Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Na Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra fala-se de ciência e saúde num PicNic pensado para toda a família

image010.png

Promover estilos de vida saudáveis e aproximar os cidadãos da ciência, fomentando a literacia em saúde, é o objetivo da 1ª Edição do “PicNic com Saúde”, que tem lugar no próximo dia 9 de julho, no espaço exterior do Polo das Ciências da Saúde.

 

Numa organização conjunta do Instituto de Investigação Clínica e Biomédica de Coimbra (iCBR) e da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (FMUC), o “PicNic com Saúde” abre portas à população.

 

Pensado para todas as idades, o programa inclui tertúlias, música, workshops,, exposições e uma interativa mostra de ciência, entre muitas outras atividades gratuitas. Estarão igualmente disponíveis no recinto barraquinhas de venda de comes e bebes.

 

Para Henrique Girão, Diretor do Instituto de Investigação Clínica e Biomédica de Coimbra (iCBR), este evento é uma ótima oportunidade para promover um maior envolvimento da sociedade em assuntos relacionados com a ciência e a saúde, assumindo também que “é fundamental que as instituições se abram à sociedade e, sobretudo, contribuam para a desmistificação aquilo que é a ciência e o trabalho do investigador. Enquanto agentes de produção de conhecimento, acreditamos que é importante incentivar pessoas de todas as idades a a sentirem-se informadas, inspiradas e incluídas”.

 

No que toca às atividades relacionadas com a promoção de estilos e hábitos de vida saudáveis, que terão destaque neste evento, Carlos Robalo Cordeiro, Diretor da FMUC, considera que esta é uma questão que se assume como prioritária no que toca ao ensino da medicina. “Mais do que tratar doenças é fundamental preveni-las e a melhor forma de o fazer é através da promoção da saúde. Intervir e fornecer informação e formação na área da saúde, alimentação saudável e exercício físico, bem como promover a adoção de estilos de vida mais saudáveis na população, é uma preocupação que tentamos incutir nos jovens estudantes que terão um papel preponderante enquanto futuros médicos.”

 

O “PicNic com Saúde” conta com o patrocínio dos Laboratórios Basi, e o apoio do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), do Turismo do Centro e da Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra. Mais detalhes do programa serão divulgados nas próximas semanas.

1º Aniversário da Casa do Cinema de Coimbra

1.jpg

Casa do Cinema de Coimbra está prestes a completar o seu primeiro aniversário e promete celebrá-lo numa semana com uma programação muito especial.

Neste primeiro ano de atividade tão desafiante e atípico, a Casa do Cinema de Coimbra prepara-se para contar mais de 10 mil espectadores em mais de 350 sessões. Nesse conjunto olhamos com atenção para o Cinema Português - contemporâneo e patrimonial - e para os seus congêneres francófonos, aglo-saxónicos e brasileiros, projetando-se ficções, animações e documentários. Houve ainda espaço para a  XXVII edição do nosso Festival Caminhos do Cinema Português, bem como extensões de outros festivais.

Quisemos marcar o aniversário da nossa com esse registo da diversidade, propondo um programa para um público diverso. E assim surgiu a oportunidade de entre os dias 9 e 14 de maio, recebemos os filmes nomeados ao LUX - Prémio do Público do Parlamento Europeu, o programa cultural da Queima das Fitas de Coimbra com um cine-concerto e um ciclo dedicado a Emir Kusturica, antestreias de “Deserto Particular” e “Olga”, exibições do ciclo “Cem Anos de Pasolini" e ainda as exibições dos filmes argentinos Azor e “A Flor”, bem como a longa-metragem de animação “À Procura de Anne Frank”.

É um programa desafiante e estimulante onde queremos marcar encontro com todos os cinéfilos da região e sobretudo agradecer à massa associativa que apoia esta atividade intensa. Assim os associados das três associações residentes terão acesso às 16 projeções de aniversário por 2€ por sessão.  


segunda 9 MAIO

18:30 — “Flee - A Fuga” de Jonas P. Rasmussen (LUX - Prémio do Público do PE) ENTRADA LIVRE
Amin Nawabi (pseudónimo), um académico de sucesso com 36 anos de idade, debate-se com um doloroso segredo que manteve escondido durante 20 anos, um segredo que ameaça pôr em causa a vida que construiu para si próprio e para aquele que, em breve, será seu marido. Amin conta, pela primeira vez, a história da sua extraordinária viagem como criança refugiada do Afeganistão ao realizador Jonas Poher Rasmussen, seu amigo próximo e colega de liceu, recorrendo sobretudo à animação para proteger a sua identidade.

21:30 — “Reunião” de Fran Kranz
Jay e Gail Perry estão de luto pelo seu filho, morto num tiroteio na escola. Richard e Linda lidam com o peso da culpa enquanto pais do aluno agressor. Seis anos depois da tragédia, os casais encontram-se e revisitam os trágicos acontecimentos. “Reunião” é a primeira longa-metragem de Fran Kranz, focada nos tiroteios das escolas norte-americanas.


terça 10 MAIO

18:30 — “Great Freedom” de Sebastian Meise (LUX - Prémio do Público do PE) ENTRADA LIVRE
Na Alemanha do pós-guerra, Hans é repetidamente preso por ser homossexual. O seu desejo de liberdade é frustrado de forma sistemática ao ser considerado culpado de infringir o artigo 175.º do Código Penal alemão. A única relação estável na sua vida passa a ser o seu companheiro de cela de longa data, Viktor, um assassino condenado. O que começa como um sentimento de repulsa transforma-se progressivamente em amor.

21:30 — Cine-concerto “Mulheres da Beira” com Jorri, Luís Pedro Madeira e Sérgio Costa (Programa Cultural da Queima das Fitas de Coimbra)
O Caminhos do Cinema Português lançou aos músicos Jorri, Luís Pedro Madeira e Sérgio Costa, o desafio de criar um cine-concerto do filme "Mulheres da Beira", realizado pelo italiano Rino Lupo. Os três multi-instrumentistas, com percursos estabelecidos em bandas como Azembla's Quartet, a Jigsaw, Belle Chase Hotel, Pensão Flor, Quinteto Tati e The Millions, irão criar, em tempo real, a banda sonora desta película centenária, recentemente restaurada e editada em DVD pela Cinemateca Portuguesa.
Sinopse: “Arouca. O trágico devaneio de Aninhas, uma jovem e bela camponesa que, por por sonhos de riqueza e um fascínio amoroso, repele o afeto arrebatado de André, um rústico contemplativo. A volúvel Aninhas deixa-se enredar na funesta teia de sedução do Fidalgo da Mó que, uma vez entediado e com nova amante, acaba por desprezá-la…”


quarta 11 MAIO

15:00 — “O Peso Insuportável de Um Enorme Talento” de Tom Gormican
Após tanto sucesso no mundo cinematográfico, nos dourados anos 90, Nicolas Cage sente que a sua carreira está a afundar-se. Agora, o seu maior sonho é conseguir o papel no próximo filme de Quentin Tarantino, acabar com a terrível dívida financeira e reconciliar-se com a sua filha. Mas acaba por conhecer um fã bilionário mexicano que quer contratá-lo para um projeto. Cage descobre que o homem é o cabecilha de um cartel de droga e vai ser recrutado pela CIA para capturar esse traficante.

18:30 — “Quo Vadis, Aida?” de Jasmila Žbanić (LUX - Prémio do Público do PE) ENTRADA LIVRE
Bósnia-Herzegovina, 11 de julho de 1995. Aida trabalha como tradutora para as Nações Unidas na pequena cidade de Srebrenica. Quando o exército sérvio ocupa a cidade, a sua família está entre os milhares de civis em busca de proteção no campo das Nações Unidas. Estando por dentro das negociações, Aida tem acesso a informações cruciais que precisa de interpretar. Que destino aguarda a sua família e as pessoas – o salvamento ou a morte? O que deve ela fazer?

21:30 — “Os Contos de Canterbury” de Pier Paolo Pasolini (“Cem Anos de Pasolini”)
Os Contos de Canterbury é baseado nos poemas eróticos de Geoffrey Chaucer do século XIV. Mergulhando com prazer em algumas das mais perversas e lascivas histórias, Pasolini celebra de forma ardente quase toda a forma imaginável do acto sexual com um humor rico, rude e visualmente mágico. Para completar, Pasolini faz uma magnífica representação do inferno com claras influências da pintura de Hieronymus Bosch.


quinta 12 MAIO

15:00 — “À Procura de Anne Frank” de Ari Folman
Acompanhamos a jornada de Kitty, amiga imaginária para quem Anne Frank dedica o seu diário. Uma adolescente impetuosa, Kitty acorda na casa de Anne Frank em Amsterdã num futuro próximo. Acreditando que ela ainda está viva na Europa de hoje em dia, Kitty passa a procurá-la enquanto estranha a modernidade do mundo e se depara com o legado de Anne. Ao mesmo tempo comovente e inspirador, a animação contém uma pitada de romance, uma grande aventura e uma série de reflexões sérias sobre atrocidades do passado e do presente. Além disso, Kitty faz amizade com uma jovem refugiada cuja família está prestes a ser deportada para um país natal onde o perigo espera.

18:00 — Parte 8 de “A Flor” de Mariano Llinás
La Flor é um complexo narrativo composto por seis episódios independentes e sucessivos. O ponto de união entre eles é que em cada um e nessas histórias atuam as mesmas quatro atrizes: Pilar Gamboa, Elisa Carricajo, Laura Paredes e Valeria Correa. O universo dessas ficções é radicalmente diferente de um episódio para o outro e essa diferença extrema é premeditada. Também as personagens que as quatro atrizes representam em cada uma essa diversidade. Pilar Gamboa pode ser feiticeira no primeiro, uma cantora pop no segundo, uma espiã muda no terceiro, ela mesma no quarto, um personagem secundário quase invisível no quinto, antes de reaparecer como um prisioneiro que escapa dos vagões cobertos dos Pampas selvagens do Século 19 no sexto. O mesmo se aplica às outras atrizes. Cada uma salta de um universo fictício para outro, como num baile de máscaras.

21:30 — “Gato Preto, Gato Branco” de Emir Kusturica (“Ciclo Emir Kusturica”)
Adaptado de um romance dos anos 30, da autoria do escritor russo Isaac Babel, "Gato Preto, Gato Branco" conta a história de um grupo de ciganos que habitam à beira do Danúbio. Matko, o Cigano, vive de pequenos negócios escuros com os russos. O seu primeiro grande trabalho é desviar um comboio que transporta gasolina de Belgrado com destino à Turquia. Para conseguir montar a operação pede dinheiro a Dadan, o padrinho da comunidade, que vive rodeado por um harém. Mas o assalto corre mal e agora Matko não tem dinheiro para pagar a Dadan. A solução é aceitar o casamento entre o seu filho Zare e a intratável irmã do padrinho. Mas Zare está apaixonado por Ida, uma jovem cigana que tem por passatempo disparar sobre as embarcações das pessoas que vivem à beira do rio.


sexta 13 MAIO

15:00 — “Azor: Nem Uma Palavra” de Andreas Fontana
Argentina, 1980. O banqueiro Yvan chega de Genebra para substituir um colega que desapareceu misteriosamente em Buenos Aires em plena ditadura militar. Vivendo em uma sociedade sob vigilância, ele se vê em meio a uma teia sinistra de colonialismo, altas finanças e a “Guerra Suja” de uma nação.

18:00 — “À Procura de Anne Frank” de Ari Folman

21:30 — Estreia de “Olga” de Elie Grappe
Uma jovem ginasta de 15 anos, de nacionalidade ucraniana mas exilada na Suíça, trabalha para garantir o seu lugar no Centro Nacional de Desporto do país. Quando a revolta Euromaidan eclode na Ucrânia e a sua mãe é espancada e detida pelas autoridades, o coração e a razão de Olga dividem-se entre o amor e a conquista do sonho de uma vida.


sábado 14 MAIO

15:00 — “Mamma Roma” de Pier Paolo Pasolini (Ciclo “Cem Anos de Pasolini”)
Um retrato neo-realista de martírio maternal que marca uma transição na filmografia inicial do subversivo Pasolini. Segundo filme de Pasolini, com argumento original da sua autoria e uma das primeiras obras do cineasta a retratar os marginais da sociedade italiana. A partir da história melodramática de uma prostituta de Roma que tenta dar uma vida digna ao seu filho, Pasolini constrói um filme com uma extraordinária dimensão poética e social, coroado por uma das mais exímias performances de Anna Magnani.

18:00 — Antestreia de “Deserto Particular” de Aly Muritiba
Daniel é um polícia exemplar, mas acaba por cometer um erro que coloca a sua carreira em risco. Sem observar um horizonte em Curitiba, parte numa jornada à procura de Sara, a mulher com quem ele se relaciona virtualmente e por quem está apaixonado. Este encontro irá transformá-lo inteiramente e irá mudar o seu próprio destino.

21:30 — “À Procura de Anne Frank” de Ari Folman



Acompanha a nossa agenda aqui.

Bilhetes Pontuais:
Normal — 5€
Reduzidos — 4€
Entre 9 e 14 de Maio: Sócios da CCP, CEC e FILA K — 2€

Ciclo de Concertos de Coimbra regressa com 8 concertos, Fórum Saber Ouvir e Percurso pelos Órgãos da cidade

descarregar (3).jpg

Ciclo de Concertos de Coimbra regressa para a sua VII edição sob o mote «A cidade, a música e o tempo». Estas três dimensões entrelaçam-se em toda a programação do evento que propõe um roteiro, de 5 a 8 de Maio, pelos vários espaços da cidade recentemente elevada a Património Mundial da UNESCO.
Os locais mais emblemáticos de Coimbra irão acolher uma viagem, com várias paragens, pela cultura musical ocidental que nos une. O itinerário iniciar-se-á em territórios transcaucasianos e terminará no Novo Mundo com oito concertos, dos quais cinco são gratuitos; da sensibilidade inspiradora da 4.ª Sinfonia de Tchaikovsky, até à reinterpretação dos cânones e ensinamentos clássicos da Rhapsody in Blue, de George Gershwin. Pelo meio, entre outras surpresas, estão marcados encontros com a virtuosismo de Rachmaninoff, com o tradicionalismo de Schubert e com a sonoridade do violoncelista Pavel Gomziakov, que tocará num instrumento de 1703, que pertenceu ao compositor Bernhard Romberg.
“A VII edição do Ciclo de Concertos de Coimbra afigura-se-nos como uma das melhores oportunidades para celebrar Coimbra naquela que é considerada a primeira de todas as artes – a música. E, ao conjugarmos essa mesma arte intemporal com os locais de memória da cidade, estamos a dar-lhes vida, evocando em simultâneo o seu passado, presente e futuro.” Salienta o presidente da Câmara Municipal de Coimbra, José Manuel Silva. 

 

 

descarregar (4).jpg

Tiago Nunes, diretor artístico do Ciclo destaca ainda “o carater internacional do evento com a presença dos pianistas Gülsin Onay, da Turquia, Zoran Imsirovic, da Jugoslávia e Leonardo Hilsdorf, do Brasil e ainda o Maestro Ceciliu Isfan, da Roménia. Teremos três grandes orquestras em palco e vai ser interpretado o segundo concerto de piano de Rachmaninoff, um dos concertos para piano e orquestra mais famosos da história da música.”
O Ciclo de Concertos de Coimbra irá contar, para além dos concertos e recitais, com programação específica nas escolas assumida pela Orquestra de Sopros de Coimbra (OSC). “Como no ano passado, os nossos grupos cooperantes farão um périplo por quatro Agrupamentos de Escolas da zona centro, criando momentos musicais abertos ao diálogo e à interação com o público, o Trio de Jazz interpretará alguns standarts; o Grupo Iterum, fará uma abordagem ao repertório da guitarra portuguesa; o Quintvs Quinteto destaca obras do seu repertório clássico; e o Sax & Companhia interpretará temas alusivos à Revolução de Abril” acrescenta João Calha da direção da OSC.
O Fórum Saber Ouvir, que se realiza no Museu Nacional Machado de Castro nos dias 27, 28 e 29 de abril com três tertúlias que constituirão uma espécie de mote para os vários concertos que integram o programa musical com convidados ligados às artes conimbricenses. Como de costume, haverá lugar na programação para dar palco aos talentos emergentes de Portugal e para dar destaque aos históricos compositores portugueses. 

O evento é co-organizado pela Associação Culturxis e Orquestra de Sopros de Coimbra com o Alto Patrocínio do Presidente da República e financiado pela Dgartes e Câmara Municipal de Coimbra. Toda a informação sobre a programação e bilheteira pode ser consultada no site, redes sociais e ticketline.

O VII Ciclo de Concertos de Coimbra será, assim, uma oportunidade de as famílias poderem desfrutar de uma cidade em flor, que se renova e reencontra culturalmente, ano após ano, por altura da primavera.

 Programação Música

5 Maio 
21h30
Pavel Gomziakov & Adriano Jordão 
Arpeggione de Schubert e obras de Liszt para violoncelo e piano
Local: Conservatório de Música de Coimbra
Entrada livre

6 Maio 
21h30
Gülsin Onay
Obras de Haydn, Mendelssohn e Chopin
Local: Conservatório de Música de Coimbra
Bilheteira

7 Maio 
11h00
Jorge e Joana Ly 
Sonatas para Violino e Piano de C.Franck e G.Fauré
Local: Igreja da Misericórdia
Entrada livre

15h00
Zoran Imsirovic | A última sonata de Schubert, D.960
Obras de R.Schumann e F.Schubert
Local: Igreja da Misericórdia
Entrada livre

21h30
Concerto para Piano n.º 2 de Rachmaninoff 
Orquestra Sinfónica do Algarve e Leonardo Hilsdorf
Local: Conservatório de Música de Coimbra
Bilheteira

8 Maio
12h00
Pedro e o Lobo, de Sergei Prokofiev
concerto para toda a família
Orquestra Arco Ribeirinho
Local: Igreja do Colégio da Trindade (Casa da Jurisprudência)
Entrada livre

15h00
Rodrigo Teixeira | Integral dos estudos de Chopin
Recital de Talento Emergente
Local: Igreja do Colégio da Trindade (Casa da Jurisprudência)
Entrada livre

18h00
Rhapsody in Blue de Gershwin e música contemporânea dos EUA
Concerto de Encerramento
Orquestra de Sopros de Coimbra, Coros da Região Centro com o solista Vasco Dantas
Local: Convento São Francisco
Bilheteira

 

EPICENTRO 2022 - Esta semana no Centro Cultural Penedo da Saudade e no CAV

 

CENTRO CULTURAL PENEDO DA SAUDADE . 22 ABRIL e 05 MAIO
O espaço intimista do Centro Cultural Penedo da Saudade acolhe dois concertos de projectos relativamente recentes. Em abril apresenta-se o trio de Filipe Furtado, que tem desvendado as suas contagiantes canções de influência bossa nova e samba (do disco de estreia “Prelúdio”, a editar pela Marca Pistola), a quem se juntam o trompetista Pedro Jerónimo e o baterista Paulo Silva. Já em maio, o duo Peixinhos da Horta, de Luísa Levi e Constança Ochoa, mostra-se numa fase ainda embrionária mas muito promissora, onde a voz e as suas manipulações têm um papel primordial.

 

CENTRO CULTURAL PENEDO DA SAUDADE
quinta-feira, 5 de Maio
18h00 / PEIXINHOS DA HORTA [concerto]

 

CENTRO DE ARTES VISUAIS . 06 a 08 MAIO

Criar ou consumir cultura é fundamental, mas pensar e falar sobre ela não é menos importante. É com este mote que o CAV - Centro de Artes Visuais acolhe um conjunto de Conversas em quatro sessões, cada uma com um painel distinto e diferentes pontos de partida temáticos: “Indústria Musica”l (Hugo Ferreira - Omnichord; João Vaz Silva - Força de Produção; Jonas Gonçalves - Ya Ya Yeah; José Manuel Pinheiro - Produtor de Eventos; John Gonçalves - músico The Gift), “Cidades Criativas” (Leonor Barata - CM Viseu; Rui Morais - Cistermúsica; Assunção Ataíde - APBC / União de Freguesias de Coimbra; Teresa Girão - Jardim Botânico UC), “Programação” (Guilherme Garrido - Festival A Porta / Supernova; Nuno Leocádio - Carmo 81; José Miguel Pereira - JACC / Salão Brazil; Sandra Oliveira - Jardins Efémeros; Bruno dos Reis - GretUA) e “Comunicação” (Cláudia Duarte - This is Ground Control; João Gaspar - LUSA; Isabel Simões - Culturama RUC; Filipa Queiroz - Coimbra Coolectiva; Adriano Esteves - Burocratik). Em contínuo, o espaço acolhe a projecção de pequenos documentários relacionados com música, a maioria com produção da RTP / Antena 3. E a completar o ambiente ideal para convívio e as trocas de impressões paralelas, há DJ Sets todas as tardes.

 

CAV - CENTRO DE ARTES VISUAIS
sexta-feira, 6 de Maio
17h00 / "Indústria Musical" [conversa]
HUGO FERREIRA (Omnichord Records)
JOÃO VAZ SILVA (Força de Produção)
JONAS GONÇALVES (Ya Ya Yeah)

JOSÉ PINHEIRO (Produtor de Eventos)
JOHN GONÇALVES (The Gift)
19H00 / DEATH DISCO DISASTER [DJset]

sábado, 7 de Maio

15H00 / "Cidades Criativas" [conversa]
LEONOR BARATA (CM Viseu)
RUI MORAIS (Cistermúsica)
ASSUNÇÃO ATAÍDE (APBC)

TERESA GIRÃO (Jardim Botânico UC)
17H00 / "Programação Cultural" [conversa]
GUILHERME GARRIDO (Festival A Porta)
NUNO LEOCÁDIO (Carmo 81)
JOSÉ MIGUEL PEREIRA (Salão Brazil)
SANDRA OLIVEIRA (Jardins Efémeros)
BRUNO REIS (GretUA)
19H00 / JETROTUGA [DJset]

domingo, 8 de Maio
17H00 / "Comunicação" [conversa]
CLAUDIA DUARTE (This is Ground Control)
JOÃO GASPAR (LUSA)
FILIPA QUEIROZ (Coimbra Coolectiva)
ISABEL SIMÕES (Culturama / RUC)
ADRIANO ESTEVES (Burocratik)
19H00 / GUILHERME GARRIDO [DJset]

Entrada Gratuita

 

Entrada Gratuita / Reserva obrigatória através de cultura@ipc.pt
 

Passatempo TÁ EMBAÇADO - COIMBRA

O Blog Cultura de Borla em parceria com a MEIO TERMO tem bilhetes duplos para TÁ EMBAÇADO em Coimbra para o dia 14 de Maio aos primeiros leitores que de 5 em 5 participações:

 

- enviem um mail para culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ir ver TÁ EMBAÇADO com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone e sessão pretendida.

 

Só é aceite uma resposta válida por endereço de e-mail e por concorrente pelo que não adianta enviar mais do um e-mail.

Excepto em casos de força maior que deverão ser atempadamente comunicados através do email culturadeborla@sapo.pt, contamos que os participantes aproveitem os bilhetes que ganharam, portanto concorra apenas se tem a certeza que pode estar presente.

 

Fábio Rabin MULTIDATA.jpg

Em maio a MEIO TERMO traz um dos maiores nomes da comédia do Brasil a Portugal.

 

Depois do sucesso de “TO VIAJANDO”, show vencedor do prêmio Risadaria na categoria melhor show de Comédia Stand Up em 2018, FÁBIO RABIN entreia seu novo material.

“TÁ EMBAÇADO” é o novo título de seu novo show, o 4º solo de sua carreira. O título reflete o momento da sua vida de um homem que tenta escapar da rotina para salvar seu relacionamento, mas enfrenta dificuldades enormes como a TPM de sua esposa e sua própria falta de sensibilidade dentro de seu casamento. Além disso, tem que criar uma filha que está crescendo e começando a questionar o mundo para um pai que quase sempre não tem as respostas certas...

Talvez este seja seu show mais polêmico, pois além da família, aborda grandes tabus como: drogas, preconceito e o “politicamente correto”, que tenta impor ao comediante limites em sua criatividade.
A política se mantém muito presente neste show, sempre com textos sobre atualidades do país e do mundo, fator que colocou o comediante em grande destaque no cenário do humor nacional nos últimos tempos. Tudo isso, tentando enxergar o lado cômico em todas as desgraças que nos cercam, e são muitas! Afinal de contas “TÁ EMBAÇADO”...

 

Fábio Rabin, vai estar em Leiria, no dia 10 de maio, no Teatro José Lúcio da Silva, em Lisboa, a 11 de maio, no Teatro Villaret, no Porto, 12 de maio, no Sá da Bandeira e a 14 de maio ruma a Coimbra, ao Conservatório de Música de Coimbra.

 

EPICENTRO 2022 - Casa do Cinema de Coimbra e Centro Cultural Penedo da Saudade e Liquidâmbar

 

 

EPICENTRO é um conceito criado pela Blue House, que se foca nos artistas e expressões culturais da Região Centro, tendo Coimbra enquanto pólo aglutinador.

Num evento anual, apresentam-se dezenas de actividades como concertos, DJ sets, filmes documentais, leituras musicadas, conversas, apresentações de livros, performances, visitas guiadas e oficinas. O evento pretende funcionar como um sismógrafo musical, fazendo um ponto de situação do que se faz na região, tomando o pulso, de forma contextualizada, à efervescência do momento emergente e à valorização de nomes consagrados.

O foco do EPICENTRO é a música, mas este é integrador de outras disciplinas, lançando desafios para reflexões e intervenções ligadas à literatura, cinema, teatro e artes plásticas. Finalmente, o eixo principal do EPICENTRO é o estabelecimento de pontes com diversos agentes da Região Centro, desde artistas, a estruturas culturais, passando por entidades públicas e privadas.

descarregar.png

LIQUIDÂMBAR . 23 e 30 ABRIL

O Liquidâmbar, bar cultural que regularmente recebe concertos num dos pontos nevrálgicos da cidade, a Praça da República, é um espaço ideal para assistir, de forma descontraída e informal, a duas propostas bem distintas. A primeira é protagonizada pelo coletivo de hip-hop A Velha Capital, com um concerto especialmente preparado para assinalar as vésperas da Revolução de Abril. Uma semana depois é a vez do Conjunto

Académico José Paulo (liderado por Paulo Carvalho) apresentar alguns temas inéditos que nos últimos anos tem composto e gravado, de forma discreta.

LIQUIDÂMBAR
sábado, 23 de Abril
21H30 / A VELHA CAPITAL [concerto]

Entrada Gratuita

 

 

 

 

descarregar.png

CENTRO CULTURAL PENEDO DA SAUDADE . 22 ABRIL e 05 MAIO

O espaço intimista do Centro Cultural Penedo da Saudade acolhe dois concertos de projectos relativamente recentes. Em abril apresenta-se o trio de Filipe Furtado, que tem desvendado as suas contagiantes canções de influência bossa nova e samba (do disco de estreia “Prelúdio”, a editar pela Marca Pistola), a quem se juntam o trompetista Pedro Jerónimo e o baterista Paulo Silva. Já em maio, o duo Peixinhos da Horta, de Luísa Levi e Constança Ochoa, mostra-se numa fase ainda embrionária mas muito promissora, onde a voz e as suas manipulações têm um papel primordial.

CENTRO CULTURAL PENEDO DA SAUDADE
sexta-feira, 22 de Abril
18H00 / FILIPE FURTADO [concerto]

Entrada Gratuita / Reserva obrigatória através de cultura@ipc.pt
Entrada Gratuita / Reserva obrigatória através de cultura@ipc.pt

CLÃ anunciam nova digressão de clubes - DÁ O QUE TEM

descarregar.jpg

Esta primavera os Clã tomam de assalto os clubes! 
No ano em que fazem 30 anos de carreira, um retorno ao ponto de partida para procurar novos caminhos e inspiração para o futuro. DÁ O QUE TEM são os Clã ao vivo, cara a cara, a experimentarem à tua frente, francos e sem filtros. Uma digressão única num momento único da vida da banda. A não perder!
Em menos de duas semanas, a banda passará por oito emblemáticas salas, espalhadas pelo país, com direito a uma visita a Espanha.
 A digressão conta com o apoio da Antena 3.
O primeiro concerto tem lugar no dia 26 de Abril, no Muscibox, em Lisboa, no dia seguinte a banda toca no Cine Incrível (Almada), no dia 28 no Salão Brazil (Coimbra), a 29 no Stereogun (Leiria) e a 30 no Carmo 81 (Viseu). Após uma pausa de 3 dias, a banda regressa à estrada a 4 de Maio para tocar no GrETUA (Aveiro), no Maus Hábitos (Porto) no dia 5, terminando a 6 de Maio em Vigo, no La Fábrica de Chocolate Club.
Esta digressão especial nasce da vontade dos Clã de reencontrar a atmosfera vibrante e eléctrica dos clubes e a forte proximidade com um público cúmplice e exigente. Uma série de concertos informais e de palco aberto ao imprevisto onde não vão faltar os temas de “Véspera “(último álbum da banda), canções que habitualmente não fazem parte do repertório ao vivo dos Clã, novas versões, entre outras surpresas. 
DÁ O QUE TEM marca o arranque da celebração dos 30 anos dos Clã. Uma festa que se prolongará ao longo do ano com mais novidades a anunciar em breve. 

CLÃ  - TOUR "DÁ O QUE TEM"

 

BILHETES
26/04 - Muscibox, Lisboa 
https://musicbox.seetickets.com/event/cla-02260422-/musicbox/2297238 
27/04 - Cine Incrível, Almanda
Bilhetes à venda no local. Reservas: 965 210 300
28/04 - Salão Brazil, Coimbra
https://www.bol.pt/Comprar/Bilhetes/107419-cla-jazz_ao_centro_clube/Sessoes
29/04 - Stereogun, Leiria
https://ticketline.sapo.pt/evento/cla-da-o-que-tem-62493
30/04 - Carmo 81, Viseu
Bilhetes à venda no local.
04/05 - GrETUA, Aveiro
https://ticketline.sapo.pt/evento/cla-da-o-que-tem-62499
05/05 - Maus Hábitos, Porto
À venda na Bol. Bilheteira abre ao longo do dia de hoje.
06/05 - La Fábrica de Chocolate Club, Vigo
Bilheteira electrónica abre ao longo do dia de hoje.

Retoma da Programação na Casa do Cinema de Coimbra

 

 

Após um breve interregno, a Casa do Cinema de Coimbra retoma a sua exibição regular. Este novo ano é marcado por um novo alinhamento que permitirá aos espectadores assistir às nossas exibições de quarta a sábado tanto ao final de tarde – às 18h00 – como à noite – 21h30. Desta forma, esperamos tornar a nossa programação mais acessível a um público mais alargado.
A nossa actividade em Janeiro é inaugurada com “O Movimento das Coisas”, longa-metragem documental de Manuela Serra, numa sessão programada pelo Fila K Cineclube para as 21h30 do dia 12 Janeiro. Esta exibição abre o ciclo Vintageque recupera alguns filmes marcantes do ano passado. As exibições deste ciclo são retomadas nas semanas seguintes. No dia 19 de Janeiro às 21h30 é exibido “Funeral de Estado”, de Sergei Loznitsa, que reconstrói as cerimónias fúnebres do ditador da ex-União Soviética, Joseph Stalin, e no término do mês com o documentário musical de Edgar Wright, dedicado aos “The Spark Brothers” celebrando a vasta obra e a influência destes dois irmãos no mundo da música.

 

A restante programação é marcada por várias estreias nacionais. No dia 13 Janeiro, às 18:00, recebemos a estreia de “A Távola de Rocha” (filme seleccionado na XXVII Edição dos Caminhos do Cinema Português). Ainda nesse dia é exibida a cópia restaurada de “Oldboy”, de Park Chan-Wook (21:30), um filme distinguido com o Grande Prémio do Festival de Cannes em 2004. A exibição desta longa-metragem de culto é reposta no no dia (14 Janeiro) às 18:30.
A saga 
Matrix terá a exibição do seu mais recente capítulo – Resurrections – na noite de 14 de Janeiro, com reposição às 18h00 do dia 15 de Janeiro. Esse será um sábado cheio de cinema, com a Matiné Infantil dos “Filminhos Infantis à Solta pelo País” (15:00) e, à noite (21:30), acompanharemos as lutas da sociedade comunista na União Soviética com a longa-metragem de Andrei Konchalovsky, “Caros Camaradas!”, vencedora do Grande Prémio do Júri no Festival de Veneza de 2020. A sua exibição é reposta no dia 19 de Janeiro às 18:00, criando um diálogo temático com a sessão da noite (21:30) onde o Fila K programou “Funeral de Estado”, de Sergei Loznitsa.

 

Esta semana é marcada pela estreia nacional de “O Bom Patrão”, de Fernando León de Aranoa, uma longa-metragem espanhola, indicada ao Prémio de Melhor Filme Estrangeiro nos Oscars de 2022 e o atual recordista de indicações -20 – aos Prémios Goya 2022. “O Bom Patrão” será exibido nos dias 21 (21:30), 22 (18:00), 23 (21:30) e 26 de Janeiro (18:00).. Na mesma semana contamos com a estreia de “Terra Estrangeira”, de Daniela Thomas e Walter Salles, cuja cópia restaurada preencherá as restantes sessões da semana, dia 21 (18:00), 22 (21:30) e 23 Janeiro (18:00).
Guardámos para a última semana de Janeiro a exibição da primeira parte de “
A Flor”, longa-metragem argentina composta por 6 histórias e 8 partes assinada por Mariano Llinás (18:00) , e à noite entramos na redação de “Crónicas de França”, de Wes Anderson (21:30 repetido nos dias 28 (18:00), 29 (21:30) e 2 Fevereiro (18:00). Concluímos o programa de Janeiro com um regresso ao pós-Segunda Guerra Mundial num drama assinado por Orson Welles com duas sessões de “The Stranger” nos dias 28 Jan (21:30) e 29 Jan (18:00).

 

O novo ano trouxe uma atualização do preçário, fixando-se os:

  • Bilhetes Pontuais a 5€;
  • Bilhetes Reduzidos a 4€;
  • Bilhetes para Sócios da CCP/AACC a 2€ em todas as sessões e a Sócios Fila K e CEC nas respetivas sessões.


A Casa do Cinema de Coimbra abre a sua bilheteira 30 minutos antes de cada sessão.

FÁBIO PORCHAT: ESTRELA DO 'PORTA DOS FUNDOS' ESTREIA O SEU NOVO SOLO DE STAND-UP COMEDY, EM PORTUGAL, NO MÊS DE FEVEREIRO

Com uma tour que arranca no Porto, o espetáculo vai passar por Braga, Coimbra e Aveiro, finalizando em Lisboa com uma grande apresentação no Campo Pequeno.

image005 (1).jpg

 

É já no próximo mês que Fábio Porchat está de volta a Portugal para estrear, em terras lusas, o seu novo solo de stand-up comedy. Após o sucesso de ‘Fora do Normal’ - um espetáculo também a solo e que esgotou em Lisboa, no Campo Pequeno, no ano de 2014 - o comediante do momento no Brasil vai estar em Portugal de 5 a 18 de fevereiro para percorrer o país e levar, desta feita, o seu novo espetáculo de stand-up a um maior número de cidades. 

 

Histórias inusitadas, comédia de observação e humor acutilante serão, por certo, ingredientes presentes para uma noite única, protagonizada por um dos fundadores do ‘Porta dos Fundos’, criador e apresentador do aclamado programa “Que história é essa, Porchat?”, e um dos humoristas mais conceituados e queridos em Portugal e no Brasil.

 

Com a produção da H2N a digressão deste novo espetáculo a solo de Fábio Porchat arranca no Porto, no dia 5 de fevereiro, e vai passar pelas cidades de Braga (6.02), Coimbra (12.02) e Aveiro (13.02), sendo o encerramento da tour em Lisboa, no dia 18 de fevereiro, no emblemático Campo Pequeno.

 

O espetáculo é para maiores de 16 anos, tem a duração de 60 minutos e os bilhetes variam entre os 25 e os 30 euros. Estão disponíveis a partir de hoje e encontram-se à venda na Ticketline e nos locais habituais.