Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Participe na “Hora do Conto Famílias” em março!

Hora do Conto Famílias.jpg

A “Hora do Conto Famílias”, atividade de participação gratuita com abordagens lúdicas e pedagógicas, a decorrer nas Bibliotecas Municipais de Palmela e Pinhal Novo e Pólo de Marateca, em Águas de Moura, propõe novas datas em março.

A atividade “Queres que te conte?”, com leitura em voz alta a partir de álbuns ilustrados, está agendada para os dias 9 (Palmela), 16 (Pinhal Novo) e 23 (Águas de Moura).

Estão, ainda, disponíveis os “Saquinhos de Contos”, recursos lúdico-pedagógicos para explorar as rotinas das crianças, de forma criativa: “Hora da Paparoca”, “Fazer Ó Ó”, “Cheira tão mal” e Miminhos”.

Mais informações/inscrições: 212 336 632 e bibliotecas@cm-palmela.pt.

            A “Hora do Conto Famílias” é uma iniciativa da Rede de Bibliotecas Públicas do Concelho de Palmela destinada a famílias com crianças a partir dos 4 anos, que contribui para o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 4 - Educação de Qualidade.

 

Biblioteca de Albergaria assinala o 10º aniversário com poesia, contos e programação

A Biblioteca Municipal de Albergaria-a-Velha celebra o seu 10º aniversário com um Sarau Poético, uma Sessão de Conto e uma Oficina de Programação e Robótica, entre 17 a 24 de junho.

O primeiro dia dos festejos é já este sábado, dia 17, às 10h30, com o “Quizz Interativo”, uma Oficina do Laboratório de Programação e Robótica, que permitirá aos jovens testar os seus conhecimentos, sensibilizando-os para as potencialidades das tecnologias.

No sábado seguinte, dia 24, às 16h, a tarde é para as famílias com a Sessão de Conto “Vem contar os parabéns à Biblioteca Municipal”, com Sofia Vieira, do Aqui Há Gato. A fechar o dia, às 21h, a Biblioteca Municipal apresenta um Sarau Poético dinamizado por associações e instituições do Município, onde serão descobertos novos poemas e homenageados os nomes maiores da poesia.

Neste 10.º aniversário, a Biblioteca Municipal irá estrear um novo serviço de leitura de imprensa (23 de junho) e apresentará ainda um novo vídeo institucional (22 de junho). 

FERNANDO GUERREIRO LEVA PROJETO SOBRE MICRO CONTOS À BIBLIOTECA MUNICIPAL DE LOULÉ

Serão de Micro Contos.jpeg

Uma oficina de escrita e um serão dedicado aos micro contos constituem os dois momentos em destaque de uma iniciativa que Fernando Guerreiro leva à Biblioteca Municipal Sophia de Mello Breyner Andresen, em Loulé, no próximo sábado, 12 de março.

Entre as 15h00 e as 16h30, Fernando Guerreiro dedica uma sessão ao público adulto onde irá apresentar algumas ferramentas para ajudar a escrever mais e melhor. É necessária inscrição prévia. À noite, pelas 21h00, está previsto um espetáculo de narração oral feito de histórias breves e pequenos instantâneos da vida real envolvidos em música. Cada micro conto ajuda a construir um puzzle que nos revela como a vida é uma grande aventura feita de pequenas histórias. A entrada é livre mas a lotação é limitada.

Os “Micro Contos” são um projeto de promoção e mediação da leitura que começou em 2010, pela mão de Fernando Guerreiro. Desde então, através de oficinas de escrita e sessões de contos que giram em torno de narrativas breves, são criadas pontes e estreitados laços onde se geram dinâmicas de leitura e criação literária.

Os micro contos apresentam uma forma inovadora de promover e mediar a leitura. Através de uma linguagem direta e atual, recorrendo a histórias repletas de humor, jogos de palavra e exercícios lúdicos, são apresentados exercícios e ferramentas criativas que levam à criação de textos breves e despertado o gosto pela escrita e pela leitura.
Nestas oficinas e sessões de contos, desmistifica-se  a ideia de que é difícil, complicado e moroso escrever ou inventar novas histórias. Destas ações de promoção e mediação da leitura são apresentados livros de vários autores e géneros literários que servem de despertadores para a vontade de ler. CML/GAP /RP

“O Monstro das Cores” na “Hora do Conto” online

Hora do Conto.jpg

O Monstro das Cores”, de Anna Llenas, é a história desta semana da “Hora do Conto” online, contada por Pedro Silva, com tradução em Língua Gestual Portuguesa por Marisa Gomes.

O livro, recomendado pelo Plano Nacional de Leitura, pretende explicar as emoções às crianças através das cores. A personagem principal é um monstro que muda de cor consoante o que está a sentir. Ele não percebe porque muda de cor e a sua amiga, a menina, explica-lhe o que significa estar triste, estar alegre, ter medo, estar calmo e sentir raiva.

Este projeto da Rede Municipal de Bibliotecas Públicas do Concelho, com regularidade quinzenal, é protagonizado por técnicas/os municipais, através da leitura de contos e histórias. Os vídeos são publicados às quintas-feiras, às 17h00, na página de Facebook do Museu Municipal de Palmela, com repetição aos sábados, às 10h00, na página de Facebook Palmela Município.

 

 

SERÃO DE CONTOS NA BIBLIOTECA DE LOULÉ COM CRISTINA TAQUELIM

cartaz SERÃO DE CONTOS.JPG

A 28 de janeiro, sexta-feira, pelas 21h00, a Biblioteca Municipal de Loulé recebe o serão de contos “Histórias que não lembram o diabo”, apresentado por Cristina Taquelim.

A contadora de histórias e mediadora de leitura Cristina Taquelim nasceu em Lagos, em 1964. Licenciada em Psicologia Educacional e bibliotecária, esta quase avó gosta de palavras, pessoas e bichos, também bichos de figo. Por isso imagina lugares onde em torno das palavras se celebram os dias e as horas: jardins, praças, largos, também bibliotecas. Dos contos sabe que os escuta cada vez melhor.  Às vezes escreve. Ainda teme a morte. Recusa-se a viver sem estar espantada por existir.

Desenvolve desde 1995 atividade como narradora, tendo trabalhado com públicos de todas as idades e contextos, também os de exclusão social. Portugal, Brasil, Moçambique, São Tomé e Príncipe, Cabo Verde, Espanha, Argentina, México, Macau, são alguns dos países onde já partilhou as suas histórias, memórias e os autores que mais ama. Vive grata por fazer parte da história leitora de tantos.

 

CML/GAP /RP

“Hora do Conto” online apresenta “O Sr. Tigre Torna-se Selvagem”

Hora do Conto.jpg

 

O premiado livro de Peter Brown “O Sr. Tigre Torna-se Selvagem” é a sugestão desta semana da “Hora do Conto” online. A narração vai estar a cargo de Patrícia Nunes, com tradução em Língua Gestual Portuguesa por Marisa Gomes.

Esta é a história do Sr. Tigre, que estava cansado de ser sempre tão sério, queria estar à vontade, divertir-se e ser selvagem. Então, um dia, teve uma ideia que deixou todas/os as/os suas/eus amigas/os boquiabertas/os. Repleta de humor e irreverência, a história fala da importância de nos descobrirmos, sem medos nem artifícios, ainda que isso contrarie a norma estabelecida.

O livro é referenciado no Plano Nacional de Leitura, foi considerado o Melhor Livro Ilustrado 2014 e também distinguido com o Prémio Boston Globe Horn Book.

A Rede Municipal de Bibliotecas Públicas do Concelho apresenta, semanalmente, leituras de histórias, protagonizadas por técnicas/os municipais. Os vídeos são publicados às quintas-feiras, às 17h00, na página de Facebook do Museu Municipal de Palmela, com repetição aos sábados, às 10h00, na página de Facebook Palmela Município.

Câmara Municipal de Palmela | Centro Cultural de Poceirão recebe sessão de contos encenados

Sessão de Contos.jpg

 

No dia 17 de fevereiro, às 17h00, no Centro Cultural de Poceirão, a Câmara Municipal de Palmela promove a sessão de contos encenados “Porque bate o coração - As palavras do amor”, destinada a crianças a partir dos três anos e ao público familiar.

 

«“Tum-tum”, diz o coração. O que será que ele quer dizer? Bate no peito, bate na mão, bate na voz este meu coração. Se os nossos corações baterem juntos, o que nos vão dizer? Vamos escutar as palavras do coração e descobrir o que pode ser o amor».

 

A sessão terá uma duração de 45 minutos e a entrada é gratuita. Informações e reservas: 212 336 655 ou 935 321 218.

Biblioteca da Baixa da Banheira: Hora e Meia de Diversão nas Férias de Natal

A Biblioteca Municipal da Baixa da Banheira recebe, nos dias 27 e 28 de dezembro, a partir das 15:30h, a iniciativa “Hora e Meia de Diversão nas Férias de Natal”.

Dirigida a crianças e jovens dos 6 aos 12 anos, esta atividade tem inscrição gratuita, mas obrigatória, através do telefone 210888902 (lotação limitada a 20 participantes).

“Hora e Meia de Diversão nas Férias de Natal” propõe a construção de calendário do novo ano, para assinalar as datas mais importantes em 2019.

Conta-me estórias com coração

10 de Fevereiro de 2012

Das 19 às 22h

 

Café Tati

Rua da Ribeira Nova 36, R/c

Lisboa

 

 

No Café Tati dizem que o amor anda no ar por isso convidaram a lua para se refletir nas águas do tejo, o vento para soprar de mansinho nas árvores ao redor e as estrelas para brilharem no céu. O ambiente está criado, por isso pedem-vos que entrem, se aconcheguem, bebam um chocolate quente, e, de mãos dadas com a vossa cara metade ouçam histórias na voz de Bruno Batista, que vos levarão à terra dos apaixonados. A noite é de encantamento e a “Estórias de se tirar do chapéu” em conjunto com a escritora Fátima Effe prometem contos originais e inéditos, mas sempre com o amor como tema, por isso se estás apaixonado vem sonhar connosco, senão estás, junta-te à festa, e talvez saias bem acompanhado. / Marg Martins

Fonte: LeCool

Shot Stories

26 de Novembro de 2011

23h

 

Bar A Barraca

Teatro A Barraca

Largo de Santos 2

 

 

Se estás sedento de histórias cuja criatividade a crise ainda não afectou e achas que a melhor maneira de combater a austeridade é afogando as mágoas, então o melhor é atirares-te a uma rodada de shotstories servidas pela destreza mental e o arguto sentido de humor do “barmanarrador” Francisco Gomes.  Vai ser bar aberto de histórias até fartar vilanagem, sem perigo de, no final, ficares com a boca a saber a papel de música. Não és homem não és nada, se não conseguires beber todas de penalti! / Francisca Carvalho