Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Forum Summer Sound by RFM | Festival agita noites de verão

image003.jpg

 

5 noites, 5 concertos no palco do Forum Sintra e Forum Montijo de 26 de julho a 23 de agosto.
Festival promete aquecer a temperatura ao som de alguns dos maiores artistas nacionais da atualidade

É já no dia 26 de julho que arrancam 5 noites de concertos incríveis. ‘Forum Summer Sound’ junta, pela primeira vez, a RFM e os centros comerciais Forum Sintra e Forum Montijo, geridos pela Multi Portugal, que prometem agitar as noites de verão aos seus visitantes. De 26 de julho a 23 de agosto, Carolina Deslandes, Carlão, Áurea, The Black Mamba e Os Azeitonas sobem ao palco, em concertos únicos, de entrada gratuita!

Os artistas que compõem o cartaz do ‘Forum Summer Sound’, numa fusão de estilos que vai do pop à soul, passando pelos ritmos do pop rock, R&B, hip-hop e rap trazem o melhor da música portuguesa até aos seus visitantes.

«O projeto ‘Forum Summer Sound’ junta pela primeira vez centros geridos pela Multi Portugal à RFM, em ações de grande dimensão, para oferecer experiências únicas aos visitantes. Os shoppings que gerimos não se fazem apenas de lojas, são cada vez mais um espaço de encontros e dinâmicas que aproximam as comunidades locais e, por isso, com esta parceria, queremos oferecer a quem nos visita espetáculos de alguns dos artistas mais conceituados da atualidade numa iniciativa totalmente gratuita», afirma Paulo Alves, Head of Marketing da Multi Portugal. 

A grande abertura do ‘Forum Summer Sound by RFM’ acontece já no dia 26 de julho, quinta-feira, no Forum Sintra. A partir das 21h00, o palco estará a cargo d’ Os Azeitonas. A banda portuguesa de pop rock do Porto, composta por Mário Brandão, Luísa Barbosa e João Salcedo promete levar o público a “ver os aviões” e abrir em grande este ciclo de concertos.

Depois de um dia de praia, a melhor música vai viver-se no ‘Forum Summer Sound’!

FESTIVAL FOLK CELTA LEVA DOIS DIAS DE MÚSICA DO MUNDO A PONTE DA BARCA

27 e 28 de julho no Choupal de Ponte da Barca

 

  • Portugueses Dead Combo e Gaiteiros de Lisboa são cabeça de cartaz

Nos dias 27 e 28 de julho de 2018 o Choupal de Ponte da Barca recebe o Festival Folk Celta, um evento que vai na XI edição, e que este ano conta com os portugueses Dead Combo entre o grupo de artistas de excelência que vão dar música nas margens do rio Lima.

Durante os dois dias de festival, o público pode assistir a espetáculos de bandas nacionais e internacionais e desfrutar da feira artesanal, que decorre a par do evento, com um espaço reservado à restauração, mostra de artesanato e muita animação.

“Esta pretende ser uma edição histórica do Festival Folk Celta, um evento local que tem evoluído a cada edição e que este ano recebe um dos nomes mais consagrados da música portuguesa, os Dead Combo, a par dos Gaiteiros de Lisboa”, declarou o Presidente da Câmara Municipal de Ponte da Barca, Augusto Marinho. “O objetivo é oferecer bons momentos de lazer e cultura aos barquenses e criar entretenimento que nos permita receber mais visitantes e dar a conhecer o Município de Ponte da Barca que tem muitos encantos para mostrar”, concluiu o autarca.

A entrada no Festival Folk Celta de Ponte da Barca é gratuita. Mais informações em www.folkcelta.pt .

 

CARTAZ XI EDIÇÃO FESTIVAL FOLK CELTA DE PONTE DA BARCA

sexta-feira, 27 de julho

18h30 – Torcido [Portugal]

20h00 –  The Town Bar [Portugal]

21h30 – Gaiteiros de Lisboa [Portugal]

23h00 –  Mogane Ji [França]

00h30 -  Forró Mior [Angola | Portugal | Brasil]

sábado - 28 julho

18h30 –  Palankalama [Portugal]

20h00 – Sopa de Pedra [Portugal]

21h30 – Davide Salvado [Galiza]

23h00 –  Dead Combo [Portugal]

00h30 – TT Syndicate [Portugal]

Mundo Segundo confirmado no festival do interior Côa Summer Fest

image.png

 

O membro dos Dealema e os Sugar Daddies são os mais recentes nomes a juntar-se ao cartaz do festival da juventude do interior. O Côa Summer Fest decorre de 2 a 4 de agosto.

 

 

Depois de Jimmy P e Putzgrilla, Côa Summer Fest anuncia Mundo Segundo, para o dia 4 de agosto. Com mais de duas décadas de carreira, o MC e produtor Edmundo Silva pisa agora o palco do evento que decorre em Foz Côa.  

 

“Nesta minha primeira passagem pelo Côa Summer Fest, vou apresentar o meu mais recente álbum de originais: “Sempre Grato”, que, inclusive, conta com uma faixa chamada “Margens do Douro”. Os festivaleiros terão ainda oportunidade de ouvir, ao vivo, temas como “Não há competição”, “Tudo o que tenho” e “Era uma vez” destaca o artista, um dos cabeças de cartaz do último dia do festival.

 

Mundo Segundo lançou o seu primeiro álbum a solo em 2016 e, atualmente, é considerado uma figura incontornável do hip-hop no país. Recentemente fez uma parceria com Sam the Kid da qual resultaram os singles "Também faz Parte", "Brasa" e "Tu não sabes". Este último conta já com cerca de 6 milhões de visualizações no Youtube.

 

Em palco, no mesmo dia, vão estar também os Suggar Daddies, dupla de Dj’s que se lançaram recentemente em Portugal. Misturam, nos seus concertos, ritmos de Hip-Hop, R&B e Dancehall.

 

À frente da entidade que organiza o Côa Summer Fest, a Associação Juvenil Gustavo Filipe, está Rui Pedro Pimenta que destaca a vontade de no festival se promoverem artistas nacionais em início de carreira. “Quando planeamos o evento, temos em atenção dois importantes critérios: qualidade e variedade, em todos os sentidos. Para nós, isto passa por potenciar artistas portugueses que estão a começar a sua carreira. Queremos dar-lhes oportunidade de se darem a conhecer e atingirem novos públicos”, esclarece Rui Pedro.


Para além de música, o Côa Summer Fest apresenta ainda um cartaz com várias atividades culturais e desportivas, que têm lugar durante o dia e à noite. Em edições passadas, houve já um City Water Slide, uma corrida de cores, uma Glow Night Run, entre outras. As piscinas munícipais são um dos pontos de atração durante o evento, apresentando preços mais reduzidos para os participantes que apresentem pulseira do festival. Quem desejar ficar na cidade durante todo o evento, tem possibilidade de acampar num espaço de campismo gratuito ou pernoitar na Pousada da Juventude, a preços especiais.

 

Todos os concertos do Côa Summer Fest, que têm como mote “O Verão não é só praia”, são gratuitos.

 

Programa do evento (em atualização):

 

Dia 2 de agosto

  • A anunciar

 

Dia 3 de agosto

  • Putzgrilla

 

Dia 4 de agosto

  • Rusty
  • Sugar Daddies
  • Mundo Segundo
  • Sugar Daddies
  • Jimmy P

 

 

 

Sobre o Côa Summer Fest

 

O Côa Summer Fest nasceu em 2011, pelas mãos dos membros Associação Juvenil Gustavo Filipe. A lacuna na oferta de atividades locais direcionadas ao público juvenil, levou a que estes jovens de Foz Côa, desenvolvessem um festival que, para além de música, compila diversas atividades, diurnas e noturnas. Para além do acesso à piscina e do recinto onde decorrem os concertos, existe uma zona de campismo, pensada para aqueles que querem viver a experiência Côa Summer Fest na sua plenitude.

 

https://www.coasummerfest.pt/

Lisboa recebe a 4ª edição do Lisbon Music Fest | de 12 a 28 de julho de 2018 | entrada gratuita

 

Lisbon Music Fest está de regresso aos palcos nacionais!

 

Com o Concerto de Abertura marcado para o próximo dia 12 de julho, às 21h30 horas, nas Ruínas do Carmo, com os Trondheim Junior Soloists (Noruega) e a Camerata da Academia de Música de Lisboa, a 4.ª edição do Lisbon Music Fest irá passar por algumas das mais emblemáticas salas de espetáculo do país, incluindo espaços como o Palácio da Ajuda, o Mosteiro da Batalha, o Museu Nacional da Música ou o Castelo de Belmonte. Uma harmoniosa simbiose que promove a Música e o Património.

 

Todos os concertos do Lisbon Music Fest são de entrada livre, estendendo-se por sete cidades diferentes. De 12 a 28 de julho, orquestras, bandas e ensembles constituídos por jovens músicos de todo o mundo apresentam-se em Lisboa, Évora, Batalha, Peniche, Elvas, Belmonte e Palmela.

 

A conceituados agrupamentos internacionais – da Noruega (Trondheim Junior Soloists), Inglaterra (Bromley Youth Concert Band), Israel (Ness Ziona Youth Concert Band) e Holanda (Netherlands Youth String Orchestra) – junta-se uma representação portuguesa que inclui a Camerata da Academia de Música de Lisboa, a Orquestra de Sopros do Conservatório de Música de Palmela e o Trio Adamastor.

 

Tiago Neto, Diretor do Festival afirma que “o Lisbon Music Fest continua o seu percurso de afirmação nacional e internacional, promovendo uma plataforma que permite a jovens músicos de todo o mundo interagir e partilhar diferentes culturas e experiências artísticas.

 

Este ano voltamos com muito entusiamo e excelentes sugestões musicais que esperamos serem do agrado de todos aqueles que tiverem a oportunidade de assistir aos concertos do Lisbon Music Fest, um Festival inovador que percorre cada vez mais cidades e palcos do nosso país.”

 

 

Mais informação em: www.lisbonmusicfest.com

Festival dos Canais - evento de referência para a candidatura de Aveiro a Capital Europeia da Cultura 2027

FESTIVAL DOS CANAIS TRANSFORMOU AVEIRO EM PALCO CULTURAL GIGANTE

*Evento de referência para a candidatura de Aveiro a Capital Europeia da Cultura 2027

 

Adam Read_The Tower.jpg

 

A 3ª edição do Festival dos Canais, que terminou no domingo, foi um momento de crescimento e afirmação em termos de público, programação e promoção do património e da identidade de Aveiro. O evento, que durante cinco dias animou as praças, jardins e outros espaços públicos da Cidade dos Canais, mostrou que a aposta iniciada em 2016 está no bom caminho, no quadro da fixação do Festival dos Canais como um evento de referência do Município e da Região de Aveiro.

Com a próxima edição – já anunciada – a acontecer de 10 a 14 de julho de 2019, o Presidente da Câmara Municipal de Aveiro (CMA), José Ribau Esteves, considera que “estão criadas as condições para que o Festival dos Canais se transforme num evento de referência a nível nacional e europeu, no âmbito da candidatura de Aveiro a Capital da Cultura 2027”.

Para além da programação muito diversa e intensa, que marcou positivamente a geografia da cidade, o evento constituiu também “um acontecimento relevante de marketing territorial”, sublinha o Presidente da CMA, no qual o público teve uma parte ativa fundamental. “Queremos agradecer a participação dos milhares de munícipes que participaram da festa que celebrou a nossa cidade e aos outros tantos cidadãos que trocaram os seus territórios pelo nosso, numa comunhão de apreço pela criatividade e pelo engenho das artes em espaço público”, enfatiza.

“A nossa Cidade já não será vivida da mesma forma. Há um marco antes e depois do Festival dos Canais 2018. O sangue novo que trouxemos para as nossas ruas e praças, as companhias consagradas que nos confiaram estreias e primeiras internacionalizações e a entrega da comunidade à celebração dos Canais foram, sem dúvida, decisivas na prossecução deste objetivo” conclui.

 

Edição 2019 em perspetiva

A edição de 2019 do Festival dos Canais “irá contribuir para reforçar esse caminho que temos vindo a construir, para o afirmar como um dos maiores e melhores festivais da Europa nesse género”, refere o responsável pelo evento, José Pina.

O Diretor do Teatro Aveirense adianta que relativamente à 4ª edição, “iremos continuar a apostar nas artes em espaço público, no circo contemporâneo, nas instalações e na multimédia, como áreas prioritárias”, sendo que “a música em novos formatos irá servir como eixo transversal a tudo o que se desenrolará na cidade”.

Organizado pela Câmara Municipal de Aveiro, através do Teatro Aveirense, o Festival dos Canais ofereceu gratuitamente à cidade mais de duas centenas de espetáculos, numa programação cultural e artística contemporânea que envolveu mais de 350 artistas, provenientes de 13 países, e mobilizou milhares de aveirenses e de visitantes. Durante cinco dias, a cidade viveu um espírito de abertura e celebração, numa experiência coletiva de cultura partilhada, de vivência em comunidade e de arte feita quotidiano.

 

26.º Festival Sete Sóis Sete Luas de volta à Fábrica da Pólvora, em Oeiras

MÚSICA, ARTE, GASTRONÓMIA, CIRCO  E TEATRO DE RUA

AFFICHE finale.jpeg

 

 

 

O Festival Sete Sóis Sete Luas (FSSSL) volta a animar, com muitas novidades, as noites de Verão na Fábrica da Pólvora de Barcarena, no concelho de Oeiras, entre 29 de junho e 17 de agosto.  Além de músicas do Mediterrâneo e do Mundo Lusófono, como tem sido tradição deste Festival, este ano há novidades, sendo incluídos no programa a gastronomia, a arte, o circo e o teatro de rua. continua a sua programação Sete Sóis Sete Luas com apontamentos semanais até 17 de Agosto. Cada sexta-feira está marcado um evento no sugestivo enquadramento  da Fabrica da Pólvora. Vão atuar neste surpreendente palco músicos de diferentes regiões do Sul de Itália (Lavinia Mancusi, Tammorra, Mimmo Epifani), da Angola (Lucia de Carvalho), da Espanha (Roman Vicenti) e duas orquestras multiculturais, produções originais do Festival Sete Sóis Sete Luas: a Cunfrontos 7Sóis Band (13 de Julho) e a Estrelas 7Sóis (27 de Julho).

O FSSSL arranca, no dia 29 de junho, com uma “Experiencia de sabores de Cabo verde e Marrocos”, que representa um importante momento de cooperação entre as cidades participantes no Festival, e que conta com a participação de cozinheiros representativos da diversidade cultural do Mediterrâneo. Vão participar a Chef SU, da ilha do Maio, em Cabo Verde e a chefe Nádia El Firqi, da cidade de Azemmour, em Marrocos. No mesmo dia, 29, tem lugar o “Atelier de Pintura”  para o qual foi convidado um dos mais consagrados pintores marroquinos, Abdelkarim Elazhar e que consistirá num laboratório de pintura para meninos e eventualmente também para adultos, dedicado ao tema do retrato. O artista criou a imagem para esta XXVI edição: uma pomba que cruza as ondas musicais do Mediterrâneo e do mundo lusófono ligadas por uma oliveira. Una síntese perfeita deste grande Festival que promove o dialogo de paz entre os povos.  Ainda na sexta-feira, 29 de junho, acontece “Triplette”: circo acrobático, um espetáculo totalmente novo que faz um tributo emocionante e pouco habitual ao circo dos loucos anos trinta.

No dia 30 de junho, a partir das 22:00, há “Nuite de Lumiére”- Teatro de rua com efeitos pirotécnicos, um espetáculo fascinante sobre a incrível história de iluminadores, domadores de fogo inigualáveis. O espetáculo, repleto de pirotecnia e grandes máquinas cénicas, transporta o público numa viagem mágica onde estruturas de luz, constelações, emergem em cada esquina e invade o espaço.

Os espetáculos musicais, que decorrem às sextas-feiras, às 22H00, abrem, no dia 6 de julho, com a violinista italiana Lavina Mancusi, que traz à Fábrica da Pólvora "música nômada". O seu espetáculo é uma viagem entre terras, línguas, dialetos e instrumentos que nascem das tradições do sul da Itália e se propagam por todo o Mediterrâneo.

Seguem-se em julho, no dia 13 “Cunfrontos 7Sóis” - Brasil, Cabo Verde, Espanha, França, Portugal, a 20, Lúcia de Carvalho – Angola e  dia 27, Estrelas Sete Sóis - Brasil, Grécia, e Portugal.

Em agosto, sobem ao palco Tammorra, da Sicília no  dia 3, Roman Vicenti, da Andaluzia (flamenco) no dia 10 e Mimmo Epifani & the Barbers (Salento) no dia 17 de agosto.

 

Informações:

Fábrica da Pólvora de Barcarena, Estrada das Fontainhas.

 

O programa pode ser alterado por motivos imprevistos.

 

Entrada gratuita, limitada aos lugares disponíveis.

[M] Há um novo festival de música em Coimbra de 19 a 21 julho [Festival]

 

640px_e5b39ef1a40fa44331038.png

 

O Festival M acontece entre os dias 19 e 21 de Julho (quinta e sábado) na praia fluvial de Palheiros e Zorro (por vezes apelidada praia fluvial de Torres do Mondego), freguesia de Torres do Mondego, em Coimbra. O início dos concertos está marcado para as 18h00 e a entrada é livre.

    QUINTA . 19 JULHO       

 

183px_e5b39f33a811344451014.png

 

 

 

 

SEXTA . 20 JULHO

LÉO MIDDEA (BRASIL)

 

CHINASKEE & OS CAMPONESES

 

HUGGS

 

 

SÁBADO . 21 JULHO   

CAN CUN

 

The DUSTY SHAKERS

 

MOTHER ENGINE (ALEMANHA)

 

 

 

FESTIVAL CIOFF® CULTURAS MEDITERRÂNICAS chega a Lisboa em Setembro | Conheça o Programa

image002.png

Lisboa recebe em 2018 uma mostra cultural das tradições, usos e costumes dos países do mediterrâneo e de influência mediterrânica sob o mote Mediterrâneo: Território dos 5 sentidos

 

Ao todo serão 5 dias de festival, com 2 palcos, 4 concertos de world music, 12 países, 10 grupos internacionais e 32 grupos tradicionais portugueses a ter lugar de 12 a 16 de Setembro, no Parque de Jogos 1º de Maio, em Alvalade.

 

Paralelamente ao festival, tem lugar a Conferência Internacional Mediterrâneo: Território dos 5 Sentidos, organizada pelo CRIA – Centro em Rede de Investigação e Antropologia do ISCTE e com o apoio da Associação Turismo de Lisboa – a realizar nos dias 12 e 13 de Setembro no ISCTE.

 

Do alinhamento do festival fazem parte o projecto do libanês Rabih Abou-Khalil e do fadista português Ricardo Ribeiro; a portuguesa Joana Amendoeira; os Fanfarra Luboyna – a mais relevante e inventiva banda da Macedónia — e os Folk’n Roll — vindos directamente da Grécia. 

Estarão também presentes grupos tradicionais de canto, folclore e etnográficos dos restantes países representados: Bulgária, Croácia, Espanha, França, Grécia, Itália, Portugal, Sérvia, Tunísia e Turquia.

 

A programação completa-se com a realização de dez workshops que vão da dança, ao artesanato, passando pela música – orientados pelos grupos tradicionais convidados; três exposições; um ciclo de cinema, programado pelo Festival Olhares do MediterrâneoCinema no Feminino; mostras de artesanato e gastronomia; um bazar dos 5 sentidos com produtos dos países do Mediterrâneo e uma área de restauração.

Haverá ainda lugar para o Espaço Criança com atividades programadas especialmente para os mais novos. 

 

A entrada no recinto e todas as actividades são gratuitas.

 

O FESTIVAL CIOFF® CULTURAS MEDITERRÂNICAS  é uma iniciativa do CIOFF® Portugal em parceria estratégica com a Fundação Inatel. Assume-se como um espaço de liberdade, promoção das culturas dos países do mediterrâneo e uma celebração das diferenças que simultaneamente as unem e diferenciam, numa reflexão e apelo à paz entre todos os povos.  

O CIOFF®, Conselho Internacional das Organizações de Festivais de Folclore, é uma organização não-governamental, sem fins lucrativos, membro associado da UNESCO desde 2015. Com um elenco de cerca de 93 países com secções nacionais e vários membros associados ou correspondentes, está hoje ativo em mais de 100 países nos 5 continentes. Portugal foi um dos fundadores do CIOFF®, estando a Fundação INATEL associada a esta organização desde 1992 assumindo desde então o seu funcionamento. Desde 2010 o CIOFF® em Portugal constitui-se como Associação, passando a partir dessa data a desempenhar funções de presidência. O CIOFF® Portugal integra a Secção da Europa do Sul do CIOFF® Internacional, contando com um elenco de 10 Festivais com a chancela CIOFF®. 

 

Veja AQUI o vídeo de apresentação.

 

 

Do Rock in Rio para Foz Côa | Blaya “Faz Gostoso” no Côa Summer Fest

image.png

 

Primeira mulher portuguesa a atingir o número um no Spotify das 50 músicas mais tocadas em Portugal, Blaya atua gratuitamente dia 3 de agosto, no Côa Summer Fest. O cartaz do festival fica fechado com esta confirmação.

 

Meses depois de ter regressado à música, Blaya irá marcar presença no “maior festival da juventude do interior”, a decorrer entre os dias 2 a 4 de agosto. A artista fecha o cartaz da 8ª edição do Côa Summer Fest e junta-se a outros nomes conhecidos como Jimmy P, Putzgrilla e Mundo Segundo.

 

Com o seu disco de estreia a pronto (será editado no último trimestre de 2018), contou com a colaboração de MC Zuka, Kaysha, Laton, Ella Nor ou Virgul, Blaya está a fazer sucesso com o seu primeiro single, “Faz Gostoso”, que, em menos de dois meses, já atingiu a marca dos 18 milhões de plays no YouTube. Liderou também todos os tops de vendas e das plataformas de streaming, atingindo o número um no Spotify e na tabela de vendas do iTunes.

 

Deste concerto, os festivaleiros do Côa Summer Fest podem esperar ritmos cheios de cores e danças, definido pela própria Blaya como ‘euro favela funk’.

 

Além dos concertos agendados para este festival da juventude do interior, a organização do festival planeou a Côa Bubble Run, uma corrida repleta de espuma, e uma Somersby Pool Party, com música garantida até o sol se pôr. A aliar o desporto à cultura, haverá ainda um MiniFut Fest, torneio de futebol em dimensões reduzidas, promovido pela Academia de Futebol JogaBola.

 

Com este programa, Rui Pedro Pimenta, presidente da Associação Juvenil Gustavo Filipe e organizador do evento, tem como objetivo “proporcionar uma experiência memorável a todos os que visitam o Côa Summer Fest. Queremos oferecer muito mais que a música a todos os que aqui se deslocam. Ter nomes portugueses sonantes é importante, mas não podemos descurar as atividades culturais e desportivas. São elas que ocupam as tardes dos festivaleiros até os concertos começarem, e contribuem para que estes dias sejam inesquecíveis”.

 

O Côa Summer Fest conta com o apoio do Município de Foz Côa e do IPDJ. A edição deste ano conta ainda com uma parceria com o Museu do Côa, a Casa de Vinhos Ramos Pinto, o SuperBock Group e as Pousadas da Juventude.

 

Todos os concertos deste festival, que tem como mote “O verão não é só praia”, são gratuitos, bem como o espaço de campismo disponível.

 

Vídeo: “Faz Gostoso”

 

Link com imagens e cartaz: https://we.tl/AcMdVO72fn

 

 

Programa do festival

 

Dia 2 de agosto

  • Côa Bubble Run

Dia 3 de agosto

  • Mister Roland
  • Blaya
  • Putzgrilla
  • Meninos da Vadiagem

Dia 4 de agosto

  • Mundo Segundo
  • Jimmy P
  • Rusty
  • Sugar Daddies

 

 

 

Sobre o Côa Summer Fest

 

O Côa Summer Fest nasceu em 2011, pelas mãos dos membros Associação Juvenil Gustavo Filipe. A lacuna na oferta de atividades locais direcionadas ao público juvenil, levou a que estes jovens de Foz Côa, desenvolvessem um festival que, para além de música, compila diversas atividades, diurnas e noturnas. Para além do acesso à piscina e do recinto onde decorrem os concertos, existe uma zona de campismo, pensada para aqueles que querem viver a experiência Côa Summer Fest na sua plenitude.

 

https://www.coasummerfest.pt/

Festival de Humor em estreia no Forum Viseu | Comédia às Terças agita noites de verão em Viseu

“Comédia às Terças” agita noites de Verão em Viseu

 

FESTIVAL DE HUMOR EM ESTREIA NO FORUM VISEU

 

Comédia às Terças Viseu.jpg

 

  • Primeiro festival de comédia de Viseu acontece todas as terças-feiras e conta com 5 dos mais conhecidos humoristas/entertainers nacionais;
  • De 17 de julho a 7 de agosto, às 21h, a Alameda Principal transforma-se numa autêntica sala de espetáculos de entrada gratuita;
  • Francisco Menezes, Herman José, Nuno Markl, Vasco Palmeirim e Eduardo Madeira compõem o cartaz e prometem animar as noites de verão em Viseu.

 

De 17 de julho a 7 de agosto, o stand up vai marcar o ritmo do verão no Forum Viseu, gerido pela Multi Portugal, com muita música à mistura. Se “rir é o melhor remédio” então este será um convite irrecusável para todos os que visitarem o shopping nas próximas terças-feiras do mês. Francisco Menezes, Herman José, Nuno Markl e Vasco Palmeirim e Eduardo Madeira vão pisar, pela primeira vez, o palco do Forum Viseu e fazer chorar de tanto rir. Os espectáculos terão lugar todas terças-feiras, às 21h00, na Alameda Principal e são de entrada gratuita

 

A entrada nos espectáculos “Comédia às Terças” é gratuita e acontece todas as terças-feiras, às 21h00, na Alameda Principal no Piso 1 do Forum, num ambiente único e descontraído.