Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Inscrições a decorrer: Ações de Formação sobre Interpretação e Comunicação do Património a Norte

Jornadas Técnicas Interpretação e Comunicação do Património a Norte

«Do conhecer ao dar a conhecer»

 

 

A Direção Regional de Cultura do Norte promove, de abril a junho, quatro jornadas técnicas (ações de formação) orientadas para a interpretação e comunicação do Património a Norte.

Inscrições a decorrer: https://bit.ly/2IIa7VI  A inscrição é gratuita, mas obrigatória.

«Do conhecer ao dar a conhecer» é o mote destas jornadas técnicas que decorrerão nas submarcas turístico-promocionais da Região Norte: Porto, Minho, Douro e Trás-os-Montes, tendo como objetivos:

• Conhecer os princípios da interpretação do património e aplicar estes princípios à comunicação interpretativa das Catedrais que integram o programa Rota das Catedrais a Norte;

• Qualificar e sensibilizar os destinatários para a adoção de boas práticas na organização, planificação e realização de visitas guiadas ao Património a Norte, com especial enfoque nas Catedrais.

Esta iniciativa integra a Operação Rota das Catedrais a Norte (NORTE-04-2114-FEDER-000061), sendo cofinanciada pelo Programa Operacional Norte 2020. 

O parceiro científico e de creditação da formação é a Escola Superior de Hotelaria e Turismo, do Instituto Politécnico do Porto.

Destinatários
• Técnicos de informação e animação turística
• Técnicos especialistas em Turismo Cultural e do Património
• Guias-Intérpretes
• Técnicos de agências de viagens

Programa
• Vila Real - 23 e 24 de abril de 2018
Arquivo Distrital de Vila Real, avenida Almeida Lucena, n.º 5;

• Bragança - 7 e 8 de maio de 2018
Auditório Paulo Quintela, rua Abílio Beça nº77;

• Braga - 14 e 15 de maio de 2018
Museu dos Biscainhos, rua dos Rua dos Biscainhos, n.º 31;

• Porto - 11 e 12 de junho de 2018
Casa Allen, rua António Cardoso nº175.



Conteúdos formativos
• PATRIMÓNIO: DO CONHECER AO DAR A CONHECER
o Informação e interpretação: duas ações complementares ou antagónicas?
o A comunicação interpretativa.
o Os princípios de interpretação do património.
o A importância da interpretação do património para o planeamento do turismo cultural/patrimonial
o Os 7 passos para promover a adesão ao Património Cultural: significado e alcance.
o (RE) VI (R) VER o património: o Ano Europeu do Património 2018.

• A CATEDRAL: CASA DE DEUS E DO HOMEM
o Dimensão histórica.
o Dimensão política, económica e sociológica.
o Dimensão cultural e religiosa.
o A relação tempo/homem/espaço.

• A COMUNICAÇÃO E O MARKETING
o A memória digital como auxiliar da memória e das memórias. 
o Os painéis interpretativos vs os painéis informativos.
o Os diferentes públicos: como aprendem e retêm a informação?
o Estratégias a seguir no planeamento dos assuntos e objetivos interpretativos para a elaboração de um programa cultural.

Nota: Os conteúdos teóricos serão aplicados, na prática, nas visitas às catedrais ou sés das respetivas Cidades.

Formador
• Profª. Carla Sofia Queirós
Docente na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico do Porto.

Duração de cada ação
• 14 horas (2 dias) – das 9h00 às 13h00 e das 14h00 às 17h00.

Inscrição e Seleção de Formandos
• Inscrição gratuita, mas obrigatória, devendo ser efetuada, até 18 de abril, através do link https://bit.ly/2IIa7VI 
• Cada ação de formação terá o máximo de 25 formandos, sendo a sua seleção efetuada através da análise da respetiva formação académica, situação profissional atual e experiência profissional anterior.

Assiduidade e certificação
• A Direção Regional de Cultura do Norte e a Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Instituto Politécnico do Porto emitirão no final da formação um certificado de participação, desde que o formando tenha assiduidade a todos os módulos da ação de formação.

 

Jornadas Técnicas «Novos Modelos de Gestão do Património»

Jornadas Técnicas | 9 e 10 de Março 2018 | Porto e Arouca

 

image002.jpg

 

Novos Modelos de Gestão do Património

A Direção Regional de Cultura do Norte promove, nos próximos dias 9 e 10 de março, as Jornadas Técnicas «Novos Modelos de Gestão do Património», abertas a técnicos da DRCN, Municípios, Universidades e outros Profissionais ligados à Gestão do Património.

 

A iniciativa insere-se no Programa Oficial de Comemoração do Ano Europeu do Património Cultural e terá lugar na Casa Allen, no Porto, e no Mosteiro de Arouca, em Arouca.

 

Serão debatidos temas transversais a museus, sítios arqueológicos e monumentos (interpretação e comunicação do património, utilização de novas tecnologias, acessibilidades, serviços educativos, projetos em rede); património urbano e cidade consolidada (inventariação e classificação, definição e gestão de zonas de proteção, critérios e metodologias de intervenção); Património no Território e Gestão do Património Cultural em Rede.

 

Durante as Jornadas Técnicas irá decorrer a Apresentação do Guia de Boas Práticas Comunicação Acessível Museus, Palácios e Monumentos, uma ferramenta de trabalho elaborada pelo Turismo de Portugal, com o objetivo de contribuir para abrir novos caminhos na aventura de conhecer melhor o nosso património. Abrange campos tão diversos quanto a entrada e circulação no edifício, a sinalética, a comunicação e a divulgação, a segurança, a consultoria, o emprego e voluntariado por parte de pessoas com deficiência ou incapacidade, a formação das equipas, a avaliação das práticas correntes e a política de gestão relativa a todas estas questões.

 

A Conferência Novos Modelos de Gestão do Património será proferida por Elisa Babo*, sendo seguida de uma Mesa Redonda com apresentação de quatro estudos de caso: Vale do Varosa, Torre dos Clérigos, S. João da Madeira e Opium.

 

Do programa consta ainda a sessão técnica «Do passado para o futuro - um novo modelo de gestão para o Mosteiro de Arouca», com Ângela Melo, arquiteta, e Agostinho Ribeiro, museólogo, que farão a apresentação do projeto em desenvolvimento no Museu de Arouca, no âmbito da Operação Mosteiros a Norte, desenvolvido pela Direção Regional de Cultura do Norte e confinanciado pelo Programa Norte 2020.

 

As inscrições para as Jornadas Técnicas «Novos Modelos de Gestão do Património» são gratuitas, mas obrigatórias, devendo ser efetuadas, até 20 de fevereiro, através do link: http://bit.ly/2EUS8ZI

 

 

Programa

 

DIA 9 MARÇO | CASA ALLEN | PORTO

09h30 | Receção dos participantes
10h00 | Abertura
10h15 | Conferência novos Modelos de Gestão do Património por Elisa Babo
11h00 | Pausa para café
11h30 | Mesa redonda | Estudos de caso | Debate moderado por António Ponte, Diretor Regional de Cultura do Norte
13h00 | Pausa para almoço
15h00 | Do programa ALL FOR ALL: Apresentação do Guia de Boas Práticas 
Comunicação Acessível Museus, Palácios e Monumentos: uma ferramenta de apoio
16h15 | Pausa para café
16h45 | Apresentação de casos de boas práticas de projetos de melhoria das acessibilidades em recursos culturais 
17h15 | Debate
17h50 | Encerramento do 1º dia 

DIA 10 MARÇO | MOSTEIRO DE AROUCA | AROUCA

10h00 | Receção dos participantes
10h15 | Abertura
10h30 | Sessão técnica: do passado para o futuro - um novo modelo de gestão para o Mosteiro de Arouca, por técnicos da DRCN
11h30 | Pausa para café
12h00 | Visita ao Mosteiro de Arouca
13h00 | Pausa para almoço
15h00 | Apresentação da peça "É simples: Se isto fosse explodir tudo e tivesses um minuto para agarrar qualquer coisa para salvar, o que é que salvavas?", por Visões úteis
16h15 | Pausa para café
16h45 | Tertúlia com a Visões úteis
17h30 | Encerramento das Jornadas

 

Jornada de Cooperação Médica Portugal - Uruguai :: Casa da América Latina

A cooperação médica entre Portugal e o Uruguai vai ser debatida na Casa da América Latina, no dia 13 de março, a partir das 15h00, numa jornada que integra a Semana do Uruguai em Portugal.

evento é encerrado pela Secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Teresa Ribeiro.

A abertura ficará a cargo da secretária-geral da Casa da América Latina, Manuela Júdice, e a Embaixadora da República do Uruguai em Portugal, Brigida Scaffo.

Dois painéis compõem o evento: “Cooperação Médica Portugal – Uruguai, um caso de sucesso” e “Perspetivas de Cooperação Médica entre Portugal e a América Latina”, que serão ambos moderados pela Embaixadora Luísa Bastos de Almeida, contando com médicos, enfermeiros e referenciados profissionais da área.

Jornadas Arqueológicas da Região de Setúbal a 7 ,8, 14 e 15 de outubro | Receção à Comunidade Educativa

JARS+.jpg

 

Nos dias 7 e 14 (sextas-feiras) de outubro ocorrerão diversas conferências sobre temática arqueológica, no Barreiro e no Seixal. Os dias 8 e 15 (sábados) de outubro serão dedicados a visitas guiadas, em autocarro, a sítios patrimoniais relevantes da Região.

 

Em reflexão conjunta, o MAEDS – Museu de Arqueologia e Etnografia do Distrito de Setúbal / AMRS –  Associação de Municípios da Região de Setúbal e o FIDS – Fórum Intermuseus do Distrito de Setúbal “consideraram pertinente levar à prática uma iniciativa cultural de âmbito regional, dirigida à Comunidade Educativa da Região de Setúbal (Professores, Pais e Alunos), com o objetivo de mobilizar o Património Arqueológico, enquanto instrumento pedagógico.

Pretende-se, igualmente, salientar as potencialidades dos Museus na promoção de uma educação/formação abrangente e inclusiva com base na experimentação, ou seja, no contacto direto com o território, o património e a identidade regional.

Em processo de certificação no conselho cientifico-pedagógico de formação contínua pelo Centro de Formação da Ordem de Santiago».

 

Esta iniciativa conta com a colaboração: das câmaras municipais de Almada, Barreiro, Seixal, Palmela e Vila Franca de Xira, entre outras entidades.

 

Inscrições/+INFO: http://jars.amrs.pt/pages/275 / / http://jars.amrs.pt/ / www.cfosantiago.edu.pt/

 

PROGRAMA | VISITAS

7 E 8 DE OUTUBRO > PRÉ E PROTO-HISTÓRIA

CONFERÊNCIAS, DIA 7:

(Espaço Memória, Barreiro, ou Auditório Municipal Augusto Cabrita, caso a lotação do primeiro espaço não comporte o número de participantes).

 

09.30 horas – Recepção dos participantes e sessão de abertura;

10.30 horas – “Os Alvores da Ocupação Humana”, por João Luís Cardoso (UAL; ACL; APH);

11.15 horas – Intervalo para café;

11.30 horas – “O fim do grande ciclo da economia de caça-recolecção e as primeiras comunidades neolíticas”, por Joaquina Soares (MAEDS/AMRS; FLUL/UNIARQ);

12.15 horas – “Dos primeiros metalurgistas às sociedades hierarquizadas da Idade do Bronze na Região”, por Joaquina Soares;

13.00 horas – Debate;

13.15 horas – Almoço livre;

15.00 horas – “Da colonização fenícia ao mosaico cultural da 2ª Idade do Ferro”, por Carlos Tavares da Silva (MAEDS/AMRS; UNIARQ);

15.45 horas – Intervalo para café;

16.00 horas – “Almaraz – a primeira urbe de Almada: diacronia, arquitectura e cultura material”, por Luís Barros (MMA).

16.45 horas – Debate;

17.30 horas – Encerramento.

 

VISITAS GUIADAS, DIA 8:

Visitas guiadas a sítios pré e proto-históricos da Península de Setúbal:

09.30 horas – Saída do Barreiro em direção a Almaraz (período orientalizante);

12.00 horas – Hipogeus da Quinta do Anjo;

13.00 horas – Almoço livre na Quinta do Anjo;

14.30 horas – Castro de Chibanes (Palmela);

16.30 horas – Exposição de Arqueologia Regional no MAEDS;

18.00 horas – Previsão de chegada ao Barreiro.

 

 

14 E 15 DE OUTUBRO > COLONIZAÇÕES ROMANA E ISLÂMICA

CONFERÊNCIAS, DIA 14:

(Fórum do Seixal ou Auditório dos Serviços Centrais da Câmara Municipal do Seixal, de acordo com o número de participantes).

09.30 horas – Sessão de abertura.

10.30 horas – “Em torno da conquista romana do Vale do Tejo. Novos e velhos dados”, por João Pimenta (CEAX; UNIARQ);

11.15 horas – Intervalo para café;

11.30 horas – “Da invasão à colonização romana na Península de Setúbal”, por Carlos Tavares da Silva (MAEDS/AMRS; UNIARQ);

12.15 horas – Debate;

13.00 horas – Almoço livre;

15.00 horas – “O estabelecimento romano de Tróia”, por Inês Vaz Pinto (CEAACP; Tróia Resort);

15.45 horas – “As olarias do Porto dos Cacos (Alcochete) e da Quinta do Rouxinol (Seixal) e outras evidências da presença romana na frente ribeirinha do Seixal”, por Jorge Raposo (CMS-EMS/CAA);

16.30 horas – Intervalo para café;

16.45 horas – “Palmela e Sesimbra, dois castelos da Arrábida medieval islâmica”, por Isabel Cristina Fernandes (CMP-MMP/GEsOS);

17.30 horas – Debate;

18.00 horas – Encerramento.

 

VISITAS GUIADAS, DIA 15:

Visitas guiadas a sítios romanos e muçulmanos da Região de Setúbal:

09.00 horas – Saída do Seixal com visita à olaria romana da Quinta do Rouxinol;

10.45 horas – Estabelecimento romano de preparados piscícolas do Creiro (Arrábida);

12.00 horas – Castelo de Palmela;

13.00 horas – Setúbal. Almoço livre;

15.00 horas – Ruinas Romanas de Tróia;

18.00 horas – Previsão de chegada ao Seixal.

 

Organização:

MAEDS/AMDS e FIDS

 

Coordenação:

Carlos Tavares da Silva e Joaquina Soares

 

Conferencistas:

Carlos Tavares da Silva (MAEDS/AMRS; UNIARQ)

Inês Vaz Pinto (CEAACP; Tróia Resort)

Isabel Cristina Fernandes (Câmara Municipal de Palmela)

João Luís Cardoso (Universidade Aberta; Academia das Ciências de Lisboa; Academia Portuguesa da História)

João Pimenta (Centro de Estudos Arqueológicos de Vila Franca de Xira - CEAX; UNIARQ)

Joaquina Soares (MAEDS/AMRS; FLUL/UNIARQ)

Jorge Raposo (Ecomuseu do Seixal/Câmara Municipal do Seixal)

Luís Barros (Museu Municipal de Almada/ Câmara Municipal de Almada)

 

Comissão executiva:

Ana Férias (MAEDS/AMRS)

Antónia Coelho-Soares (MAEDS/AMRS)

Fátima Afonso (Ecomuseu do Seixal/CMS)

Joana Esteves (Museu Municipal de Almada/CMA)

João Ventura (Museu Municipal de Sesimbra/CMS)

Luís Barros (Museu Municipal de Almada/CMA)

Michelle Santos (Museu Municipal de Palmela/ CMP)

Paula Covas (MAEDS/AMRS)

António Camarão (Espaço Memória/Câmara Municipal do Barreiro)

Susana Duarte (MAEDS/AMRS)

 

A reprodução textual da informação implica a referência da sua autoria: CMB

Jornadas Arqueológicas da Região de Setúbal a 7 ,8, 14 e 15 de outubro | Receção à Comunidade Educativa

JARS+.jpg

 

Nos dias 7 e 14 (sextas-feiras) de outubro ocorrerão diversas conferências sobre temática arqueológica, no Barreiro e no Seixal. Os dias 8 e 15 (sábados) de outubro serão dedicados a visitas guiadas, em autocarro, a sítios patrimoniais relevantes da Região.

 

Em reflexão conjunta, o MAEDS – Museu de Arqueologia e Etnografia do Distrito de Setúbal / AMRS –  Associação de Municípios da Região de Setúbal e o FIDS – Fórum Intermuseus do Distrito de Setúbal “consideraram pertinente levar à prática uma iniciativa cultural de âmbito regional, dirigida à Comunidade Educativa da Região de Setúbal (Professores, Pais e Alunos), com o objetivo de mobilizar o Património Arqueológico, enquanto instrumento pedagógico.

Pretende-se, igualmente, salientar as potencialidades dos Museus na promoção de uma educação/formação abrangente e inclusiva com base na experimentação, ou seja, no contacto direto com o território, o património e a identidade regional.

Em processo de certificação no conselho cientifico-pedagógico de formação contínua pelo Centro de Formação da Ordem de Santiago».

 

Esta iniciativa conta com a colaboração: das câmaras municipais de Almada, Barreiro, Seixal, Palmela e Vila Franca de Xira, entre outras entidades.

 

Inscrições/+INFO: http://jars.amrs.pt/pages/275 / / http://jars.amrs.pt/ / www.cfosantiago.edu.pt/

 

PROGRAMA | VISITAS

7 E 8 DE OUTUBRO > PRÉ E PROTO-HISTÓRIA

CONFERÊNCIAS, DIA 7:

(Espaço Memória, Barreiro, ou Auditório Municipal Augusto Cabrita, caso a lotação do primeiro espaço não comporte o número de participantes).

 

09.30 horas – Recepção dos participantes e sessão de abertura;

10.30 horas – “Os Alvores da Ocupação Humana”, por João Luís Cardoso (UAL; ACL; APH);

11.15 horas – Intervalo para café;

11.30 horas – “O fim do grande ciclo da economia de caça-recolecção e as primeiras comunidades neolíticas”, por Joaquina Soares (MAEDS/AMRS; FLUL/UNIARQ);

12.15 horas – “Dos primeiros metalurgistas às sociedades hierarquizadas da Idade do Bronze na Região”, por Joaquina Soares;

13.00 horas – Debate;

13.15 horas – Almoço livre;

15.00 horas – “Da colonização fenícia ao mosaico cultural da 2ª Idade do Ferro”, por Carlos Tavares da Silva (MAEDS/AMRS; UNIARQ);

15.45 horas – Intervalo para café;

16.00 horas – “Almaraz – a primeira urbe de Almada: diacronia, arquitectura e cultura material”, por Luís Barros (MMA).

16.45 horas – Debate;

17.30 horas – Encerramento.

 

VISITAS GUIADAS, DIA 8:

Visitas guiadas a sítios pré e proto-históricos da Península de Setúbal:

09.30 horas – Saída do Barreiro em direção a Almaraz (período orientalizante);

12.00 horas – Hipogeus da Quinta do Anjo;

13.00 horas – Almoço livre na Quinta do Anjo;

14.30 horas – Castro de Chibanes (Palmela);

16.30 horas – Exposição de Arqueologia Regional no MAEDS;

18.00 horas – Previsão de chegada ao Barreiro.

 

 

14 E 15 DE OUTUBRO > COLONIZAÇÕES ROMANA E ISLÂMICA

CONFERÊNCIAS, DIA 14:

(Fórum do Seixal ou Auditório dos Serviços Centrais da Câmara Municipal do Seixal, de acordo com o número de participantes).

09.30 horas – Sessão de abertura.

10.30 horas – “Em torno da conquista romana do Vale do Tejo. Novos e velhos dados”, por João Pimenta (CEAX; UNIARQ);

11.15 horas – Intervalo para café;

11.30 horas – “Da invasão à colonização romana na Península de Setúbal”, por Carlos Tavares da Silva (MAEDS/AMRS; UNIARQ);

12.15 horas – Debate;

13.00 horas – Almoço livre;

15.00 horas – “O estabelecimento romano de Tróia”, por Inês Vaz Pinto (CEAACP; Tróia Resort);

15.45 horas – “As olarias do Porto dos Cacos (Alcochete) e da Quinta do Rouxinol (Seixal) e outras evidências da presença romana na frente ribeirinha do Seixal”, por Jorge Raposo (CMS-EMS/CAA);

16.30 horas – Intervalo para café;

16.45 horas – “Palmela e Sesimbra, dois castelos da Arrábida medieval islâmica”, por Isabel Cristina Fernandes (CMP-MMP/GEsOS);

17.30 horas – Debate;

18.00 horas – Encerramento.

 

VISITAS GUIADAS, DIA 15:

Visitas guiadas a sítios romanos e muçulmanos da Região de Setúbal:

09.00 horas – Saída do Seixal com visita à olaria romana da Quinta do Rouxinol;

10.45 horas – Estabelecimento romano de preparados piscícolas do Creiro (Arrábida);

12.00 horas – Castelo de Palmela;

13.00 horas – Setúbal. Almoço livre;

15.00 horas – Ruinas Romanas de Tróia;

18.00 horas – Previsão de chegada ao Seixal.

 

Organização:

MAEDS/AMDS e FIDS

 

Coordenação:

Carlos Tavares da Silva e Joaquina Soares

 

Conferencistas:

Carlos Tavares da Silva (MAEDS/AMRS; UNIARQ)

Inês Vaz Pinto (CEAACP; Tróia Resort)

Isabel Cristina Fernandes (Câmara Municipal de Palmela)

João Luís Cardoso (Universidade Aberta; Academia das Ciências de Lisboa; Academia Portuguesa da História)

João Pimenta (Centro de Estudos Arqueológicos de Vila Franca de Xira - CEAX; UNIARQ)

Joaquina Soares (MAEDS/AMRS; FLUL/UNIARQ)

Jorge Raposo (Ecomuseu do Seixal/Câmara Municipal do Seixal)

Luís Barros (Museu Municipal de Almada/ Câmara Municipal de Almada)

 

Comissão executiva:

Ana Férias (MAEDS/AMRS)

Antónia Coelho-Soares (MAEDS/AMRS)

Fátima Afonso (Ecomuseu do Seixal/CMS)

Joana Esteves (Museu Municipal de Almada/CMA)

João Ventura (Museu Municipal de Sesimbra/CMS)

Luís Barros (Museu Municipal de Almada/CMA)

Michelle Santos (Museu Municipal de Palmela/ CMP)

Paula Covas (MAEDS/AMRS)

António Camarão (Espaço Memória/Câmara Municipal do Barreiro)

Susana Duarte (MAEDS/AMRS)

 

A reprodução textual da informação implica a referência da sua autoria: CMB