Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Exposição do escultor Paulo Neves cria "Circuito de Arte Contemporânea" - para ver até 23 de junho, em Braga

Exposição cria “Circuito de Arte Contemporânea” temporário no coração de Braga

GALERIA SHAIRART DST APRESENTA “OS INSTANTES DA MATÉRIA”

DO ESCULTOR DE PAULO NEVES

 

**galeria shairart dst, Museu Nogueira da Silva e Basílica dos Congregados

 

IMG_01.jpg

 

A shairart tem patente a exposição “Os Instantes da Matéria”, do prestigiado escultor Paulo Neves, que se encontra distribuída por três espaços do centro de Braga. A galeria shairart dst, o Museu Nogueira da Silva e a Basílica dos Congregados são as estruturas da cidade que integram este circuito temporário de Arte Contemporânea de Braga que a curadora Helena Mendes Pereira quis criar com esta mostra, de entrada livre. 

Até 23 de junho, é possível visitar a obra de Paulo Neves que, como destaca a curadora, “estabeleceu desde sempre uma relação com a natureza, criando um vocabulário formal e compositivo que se mantém nas obras em madeira, pedra, ferro e nas variações em materiais plásticos e sintéticos, conferindo-lhe uma coerência e constância enquanto escultor.” 

É precisamente esta variedade de formas e matérias do artista, natural de Oliveira de Azeméis, que a shairart leva até Braga. “O circuito começa no jardim do Museu Nogueira da Silva, na Avenida Central, onde as esculturas em ferro assumem protagonismo, seguindo-se a galeria shairart dst, que se cobre de uma seleção de madeiras, produzidas entre 1978 até aos dias de hoje, com caminhos para o céu, convites a espreitar por entre as rodas e anéis, sugestões de mandalas e conjuntos escultóricos com detalhes em bronze que nos arrancam suspiros”, revela Helena Mendes Pereira. O circuito encerra-se na Basílica dos Congregados, “na qual se encontra a figura de Cristo e uma iconografia limpa que associamos a imagens de Santas”, conclui.

Reconhecido como um dos melhores escultores portugueses da atualidade, as obras de arte de Paulo Neves integram as mais prestigiadas coleções em Portugal, Angola, Espanha, Bélgica, Brasil, Itália e Alemanha, destacando-se o Museu da Arte Moderna em Donaueschingen, na Alemanha. Conta com mais de uma centena de exposições ao longo da sua carreira, individuais e coletivas, tendo percorrido Portugal de Norte a Sul, assim como vários países, tais como Espanha, Alemanha, Roménia, Itália, Estados Unidos, Mónaco, França e Grécia.

galeria shairart dst

A galeria shairart dst é um espaço situado no centro de Braga, com uma área de exposição de 800 m2, distribuída por diferentes salas, apoiadas por um pequeno auditório, sala para a realização de oficinas de artes plásticas e outros espaços de apoio, onde se incluem áreas de reservas, devidamente equipadas para acondicionar obras de arte.

Horário:

14h00 às 19h00, de segunda-feira a sábado.

Outros horários disponíveis por agendamento

Morada:

Rua do Raio 175,

4710-923 Braga

O Principezinho em Braga no Dia da Criança

O Principezinho leva sonhos e amizade
a Braga no Dia da Criança

 

image011.jpg

 

Ao longo de 2018, a escadaria central do Braga Parque é palco de vários espetáculos. Junho traz animação a dobrar – não fosse o mês em que se celebra o Dia da Criança.

 

No dia 1 de junho, serão os mais pequenos a arrastar os pais e a implorar por uma ida ao Braga Parque.  O Principezinho vai andar por lá para fazer as delícias de todos num fantástico espetáculo de teatro que dispensa apresentações, com já tantas gerações conquistadas.

Há sessões às 10:30h, às 15h e às 21:30 horas, para que ninguém perca a oportunidade. Como habitualmente, a entrada é livre, pelo que este é um programa ideal para toda a família.

 

Já a 9 de junho, às 11h e às 16h, são os 3 Porquinhos que saem diretamente do Jangada Teatro para a escadaria do Braga Parque, transformando-se em Fantoches que protagonizam um teatro musical.

 

 

O Braga Parque continua a revelar-se muito mais que um espaço de compras, com uma oferta de lazer diversificada e contínua que proporciona momentos e experiências de grande qualidade aos visitantes.

 

Sobre os espetáculos:

 

O Principezinho, Jangada Teatro

Baseado na obra de Saint-Exupéry. Um espetáculo de teatro musical para toda a família em que sentimentos como amizade, perda e amor são apresentados de forma ingénua e simples, acessível aos mais novos. Na procura/viagem que O Principezinho faz pelos diferentes planetas, encontra a diversidade das personagens acantonadas e sós. E para cada uma dessas personagens haverá uma música, elemento também distintivo de cada situação. A plasticidade, a interpretação e a conceção musical, cada uma enriquecerá o espetáculo, mostrando que uma parte do jogo teatral é para a criança e outra para o adulto.

 

3 Porquinhos, Jangada Teatro

A tradicional história dos 3 porquinhos contada num teatro musical de fantoches com uma porca, três porquinhos e um lobo, auxiliados por outras quatro personagens, que representam o ser humano. Inspirada na tradição de fantoches portuguesa, a companhia foi à procura dos materiais usados, os quais se resumem ao tecido e à madeira. Para a construção dos personagens seguiu-se a técnica das matrafonas (bonecas de trapos costuradas com restos de tecidos), adaptando-a a partir daí ao boneco de teatro. 3 Porquinhos é uma peça da Jangada Teatro, com encenação de Luiz Oliveira e interpretação de Luiz Oliveira, Rita Calatré e Vítor Fernandes. Tem música original de Ricardo Fráguas.

 

Emperor X com We Bless This Mess em Portugal | JUNHO '18

d9522a93-3256-4adc-a470-5a79e9edf841.jpg

 

 
EMPEROR X + WE BLESS THIS MESS

-- PORTUGAL --

20.06 - 23.06
 
20.06 | Café Au Lait - Porto (evento)
21.06 | Livraria Mavy - Braga (evento)
22.06 | Lounge - Lisboa (evento)
23.06 | Festival A Porta - Leiria (evento
 
Emperor X regressa a Portugal em Junho

4 datas: Porto, Braga, Lisboa e Leiria
 
O irreverente e enérgico Chad Matheny, mais conhecido por Emperor X, está de volta a Portugal passado 4 anos. Produzindo música desde 1998, professor de química, matemática e graduado em física, Chad passou maior parte da última década a viajar entre comboios e autocarros por toda a Europa e América do Norte.

Entre os dias 20 e 23 de Junho de 2018, inclusive com a participação num "Facebook Live" no dia 19 em parceria com a Comunidade Cultura e Arte, Emperor X vai estar acompanhado de Nelson Graf Reis (We Bless This Mess em formato solo) em 3 das 4 datas, antes do lançamento do próximo disco 'Awareness Songs and Side Stories' marcado para 14 de Setembro deste ano. 

A mini digressão por Portugal está a cargo da Oh Lee Music, contando com o apoio da Infected Records, Planalto Records e da Flix Agency. 
 

 

Lazer | Braga Romana à boleia de Biga

Visitar Braga Romana à boleia de Biga é o convite
do Braga Parque para viagem no tempo

image012.jpg

 

De 23 a 27 de maio, Braga faz uma viagem no tempo e regressa ao universo romano de Bracara Augusta. O Braga Parque volta a apoiar a iniciativa e, nesta XV edição, convida a um passeio único de Biga Romana na cidade dias 25, 26 e 27.

 

Reza a História que as Bigas foram, na Antiguidade, verdadeiros carros de guerra. Milhares de anos depois, estão de volta à cidade de Braga para fazer as delícias de quem quiser subir e embarcar numa viagem no tempo que promete ser uma experiência única.

 

Atrelada a dois cavalos, tal como nas suas origens, a Biga Romana estará estacionada no espaço do Braga Parque no Largo Barão de S. Martinho, junto ao Café A Brasileira, e o passeio faz-se até ao Jardim de Santa Bárbara ou até ao Largo de Santa Cruz. A volta de Biga Romana é gratuita e tudo o que os interessados têm que fazer é dirigir-se ao ponto de partida e aguardar pela sua vez.

 

Os passeios de Biga podem ser feitos por duas a três pessoas e estão disponíveis nos dias 25, 26 e 27 de maio, nos horários: 10h – 12h; 15h – 17h; 18h – 20h.

 

Mas o espírito da Braga Romana chega mais cedo ao Braga Parque e o centro comercial vai receber dois momentos culturais verdadeiramente animados para os visitantes:

 

19 de maio, 15 horas – “Família Vroculis”, pelo Grupo de Teatro Tin.Bra

20 de maio, 15 horas – atuação de “Cabra Cega”, grupo de música

 

A história de Braga é também a história do Braga Parque – o centro comercial marca presença nos momentos de maior importância da cidade desde sempre, oferecendo vivências culturais e artísticas de grande qualidade aos visitantes ao longo de todo o ano. Em 2018, o Braga Parque apoia a tradicional Cerimónia do Casamento Romano, que se vai realizar dia 27 de maio na Praça do Município, e para a qual convida todos a assistir.

 

 

Festival Música d’Ponte é nova proposta cultural Bracarense

Festival Música d’Ponte é nova proposta cultural Bracarense

 Evento decorre nos dias 9 e 10 de Junho, no Parque da Ponte

cartaz Música d'Ponte.jpg

 

O Parque da Ponte acolhe nos dias 9 e 10 de Junho a primeira edição do Festival Música d’Ponte, uma nova proposta cultural do Município de Braga que pretende estabelecer pontes entre diferentes culturas e estilos musicais. A primeira edição tem por tema a Portugalidade, o seu legado artístico e histórico, por coincidir com as Comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas.

Segundo Lídia Dias, vereadora da Cultura, o festival constitui uma das propostas mais ambiciosas do calendário cultural da Cidade, apresentando-se, ao mesmo tempo, como um convite para a fruição de alguns dos melhores intérpretes portugueses.

“A Ponte, que costuma quebrar a cisão entre duas margens, será a mesma Ponte que nos permitirá conciliar diferentes propostas musicais num único espectáculo”, salientou Lídia Dias, lembrando que o festival visa ainda proporcionar aos Bracarenses uma nova forma de comemorar o Dia de Portugal.

No Parque da Ponte, o público poderá usufruir de um vasto leque de intérpretes, recitais, agrupamentos, ensembles instrumentais/vocais acrescentando valor artístico à região, como 'As Vozes da Rádio', 'Miguel Guedes & Drumming', 'Orquestra Artave com Elisabete Matos' ou os Gaiteiros de Lisboa e, ainda, uma oferta especial para os mais pequenos com projectos pedagógicos, que convidam à interactividade com o público.

A festa da música contará ainda com apresentações de escolas de ensino artístico musical e de dança, exposições e expositores permanentes que vão colorir o Parque da Ponte.

O Festival Música d’Ponte tem direcção artística de ‘L’Effetto Ensemble’, com Rui Gama e Dora Rodrigues.

Braga: Núcleo Museológico de Dume é ‘importante referencial’ da memória colectiva

CMB18052018SERGIOFREITAS00000012768.jpg

 

O Núcleo Museológico de Dume abriu esta Sexta-feira ao público os conteúdos expositivos das ruínas arqueológicas da basílica Sueva de Dume. Este é mais um importante ponto de interesse na componente patrimonial com um espólio muito significativo e exemplar da antiga arquitectura cristã da Europa Ocidental.

A inclusão é uma das grandes apostas deste equipamento, uma vez que o espaço está totalmente equipado para receber visitantes com qualquer tipo de limitações, sejam elas de mobilidade, visual ou auditiva. A musealização das ruínas da antiga Catedral, localizadas sob a actual igreja paroquial de Dume e seus espaços circundantes, é fruto da união de esforços entre a União de Freguesias de Real, Dume e Semelhe, Município de Braga, Universidade do Minho e a Igreja, a “verdadeira legatária” das memórias referencias agora expostas.

Segundo Miguel Bandeira, vereador da Câmara Municipal de Braga, este espólio “assume uma importância impar pela sua singularidade e valia patrimonial, constituindo-se como exemplar único, cuja valorização permitirá projectar as Ruínas Arqueológicas de São Martinho de Dume para o mesmo patamar dos grandes conjuntos europeus similares, integrando-o nos circuitos internacionais de arquitectura cristã antiga”.

O Núcleo Museológico de Dume é um equipamento cultural da União de Freguesias, composto pelo edifício que alberga o túmulo de São Martinho de Dume e pelas ruínas arqueológicas (basílica e mosteiro Suevo e balneário Romano), já classificados como Monumento Nacional.

 “Este Núcleo é um importante referencial da nossa memória colectiva. Estes são espaços que nunca estão verdadeiramente encerrados a novos contributos do conhecimento, podendo sempre apresentar novas descobertas e revelações”, sustentou Miguel Bandeira, esperando que “em pouco tempo este seja um museu do conhecimento do grande público”.

A fruição das ruínas assenta na criação de um circuito entre o edifício que alberga o túmulo de São Martinho de Dume e a igreja, sob o actual adro, de modo a proporcionar a visita às ruínas conservadas. O visitante poderá visualizar vídeos e contextualização no auditório e iniciar depois uma espécie de ‘viagem no tempo’, circulando pela parte subterrânea do adro da igreja, vendo ruínas da antiga ‘Villa Romana’ e do mosteiro e basílica Suevas, terminando na sala do túmulo.

Já para presidente da União de Freguesias de Real, Dume e Semelhe, Francisco Silva, o objectivo é colocar este Núcleo Museológico nos roteiros nacionais e internacionais. “Este património, além de valorizar a freguesia, vai permitir realizar uma viagem no tempo, para que Dume ocupe o seu lugar na história religiosa e de Portugal”, disse.

O Núcleo Museológico de Dume funciona de Terça a Sábado (excepto o primeiro Sábado de cada mês) das 14h00 às 1800 e aos primeiros Domingos de cada mês entre as 09h30 e as 12h30. O Espaço disponibiliza ainda um serviço educativo com visitas guiadas para grupos e outras actividades, sujeitas a marcação prévia na União de Freguesias de Real, Dume e Semelhe.

 

Abertas candidaturas ao “On/Off - Concurso Artístico Noite Branca Braga 2018”

CMB01092017SERGIOFREITAS0000008682.jpg

 

 

25 mil euros para apoiar projectos artísticos

Abertas candidaturas ao “On/Off - Concurso Artístico Noite Branca Braga 2018”

Com o objectivo de enriquecer culturalmente a edição 2018 da Noite Branca de Braga, que se realiza de 31 de Agosto a 2 de Setembro, a Fundação Bracara Augusta (FBA), em parceria com a Câmara Municipal de Braga, lança um concurso aberto a toda a comunidade na procura de actividades culturais complementares ao evento.

Este concurso pretende atrair participações nas áreas da Media Arts (Arte digital e Multimédia), Teatro, Dança, Música, Artes Visuais, Arquitectura, Design e Arte Urbana.

A Fundação Bracara Augusta apoiará os projectos com financiamento até 4.000€, 2.000€ e 1.000€, num apoio total de 25.000€.

Ao concurso podem concorrer pessoas singulares ou colectivas, independentemente da sua naturalidade, desde que cumpram os termos disposto no regulamento, disponível para consulta em www.fbracaraaugusta.org.

As candidaturas ao concurso já estão abertas desde dia 16 de Maio e decorrer até ao dia 15 de Junho. A mesma pode ser realizada através do preenchimento do formulário de candidatura online em www.fbracaraaugusta.org.

As candidaturas serão analisadas por um júri composto por 3 elementos seleccionados e propostos pela Fundação Bracara Augusta e Câmara Municipal de Braga.

Os vencedores serão anunciados até às 23:59 horas do dia 29 de Junho de 2018.

Espetáculos para toda a família chegam ao Braga Parque

image004.jpg

 

 

Quem diz que só as salas de espetáculos podem ter bons momentos de cultura?

Ao longo de 2018, a escadaria central do Braga Parque será palco de várias atuações, do teatro à música, e até dança.

 

«Um palhaço entra num centro comercial e começa a falar sozinho». Parece mentira, mas a verdade é que vai acontecer já este sábado, dia 7 de abril, às 11 e às 16 horas. Fábrica das Gravatas é o primeiro de vários espetáculos de artes performativas que o Braga Parque vai oferecer na sua programação para 2018. O objetivo é que as famílias, e principalmente as crianças, possam desfrutar de momentos culturais e de lazer com qualidade de forma gratuita.

 

Em maio será a vez de Sin Remite, um circo-teatro bem-humorado da autoria do espanhol Jean Philippe Kikolas, que promete despertar atenções e emoções sem palavras, apenas com gestos. Acontece no dia 12 pelas 11 horas e repete-se às 16h.

 

Junho traz animação a dobrar – não fosse o mês em que se celebra o Dia da Criança – e começa logo no dia 1 com O Principezinho, um espetáculo que dispensa apresentações com já tantas gerações conquistadas. Há sessões às 10:30h, às 15h e às 21 horas, para que ninguém perca a oportunidade.

 

A 9 de junho, 11h e às 16h, são os 3 Porquinhos que saem diretamente do Jangada Teatro para a escadaria do Braga Parque, transformando-se em Fantoches que protagonizam um teatro musical.

 

Todas as iniciativas são gratuitas e abertas à comunidade. Ano após ano, o Braga Parque continua a revelar-se muito mais que um espaço de compras, com uma oferta de lazer diversificada e contínua que proporciona momentos e experiências de grande qualidade aos visitantes.

 

Sobre os espetáculos:

Fábrica das Gravatas, Nuvem Voadora – Associação Cultural

É um solo de palhaço que aborda de uma forma absurda, filosófica e poética a condição do homem em relação às máquinas, à tecnologia e ao trabalho. O dia-a-dia de um palhaço que trabalha numa fábrica de gravatas que é constantemente interrompido pelos pequenos prazeres da vida.  A batalha entre o tempo, as máquinas e os palhaços começou!

 

Sin Remite, de Jean Philippe Kikolas

Um espetáculo de circo-teatro e humor gestual. Uma personagem que, sem palavras, desperta uma sensação de nostalgia. Um jogo entre cenário, objetos e público. Sin Remite é um espetáculo com técnicas como o teatro gestual e as piadas visuais, que nos envolvem num mundo à parte. É inspirado na comédia slapstick e no cinema cómico de Buster Keaton, Charlie Chaplin e Jacques Tati.

 

O Principezinho, Jangada Teatro

Baseado na obra de Saint-Exupéry. Um espetáculo de teatro musical para toda a família em que sentimentos como amizade, perda e amor são apresentados de forma ingénua e simples, acessível aos mais novos. Na procura/viagem que O Principezinho faz pelos diferentes planetas, encontra a diversidade das personagens acantonadas e sós. E para cada uma dessas personagens haverá uma música, elemento também distintivo de cada situação. A plasticidade, a interpretação e a conceção musical, cada uma enriquecerá o espetáculo, mostrando que uma parte do jogo teatral é para a criança e outra para o adulto.

 

3 Porquinhos, Jangada Teatro

A tradicional história dos 3 porquinhos contada num teatro musical de fantoches com uma porca, três porquinhos e um lobo, auxiliados por outras quatro personagens, que representam o ser humano. Inspirada na tradição de fantoches portuguesa, a companhia foi à procura dos materiais usados, os quais se resumem ao tecido e à madeira. Para a construção dos personagens seguiu-se a técnica das matrafonas (bonecas de trapos costuradas com restos de tecidos), adaptando-a a partir daí ao boneco de teatro. 3 Porquinhos é uma peça da Jangada Teatro, com encenação de Luiz Oliveira e interpretação de Luiz Oliveira, Rita Calatré e Vítor Fernandes. Tem música original de Ricardo Fráguas.

 

Braga será palco da primeira Bienal de Arte Sacra Contemporânea

Evento internacional estabelece pontes entre a Igreja e a Cultura

 

 

A Cidade de Braga será palco da primeira Bienal Internacional de Arte Sacra Contemporânea. O evento dá a conhecer a obra de um vasto leque de artistas nacionais e internacionais, que colocam a sua arte e imaginação ao serviço do fenómeno religioso. A decorrer de 3 de Agosto a 3 de Setembro, no Museu Pio XII, esta Bienal reúne artistas plásticos e escultores que irão demonstrar o seu potencial criativo sob a forma de uma peça nova e original.

“Braga, além de ser uma Cidade de fé, é uma Cidade de cultura onde a criatividade ganha nova projecção e isso acaba por ser sintetizado por este evento que promove uma nova forma de expressão artística e uma nova dinâmica cultural”, referiu Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, esperando que este projecto pioneiro “seja uma referência crescente no futuro e que ganhe créditos a nível internacional para estimular e atrair cada vez mais artistas”.

A participação neste projecto está aberta a todos os que pretendem demonstrar e partilhar a sua criatividade, respeitando os parâmetros e história da arte sacra. No total, serão admitidos 50 artistas que serão avaliados por um júri que irá distinguir os primeiros três classificados, sendo que o quarto classificado será escolhido pelo público. A atribuição dos prémios terá lugar no Theatro Circo durante uma gala a realizar no mês de Setembro.

O evento acarreta uma componente solidária, uma vez que irá doar uma tela pintada pelo público à CERCI Braga.

As inscrições podem ser efectuada no site do evento em www.bienaldebraga.pt até 31 de Maio.

A Bienal, desenvolvida pela Atlas Violeta - Associação Cultural e Apoio Social aos Países de Língua Portuguesa, em parceria com o Museu Pio XII, conta com o apoio da Câmara Municipal de Braga e pretende realçar a beleza e singularidade presente na arte sacra contemporânea.

Teatro para toda a família este sábado no Braga Parque

image004.jpg

 

Há teatro para toda a família este sábado no Braga Parque

 

Quem diz que só as salas de espetáculos podem ter bons momentos de cultura?

Ao longo de 2018, a escadaria central do Braga Parque será palco de várias atuações, do teatro à música, e até dança.

 

Depois do sucesso de Fábrica das Gravatas, em abril, os espetáculos para toda a família regressam ao Braga Parque já este fim-de-semana.

 

No sábado, dia 12 de maio, será a vez de Sin Remite, um circo-teatro bem-humorado da autoria do espanhol Jean Philippe Kikolas, que promete despertar atenções e emoções sem palavras, apenas com gestos.

Acontece pelas 11 horas e repete-se às 16h.

 

Sobre o espetáculo:

 

Sin Remite, deJean Philippe Kikolas, é um espetáculo de circo-teatro e humor gestual. Uma personagem que, sem palavras, desperta uma sensação de nostalgia. Um jogo entre cenário, objetos e público. Sin Remite é um espetáculo com técnicas como o teatro gestual e as piadas visuais, que nos envolvem num mundo à parte. É inspirado na comédia slapstick e no cinema cómico de Buster Keaton, Charlie Chaplin e Jacques Tati.

 

 

Todas as iniciativas do Braga Parque são gratuitas e abertas à comunidade. Ano após ano, o Braga Parque continua a revelar-se muito mais que um espaço de compras, com uma oferta de lazer diversificada e contínua que proporciona momentos e experiências de grande qualidade aos visitantes.