Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Palankalama ao vivo em Lisboa - Apresentação novo álbum

Apresentação do novo álbum "Lama pela Anca"
 

descarregar (1).jpg

Os Palankalama vão apresentar ao vivo em Lisboa, no início de Dezembro o novo álbum, “Lama pela Anca”, uma incursão sonora sobre influências folk, jazz e rock. A banda portuense de música instrumental vai atuar no dia 2 de Dezembro, às 22h na ADAO, a Associação Cultural para o Desenvolvimento das Artes e Ofícios, no Barreiro.
 
Os Palankalama vão também estar no dia 1 de Dezembro, no Fórum da Fnac Colombo, às 16h, a apresentar o novo disco; e às 18h30 estarão na Fnac Oeiras. No dia 2 de Dezembro vão apresentar alguns temas de "Lama pela Anca" no Fórum da Fnac Chiado às 18h30.
 
Os Palankalama contam na sua formação com Afonso Passos na bateria e percussão, Aníbal Beirão no contrabaixo, Pedro João no cavaquinho, bandolim, viola braguesa, guitarra eléctrica, e Ricardo Nogueira na guitarra e viola braguesa. Têm actuado em vários Festivais nacionais e internacionais: desde o Bons Sons, Paredes de Coura- Jazz na relva, até a concertos na Hungria, Espanha, entre outros.

A música dos Palankalama pode ser traduzida como uma longa citação de lugares geográficos, reais e imaginários, e uma exploração dos universos musicais sugestivos do cinema, ou da música popular. É um trabalho sobre paisagens sonoras, quase familiares, onde se procura que o lado plástico e abstracto da música funcione como uma janela para lugares de desvio e de ficção.

 

1 Dezembro 
16h - Fnac Colombo
18h30 - Fnac Oeiras

2 Dezembro
18h30 - Fnac Chiado
22h - ADAO, Barreiro

Concerto com Má Vizinhança no Toca e Foge – Música no Património a 3 de dezembro, no Seixal

image008.jpg

 

Má Vizinhança será a banda que vai participar no próximo concerto do projeto Toca e Foge – Música no Património.

«Este renovado projeto da autarquia, na área da juventude, continua a valorizar o trabalho artístico de jovens músicos do distrito, promovendo atuações ao vivo em diferentes equipamentos municipais», refere o presidente da Câmara Municipal do Seixal, Paulo Silva.

Estes espetáculos contam, além do público presente, com transmissão online nas redes sociais da autarquia e estarão logo disponíveis no canal do município do YouTube.

O primeiro concerto decorreu a 29 de outubro, na Oficina de Carbonização da Fábrica de Pólvora de Vale de Milhaços, e contou com a atuação de Filipe Fuso. No dia 3 de dezembro, a partir das 19 horas, na Mundet – Oficina de Rebaixar, atuam os Má Vizinhança, uma banda de rock da Margem Sul que orgulhosamente canta em português. A sua história está intimamente ligada ao percurso do rapper Kyra, que, movido pelo desejo de atuar em palco acompanhado por instrumentistas, acaba por juntar todos os membros numa banda: Kyra, na voz, João Messias, na bateria, Nelson Lança, no baixo, e Miguel Valente e Tiago Andrade, nas guitarras. A banda conta já com três singles, «Jade», «À Minha Espera» e «Passaporte Ucraniano», lançados em 2021.

Os In Extremis atuam a 17 de dezembro, às 19 horas, na Mundet – Oficina de Champanhe Aglomerado. Os In Extremis iniciaram a sua carreira em 2015 com Sandro Almeida, no baixo e voz, Bruno Silveira, na voz, Tomás Salavessa, na bateria e voz, e Filipe Concha e Tiago Camacho, nas guitarras. Com influências bastantes distintas, do rock português, com as referências dos Xutos & Pontapés, UHF e Tara Perdida, até outros grandes nomes da música internacional, como Iron Maiden, Metallica e Dream Theater, assumem o compromisso de fazer o que mais gostam: «tocar, pois sentimos que é uma maneira de exprimir a palavra através de cada nota que é tocada».

Casino Lisboa oferece ciclo de concertos “Arena Live 2022”

Ciclo de concertos Arena Live 2022.jpg

O Casino Lisboa estreia, no próximo dia 10 de Outubro, o ciclo de concertos “Arena Live 2022”. Com um genuíno ambiente de festa, o Casino Lisboa oferece, até ao final do ano, uma série de cinco concertos. O encontro está marcado para o Arena Lounge, às Segundas-Feiras, pelas 22 horas, excepto na noite do Dia de Natal (Domingo) e na noite de Réveillon (Sábado, estando o início do concerto enquadrado numa programação festiva de Fim de Ano). A entrada é livre.

 

 

Em noite dedicada à música portuguesa, Miguel Araújo inaugura, a 10 de Outubro, o ciclo de “Concertos Arena Live 2022”. O artista sobe ao palco para interpretar os melhores temas do álbum “Giesta”, bem como outros êxitos da sua carreira como, por exemplo, "Os Maridos das Outras", "Dona Laura" ou "Recantiga".

 

Miguel Araújo é um dos artistas mais completos da nova geração. É considerado um dos grandes nomes da música portuguesa, destacando-se como compositor, letrista, cantor e músico, sendo bem-sucedido em cada uma destas vertentes que compõem a sua multi-facetada e eclética carreira.

 

 

Para a noite de 7 de Novembro, está agendado um concerto com Os Quatro e Meia no Arena Lounge. A banda promete uma noite especial, privilegiando os melhores êxitos dos álbuns de originais “Pontos nos Is”, lançado em 2017, e “O Tempo Vai Esperar”, editado em 2021.

 

Com um notável percurso, Os Quatro e Meia integram seis elementos: João Cristóvão Rodrigues (violino e bandolim), Mário Ferreira (acordeão e voz), Pedro Figueiredo (Percussão), Ricardo Liz Almeida (guitarra e voz), Rui Marques (contrabaixo) e Tiago Nogueira (guitarra e voz).

 

 

Aguardado com natural expectativa, Dino d’Santiago será o protagonista, a 5 de Dezembro do ciclo de concertos “Arena Live 2022”. Nome incontornável da música portuguesa, o músico e compositor, nascido na Quarteira é, hoje, uma voz do mundo e da mistura.

 

Reconhecido por trabalhar a tradição cabo-verdiana com o peso contemporâneo da electrónica global, Dino d’Santiago propõe-se percorrer os melhores êxitos da sua carreira, dando destaque ao álbum “Badiu”. O novo disco, que inclui “Lokura” e “Esquinas”, foi já considerado um dos melhores discos de 2021 por vários meios.

 

 

 

Os Gospel Collective actuam em plena noite do Dia de Natal no Casino Lisboa. Dirigido pela cantora maestrina Anastácia Carvalho e por Manuela Oliveira, o grupo é formado por cerca de 70 vozes onde se incluem uma série de cantores profissionais de diferentes áreas musicais bem como de diferentes nacionalidades dentro da lusofonia. Um concerto imperdível, a 25 de Dezembro, no Arena Lounge.

 

O experiente grupo tem cerca de 11 anos e o seu repertório começou por ser baseado no cancioneiro gospel afro norte-americano, espirituais negros e também new/urban gospel mas hoje também se versa sobre o afrogospel, ouvindo-se do colectivo canções em inglês, português ou swahili.

 

 

O ciclo de “Concertos Arena Live 2022” encerra com Agir, a 31 de Dezembro, em plena noite de Réveillon. Agir é um dos mais reputados artistas da sua geração, sendo presença constante nas playlists das rádios com os seus temas a solo e diversas colaborações com alguns dos maiores nomes da música nacional.

 

Na sua carreira artística, distinguem-se várias conquistas, nomeadamente, os sucessivos concertos esgotados, o prémio “Best Portuguese Act” nos MTV EMA 2015, o Globo de Ouro de “Melhor Intérprete Individual” ou o galardão de disco de Platina pelo álbum “Leva-me A Sério”.

 

 

Ciclo de concertos “Arena Live 2022”

- 10 de Outubro: Miguel Araújo

- 07 de Novembro: Os Quatro e Meia

- 05 de Dezembro: Dino d’Santiago

- 25 de Dezembro: Gospel Collective (Dia de Natal)

- 31 de Dezembro: Agir (Réveillon)

 

O Arena Lounge do Casino Lisboa acolhe, a partir do dia 10 de Outubro e até ao final do ano, o ciclo de “Concertos Arena Live 2022”. A não perder, nas Segundas-Feiras, 10 de Outubro, 7 de Novembro e 5 de Dezembro, pelas 22h00, e ainda, no Dia de Natal, às 22 horas, e na noite de Reveillon (horário por definir). A entrada é livre.

Lusitanian Ghosts atuam no Auditório Rui Guerreiro a 6 de dezembro

 

 

Lusitanian Ghosts.jpg

O Auditório Municipal de Pinhal Novo - Rui Guerreiro acolhe o espetáculo com os Lusitanian Ghosts, no dia 6 de dezembro, às 21h30.

Neil Leyton, cantautor de Rock and Roll luso-canadiano, juntamente com o seu amigo sueco Micke Ghost, fundaram o projeto Lusitanian Ghosts, um coletivo de artistas dedicado à experimentação, casando o Rock and Roll internacional com os cordofones lusitanos. Com Neil Leyton na Voz, Micke Ghost na Viola Amarantina, João Sousa na Bateria e Percussões, Vasco Ribeiro Casais aka OMIRI na Braguesa e Nyckelharpa e Abel Beja (Primitive Reason) na Terceirense, o grupo conta ainda com o sueco Janne Olsson, que tocou Baixo e Campaniça, emprestada por “O Gajo”, durante as gravações do segundo álbum no estúdio Clouds Hill, em Hamburgo.

O espetáculo é organizado pela Câmara Municipal de Palmela e a entrada é gratuita mediante levantamento de bilhete (a bilheteira abre 1h30 antes do início, sem reservas).

Salão Piolho_ 2022 | VISEU, PORTO e LISBOA | Entrada livre | Grandes clássicos do cinema mudo vão ser musicados ao vivo

A Fundação INATEL leva na 6ª edição do Salão Piolho em novembro e dezembro aos distritos de Viseu, Porto e Lisboa, 11 cine-concertos que são uma mostra do melhor cinema mudo nacional e internacional. Drama, comédia e documentário, sessões sempre acompanhadas ao vivo por talentosos músicos portugueses que criaram para este evento sonoridades únicas






Viseu - 10 a 12 novembro

Os cine-concertos chegam ao distrito de Viseu: desde a eletrónica à música clássica sem esquecer a música tradicional portuguesa, tão cara à Fundação INATEL, apresentamos 3 momentos plenos de emoção para todos aqueles que são apaixonados pela Música e pelo Cinema.


Porto – 24 a 26 de novembro

Os cine-concertos chegam ao Porto com uma mostra do melhor cinema mudo nacional e internacional. Drama, comédia e documentário, sessões sempre acompanhadas ao vivo por talentosos músicos portugueses que criaram para este evento sonoridades únicas.


Lisboa – 7 a 10 de dezembro

Os cine-concertos chegam à capital: Lisboa recebe, em vários locais, as atuações de distintos músicos que acompanharão, com originalidade e criatividade, algumas das melhores obras do cinema mudo nacional e internacional.

BAIXaVOZ- Coro da Baixa de Coimbra

descarregar.png

No próximo domingo, dia 27 de Novembro, pelas 16h30, faremos a apresentação pública do projecto 'BAIXaVOZ', um coro para a Baixa de Coimbra, com um showcase dos nossos músicos – formadores: Catarina Moura e Luís Pedro Madeira

Esta apresentação insere-se no ciclo de música Orphika, promovido pela  UC, e conta com a parceria da Escola da Noite e o apoio da Divisão de Intervenção Social da Câmara Municipal de Coimbra e da Delegação de Coimbra da Cruz Vermelha Portuguesa.


Data: 27 de Novembro de 2022, 16h30
Local: Espaço HAB, Rua Eduardo Coelho, 38

As Twiin no Arena Lounge do Casino Lisboa recriam êxitos de jazz, pop/soul e música portuguesa

Com entrada gratuita, na próxima Sexta-Feira, 25 de Novembro

twiin 25 nov.jpg

As Twiin constituem um dos destaques do programa de animação musical do Arena Lounge do Casino Lisboa. As gémeas Luísa e Silvia Mirpuri sobem ao palco multiusos na próxima Sexta-Feira, 25 de Novembro, a partir das 23 horas. A entrada é gratuita.

 

Com vozes ímpares que combinam na perfeição, Luísa e Silvia Mirpuri serão acompanhadas ao piano por Pedro Baião. Do alinhamento deste espectáculo, estarão em evidência canções familiares de estilos musicais bastante variados entre o jazz, pop/soul e música portuguesa.

 

As Twiin regressam ao Arena Lounge para apresentar o seu melhor repertório, assegurando uma actuação de cariz intimista que promete conquistar os visitantes do Casino Lisboa.

 

Com uma notória cumplicidade em palco, as Twiin têm dois sets agendados no Arena Lounge: Das 23h00 às 23h40 e das 00h00 às 00h40.

Evento "DIA DO ESTUDANTE" na Culturgest > 23 NOV

 

bca6472c-5aa2-d0f9-4f90-50c846fbb455.jpeg

 
 
© Vera Marmelo

PROGRAMA COMPLETO 
23 NOV 11:00 - 21:00
Vários espaços Culturgest, Lisboa

 

Aula Aberta x Artes Visuais x
VISIONÁRIAS
Manuel Henriques, Bruno Marchand e Mário Valente
11:00 – 12:30
Galerias

Aula Aberta x
PRODUÇÃO DE EVENTOS CULTURAIS
Mariana Cardoso de Lemos
11:00 – 12:30
Sala 1

Aula Aberta x
PROJETOS EUROPEUS
Carolina Mano Marques
11:00 – 12:30
Sala 2

Visitas Guiadas x Artes Visuais x
DESCOBRIR AS RESERVAS
Maria Manuel Conceição
11:00 – 11:45
12:00 – 12:45
14:30 – 15:15
15:30 – 16:15
Local de encontro: bilheteira das galerias

Visitas Guiadas x Artes Visuais x
VISIONÁRIAS
Bruno Marques
12:30 – 13:30
15:00 – 16:00
16:00 – 17:00
17:00 – 18:00
Galerias

Aula Aberta x Artes Visuais x
A COLEÇÃO DA CGD: DAS EXPOSIÇÕES ITINERANTES AO INVENTÁRIO ONLINE
Lúcia Marques
15:00 – 16:30
Sala 2

Aula Aberta x
ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS CORPORATIVOS
Catarina Carmona e Karine Woestijne
15:00 – 16:30
Sala 1

Aula Aberta x
A MEDIAÇÃO EDUCATIVA À LUZ DA TRIENAL DE ARQUITECTURA DE LISBOA
Filipa Tomaz e Raquel Ribeiro dos Santos
15:00-16:30
Sala 3

Conferências e Debates x
RÚSSIA: QUEBRAS E CONTINUIDADES IMPERIAIS
Jochen Hellbeck e Yuri Slezkine
Moderação: Giulia Strippoli
18:30 – 20:00
Pequeno Auditório

Conferências e Debates x
ECOS DO IMPÉRIO - REPRESENTAÇÕES MUSICAIS DA RÚSSIA
Paulo Ferreira de Castro
21:00 – 22:30
Pequeno Auditório

Música x
JENNY HVAL
Classic Objects
21:00
Auditório Emílio Rui Vilar

Arte Visuais x
FEIRA DE LIVROS DE ARTE
Entrada da Culturgest
11:00 – 13:30
15:00 – 18:30

Santa Casa apresenta Programação Cultural para novembro

 

 

O Serviço de Públicos e Desenvolvimento Culturalda Direção da Cultura da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa preparou dezenas de atividades culturais para o mês de novembro. Desde exposições, a visitas guiadas pelo vasto património da Santa Casa, passando por ateliers para crianças e jovens e itinerários por espaços icónicos da cidade, as opções são mais que muitas. Conheça-as.

 

2 Nov (QUA) 15h

Memórias de São Roque – Relíquias

Visita temática

O costume de venerar relíquias dos santos cristãos remonta às catacumbas de Roma Antiga, onde se concentravam muitas sepulturas cristãs. Com o alargamento do Cristianismo a outras regiões e com a construção de igrejas, passaram a ser disseminadas parcelas de relíquias corporais ou, na falta destas, objetos relacionados com os santos. Já na Época Moderna, deve-se à Companhia de Jesus o grande incremento do culto às relíquias em Portugal. O Museu e a Igreja de São Roque contêm um dos maiores acervos de relíquias de santos, da doação de João de Borja, às relíquias da Capela de São João Batista. Venha conhecer estas e outras relíquias e as suas histórias.

Ponto de encontro: Museu de São Roque

Participação gratuita mediante marcação prévia. Máx. 30 participantes.

 

5 Nov (SÁB) 10h

Itinerários em Lisboa – O Bairro da Flamenga

Percurso pedestre

Ciclo de itinerários que visa dar a conhecer o património e a ação que a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa tem desenvolvido ao longo da sua história com as populações da cidade, em particular nos domínios do apoio social, educação e saúde. Em cada itinerário percorremos um território com uma identidade única, resultado da ação conjunta de vários agentes, um dos quais a Misericórdia de Lisboa.

Zona da cidade de natureza heterógena, outrora foi um lugar campesino anexo ao centro urbano de Lisboa, como demonstram as Quintas das Teresinhas, da Bela Vista, dos passarinhos e, claro, da Flamenga. Alberga hoje pessoas de diferentes proveniências, do antigo bairro do relógio (habitado depois da recolocação na zona de habitantes provenientes de Alcântara, após a construção da Ponte 25 Abril e das cheias do Vale de Alcântara na década de 1960) aos fogos de intervenção social, cooperativa e contemporâneos. A Misericórdia de Lisboa tem neste território um Centro Comunitário, com várias valências.

Ponto de encontro: Centro Comunitário da Flamenga, SCML

Participação gratuita mediante marcação prévia. Máx. 30 participantes.

 

5 Nov (SÁB) 10h

A brincar construímos o passado

Museu de São Roque

De uma forma participativa e divertida, a oficina A brincar construímos o passado dá a conhecer a Capela de São João Batista, da Igreja de São Roque, e as suas coleções de ourivesaria e têxteis que se conservam no museu. Com materiais recicláveis, vamos construir as nossas próprias obras de arte, inspiradas nas peças desta coleção.

Oficina para famílias com crianças dos 6 aos 12 anos.

Participação gratuita mediante marcação prévia. Máx. 20 participantes.

 

5 Nov (SÁB) 15h

Expedição por Lisboa – O bairro da Flamenga

Caminhada-atelier para famílias com crianças e jovens a partir dos 8 anos

Nesta expedição, vamos descobrir lugares, histórias e segredos de zonas da cidade desconhecidas para muitas pessoas. Caminhando por Lisboa, equipados com máquina fotográfica ou telemóvel e um caderno de campo, vamos observar e registar o que nos parecer mais interessante e especial.

Ponto de encontro: Praça David Leandro da Silva, Lisboa

Participação gratuita mediante marcação prévia. Máx. 20 participantes

 

6 Nov (DOM) 10h30

Património ao Domingo - Convento de São Pedro de Alcântara

Visita guiada

Ao domingo, é possível conhecer melhor o património histórico e artístico da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, em contexto de visita guiada.

Fundado em 1670, pelo Marquês de Marialva, em cumprimento de um voto feito 5 anos antes, na Batalha dos Montes Claros, o Convento de São Pedro de Alcântara preserva um importante conjunto de azulejaria e pintura. Destaca-se a Capela dos Lencastres, obra-prima da pedraria barroca.   

Ponto de encontro: Convento de S. Pedro de Alcântara (Rua Luísa Todi, 1).

Participação gratuita mediante marcação prévia. Máx. 30 participantes.

 

7 Nov (SEG) 10h / 15h

Memórias de São Roque – O Patriarcado de Lisboa

Visita temática

Na capela-mor da Igreja de São Roque encontra-se sepultado o Iº Patriarca de Lisboa, D. Tomás de Almeida, personalidade que residiu no Palácio da Mitra. Venha connosco conhecer estes dois espaços e as suas profundas ligações com a História do Patriarcado de Lisboa.

Ponto de encontro: 10h - Museu de São Roque | 15h – Palácio da Mitra

Participação gratuita mediante marcação prévia. Máx. 30 participantes.

 

8 Nov (TER) 10h30 / 13 Nov (DOM) 15h / 22 Nov (TER) 10h30

Quinta Alegre

Visita guiada

Quinta de recreio do século XVIII, mandada construir por Manuel Telles da Silva, 1.º Marquês de Alegrete. Classificada como Imóvel de Interesse Público, este edifício e a sua envolvente de jardim e mata configuram o exemplo de uma das mais requintadas quintas de recreio barrocas dos arredores de Lisboa. No seu interior, destaca-se um notável conjunto de pintura mural. Reabilitado pela Santa Casa, o palácio assumiu funções lúdico-recreativas, tendo também sido construída uma Estrutura Residencial para Pessoas Idosas.

Ponto de encontro: Campo das Amoreiras, n. 94, Charneca do Lumiar

Participação gratuita mediante marcação prévia. Máx. 30 participantes.

 

10 Nov (QUI) 10h30 / 24 Nov (QUI) 10h30

Ecologia e pensamento franciscano

Visita temática ao Convento de São Pedro de Alcântara

O pensamento franciscano é profundamente inspirador na procura de um modo de vida alternativo, assente no uso responsável dos recursos naturais e na promoção do bem-estar universal. A crise ecológica é um problema global, que tem na sua base a questão da justiça, da igualdade, dos direitos humanos e do respeito para com a natureza. A pandemia que tem marcado o mundo veio reforçar a necessidade de repensar o nosso quotidiano e suas prioridades.

Ponto de encontro: Convento de São Pedro de Alcântara - R. Luísa Todi 1, Lisboa

Participação gratuita mediante marcação prévia. Máx. 30 participantes.

 

12 Nov (SÁB) 10h e 15h

Museálogos – Azulejaria portuguesa do século XVI ao século XX

Visita temática ao Museu de São Roque e ao Museu Nacional do Azulejo

Um tema, dois museus. Ciclo de visitas que tem como objetivo pôr em diálogo as diferentes perspetivas que podemos ter de um mesmo tema, consoante o contexto em que nos encontramos.

A Igreja de São Roque e o Museu Nacional do Azulejo são dois locais incontornáveis para a compreensão do azulejo em Portugal. Se, em São Roque, os azulejos estão preservados no local para onde foram concebidos, mantendo-se a sua relação com a arquitetura, no Museu do Azulejo este património encontra-se musealizado, estabelecendo-se diálogos entre peças feitas para monumentos diferentes, aprofundando-se as técnicas de execução e traçando-se a história do azulejo em Portugal.

Ponto de encontro: Museu de São Roque

Participação gratuita mediante marcação prévia. Máx. 30 participantes.

 

12 Nov (SÁB) 10h

Ser investigador por um dia

Hospital de Sant’Ana

Visita-jogo para famílias com crianças dos 6 aos 12 anos

O Hospital de Sant’Ana, com mais de 100 anos de existência, esconde segredos e tesouros únicos. Com a ajuda da tua família, vem descobri-los! Animais marinhos, sapos e andorinhas, plantas de todo o tipo desenhadas em azulejo e uma família com uma história incrível que mandou construir o hospital. Não percas!

Ponto de encontro: Porta principal da Capela do Hospital de Sant’Ana

Participação gratuita mediante marcação prévia. Máx. 20 participantes

 

12 Nov (SÁB) 15h

Desenhar a Cidade. Exercícios sobre Arquitetura e Urbanismo

Museu de São Roque

Visita animada com atelier para famílias com jovens dos 10 aos 15 anos

Os conceitos de arquitetura e de urbanismo são trabalhados em grupo, através de um exercício de desconstrução de palavras. Uma vez discutidos os conceitos, passa-se para a análise do real, questionando a cidade, os bairros, as ruas e os edifícios que nos rodeiam. A dialética entre função e forma assume protagonismo neste debate.

Participação gratuita mediante marcação prévia. Máx. 20 participantes.

 

13 Nov (DOM) 10h30

Património ao Domingo – Igreja e Museu de São Roque

Visita guiada

Ao domingo, é possível conhecer melhor o património histórico e artístico da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa em contexto de visita guiada.

Edificada na segunda metade do século XVI, a antiga Casa Professa de São Roque foi o principal edifício jesuíta em solo português até 1759. Obra-prima da História da Arte, destaca-se o conjunto de pintura, azulejaria, talha dourada e relicários, bem como a célebre Capela de São João Batista.

Ponto de encontro: Museu de São Roque

Participação gratuita mediante marcação prévia. Máx. 30 participantes.

 

16 Nov (QUA) 10h e 15h

Museálogos – Entre engenhos e inventos

Visita guiada ao Museu de São Roque e o Museu Faraday

Um tema, dois museus. Ciclo de visitas que tem como objetivo pôr em diálogo as diferentes perspetivas que podemos ter de um mesmo tema, consoante o contexto em que nos encontramos.

A Igreja e o Museu de São Roque e o Museu Faraday, do Instituto Superior Técnico, são dois locais incontornáveis para a compreensão da ciência em Portugal. Em São Roque relembram-se alguns dos padres jesuítas que fomentaram a ciência e a tecnologia na época moderna, bem como a importância que a tecnologia teve no desenvolvimento da SCML. Já no Museu Faraday aprofunda-se a história dos inventos do Portugal contemporâneo e as contribuições que o Técnico teve no desenvolvimento da ciência e da tecnologia.

Ponto de encontro: Museu de São Roque

Participação gratuita mediante marcação prévia. Máx. 30 participantes (Inscrição exclusivamente válida para as duas partes da visita).

 

17 Nov (QUI) 10h30

Os Jogos Sociais

Visita guiada

O tema dos Jogos Sociais, pela sua abrangência, permite uma abordagem muito rica da história da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, que recebeu em 1783, por decreto régio da Rainha D. Maria I, a concessão das Lotarias. Este jogo de carácter social constituía, e continua a constituir, um suporte fundamental do cuidado prestado pela instituição em prol dos mais desprotegidos.

Serão visitadas a primeira e a atual Sala de Extrações da Lotaria e apresentados documentos históricos relacionados com o jogo.  

Ponto de encontro: Museu de São Roque

Participação gratuita mediante marcação prévia. Máx. 30 participantes.

 

19 Nov (SÁB) 10h

A Santa Casa Abre Portas – O património cemiterial da SCML no Cemitério dos Prazeres

Visita guiada

A Misericórdia rege-se por 14 Obras de Misericórdia, mas 2 obras são, por vezes, esquecidas e consideradas menos importantes: Sepultar os mortos e rezar por vivos e defuntos.

Neste itinerário, focamos a importância destas obras na história da Misericórdia na atualidade, através de uma amostra dos nossos jazigos nos cemitérios de Lisboa.

Ponto de encontro: Entrada principal do Cemitério dos Prazeres

Participação gratuita mediante marcação prévia. Máx. 30 participantes.

 

19 Nov (SÁB) 10h

Sabes o que é uma relíquia?

Igreja e Museu de São Roque

Oficina para famílias com crianças dos 6 aos 12 anos.

O que é uma relíquia para ti? Uma relíquia é um objeto de grande valor e estima, que pode ter vários significados em diferentes áreas como a religiosa, familiar ou sentimental. Para manter o seu estado de conservação, as relíquias estão guardadas em relicários que podem ter diferentes formas. Podem ser caixas, cofres, cruzes ou bustos que as protegem no seu interior. Escolhe um objeto que para ti tenha um significado especial e vamos construir um relicário para o conservar.

Participação gratuita mediante marcação prévia. Máx. 20 participantes.

 

19 Nov (SÁB) 15h

Mistérios em São Roque

Peddy paper para famílias com crianças dos 6 aos 15 anos

Um código de letras encontrado numa epígrafe de pedra com mais de 500 anos será o início de uma aventura, onde irás descobrir a história de São Roque, os seus painéis de azulejos e os espaços mais escondidos de uma igreja única da cidade de Lisboa.

Ponto de encontro: Museu de São Roque

Participação gratuita mediante marcação prévia. Máx. 20 participantes.

 

20 Nov (DOM) 10h30

Património ao Domingo – Arquivo Histórico e Biblioteca da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa

Visita guiada

Ao domingo, é possível conhecer melhor o património histórico e artístico da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa em contexto de visita guiada. A documentação histórica da SCML, presente em cerca de 3,5 km de prateleiras, é constituída, sobretudo, por documentos em papel e pergaminho, fotografias e registos sonoros. É o Arquivo Histórico que coordena e garante o funcionamento e a guarda dos arquivos definitivo e intermédio, assim como da biblioteca de livro antigo. Já a Biblioteca tem à sua guarda as coleções bibliográficas dos séculos XIX, XX e XXI, constituídas por livros, revistas e trabalhos técnicos. As coleções versam sobre as áreas de atuação da SCML, nomeadamente ação social, saúde, educação, cultura e história das Misericórdias, entre outras.

Ponto de encontro: Museu de São Roque

Participação gratuita mediante marcação prévia. Máx. 30 participantes.

 

26 Nov (SÁB) 10h

Itinerários da Fé - Percurso do Chiado

Percurso pedestre

Esta iniciativa, organizada pelo Quo Vadis – Turismo do Patriarcado de Lisboa, em colaboração com a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, visa estabelecer o diálogo entre a fé e a herança cultural da cidade. Os participantes são convidados a fazer um percurso pedestre, na zona nobre da capital, atentos à dimensão arquitetónica e monumental da fé cristã. O passeio proporcionar-lhes-á conhecer as igrejas de São Roque, do Loreto, da Encarnação e dos Mártires.

Ponto de encontro: Museu de São Roque

Participação gratuita mediante marcação prévia. Máx. 30 participantes.

Marcações: Quo Vadis - Turismo do Patriarcado de Lisboa | 21 887 95 49 / turismo@quovadislisboa.com

 

26 Nov (SÁB) 10h

Vamos fazer um relicário!

Igreja e Museu de São Roque

Oficina para famílias com crianças dos 6 aos 12 anos.

O que é uma relíquia para ti? Uma relíquia é um objeto de grande valor e estima, que pode ter vários significados em diferentes áreas como a religiosa, familiar ou sentimental. Para manter o seu estado de conservação, as relíquias estão guardadas em relicários que podem ter diferentes formas. Podem ser caixas, cofres, cruzes ou bustos que as protegem no seu interior. Escolhe um objeto que para ti tenha um significado especial e vamos construir um relicário para o conservar.

Participação gratuita mediante marcação prévia. Máx. 20 participantes.

 

26 Nov (SÁB) 15h

Descobrir… Plantas em São Roque

Visita-jogo para famílias com crianças dos 6 aos 15 anos

Plantas num museu de arte? Isso mesmo! Vamos encontrar e descrever as inúmeras espécies vegetais que preenchem as paisagens das pinturas do Museu de São Roque e as capelas da Igreja de São Roque. Observar, fotografar, classificar e desenhar, são as linhas que definem esta atividade.

Ponto de encontro: Museu de São Roque

Participação gratuita mediante marcação prévia. Máx. 20 participantes.

 

26 Nov (SÁB) 15h

Brotéria / Palácio dos Condes de Tomar

Visita guiada

O Palácio dos Condes de Tomar foi construído na segunda metade do século XIX sobre estruturas pré-existentes, como residência de António Bernardo da Costa Cabral, primeiro Marquês de Tomar. Em 1970, foi adquirido pela Câmara Municipal de Lisboa, que ali instalou a Hemeroteca. Desde 2020, alberga a Comunidade Brotéria, da Companhia de Jesus, uma casa que é também um centro cultural aberto ao público, com uma biblioteca – cerca 150.000 monografias e mais de 200 publicações periódicas – particularmente valiosa no campo da Teologia, Filosofia, Literatura e História, com destaque para a história da Companhia de Jesus.

Ponto de encontro: Brotéria - R. São Pedro de Alcântara 3, Lisboa

Participação gratuita mediante marcação prévia. Máx. 30 participantes.

 

27 Nov (DOM) 10h30

Património ao Domingo – Sala de Extrações da Lotaria Nacional

Visita guiada

Ao domingo, é possível conhecer melhor o património histórico e artístico da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, em contexto de visita guiada.

Instalada num dos pátios seiscentistas da Casa Professa de São Roque, a Sala de Extrações da Lotaria Nacional foi projetada no início do século XX por Adães Bermudes. É aí que, desde 1903, a sorte “anda à roda”, em cumprimento do decreto aprovado em 1783 por D. Maria I, concedendo à Instituição a exploração da Lotaria e assim assegurando que a Misericórdia de Lisboa chega a quem mais precisa.

Ponto de encontro: Museu de São Roque

Participação gratuita mediante marcação prévia. Máx. 30 participantes.

 

 

As marcações para qualquer uma destas atividades, ou pedidos de informações, deverão ser feitas através dos contactos do Serviço de Públicos e Desenvolvimento Cultural
Direção da Cultura da SCML: Tel.: 21 324 08 69/87/89 ou E-mail: culturasantacasa@scml.pt

A exceção é a “Visita Itinerários da Fé” (26 Nov), cujos contactos estão na respetiva nota.

Feira de Melides regressa de 18 a 20 de novembro com aposta forte no programa de animação

 

Cartaz final @ FeiraMelides '22-01.png

A organização aposta no reforço do programa de animação com diversos espetáculos diários que este ano se estendem ao centro da aldeia de Melides.

A Feira de Melides abre portas na sexta-feira às 18h00 seguindo-se variedades com David Rosa. O sábado é uma aposta forte no que toca a animação com os «Bardoada Grupo do Safarro» a começarem a animação de rua desde o centro da aldeia até ao recinto da feira. Segue-se um encontro de Cante Alentejano com o Grupo Coral Vila Morena, Grupo Coral Alma Alentejana, Grupo Coral do Torrão e o Grupo Coral “Os Boinas”. Os espetáculos da noite começam às 20h00 com RS & Lau e o artista principal do programa, Jorge Guerreiro, cantor e segundo classificado Big Brother Famosos 2022.

No domingo, o grupo popular de música portuguesa «Falta Um» atua às 15h00, seguindo-se os «Épicos» uma banda de cover’s pop rock e animação musical do Josef Jordão.

 

O maior evento anual promovido pela Junta de Freguesia de Melides com o apoio do Município de Grândola, está preparado com todas as condições para receber os muitos visitantes, que se deslocam ao certame, não só pelo reencontro com amigos e os espetáculos, mas também por uma das especialidades mais procuradas na Feira, as tradicionais “Alcomonias”.  Doce típico da região em forma de losango, de origem árabe, e confeção caseira com farinha torrada, açúcar/mel e pinhões. 

 

A Feira de Melides, para além das tradicionais “Alcomonias” e Rebuçados de Pinhão, confecionados por doceiras locais, apresenta outros atrativos como artesanato do Alentejo e Algarve, como cestaria em vime e cadeiras de madeira, peças de barro, frutos secos, a gastronomia regional e o vinho produzido da região.

 

Para visitar de 18 a 20 de novembro, com entrada gratuita