Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Feira das Cantarinhas de regresso a Bragança

Uma das mais antigas e tradicionais feiras do norte do país está de regresso a Bragança - a Feira das Cantarinhas realiza-se entre os dias 29 de abril a 1 de maio. É uma das tradições mais emblemáticas da cidade de Bragança, onde se vendem as famosas cantarinhas de barro que, segundo a tradição, trazem sorte a quem as receber. Uma sugestão de visita para conhecer melhor este símbolo da cultura brigantina e apreciar os sabores transmontanos. Saiba mais aqui.

image006.png

 

As pequenas cantarinhas de Pinela, uma das tradições mais emblemáticas do concelho de Bragança, vão poder ser oferecidas a quem bem se quer durante a Feira das Cantarinhas que, depois de um interregno de dois anos, regressa a Bragança, de 29 de abril a 1 de maio, juntando-se à XXXIV Feira de Artesanato de Bragança (de 27 de abril a 1 de maio). Uma organização conjunta do Município de Bragança e da Associação Comercial, Industrial e Serviços de Bragança.

 

Entre as atrações do evento, estão as atuações de diversos grupos locais de dança e teatro, o Campeonato de Portugal de Trial Urbano 4x4 e a I Meia Maratona das Cantarinhas (prova de atletismo), que acontece 22 anos depois do surgimento da tradicional Milha das Cantarinhas. Haverá, ainda, um espaço com muitas diversões no Parque Eixo Atlântico.

 

As atividades têm como objetivo gerar dinâmica na cidade, através da interligação entre a Feira das Cantarinhas, a Feira de Artesanato e o Comércio Tradicional. Já a 1ª Meia Maratona das Cantarinhas, a primeira corrida tradicional que inclui a distância de 21 quilómetros, desafiará atletas, profissionais e amadores também nas usuais categorias/distâncias de 10km, 5km, corridas jovens e caminhada. A prova inicia-se às 9h de 8 de maio, com concentração no Forte S. João de Deus.

 

__________

Cantarinhas: Peças com tradição

 

As pequenas cantarinhas que deram fama à Feira que decorre, no início de maio, em Bragança são, talvez, as peças mais conhecidas na atualidade da louça de barro de Pinela, mas nem sempre assim foi. Esta localidade, com forte tradição na olaria, foi, em tempos, o maior centro de produção de louça de barro da região. Produzia-se louça utilitária, cântaros, alguidares, vasos e muitas outras peças usadas no dia-a-dia pela população.

 

Contam os mais velhos que não havia família onde não existisse uma “cantareira” e era das mãos das mulheres que saiam as famosas peças, sendo que o processo de produção envolvia toda a família. As originais, de Pinela, ainda existem graças a uma artesã que, há cerca de uma década, decidiu recuperar esta arte tradicional e manter o nome de Pinela associado à olaria.

 

Foi em Bragança, na Feira das Cantarinhas, que nasceu a tradição de oferecer cantarinhas às raparigas solteiras. As que recebessem mais cantarinhas seriam as mais pretendidas pelos rapazes da terra. A tradição mantém-se e, na Feira das Cantarinhas, é habitual comprar estas pequeninas peças para oferecer a quem se quer bem.

 

__________

Explorar Bragança

 

Aproveite a visita a Bragança para conhecer melhor este destino. Conhecida pela sua beleza, Bragança é a cidade ideal para um passeio em família. O Castelo de Bragança é um dos locais mais visitados em todo o distrito. Construído pelo rei D. Dinis, no século XIII, este monumento é conhecido por oferecer uma vista incrível a quem passeia pelas suas muralhas e pelas suas 15 torres. Na  impressionante Torre de Menagem poderá visitar o Museu Militar.

 

Ainda na Cidadela, é imperdível uma visita à Igreja de Santa Maria do Sardão, à Domus Municipalis (monumento único na Península Ibérica) e ao Museu Ibérico da Máscara e do Traje, que acolhe os trajes e máscaras dos Caretos portugueses e espanhóis. Outro dos pontos que poderá visitar é a Igreja da Sé. Localizada no coração da cidade, foi construída no século XVI e está integrada num conjunto de edifícios que acolhe o Centro Cultural Municipal Adriano Moreira, o Conservatório de Música e Dança e as Bibliotecas Municipais.

 

Aproveite que está em pleno Centro Histórico de Bragança e visite o Solar dos Vargas, um belo exemplar arquitetónico apalaçado setecentista, onde, hoje, está instalado o Centro de Arte Contemporânea Graça Morais. Projetado pelo arquiteto Eduardo Souto de Moura, conjuga, na perfeição, a antiguidade e a modernidade de um equipamento vanguardista que acolhe trabalhos da transmontana Graça Morais e de alguns dos mais reconhecidos artistas contemporâneos nacionais e internacionais.

 

Praticamente na porta seguinte, e também num edifício assinado por Souto de Moura, o Centro de Interpretação da Cultura Sefardita do Nordeste Transmontano leva-nos por uma viagem através das vivências das comunidades judaicas que habitaram a fabulosa região transmontana e cuja memória perdura, ainda hoje, muito viva. Um espaço que é complementado pelo Memorial e Centro de Documentação Bragança Sefardita, uns metros mais à frente.

 

Rua abaixo, e encontra-se o Centro de Fotografia Georges Dussaud, onde uma imponente escadaria dá as boas vindas naquela que foi a casa do Visconde de Ervedosa e nos transporta para uma das mais bonitas coleções de fotografias, onde a alma transmontana ganha vida pela lente do fotógrafo francês que dá o nome ao espaço - Georges Dussaud.

 

Rua abaixo, nas costas da belíssima e romântica Igreja de São Vicente, onde D. Pedro e D. Inês de Castro se casaram em segredo, encontramos o Museu do Abade de Baçal, antigo Paço Episcopal de Bragança.

 

Percebe-se, aqui, porque é que esta é conhecida como a Rua dos Museus. Uma única rua, em pleno Centro Histórico, que, em 500 metros, tem a maior concentração de museus do Interior de Portugal.

 

Com tantos lugares para visitar e conhecer, não é de admirar a gastronomia brigantina seja de excelência. No final de cada “viagem”, as energias são repostas com um belo repasto transmontano, onde não falta o bom fumeiro e o pão caseiro, as suculentas e tenras carnes de animais criados ao ar livre ou os peixes pescados em rios locais, regados com um aromático azeite brigantino, ou as sobremesas à base de castanhas e mel.

 

Aproveite o fim de semana e passeie por paisagens únicas, como o Parque Natural de Montesinho, a Serra de Nogueira ou aldeias, como Rio de Onor (uma das 7 Maravilhas de Portugal – Aldeias) e Montesinho, onde o tempo flui mais devagar.

 

 

__________

Programa | Feira das Cantarinhas | Feira de Artesanato

 

27 de abril, quarta-feira

17h00

Abertura Oficial da XXXIV Feira de Artesanato de Bragança

Local: Praça Camões

 

17h30

Atuação do grupo “Chamamusical”

Local: Praça Camões

 

23h00

Encerramento

 

 

28 de abril, quinta-feira

10h30

Abertura da XXXIV Feira de Artesanato de Bragança

Local: Praça Camões

 

17h00

Atuação da “Real Tuna Universitária de Bragança”

Local: Praça Camões

 

21h30

Atuação da “Tôna Tuna”

Local: Praça Camões

 

23h00

Encerramento

 

 

 

29 de abril, sexta-feira

09h00

Abertura da Feira das Cantarinhas

Local: Ruas da cidade, no Centro Histórico

 

10h30

Abertura da XXXIV Feira de Artesanato de Bragança

Local: Praça Camões

 

17h00

Atuação do grupo “Concertinas Brigantinas”

Local: Praça Camões e Ruas da cidade, no Centro Histórico

 

21h30

Atuação do grupo “Ruído à Portuguesa”

Local: Praça Camões e Ruas da cidade, no Centro Histórico

 

00h00

Encerramento

 

 

30 de abril, sábado

09h00

Abertura da Feira das Cantarinhas

Local: Ruas da cidade, no Centro Histórico

       

10h30

Abertura da XXXIV Feira de Artesanato de Bragança

Local: Praça Camões

17h00

Atuação do grupo “Gaiteiros D’Onor”

Local: Praça Camões e Ruas da cidade, no Centro Histórico

19h-23h

 

Campeonato de Portugal de Trial Urbano 4x4

Local: Zona envolvente do Estádio Municipal Eng. José Luís Pinheiro

 

21h30

Atuação do grupo “Charango à Metralha”

Local: Praça Camões e Ruas da cidade, no Centro Histórico

 

00h00

Encerramento

 

 

1 de maio, domingo

09h00

Abertura da Feira das Cantarinhas

Local: Ruas da cidade, no Centro Histórico

       

9h-18h

Campeonato de Portugal de Trial Urbano 4x4

Local: Zona envolvente do Estádio Municipal Eng. José Luís Pinheiro

10h00

Abertura da XXXIV Feira de Artesanato de Bragança

Local: Praça Camões

16h00

Atuação do grupo “Gaiteiros d’un Rial”

Local: Praça Camões e Ruas da cidade, no Centro Histórico

 

19h00

Encerramento da XXXIV Feira de Artesanato

Local: Praça Camões

 

Teatro Municipal de Bragança homenageia o ator Ruy de Carvalho

 

O Teatro Municipal de Bragança presta uma homenagem a Ruy de Carvalho, um dos atores mais queridos pelo público português.

 

Ruy de Carvalho vai estar em Bragança para participar no espetáculo “A Ratoeira”, de Agatha Christie, integrado no Festival de Teatro VINTEeSETE no próximo 26 de março às 21h00.

 

A homenagem ocorrerá antes da realização da peça às 18h00, no Teatro Municipal de Bragança, sito na Praça do Prof. Cavaleiro de Ferreira.

 

Realizada com o apoio da Câmara Municipal de Bragança, a cerimónia celebra a vasta e diversificada carreira de Ruy de Carvalho no cinema, teatro e televisão, a qual tem sido distinguida com diversos prémios e galardões.

 

A Câmara Municipal de Bragança continua a reafirmar o seu compromisso com a cultura, através da valorização dos artistas nacionais e da promoção de eventos culturais de interesse público.

BRUNO NOGUEIRA | DEPOIS DO MEDO retoma a digressão em Setembro e despede-se em Fevereiro de 2020 na Altice Arena

Depois_do_Medo_Newsletter.jpg

 

 

Maia, Miranda do Corvo, Sever do Vouga, Funchal, Lisboa, Beja, Anadia, Bragança, Monção, Arcos de Valdevez, Loulé, Tábua e Mealhada são as primeiras paragens do espectáculo, que volta à estrada a partir de 6 de Setembro, no Fórum da Maia, e permanece em digressão até à grande despedida, em Fevereiro, na Altice Arena.

DEPOIS DO MEDO é o espectáculo que marcou o regresso ao Stand Up de Bruno Nogueira, tendo passado até agora, e desde a estreia a 29 de Novembro de 2018, por vinte e oito localidades num total de trinta e duas apresentações completamente esgotadas.
O Teatro Nacional Dona Maria II, em Lisboa, recebe o espectáculo com 5 apresentações em Outubro, que esgotaram em menos de 24 horas, assinalando desta forma a primeira vez que a emblemática sala lisboeta programa Stand Up. E as estreias não se esgotam aqui: o espectáculo despede-se dos portugueses a 14 de fevereiro na Altice Arena, sendo esta também a primeira vez que o a sala do Parque das Nações recebe um espectáculo a solo de Stand Up.

Ao momento a lista de apresentações ainda não se encontra fechada, pelo que brevemente serão anunciadas mais datas.

 

DATAS E LOCAIS CONFIRMADOS
6 Setembro – Fórum da Maia, Maia
21 Setembro – Casa das Artes de Miranda do Corvo
28 Setembro – Centro das Artes do Espectáculo de Sever do Vouga.
4 e 5 de Outubro – Centro de Congressos do Casino da Madeira, Funchal
9 a 13 de Outubro – Teatro Nacional Dona Maria II, Lisboa – ESGOTADO
18 Outubro – Pax Julia Teatro Municipal, Beja
19 Outubro – Cineteatro de Anadia
25 Outubro – Teatro Municipal de Bragança
26 de Outubro – Cineteatro João Verde, Monção
9 de Novembro – Casa das Artes de Arcos de Valdevez
14 de Novembro – Cineteatro Louletano, Loulé
15 Novembro – Centro Cultural de Tábua
16 de Novembro – Cineteatro Municipal da Mealhada
14 de Fevereiro – Altice Arena

Festa do Património na Basílica Santo Cristo de Outeiro | Bragança | 27 e 28 julho

DIAS DO PATRIMÓNIO A NORTE

 

BASÍLICA DE SANTO CRISTO DE OUTEIRO

27 e 28 julho 2018

 

image001.jpg

 

A Basílica de Santo Cristo de Outeiro é o sexto palco dos Dias do Património a Norte! A Basílica e o seu entorno enchem-se de atividades que proporcionam descobertas e experiências diversas que dão a conhecer a riqueza deste monumento de particularidades únicas.

 

As atividades começam com uma Visita-Jogo para os mais novos, na qual vão-se desvendando pistas até à descoberta de um “segredo guardados a sete chaves.” Para toda a família é a peça de teatro de marionetas “A Floresta”, nascida da imaginação dos mais pequenos, e onde o respeito pela natureza, a partilha e a amizade são o mote da ação. Uma visita guiada por membros da comunidade cruza o saber histórico com as estórias de quem com este monumento tem uma relação de proximidade. A meio da tarde, com o mote no Património e Território, guia-se uma conversa que propõe uma reflexão acerca do impacto que as diversas alterações territoriais, a vários níveis, provocam nas populações.

 

E porque a valorização e preservação do património diz também respeito ao património imaterial, preparou-se um piquenique, inspirado na tradição da pandorcada nas Festas de São Gonçalo e em que sabores da gastronomia regional, reinventados pelas mãos do chef Pedro Limão, serão partilhados e dados a provar.

 

Ao final da tarde far-se-ão ouvir as vozes de duas comunidades musicais brigantinas que, sob a orientação de Artur Carvalho e António Miguel, das Vozes da Rádio, criaram um espetáculo único e irrepetível.

Para almoçar e jantar, a Junta de Freguesia e a Comissão de Festas de Outeiro, disponibilizam um serviço de snack-bar, com petiscos e bebidas.

 

À noite, a voz de Aldina Duarte entoará no interior da Basílica, num concerto ímpar, envolto em contornos encantadores.

 

Assente na riqueza do passado, criamos memórias no presente e celebramos o nosso Património!

 

 

 

27 julho| sexta-feira

 

10:00 - Visita-Jogo à Basílica de Santo Cristo de Outeiro*

concepção: Ondamarela, OOF Design e Artur Carvalho

dinamização: Juliana Sá

*reservada a grupos

 

A Basílica guarda segredos que nunca foram desvendados. Visitá-la, conhecer a sua história e resolver os seus enigmas; revelam-se pistas cada vez mais interessantes e misteriosas, que nos levam a um surpreendente desfecho final.

 

28 julho | sábado

 

10:30 - Visita-Jogo à Basílica de Santo Cristo de Outeiro

concepção: Ondamarela, OOF Design e Artur Carvalho

dinamização: Juliana Sá

ponto de encontro: entrada da Basílica

 

11:30 - Teatro para famílias| “A Floresta”, Teatro e Marionetas de Mandrágora

local: exterior da Basílica

 

São as histórias escritas por crianças e que nos levam a olhar a natureza, as que têm mais valor. Foi através de uma dessas histórias que os elementos do Teatro e Marionetas de Mandrágora foram conduzidos a olhar a natureza e a observar como ela reclama a nossa atenção criticando a atuação poluidora e premiando a ação cuidada e atenta.

Os animais constroem uma festa feita com a natureza e os seus elementos naturais, depois de atravessarem tempos difíceis, homenageando a árvore como o elemento central da floresta.

São estes os valores que as crianças nos transmitem e são estes os verdadeiros valores, a amizade, o diálogo, a partilha e o respeito pela natureza.

 

Possibilidade de almoço no snack-bar da Junta de Freguesia de Outeiro.

 

15:30 - Visita Guiada por membros da comunidade

guias: Adriana Amaral e Isabel Dias Costa (DRCN), Alexandra Dias

ponto de encontro: entrada da Basílica

 

A história de um local não é apenas um conjunto de factos escritos ou estudados. Nesta visita cruzamos o conhecimento científico acerca da Basílica com um conjunto de outras dimensões, como as vivências da população que com ela privou ou os modos de vida de quem por aqui passou. Venha conhecer a Basílica e as suas estórias, numa visita guiada com pormenores únicos.

 

16:30 - Conversas | O Património e o Território

convidados: Álvaro Domingues e Helena Freitas

local: exterior da Basílica

 

A configuração dos territórios como hoje os conhecemos resulta da influência dos castelos, mosteiros, conventos e da fixação das populações ao longo dos tempos. A crescente urbanização das últimas décadas e as intervenções daí decorrentes trouxeram impactos territoriais marcantes, a vários níveis. O impacto mais imediato para o cidadão comum será o resultante do rasgar do território, alterando-o, abrindo “feridas” na paisagem e na relação afetiva que as populações construíram. Que políticas públicas e estratégias adotar no âmbito do território? O que urge fazer para enfrentar a complexidade e imprevisibilidade do mundo de hoje? Como dirimir a relação entre o permanente e o fugaz? 

 

18:00 – Piquenique | Pandorcada com Roscas e Sabores de Outeiro

com o Chef Pedro Limão

local: exterior da Basílica

 

Monta-se um cenário no adro da Igreja, com fogo aberto, danças populares e gastronomia. A tradição da Pandorcada nas festas de São Gonçalo é assim reforçada com um novo momento anual de partilha entre os locais. Pedro Limão, Chef, será o responsável por reinterpretações da gastronomia regional, que terão lugar em formato de piquenique, com espaço para workshop, cozinha tradicional e contemporânea e utilização das matérias primas locais para novas experiências gastronómicas.

 

Esta iniciativa tem o apoio da ProChef.

 

19:00 - Concerto com grupos da Comunidade

coordenação: Artur Carvalho e António Miguel

participação: Coral Brigantino e Coro da Basílica Menor de Santo Cristo de Outeiro

local: interior da Basílica

 

Esta é uma nova criação, desenhada com comunidades musicais brigantinas e que tem como ponto de partida a exploração da voz e do espaço. Uma obra musical que reflete a identidade dos participantes, da sua música e da sua cultura, em relação com o Monumento que se pretende celebrar. Os artistas Artur Carvalho e António Miguel, das Vozes da Rádio, dirigem dois coros locais e com eles constroem um espetáculo único e irrepetível.

 

Possibilidade de jantar no snack-bar da Junta de Freguesia de Outeiro.

 

21:30 - Concerto | Aldina Duarte

local: interior da Basílica

 

Quando a forma faz jus ao conteúdo, temos um  disco escrito por  Aldina Duarte - “Quando Se Ama Loucamente”  -  um elogio da paixão, que nasce da oferta de um tema inédito de Manuel Cruz (Ornatos Violeta) a Aldina. Um tributo à escritora Maria Gabriela Llansol  e um encontro do fado com diversas artes: fotografia,  grafismo, pintura e literatura, tendo como convidados especiais, Hélia Correia, João Barrento, Maria do Rosário Pedreira e Pedro Cabrita Reis.

Aldina Duarte transportará todo este Universo para a Basílica de Santo Cristo de Outeiro com a certeza de que estaremos diante de um espetáculo único.

 

 

 

A Câmara Municipal de Bragança assegura transfers entre Bragança e Outeiro, nos seguintes horários:

 

09h45 - saída junto ao Balcão Único do Município de Bragança

12h30 - regresso de Outeiro para Bragança

 

14h45 - saída junto ao Balcão Único do Município de Bragança

19h45 - regresso de Outeiro para Bragança

 

20h45 - saída junto ao Balcão Único do Município de Bragança

23h00 - Regresso de Outeiro para Bragança

 

 

Apoios:

Câmara Municipal de Bragança

Junta de Freguesia de Outeiro

Comissão de Festas de Outeiro 2017/2018

Y Y Y :: SURF CURSE estreiam-se em Portugal

 

A banda norte-americana chega a Portugal pelas mãos da Ya Ya Yeah para três datas de apresentação o seu novo disco 'Nothing Yet'.
 
 
28.05.2017 LEIRIA TEXAS BAR Leiria 
(+ BIKE, EL SEÑOR) [6 -7,50€]
 
29.05.2017 LISBOA Lounge 
[entrada livre]
 
30.05.2017 BRAGANÇA Bô Bar Concerto 
(+ MUTE SWIMMER) [6€]
 
 
Surf Curse são Nick Rattigan e Jacob Rubeck - duo de Reno/Nevada formado em 2012 que se tornou rapidamente numa referência da cena DIY de Los Angeles, onde residem desde então. Depois de terem lançado durante 2013 o LP "Buds" e o EP "Sad Boys", apresentam agora o novo e viciante 'Nothing Yet' - disco editado no início deste ano e apresentado recentemente em festivais como o Coachella e SXSW.
 

Fundação INATEL promove Encontro Nacional de Jogos Tradicionais

 

 

  • 28 de junho -  Aveiro, Borba e Bragança
  • Competição de “ jogo da malha” e “jogo da sueca”
  • Mostra de jogos tradicionais

 

 A Fundação INATEL, na sua missão de apoio à cultura portuguesa, irá promover um Encontro Nacional de Jogos Tradicionais, no próximo dia 28 de junho.

 

O objetivo deste encontro é a promoção e divulgação dos jogos tradicionais e reforçar, junto das gerações mais novas, a importância de preservar a tradição da cultura portuguesa como marca de identidade de um país e de um povo.

 

Para a Fundação INATEL, que este ano celebra o seu 80º aniversário, esta iniciativa insere-se na sua missão de preservar e dinamizar usos e costumes num espaço de convívio e lazer, um objetivo que vem cumprindo desde a sua criação.

 

Aveiro, Borba e Bragança, serão as três localidades para a mostra de jogos tradicionais portugueses, onde poderão ser vivenciados e experimentados por todos.

 

No programa haverá ainda uma competição de “jogo da malha” e de “jogo da sueca” e os mais diversos jogos tradicionais para experimentar, como o dominó, petanca ou argolas, entre muitos outros.