Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

INSCRIÇÕES PARA O FESTIVAL BANG AWARDS DECORREM ATÉ AO FINAL DE JUNHO

descarregar (8).jpg

O Bang Awards - Festival Internacional de Cinema de Animação de Torres Vedras realiza-se nos dias 26 e 27 de agosto, no Parque do Choupal, em Torres Vedras. O período de submissão de filmes decorre até ao próximo dia 30 de junho, em www.bang-awards.com.

O festival tem como principal objetivo apoiar a produção de conteúdos e aproximar as várias gerações do cinema de animação.

Na escolha dos vencedores, o festival conta com um painel de júris internacional entre eles, Olga Bobrowska (Polónia), Marcelo Marão (Brasil), Virginia Mori (Itália), Markus Dorninger (Áustria), Bryan Dimas (EUA), Bruno Caetano (Portugal), Andreas Noe (Alemanha), Guilherme Bonini (Brasil), Marta Monteiro (Portugal) e Camila Kater (Brasil).

Os principais prémios estão divididos em três categorias. O festival atribui o prémio de 1.500 € ao melhor filme. Durante as submissões, o público é convidado a votar online nos seus filmes favoritos.

Os vencedores serão revelados numa cerimónia no dia 27 de agosto, que integra uma programação recheada de cinema ao ar livre, workshops, talks, entre outras atividades.

O festival conta com 12 anos de existência e o seu crescimento tem-se destacado ao longo das suas seis edições. Em 2020, apesar da pandemia, contou com mais de 400 filmes nacionais e internacionais em competição. O Bang Awards pretende, ainda, fomentar o interesse pelo cinema de animação junto do público aliando o cinema, à cultura, à inovação e à tecnologia.

O Bang Awards - Festival Internacional de Cinema de Animação de Torres Vedras é promovido pela Câmara Municipal de Torres Vedras, organizado pela Nau Identidade, produzido pela Slingshot e conta com o apoio da A3 Artes Gráficas.

O Concurso “Mostra o que Vales” premeia talentos na arte de fazer Caricaturas

 

O Concurso Mostra o que Vales do La Vie Caldas está de volta!

Nesta terceira edição, o La Vie vai descobrir talentos na arte de fazer Caricaturas.

image001.png

As inscrições estão abertas até dia 26 de junho e deve ser feita via online através do site do Centro Comercial La Vie: https://caldas.lavieshopping.pt/mqv3/.

Nesta fase de inscrição, basta preencher os dados e enviar uma caricatura que o artista já tenha feito e que seja representativa do seu talento.

Numa fase seguinte será lançado um desafio, na qual os concorrentes terão de fazer uma caricatura original. Consulte o regulamento no site.

 

Existem três prémios em jogo, o 1º classificado irá receber 850€; o 2º classificado 600€ e o 3º classificado 250€.

Grândola - : Biblioteca recebe fase intermunicipal do Concurso Nacional de Leitura

Cartaz @ CNL '22 @ abril-01.png

Este ano, o Município de Grândola com o apoio da Direção-Geral do Livro, Arquivos e Bibliotecas e da Rede de Bibliotecas Escolares, organiza a fase intermunicipal do Concurso Nacional de Leitura, que vai decorrer dia 5 (online) e dia 7 de Abril, na Biblioteca e Arquivo do Município, entre as 14h00 e as 18h00, com apresentação de Jorge Serafim.

 

A prova escrita de interpretação, eliminatória, decorrerá em linha, simultaneamente para todos os níveis de ensino, entre as 10h30 e as 11h30 com a participação de  64 alunos dos Agrupamentos de Escolas de Alcácer do Sal e Torrão, Santiago do Cacém, Alvalade, Cercal,  Santo André, Grândola e Sines.

 

Os livros selecionados para esta fase intermunicipal são os seguintes: 1º ciclo - «O Que Vamos Construir – Planos para um futuro comum», de Oliver Jeffers, 2.º ciclo - «Acho Que Posso Ajudar», de David Machado, 3º ciclo - «O Gato Que Chora Como Pessoa», de Geremias Mendoso e para o ensino secundário - «Balada para Sophie», de Filipe Melo e Juan Cavia.

 

O apuramento no dia 7, será efetuado através de duas provas de palco, Leitura Expressiva e Argumentação, com a participação de 20 alunos (5 alunos de cada ciclo de ensino).

A prova oral será composta por dois desafios:

- Leitura expressiva de um dos textos da obra indicada, previamente disponibilizados a cada concorrente.

- Argumentação: análise crítica de uma ideia retirada do livro por meio da exposição de argumentos que a apoiem ou a rebatam.

 

Os alunos apurados (dois de cada ciclo) irão participar na Fase Final dia 4 de junho em Oeiras.

 

O Concurso Nacional de Leitura organizado pelo Plano Nacional de Leitura em parceria com a Rede de Bibliotecas Escolares e a Direção-Geral do Livro dos Arquivos e das Bibliotecas, com o apoio dos Agrupamentos de Escolas, Autarquias e Bibliotecas Municipais, tem como objetivo de estimular o gosto e os hábitos de leitura e melhorar a compreensão leitora.

 

Abertas inscrições para Prémio Joaquim Pessoa

Prémio Joaquim Pessoa.jpg

Estão abertas, a partir de hoje e até dia 11 de Maio, a submissão das obras a concurso para a quarta edição do Prémio de Poesia Joaquim Pessoa.

 

Este prémio, uma parceria entre a Câmara Municipal da Moita e a Editora Edições Esgotadas, destina-se a galardoar uma obra de poesia inédita, em língua portuguesa, com o valor de cinco mil euros, atribuídos pelo município.

 

As obras candidatas devem ser remetidas à Editora Edições Esgotadas de acordo com o regulamento disponível no site da Autarquia, www.cm-moita.pt. Cabe depois à Editoral a publicação da obra vencedora do Prémio de Poesia Joaquim Pessoa, iniciativa que surgiu no âmbito das comemorações dos 40 anos de atividade literária do poeta, em 2015.

 

Nascido em 1948, no Barreiro, Joaquim Pessoa iniciou a carreira no Suplemento Literário Juvenil do Diário de Lisboa. Em 1975 edita o primeiro livro, tendo, até hoje, publicado mais de trinta obras, incluindo seis antologias, e atribuídos prémios literários da Associação Portuguesa de Escritores e da Secretaria de Estado da Cultura (Prémio de Poesia de 1981), o Prémio de Literatura António Nobre e o Prémio Cidade de Almada.


Poeta, publicitário e pintor, é uma das vozes mais destacadas da poesia portuguesa do pós 25 de Abril, sendo o amor e a denúncia social uma constante nas suas obras.

 

 

 

Ponte...Nas Ondas! - 5º Concurso “AS IMAGENS DO PATRIMÓNIO”

descarregar.png

As boas práticas com o património imaterial

5º CONCURSO  “AS IMAGENS DO PATRIMÓNIO”

Incorpora uma recolha de podcasts sobre as fotografias

 

Ponte...nas ondas! convoca para a quinta edição do Concurso “As imagens do património”, uma iniciativa que consiste em resgatar as fotografias a preto e branco dos álbuns familiares e revalorizar o seu significado relacionado com o património cultural imaterial. Os alunos devem redigir um texto escrito ou elaborar um podcast inspirado na imagem que se apresenta a concurso.
 

VOZES PARA AS IMAGENS

Há um local específico para os podcasts sobre as imagens. Uma forma de participar na que os alunos têm a oportunidade de perguntar às pessoas relacionadas com as fotografias e também de  juntar as suas vozes.

O Concurso pretende que este património que se encontra depositado nas famílias, seja transmitido às novas gerações para que tenham um conhecimento das suas origens e do seu património. Com estas imagens terão acesso a uma boa parte de expressões culturais que já desapareceram ou que já são desconhecidas para os mais jovens.

O património imaterial é constituído principalmente por conhecimentos, técnicas, formas de organização ou de expressão coletiva juntamente com as manifestações festivas e familiares. Está localizado nas práticas da vida quotidiana que são realizadas pelo membros da sociedade e que têm nas famílias os núcleos básicos.

A cultura imaterial é aquela que é vivenciada pelas pessoas portadoras e como tal está documentada desde os inícios da fotografia. 

As imagens dos álbuns familiares contêm muitas destas manifestações e vivências que podem ser desconhecidas pelo jovens. Neste trabalho de transmissão e vivência das imagens é necessária o envolvimento da famílias para ajudar a compreender os contextos onde se produziram as expressões culturais documentadas.
 

O CONCURSO

Está dirigido às escolas da Galiza e de Portugal e também  àquelas associações ou entidades que, sem direito a prémio, queiram participar.

As categorias contemplam as diferentes etapas dos sistemas educativos de Portugal e da Galiza.
 

No ano em que a UNESCO pode reconhecer o modelo Ponte...nas ondas! como boa prática com o património cultural imaterial, a associação cultural e pedagógica convoca a 5ª edição do concurso "AS IMAGENS DO PATRIMÓNIO".
Um concurso que tem tido um excelente acolhimento nas escolas e que já juntou mais dois mil trabalhos que estão disponíveis no portal: www.escolasnasondas.com.

descarregar (1).png

Rock Business Challenge: O projeto que colocou as jovens gerações a inovar para o Rock in Rio

image002.png

Já são conhecidas as escolas vencedoras desta segunda edição do Rock Business Challenge, uma iniciativa da ISCTE Business School que envolveu mais de 400 estudantes portugueses e brasileiros, com o objetivo de colocar as gerações mais novas a inovar para o Rock in Rio.

 

Os projetos vencedores, bastante criativos e inovadores, são baseadao, essencialmente, na criação de plataformas online para o desenvolvimento de variadas competências do utilizador (trabalho em equipa, comunicação, liderança, empreendedorismo, criatividade). Os projetos diferenciam-se por fomentar a aprendizagem através do desafio e criatividade.

 

Envio abaixo toda a informação sobre esta iniciativa da ISCTE Business School em parceria com o Rock in Rio.

3.ª edição do Concurso Literário: envie o seu conto até 30 de abril!

3.ª edição do Concurso Literário: envie o seu conto até 30 de abril!

Concurso Literário.jpg

A 3.ª edição do Concurso Literário, com o tema “De que é feito o meu coração”, promovida pelo Município de Palmela, através das Bibliotecas Municipais, é lançada a 20 de março.

O Concurso, cuja modalidade é o conto, destina-se a todas/os as/os cidadãs/ãos, nacionais e estrangeiras/os, residentes em território nacional, e está dividido em três escalões etários: 6 a 11, 12 a 17 e mais de 18 anos.

Os textos devem ser entregues até 30 de abril. Os três melhores trabalhos de cada escalão serão premiados com cheques-brinde e todas/os as/os participantes receberão um diploma de participação. As/os vencedoras/es do Concurso serão anunciadas/os no site da Autarquia (www.cm-palmela.pt), a 1 de junho, Dia do Concelho.

Esta iniciativa, que tem por objetivo promover e valorizar a escrita, a leitura e o livro e criar oportunidades para que as/os escritoras/es apresentem o seu trabalho, enquadra-se nas Comemorações do Centenário do Nascimento de José Saramago. O tema deste ano, “De que é feito o meu coração”, foi precisamente inspirado numa frase do Prémio Nobel da Literatura: “Se tens um coração de ferro, bom proveito. O meu coração fizeram-no de carne e sangra todo o dia”.

O Concurso assinala ainda outras três datas importantes: 2 de abril - Dia Internacional do Livro Infantil, 23 de abril - Dia Mundial do Livro e 25 de Abril - Dia da Liberdade.

Mais informações: bibliotecas@cm-palmela.pt ou 212 336 632.

 

Docapesca lança 2º edição do concurso de expressão artística mARTE

 

image (1).png

 

A Docapesca – Portos e Lotas, S.A, entidade do setor empresarial do Estado tutelada pelo Ministério do Mar, que tem como objeto a exploração de Portos de Pesca e Lotas, lançou a segunda edição do concurso de expressão artística “mARTE”. 

O concurso foca-se na reutilização de lixo marinho na criação de arte e encontra-se aberto a toda a população. Serão premiadas três obras, cada uma no valor de 1.000 euros, sendo que ficarão expostas num dos portos de pesca sob a gestão da Docapesca.  

À semelhança da primeira edição, o concurso pretende reconhecer o trabalho realizado pelos pescadores no âmbito do projeto “A Pesca por um Mar Sem Lixo” que promove a recolha dos resíduos capturados durante a pesca, sensibilizar para a problemática do lixo marinho e divulgar artistas nacionais e internacionais. 

As obras serão avaliadas e selecionadas por um júri constituído pelo artista Xico Gaivota (Presidente do Júri), o jornalista Edgardo Pacheco (Jornal Público) e Flávia Silva (bióloga na Fundação Oceano Azul). 

O período de apresentação das candidaturas decorre até ao próximo dia 1 de maio e devem ser submetidas através do formulário disponível em www.docapesca.pt

Bolsa Amélia Rey Colaço abre candidaturas para a sua 5ª edição

pastedImage.png

O Teatro Nacional D. Maria II (Lisboa), A Oficina (Guimarães), O Espaço do Tempo (Montemor-o-Novo) e o Teatro Viriato (Viseu) voltam a associar-se para apoiar a produção de espetáculos de jovens artistas e companhias emergentes, através da Bolsa Amélia Rey Colaço. As candidaturas para a 5ª edição desta bolsa de criação já estão abertas e estendem-se até dia 13 de abril.

 

Criada em 2018, em homenagem à atriz e encenadora Amélia Rey Colaço, pelo seu importante papel na História do Teatro Português, esta bolsa realiza-se pelo 5º ano consecutivo e tem como objetivo promover a renovação da criação teatral portuguesa. Atribuída anualmente, a Bolsa Amélia Rey Colaço pretende contribuir para um aumento do acesso de jovens artistas e novas companhias de teatro a meios de produção fundamentais e a espaço de pesquisa, permitindo-lhes consolidar o seu corpo de trabalho.

 

Com um montante pecuniário de 22.000€, a Bolsa Amélia Rey Colaço destina-se a apoiar a produção do projeto vencedor que, nesta edição de 2022, terá ainda acesso a cinco residências artísticas e verá o seu espetáculo ser apresentado nos quatro espaços parceiros da bolsa. A estreia do projeto vencedor acontecerá a 12 de maio de 2023, n’O Espaço do Tempo, em Montemor-o-Novo, seguindo-se depois uma digressão que passará pelo Teatro Nacional D. Maria II, pelo Teatro Viriato e pel’A Oficina, em maio e junho do mesmo ano.

 

O período de candidaturas para a 5ª edição da Bolsa Amélia Rey Colaço decorre de até dia 13 de abril de 2022, podendo candidatar-se criadores nacionais e estrangeiros residentes em Portugal que, em nome individual ou coletivo, tenham assinado um máximo de cinco encenações ou criações. O anúncio do projeto vencedor será feito a 3 de junho de 2022 e a escolha estará a cargo de um júri composto pelos diretores artísticos dos quatro teatros parceiros desta bolsa.

 

Em quatro anos consecutivos, a Bolsa Amélia Rey Colaço apoiou já a criação de quatro espetáculos de jovens artistas: Parlamento Elefante, de Eduardo Molina, João Pedro Leal e Marco Mendonça (2018), Aurora Negra, de Cleo Diára, Isabél Zuaa e Nádia Yracema (2019), Ainda estou aqui, de Tiago Lima (2020) e Another Rose, de Sofia Santos Silva, espetáculo vencedor da edição de 2021, que estreia em junho deste ano e será apresentado no D. Maria II de 30 de junho a 10 de julho.

 

Mais informações e candidaturas para a 5ª edição da Bolsa Amélia Rey Colaço aqui.

 

Município de Grândola promove Concurso de fotografia digital

Cartaz @ ConcursoFotografia '22_Prancheta 1.png

Luz em Grândola 2022 | Grândola light 2022

( 1 mar – 30 abr)

 

O Município de Grândola apresenta a 1.ª edição do concurso fotográfico sobre a Luz de Grândola 2022 | Grândola light 2022, promovendo o convite à descoberta do seu território e a sustentabilidade ambiental, com vista a impulsionar o envolvimento de turistas, visitantes e residentes, no objetivo comum de captação de imagens inéditas do concelho.

 

*Mais informação em anexo e em Concurso de Fotografia Digital | Luz de Grândola | Grândola (cm-grandola.pt)