Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Programa de animação da Biblioteca Municipal de Torres Vedras - outubro 021

transferir (9).jpg

 

 

A Biblioteca Municipal de Torres Vedras dá continuidade ao seu programa de animação durante o próximo mês de outubro.

No âmbito do mesmo será apresentado no dia 1, pelas 19h00, no seu espaço, o livro Sede de Alegria, da autoria de Rodrigues dos Reis. Escrito entre 2019 e 2021, Sede de Alegria é um livro que “versa sobre o sentido que retiramos da vida dos outros enquanto não encontramos o nosso, sobre a construção do nosso mundo”. É uma viagem pelo património lírico português desde Camões a Fernando Pessoa, de Sofia de Melo Breyner Andresen a Eugénio de Andrade e António Gedeão. De referir que Rodrigues dos Reis (pseudónimo de Nuno Ricardo) nasceu a 1 de janeiro de 1970, na Maceira (concelho de Torres Vedras), tendo se licenciado em Antropologia pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. No domínio da poesia tem publicado Livro das Preces (2013), Quanto das folhas caem, por vezes voam (2015) e Terra de Sombras (2018).

Já no dia 23, pelas 15h30, a Biblioteca Municipal de Torres Vedras promove no auditório do Edifício dos Paços do Concelho de Torres Vedras uma sessão de reflexão e partilha sobre as comunidades de leitores criadas em turmas de adolescentes de escolas do concelho de Torres Vedras. São convidados para esta conversa: Andreia Brites (mediadora de leitura); Goretti Cascalheira (bibliotecária); Elsa Andrade (professora do ensino secundário da Escola Secundária Madeira Torres); Catarina Luís (antiga aluna da Escola Secundária Madeira Torres); Tomás Lourenço (antigo aluno da Escola Secundária Madeira Torres); Bianca Esteves (Escola Secundária Madeira Torres); e Tomás Peralta (Escola Secundária Madeira Torres). A mediadora será Júlia Martins (PNL2027). As inscrições para a participação nesta sessão devem ser efetuadas pelo n.º de telefone: 261 320 747; ou pelo e-mail: bmtv.servico.educativo@cm-tvedras.pt.

No espaço da Biblioteca Municipal de Torres Vedras prosseguirá, durante o mês de outubro, o programa "Ao Sabor dos Sábados". Assim, integrado nesse programa: no dia 2, pelas 15h30, será proporcionado, a crianças com idades entre os 5 e os 12 anos, um ateliê em que se criarão “pássaros mergulhados em cor” inspirados na obra de Danuta Wojciechowska; no dia 9, pelas 15h00, Hana Perinova dinamizará, para maiores de 10 anos, um workshop de encadernação copta; no dia 16, pelas 15h30, será realizada, para crianças com idades entre os 5 e os 10 anos, uma oficina de expressão plástica intitulada "O outono chegou!"; e no dia 23, também pelas 15h30, será lido, para crianças com idades entre os 3 e os 10 anos, o livro Descobre outra vez o 123. As inscrições para a participação nas ações do programa "Ao Sabor dos Sábados" podem ser efetuadas pelos números de telefone: 261 320 747 | 261 310 460; ou pelo e-mail: bmtv.servico.educativo@cm-tvedras.pt.

Também durante o mês de outubro a Biblioteca Municipal de Torres Vedras continuará a proporcionar a atividade “Hora do Conto”, às quintas-feiras, pelas 10h30, por meio da sua página de Facebook. Nesse âmbito está prevista a contação de: Papá Ventania, da autoria de Emer Stamp (dia 7); Onde está a lua?, da autoria de Jordi Amenós (dia 14); Saudades do teu abraço, da autoria de Eoin Mclaughlin (dia 21); e A Princesa e a Porquinha, da autoria de Jonathan Emmett (dia 28). 

Igualmente no âmbito do programa de animação da Biblioteca Municipal de Torres Vedras será de novo dinamizado nesse espaço, às sextas-feiras, pelas 18h00, o ciclo de atividades “Competências Digitais para todos”. Integrado no mesmo estão previstas as seguintes atividades: “Pesquisa Web e as Fake News” (dia 1); "Segurança na Internet e Chave móvel digital" (dia 8); "Utilizar o telemóvel de forma segura" (dia 15); "Armazenamento na nuvem" (dia 22); e "Redes sociais / Whatsapp" (dia 29). As inscrições para estas atividades, as quais são destinadas a jovens, adultos e seniores, devem ser efetuadas pelo e-mail: ivoantunes@cm-tvedras.pt.

De referir ainda que está patente na Biblioteca Municipal de Torres Vedras até ao final de outubro a exposição Era uma vez...Danuta Wojciechowska no voo das cores, a qual aborda a obra desta ilustradora, que “pinta um mundo repleto de cores que vivem em harmonia dentro dos livros, onde as pinceladas dançam e criam movimentos que nos transportam para o imaginário das histórias”. Esta exposição foi concebida por Patrícia Chaves Duarte.

 
Agenda

01 setembro 2021 a 31 outubro 2021 | quarta

Era uma vez...Danuta Wojciechowska no voo das cores

Era uma vez Danuta… a ilustradora que pinta um mundo repleto de cores que vivem em harmonia dentro dos livros, onde as pinceladas dançam e criam movimentos que nos transportam para o imaginário das histórias. Conceção: Patrícia Chaves Duarte (...)

Saber Mais

 

01 outubro 2021 | sexta

Pesquisa web e as Fake news

Aprenda algumas ferramentas para conseguir fazer as suas pesquisas nos motores de busca (Google, Bing ou outro) de forma a encontrar de uma forma célere informação relevante sobre um determinado assunto. Saiba algumas formas simples de identificar se uma determinada informação disponível na (...)

Saber Mais

 

01 outubro 2021 | sexta

Apresentação do livro "Sede de Alegria"

Escrito entre 2019 e 2021, Sede de Alegria é um livro que versa sobre o sentido que retiramos da vida dos outros enquanto não encontramos o nosso, sobre a construção do nosso mundo. É uma viagem pelo património lírico português desde Camões a Fernando Pessoa, de Sofia de Melo Breyner (...)

Saber Mais

Espetáculo com Marta Menezes abre programa do “Outubro - Mês da Música”

Marta Menezes.jpg

 

O espetáculo “Marta Menezes - Piano Solo e Piano e Orquestra”, em versão de câmara, a 1 de outubro, às 21h30, no Cine-Teatro S. João, em Palmela, abre o programa do “Outubro - Mês da Música”.

Vencedora do 1.º Prémio no Concurso Beethoven no Royal College of Music, em Londres, e no Concurso Internacional de Piano de Nice Côte D’Azur, Marta Menezes conta ainda com outros prémios em concursos internacionais em Portugal, Espanha e França. Recebeu, em 2014, a Medalha de Prata de Valor e Distinção, pelo seu percurso enquanto pianista, atribuída pelo Instituto Politécnico de Lisboa.

Apresenta-se regularmente em concertos a solo, em música de câmara e com orquestra, tendo atuado em diversos países na Europa, Estados Unidos, Cabo Verde e China.

Marta Menezes tem um papel ativo na divulgação da música portuguesa. Fez a encomenda e estreia de várias obras de compositores contemporâneos e desenvolveu vários projetos dedicados a este repertório.

Fez os seus estudos na Escola Superior de Música de Lisboa, terminando o mestrado com classificação máxima. Em Londres, fez um segundo mestrado no Royal College of Music. É doutorada pela Universidade de Indiana, nos Estados Unidos.

Organizado pela Câmara Municipal de Palmela, o espetáculo tem entrada gratuita, mediante levantamento de bilhete. Mais informações: 212 336 630 ou cultura@cm-palmela.pt.

Para comemorar o Dia Mundial da Música (1 de outubro), o Município e o Movimento Associativo local promovem a iniciativa “Outubro - Mês da Música”, com vários espetáculos ao longo do mês, por todo o concelho. Consulte o programa completo em www.cm-palmela.pt.

 

Programa

 

  1. V. Beethoven (1770-1827)

Variações e Fuga em Mi Bemol Maior, op. 35, "Variações Eroica"

Marta Menezes - piano

 

  1. V. Beethoven (1770-1827)

Concerto para Piano n.º 4 em Sol Maior, op. 58 (versão para piano e quinteto de cordas, por V. Lachner)

Marta Menezes - piano

Rui Cristão - violino

Manuel de Almeida-Ferrer - violino

Joana Tavares - viola

Ricardo Mota - violoncelo

Margarida Afonso - contrabaixo

 

  1. Gato (n. 1979)

128 Bits

Estreia mundial

FOTOGRAFIAS SOBRE TRADIÇÃO ALENTEJANA EM EXPOSIÇÃO EM LOULÉ

 

"O Canto às Santas Cruzes" é o nome da exposição de fotografia que André Pires Santos apresenta na Galeria de Arte do Convento do Espírito Santo, em Loulé, de 10 de setembro a 23 de outubro.

André Pires Santos é um alentejano de 28 anos, nascido em Vila Nova de S. Bento, a viver em Faro. Licenciado em Educação e Comunicação Multimédia e, desde há muito, apaixonado por fotografia, elegeu-a como o seu principal elemento de trabalho. Para além do que a profissão lhe exige como fotógrafo, nos tempos de lazer dedica-se a fotografar, sobretudo, aquilo que o toca emocionalmente. É aí que, no encontro com as suas raízes regista, através da fotografia, de uma forma simbólica, os costumes e as tradições das suas gentes, na tentativa de as fazer perdurar no tempo e manter viva a identidade da terra.

Cresceu a ouvir a voz dos homens da sua terra que, apaixonados pelas modas alentejanas, emprestavam, com todo o orgulho, a sua voz aos grupos de cantadores. Pretende através das imagens captadas dar a conhecer em cada expressão, cada gesto e cada ritual a intensidade emocional com que estes homens expressam, em homenagem ao seu padroeiro e louvando a tradicional Santa Cruz, os seus sentimentos que são, também, os sentimentos do seu povo.

A exposição "O Canto às Santas Cruzes" tem entrada livre e pode ser visitada de terça-feira a sábado, das 10h00 às16h30. A inauguração acontece esta sexta-feira, pelas 18h00.

 

CML/GAP /RP

“Outubro - Mês da Música”: “A Garota Não” atua no Coreto, em Pinhal Novo

transferir (10).jpg

 

 

“A Garota Não” atua no Coreto do Largo José Maria dos Santos, em Pinhal Novo, a 4 de outubro, às 21h30, num concerto integrado na programação “Outubro - Mês da Música”.  

Este é o projeto da cantautora Cátia Mazari Oliveira, que vai apresentar o seu álbum de estreia “Rua das Marimbas n.º7”, um disco onde fala de forma crítica e, ao mesmo tempo, sonhadora de assuntos que nos tocam a todas/os: perdas, amor, recibos verdes, monstros ou desigualdade de oportunidades. Com produção de Sérgio Mendes, “Rua das Marimbas n.º 7” conta com Cátia Oliveira na voz e guitarra, Sérgio Mendes nas guitarras e Diogo Sousa na bateria e percussão.

Cátia Oliveira nasceu em Setúbal, em 1983 e, antes deste projeto próprio, surgido em 2019, o seu percurso musical passou pelo jazz e pela música popular brasileira.

Organizado pela Câmara Municipal de Palmela, o concerto em Pinhal Novo tem entrada gratuita, mediante levantamento de bilhete (lotação de 200 lugares). Mais informações: 212 336 630 ou cultura@cm-palmela.pt.

Para comemorar o Dia Mundial da Música (1 de outubro), o Município e o Movimento Associativo local promovem a iniciativa “Outubro - Mês da Música”, com vários espetáculos ao longo do mês, por todo o concelho. Consulte o programa completo em www.cm-palmela.pt.

O Acqua Content - Festival de Cinema de Cascais, arranca no dia 23 de setembro no Anfiteatro da Casa da Guia

image002 (1).png

 

Decorre de 23 a 26 de setembro no Anfiteatro da Casa da Guia, em Cascais. Entrada livre.

Premiadas produções cinematográficas do Brasil e de Portugal serão exibidas. Haverá painéis interativos conversas e reflexões
sobre vários aspectos do cinema destes países, questões culturais, socias e ambientais.

 

O Acqua Content - Festival de Cinema de Cascais, que arranca no dia 23 e segue até o dia 26 de setembro, no Anfiteatro da Casa da Guia, em Cascais, irá exibir importantes produções cinematográficas do Brasil e de Portugal. A entrada é livre mediante inscrições feitas através do site www.acquacontentpt.com, onde também se encontra a programação completa.


Além de difundir o diálogo entre as obras destes países, a primeira edição do festival nasce com o objetivo de fomentar o desenvolvimento sustentável e vai abordar questões importantes relativas ao tema através dos seus filmes e painéis interativos, que contará com presenças representativas, tais como a do cientista ambiental Lucas Almeida Braga.

 

A abrir o Festival, no dia 23, o documentário brasileiro Tamboro, do realizador Sergio Bernardes, que aborda as principais questões sociais e ambientais do Brasil, como o desmatamento da Floresta Amazônica. Outro destaque do tema é o filme Amazônia – O Despertar da Florestânia, a ser exibido no dia 24, às 15h, e pós-filme, haverá uma conversa com a atriz e realizadora Cristiane Torloni.

Na programação que conta com mais de 10 filmes, ganham destaque ainda as produções luso brasileiras: O Grande Circo Místico de Cacá Diegues, coprodução da portuguesa Fado Filmes e a Luz Mágica e Alguém Como Eu, do realizador Leonel Vieira, que assina o roteiro com Adriana Falcão.

 

A produção e curadoria do Acqua Content - Festival de Cinema de Cascais é da Pacheco Monteiro e Kinobras: “É um prazer poder proporcionar essa troca de experiências através da arte, num local aprazível e encantador, rodeado de natureza e história como A Casa da Guia, em Cascais”, afirma Luciana Pacheco, uma das idealizadoras.

 

No dia 23, a partir das 19 horas, haverá um cocktail de abertura para convidados e imprensa, com direito ao concerto do Trio Imperial, formado pela cantora Ursula Baldanza e os músicos André Papadopoulos e Felipe Caneca. O público poderá participar, basta se inscrever através do site do Festival: www.acquacontentpt.com

 

 

PROGRAMAÇÃO:

 

Mostra Panorama Brasil – Portugal – no Anfiteatro da Casa da Guia


Dia 24, às 21h30: ‘Simonal’, do diretor Leonardo Domingues e produção de Nathalie Fellipe. No elenco, Fabrício Boliveira, Ísis Valverde e Leandro Hassum entre outros.
Dono de voz marcante, carisma encantador e charme irresistível, Wilson Simonal (Boliveira) nasceu para ser uma das maiores vozes de todos os tempos da música brasileira. No entanto, após anos de sucesso conquistado com muito trabalho, suas finanças descontroladas o levam a, num rompante de ignorância, tomar decisões que marcarão para sempre sua carreira.

 

Dia 25, às 19h: ‘Pequeno Segredo’. A trama leva às salas uma história real, vivida pela própria família do realizador do filme, David Schürmann, que adotou uma menina soropositiva durante suas viagens de barco ao redor do mundo. O longa-metragem, estrelado por Marcelo Antony, Julia Lemmertz, Maria Flor e Mariana Goulart.

 

Dia 25, às 21h30: ‘O Grande Circo Místico’, do realizador Cacá Diegues ,que também assina o roteiro com George Moura, é estrelado por Jesuíta Barbosa, Bruna Linzmeyer, Mariana Ximenes, o francês Vincent Casel e Antônio Fagundes, que dividem a cena com os atores portugueses Albano Jerônimo, Nuno Lopes, Luíza Cruz e David Almeida. O longa-metragem, da produtora portuguesa Fado Filmes e Luz Mágica, teve filmagens em Portugal.

Em meio ao universo de uma tradicional família austríaca, que é dona do Grande Circo Knieps, nasceu um improvável romance entre um aristocrata e uma acrobata. Este é o retrato dos 100 anos de existência do Grande Circo e das cinco gerações do clã à frente do espetáculo e suas histórias fantásticas.

 

Dia 26, às 19h: ‘Alguém Como Eu’, do realizador Leonel Vieira, que assina o roteiro com Adriana Falcão, do filme luso-brasileiro, rodado em Portugal. Dividem a cena com Paolla Oliveira e Ricardo Pereira, Júlia Rabello, Luis Miranda e Irene Ravache.

Helena (Paolla) e Alex (Ricardo Pereira) formam um casal que, como todos os outros, vivem diferentes fases em seu relacionamento. Depois de alguns meses de dúvidas sobre seu namoro, Helena passa a imaginar como seria se Alex fosse uma mulher, mas sua obsessão pelo assunto vai transformar seus devaneios em algo que a atrapalha.

 

Dia 26, às 21h30: ‘Loop’, do realizador Bruno Bini, que também assina o roteiro, traz no elenco, Bruno Gagliasso, Bia Arantes, Branca Messina, Roberto Birindelli e Zé Carlos Machado, entre outros. O longa-metragem ganhou quatro prêmios, entre eles o de Melhor Filme do Festival e o de Melhor Longa-Metragem, no Manchester International Film Festival, em Manchester, na Inglaterra. As outras estatuetas foram Melhor Montagem (Bini) e Melhor Atriz (Branca Messina).

Quando a namorada morre assassinada, Daniel (Gagliasso) fica obcecado em encontrar um jeito de voltar no tempo. Depois de passar anos isolado, buscando uma solução, encontra uma maneira de regressar ao passado, deixando para trás seu futuro. Na expectativa de mudar os fatos, ele acaba preso em um looping de acontecimentos.

 

Mostra Sustentabilidade – no Anfiteatro da Casa da Guia

 

Dia 24, às 19h: ‘Amazônia, o Despertar da Florestania’, documentário realizado pela atriz Christiane Torloni e Miguel Przewodowski,. Fala sobre as questões do meio ambiente, de como são tratadas no Brasil, além dos desgastes da natureza e dos recursos naturais desde o século XX e em que estado se encontra a Floresta Amazônica. A partir de entrevistas com especialistas das mais diversas áreas e com o resgate de figuras históricas, discute-se a noção de florestania, ou seja, a cidadania da floresta, termo necessário para refletir sobre a identidade brasileira.

 

Clássicos Online


Um pouco da história do cinema brasileiro, com retrospectiva de Paulo Cesar Saraceni, um dos principais autores brasileiros do Cinema Novo, em duas coproduções:
‘Bahia de Todos os Santos’, dos realizadores Saraceni e Leon Hirszman. O documentário musical apresenta um encontro de grandes músicos baianos em Roma, entre os dias 23 e 31 de agosto de 1983. Caetano Veloso, Dorival Caymmi, João Gilberto, Gilberto Gil, Gal Costa e Tom Zé, são alguns deles. ‘Natal da Portela’, coprodução com a França, traz no elenco, Milton Gonçalves, Almir Guineto e Grande Otelo. É a biografia de Natalino José do Nascimento, conhecido como Natal da Portela, e um dos maiores banqueiros do ilegal jogo do bicho no Rio de Janeiro.

 

Painéis Interativos – no Anfiteatro da Casa da Guia

 

Dia 24, às 15h30: ‘Viramundo – Sustentabilidade e Ação Social’.
Palestrante: Lucas Almeida Braga (Cientista Ambiental),.

 

Dia 24, às 17h: ‘Portugal Film Commission’. Palestrante: Sandra Neves (Diretora Executiva).

 

Dia 25, às 15h30: ‘Regulamentação do Streaming’. Palestrante: Vera Zaverucha (Consultora, especialista em regulamentação audiovisual).

 

Dia 25, às 17h: ‘A Retomada das Políticas Culturais no Pós Pandemia’. Palestrante: Vitor Correa, subsecretário de Planejamento e Gestão da Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro. Sergio Sá Leitão, secretário de Cultura do Estado de São Paulo; Danielle Barros, Secretária de Cultura do Estado do Rio de Janeiro; Professor Doutor Mario Vieira de Carvalho, da Universidade Nova Lisboa e Ex-Secretário da Cultura (online e presencial).


Dia 26, às 17h: ‘Educação e Civilização – Transformações no Pós Pandemia’. Palestrante: Professor Cristovam Buarque – ex-ministro da Educação do Brasil, Senador, Governador do DF e Reitor da Universidade de Brasília. Mediador, o cineasta e escritor, diplomata André Costa, ex-Consul do Brasil em Barcelona, Copenhague e Estocolmo e o Professor Doutor Mario Avelar, da Universidade de Lisboa.

 

 

Filmes Online:

 

Dia 23, às 17h ‘Tamboro’: do realizador Sergio Bernardes, que traz depoimentos de Leonardo Boff, Ailton Krenak e Rose Marie Muraro, e aborda as principais questões sociais e ambientais do Brasil, como o desmatamento da Floresta Amazônica.

 

‘Liga da Mata’, curta do realizador Sergio Kalili e com produção 100% brasileira, foi destaque em inúmeras premiações internacionais, recebendo títulos como Melhor Websérie e Melhor Animação. É um projeto que busca trabalhar com educação ambiental e social, envolvendo causas sociais indígenas, rurais e urbanas como um todo balanceando a humanidade com a natureza. Disponível o dia todo e os demais dias do Festival.

Dia 24, às 18h15: Curta: Universidade Lusófona

 

Dia 25, às 19h: O documentário ‘O Anjo Surfista’, que conta a história de Guido Schaffer, médico surfista e que as vésperas de se tornar seminarista, aos 34 anos, morreu no mar, lugar onde realizava seus melhores encontros com Deus.

 

Dia 25, às 21h30: ‘O Grande Circo Místico’

 

Dia 26, às 18h30: Curta: Universidade Lusófona

 

Dia 26, às 19h: ‘Doidos de Pedra – O Paraíso Ameaçado’, do realizador e roteirista Luiz Eduardo Ozório. Conta a história de Pedra de Guaratiba, que fica na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Além de narrae a trajetória de pessoas que ajudaram a fundar o bairro. O filme também fala sobre a ameaça ao meio ambiente local, sobretudo à Baía de Sepetiba. Traz depoimentos do paisagista Roberto Burle Marx, do músico Roberto de Regina, do ambientalista Mário Moscatelli e do historiador Milton Teixeira.


Serviço: Acqua Content – Festival de Cinema de Cascais
Datas: 23, 24, 25 e 26 de Setembro (de quinta a domingo)
Local: Anfiteatro da Casa da Guia
Morada: Avenida Nossa Senhora do Cabo, 101.2750-374 – Cascais
Programação, inscrições através do site: www.acquacontentpt.com
Entrada Livre.

Nova Exposição de Pintura para visitar em Grândola : The More I SEE, The Less I Know

Folha de Sala FM _Prancheta 1.jpg

 

A primeira exposição individual de Filipe Real Marinheiro, jovem artista visual natural de Grândola, vai ser inaugurada dia 27 de agosto, às 18h, na Sala de Exposições da Biblioteca e Arquivo do Município de Grândola.

The More I See - The Less I Know, apresenta um novo corpo de trabalho que marca a sua primeira abordagem sistemática da cor amarela. Conhecido por telas abstratas onde prevalece o preto, o branco e as linhas de spray, estas pinturas amarelas representam um novo capítulo na sua obra artística.

As novas obras assumem uma qualidade pictórica, gráfica e complexa que é evidenciada nos diferentes formatos. Apesar dos seus diferentes tamanhos, todas têm uma presença significativa e um efeito envolvente – características essas que são reforçadas por uma apresentação em galeria que permite que as pinturas se tornem parte integrante do espaço.

O conjunto das obras em exposição, criadas entre 2020 e 2021 num contexto global de pandemia, sugerem o título irónico da exposição, deixando o espectador livre para experimentar as emoções descritas nas telas e projectar o seu próprio significado, buscando produzir um eco da experiência pessoal de cada individuo.

A Exposição que ficará patente ao público até 30 de setembro, pode ser visitada gratuitamente de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 19h00, e aos sábados, das 10h00 às 13h00.

 

Filipe Real Marinheiro

Filipe explora através da sua pintura a necessidade que a sociedade tem em deixar a marca humana. É explorada a mudança, degradação e efemeridade dos espaços físicos. A súbita vontade ou desejo forte e irreflectido de agir. A sua pintura revela através de traços de tinta spray arrojados, a ideia de velocidade, erro e impetuosidade. As suas pinturas podem parecer rápidas e gestuais mas todas as obras surgem derivadas de deliberação, estudo e modificação.

O artista expõe regularmente em Portugal e no estrangeiro, onde participou este ano numa residência artística em Florença da qual surgiu uma exposição no Museo Leonardiano em Vinci.  Atualmente tem patente uma exposição individual na Galeria Ahtaki em Lisboa.

Palmela comemora Dia Mundial da Música

Mês da Música.jpg

 

 

Para comemorar o Dia Mundial da Música (1 de outubro), a Câmara Municipal de Palmela e o Movimento Associativo local promovem o programa “Outubro - Mês da Música”, com vários espetáculos ao longo do mês, por todo o concelho.

Integrado no “Palmela é Música”, o programa abre no dia 1, com o espetáculo “Marta Menezes - Piano Solo e Piano e Orquestra”, no Cine-Teatro S. João.

Assista também aos “Concertos Promenade! Música na Praça”, ao “Concerto Música no Património”, à Noite de Ópera “Amanti Costanti”, a uma Noite de Fados, à “Benfesta” e aos espetáculos com A Garota Não, Alexandre Miguel e Outubro Pop Rock.

Destaque ainda para os concertos comemorativos dos aniversários da Sociedade Filarmónica Humanitária e da Sociedade Filarmónica Palmelense “Loureiros”. Os Clarinetes de Santiago vão levar a música às estruturas residenciais para idosos, na 2.ª edição da iniciativa “Vem à Janela”.

A fechar o programa, o Cine-Teatro S. João recebe a Festa de Encerramento do “Outubro MAIOR” 2021: “Celebrar a Longevidade” - Concerto com João Mendonza.

Mais informações: 212 336 630 ou cultura@cm-palmela.pt.

 

Programa

 

1 de outubro | 21h30 | Cine-Teatro S. João, Palmela

Marta Menezes - Piano Solo e Piano e Orquestra

Em versão de câmara

Marta Menezes - piano, Rui Cristão e Manuel de Almeida-Ferrer - violino, Joana Tavares - viola, Ricardo Mota - violoncelo e Margarida Afonso - contrabaixo

Entrada gratuita, mediante levantamento de bilhete

Org.: Câmara Municipal de Palmela

 

2 e 3 de outubro | 21h30 | Praça da Independência, Pinhal Novo

Concertos Promenade! Música na Praça

Entrada gratuita - lugares limitados

Info./ reservas: 960 317 046 | geral@onguitarras.com

Org.: Associação Amigos Juntos pela Orquestra Nova de Guitarras

Apoio: Câmara Municipal de Palmela

 

4 de outubro | 21h30 | Coreto do Largo José Maria dos Santos, Pinhal Novo

Concerto A Garota Não

Lotação: 200 lugares

Entrada gratuita, mediante levantamento de bilhete

Org.: Câmara Municipal de Palmela

 

4 de outubro | 21h00 | Sociedade Filarmónica Humanitária, Palmela

Noite de Ópera - “Amanti Costanti”

Pela Classe de Canto da Professora Isabel Biu

Org.: Sociedade Filarmónica Humanitária

 

5 de outubro | 16h30 | Palmela (local a definir)

Concerto Música no Património

Pela Banda dos “Loureiros”

Org.: Sociedade Filarmónica Palmelense “Loureiros”

 

6 de outubro | 15h00 | Fundação COI, Pinhal Novo

7 de outubro | 15h00 | Residencial dos Ferroviários, Pinhal Novo

8 de outubro | 15h00 | Santa Casa da Misericórdia de Palmela

“Vem à Janela” - com Clarinetes de Santiago

Música nas estruturas residenciais para idosos - 2.ª edição

Os Clarinetes de Santiago convidam a tecer novas e velhas memórias, a partir da música que acontece em espaço exterior. Deixe-se contagiar por um momento inspirador e reconfortante.

Divulgação em formato online nos Centros de Dia das IPSS e nos canais web da Autarquia.

Org.: Câmara Municipal de Palmela

 

8 de outubro | 21h00 | Sociedade Filarmónica Humanitária, Palmela

Concerto pela Banda e Coro da SFH

Sessão Solene Comemorativa do 157.º Aniversário da SFH

Org.: Sociedade Filarmónica Humanitária

 

9 de outubro | 21h00 | Centro Cultural de Poceirão

Noite de Fados

Lugares limitados

Org.: Associação “Os Amigos” de Lagameças

Apoio: Câmara Municipal de Palmela

 

15 de outubro | 21h00 | Cine-Teatro S. João, Palmela

“Benfesta”

Noite de Música com João Afonso, Rogério Charraz, Rui Rocha/Sandra e Maria Casal

Bilhete: 10€

Org.: Casa do Benfica de Palmela

Apoio: Câmara Municipal de Palmela

 

16 de outubro | 21h00 | Centro Cultural de Poceirão

Outubro Pop Rock

Concerto com as bandas Imperial Stones e Paper Hearts

Entrada gratuita - lugares limitados

Info./reservas (obrigatórias): 935 321 218

Org.: Câmara Municipal de Palmela

 

23 de outubro | 21h00 | Auditório Municipal de Pinhal Novo

Concerto Alexandre Miguel

Lançamento do EP “O Meu Sonho”

Info./ reservas: 913 332 607

Org.: Associação Juvenil Odisseia

Apoio: Câmara Municipal de Palmela e Associações

 

25 de outubro | 16h30 | Sociedade Filarmónica Palmelense “Loureiros”, Palmela

Concerto Comemorativo do 169.º Aniversário da SFP “Loureiros”

Pelo Grupo Coral e Banda dos “Loureiros”

Org.: Sociedade Filarmónica Palmelense “Loureiros”

 

31 de outubro | 15h00 | Cine-Teatro S. João, Palmela

“Celebrar a Longevidade” - Concerto com João Mendonza

Festa de Encerramento do “Outubro MAIOR” 2021

Entrada livre, mediante levantamento de bilhete

Org.: Câmara Municipal de Palmela

Jornadas Europeias do Património 2021- Salvaguarda e Preservação do Património do Carnaval

transferir (46).jpg

O Centro de Artes e Criatividade de Torres Vedras associa-se à iniciativa e irá promover debates e seminários alusivos ao Carnaval.

Até ao dia 3 de outubro realizam-se as Jornadas Europeias do Património (JEP), iniciativa do Conselho da Europa e da União Europeia, este ano subordinado ao tema “Património Inclusivo e Diversificado”. 

Durante os dias 1 a 3 de outubro o Centro de Artes e Criatividade (CAC) de Torres Vedras associa-se à iniciativa e irá promover debates e seminários alusivos ao Carnaval, visando a participação e envolvimento da comunidade no debate e valorização desse património coletivo e identitário dos Torrienses. Abordará temas como o património cultural imaterial, a preservação do património material e o papel dos museus na promoção de dinâmicas de participação comunitária. Haverá ainda visitas gratuitas às exposições, visitas às futuras reservas visitáveis e ateliers de artes plásticas.

Os três dias destas Jornadas Europeias do Património contam com várias palestras, provas de iguarias carnavalescas de todo o mundo, visitas às futuras reservas visitáveis do CAC e visitas gratuitas às exposições, permanente e temporária.

Além destas iniciativas o serviço educativo do Centro de Artes e Criatividade apresenta paralelamente um atelier para o público em geral intitulado “A Caraça”, onde se “pretende explorar e reinterpretar o símbolo máximo do Carnaval de Torres Vedras, com a ajuda de moldes de gesso, projetados pelo desenho de Amílcar Guerreiro”. 

 A entrada é livre, mas sujeita a inscrição prévia devido à lotação máxima dos espaços para cac.comunicacao@cm-tvedras.pt ou 261 067 601. 

Sobre as Jornadas Europeias do Património

As Jornadas Europeias do Património são uma iniciativa do Conselho da Europa e da União Europeia que envolve mais de 50 países, no âmbito da sensibilização dos povos europeus para a importância da salvaguarda do Património. Neste sentido, cada País elabora anualmente um programa de atividades a nível nacional acessível ao público gratuitamente. 

A ideia base da iniciativa é promover o acesso aos monumentos e sítios, convidando à participação ativa na descoberta de uma herança cultural comum, implicando o envolvimento dos cidadãos europeus com o património cultural. Os objetivos principais são reforçar os sentimentos de identidade cultural, de memória coletiva e de afirmação de um património comum cuja riqueza reside na sua diversidade. As Jornadas Europeias do Património representam, por isso, uma celebração da solidariedade internacional, do diálogo e da diversidade culturais, constituindo momentos de reapropriação dos vestígios culturais do passado. 

 

transferir (47).jpg

 

Casino Estoril inaugura exposição Heavy Colours a 30 de Setembro

Heavy Colours 1.jpg

A Galeria de Arte do Casino Estoril inaugura, no próximo dia 30 de Setembro, às 19 horas, a exposição Heavy Colours”. Esta mostra conta com a participação de dois consagrados artistas contemporâneos: Beatriz Cunha (Escultura) e Branislav Mihajlovic (Pintura). A entrada é gratuita.

 

Eis um pequeno excerto do texto de apresentação do catálogo, de autoria de Luís Filipe Gomes: “(…)Materializar os horizontes, concretizar a cor que a percepção não encontra num tubo de tinta; sintetizar influências e inquietações; recuperar dos escolhos destroços de naufrágios; reaproveitar salvados para construir outra vez; ter presente a arqueologia, a história, a ciência e a par dessa memória e entendimento buscar a totalidade é o que aqui nesta exposição Beatriz Cunha e Branislav Mihajlovic se propõem.”

 

Beatriz Cunha

Nascida em Lisboa, em 1959, Beatriz Cunha estudou História na Universidade Nova de Lisboa e Joalharia contemporânea no AR.CO. Nos anos noventa inicia a sua abordagem à Escultura, explorando técnicas e materiais, desenvolvendo a sua linguagem artística de forma independente. A pesquisa e a experimentação são fundamentais na concepção das suas obras, conduzindo à criação de estruturas que exigem disciplina e precisão técnica.

 

Beatriz Cunha vê a arte como um processo contínuo e a expressão plástica como parte integrante da vida. É membro da Sociedade Portuguesa de Autores e da Sociedade Nacional de Belas Artes.

 

 

Branislav Mihajlovic

Nascido em Belgrado, na antiga Jugoslávia, em 1961, Branislav Mihajlovic estudou Artes Plásticas e fez o Mestrado em Pintura, em 1989, na Escola Superior de Belas Artes.

 

Vive, desde 1992, em Portugal como artista profissional. Conta com mais de noventa exposições individuais e com cerca de três centenas das participações nas colectivas, Salões e Feiras de Arte no País e no estrangeiro. O seu trabalho foi várias vezes premiado. A sua obra está apresentada em muitas colecções particulares e públicas.

 

 

A Galeria de Arte do Casino Estoril acolhe, de 30 de Setembro a 25 de Outubro, a exposição “Heavy Colours”. A entrada é gratuita.

 

O Casino Estoril foi distinguido com o certificado “Clean & Safe” do Turismo de Portugal e aderiu ao serviço COVID OUT, Selo de Confiança, Clean Surfaces Safe Places, emitido pelo ISQ.

 

O Casino Estoril abre às 14h00 e encerra às 02h00. O acesso é livre, sendo que a partir das 22 horas, é para maiores de 14 anos, e maiores de 10 anos acompanhados pelos pais. Nas áreas de Jogo é para maiores de 18 anos.