Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

O ÚLTIMO DUELO | A DUAS SEMANAS DA ESTREIA, SAIBA MAIS ACERCA DOS PROTAGONISTAS DESTE ÉPICO HISTÓRICO | NOS CINEMAS A 28 DE OUTUBRO

A DUAS SEMANAS DA ESTREIA DE
O ÚLTIMO DUELO, 
SAIBA MAIS ACERCA DOS PROTAGONISTAS DESTE ÉPICO HISTÓRICO BASEADO EM FACTOS REAIS

O ÚLTIMO DUELO, nos cinemas a 28 de Outubro de 2021.

descarregar (18).jpg

 

A duas semanas da estreia de O ÚLTIMO DUELO, da 20th Century Studios e do visionário cineasta Ridley Scott, conheça melhor os protagonistas deste emocionante conto de traição e vingança contra a brutalidade e a opressão feminina de França do século XIV, que estreia dia 28 de outubro nos cinemas nacionais.
 
Baseado na história de uma mulher extraordinária, O ÚLTIMO DUELO é uma exploração de poder e sobrevivência e das forças culturais que conspiraram para distorcer a verdade. Apesar das suas experiências conjuntas, as personagens viveram em mundos diferentes... e só pode haver uma verdade.

descarregar (19).jpgMatt Damon, cujos créditos como ator incluem “O Bom Rebelde”, "The Departed - Entre Inimigos“, "O Talentoso Mr. Ripley" e os filmes da saga " Bourne", é Jean de Carrouges, o experiente e ambicioso cavaleiro de uma família respeitada do Norte de França, que procura poder e estatuto. Lutar é tudo o que ele conhece e apesar de ser respeitado pela sua lealdade e serviço ao rei, é teimoso, impetuoso e profundamente desconfiado.

descarregar (5).pngJodie Comer, co-protagonista em “Killing Eve", que pode ser vista nos cinemas ao lado de Ryan Reynolds em "Free Guy: Herói Improvável“, interpreta Marguerite de Carrouges, uma heroína à frente do seu tempo, que arriscou a sua vida para defender a verdade. Casada com Jean, ela é uma esposa dedicada que trata dos assuntos do marido na sua ausência, apesar de o casamento ter sido negociado pelo seu pai. Para Marguerite, este foi um casamento arranjado, não um casamento que nasceu do amor. 

descarregar (6).pngAdam Driver, que participou em filmes como “Marriage Story”, “BlacKkKlansman: O Infiltrado”, “Star Wars: Os Últimos Jedi” e “Star Wars: A Ascensão de Skywalker”, interpreta Jacques Le Gris, o escudeiro acusado de violar Marguerite, a esposa do seu amigo, Jean de Carrouges. Sendo o protegido de Pierre d'Alençon, ele é charmoso e arrogante.

descarregar (7).png

 

Programação completa da 14ª Festa do Cinema Italiano

Programação completa da 14ª Festa do Cinema Italiano

descarregar (1).png

 



A 14.ª Festa do Cinema Italiano realiza-se, a partir de 2 de novembro em mais de 10 salas de cinema portuguesas, com o mesmo espírito acolhedor, curioso e transversal das edições anteriores, exibindo um conjunto de filmes italianos, aclamados pela crítica internacional e alguns dos maiores sucessos de bilheteira em Itália.


Em Lisboa, o festival realiza-se de 2 a 10 de novembro, no Cinema São Jorge (sessões de abertura e de encerramento), no UCI El Corte Inglés, na Cinemateca Portuguesa – Museu do Cinema (onde é exibida a restrospetiva Siamo Donne - Divas do Cinema Italiano, durante o mês de novembro) e, pela primeira vez, na Culturgest.

Para além de Lisboa, a Festa do Cinema Italiano realiza-se de 2 a 4 de novembro em Coimbra (TAGV – Teatro Académico Gil Vicente), de 3 a 5 de novembro, em Beja (Pax Júlia Teatro Municipal), de 4 a 7 de novembro, em Setúbal (Auditório Charlot), de 4 a 7 de novembro, em Penafiel (Cinemas Cinemax) de 4 a 10 de novembro no Porto (Cinema Trindade), de 4 a 7 de novembro, em Cascais (Cinema da Villa), 6 e 7 de novembro, em Alverca do Ribatejo (TEIV – Teatro Estúdio Ildefonso Valério), de 15 a 16 de novembro, em Aveiro (Teatro Aveirense), de 18 a 25 de novembro, em Tomar (Cine-Teatro Paraíso), de 23 a 26 de novembro, em Almada (Auditório Fernando Lopes Graça), seguindo para outras cidades portuguesas a anunciar em breve.


DESTAQUES DE PROGRAMAÇÃO:

Sessão de abertura – antestreia


Em antestreia portuguesa, o último filme de Nanni Moretti, Tre Piani (Três Andares) abre o festival no dia 2 de novembro, em Lisboa, no Cinema São Jorge. Apresentado na seleção oficial do último festival de Cannes, o novo filme de Nanni Moretti foi aplaudido unanimemente pela crítica, que o considerou um dos melhores filmes da carreira do realizador. O realizador, que interpreta o papel de um juiz no filme, convocou um elenco de luxo para Três Andares, composto por Riccardo Scamarcio, Alba Rohrwacher e Margherita Buy.


Sessão de encerramento - antestreia

A sessão de encerramento da Festa realiza-se no dia 10 de novembro, em Lisboa, e tem a particularidade de ser também a sessão de abertura do Olhares do Mediterrâneo |- Women's Film Festival. Os dois festivais juntam-se por uma noite, no Cinema São Jorge, para apresentar o filme Le Sorelle Macaluso (As Irmãs Macaluso), terceira longa-metragem da aclamada dramaturga Emma Dante, que conta a história de cinco irmãs e como o tempo atravessa as suas relações e a forma como vivem.


Antestreias

Prémio do júri no passado festival de Veneza chega em Portugal La mafia non è più quella di una volta (Era uma Vez a Máfia) de Franco Maresco, divertido e surreal retrato da vida de Palermo através das histórias de quem luta ou de quem convive com as organizações criminosas desta cidade.

Também do festival de Veneza chega-nos a comédia “negra”, I predatori (Os Predadores), realizado e protagonizado por Pietro Castellitto, filho do mítico ator e realizador italiano, Sergio Castellitto, que também terá um filme nesta edição. O filme conta a história de duas famílias que apesar de serem muito distintas na escala social, algo as une na caótica Roma.

Il Materiale Emotivo (Uma Livraria em Paris), de Sergio Castellitto, é uma adaptação da banda desenhada Un Drago a forma di nuvola, criada por Ivo Milazzo e com o argumento original do mestre Ettore Scola. O mesmo tinha intenções de adaptar o livro para o grande ecrã. Uma história delicada sobre os sentimentos e a necessidade de abertura para a vida e para os outros.


Retrospetiva Siamo Donne - Divas do Cinema Italiano
 

Este ano, a Festa do Cinema Italiano faz-se no feminino, dedicando um espaço particular às grandes atrizes e intérpretes do cinema italiano através de Siamo Donne - Divas do Cinema Italiano, uma retrospetiva (secção Amarcord) em colaboração com a Cinemateca Portuguesa. A retrospetiva será constituída por um ciclo com mais de 15 filmes que parte dos tempos do cinema mudo até os nossos dias. Foram e são muitas as atrizes italianas que marcaram profundamente o cinema de hoje e que são reconhecidas e admiradas e Itália e em todo o mundo. 
Esta retrospetiva é também uma oportunidade de descobrir ou redescobrir em sala as interpretações inesquecíveis de atrizes como Sophia Loren, Monica Vitti,  Silvana Mangano, Claudia Cardinale, Alida Valli, Anna Magnani e muitas outras.



Sessões especiais:

A 14ª edição da Festa é marcada pela forte presença feminina. Seja na fotografia, moda, ou música, o festival homenageia algumas das mulheres que marcaram a história italiana.

Letizia Battaglia: Exposição de Fotografia e exibição dos filmes Shooting The Mafia e La mafia non è più quella di una volta (Era Uma Vez A Máfia)

A Festa faz uma homenagem à fotógrafa Letizia Battaglia, nome incontornável da fotografia italiana e fotojornalista reconhecida no mundo inteiro pelo seu trabalho único em retratar a máfia italiana. Apesar de ter ficado famosa pelas suas fotografias nos meandros da máfia, Battaglia documentou igualmente a vida quotidiana siciliana.

Letizia Battaglia estará presente no festival com uma exposição fotográfica “Mafia, Passione... Amore”, juntamente com o fotógrafo Roberto Timperiq. Igualmente, a fotógrafa estará na exibição do filme Shooting the Mafia, de Kim Longinotto, um documentário dedicado à sua obra e à memória da história italiana e o filme La mafia non è più quella di una volta (Era Uma Vez A Máfia) de Franco Maresco, vencedor do Prémio do Júri na última edição do Festival de Veneza.

A festa conta ainda com o documentário La Scomparsa di Mia Madre, de Beniamino Barrese. Realizado pelo seu filho, o filme conta a história de Benedetta Barzini, ícone de moda nos anos 60 e musa de Andy Warhol, Salvador Dalí e Richard Avedon que tornou-se feminista radical e activista pelos direitos das mulheres. O realizador Beniamino Barrese e a protagonista Benedetta Barzini estarão presentes no festival.

A Festa apresenta também The Rossellinis, de Alessandro Rossellini. Narrado na primeira pessoa por Alessandro Rossellini, neto do mestre italiano Roberto Rossellini, o filme remonta ao passado para levantar questões íntimas e refletir sobre os diferentes papeis familiares que cada elemento possui. Uma terapia familiar em frente a uma câmara de filmar. O realizador Alessandro Rossellini estará presente no festival.

Para além do cinema dedicado ao elemento feminino, a 14ª Festa do Cinema Italiano assinala os 20 anos dos confrontos da Cimeira do G8 em Génova com uma mesa redonda com vários convidados e com a projeção de filmes e documentários relacionados com a temática, nomeadamente, Diaz - Don't Clean Up This Blood de Daniele Vicari.

Haverá também uma reflexão do presente com dois filmes de Andrea SegreMolecole e Welcome Venice. O realizador estará no festival para debater os temas abordados nos seus filmes, nomeadamente o impacto do turismo de massas em Veneza e o que mudou após a era Covid.


Eventos Paralelos

Exposição de fotográfica "Mafia Passione… Amore"
De Letizia Battaglia e Roberto Timperiq

Uma exposição com fotografias de Letizia Battaglia e Roberto Timperi realizada como complemento do documentário Shooting the Mafia, de Kim Longinotto. Dois fotógrafos com experiências estéticas distintas que unem forças e expõem em conjunto o mundo que pretendem retratar. Letizia com as suas fotografias sobre Palermo, a máfia e a beleza. Roberto com as imagens que exteriorizam as suas pulsões interiores no confronto com os mais marginalizados, os vagabundos e os loucos. 
Entrada Livre. 

Exposição Fotográfica “PHOTOCALL - Atrizes do Cinema Italiano”
5 de novembro / Sociedade Nacional de Belas Artes / 17h00

A acompanhar a retrospetiva Siamo Donne - Divas do Cinema Italiano, a 14ª Festa do Cinema Italiano apresenta a exposição fotográfica PHOTOCALL - Atrizes do Cinema Italiano, realizada em colaboração com o Museu de Cinema de Turim. Atrizes do cinema italiano que marcaram ao longo de um século, o cinema italiano através dos seus corpos, os rostos e representação e que se tornaram famosas no mundo inteiro. Uma viagem pela memória coletiva que vai desde os ícones do cinema mudo às estrelas de hoje. 

 

Cine-Jantar
7 , 8 e 9 de Novembro / Restaurante DaLuca 

A gastronomia será, como habitualmente, um dos principais convidados da Festa do Cinema Italiano. Volta o famoso Cine-Jantar, o evento que dura três noites e que combina o cinema com o melhor da cozinha italiana. Este ano, o Cine-jantar é dedicado às trufas, especialmente trufa branca de Alba, à cozinha e aos vinhos da região de Piemonte no âmbito da projeção do filme The Truffle Hunters, de Gregory Kershaw e Michael Dweck, produzido por Luca Guadagnino. 
Em colaboração com o chef Luca Salvadori dos restaurantes Il Covo e DaLuca.


Todas as novidades e informações sobre a programação do festival podem ser acompanhadas no site www.festadocinemaitaliano.com e na página de Facebook (facebook.com/festadocinemaitaliano)

CLOSE-UP | Operário Amador | ANTESTREIA | 19 Out | CASA DAS ARTES

Dia 19 de outubro, 18h30, na Casa das Artes de Famalicão

 

Operário Amador: o filme mais famalicense do 6º Close-Up

 

Uma comunidade rural ainda a adaptar-se à transformação ditada pela
industrialização. Um grupo de operários fabris que não se resigna à sua
condição proletária e que procura no teatro um estímulo intelectual. A
tragédia de uma morte de um jovem em contexto laboral. Assim se conjugaram
as vontades para fazer nascer a companhia de teatro amador de Joane, no
concelho de Vila Nova de Famalicão: o Teatro Construção.

Um filho da terra (Sérgio Agostinho) que também aí nasceu para o teatro,
assume a responsabilidade de deixar um registo da memória dos fundadores e
entrega a realização a Ramon de los Santos. Assim nasce o documentário
OPERÁRIO AMADOR que é exibido, em antestreia, no próximo dia 19 de outubro,
na Casa das Artes de Famalicão, no âmbito da programação do 6.º episódio do
CLOSE-UP - Observatório de Cinema.

Sérgio Agostinho, diretor da Peripécia Teatro, refere que OPERÁRIO AMADOR é
um filme que parte de uma "vontade muito íntima", já que é natural de Joane
e filho de um dos fundadores do Teatro Construção. Seguindo as pisadas do
pai, Sérgio Agostinho indica que, partir dos 10 anos de idade, também
começou a fazer teatro. "Aos meus 17 anos saí e nunca mais voltei a Joane.
Mas, quando saí já foi para fazer teatro e estudar teatro em Lisboa",
afirma.

"Em 2017, ocorreu-me esta vontade de primeiro, voltar a conversar com calma
com aquela gente, de estar com eles, de perceber como foi a história deles,
como é que eles decidiram fazer teatro e, depois, preservar a sua memória.
E, do meu ponto de vista, a forma mais natural para conseguir isso seria
fazer um filme. Assim nasceu este documentário", conta Sérgio Agostinho.

O diretor da companhia Peripécia Teatro refere ser importante que todos
possam ver este documentário "porque retrata uma época muito precisa do
concelho de Vila Nova de Famalicão e do país", mas com foco em Joane, uma
localidade à altura profundamente industrializada, numa transformação
repentina de um mundo rural para um mundo industrial, com todas as
problemáticas associadas. "E no meio deste caldo surge um grupo de teatro.
Essa é a história que quisemos contar neste filme", explica.

Sem que tivesse conseguido uma "resposta clara" sobre o facto de aquele
grupo de operários ter decidido avançar para a criação do Teatro Construção,
Sérgio Agostinho crê que "foi quase por um acaso. Foi o teatro que nasceu
como poderia ter sido, porventura, um jornal - porque também houve
movimentos jornalísticos". E mergulha do documentário para falar que aqueles
protagonistas "estavam a formar a sua consciência enquanto operários; muitos
dos elementos pertenciam à Juventude Operária Católica e que tinham uma
atitude de observação, crítica e ação na sociedade. Nesse grupo de jovens
havia uma pessoa que tinha alguma experiência e conhecimento na escrita de
teatro. Numa ocasião em que morreu um trabalhador jovem, de 17 anos, numa
explosão na fábrica da 'Carides', esse grupo de jovens da JOC escreve um
espetáculo original e estreia esse espetáculo no centro paroquial de Joane
com o título 'A morte de Valentim' que foi de uma explosão tal na vida
daqueles operários e nas pessoas que assistiram a essa representação que
marca o início do movimento teatral em Joane. Esta é a minha interpretação e
é aquilo que transparece no filme".

Depois disto, por força da intervenção artística, mas também política, o
documentário dá nota que o Teatro Construção acabou por contribuir para o
crescimento e afirmação da até então incógnita localidade de Joane como "o
epicentro cultural" da região. "Um dos fundadores do Teatro Construção
disse-me que o sonho deles era realmente tornar Joane num farol da cultura
teatral a nível nacional e creio que na altura eles conseguiram isso mesmo",
sublinha Sérgio Agostinho. Pelo envolvimento político de vários dos
elementos do Teatro Construção, também foi gerada uma nova afirmação da
localidade a nível municipal.

A realização entregue a Ramon de los Santos é adjetivada como "natural" por
Sérgio Agostinho, já que se trata de alguém com quem tem trabalhado e com o
qual não esconde "uma grande afinidade pessoal e artística".

Sérgio Agostinho adverte o espetador que OPERÁRIO AMADOR é "uma versão da
história. É a versão da história vista pelos olhos e pelas memórias destes
operários" e, por isso, "não é uma história definitiva do Teatro Construção
nem muito menos é a história da Associação Teatro Construção, porque esta
associação é, hoje em dia, um mundo de valências e este documentário não
reflete essa história associativa. Este documentário tenta refletir a
memória destas pessoas, a sua força na medida em que decidiram fazer teatro
como uma via de transformação social".

Para o futuro, Sérgio Agostinho aponta que "a porta a novos
filmes/documentários está aberta para a Peripécia Teatro".

 

OPERÁRIO AMADOR de Ramon De Los Santos_19. Out (18h30, GA)

Título original: Operário Amador (Portugal, documentário, 2021, 60 min)

Classificação: M/12

ETERNALS (ETERNOS) | NOVOS POSTERS DAS PERSONAGENS | DIA 4 DE NOVEMBRO NOS CINEMAS

descarregar (8).jpg

 

DESCUBRA OS MAIS RECENTES SUPER-HERÓIS DO
UNIVERSO CINEMATOGRÁFICO MARVEL,
COM OS POSTERS DAS PERSONAGENS.

ETERNALS (ETERNOS), DA MARVEL STUDIOS,
estreia dia 4 de novembro nos cinemas.

descarregar (14).jpg

descarregar (13).jpg

descarregar (12).jpg

descarregar (11).jpg

descarregar (10).jpg

descarregar (9).jpg

 

á estão disponíveis os novos posters das personagens do próximo filme da Marvel Studios, ETERNALS (ETERNOS), o terceiro filme da fase quatro do UCM, que estreia dia 4 de novembro nos cinemas, com realização da vencedora do OSCAR®, Chloé Zhao.

ETERNALS (ETERNOS), da Marvel Studios, acompanha um grupo de heróis para além das estrelas que protegem a Terra desde a criação do Homem. Quando criaturas monstruosas, os Deviants, há muito tempo dadas como extintas, regressam misteriosamente, os Eternals (Eternos) são forçados a reunir-se para, mais uma vez, defender a humanidade.
O elenco notável inclui Gemma Chan como a amante da humanidade Sersi; Richard Madden como o todo-poderoso Ikaris; Kumail Nanjiani como o movido a energia cósmica Kingo; Lia McHugh como Sprite, uma velha alma, eternamente jovem; Brian Tyree Henry como o inteligente inventor Phastos; Lauren Ridloff como a super-rápida Makkari; Barry Keoghan como o solitário Druig; Don Lee como o poderoso Gilgamesh; com Kit Harington como Dane Whitman; Salma Hayek como a sábia e espiritual líder Ajak e Angelina Jolie como a feroz guerreira Thena. 

O filme foi realizado por Chloé Zhao, com Kevin Feige e Nate Moore como produtores e Louis D’Esposito, Victoria Alonso e Kevin de la Noy como produtores executivos. A história é de Ryan Firpo e Matthew K. Firpo, e o argumento é de Chloé Zhao e Patrick Burleigh.

 

"A Metamorfose dos Pássaros", de Catarina Vasconcelos estreia esta semana em mais de 10 cidades portuguesas

A Metamorfose dos Pássaros,
multi-premiado filme de Catarina Vasconcelos,
 estreia em Portugal em mais de 30 salas de cinema
 

descarregar (5).jpg

 

 

A Metamorfose dos Pássaros, de Catarina Vasconcelos – uma produção Primeira Idade com distribuição No Comboio - estreia dia 7 de Outubro, nas salas portuguesas, com sessões diárias em 19 salas de 13 cidades portuguesas, tendo já a exibição garantida em 32 salas de cinema, incluindo sessões em salas de cinema e auditórios de 25 cidades portuguesas.

A multi-premiada primeira longa-metragem de Catarina Vasconcelos pode ser vista a partir de quinta-feora em Lisboa (Cinema Ideal, Cinema Medeia Nimas, Cinema City Alvalade, UCI El Corte Inglés, NOS Amoreiras), Cascais (Cinema da Villa), Oeiras (NOS Oeiras Parque), Almada (NOS Almada Fórum), Setúbal (Cinema Charlot), Porto (Cinema Trindade, NOS Alameda Shop & Spot, UCI Arrábida 20), Coimbra (NOS Alma Shopping), Braga (Cineplace Cinema Nova Arcada), Viseu (NOS Fórum Viseu), Portimão (Algarcine Cinemas de Portimão), Lagos (Algarcine Cinemas de Olhão), Olhão (Algarcine Cinemas de Olhão) e Funchal (Cineplace Madeira). Depois, estão já confirmadas sessões especiais em Vila Nova de Famalicão, Tavira, Arcos de Valdevez, Penafiel, Évora, Faro, Montemor-o-Novo, Aveiro, Estarreja, Amarante e Castelo Branco, entre outras.

Tendo um foco inicial no universo familiar da realizadora e na sua avó Beatriz que nunca conheceu, A Metamorfose dos Pássaros é uma viagem entre a beleza dos afectos familiares e os sentimentos de perda. Um filme sobre, como refere Catarina Vasconcelos, “a mãe do meu pai. A minha mãe. As mães. As mães das mães. As mães das mães das mães. Mas também acerca de um determinado período histórico que eu não tinha vivido: um período tão distinto daquele que vivemos hoje e que temos o dever de não esquecer. É um grande privilégio viver em liberdade”.

Aplaudida pela crítica internacional e pelo público, a primeira longa-metragem de Catarina Vasconcelos foi seleccionada para mais de 60 festivais internacionais, tendo sido, em 2020, o filme português com mais presenças em festivais em todo o mundo e o mais premiado, vencedor de mais de 20 prémios, entre os quais, prémio de melhor filme e prémio do público em vários países. Teve ante-estreia mundial na Berlinale - Berlin International Film Festival – onde venceu o Prémio FIPRESCI, atribuído pela Federação Internacional de Críticos. A ante-estreia nacional realizou-se no IndieLisboa 2020 - onde venceu o Prémio de Melhor Realização para Longa-metragem Portuguesa e o Prémio do Público.

www.metamorfosedospassaros.pt - Testemunhos sobre o filme

Sendo impressionante a quantidade de testemunhos e mensagens que a realizadora e a equipa do filme recebera, desde que o filme estreou em Berlim, Catarina Vasconcelos e a sua equipa criaram um site - www.metamorfosedospassaros.pt - associado ao filme, onde, para para além de várias informações, são partilhadas estas bonitas histórias e testemunhos. Grande parte deste arquivo provém de pessoas, a título singular, que tão magnifica e generosamente se sentiram impelidas a partilhar os seus comentários, relatos, contos, memórias e imagens relacionadas com as suas próprias vivências em relação ao filme.

Deste acto comunitário surge este arquivo - onde podemos encontrar o diálogo entre experiências, recordações e contextos pessoais e familiares e começamos hoje a partilhar cada uma das histórias, que tão transversalmente fazem o filme comunicar com algo que o ultrapassa e expande.

Tratando-se de um arquivo em construção, a equipa do filme convida os interessados a enviarem mais testemunhos sobre estes pássaros, através do email a.metamorfose.dos.passaros@primeira-idade.pt.

Sinopse

Beatriz e Henrique casaram no dia em que ela fez 21 anos. Henrique, oficial de marinha, passava largas temporadas no mar. Em terra, Beatriz, que aprendeu tudo com a verticalidade das plantas, cuidou das raízes dos 6 filhos. O filho mais velho, Jacinto, é meu pai e sonhava poder um dia ser pássaro. Um dia, subitamente, Beatriz morre. A minha mãe não morreu subitamente, mas morreu quando eu tinha 17 anos. Nesse dia, eu e o meu pai encontramo-nos na perda da mãe e a nossa relação deixou de ser só a de pai e filha.

DUNE | FALTAM 2 SEMANAS

descarregar (3).jpg

 

A épica história recontada por Dennis Villeneuve

Nesta viagem mítica e emocional, Dune - Duna conta a história de Paul Atreides, um jovem brilhante e talentoso com um grande destino para além da sua compreensão, que tem de viajar para o planeta mais perigoso do universo para garantir o futuro da sua família e do seu povo. Quando forças malévolas entram em conflito para obter uma quantidade exclusiva do recurso mais precioso do planeta – uma substância capaz de desbloquear o maior potencial da humanidade – apenas os que conquistam os seus medos conseguirão sobreviver.  

Com um grandioso elenco, Dune - Duna, revisita a história da saga best-seller de Frank Herbert, que revolucionou o mundo da ficção-científica.

Agora, num dos mais aguardados filmes de 2021, Villeneuve traz para o grande ecrã um elenco sem igual - Timotheé Chalamet, Zenday, Oscar Isaac, e muitos mais -, cenários sobrenaturais da terra, e uma banda sonora pelo premiado compositor Hanns Zimmer.

Dune - Duna chega às salas de cinema nacionais daqui a 2 semanas.

Jovens da região mostram curtas-metragens no Auditório de Pinhal Novo

Sessão de Curtas-metragens.jpg

 

No dia 8 de outubro, às 21h30, o Auditório Municipal de Pinhal Novo recebe uma Sessão de Curtas-metragens de Jovens da Região de Setúbal, de entrada livre. A sessão, para maiores de 12 anos, e com uma duração aproximada de 60 minutos, é organizada pela Câmara Municipal de Palmela, com a Experimentáculo.

Seis jovens realizadoras/es da região de Setúbal juntam-se para apresentar seis curtas-metragens da sua autoria que, depois de terem rodado no circuito internacional de festivais, vão agora ser mostradas “em casa”. Pedro Augusto Almeida, Matilde Calado, António Aleixo, Débora Martins, Micaela Castanheira e André Marques apresentam registos muito próprios e diferentes entre si, mas têm em comum a paixão pelo cinema.

A entrada é gratuita, mediante levantamento de bilhete. A bilheteira abre uma hora antes do início da sessão.

 

Curtas-metragens

 

O Mar Já Não Pára Aqui

Pedro Augusto Almeida

Documentário, 2020, 8 min.

 

Como Gado

Matilde Calado

Documentário, 2020, 5 min.

 

Goa, a Piece of Peace

António Aleixo

Documentário, 2020, 5 min.

 

Gen. Y

Débora Martins

Documentário, 2018, 11 min.

 

Para Reminiscência

Micaela Castanheira

Documentário, 2021, 10 min.

 

Não Procures Mais Além

André Marques

Ficção, 2019, 25 min.

 

Estreia "HOME GROUND" - A série aclamada sobre o mundo feminino no futebol

 

transferir (6).jpg

 

Filmin Portugal estreia em exclusivo, as duas temporadas da série norueguesa "HOME GROUND" nos dias 12 e 19 de Outubro. 

Com estreia no Festival de Berlim, "Home Ground" é um drama contemporâneo com a temática do futebol como pano de fundo, misturando os temas sexismo, família monoparental e ambientes hostis no local de trabalho, com base local, o estádio mais pitoresco da Noruega. 

A série segue a primeira treinadora feminina de uma equipa masculina norueguesa cem da primeira divisão e os obstáculos que ela enfrenta ao longo do caminho, não apenas como treinadora, mas como mãe solteira e recém-chegada numa comunidade insular e louca por futebol.

Enfrentando o obstáculos típicos que qualquer série sobre desporto enfrenta, “Home Ground” teve que caminhar sobre uma linha ténue sobre a ligação dos actores com o futebol. “Para a maior parte do elenco, procuramos especificamente actores com experiência em jogar futebol, o suficiente para que eles pudessem realizar as acrobacias de que precisaríamos para as sequências de futebol”, disse o criador da série e escritor Johan Fasting.

A série é protagonizada por Ane Dahl Torp e pelo antigo jogador do Valencia,  John Carew.

Estreia
Temporada 1 - Dia 12 de Outubro 
Temporada 2 - Dia 19 de Outubro 

RON DÁ ERRO | NOVO POSTER | NOS CINEMAS A 14 DE OUTUBRO

CONHEÇA O NOVO POSTER DA 
AVENTURA DE COMÉDIA ANIMADA

RON DÁ ERRO

Só nos cinemas a 14 de outubro de 2021.

transferir (5).jpgA 20th Century Studios e a Locksmith Animation acabam de partilhar um novo poster da aventura de comédia animada RON DÁ ERRO, que estreia nos cinemas a 14 de outubro de 2021!  

RON DÁ ERRO conta a história de Barney, um estudante socialmente desajeitado e de Ron, o seu novo dispositivo digitalmente conectado, que anda, fala e que supostamente é o seu “Melhor amigo diferente”. Os problemas de funcionamento de Ron, em oposição à era das redes sociais, são hilariantes e lançam os dois amigos numa viagem cheia de ação, em que ambos vão descobrir a verdadeira amizade. 

RON DÁ ERRO apresenta, na versão original, as vozes de Zach Galifianakis como Ron, Jack Dylan Grazer como Barney Pudowski, Olivia Colman como Donka, Ed Helms como Graham Pudowski, o pai de Barney, Justice Smith como Marc Wydell, Rob Delaney como Andrew Morris, Kylie Cantrall como Savannah Meades, Ricardo Hurtado (“Escola de Rock” de TV) como Rico, Marcus Scribner (“Black-ish”) como Alex e Thomas Barbusca (“Chad”) como Jayden. Na versão dobrada, Francisco Fonseca dá voz a Barney, Sabri Lucas a Ron, Martinho Silva a Graham, Maria de Aires a Donka, Henrique Gomes a Andrew, Guilherme Macedo a Marc, Inês Conde a Savannah e Tomás Andrade a Rich.

O filme foi realizado pelo veterano da Pixar, Jean-Philippe Vine (responsável por "Carros 3" e "A Viagem de Arlo") e pela co-fundadora do estúdio de animação Locksmith Animation, Sarah Smith ("Operação Presente"), com Octavio Rodriguez (artista da história de "Coco" e “The Incredibles 2: Os Super-Heróis”) como co-realizador. O argumento foi escrito por Peter Baynham (“Operação Presente”, “Borat: Aprender Cultura da América Para Beneficiar a Gloriosa Nação do Cazaquistão” e “Borat, o Filme Seguinte: Entrega de Suborno Prodigioso a Regime Americano Para Fazer Benefício à Outrora Gloriosa Nação do Cazaquistão”) e Smith. Julie Lockhart (“A Ovelha Choné: O Filme” e “Os Piratas!”), também co-fundadora do estúdio de animação Locksmith Animation e Lara Breay são as produtoras, tendo como produtores executivos a Presidente da Locksmith Animation, Elisabeth Murdoch, Smith e Baynham.

 

Filme de Carlos Conceição premiado no Fantastic Fest

transferir.png

 

Um Fio de Baba Escarlate”, o mais recente filme de Carlos Conceição, foi galardoado com a Menção Especial do Fantastic Fest. O filme esteve a concurso na secção "New Waves" do conceituado festival que se iniciou no passado dia 23 e decorre até 30 de setembro.
 
Produzido pela Mirabilis, "Um Fio de Baba Escarlate" é o regresso de Carlos Conceição à ficção mais tradicional de "Coelho Mau" (Festival de Cannes, 2017) e sucede à longa "Serpentário" (Festival de Berlim, 2019), contando com os colaboradores regulares João Arrais e Matthieu Charneau, bem como com as actrizes Leonor Silveira, Joana Ribeiro e Teresa Madruga. A fotografia é assinada por Vasco Viana.

O Fantastic Fest é o maior festival de cinema do género nos Estados Unidos, especializado em filmes de terror, fantasia, ficção científica e ação.