Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Museu do Oriente apresenta ciclo de cinema japonês contemporâneo

Filmes nunca estreados no circuito comercial português

 

Museu do Oriente apresenta ciclo de cinema japonês contemporâneo

 

 

 

Samurai Cooking_©2013 A Tale of Samurai Cooking F

 

O Museu do Oriente dedica os domingos de Agosto ao cinema japonês, com a apresentação de quatro filmes de realizadores contemporâneos, nunca estreados em Portugal no circuito comercial. Romance histórico, drama e comédia, podem ser vistos a partir das 18.00, em sessões gratuitas.

 

No dia 5, “A Tale of Samurai Cooking – A True Love Story” [2013], de Yuzo Asahara, descreve os dramas do clã Kaga na perspectiva da mulher que casa com o filho de Funaki, um dos pilares da cozinha do clã Kaga no período Edo, considerado como um "Samurai de Cozinha". O filme mostra as refeições elaboradas de acordo com o receituário da família Funaki - "Ryori Mugonsho" - e recria o funcionamento das cozinhas das famílias dos samurais na época. Haru (Aya Ueto) é uma talentosa mas teimosa cozinheira, o que a leva a divorciar-se do marido depois de um ano. No entanto, ela é convidada pelo "Samurai de Cozinha" a casar-se com seu filho e herdeiro, Yasunobu (Kengo Kora), para trabalhar e remediar a falta de habilidade culinária deste.

 

A adaptação cinematográfica da série televisiva “Mameshiba” [2009], por Toru Kamei, que retrata a jornada de um homem que, acompanhado por um cachorrinho de dois meses parte em busca da sua mãe que fugiu de casa, está agendada para 12 de Agosto. Um dia, Jiro (Jiro Sato), um desempregado de 35 anos que nunca saiu da sua cidade, encontra Ichiro, um cachorro da raça Mameshiba com um lenço vermelho em volta do pescoço. Juntos partem em busca da mãe de Jiro, em direcção a muitas aventuras e um surpreendente desfecho.

 

A 19 de Agosto, “Nobody to Watch Over Me” [2009] de Ryoichi Kimizuka, retrata o sofrimento da família de um assassino adolescente e os esforços do detective Katsuura (Koichi Sato) para protegê-la da invasão da imprensa e do escrutínio público, concentrando-se na irmã do acusado - a brilhante estudante Saori (Mirai Shida). Num jogo mortal de “escondidas”, internautas irados com o jovem suspeito sob custódia policial expõem as informações pessoais da família, bem como todas as suas actividades.

Esta história cativante reflecte os temores actuais relacionados com os perigos das redes sociais e da invasão da privacidade, ao mesmo tempo que ilustra o declínio da família moderna. Em 2008, ganhou o prémio para Melhor Argumento no Festival Internacional de Cinema de Montreal.

 

O último domingo do mês, 26 de Agosto, é dedicado à comédia “Thermae Romae” [2012] de Hideki Takeuchi, uma adaptação da popular manga de Mari Yamazaki, que ganhou o Grande Prémio de Manga 2010 e o Prémio de Cultura Tezuka Osamu para o melhor trabalho de curta-metragem. Hiroshi Abe e o restante elenco de actores assumem o papel de cidadãos da Roma Antiga. A história foi filmada num grande estúdio aberto, construído na Cinecittà, em Itália. Lucius (Abe), um arquitecto de banheiras para termas (Thermae em latim) do Império Romano, viaja inadvertidamente no tempo e vai parar a uma casa de banhos japonesa moderna. Ele toma nota dos elementos da cultura japonesa que vai conhecendo, levando-os de volta para Roma onde é extremamente bem-sucedido, o que leva o Imperador a encomendar-lhe a construção de umas grandes termas.

 

Este ciclo é co-produzido pela Embaixada do Japão e todos os filmes são legendados em português. A entrada é gratuita mediante o levantamento de bilhete no próprio dia.

 

Japão: Quatro Cineastas Contemporâneos

Domingos | 5 a 26 Agosto

Auditório

18.00

Entrada gratuita, mediante levantamento de bilhete no próprio dia

Co-produção: Embaixada do Japão

 

5 Agosto | A TALE OF SAMURAI COOKING – A TRUE LOVE STORY [2013]

de Yuzo ASAHARA

Duração: 121’

M/15 anos

 

12 Agosto | MAMESHIBA [2009]

de Toru KAMEI

Duração: 106’

M/ 14 anos

 

19 Agosto | NOBODY TO WATCH OVER ME [2009]

de Ryoichi KIMIZUKA

Duração: 118’

M/16 anos

 

26 Agosto | THERMAE ROMAE [2012]

de Hideki TAKEUCHI 

Duração: 108’

M/12 anos

 

O Lisboa na Rua está de regresso

4e179ad1-99db-4d4a-8250-6640700a079d.jpg

 

O Lisboa na Rua regressa com novas propostas culturais ao ar livre
 
 
É já no dia 23 de agosto que regressa o Lisboa na Rua, com música, cinema, teatro e dança, de entrada livre, em jardins e praças da cidade.

Nesta edição, celebramos os 70 anos do Hot Clube de Portugal (HCP), um dos mais antigos clubes de jazz em atividade na Europa, com quatro concertos ao final da tarde (sábados, a partir das 19h), em quatro jardins da cidade.

Vamos também regressar com o Coro e Orquestra Gulbenkian ao mágico Vale do Silêncio, a 8 de setembro, desta vez para ouvir bandas sonoras de filmes, votados pelo público. 2001 Odisseia no Espaço, O Clube dos Poetas Mortos ou West Side Story são apenas alguns exemplos do que se vai poder ouvir no Silêncio.

O ilusionismo estará em destaque, de 28 de agosto a 2 de setembro, com o Festival Internacional de Magia de Rua que promete desvendar, em diversos locais, alguns dos melhores números da Arte Mágica apresentados por 15 mágicos, de 9 países. 

E no Palácio Pimenta do Museu de Lisboa, a encenadora e realizadora brasileira Christiane Jatahy, a Artista na Cidade de 2018, junta-se a este Lisboa na Rua, apresentando Moving People, um projeto sobre refugiados e migrantes contado na primeira pessoa.

Já a meio de setembro o Lisboa na Rua renova o convite para propostas que já conquistaram públicos fiéis, como as sessões de cinema ao ar livre do CineCidade, a arte sonora do Lisboa Soa, que nesta edição tem a água como elemento comum,  e as noites Sou do Fado, que este ano muda para a Praça do Município. Voltamos ainda a convidar o público a  Dançar a Cidade e a descobrir Lisboa através do olhar arquitectónico da Open House Lisboa.

Encerramos no dia 30 de Setembro – data em que há 20 anos a Expo ‘ 98 chegou ao fim – com o concerto “Venham mais Vinte" da Orquestra Metropolitana de Lisboa e Mário Laginha, especialmente concebido para esta ocasião, que terá lugar, a partir das 19h, na Altice Arena.
 

CCB | Murray Grigor apresenta documentário no CCB de Verão.

phpThumb_generated_thumbnailjpg.jpg

 

13 de julho a 7 setembro | 21:30 | Praça CCB
CCB de Verão – Cinema Ao Ar Livre
Projeção do filme Infinite Space: The Architecture of John Lautner, 2008, com a presença do realizador Murray Grigor.
Este verão a Praça CCB volta a acolher uma instalação arquitetónica: Uma Praça no Verão, da autoria do atelier Promontório, em parceria com a Amorim Isolamentos. Este espaço irá converter-se também numa sala de cinema ao ar livre com dois ciclos temáticos: um centrado na obra do realizador escocês Murray Grigor e outro dedicado aos 50 anos do Maio de 68. Esta sexta-feira o realizador Murray Grigor estará no CCB para apresentar o documentário Infinite Space: The Architecture of John Lautner, 2008. Os filmes são projetados em formato DVD, todas as sextas-feiras.
Entrada Livre
 

phpThumb_generated_thumbnailjpg.jpg

 

11 de julho a 2 setembro | 18:00 e 19:00 | Jardim das Oliveiras
CCB de Verão – Concertos Ao Vivo
De julho a setembro, o Jardim das Oliveiras transforma-se num grande palco de concertos ao ar livre. Jazz, músicas do mundo e canções pop/rock vão brilhar os finais de tarde no CCB este verão. Os Havana Way Trio e o Blue Note Trio atuam esta quarta e sexta-feira, às 18h00, respetivamente. Sábado e domingo será a vez de se apresentaram no Jardim das Oliveiras os projetos musaicus e Espírito Nativo, às 19h00.
Entrada Livre

Concerto de Camané, cinema e atividades para celebrar o aniversário de Santo António

O Museu de Lisboa - Santo António celebra o aniversário do Santo com cinema ao ar livre (dia 14 de agosto), o concerto de Camané (dia 15), visitas e atividades

4a581dd8-1c60-4d04-81e0-469c2432cf30.png

 

827 anos depois, e no mesmo local onde Santo António nasceu, o Museu de Lisboa - Santo António convida para O Santo Faz Anos, um programa especial de entrada gratuita que conta com o concerto de Camané no dia 15 de agosto na Igreja de Santo António, a exibição, ao ar livre do icónico “A Canção de Lisboa”, de 1933, no dia 14 no Largo de Stº António e outras atividades e visitas para toda a família, dentro e fora do Museu.

14/08 (terça)

18h30: Visita orientada à exposição "Nos Passos de Santo António – Uma Viagem de Cadilhe"

21h30: Largo de Santo António | Exibição de A Canção de Lisboa, 1933, José Cotinelli Telmo


15/08 (quarta)

11h30: Atividade para miúdos e graúdos "As Viagens de Santo António"

15h00: Visita orientada ao Museu "O Culto a Santo António"

17h00: Visita orientada à exposição "A Procissão de Santo António em Lisboa", Largo de São Julião

21h30: Igreja de Santo António - Concerto de Camané*

 

"Se a igreja celebra normalmente o dia em que os santos morreram, em Lisboa, o Santo também é celebrado no dia do seu aniversário, porque foi nesta cidade que nasceu. E Lisboa nunca esqueceu tão ilustre conterrâneo. A casa onde nasceu foi durante 400 anos a sede do Senado da cidade e Lisboa estabeleceu uma ligação muito especial com este Santo. É por isso que ainda hoje, na igreja que se ergue no local onde era a sua casa se festeja esta data tão especial e única que marca o dia 15 de agosto, dia em que o Santo faz anos!"

Pedro Teotónio Pereira, Coordenador do Museu de Lisboa - Santo António

 
Entrada gratuita em todas as atividades, filme e concerto.
*Para o concerto de Camané na Igreja de Santo António, é obrigatório o levantamento de bilhete no Museu de Lisboa-Santo António a partir das 18 horas de dia 15.

CCB | Cinema e concertos ao ar livre. Entrada gratuita - 8 a 15 agosto

CCB de Verão

10 de agosto | 21:30 | Uma Praça no Verão

phpThumb_generated_thumbnailjpg.jpg

 

Projeção do filme The Architecture of Frank Lloyd Wright (1983), de Murray Grigor

Este verão, a Praça CCB volta a acolher uma instalação arquitetónica: Uma Praça no Verão, da autoria do atelier Promontorio, em parceria com a Amorim Isolamentos. Este espaço converte-se também numa sala de cinema ao ar livre que acolhe um ciclo dedicado à obra do escocês Murray Grigor. Esta sexta-feira será projetado o documentário The Architecture of Frank Lloyd Wright (1983), uma investigação abrangente em torno da vida e obra do arquiteto norte-americano, desde os anos de aprendizagem com Louis Sullivan, em Chicago, aos seus últimos dias em Taliensin, Wisconsin (EUA). O filme é narrado por Anne Baxter, neta do arquiteto.
Projeção de vídeo em formato DVD, sem legendas em português.

 

phpThumb_generated_thumbnailjpg.jpg

 

10 e 11 de agosto | 19:00 | Jardim das Oliveiras
CCB de Verão – Concertos Ao Vivo
Até setembro, o Jardim das Oliveiras transforma-se num grande palco de concertos ao ar livre. Este sábado, dia 11, tocam os Penicos de Prata, grupo que compõe música para poemas de cariz erótico e satírico. Neste concerto, irão apresentar novos temas com textos de Raquel Serejo Martins e Valério Romão. No domingo, dia 12, atua o Projecto AAMA (na foto), fundado por Mili Vizcaíno e constituído por músicos de várias nacionalidades que residem em Lisboa. A sua música pode ser definida por uma original abordagem ocidental da música carnática (música clássica do sul da Índia), através da introdução de elementos provenientes de outros estilos, que vão desde o jazz ao flamenco.
Entrada Livre

 

Museu de Lamego | Ciclo de Cinema 2018 homenageia Ingmar Bergman

 

CicloCinema2018_A4.jpg

 

O Ciclo de Cinema do Museu de Lamego regressa em agosto para duas semanas dedicadas à sétima arte. Em 2018, o museu presta homenagem a um dos maiores cineastas do século XX, no ano do centenário do nascimento de Ingmar Bergman. De 12 a 24 de agosto há cinema todos os dias, às 14h00 e às 16h00, num projeto que na sexta edição conta ainda com um dia dedicado à fotografia e cinema. Entrada livre.

Loulé recebe “Ciclo de Cinema pela Paz”

O Pianista.jpg

Integrado no programa de iniciativas do protocolo existente entre a Câmara Municipal de Loulé e o Conselho Português para a Paz e Cooperação, estabelecido em 2016, irá decorrer nos dias 10, 17 e 24 de agosto, na sala polivalente da Biblioteca Municipal de Loulé,  o “Ciclo de Cinema pela Paz”.  

Este evento passa pela visualização de três filmes dedicados à temática. Assim, no dia 10 de agosto, será exibido aquele que é um clássico da sétima arte – “O Grande Ditador”, de Charlie Chaplin. Produzida em 1940, esta comédia dramática satiriza o Nazismo, o Fascismo e os seus maiores propagadores – Adolf Hitler e Benito Mussolini. Foi o primeiro filme falado de Chaplin.

Para o dia 17 de agosto a proposta é a película soviética de 1985, realizada por Elem Klimov, com Aleksey Kravchenko e Olga Mironova “Vem e Vê” (Idi i smotri). Um dos mais famosos e impressionantes filmes de guerra jamais feitos, evita a apologia bélica e a fotogenia da guerra, para insistir sobre o horror e a crueldade que todos os conflitos encerram. O pano de fundo é a Bielorússia, perto da fronteira polaca em 1943, onde um rapaz retira uma espingarda das mãos de um cadáver, para logo depois ser levado pela Resistência para engrossar as fileiras dos guerrilheiros, após os nazis terem arrasado inteiramente a sua aldeia e massacrado todos os habitantes.

O último filme deste Ciclo vai ser o aclamado “O Pianista”, de Roman Polansky (2002).

O pianista polaco Wladyslaw Szpilman (Adrien Brody) interpretava peças clássicas numa rádio de Varsóvia quando as primeiras bombas caíram sobre a cidade, em 1939. Com a invasão alemã e o início da 2ª Guerra Mundial, começaram também restrições aos judeus polacos pelos nazis. Inspirado nas memórias do pianista, o filme mostra o surgimento do Gueto de Varsóvia, quando os alemães construíram muros para encerrar os judeus em algumas áreas, e acompanha a perseguição que levou à captura e envio da família de Szpilman para os campos de concentração. 

As sessões do “Ciclo de Cinema pela Paz” têm início às 21h30. A entrada é livre.

O Cineclube de Faro é também parceiro nesta iniciativa.

MOTELX: Lobo Mau regressa com programação alargada para os mais pequenos

MOTELX: Lobo Mau regressa com programação alargada para os mais pequenos

 

MOTELX – Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa ajuda as crianças a lidar com os medos.

Em Setembro, público mais novo pode contar com cinema, workshops, jogos e outras actividades.
 
 
 

O MOTELX – Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa volta a ter uma programação especialmente pensada para os mais novos, com a secção Lobo Mau. O Festival preparou para os dois primeiros fins-de-semana de Setembro um conjunto de actividades que visam ajudar as crianças a enfrentar e gerir os seus medos.

O sucesso das anteriores edições assegurou que os mais novos voltassem a ter uma programação própria no MOTELX. “Criámos a Secção Lobo Mau com o objectivo de ter uma programação para toda a família. Entendemos o desafio que é chamar os pais, principalmente ao fim-de-semana, que é um período privilegiado de contacto com a família, e por isso decidimos criar e continuar a aumentar uma programação que promova a interação das crianças com este género e aproxime as famílias em torno do terror”, explica Sara Lopo, da equipa de programadores do MOTELX.

No cinema, três sessões de curtas-metragens esperam os mais novos com idades a partir dos 6 anos e os feiticeiros de Stradivarius entram em cena no clássico do cinema infantil brasileiro “Castelo Rá-Tim-Bum”, de Cao Hamburger, numa sessão especial dedicada às escolas, no Cinema São Jorge.

O projeto inovador Maria Brinca à Sombra vai promover ateliers de brilho e de luz, onde as crianças vão poder brincar e criar cenários e histórias, e O Meu Monstrinho vai incentivar os mais novos a criar monstros protetores num workshop de expressão plástica. A inspiração do terror chega também à doçaria e os participantes vão poder decorar os mais aterrorizantes bolos, sob a orientação de Ângela Pereira, da Rub-a-Duckie. Por fim, o Cinema São Jorge irá transformar-se numa verdadeira casa assombrada durante o Peddy Paper.

A celebração dos 200 anos da obra “Frankenstein: ou o Moderno Prometeu”, de Mary Shelley, chega também à Secção Lobo Mau, com sessões de cinema dedicadas ao Dr. Frankenstein e o seu Monstro, todos os sábados de Setembro, na Cinemateca.

A secção Lobo Mau mantém as parcerias com a Cinemateca Júnior e com o Museu Coleção Berardo, onde decorrem algumas ações. No museu, as crianças com mais de 8 anos vão poder assistir a uma selecção de curtas-metragens que abordam temáticas relativas ao meio ambiente e às alterações climáticas, que servirão de mote a uma actividade organizada pelo Serviço Educativo do Museu Coleção Berardo, que terá lugar após a sessão. A par destes espaços, este ano a secção conta com um novo local para as suas iniciativas, o espaço do Projeto Bússola.

A 12.ª edição do MOTELX – Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa terá lugar de 4 a 9 de Setembro, no Cinema São Jorge. De 31 de Agosto e 2 de Setembro decorrem atividades de Warm-up.



 
Sobre o MOTELX
O MOTELX - Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa promove o melhor do terror produzido internacionalmente e estimula a produção de filmes de terror portugueses há mais de uma década. Ao longo dos anos, tem conquistado um posicionamento relevante no circuito internacional de festivais de cinema de género, tornando-se num dos eventos culturais mais esperados e destacados do ano em Lisboa. Em 2017, o MOTELX registou uma audiência de cerca de 20.000 pessoas em apenas seis dias de Festival, em cinco salas de cinema, no Cinema São Jorge e no Teatro Tivoli BBVA, mais dois dias de warm-up com sessões ao ar livre, concertos e outras festas para dar início a cada edição. O MOTELX é o único festival português a receber uma acreditação da Federação Internacional de Associações de Produtores Cinematográficos (FIAPF) e é também membro da Federação Europeia de Festivais de Cinema Fantástico (EFFFF) e da Europe for Festivals, Festivals for Europe (EFFE). Para mais informações, visite www.motelx.org.

Passatempo HOMEM-FORMIGA E A VESPA - Cinemas NOS Colombo

O Blog Cultura de Borla em parceria com a NOS AUDIOVISUAIS tem bilhetes duplos para a anteestreia do filme HOMEM-FORMIGA E A VESPA nos CINEMAS NOS COLOMBO para o dia 13 de Agosto às 21h30 aos primeiros leitores que de 5 em 5 participações:
 

- enviem um mail para culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ir ver HOMEM-FORMIGA E A VESPA com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone.

 

thumbs.web.sapo.io.jpg ® Marvel

 

 

Do Universo Cinematográfico Marvel chega “Homem-Formiga e A Vespa”, um novo capítulo dos heróis com a incrível capacidade de encolher. Depois de "Capitão América: Guerra Civil", Scott Lang tem de lidar com as consequências das suas escolhas como super-herói e pai. Enquanto luta para equilibrar a vida pessoal e as suas responsabilidades como Homem-Formiga, é confrontado por Hope van Dyne e Dr. Hank Pym com uma nova missão. Scott terá uma vez mais de vestir o fato de Homem-Formiga e aprender a lutar ao lado de A Vespa, enquanto a equipa trabalha em conjunto para descobrir segredos do passado.



“Homem-Formiga e A Vespa” é realizado por Peyton Reed e protagonizado por Paul Rudd, Evangeline Lilly, Michael Pena, Walton Goggins, Bobby Cannavale, Judy Greer, Tip “T.I.” Harris, David Dastmalchian, Hannah John Kamen, Abby Ryder-Fortson, Randall Park, Michelle Pfeiffer, Laurence Fishburne e Michael Douglas.

 

15 DE AGOSTO NOS CINEMAS