Jun Kanno (Japão/França).

 

As aulas decorrem de 4 a 6 de Abril, na Academia de Música de Óbidos, das 10h00 às 13h00 e das 14h30 às 17h30.

 

Os participantes terão direito a duas aulas de 45 minutos (uma aula com cada professor), assistência a todas as aulas e concertos, uma hora de estudo diário e participação no Concerto final, mediante aprovação dos professores.

Concertos de Piano:

Auditório Municipal Casa da Música
· 5 Abril [21h00] – Manuela Gouveia
· 6 Abril [21h00] – Jun Kanno
· 7 Abril [15h00] – Audição final dos participantes
Entrada livre para familiares dos participantes
· 7 Abril [21h00] – António Victorino de Almeida

 

Entradas:
10€/concerto
Ouvintes (Master Classes e concertos): 55€

 

A SIPO – Júnior é promovida e organizada pela ACIM – Associação de Cursos Internacionais de Música de Óbidos, com o apoio institucional da Câmara Municipal de Óbidos, Óbidos Criativa, E.M. e da Academia de Música de Óbidos.

 

Contactos: pianobidos@gmail.com | Telm.: 91 44 00 702 | www.pianobidos.org

Óbidos | Dia Mundial da Poesia celebrado com um Encontro Global de Poetas

Cidades Criativas da Literatura UNESCO

Dia Mundial da Poesia celebrado com um Encontro Global de Poetas 

 

WorldPoetryDayINTERNATIONAL-OBIDOS.jpg

 

Para assinalar o Dia Mundial da Poesia, Óbidos Cidade Criativa da Literatura e as suas congéneres por todo o mundo associaram-se através da realização de eventos literários em 13 locais. Em Óbidos, este dia será assinalado com a projeção de um poema de Armando da Silva Carvalho, poeta natural do Olho Marinho, Óbidos, na fachada da Porta da Vila. Mas as comemorações prolongam-se até ao dia 28 de Março, dia que o autor completaria 80 anos. 

 

O Dia Mundial da Poesia assinala-se anualmente no dia 21 de Março e é o momento de celebração dos nossos poetas e de uma das mais importantes formas de expressão cultural e linguística da Humanidade. A poesia, presente em todas as culturas e em todos os continentes, toca a nossa humanidade comum e os nossos valores partilhados, transformando o mais simples poema num poderoso catalisador do diálogo intercultural e da paz.

 

É uma forma de arte que, mais do que qualquer outra, demonstra o poder transformador das palavras. 

 

No dia 21 de março decorrem, em todo o mundo, os eventos que celebram a amplitude e diversidade dos poetas das cidades criativas da UNESCO, entre os quais: 

 

  • Um recital de poesia, com a participação de 60 autores em 24 bibliotecas da cidade de Granada, envolvendo os poetas de Nottingham e Ljubljana, Georgina Wilding e Anja Golob, respectivamente. O Embaixador da Boa Vontade das Cidades Criativas da UNESCO, a poeta italiana Maria Francesca Merloni, participará também no evento. 
  • Heidelberg colocou 45 poemas de 22 poetas dentro dos comboios que percorrem a cidade. Um comboio especial irá também viajar pela cidade, com paragens regulares, dentro do qual um poeta irá recitar poesia para os passageiros, a cada 10 minutos. 
  • Em Tartu vai decorrer um  movimento de poesia por toda a cidade envolvendo 15 recitais em 7 locais diferentes. 
  • Uma diversidade de atividades irá ter lugar em Cracóvia, incluindo um percurso poético pela cidade, uma apresentação de novos poemas projetados na fachada de um prédio em Bracka St e o lançamento do programa do Festival de Poesia Milosz deste ano.  
  • A casa de Heidelberg, na sua cidade gémea francesa, Montpellier, apresentará uma noite dedicada à poesia alemã e ao seu impacto na literatura francesa. 
  • Barcelona vai receber um workshop de poesia e diversos eventos que contam com a participação de Maria Isern e Guillem Gavaldà, vencedores do prémio Francesc Garriga Poetry Prize. 
  • Outros eventos de poesia e performances artísticas irão também decorrer em Iowa e Praga.

 

O Dia Mundial da Poesia foi declarado, pela primeira vez, pela UNESCO durante a sua trigésima conferência em Paris, em 1999, com o objetivo de promover a diversidade linguística através da expressão poética e criar oportunidades para línguas em perigo serem ouvidas. 

 

Ageas Seguros promove cultura com apoio ao Festival Doclisboa e Festival Literário Internacional de Óbidos

A Ageas Seguros, no âmbito do trabalho desenvolvido em prol da cultura nacional, patrocina dois dos festivais importantes do panorama português: o Festival Doclisboa 2017 e o FOLIO -  Festival Literário Internacional de Óbidos. A marca estará presente no Doclisboa 2017 como seguradora oficial e através da promoção de um Cocktail Ageas na sessão de abertura Heart Beat no Cinema São Jorge.

Haverão ainda duas sessões Ageas Seguros no sábado e domingo:

Dia 21/10 pelas 21h: Documentário “Becoming Cary Grant” – Grande Auditório da Culturgest - http://www.doclisboa.org/2017/filmes/becoming-cary-grant/

Dia 22/10 16h15: Documentário “Cantores de Paris” - Sala Manuel de Oliveira no Cinema São Jorge - http://www.doclisboa.org/2017/filmes/os-cantadores-de-paris/

 

No FOLIO 2017, além do patrocínio ao evento, a Ageas Seguros marca ainda presença através do seu stand dinamizado pelos Agentes Ageas Seguros na Praça da Criatividade do recinto.

 

“A Ageas Seguros tem o objetivo de estimular o potencial artístico e cultural. Iniciativas de elevado valor como o Doclisboa e o Folio são para nós uma honra apoiar. Queremos estar ao lado daqueles que colocam o seu talento à disposição dos outros – um gesto que se traduz num ato generoso de partilha das suas sensibilidades no âmbito da música, cinema, literatura, design e muitas outras formas de expressão artística”, refere Alexandra Catalão, Diretora de Marketing da Ageas Seguros.

 

De 19 a 29 de outubro, o Doclisboa pretende promover, uma vez mais, o cinema como um modo de liberdade. O evento recusa a categorização da prática fílmica e procura novas problemáticas presentes na imagem cinematográfica, nas suas múltiplas formas de implicação no contemporâneo e procura ser um lugar de imaginação da realidade.

Também de 19 a 29 de outubro, desenrola-se o Festival Literário Internacional de Óbidos, um evento organizado pelo Município de Óbidos, que este ano tem a Revolução como tema principal. Na edição de 2017, Óbidos coopera com outras cidades literárias criativas, declaradas pela UNESCO, num programa que combina a música, a literatura e o design.

Óbidos apresenta Ópera em Setembro - Concertos dias 16 e 23, na Cerca do Castelo

Concertos dias 16 e 23, na Cerca do Castelo

Óbidos apresenta Ópera em Setembro 

 

OPERA.jpg

 

Em Setembro, Óbidos será palco de Concertos onde a música lírica será protagonista, unindo o cenário natural da Cerca do Castelo à melodia das orquestras e dos solistas, numa produção que promete surpreender as noites de final de Verão.

 

Assim, no dia 16, pelas 21h30, o concerto será composto por dois «Intermezzos»: “Il Maestro di cappella” e “La Serva Padrona” e será levado a cabo pela Orquestra Filarmonia das Beiras, sob direção do Maestro Vassalo Lourenço, em versões semi-encenadas, tendo como solistas Nuno Dias (baixo), Vera Silva (soprano) e Leandro Alves como personagem de Vespone (La serva Padrona).

 

Já no dia 23, com início às 21h30, a Cerca do Castelo recebe a Gala de Ópera, com a soprano Alexandra Bernardo, o barítono Armando Possante, os Coros Coral Nascente e Coral Alma Nova e a Orquestra Sinfónica Juvenil. Direção de Bernardo Marques.

 

Local e Bilhetes

Cerca do Castelo | Anfiteatro de Cima | Espaço semi-coberto

Bilhetes à venda nos locais habituais.

Preço por pessoa e espetáculo: 22,00€ - Plateia (cadeiras) e 18,00€ - Balcão (bancada)

 

Os concertos:

 

16 Setembro

Dois intermezzos (versão original): Il Maestro di Capella, de Domenico Cimarosa, e La Serva Padrona, do compositor italiano Giovanni Battista Pergolesi.

 

Il Maestro di Cappella de Domenico Cimarosa

O Mestre de Música está a ensaiar com a sua própria orquestra. Declara que quer executar uma ária em “estilo sublime”, referindo-se à autoridade dos antigos mestres “que sabiam tanto”. Quando finalmente a orquestra inicia a execução da ária, o resultado é desastroso. Cada um dos instrumentos entra no momento errado, estragando a música e obrigando o mestre a cantar, ele próprio, a parte de cada um. E assim o mestre continua, ensinando um a um, até que todos os músicos dos diferentes instrumentos aprendam a sua parte.

Depois de aprenderem, experimentam, enfim, tocar todos juntos a música proposta. Têm sucesso. O mestre de música, satisfeito, decide então que a orquestra toque uma “grande peça”, de grande efeito. Será que vão conseguir?

 

Intervenientes:

Músicos - Orquestra Filarmonia das Beiras

Mestre de Música – Nuno Dias (baixo)

Maestro – António Vassalo Lourenço

 

La Serva Padrona de Giovanni Battista Pergolesi

Sinopse:

Serpina, criada atrevida de Uberto, que dele, no entanto, faz os encantos, serve-o com demora e sobranceria e leva o seu atrevimento a ponto de, primeiro, querer condicionar as saídas do seu patrão e, depois, de se lhe impor como noiva, o que ele recusa. Um criado mudo, Vespone, também ao serviço de Uberto e nem sequer muito bem tratado por Serpina, será dela, porém, precioso comparsa na farsa que levará o amo a aceitar a criada em casamento: tomando a “máscara” de Capitão, numa autêntica rábula de “commedia dell’arte”, faz-se passar por noivo de Serpina, a quem o patrão deverá dar um dote, ou, se o não fizer, tomá-la então para si. A recusa de Uberto em pagar é o triunfo de Serpina, que de criada passa a patroa, desposando Uberto, que acede de bom grado ante a ameaça do terrível Capitão Tormenta.

 

Intervenientes:

Serpina – Vera Silva (soprano)

Uberto – Nuno Dias (baixo)

Vespone – Leandro Alves

 

Ficha Técnica e Artística:

Orquestra Filarmonia das Beiras (OFB)

Direção Artística e Musical - António Vassalo Lourenço

Encenação - Leandro Alves

Produção OFB – Messias Simões, Bruno Marques, Belinda Morais, Margarida Mendes, Rita Carvalho

Classificação etária: maiores de 3 anos

Coprodução- Estúdio de Ópera do Centro/Orquestra Filarmonia das Beiras (uma estrutura financiada pelo Ministério da Cultura / Direção Geral das Artes.

 

23 Setembro

Gala de Ópera

MOZART | As Bodas de Fígaro – Abertura (1756 – 1791)

PUCCINI | Gianni Schichi - O mio Babbino caro (1858 – 1924)

MOZART | As Bodas de Fígaro - Non più andrai (1756 – 1791)

VERDI | Nabucco - Coro dos Escravos Hebreus (1813 – 1901)

VERDI |Rigoletto - Caro nome (1813 – 1901)

ROSSINI | O Barbeiro de Sevilha - Largo al factótum (1792 – 1868)

ROSSINI | O Barbeiro de Sevilha - Dunque io son… tu non m’inganni (1792 – 1868)

VERDI | Traviata – Brindisi (1792 – 1868)

 

 

Ficha Técnica e Artística:

Orquestra Sinfónica Juvenil (OSJ)

Direção – Bernardo Marques

Produção OSJ – Vítor Mota

Óbidos | Semana Internacional de Piano volta a trazer a beleza da música a Óbidos

Concerto com Manuela Gouveia - SIPO - Arquivo MO.j

 

 

De 8 a 21 de Agosto

Semana Internacional de Piano volta a trazer a beleza da música a Óbidos

 

A XXII Semana Internacional do Piano de Óbidos (SIPO) decorre de 8 a 21 de Agosto. A SIPO 2017 reúne, mais uma vez, em Óbidos, grandes personalidades do mundo da música e, especialmente, do piano. É atualmente um dos eventos musicais mais destacados do nosso País, com largas repercussões a nível internacional.

 

A SIPO vai trazer, à vila de Óbidos, músicos de renome internacional num encontro com jovens estudantes de música, vindos de todo mundo, reunidos num desejo de aperfeiçoarem os seus conhecimentos musicais.

 

Durante estes dias, a música de piano enche por completo o burgo medieval de Óbidos: tanto pelos cursos dos Master Classes, que durante o dia decorrem paralelamente em vários locais, como pelos 11 concertos que integram o Festival deste ano e que, à noite, chamam um público cada vez mais numeroso e entusiasta.

 

Uma das novidades de 2017 passa pelo primeiro concerto se realizar no Centro Cultural de Congressos das Caldas da Rainha, dia 9 de Agosto, com Fausto Neves. Outra novidade passa pela atribuição, pela primeira vez, do “Prémio ACIM” à melhor interpretação de uma obra de um compositor português. 

 

A SIPO é promovida pela Associação de Cursos Internacionais de Música de Óbidos (ACIM) com o apoio da Câmara Municipal de Óbidos e do Governo Português, através do Ministério da Cultura, entre outros.

 

Cursos de Formação e Aperfeiçoamento

O programa da SIPO 2017 segue o mesmo conceito pedagógico dos anos anteriores, facto que até agora tem provado atrair tanto os alunos das Master Classes como o público assistente. Os participantes das Master Classes têm dado especial importância ao facto da SIPO lhes permitir uma formação continuada com excelentes pedagogos. 

 

Concertos

Os programas dos concertos abrangem obras do repertório musical de todas as épocas. Os executantes são os professores/pianistas da SIPO, artistas convidados e os alunos participantes das Master Classes. 

Durante os concertos dos alunos participantes será atribuído o prémio “Antena 2” aos estudantes que mais se destacarem. Este prémio será atribuído pelo voto do público e dos professores das Master Classes. Será atribuído pela primeira vez o “Prémio ACIM” à melhor interpretação de uma obra de um compositor português.

 

Atividades paralelas

Para além dos Cursos de Formação e dos Concertos do Festival, têm lugar uma Exposição de Fotografia de Ana Carvalho e uma Conferência a cargo de Joaquim Pinto da Silva. 

 

Sobre a ACIM

A Associação de Cursos Internacionais de Música (ACIM), com sede em Óbidos, foi constituída em 1996 como uma associação sem fins lucrativos. Os objetivos a longo prazo que presidiram à sua constituição basearam-se na criação, em Portugal, de um núcleo de atividades artístico-culturais de renome internacional que apostasse na qualidade e na continuidade das iniciativas tomadas, sublinhando a importância do elemento internacional na formação de jovens músicos. 

 

A nível local, a ACIM tem desempenhado um importante papel no desenvolvimento cultural e turístico da Região Oeste já que, entre outras atividades culturais em que predomina a formação musical, a ACIM promove, desde 1996, a Semana Internacional de Piano de Óbidos (SIPO).

 

Em 2000, a ACIM decidiu juntar a Música às Belas Artes, iniciando um ciclo de exposições paralelas à SIPO.

 

A SIPO visa trazer a Portugal, e mais concretamente à vila de Óbidos, local de valor histórico mundialmente reconhecido, músicos de renome internacional num encontro com jovens estudantes de música. Assim, a SIPO é atualmente um dos eventos musicais mais destacados do nosso País, com largas repercussões a nível internacional.