Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

"Natal em Grândola" com programa para toda a família

ConcertosNatal '19-01.png

ProgramaGeral Natal '19-02.png

 

Mercadinho, animação de rua, concertos, animação infantil, workshops e cinema são destaques do programa “Natal em Grândola” promovido pelo Município de Grândola que irá decorrer até 5 de janeiro em todo o concelho com o objectivo de dinamizar com magia e diversão esta quadra Natalícia.

 

A envolver todas as iniciativas, as luzes de Natal já iluminam com muita cor a vila morena. Este ano são cerca de 150 mil lâmpadas led que dão luz a peças decorativas de grande dimensão, colocadas em espaços públicos emblemáticos e centrais: a estrela de natal instalada  na rotunda, a árvore de natal com 15 metros de altura, a bola gigante de natal no Jardim 1º de Maio, e as iluminações no Coreto e no edifício dos Paços do Concelho.

 

O tradicional Mercadinho de Natal já abriu portas ao público na Rua Dr. Jacinto Nunes e oferece uma vasta oferta de artesanato e produtos regionais. Funciona de segunda a sábado.

 

O Largo São Sebastião, no centro tradicional da vila, tem em permanência uma instalação natalícia pelo agrupamento de escolas de Grândola. O mesmo espaço, recebe já este sábado, dia 7, entre as 10h e as 13h, a iniciativa “Natal à Mesa” com degustação e venda de iguarias tradicionais de natal. Na mesma manhã, em vários pontos do comércio local há música ao vivo com o Grupo Coral e Instrumental do Núcleo dos Amigos do Concelho de Barrancos.

 

No dia 14, no Largo São Sebastião, a partir das 10h, há mostra e venda de produtos regionais pelo movimento associativo e produtores locais e em vários pontos do comércio local haverá música ao vivo pelo Ensemble da SMFOG.

 

O “Natal em Grândola” foi pensado nas famílias e em particular nas crianças. O dia 21 de dezembro é dedicado aos mais novos com a grande festa “Aqui há Natal” que decorre a partir das 14h45 no Largo São Sebastião e zona envolvente com várias atividades: Parada de Natal, “A Família Natal” pelo ao Luar Teatro, Saltimbancos, Grupos de Dança, Gigantones e Pinhata, Canhão de Neve e Insufláveis, Glutões Doces e os ateliers de Pinturas Faciais da Associação Pattel e da Biblioteca Municipal.

 

O cinema para as crianças está agendado para dia 14 de dezembro, com a exibição às 15h, no Cine Granadeiro, do filme Frozen 2 – O Reino do Gelo.

 

A música é outro dos destaques do programa de Natal. Os concertos de Natal vão realizar-se em todas as freguesias do concelho, com espectáculos no Cine Granadeiro, Igreja Matriz de Grândola, Igreja de S. Jorge, no Lousal, Igreja Matriz S. Pedro de Melides, Igreja Matriz de Azinheira dos Barros, Pavilhão Polivalente do Carvalhal e na Igreja de Santa Margarida da Serra.

 

Grândola - Intervenção Artística de THE CAVER em destaque na 6ª edição do Arte na Rua

Cartaz ArteRua '19 JG-01.jpg

 

THE CAVER irá desenvolver uma intervenção artística na totalidade da fachada lateral do Pavilhão do Parque Desportivo Municipal, no âmbito da 6º edição do Arte na Rua, projecto da Câmara Municipal que tem como objectivo criar um circuito de Arte Urbana em Grândola.

 

A Vila Morena apresenta até ao momento  obras de Street Art da autoria de Smile1 Art – Ivo Santos  (Pintura Mural com 31mx2m inspirado na Revolução dos Cravos),  João Samina (Pintura  Mural a António Inácio da Cruz  com 32 m2 executada num posto de transformação da EDP) e STYLER – João Cavalheiro (Intervenção em grafitti com 11,5m x 5,6 m na fachada sul do Complexo Desportivo Municipal José Afonso e  junto aos Paços do Concelho, uma intervenção artística de homenagem a Jacinto Nunes)

 

Os diversos desportos praticados no concelho são a inspiração para este projeto artístico que vai ser desenvolvido por THE CAVER entre 28 de outubro e 2 de novembro.

 

Natural de Lisboa (1983), THECAVER é um artista principalmente de rua, mas que tem trazido também o seu trabalho para galerias.

O seu background é o graffiti tradicional que começou a fazer regularmente nas ruas desde 1998, mas hoje em dia podemos ver o seu trabalho evoluído e refinado em grandes fachadas e murais de bastantes cidades.
O seu trabalho é bastante caracterizado pela utilização de formas simples mas bastante fortes, aliadas a uma harmoniosa composição de cores e um conteúdo muitas vezes enigmático.

48 Horas Automóveis Antigos ao Alentejo chega a Grândola dia 3 de Novembro com exibição dos clássicos às 10h no Largo Catarina Eufémia

cartaz48horasalentejo.jpg

 

 

A vigésima quarta edição do 48 Horas Alentejo, o mítico evento alentejano de automóveis clássicos, regressa cheio de novidades entre 1 e 3 de novembro.

 

Na sua edição de 2019, este rali de regularidade histórico, organizado pelo Portugal Classic em conjunto com o Clube Português de Automóveis Antigos, vai contar com um percurso que irá percorrer os concelhos de Beja, Serpa, Moura, Vidigueira, Ferreira do Alentejo e Grândola

 

O 48 Horas Alentejo, terá inicio, no dia 1 de Novembro, no Beja Parque Hotel, pelas 15h, com a abertura do secretariado e pelas 16h, com a recepção dos concorrentes.

No dia 2, sábado, o 48 Horas Alentejo, começa com a partida de Beja, para a 1ª etapa pelas 9h30m, com uma neutralização em Serpa às 10h, com chegada a Moura por volta das 11h30m, seguido-se às 12h uma visita guiada aos Azeites na Cooperativa Agrícola de Moura e Barrancos, para conhecer como se produz um dos melhores azeites do mundo.

No mesmo dia, às 13h00m acontecerá um dos momentos mais emblemáticos com o almoço no Castelo de Moura seguindo-se por volta das 14h30m uma visita à exposição 120 anos da Água de Castello. Logo a seguir dá-se a partida às 15h30m para a 2ª etapa contado com uma neutralização na Vidigueira por volta das 16h30m seguindo-se de uma visita ás Ruínas Romanas de S. Cucufate e chegada a Beja às 18h.

No último dia, 3, domingo, o mítico rali de regularidade histórica começa com a partida da 3ª etapa de Beja por volta das 9h e com passagem por Ferreira do Alentejo às 9h30m e uma neutralização em Grândola às 10h e chegada a Tróia pelas 12h e finalizando com a entrega dos prémios por volta das 15h30m.

Segundo o director da prova, Luís Brito “uma das grandes novidades será o encerramento do evento em Tróia, no Concelho de Grândola, que será um encontro com um Alentejo virado para o mar e para o turismo, com o magnifico Estuário do Sado”.

O 48 Horas Alentejo é considerado um dos melhores eventos de automóveis clássicos realizados em Portugal pelas suas características únicas que juntam dois percursos turístico e desportivo de elevada qualidade e conta com o apoio de várias entidades públicas e privadas, onde se destaca os municípios de Beja, Grândola e Moura, Raposeira, Turismo do Alentejo, Netsigma.

Espetáculo com Sara Correia é momento alto das Comemorações do Dia do Concelho em Grândola

Sara Correia - Espetáculo.png

 

O Cine Granadeiro recebe na próxima segunda-feira, 21 de outubro, às 21h30, o espectáculo com a nova voz do fado: Sara Correia

Em palco, Sara Correia será acompanhada por um quarteto de luxo:  
Diogo Clemente na viola, Ângelo Freire na guitarra portuguesa, Marino de Freitas no baixo e Vicky Marques nas percussão

Sara Correia lançou, em setembro, o seu álbum de estreia, homónimo, que acabou de lhe valer duas nomeações para a 1ª edição dos Prémios Play – Prémios de Música Portuguesa, na categoria de Melhor Álbum Fado concorrendo ao lado de nomes consagrados como Cristina Branco, Carminho e Kátia Guerreiro, e ainda na categoria de Melhor Artista Revelação, ao lado de artistas como Conan Osiris, Papillon e Selma Uamusse.

O álbum, criado em parceria com o produtor Diogo Clemente, foi antecipado com o lançamento de dois singles que se tornaram o seu cartão de visita: “Fado Português” e “Quando o Fado Passa”. Duas formas diferentes de abordar o Fado, a mesma voz: poderosa, envolvente, que põe os pontos nos is, com propriedade e força, e ao mesmo tempo harmoniosa, jovem, gaiteira.

A primeira apresentação ao vivo das canções que compõem “Sara Correia” foi na Praça do Município em Lisboa. Uma noite que ficará certamente marcada na história da Fadista, que emocionou todos os que assistiam, numa Praça do Município completamente lotada e totalmente rendida ao talento e presença deste furacão. Mas não só o público se tem rendido aos encantos da sua voz. A reação dos media também é unânime.

A Fadista também já despertou a atenção dos meios internacionais, nomeadamente da World Music Central, All About Jazz e Entertainment Focus.

A edição internacional do álbum “Sara Correia” foi lançada em Junho de 2019, com edição física disponível no Japão, Reino Unido, Alemanha, França e Benelux.
Estes têm sido meses muito intensos para Sara Correia, desde que editou o seu álbum em setembro do ano passado. Recebeu o elogio da crítica e dos seus pares, esgotou o Capitólio, em Lisboa, na apresentação oficial do disco, iniciando uma TOUR com concertos dentro e fora do País. Além fronteiras, Sara Correia levou e levará toda a força do seu Fado a países como Espanha, Noruega, Itália, Polónia, Coreia, Ilhas Reunião, Áustria entre outros.

Sara Correia em Grândola, um espectáculo a não perder na próxima segunda-feira no Cine Granadeiro.

 

Grândola: Encontro da Canção de Protesto - 10 a 13 de Outubro

10Out.jpg

11Out.jpg

 

O Observatório da Canção de Protesto (OCP) é um organismo resultante da parceria entre o Município de Grândola, entidade promotora, a Associação José Afonso, a Sociedade Musical Fraternidade Operária Grandolense, e os institutos da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical (CESEM), Instituto de Etnomusicologia – Centro de Estudos em Música e Dança (INET-md), e Instituto de História Contemporânea (IHC).

Os seus objetivos são o estudo, a salvaguarda e a divulgação do património musical tangível e intangível da canção de protesto produzido durante os séculos XX e XXI, através da realização de iniciativas culturais diversas.

 

No âmbito da atividade do OCP irá realizar-se em Grândola, entre os dias 10 e 13 de Outubro de 2019, um Encontro da Canção de Protesto, com espetáculos musicais, colóquios, sessões testemunhais, exposições e documentários, em que estarão presentes figuras relacionadas com o universo da canção de protesto, nomeadamente António Moreira, Arturo Reguera, Carlos Moreira, Eduardo Paes Mamede, Filipe Sambado, Francisco Fanhais, Hugo Castro, João Carlos Callixto, João Lóio, João Madeira, Joaquim Vieira, José Fortes, Luís Galrito, Manuel Freire, Mário Correia, Miguel Almeida, Napoleão Mira, Nuno Pacheco, Pedro Boléo, Ricardo Andrade, Salwa Castelo-Branco, Samuel Quedas, Soraia Simões, Tino Flores e Viriato Teles.

 

O Encontro iniciará com a mostra de capas de discos de vinil representativas da produção discográfica editada em Portugal entre 1960 e 1979, da coleção privada de Hugo Castro. A exposição será inaugurada às 18:00, no Cineteatro Grandolense, seguindo-se, às 21:30, no mesmo local, a exibição do documentário realizado por Joaquim Vieira A cantiga era uma arma, sobre o papel da canção antes e durante o período revolucionário português.

 

Na sexta-feira, dia 11 de Outubro às 21h30m Luís Galrito apresentará em Grândola, no Cinegranadeiro, o seu mais recente disco, Menino do Sonho Pintado.

 

Num diálogo permanente entre palavra, música e imagem, estarão ainda em palco Napoleão Mira, João Nunes (guitarra), Filipa Teles (coros), Gabriel Costa (guitarra-baixo), Luís Melgueira (percussões) e João Espada (arte visual e sonoplastia).

 

O desejo de mudança, através do sonho puro de uma criança que esboça cores de harmonia, paz e amor num céu antes riscado com tintas de medo, é a mensagem deste quinto álbum de Luís Galrito, uma voz incontornável da música portuguesa, que colaborou em projectos de tributo, nomeadamente a José Afonso, ou de sua autoria, com artistas como Kalú, Luís Jardim, João Afonso, Ricardo Martins e João Frade, entre outros.

 

Antes, às 21:00 haverá um momento dedicado à Poesia. Sob o tema é urgente construir certas palavras, os alunos do Agrupamento de Escolas de Grândola irão procurar, através da leitura, dar resposta às inquietações do Poeta Eugénio de Andrade, é urgente destruir certas palavras / ódio, solidão, crueldade.

 

Sábado, dia 12 de Outubro, o Cineteatro acolherá, entre as 10h e as 13h15m, e as 14h30m e as 17h45m, um conjunto de sessões testemunhais dedicadas ao universo da canção de protesto —Os processos de produção fonográfica e a Música Popular Portuguesa; Juventude Musical Portuguesa, GAC e Coro Popular ‘’O Horizonte é Vermelho’’: música e política no contexto revolucionário português; José Afonso: umha forte relaçom com a Galiza; Novos Protestos, Outras canções – protagonizadas por António Moreira, Arturo Reguera, Carlos Moreira, Eduardo Paes Mamede, Filipe Sambado, Francisco Fanhais, Hugo Castro, João Madeira, José Fortes, Miguel Almeida, Nuno Pacheco, Pedro Boléo e Ricardo Andrade.

 

Durante a noite, no mesmo espaço, a partir das 21h30m, decorrerá a apresentação de um espetáculo inédito designado Uma mão cheia de Abril, com a atuação dos músicos Francisco Fanhais, João Lóio, Manuel Freire, Tino Flores e Samuel Quedas. Unidos pelas palavras, as violas e os ideais, e evocando o espírito das sessões de canto livre, irão conversar com a plateia e cantar os temas em que prevalecem os valores que sempre defenderam: Liberdade, Justiça e Fraternidade.

 

O Encontro da Canção de Protesto de 2019 encerrar-se-á no domingo, dia 13 de Outubro, com um espetáculo dedicado a canções de resistência portuguesas executado pela Sociedade Musical Fraternidade Operária Grandolense, a apresentação do novo sítio em rede do Observatório da Canção de Protesto— https://ocprotesto.org —, um encontro-colóquio com a participação de alguns membros do Conselho Consultivo do Observatório da Canção de Protesto —João Carlos Callixto, Joaquim Vieira, José Fortes, Manuel Freire, Mário Correia, Salwa Castelo-Branco, Samuel Quedas, Soraia Simões e Viriato Teles — e um momento de Cante Alentejano, pelo Grupo Coral Etnográfico Vila Morena.

 

A entrada é gratuita em todas as iniciativas.

O Encontro da Canção de Protesto tem o apoio da Antena 1

Feira de Agosto está de regresso a Grândola com cartaz de luxo - 22 a 26 de agosto - entrada gratuita

 

 

Dos lendários Xutos e Pontapés a um dos maiores sucessos da nova geração de música pop portuguesa, David Carreira, a maior festa de verão do litoral alentejano apresenta ainda o “Delfim” e “Resistente” Miguel Ângelo com a banda da Sociedade Musical Grandolense, a vibrante e contagiante Blaya e os sons dos DJ referência em Portugal: Mastiksoul, Dynamic Duo e Wilson Honrado.

David Carreira é o primeiro nome a subir ao palco principal da Feira para apresentação do álbum “7”. O seu último trabalho foi disco de Ouro em apenas 5 semanas e soma já mais de 30 milhões de visualizações nos seus singles.

Na sexta-feira, a noite é de dança com os ritmos de Dynamic Duo: DJ Cruzfader & Stikup. Em conjunto, os 2 turntablists contam com mais de 35 anos de experiência. Quando se juntam e formam o “Duo Dinâmico” a música ganha outra definição: sem estilos, sem rótulos, sem preconceitos!

A seguir o palco pertence ao DJ e produtor Mastiksoul. O artista, presença confirmada nos maiores e melhores eventos musicais nacionais e internacionais, é visto por muitos como uma verdadeira lenda da música de dança.

A noite termina com os ritmos de Wilson Honrado. DJ e uma das vozes mais conhecidas da rádio em Portugal tem uma capacidade rara de animar o público, com um mix musical eclético, onde não faltam os grandes êxitos do momento.

No sábado, a banda da Sociedade Musical Fraternidade Operária Grandolense (SMFOG), presença bianual na Feira de Agosto, convida Miguel Ângelo, um dos fundadores dos grupos “Delfins” e “Resistência” para um espetáculo musical com muitas surpresas.

Blaya, a primeira mulher portuguesa a atingir o número um no Spotify das 50 músicas mais tocadas em Portugal, promete pôr toda a gente a dançar no domingo à noite com um espetáculo que reúne grandes sucessos como “Faz Gostoso”, o primeiro single da cantora e um hit com mais de 29 milhões de plays no YouTube e líder dos tops de vendas e das plataformas de streaming.

Não necessitam de apresentação! Os “Xutos e Pontapés”, banda de rock portuguesa que move gerações, têm a seu cargo o concerto de encerramento da edição de 2019 do certame. Pela primeira vez, em Grândola, sem Zé Pedro, os “Xutos e Pontapés” prometem um espetáculo de temas de sucesso de 40 décadas “a dar no duro”.

De 22 a 26 de agosto a Feira de Agosto é ponto de paragem obrigatória e gratuita!

Município de Grândola: Feira de Agosto promove produtos endógenos - 22 a 26 de Agosto

COLÓQUIO - PROGRAMA.png

 

 

A maior feira festa do Litoral Alentejano começa no próximo dia 22, em Grândola, e destaca nesta edição os produtos endógenos do concelho.

O arroz e o azeite – produtos locais reconhecidamente importantes no desenvolvimento económico do nosso território – são o tema da exposição que estará patente num dos pavilhões do evento.

O discurso expositivo dará visibilidade ao processo produtivo da cultura tradicional e atual do arroz, uma vez que esta se continua a desenvolver no espaço territorial grandolense. No que respeita à produção do azeite incidirá apenas sobre o processo tradicional dado que atualmente não existem unidades produtivas de azeite no concelho e a apanha da azeitona continua a efetuar-se de forma manual.

O espaço da nave central – entre os dois pavilhões de expositores – transforma-se durante os cinco dias da Feira de Agosto numa tradicional adega onde os visitantes do certame poderão saborear alguns dos produtos mais característicos da região acompanhados por vinhos de produtores regionais.

No dia 23, o Cineteatro Grandolense recebe o colóquio “Recursos Endógenos – raízes do passado com olhos no Futuro” onde serão apresentados casos de sucesso e projetos de produção. A sessão de abertura está a cargo do presidente da câmara de Grândola, António Figueira Mendes. O chef Vítor Sobral encerra o colóquio com moderação de Marta Cortegano, da ESDIME e coordenadora do projeto Coopera_RS – Rede para a promoção da cooperação, qualificação e competitividade do território associado ao Provere dos recursos silvestres.

Recorde-se que a valorização dos produtos locais tem sido uma aposta do Executivo Municipal que, em outubro do ano passado, inaugurou a Casa Mostra de Produtos Endógenos. A funcionar num espaço emblemático do concelho – na antiga adega de António Inácio da Cruz – a Casa Mostra tem como objetivo a valorizarão e promoção dos produtos do território, nomeadamente, o vinho, as plantas aromáticas, o mel, os cogumelos, entre outros. Desde da sua inauguração, este espaço municipal tem mantido uma programação regular. Oficinas de cozinha, Apresentação de Livros e Provas de Vinho, Exposições e Rota das Tabernas foram algumas das ações desenvolvidas nos primeiros dez meses da Casa Mostra.

Grândola: Experimenta - Workshop de Danças Orientais - 1 de agosto - Inscrições gratuitas

CartazExperimenta-01 (6).png

 

No âmbito do “Experimenta – Workshops/Oficinas” O Município de Grândola promove no dia 1 de Agosto, um Workshop de Danças Orientais dinamizado por Catarina Branco. O Workshop que decorrerá no Ginásio B do Complexo Desportivo Municipal José Afonso das 19h30 às 21h, tem inscrições gratuitas para participantes com idade igual ou superior a 15 anos.

“Experimenta – Workshops/Oficinas” é um projecto do Município de Grândola que promove ao longo do ano um conjunto de workshops e oficinas sobre diferentes temáticas, envolvendo sempre que possível, dinamizadores e formadores do concelho. Enriquecimento individual, aprendizagem de novos conhecimentos, aprofundamento de áreas de interesse e a troca de experiências são objectivos.

*Inscrições no Estúdio Jovem até 29 de Julho: gab.jovem@cm-grandola.pt / 269 450 083

 

Grândola: ANIMAÇÃO DE VERÃO - Espectáculos ao ar livre em Julho - gratuito

AnimaçãoVerão '19-01.png

 

O Largo de São Sebastião, no centro tradicional da Vila Morena, recebe em Julho os espectáculos integrados na Animação de Verão, uma iniciativa do Município de Grândola, que engloba animação infantil, música e teatro, com entrada gratuita.

 

A Sessão de Contos com Carlos Marques, no dia 6 de Julho às 11h, marca o início desta maratona de espectáculos ao ar livre. As manhãs de sábado, são sempre dedicadas à animação infantil, com os “Contos com Bru Junça”, no dia 12, e “Contos com Miguel Horta”, no dia 20.

 

A música está em agenda para sexta-feira, dia 12 de julho às 22h, com os covers blues/rock da banda Mori’Rosso.

 

Os espectáculos de teatro da Animação de Verão chegam a Grândola pelo Teatro da Serra de Montemuro, com a peça “Fanzine – O Regresso dos Heróis”, no dia 20 às 22h, e pelo Ao Luar Teatro com “O Velho da Horta” no dia 26, à mesma hora.