Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Teatro Extremo || Sementes_ Mostra_Internacional_Artes_para_Pequeno_Público_destaques_1º_fim_de_semana

descarregar (1).jpg

27ª edição do Festival Sementesestá a chegar.20 de maio a 5 junhoem Almada, Barreiro, Loures, Montemor-o-Novo, Palmela, Seixal, Sesimbra e Setúbal. 
 
Teatro, música, dança, circo, palhaços, ópera, marionetas, artes de rua, oficinas de expressões artísticas e exposição de artes plásticas. 


Neste primeiro fim-de-semana, 20 a 22 maio, fazem parte da programação dois espetáculos premiados “Mininu” de Fernando Mota (Lisboa, Loulé) com o prémio nacional da crítica 2004 e prémio de melhor espetáculo no Festival Avignon 2005 (ADAMI - prémio do público), no dia 21 de maio às 11h e 16h no Teatro-Estúdio António Assunção, Almada; “Nube, Nube”da companhia Periferia Teatro (Espanha)  Prémio Drac D’Or para melhor espetáculo infantil/familiar, da Feira de Titeres de Lérida 2021, Prémio de melhor espetáculo pelo júri infantil do 33º Festitíteres Alicante 2020 e Prémio de melhor espetáculo de títeres e objetos FETEN 2020 no dia 22 de maio às 11h e 16h no Teatro-Estúdio António Assunção, Almada

Toda a programação em https://www.teatroextremo.com/sementes-programacao/

CLÃ anunciam nova digressão de clubes - DÁ O QUE TEM

descarregar.jpg

Esta primavera os Clã tomam de assalto os clubes! 
No ano em que fazem 30 anos de carreira, um retorno ao ponto de partida para procurar novos caminhos e inspiração para o futuro. DÁ O QUE TEM são os Clã ao vivo, cara a cara, a experimentarem à tua frente, francos e sem filtros. Uma digressão única num momento único da vida da banda. A não perder!
Em menos de duas semanas, a banda passará por oito emblemáticas salas, espalhadas pelo país, com direito a uma visita a Espanha.
 A digressão conta com o apoio da Antena 3.
O primeiro concerto tem lugar no dia 26 de Abril, no Muscibox, em Lisboa, no dia seguinte a banda toca no Cine Incrível (Almada), no dia 28 no Salão Brazil (Coimbra), a 29 no Stereogun (Leiria) e a 30 no Carmo 81 (Viseu). Após uma pausa de 3 dias, a banda regressa à estrada a 4 de Maio para tocar no GrETUA (Aveiro), no Maus Hábitos (Porto) no dia 5, terminando a 6 de Maio em Vigo, no La Fábrica de Chocolate Club.
Esta digressão especial nasce da vontade dos Clã de reencontrar a atmosfera vibrante e eléctrica dos clubes e a forte proximidade com um público cúmplice e exigente. Uma série de concertos informais e de palco aberto ao imprevisto onde não vão faltar os temas de “Véspera “(último álbum da banda), canções que habitualmente não fazem parte do repertório ao vivo dos Clã, novas versões, entre outras surpresas. 
DÁ O QUE TEM marca o arranque da celebração dos 30 anos dos Clã. Uma festa que se prolongará ao longo do ano com mais novidades a anunciar em breve. 

CLÃ  - TOUR "DÁ O QUE TEM"

 

BILHETES
26/04 - Muscibox, Lisboa 
https://musicbox.seetickets.com/event/cla-02260422-/musicbox/2297238 
27/04 - Cine Incrível, Almanda
Bilhetes à venda no local. Reservas: 965 210 300
28/04 - Salão Brazil, Coimbra
https://www.bol.pt/Comprar/Bilhetes/107419-cla-jazz_ao_centro_clube/Sessoes
29/04 - Stereogun, Leiria
https://ticketline.sapo.pt/evento/cla-da-o-que-tem-62493
30/04 - Carmo 81, Viseu
Bilhetes à venda no local.
04/05 - GrETUA, Aveiro
https://ticketline.sapo.pt/evento/cla-da-o-que-tem-62499
05/05 - Maus Hábitos, Porto
À venda na Bol. Bilheteira abre ao longo do dia de hoje.
06/05 - La Fábrica de Chocolate Club, Vigo
Bilheteira electrónica abre ao longo do dia de hoje.

SAÚDE E EDUCAÇÃO | Piaget promove reflexão sobre saúde mental dos portugueses

00ct-promocao-saude-mental-comunidade.jpg

A saúde mental dos portugueses estará em debate no próximo dia 2 de março numa conferência organizada pelo Instituto Piaget. Com o tema “Promoção da Saúde Mental na Comunidade – Contributos da Psicologia Clínica”, o evento realiza-se no Auditório do Campus de Almada do Piaget, a partir das 14 horas.

 

A conferência serve de mote à inauguração oficial da Clínica Piaget instalada naquele Campus, uma infraestrutura de saúde vocacionada para a área da Psicologia, que se destina a servir tanto a comunidade académica como a população em geral, em condições muito acessíveis.

 

A conferência, que antecede o ato formal de inauguração da Clínica, pretende ser um momento de reflexão sobre a importância de um serviço de atendimento aberto à comunidade, tendo em vista a promoção da saúde mental dos cidadãos. Isto numa fase da nossa vida coletiva ainda muito afetada pelo atual contexto pandémico.

 

Para debater o tema estarão, como oradores convidados, Ana Lage Ferreira, da Ordem dos Psicólogos Portugueses; Telma Almeida, da Alertamente – Associação Nacional para a Saúde Mental; Pedro Ferreira, da Santa Casa da Misericórdia de Almada; e Sandra Roberto, doutorada em Psicologia Clínica e da Saúde e docente no Instituto Piaget de Almada.

 

A participação na conferência é gratuita, mas carece de inscrição prévia, a qual deverá ser feita online no site do Instituto Piaget, através do link https://ipiaget.org/conferencia-sobre-promocao-da-saude-mental-no-campus-de-almada/

 

A Clínica Piaget de Almada, cuja inauguração oficial contará com a presença da representante da direção nacional da Ordem dos Psicólogos Portugueses, dispõe de consultas de Psicologia Clínica, Avaliação Psicológica e Orientação Vocacional. O espaço funciona aos dias de semana entre as 14h00 e as 20h00 e aos sábados das 10h00 às 14h00, com preços especiais em função da missão social a que o Instituto Piaget pretende dar corpo com esta iniciativa. 

LA BURLA, de Bruno Brandolino e Bibi Dória

(web) La Burla 1 - Tristán Pérez-Martín.jpg

 
A performance La Burla, de Bruno Brandolino e Bibi Dória estreará na 2ª edição do Festival TRANSBORDA  Mostra Internacional de Artes Performativas de Almada.
 
La Burla é primeiro trabalho conjunto de Bruno Brandolino e Bibi Dória, uma ficção coreográfica num presente obscuro e pós-apocalíptico onde invocações e rituais misturam o sagrado e o profano.

 

La Burla é uma ficção coreográfica que acompanha duas figuras situadas em uma realidade distópica. O encontro entre o sagrado e o profano tomam forma em rituais e invocações de entidades que submergem das profundezas. Santas, bruxas, videntes, diabos, monstros e heroínas atravessam o imaginário desta peça, dando voz e corpo a um variado repertório iconográfico medieval.
La Burla é o resultado da parceria entre Bruno Brandolino (UY) e Bibi Dória (BR) em colaboração com Leticia Skrycky (UY). A pesquisa desta peça mobiliza perguntas que correspondem tanto a um pensamento coreográfico quanto a um desenvolvimento ficcional.
Perguntamo-nos: Quais as relações possíveis entre coreografia e ficção?

 

ESTREIAS | De 17 FEVEREIRO a 12 MARÇO | 2ª edição - FESTIVAL TRANSBORDA

 
2ª edição do Festival TRANSBORDA começa esta semana, na quinta-feira 17 de Fevereiro, e traz a Almada espetáculos, oficinas, performances e conversas sobre dança contemporânea, de 17 de Fevereiro a 12 de Março
 
Nesta edição vão estrear dois espectáculos:
 
ESTREIA | 26 FEV | SÁBADO | 20H00 | M/12 | 50 MIN
BARRICADA | MARCELO EVELIN (BR/NL) oficina-performance
Casa Municipal da Juventude de Cacilhas / Ponto de Encontro 
 
Barricada, espectáculo com 30 performances em cena e coreografia de Marcelo Evelin, é uma prática coletiva que propõe pensar proximidade como forma de resistência e o estar juntos como posição política. Uma figura coreográfica na qual um conjunto de corpos encadeados se articula e desarticula para marcar um momento no tempo e no espaço, questionando noções de autonomia para deslocar identidades e friccionar fronteiras. 
 
ESTREIA | 12 MAR | SÁBADO | 20H00 | M/16 | 40 MIN
LA BURLA | BRUNO BRANDOLINO E BIBI DÓRIA (BR/UY/PT)
Casa Municipal da Juventude de Cacilhas / Ponto de Encontro
 
La Burla é primeiro trabalho conjunto de Bruno Brandolino e Bibi Dória, uma ficção coreográfica num presente obscuro e pós-apocalíptico onde invocações e rituais misturam o sagrado e o profano.

APRESENTAÇÕES-CALENDÁRIO:
18 FEV | SEXTA | 21H00 | M/6 | 45 MIN
BLANC | VANIA VANEAU (BR/FR)
Academia Almadense - Auditório Osvaldo Azinheira 
 
ESTREIA | 26 FEV | SÁBADO | 20H00 | M/12 | 50 MIN
BARRICADA | MARCELO EVELIN (BR/NL) oficina-performance
Casa Municipal da Juventude de Cacilhas / Ponto de Encontro 
 
27 FEV | DOMINGO | 20H00 | M/16 | 55 MIN
ÉPOCA | VOLMIR CORDEIRO E MARCELA SANTANDER (BR/CL/FR)
Academia Almadense - Auditório Osvaldo Azinheira 
 
4 MAR | SEXTA | 21H00 | M/12 | 90 MIN
LE CRI E SUR LE FIL | NACERA BELAZA (DG/FR)
Teatro Municipal Joaquim Benite - Sala Principal

ESTREIA | 12 MAR | SÁBADO | 20H00 | M/16 | 40 MIN
LA BURLA | BRUNO BRANDOLINO E BIBI DÓRIA (BR/UY/PT)
Casa Municipal da Juventude de Cacilhas / Ponto de Encontro
 
OFICINAS: 
19 E 20 FEV | DAS 11H ÀS 14H
ZONAS DE CONTATO COM VANIA VANEAU
Casa Municipal da Juventude de Cacilhas / Ponto de Encontro 
 
23 FEV > 4 MAR | DAS 10H ÀS 16H
COMPOSIÇÃO/INTERPRETAÇÃO: O CORPO PENSANTE COM VERA MANTERO
Casa Municipal da Juventude de Cacilhas / Ponto de Encontro 
 
ONLINE - www.transborda.org
17 FEV > 12 MAR | CONVERSAS: ARTISTAS COM O CRÍTICO RUY FILHO

Concerto de Ano Novo com Tenor João Mendonza

JOAO MENDONZA 1 HD.jpg

 

O Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, na Baixa da Banheira, recebe, no dia 14 de janeiro, pelas 21:30h, o Concerto de Ano Novo com Tenor João Mendonza.

Acompanhado ao piano, à guitarra e um por um duo de cordas (violino e violoncelo), João Mendonza apresenta melodias clássicas alusivas à quadra, bem conhecidas do público, atravessando várias épocas e compositores. Do reportório constam temas como “Ave Maria”, “Hallellujah”, “Con te Partirò”, “Nessun Dorma” ou “Oh Holy Night”, entre muitos outros.  João Mendonza combina o melhor de diferentes géneros musicais. Dono de um registo vocal único e uma interpretação irrepreensível, o tenor cruza, por um lado, música sacra, ópera e música clássica e, por outro, a pop. Vai ainda ao fado, passando pelos boleros, legitimando um estilo internacionalmente designado por Lyric Pop ou Pop-Ópera, dentro do género de crossover clássico.

A qualidade do cantor e dos músicos que o acompanham proporcionará uma experiência inolvidável ao público presente. Um espetáculo imperdível!

 

Voz: João Mendonza | Piano e Guitarra: Pedro Zagalo | Violoncelo: Raquel Pernas | Violino: Rita Nunes          

 

Destinatários: Geral | M/6 anos

Duração: 60 min.

Bilhete: 8,85 euros

 

Fórum Cultural José Manuel Figueiredo.
Rua José Vicente, 2835-134 Baixa da Banheira

Horário da Bilheteira
De terça-feira a sábado, das 14:30h às 19:30h
Dias de espetáculo: Uma hora antes do início do espetáculo ou sessão; encerra aquando do início do espetáculo ou sessão.
Os bilhetes podem ainda ser reservados, através do telefone 210 888 900, no horário de funcionamento da bilheteira. As reservas têm que ser levantadas, no máximo, à véspera do espetáculo/sessão, com um limite de cinco bilhetes por reserva.

 

Compra de bilhetes online:

https://ticketline.sapo.pt/

http://pt-pt.facebook.com/cmmoita

E nos postos de venda aderentes: http://ticketline.sapo.pt/pagina/postosdevenda

 

A iniciativa realiza-se de acordo com as regras da Direção Geral de Saúde no que respeita à prevenção da doença COVID-19.

 

Orquestra Gulbenkian com Asmik Grigorian, dia 8, no TMJB

Cópia de Coro e Orquestra Gulbenkian Jorge Carmon

 

 

Orquestra Gulbenkian, com direcção musical de Clelia Cafiero, e com a soprano Asmik Grigorian, dia 8 de Janeiro, no TMJB.

Dia 8 de Janeiro, sábado, às 21h, no Teatro Municipal Joaquim Benite, a Orquestra Gulbenkian, com a soprano Asmik Grigorian, vão apresentar um concerto com obras de Strauss Jr., Puccini, Tchaikovsky, Mascani e Dvorák.

 

A soprano lituana Asmik Grigorian foi uma das fundadoras da Vilnius City Opera e foi premiada duas vezes com a Golden Stage Cross, o maior prémio da Lituânia para cantores. Em 2016, recebeu o prémio de Cantora Revelação nos International Opera Awards e em 2019 ganhou o galardão de Melhor Cantora do Ano. Actuou pela primeira vez no Festival de Salzburgo em 2017 onde recebeu elogios da crítica pela sua interpretação de Marie na ópera Wozzeck, de Alban Berg. Em 2019 estreou-se no Festival de Edimburgo com Eugene Onegin, de Tchaikovsky, numa produção da Komische Oper Berlin. O jornal The New York Times qualificou-a como “um dos mais indómitos talentos dramáticos da actualidade”. Neste arranque de 2022, a cantora será dirigida por Clelia Cafiero, maestrina napolitana em fulgurante afirmação que é actualmente Maestrina Associada da Ópera de Marselha. Uma selecção de aberturas e árias de ópera favoritas, em conjugação com empolgantes polcas, valsas e marchas vienenses da famosa família Strauss, combinam-se no programa do primeiro concerto do ano da Orquestra Gulbenkian.

 

O Serviço de Música da Fundação Calouste Gulbenkian foi criado em 1958 para fazer face às carências do meio musical português e inserir o país nos circuitos musicais internacionais. Fundada em 1962, a Orquestra Gulbenkian tem um efectivo de cerca de 60 instrumentistas e interpreta um amplo repertório que se estende do Barroco até à música contemporânea. A Orquestra e o Coro Gulbenkian são uma presença em digressões internacionais.

 

Orquestra Gulbenkian (Sala Principal do TMJB, dia 8 de Janeiro de 2022, sábado, às 21h.) M/6 | 85 m. | Preço: entre 11,90€ e 17€ (Clube de Amigos: 8,50€)

  

Direcção musical de Clelia Cafiero

Soprano Asmik Grigorian

 

Programa


Fledermaus – Abertura Johann Strauss Jr.
Madama Butterfly – Un bel dì vedremo / Manon Lescaut – Intermezzo Ato 3 / Manon Lescaut – In quele trine morbide Giacomo Puccini
Eugene Onegin – Tatyana’s Letter Scene Pyotr Tchaikovsky
Cavalleria Rusticana – Intermezzo Sinfónico Pietro Mascagni
Rusalka – Canção à Lua Antonin Dvorák
Pizzicato Polka / Tritsch Tratsch Polka / Eljen a Magyar! / An der schönen blauen Donau Johann Strauss Jr.

 

Mais informações em ctalmada.pt

Desalmadamente Lena d'Água

Desalmadamente Lena d'Água

Lena d'água_1@JoanaLages.jpg

 

Lena d'Água vai estar em Almada, no Teatro Municipal Joaquim Benite, dia 10 de Dezembro, sexta-feira, às 21h.

 

O regresso de Lena d’Água tem sido um dos mais festejados da música nacional. Icónica artista, eternamente inquieta, conhecida pela sua espontaneidade e dotada de uma voz poderosa e inconfundível que os anos mantiveram límpida, a primeira filha do mítico goleador do Benfica José Águas integrou grandes bandas que fazem parte da História da pop e do rock portugueses: Beatnicks, Salada de Frutas, Banda Atlântida. Mais tarde, com Rita Guerra e Helena Vieira, protagonizou Canções do Século, um espectáculo de Pedro Osório que deu que falar até perto do final dos anos noventa. Em 2008 gravou ao vivo no Hot Clube de Portugal um disco de jazz ainda hoje celebrado: Sempre, um conjunto de grandes temas assinados por grandes nomes que a acompanharam ao longo da sua vida de cantora: José Mário Branco, Sérgio Godinho, Jorge Palma, António Variações e Luís Pedro Fonseca.

 

O seu novo disco, Desalmadamente, aplaudido unanimemente pela crítica, mostra agora que está a ser igualmente bem recebido pelos fãs, tendo sido considerado Álbum do Ano 2019 pela revista Blitz e pela Antena 3 do Serviço Público de Rádio. Nos seus concertos, Lena d’Água recupera alguns dos principais títulos do seu repertório, da década de 1980 até ao presente. Sempre que o amor me quiserDemagogiaGrande Festa e Hipocampo são alguns dos temas obrigatórios em palco. Com Desalmadamente, Lena d’Água venceu dois dos Prémios Play da Música Portuguesa 2020 nas categorias de Melhor Artista Feminina e Prémio da Crítica, tendo contado com a colaboração de Pedro da Silva Martins (letras e músicas), João Correia, António Vasconcelos Dias, Sérgio Nascimento, Mariana Ricardo, Francisca Cortesão e Benjamim (arranjos).

 

Lena d’Água (Sala Principal, dia 10 de Dezembro de 2021, sexta, às 21h) M/6 | 1h20 | Preço: entre 11,90€ e 17€ (Clube de Amigos: 8,50€)

 

Teclados e Coros Luís Nunes
Teclados, Guitarra e Coros António Vasconcelos Dias
Guitarras e Coros Francisca Cortesão
Guitarras e Coros João Correia
Baixo e Coros Mariana Ricardo
Bateria e percussão Sérgio Nascimento

Mais informações em ctalmada.pt

Concerto de Natal pela Camerata Atlântica, no TMJB

TMJB.JPG

 

Concerto de Natal, pela Camer

Foto Camerata Atlântica.jpg

 

ata Atlântica, dias 18 e 19 de Dezembro, no TMJB

 

Concerto de Natal pela Camerata Atlântica, no TMJB

 

O Teatro Municipal Joaquim Benite apresenta o tradicional Concerto de Natal, nos dias 18 e 19 de Dezembro, sábado, às 21h, e domingo, às 16h.

 

A Camerata Atlântica é um projecto musical iniciado em 2013 e idealizado pela violinista venezuelana Ana Beatriz Manzanilla, sua directora artística. Desde então, a formação tem-se apresentado em todas as grandes salas de concertos, festivais, grandes eventos e temporadas de música do País. Criou o Concurso Nacional de Cordas Vasco Barbosa, que contou com a sua primeira edição em 2015 e é já considerado um dos principais concursos de música a nível nacional. Em 2016 protagonizou no encerramento da série especial da União Europeia de Rádios intitulada A influência da América Latina, com posterior transmissão na Alemanha, Bulgária, Croácia, Espanha, Grécia, Hungria, República Checa e Roménia. Em 2017 actuou na programação oficial de Lisboa Capital Ibero-americana da Cultura, realizou concertos em Espanha e editou o seu primeiro CD, Fuga para a América Latina. Numerosos solistas de méritos reconhecidos têm actuado com a Camerata Atlântica.

Sobre Magnificat em talha Dourada, o compositor Eurico Carrapatoso escreveu: «Esta obra foi concebida e escrita na minha aldeia em Trás-os-Montes, na companhia da canícula e da maré vazia do tempo. É uma obra iluminada por sol maior, a tonalidade que sinto nas talhas douradas e nos espaços reverberantes de Deus. É uma homenagem ao Barroco, o estilo onde triunfa o movimento, a espiral inebriante, o concerto dos sentidos. Como é natural, o espírito de Bach ecoa, pairando sobre a obra tal como, no princípio, o espírito pairava sobre as águas. Foi acrescentado ao texto canónico em latim um conjunto de trechos em português provindos do culto mariano popular sob a forma de cantos de romaria e de cantos populares natalícios.»

Concerto de Natal (Sala Principal, dias 18 e 19 de 2021, sábado, às 21h, e domingo, às 16h) M/6 | 45 m | Preço: entre 10,50€ e 15€ (Clube de Amigos: 7,50€)

 

Direcção musical de Ana Beatriz Manzanilla

Coro Juvenil Camerata Atlântica

 

Soprano Bárbara Barradas
Maestro do coro Nuno Margarido Lopes

 

CAMERATA ATLÂNTICA

 

Programa

 

Magnificat em talha Dourada Eurico Carrapatoso

 

Mais informações em ctalmada.pt