Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

SEMPRE, histórias de liberdade – Imagem, música e palavra no 1.º de maio em Vila do Conde | 21h30, Mercado Municipal

Manifestação popular e artística com base na recolha de histórias de liberdade
Imagem, música e palavra no 1.º de maio em Vila do Conde

news.jpg


 
50 anos depois, Vila do Conde é convocada para uma manifestação, um novo 1.º de maio, chamando todos a participar! Um espetáculo multidisciplinar que cruza imagem, música e palavra, a partir das memórias, arquivos e histórias de liberdade das gentes do concelho. Uma celebração e uma homenagem a todos os que ajudaram a construir a sociedade democrática e livre em que vivemos hoje.

 
As imagens do 1.º de maio de 1974 em Vila do Conde mostram a afluência massiva da população à celebração da liberdade democrática, neste que constitui o primeiro momento de manifestação pública e livre, poucos dias depois do 25 de Abril. É este o ponto de arranque do SEMPRE, histórias de liberdade, um projeto coletivo multidisciplinar evocativo dos tempos de abril, a partir da exploração dos arquivos e coleções pessoais recolhidos junto dos que viveram o período da revolução em Vila do Conde.


Estes testemunhos, fotografias e documentos reunidos são trabalhados de forma multidisciplinar, cruzando imagem, música e palavra, no âmbito de uma residência artística, resultando daqui um espetáculo único, apresentado no 1.º de maio de 2024, pelas 21h30, no Mercado Municipal de Vila do Conde.
Mas o projeto não fica por aqui. Dirigindo-se a vários públicos e gerações, SEMPRE, histórias de liberdade lança um apelo à população para a recolha destas memórias e arquivos, com o objetivo de serem mostrados mais tarde, em outubro, no âmbito de uma exposição e de uma publicação. Nesta altura será também lançada uma K7, uma edição de autor que apresenta o registo do imaginário áudio-musical de todo este processo.

SEMPRE, histórias de liberdade não procura com isto a imagem completa, não pretende documentar, mas sim cruzar conteúdos num espaço conceptual de experimentação, promovendo novas reflexões sobre democracia, cidadania e liberdade e procurando mostrar a importância destes valores, especialmente junto das novas gerações. É, acima de tudo, uma celebração, que procura, ao mesmo tempo, projetar um futuro, na perspetiva da passagem do testemunho, chamando todos a participar!

O projeto é desenvolvido pela Noites Claras Associação Cultural, em parceria com a Câmara Municipal de Vila do Conde, no âmbito da comemoração dos 50 anos do 25 de Abril em Vila do Conde. Todas as atividades são de acesso livre e gratuito.


— PROGRAMA
1 de maio, 21h30
Manifestação popular e artística

Um espetáculo multidisciplinar celebrativo dos tempos de abril, desenvolvido em contexto de residência artística com base no cruzamento da imagem, música e palavra, entre o documental e o afetivo, a partir da exploração dos arquivos e memórias pessoais da comunidade vilacondense.
Mercado Municipal de Vila do Conde

até 14 de junho
Apelo à participação!

Tempo de abrir as gavetas e sacudir o pó: procuramos arquivos e coleções pessoais de quem viveu o período da revolução do 25 de Abril em Vila do Conde; fotografias, histórias, testemunhos, documentos, diretos ou indiretos, que contribuam para registar e difundir a memória da cidade.
SEMPRE. historiasdeliberdade@ gmail. com

19 de outubro
Exposição, publicação e K7

O ponto de encontro e de registo das histórias de liberdade reunidas junto da comunidade vilacondense; um suporte de apresentação dos testemunhos, arquivos e coleções pessoais recolhidos; uma extensão do processo de criação do objeto artístico apresentado a 1 de maio.
Vila do Conde [local a indicar]

. . . . .

Iniciativa
Noites Claras Associação Cultural

Parceria
Câmara Municipal de Vila do Conde

Apoio
Associação 25 de Abril
Buscapólos Associação Cultural
Bind'ó Peixe Associação Cultural
APACVC – Associação dos Profissionais das Artes e Cultura de Vila do Conde

. . . . .

Comemorações Dia Internacional da Mulher: cinema, desporto e encontros promovem igualdade

Dia Internacional Mulher.jpg

O Dia Internacional da Mulher (8 de março) é comemorado em Palmela em março e abril, com cinema, desporto, exposições, espetáculos, debates e encontros temáticos, que pretendem alertar e sensibilizar para a contínua necessidade da promoção da igualdade entre mulheres e homens.

Cinema, com o Olhares do Mediterrâneo - Women´s Film Festival, Ginástica Localizada, Natação e Aikido nas Piscinas Municipais e entrega de ofertas às mulheres nos Mercados Municipais de Palmela e Pinhal Novo, no dia 9 de março, são algumas das propostas do programa.

Os 50 Anos do 25 de Abril dão o mote para os encontros “Conversas Sem Margens”, “Conversas de Abril - Empreendedorismo no Feminino” e “Igualdade na vida local - o papel do Associativismo” e para o “Roteiro de Histórias pela Liberdade”.

Destaque ainda para a 1.ª edição do “Palmela Março Mulher”, com exposições, espetáculos, debates, encontros temáticos e outras atividades para a promoção da igualdade entre mulheres e homens.

O programa é organizado pelo Município de Palmela, Palmela Desporto, E.M. e SEIES - Sociedade de Estudos e Intervenção em Engenharia Social. Enquadra-se no Plano Municipal para a Igualdade e Não Discriminação - PMIND Palmela | 2021-2024 e contribui para o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 5 - Igualdade de Género.

 

Programa

 

7 março | 19h30 | Piscina Municipal de Pinhal Novo

Aula Aberta de Grupo - Localizada

Destinatárias: praticantes femininas não inscritas na atividade regular da modalidade

Org.: Palmela Desporto, E.M.

 

7 e 8 março | 21h30

Cine-Teatro S. João (Palmela) e Auditório Municipal de Pinhal Novo - Rui Guerreiro

Olhares do Mediterrâneo - Women´s Film Festival

Festival internacional de cinema dedicado à cinematografia feminina, com a apresentação de

curtas e longas metragens premiadas na última edição do Festival

 

8 março | 7h30, 9h00, 13h15, 14h00 e 20h15 | Piscina Municipal de Palmela

Dia Aberto da Escola de Natação

Destinatárias: praticantes femininas não inscritas na atividade regular das aulas

Org.: Palmela Desporto, E.M.

 

8 março | 19h30 | Piscina Municipal de Pinhal Novo

Aula Aberta de Grupo - Aikido

Destinatárias: praticantes femininas não inscritas na atividade regular da modalidade

Org.: Palmela Desporto, E.M.

 

9 março | Mercados Municipais de Palmela e Pinhal Novo

Entrega de oferta às mulheres

 

9 março | 16h00 | Biblioteca Municipal de Palmela

Conversas Sem Margens - Com Abril, março é todo o ano

Apresentação da reportagem multimédia “Às escondidas, elas também fizeram a Revolução”, trabalho jornalístico da revista digital Divergente | divergente.pt, que recupera o quotidiano de duas

mulheres (Luísa Tito de Morais e Maria Machado Pulquério) durante a clandestinidade, no período antes do 25 de Abril. A sessão contará com a presença das duas mulheres protagonistas. Este é um trabalho da jornalista Rafaela Cortez, com edição e coordenação de Diogo Cardoso, Luciana Maruta e Sofia de Palmela Rodrigues.

 

14 março | 15h00-17h30 | Centro Comunitário Monte do Francisquinho, Pinhal Novo

Conversas de Abril - Empreendedorismo no Feminino

 

Março e abril

Palmela Março Mulher - 1.ª edição

Programação conjunta, a decorrer no Centro Comunitário Monte do Francisquinho e outros locais do concelho de Palmela, com exposições, espetáculos, debates, encontros temáticos e outras atividades para a promoção da Igualdade entre Mulheres e Homens e a não discriminação intersectorial por outros fatores, através da intervenção em rede.

Org.: SEIES - Sociedade de Estudos e Intervenção em Engenharia Social, em parceria com a Câmara Municipal de Palmela

Financiado por: Gabinete da Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade, CIG - Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género e Portugal Mais Igual, Estratégia Nacional para a Igualdade e a Não Discriminação 2018-2030

 

6 abril | 15h00 | Biblioteca Municipal de Palmela

Conversas Sem Margens - “Conceição Matos: coragem hoje, abraços amanhã”

Exibição do filme “Conceição Matos: coragem hoje, abraços amanhã”, com a presença dos realizadores. Após a exibição do filme, será apresentado o livro “Elas estiveram nas prisões do fascismo”, da URAP.

 

20 e 27 abril | 9h30-13h00 e 14h30-18h00

Centro Comunitário Monte do Francisquinho, Pinhal Novo

Igualdade na vida local - o papel do Associativismo

No ano em que se assinalam 50 anos sobre a Revolução de Abril, os aspetos da Igualdade e da Participação entre mulheres e homens assumem cada vez uma maior relevância. Neste sentido do

papel fundamental de mulheres e homens na construção democrática e participativa do associativismo, a QI - Questão de Igualdade, Associação para a Inovação Social, no âmbito da Rede de Autarquias para a Igualdade, promove uma ação de esclarecimento e trabalho sobre a importância do papel das associações na construção de uma sociedade mais igualitária.

 

27 abril | 16h00 | Águas de Moura

Roteiro de Histórias pela Liberdade

Leitura de textos alusivos à Mulher e à Liberdade, num percurso definido pelo centro de Águas de Moura

 

Programa das Comemorações do 50.º Aniversário do 25 de Abril, no Seixal, com inúmeros destaques

Com o lema «Abril, a Liberdade Que Nos Une»

image007.png

comemorações do 50.º aniversário do 25 de Abril de 1974, no concelho do Seixal, está repleto de bons momentos. O ponto alto acontece nos dias 24 e 25 (quarta e quinta-feira), com a realização de várias iniciativas e espetáculos. «Falamos de meio século de liberdade e de democracia do povo português, por isso achamos ser esta uma data que deve ser assinalada com uma dignidade extrema e uma elevação que deverá ficar na história», afirma Paulo Silva, presidente da Câmara Municipal do Seixal.

 

No dia 24, à noite, o Parque da Quinta dos Franceses recebe o Concerto Comemorativo do 25 de Abril de 1974. No feriado, dia 25, são diversas as iniciativas programadas (ler abaixo). Refira-se que as comemorações do cinquentenário da Revolução dos Cravos, no Seixal, decorrem até dezembro de 2026, ano em que se assinalam os 50 anos da Constituição da República Portuguesa, e têm como lema «Abril, a Liberdade Que Nos Une».

 

No programa comemorativo, dirigido a todos os públicos, há várias iniciativas organizadas pela Câmara Municipal do Seixal e pelas juntas de freguesia, assim como outras ações que estão a cargo de instituições, movimento associativo, comunidade educativa e outras forças vivas do concelho. Entre as várias atividades previstas, que decorrem um pouco por todo o concelho, destacam-se as artes visuais, os workshops, a arte urbana, os colóquios e debates, a dança, os eventos desportivos, os momentos de leitura, a música e o teatro, entre muitas outras.

 

A programação pode ser consultada, na íntegra, no site 25deabril.seixal.pt. Em baixo, deixamos algumas das iniciativas previstas para os dias 24, 25, 26 e 27 de abril.

 

Dia 24 de abril (quarta-feira)

 

21.30 horas

Concerto Comemorativo do 25 de Abril de 1974

Local: Parque da Quinta dos Franceses, Seixal

 

Dia 25 de abril (quinta-feira)

 

9 horas

Saudação ao Poder Local Democrático

Local: Serviços Centrais da Câmara Municipal do Seixal

 

9.30 horas

Homenagem ao 25 de Abril

Local: Praça 1.º de Maio, Seixal

 

10.15 horas

Colocação de Bandeira da Liberdade de Homenagem ao 25 de Abril

Local: Rotunda da Quinta de Santa Rita (junto ao RioSul Shopping), Torre da Marinha

 

10.45 horas

Inauguração da sede da Associação de Apoio à Comunidade dos Países com Língua Oficial Portuguesa

Local: Rua Luís de Camões, n.º 24, Torre da Marinha

 

11.40 horas

Lançamento da 1.ª pedra do Centro de Atividades e Capacitação para a Inclusão da Associação de Paralisia Cerebral de Almada Seixal
Local: Rua Pinhal do Caldas, lote C4 - Amora, Verdizela

 

12.30 horas

Inauguração da Oficina do Bairro

Local: Bairro da Cucena, Aldeia de Paio Pires

 

21 horas

Dançar em Liberdade – Espetáculo Comemorativo do Dia Mundial da Dança

Local: Parque da Quinta dos Franceses, Seixal

 

Dia 26 de abril (sexta-feira)

 

Das 18 às 20 horas

Dia Municipal da Comunidade Migrante: debate sobre a realidade do Estado Novo no contexto colonial e a consequente luta de resistência e libertação dos países colonizados

Local: Serviços Centrais da Câmara Municipal do Seixal

 

21.15 horas

Renew Dance Academy (Clube de Campismo Luz e Vida) – Espetáculo de Dança 15-25

Local: Parque da Quinta dos Franceses

 

22.30 horas

Escola de Rock do Seixal

Local: Parque da Quinta dos Franceses

 

Dia 27 de abril (sábado)

 

10 horas

Reabertura do Espaço de Jogo e Recreio da Quinta do Batateiro

Local: Amora

 

10.45 horas

Reabertura do Espaço de Jogo e Recreio da Quinta do Mirante

Local: Aldeia de Paio Pires

 

11.30 horas

Inauguração de rotunda

Local: Cruzamento da Rua Luís Dourdil com a Avenida 10 de Junho, Fernão Ferro

 

22 horas

Alcoolémia (convidado: Carlos Tavares, vocalista do Grupo de Baile)

Local: Parque da Quinta dos Franceses

 

Valença Assinala os 50Anosda Revolução dos Cravos ValençaCantAbril (50 anos do Abril)

valença25 de abril.jpg

Valença CantAbril (50 anos do Abril) com amplo cartaz

 

Valença vai assinalar os 50 anos do 25 de Abril com um amplo programa comemorativo que se desenvolve durante todo o mês de abril. A 12 de abril arrancam as atividades evocativas dos 50 anos da Revolução dos Cravos.

Circuito de arte pública, assembleia de jovens, liberdade sem fronteiras, feira do livro, concertos, sessão solene, testemunhos e memórias da repressão, em Valença, contados na primeira pessoa e sentir abril nas escolas são algumas das atividades que marcarão este mês.

As comemorações serão dinamizadas pela Câmara Municipal e apresentam um programa amplo e transversal a todas as gerações que pretende evocar esta data marcante para a democracia portuguesa.

A primeira atividade decorrerá na semana de 12 a 19 de abril com a segunda edição do Circuito de Arte Pública de Valença. A edição deste ano terá por temática a liberdade e a participação e acrescentará três novos elementos artísticos ao Circuito de Arte Pública que Valença está a criar.

A 17 de abril Valença convida os jovens para virem aos Paços do Concelho à Assembleia Jovens de Abril, um espaço de liberdade, de participação cívica, onde todos são convidados a vir e a expressar a sua opinião.

A 19 de abril, vai decorrer no Agrupamento Muralhas do Minho uma atividade dirigida aos imigrantes residentes em Valença onde ficarão a conhecer, um pouco mais sobre a história do 25 de abril e os valores da liberdade.

Entre 23 e 27 de abril o Jardim Municipal será o palco para a Feira do Livro. As mais recentes novidades editoriais, lançamento de livros e concertos proporcionarão 5 dias enriquecedores com uma ampla programação cultural.

Nas vésperas do feriado, a 24 de abril, às 22h00, o Jardim Municipal será o palco para os concertos de Alma Nostra e Luar do Minho. As mais emblemáticas composições de época, da música de intervenção, serão revisitadas por estes dois grupos.

A 25 de abril, pelas 9h30, decorrerá a sessão solene evocativa do 25 de Abril, nos Paços do Concelho, com intervenções dos presidentes da Câmara e Assembleia Municipal, bem como de representantes de todas as forças políticas com representatividades nos órgãos autárquicos do concelho. Durante a tarde, a partir das 16h30, decorrerá uma visita guiada ao centro histórico, pelos espaços da repressão que marcam as memórias dos valencianos. Uma visita que contará com testemunhos na primeira pessoa.

A 26 de abril, sexta-feira, a partir das 22h00 será a vez dos 6tàs9 subirem ao palco do Jardim Municipal e cantarem abril com a maestria que nos habituaram a revisitar as composições emblemáticas da música de intervenção.

Sábado, 27 de abril, às 22h00, sobe ao palco do Jardim Municipal o Maestro Vitorino d’Almeida acompanhado por Pedro Emanuel Pereira, num concerto especial dedicado à Revolução dos Cravos que encerrará as comemorações dos 50 anos em Valença.

Ao longo deste mês de abril, o Agrupamento de Escolas Muralhas do Minho, está a trabalhar a temática “Sentir Abril – 50 Anos do 25 de Abril” com um amplo leque de atividades, transversal aos vários níveis de ensino.

JF FALAGUEIRA-VENDA NOVA HOMENAGEIA ZECA AFONSO!

Dos Muros para a Rua - cartaz.png

 
A Junta de Freguesia da Falagueira-Venda Nova, no concelho da Amadora, decidiu homenagear quatro figuras ímpares da nossa cultura, através da criação de um evento que enalteça estas personalidades, representadas em murais espalhados pela freguesia. O projeto "Dos Muros para a Rua" visa a celebração da vida e obra de José Afonso, Amália Rodrigues, Carlos Paredes e Fernando Pessoa, repartidos por quatro eventos a terem lugar em datas especialmente importantes para os homenageados e que contará com concertos, palestras, workshops, declamações e teatro. O "Dos Muros Para a Rua" pretende dar a conhecer os murais existentes na freguesia e, assim, através de diversas atividades homenagear e perpetuar o legado destas incontornáveis figuras da nossa cultura.
 
O primeiro evento a ter lugar é a homenagem a Zeca Afonso, cantor e compositor, símbolo da revolução e da luta pela liberdade. Inserido nas comemorações dos 50 anos do 25 de Abril, o evento dedicado à voz de "Grândola Vila Morena", terá lugar na Praça São Silvestre (junto ao metro da Amadora Este), com um conjunto de concertos que visam enaltecer a importância desta data tão especial.
 
O evento terá início com um desfile pelas ruas da freguesia às 16h, a cargo dos TorresBOMBOS e que terminará junto ao palco, com a atuação do grupo. Pelas 17:30h sobe a palco o Grupo Coral Alentejano Unidos do Lavradio, que entoará as músicas de Abril em cante alentejano. Pelas 18h, é a vez da banda Vila Morena homenagear Zeca Afonso, num concerto dedicado ao seu valioso reportório, numa interpretação dos grandes temas que marcaram a revolução e a música de intervenção.
 
A entrada é livre.
 

JF MOSCAVIDE E PORTELA CELEBRA 25 DE ABRIL COM OS VILA MORENA!

25 de Abril Moscavide e Portela_cartaz.jpg

 
A Junta de Freguesia de Moscavide e Portela, no concelho da Loures, celebra os 50 anos do 25 de Abril com um conjunto de atividade dedicadas ao tema, dentro dos quais o concerto "A Cantar Liberdade", pelos Vila Morena.
 
O concerto "A Cantar Liberdade" trata-se de um espetáculo onde são interpretados os mais emblemáticos temas que marcaram a revolução dos cravos, canções icónicas de Zeca Afonso, Paulo de Carvalho, Sérgio Godinho, Fernando Tordo, José Mário Branco, entre outros nomes importantes de Abril de 74. Pela voz poderosa da vocalista Andreia Santos, os Vila Morena apresentam as canções que ficaram no imaginário de todos nós, temas para sempre ligados à liberdade. Começamos em ditadura, terminamos em liberdade. A música é a revolução. Um espetáculo que, mais do que um concerto, é uma história de conquista.
 
O concerto está marcado para dia 24 de abril, pelas 22:45h no Centro Cultural de Moscavide.

Lisboa comemora abril de cravo ao peito e com Uma ideia de Futuro

descarregar (1).jpg


Em Lisboa os 50 anos do 25 de abril de 1974 comemoram-se no Terreiro do Paço, na noite de 24 de abril, com um espetáculo inédito sob o mote "Uma ideia de Futuro" e a distribuição de cravos especiais.

A celebração começa às 22h nas fachadas da principal praça da cidade, que servem de tela para um videomapping realizado a partir de fotografias de Alfredo Cunha e com música de Rodrigo Leão, numa parceria com a Comissão Comemorativa 50 anos do 25 de abril.

Às fotografias, seguem-se as canções de abril que reúnem em palco 180 músicos. Temas de José Afonso, José Mário Branco, Fausto, Adriano Correia de Oliveira, Fernando Lopes-Graça e Carlos Paredes, interpretados pela Orquestra Sinfonietta de Lisboa, o Coro de Santo Amaro de Oeiras e o Coro da Escola Artística do Instituto Gregoriano de Lisboa, juntando-se os solistas Marina Pacheco (soprano) e Mário João Alves (tenor) e os músicos Gaspar Varela (guitarra portuguesa), Pedro Mourato (guitarras), Francisco Santos (baixo elétrico) e Sertório Calado (bateria).

Com conceção e direção artística de Luís Varatojo, o espetáculo será pontuado pela narração de histórias, por seis jovens atores, acerca do Portugal de hoje e do caminho percorrido, e pela projeção de imagens que ilustram histórias e canções.

Será ainda apresentado um tema inédito, Abril é Sempre Primavera, com letra de José Luís Peixoto e música de Luís Varatojo e Filipe Raposo, que conta com a participação de várias vozes conhecidas do Fado e da música portuguesa.

Nesta festa, promovida pela Câmara Municipal de Lisboa e produzida pela EGEAC, não poderiam faltar cravos que serão distribuídos sob forma de pins. Cravos feitos artesanalmente por reclusas do Estabelecimento Prisional de Tires, reutilizando materiais dos pendões das Festas de Lisboa 2023 transformados agora num objeto simbólico para assinalar a data fundadora da Democracia.

Por volta da meia-noite, um apontamento piromusical e uma surpresa final iluminarão o céu sobre o rio Tejo.

BELÉM É DE TODOS! | Comemorações do 50º aniversário do 25 de Abril

BELÉM É DE TODOS!
Local: Palácio Nacional de Belém
Data: 25 de abril
Horário: Visitas ao Museu e Jardins (10h00-18h00 / última entrada às 17h00)
Visitas ao Palácio (11h00 – 14h00 e 15h30h – 17h00)
Entrada livre | Acesso pelo Museu da Presidência da República - Praça Afonso de Albuquerque


Mais informações: 213 614 660 | website MPR | facebook MPR
No dia 25 de abril, o público é convidado a visitar gratuitamente as salas protocolares e
jardins do Palácio de Belém, assim como a exposição permanente do Museu. A animação
musical ficará a cargo do Grupo Dixie da Marinha, do Quarteto de Saxofones do Exército e
do Quinteto de Metais e Percussão da Força Aérea, que atuarão durante todo o dia.
Há 50 anos, o Palácio de Belém esteve ausente do plano de operações do golpe militar que
derrubou o regime. Era um reflexo do esvaziamento dos poderes do chefe do Estado que se
verificara ao longo do Estado Novo (1933-1974). A Democracia redefiniu a hierarquia dos
poderes e, com ela, a residência oficial do Presidente da República recuperou e ganhou
novo protagonismo.
Das tomadas de posse dos governos provisórios, das reuniões entre militares e civis,
passando por declarações fundamentais para o nosso país, o Palácio de Belém foi palco e
testemunha privilegiada da nossa história recente.
Venha connosco reviver estas memórias, festejando os 50 anos do 25 de Abril no Palácio de
Belém

MELGAÇO ASSINALA 50 ANOS DO 25 DE ABRIL COM UM PROGRAMA DIVERSIFICADO

Conheça o programa “Abril para Já!” e celebre os 50 Anos do 25 de Abril!

 

Apresentação programa.jpg

Até ao final do ano, os 50 Anos do 25 de Abril estão a ser assinalados no concelho de Palmela com Exposições, Música, Teatro, Dança, Cinema, Literatura, atividades para a juventude, entre muitas outras. O programa comemorativo “Abril para Já!”, que integra cerca de uma centena de iniciativas e está ainda a ser enriquecido diariamente, foi apresentado publicamente no dia 18 de março, no Cine-Teatro S. João, em Palmela.

A programação, que está a decorrer desde março de 2023 e prolonga-se até ao final deste ano, inclui eventos especialmente pensados para celebrar esta data e também outros que já fazem parte da agenda cultural anual do concelho, mas que foram trabalhados com as matérias da Liberdade, Revolução e Democracia.

O Presidente do Município, Álvaro Balseiro Amaro, destaca a «qualidade e diversidade» do programa, que «resulta de um processo de construção amplamente participado» e «nunca está fechado». Até ao momento, referiu, foram recebidas mais de uma centena de propostas do Movimento Associativo, Juntas de Freguesia e Instituições, que ainda não foi possível integrar na totalidade, e a expetativa é de que a programação seja «enriquecida diariamente com muitas outras participações». Álvaro Balseiro Amaro deixou o convite a todas/os para usufruírem e participarem nos vários eventos.

 

Música em destaque

 

A nível musical, destaque para “Abril para Já”, no dia 25 de abril, às 21h00, na Praça da Independência, em Pinhal Novo, um Espetáculo Musical/Multimédia com a participação de jovens músicas/os amadoras/es e artistas emergentes do concelho, a partir de canções de Abril.

Na noite de 24 de abril, às 22h00, o Largo de S. João, em Palmela, recebe o Espetáculo Evocativo do 25 de Abril “O Presidente da Associação de Estudantes ganhou uma viagem para o Brasil”, com Direção Artística do Maestro Jorge Salgueiro e participação das Bandas Filarmónicas e Corais do concelho. Jorge Salgueiro explicou que este projeto nasceu há dois anos, ainda sem se imaginar que viria a integrar estas comemorações, e tem por base a alusão à viagem de Marcelo Caetano para o Brasil. Em palco, vão estar 60 jovens, que vão cantar, dançar e representar.

Também o Músico e Compositor Samuel Quedas participou na sessão de apresentação, para falar sobre o Concerto de celebração do Canto Livre e de Intervenção com sua Direção Artística, que se realiza a 5 de outubro, às 21h30, no Cine-Teatro S. João. «Estou muito satisfeito com o desafio que me foi lançado, o Canto Livre tem sido a minha vida desde 1972», confessou. Sem poder ainda revelar os nomes dos artistas que vão estar em palco, promete um espetáculo «de grande beleza».

A sessão contou ainda com a presença da Escritora Alexandrina Pereira, que vai apresentar o livro “Abril, Nome de Mulher”, no dia 13 de julho, às 16h00, na Biblioteca Municipal de Palmela, no âmbito das “Conversas Sem Margens - com Abril, março é todo o ano”. O livro reúne 50 testemunhos de mulheres nascidas antes e depois do 25 de Abril, de todas as freguesias do concelho, com idades entre os 40 e os 81 anos e diversas profissões. «É um livro com muito significado para mim», confessou a autora, explicando que pretende ser «uma homenagem ao silêncio a que as mulheres foram sujeitas e aos direitos que adquiriram».

O programa “Abril para Já!” é promovido pelo Município com os parceiros locais e enquadra-se no Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 16 - Paz, Justiça e Instituições Eficazes.

Consulte a programação completa, atualizada em permanência, em www.cm-palmela.pt (Município - 50 Anos 25 Abril).

 

Destaques do programa

 

Exposições

 

- A PIDE em Pinhal Novo - para que a memória não esmoreça

- Adeus, Pátria e Família

- Ato (Des)colonial

- Cooperativismo

- Mulheres e Resistência - Novas Cartas Portuguesas e outras lutas

- Presos Políticos

 

Música

 

- Abril para Já!

- Boémia

- Canto Livre

- O Presidente da Associação de Estudantes ganhou uma viagem para o Brasil

- Rua das Pretas

- Teresinha Landeiro

 

Teatro

 

- 24 4 74 | Teatro Sem Dono

- Mil e Uma Noites Irmã Palestina | Teatro O Bando e Companhia Olga Roriz

- O Punho | Escola de Mulheres

- Operários de Natal | espetáculo coletivo com grupos de teatro do concelho

- Os Barrigas e os Magriços | Teatro Estúdio Fontenova

 

Dança

 

- Dançar Abril | projeto comunitário

- Palavras Não Ditas | Companhia de Dança Contemporânea de Évora

 

Cinema

 

- Cinema com Liberdade | Rui Pedro Tendinha Apresenta…

- Cinema no Terraço

- Ciclo “O Trabalho e a Luta de Classes no Cinema”

 

Literatura

 

- 365 Dias de Romance

- Apresentação do livro “Abril, Nome de Mulher, de Alexandrina Pereira

- Lançamento do livro “A Tua Voz”

- Conversas Sem Margens - com Abril, março é todo o ano

- Concurso literário “De que cor é a Liberdade?”

- Hora do Conto Famílias

 

Juventude

 

- Encontros COM.VIVE Abril para Já!

- Conversas “E antes da Liberdade?”

- Oficinas de Filocriatividade “Liberdade para discordar”

- Mostra de Arte Urbana Abril para Já!

- Revolução Escola | alunas/os da Escola Secundária de Palmela, Teatro O Bando e Conservatório Regional de Palmela

 

Memória

 

- Álbum de Família - o 25 de Abril em Águas de Moura, Palmela, Pinhal Novo, Poceirão e Quinta do Anjo

- Memorial aos Resistentes Antifascistas

- Mercado Agit Prop

- Passeios temáticos Roteiro da Clandestinidade

 

Cerimónias e eventos

 

- Dia do Concelho - Condecorações Municipais

- Encontro do Desporto

- Fantasiarte

- FIAR - Festival Internacional de Artes de Rua

- Desfile Maré Alta

- Méee, Festival Folk

- Palmela Wine Jazz (no feminino)

- Sessão Solene da Assembleia Municipal de Palmela

 

E ainda…

 

- Passeios temáticos ambientais “À descoberta…”

- Encontro das Associações de Moradores do Concelho de Palmela

- Encontro “Onde estamos no 25  de Abril de 2024?”

- Outubro MAIOR

- Conferência “Portas que Abril Abriu”

- Edição comemorativa Revolução - Vinho 50 anos do 25 de Abril Adega de Palmela Premium Reserva Tinto