Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Passatempo - Quando vai Carmen fazer Lady Macbeth?

O Blog Cultura de Borla em parceria com TEATRO DOS ALOÉS tem bilhetes duplos para a peça Quando vai Carmen fazer Lady Macbeth? para as sessões de 21, 22 de Junho (21h30) e 23 de Junho (16h) nos RECREIOS DA AMADORA aos leitores que de 5 em 5 participações:

  

- enviarem um mail para culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ver Quando vai Carmen fazer Lady Macbeth?

com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone e a sessão que pretende.

- façam like na página do Teatro dos Aloés no Facebook;

 - Partihem o post do passatempo no facebook no seu perfil pessoal de forma pública e nomeando três amigos na partilha;

 

 

ATENÇÃO

Só é aceite uma resposta válida por endereço de e-mail e por concorrente pelo que não adianta enviar mais do um e-mail.

Excepto em casos de força maior que deverão ser atempadamente comunicados através do email culturadeborla@sapo.pt, contamos que os participantes aproveitem os bilhetes que ganharam, portanto concorra apenas se tem a certeza que pode estar presente.

Reservamo-nos o direito de excluir de futuros passatempos todos os que não procederem desta forma.

 

 

f858d856-2bfa-451b-8ddd-bf9f476e5248.jpg

 

 

 Quando vai Carmen fazer Lady Macbeth?

        20 de Junho a 1 de Julho nos Recreios da Amadora                         (quarta a sábado às 21h30/domingo às 16h00)

Informações e reservas: 916 648 204 ou teatrodosaloes@sapo.pt
Mais informações em: www.facebook.com/teatro.dosaloes


Sinopse: O público pediu mais histórias, Carmen pediu-nos mais espaço para as contar. Assim surge Quando vai Carmen fazer Lady Macbeth? Carmen é uma Clown. Mas não é “mais uma” Clown, dado o seu bom nascimento e o que entretanto conquistou.  Na verdade, a ideia de Carmen é muito simples e ao mesmo tempo extremamente complexa. Ela tem o sonho de fazer os papéis femininos mais famosos das peças de Shakespeare (como já foi o caso de Julieta) e acorda com o público só lhes retirar uma hora da sua atenção.  Para isso, ela tem na equipa, um contra-regra, com a função específica de não tirar os olhos do relógio que está em cena e fazer imediatamente soar um gongue no último movimento acordado do ponteiro dos segundos. Não perdendo o facto de ser uma Clown, ela sela este contrato prometendo dar o seu máximo no cumprimento de todas os trechos e tarefas que afincadamente preparou para dar a mostrar. E como se trata mesmo de dar o máximo… não pode prometer mais do que não ser a entrega àquele momento. Ao momento em si dentro daquela sala. O que pode incluir os movimentos daquele espectador de bigode sentado na primeira fila ou aquela mosca que perpassa a cena em busca do calor dos projectores…
Ficha Artística e Técnica: 
Com Elsa Valentim
Direcção Nuno Pino Custódio 
Música José Peixoto
Figurino Rafaela Mapril
Imagem e Cenografia João Rodrigues 
Produção Executiva: Daniela Sampaio 
Produção: Teatro dos Aloés 
M/14

Quando vai Carmen fazer Lady Macbeth? - Recreios da Amadora - 20 de Junho a 1 de Julho

 

f858d856-2bfa-451b-8ddd-bf9f476e5248.jpg

 

 

Foto © João Rodrigues, 2018

  Quando vai Carmen fazer Lady Macbeth?

        20 de Junho a 1 de Julho nos Recreios da Amadora                         (quarta a sábado às 21h30/domingo às 16h00)

Informações e reservas: 916 648 204 ou teatrodosaloes@sapo.pt
Mais informações em: www.facebook.com/teatro.dosaloes

Sinopse: O público pediu mais histórias, Carmen pediu-nos mais espaço para as contar. Assim surge Quando vai Carmen fazer Lady Macbeth? Carmen é uma Clown. Mas não é “mais uma” Clown, dado o seu bom nascimento e o que entretanto conquistou.  Na verdade, a ideia de Carmen é muito simples e ao mesmo tempo extremamente complexa. Ela tem o sonho de fazer os papéis femininos mais famosos das peças de Shakespeare (como já foi o caso de Julieta) e acorda com o público só lhes retirar uma hora da sua atenção.  Para isso, ela tem na equipa, um contra-regra, com a função específica de não tirar os olhos do relógio que está em cena e fazer imediatamente soar um gongue no último movimento acordado do ponteiro dos segundos. Não perdendo o facto de ser uma Clown, ela sela este contrato prometendo dar o seu máximo no cumprimento de todas os trechos e tarefas que afincadamente preparou para dar a mostrar. E como se trata mesmo de dar o máximo… não pode prometer mais do que não ser a entrega àquele momento. Ao momento em si dentro daquela sala. O que pode incluir os movimentos daquele espectador de bigode sentado na primeira fila ou aquela mosca que perpassa a cena em busca do calor dos projectores…

Ficha Artística e Técnica: 
Com Elsa Valentim
Direcção Nuno Pino Custódio 
Música José Peixoto
Figurino Rafaela Mapril
Imagem e Cenografia João Rodrigues 
Produção Executiva: Daniela Sampaio 
Produção: Teatro dos Aloés 
M/14

 
 
 

Liliana Martins |16 de Junho | Cine-Teatro D. João V

LILIANA MARTINS
"MEU TEMPO"
16 de Junho | 21:30
Cine-Teatro D. João V
(Damaia)

d2933912-56c2-45be-b944-84cca1173f14.jpg

 

LILIANA MARTINS apresenta "MEU TEMPO" no CINE-TEATRO D. JOÃO V, a 16 de Junho

LOCAL: Cine-Teatro D. João V, Damaia

DATA: Sábado, 16 de Junho | 21:30


PRESS RELEASE

O Cine-Teatro D. João V, na Damaia recebe no próximo dia 16 de Junho “Meu Tempo”, o espetáculo de Liliana Martins onde a artista, natural de Sintra, cruza as suas raízes de fadista com as suas fortes influências de música tradicional portuguesa. 

Fado, música tradicional popular e contemporânea em perfeita fusão na voz de Liliana Martins.

Meu Tempo” é também o título do seu segundo disco que nos leva numa viagem no tempo, onde a artista passa por um processo de maturação.

As suas origens vêm do Fado, tal como a sua maior inspiração, mas Liliana Martins não é apenas fadista, é isso e muito mais. A sua voz e interpretação trazem uma nova sonoridade onde se junta a música tradicional, popular e contemporânea.

 

 

Passatempo O CAVALEIRO DA DINAMARCA - Cineteatro D. João V

O Blog Cultura de Borla em parceria com TEATRO DOS ALOÉS tem bilhetes duplos para a peça O Cavaleiro da Dinamarca

para as sessões de 5 de Maio (21h30) e 6 de Maio (16h) no Cineteatro D. João V aos leitores que de 5 em 5 participações:

  

- enviarem um mail para culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ver O Cavaleiro da Dinamarca

com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone e a sessão que pretende.

 

 

- façam like na página do Teatro dos Aloés no Facebook;

 

 

 

aa8e444c-3686-4847-bf04-decf8844cab7.jpg

 

O Cavaleiro da Dinamarca de Sophia de Mello Breyner Andresen Cineteatro D. João V 5 Maio - 21h30 6 Maio - 16h 


Este texto conta a história de um cavaleiro que numa noite de Natal decide fazer uma grande viagem para passar o Natal seguinte em Belém. Este é o ponto de partida de uma epopeia, que nos guia desde o inicio da nossa Era até ao conhecimento dos limites do Mundo. Através das personagens que o cavaleiro vai encontrando, vamos vivenciando histórias e lendas de diferentes latitudes que na verdade são pilares da nossa civilização. De venezianos corações apaixonados a mentes brilhantes de Florença ao olhar de navegadores portugueses, passando por vários monumentos, ouvimos lendas e histórias apaixonantes que fazem parte da nossa cultura e da nossa identidade.  Passando do inferno de Dante às pinturas de Giotto, de São Francisco a fazer um pacto com o lobo navegamos com Pêro Dias, gesticulamos com ele na sua comunicação com os indígenas, navegamos, assim no nosso sangue e chegamos a casa  Esta é a partitura do nosso espectáculo que pretende não só chegar aos alunos do 7º ano mas a todo o público em geral.

Ficha artística: Texto: Sophia de Mello Breyner Andresen; Encenação: Sofia de Portugal; Interpretação: Afonso de Portugal, Carlos Malvarez, David Medeiros e João Redondo; Música: Afonso de Portugal; Cenografia, Figurinos, Design Gráfico, Fotografia: Aurélio Vasques;  Operação de Luz : Tasso Adamopoulos; Produção Executiva: Daniela Sampaio; Produção: Teatro dos Aloés; M/6.


Informações e reservas: 916 648 204 ou teatrodosaloes@sapo.pt
Mais informações em: www.facebook.com/teatro.dosaloes

O Cavaleiro da Dinamarca de Sophia de Mello Breyner Andresen no Cineteatro D. João V

aa8e444c-3686-4847-bf04-decf8844cab7.jpg

 

O Cavaleiro da Dinamarca de Sophia de Mello Breyner Andresen Cineteatro D. João V 5 Maio - 21h30 6 Maio - 16h 

 

Este texto conta a história de um cavaleiro que numa noite de Natal decide fazer uma grande viagem para passar o Natal seguinte em Belém. Este é o ponto de partida de uma epopeia, que nos guia desde o inicio da nossa Era até ao conhecimento dos limites do Mundo. Através das personagens que o cavaleiro vai encontrando, vamos vivenciando histórias e lendas de diferentes latitudes que na verdade são pilares da nossa civilização. De venezianos corações apaixonados a mentes brilhantes de Florença ao olhar de navegadores portugueses, passando por vários monumentos, ouvimos lendas e histórias apaixonantes que fazem parte da nossa cultura e da nossa identidade.  Passando do inferno de Dante às pinturas de Giotto, de São Francisco a fazer um pacto com o lobo navegamos com Pêro Dias, gesticulamos com ele na sua comunicação com os indígenas, navegamos, assim no nosso sangue e chegamos a casa  Esta é a partitura do nosso espectáculo que pretende não só chegar aos alunos do 7º ano mas a todo o público em geral.

Ficha artística: Texto: Sophia de Mello Breyner Andresen; Encenação: Sofia de Portugal; Interpretação: Afonso de Portugal, Carlos Malvarez, David Medeiros e João Redondo; Música: Afonso de Portugal; Cenografia, Figurinos, Design Gráfico, Fotografia: Aurélio Vasques;  Operação de Luz : Tasso Adamopoulos; Produção Executiva: Daniela Sampaio; Produção: Teatro dos Aloés; M/6.


Faça a sua reserva respondendo a esta newsletter e usufrua de 50% desconto sobre o valor do bilhete normal (bilhete normal 10€).

Informações e reservas: 916 648 204 ou teatrodosaloes@sapo.pt
Mais informações em: www.facebook.com/teatro.dosaloes

Passatempo "CORAGEM HOJE, ABRAÇOS AMANHÃ" - Recreios da Amadora

O Blog Cultura de Borla em parceria com TEATRO DOS ALOÉS tem bilhetes duplos para a peça  "CORAGEM HOJE, ABRAÇOS AMANHÃ" para cada sessão de 13 a 15 de Abril nos Recreios da Amadora - 13 e 14 de Abril - 21:30 | 15 Abril - 16:00  aos leitores que de 5 em 5 participações:

  

- enviarem um mail para culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ver "CORAGEM HOJE, ABRAÇOS AMANHÃ" 

com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone e a sessão que pretende.

 

 

- façam like na página do Teatro dos Aloés no Facebook;

 

 

 

899113fc-d9b8-44d7-b588-4938c2549d07.jpg

 

 

 "CORAGEM HOJE, ABRAÇOS AMANHÃ" 
13 a 15 de Abril nos Recreios da Amadora
(Sexta e Sábado às 21h30,  Domingo às 16h)

 
O Teatro dos Aloés acolhe "CORAGEM HOJE, ABRAÇOS AMANHÃ" ,  um espectáculo escrito a partir de testemunhos, cartas e memórias de mulheres que estiveram presas pela PIDE durante o período do Estado Novo. Mulheres que sofreram a tortura do sono, da estátua, mas acima de tudo, a tortura de serem privadas da sua liberdade. Mulheres que eram avós, mães, filhas, esposas, namoradas, amantes, companheiras, camaradas. Mulheres que não são figuras históricas dentro de um livro empoeirado, mas que existiram mesmo e que algumas delas ainda se cruzam connosco na rua e guardam duras memórias no coração.

Direcção artística, dramaturgia, encenação e interpretação: Joana Brandão; Assistência de encenação: Elsa Galvão e Maria João Abreu; Consultoria: Irene Pimentel; Desenho de Luz: Paulo Santos; Iluminação: João Lopes; Sonoplastia: João Bucho; Cenografia: Joana Brandão; Figurino: Maria Gonzaga; M/16.

INFORMAÇÕES E RESERVAS: 916648204 ou teatrodosaloes@sapo.pt

 

Mais informações em: www.facebook.com/teatro.dosaloes

" CORAGEM HOJE, ABRAÇOS AMANHÃ" - 13 a 15 de Abril nos Recreios da Amadora

 

899113fc-d9b8-44d7-b588-4938c2549d07.jpg

 

 "CORAGEM HOJE, ABRAÇOS AMANHÃ" 
13 a 15 de Abril nos Recreios da Amadora
(Sexta e Sábado às 21h30,  Domingo às 16h)

 
O Teatro dos Aloés acolhe "CORAGEM HOJE, ABRAÇOS AMANHÃ" ,  um espectáculo escrito a partir de testemunhos, cartas e memórias de mulheres que estiveram presas pela PIDE durante o período do Estado Novo. Mulheres que sofreram a tortura do sono, da estátua, mas acima de tudo, a tortura de serem privadas da sua liberdade. Mulheres que eram avós, mães, filhas, esposas, namoradas, amantes, companheiras, camaradas. Mulheres que não são figuras históricas dentro de um livro empoeirado, mas que existiram mesmo e que algumas delas ainda se cruzam connosco na rua e guardam duras memórias no coração.

Direcção artística, dramaturgia, encenação e interpretação: Joana Brandão; Assistência de encenação: Elsa Galvão e Maria João Abreu; Consultoria: Irene Pimentel; Desenho de Luz: Paulo Santos; Iluminação: João Lopes; Sonoplastia: João Bucho; Cenografia: Joana Brandão; Figurino: Maria Gonzaga; M/16.

INFORMAÇÕES E RESERVAS: 916648204 ou teatrodosaloes@sapo.pt

 

Mais informações em: www.facebook.com/teatro.dosaloes

Passatempo DONA ROSINHA, A SOLTEIRA ou A LINGUAGEM DAS FLORES

 

O Blog Cultura de Borla em parceria com TEATRO DOS ALOÉS tem bilhetes duplos para a peça DONA ROSINHA, A SOLTEIRA ou A LINGUAGEM DAS FLORES para os dias 27 e 28 de Março (21h30) e 29 de Março (16h00) nos Recreios da Amadora  aos leitores que de 5 em 5 participações:

  

- enviarem um mail para culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ver DONA ROSINHA, A SOLTEIRA ou A LINGUAGEM DAS FLORES com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone e a sessão que pretende.

 

 

- façam like na página do Teatro dos Aloés no Facebook;

 

97ed2a1d-d0a6-47e8-85e9-27e30b863b19.jpg

      DONA ROSINHA, A SOLTEIRA ou A LINGUAGEM DAS FLORES
            Coprodução Teatro dos Aloés / Teatro Meridional
                 21 a 29 de Março nos Recreios da Amadora

Sinopse: Rosinha é jovem e está apaixonada pelo primo, com quem vai casar. Vive numa casa de província com os Tios, por quem foi adotada. No entanto, os pais do noivo, por motivos de saúde, clamam a presença do amado, para que este os ajude na reabilitação de uma fazenda da família. Com dor, Rosinha e o noivo despedem-se em promessa mútua de ser breve a separação. Rosinha fica a preparar o enxoval, enquanto vai aguardando as cartas do seu amor.

Passatempo DONA ROSINHA, A SOLTEIRA ou A LINGUAGEM DAS FLORES

O Blog Cultura de Borla em parceria com TEATRO DOS ALOÉS tem bilhetes duplos para a peça DONA ROSINHA, A SOLTEIRA ou A LINGUAGEM DAS FLORES para os dias 22 e 23 de Março (21h30) e 24 de Março (16h00) nos Recreios da Amadora  aos leitores que de 5 em 5 participações:

  

- enviarem um mail para culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ver DONA ROSINHA, A SOLTEIRA ou A LINGUAGEM DAS FLORES com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone e a sessão que pretende.

 

 

- façam like na página do Teatro dos Aloés no Facebook;

 

97ed2a1d-d0a6-47e8-85e9-27e30b863b19.jpg

 

      DONA ROSINHA, A SOLTEIRA ou A LINGUAGEM DAS FLORES
            Coprodução Teatro dos Aloés / Teatro Meridional
                 21 a 29 de Março nos Recreios da Amadora

Sinopse: Rosinha é jovem e está apaixonada pelo primo, com quem vai casar. Vive numa casa de província com os Tios, por quem foi adotada. No entanto, os pais do noivo, por motivos de saúde, clamam a presença do amado, para que este os ajude na reabilitação de uma fazenda da família. Com dor, Rosinha e o noivo despedem-se em promessa mútua de ser breve a separação. Rosinha fica a preparar o enxoval, enquanto vai aguardando as cartas do seu amor.

Coprodução Teatro dos Aloés / Teatro Meridional - DONA ROSINHA, A SOLTEIRA ou A LINGUAGEM DAS FLORES - Estreia 21 de Março nos Recreios da Amadora

 

97ed2a1d-d0a6-47e8-85e9-27e30b863b19.jpg

 

 

  DONA ROSINHA, A SOLTEIRA ou A LINGUAGEM DAS FLORES
            Coprodução Teatro dos Aloés / Teatro Meridional
                 21 a 29 de Março nos Recreios da Amadora

Sinopse: Rosinha é jovem e está apaixonada pelo primo, com quem vai casar. Vive numa casa de província com os Tios, por quem foi adotada. No entanto, os pais do noivo, por motivos de saúde, clamam a presença do amado, para que este os ajude na reabilitação de uma fazenda da família. Com dor, Rosinha e o noivo despedem-se em promessa mútua de ser breve a separação. Rosinha fica a preparar o enxoval, enquanto vai aguardando as cartas do seu amor.

 

Foto de ensaio: © Susana Monteiro, 2018

TEMPORADA Teatro dos Aloés (Recreios da Amadora) 
21 a 24 Março - 21:30 | 25 Março - 16:00
27 Março - Dia Mundial do Teatro - 21:30
28 Março - 21:30
29 Março - 16:00

Informações e reservas: 916 648 204 ou teatrodosaloes@sapo.pt
Mais informações em: www.facebook.com/teatro.dosaloes

TEMPORADA Teatro Meridional - 4 a 29 de Abril
Quarta a Sábado 21:30 | Domingo 16:00
 

Ficha Artística e Técnica: Autor: Federico Garcia Lorca; Encenação: Natália Luiza; Tradução: baseada em Ruy Belo; Interpretação: Carla Chambel, Carolina Santarino*, Elsa Valentim, Filipa Matos Rosa*, Joana Flora*, Jorge Silva, José Peixoto, Mafalda Berenguer*, Mariana Branco de Sousa*, Raquel Oliveira, Rita Ramos Mendes*, Rosinda Costa, Susana Madeira, Tadeu Faustino, Vera Lagoa* (*estagiárias ACT-Escola de Actores); Espaço Cénico e Figurinos: Marta Carreiras; Música Original e Espaço Sonoro: Rui Rebelo; Desenho de Luz: Pedro Marques; Assistência de Encenação: Nuno Távora; Dir. Cena, Assistência de Cenografia e Montagem: Marco Fonseca; Assistência de Produção Teatro Meridional: Susana Monteiro; Produção Executiva Teatro Meridional: Rita Conduto; Produção Executiva Teatro dos Aloés: Daniela Sampaio; Assessoria Jurídica: Diogo Salema; Assessoria de Gestão: Mónica Almeida; Coprodução: Teatro dos Aloés e Teatro Meridional