Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Videojogos e personalidades do digital animam Leiria em Setembro!

de4aaeaa.png

Leiria ganha uma nova dimensão com videojogos e grandes personalidades do digital a marcarem presença no estádio Dr. Magalhães Pessoa, durante o fim de semana de 24 e 25 de Setembro.

 

O evento, com a duração de 22 horas, é composto por dois palcos que terão vários conteúdos sobre videojogos, desportos eletrónicos, personalidades digitais, debates sobre a indústria, artes performativas, apresentação de projetos regionais, entre outros.

 

Alem de todo o espetáculo previsto, o MagicShot Leiria Gaming Weekend oferece várias áreas de experiências únicas com computadores, consolas, realidade virtual, clubes de esports, jogos de tabuleiro, arcadas e muito mais.

 

Este evento, promovido pelo Município de Leiria, está enquadrado no ano europeu da juventude, onde são abordados os valores da inclusão, sustentabilidade e o digital, sendo a entrada e a participação nas atividades completamente gratuita.

 

Últimos dias - Spacio Shopping viaja no tempo e faz as delícias dos amantes de Gaming

Spacio Shooping_Gaming_2.png

O Spacio Shopping abre as suas portas para uma experiência tecnológica com direito a viajar no tempo. Para os amantes de gaming, independentemente da geração, a exposição “Geek Experience” vai fazer as delícias de miúdos e graúdos. Ao todo, são 50 anos de história da evolução tecnológica que estarão em exposição.

 

Até 18 de setembro, o Spacio Shopping vai exibe vários gadgets tecnológicos que remetem para uma viagem no passado até aos dias de hoje: joysticks, relógios com televisão, walkmans, videojogos, óculos de realidade virtual, microcomputadores e sintetizadores são apenas alguns dos aparelhos que os visitantes poderão experimentar.

 

Para além destes dispositivos, os amantes de tecnologia podem interagir com dois robots com inteligência artificial, o Cosmo e Vector, feitos pela equipa que desenhou o famoso robot da Disney, o Wall.e.

 

A Nintendo e a Casio marcam presença nesta exposição onde a nostalgia e a magia reinam. Ambas as marcas vão ter vários gadgets tecnológicos em funcionamento, perfeitos para avivar as memórias de infância dos mais velhos e despertar a curiosidade dos mais novos.

 

A decoração não foi deixada ao acaso e durante o decorrer da exposição, estará montado um videowall temático, com ecrãs vintage, próprio para recriar os cenários de exposições de feiras e eventos dos anos 80 e 90, e onde também passarão conteúdos de jogos e videojogos da mesma época.

 

A exposição está aberta ao público entre as 11h e as 19h, no piso 0 do Spacio Shopping.

 

Politécnico de Leiria leva obras de desenho e vídeo realizadas a partir do elemento água ao Pavilhão do Conhecimento

Exposição Cintilações e Reflexos - Água 1.JPG

“Cintilações e Reflexos – Água” é o mote da exposição coletiva de desenho e vídeo promovida pelo Politécnico de Leiria, patente no Pavilhão do Conhecimento – Centro Ciência Viva, em Lisboa, que pretende tornar sensíveis as razões pelas quais qualquer um de nós desenvolve desde tenra infância uma relação imagética com a água. A exposição dá a conhecer diversas obras em desenho e vídeo que abordam as expressões da água – queda, movimento, ondulação, depósito, serenidade, degelo, profundidade, reflexo, entre outros -, estando patente até ao dia 11 de setembro.

A exposição tem como comissários Philips Cabau, arquiteto e professor da Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha (ESAD.CR) do Politécnico de Leiria, e Samuel Rama, pró-presidente do Politécnico de Leiria para a área da Cultura e Bibliotecas.

«Nos modos como a água estabelece, com os demais elementos do mundo natural que integra, as suas complexas articulações, reconhecemos muitas das problemáticas que caraterizam o desenho — na sua relação com o fazer artístico. Não é tanto uma coincidência pontual ou metafórica, mas uma elaborada rede de correspondências. Entre ambos, água e desenho, são tantas as semelhanças que se diria tratar-se do mesmo mapa. Água e desenho são entidades que possuem fronteiras e identidades complexas. Para as apreender, mais que identificá-las pelos seus contornos, devemos tentar aceder à sua potência seminal, à sua transversalidade estrutural», referem Samuel Rama e Philip Cabau, acrescentando: «É esse o assunto central da exposição que agora se apresenta no Pavilhão: um movimento pendular entre a imaginação das formas e a identificação das forças que as geram».

CLÃ anunciam nova digressão de clubes - DÁ O QUE TEM

descarregar.jpg

Esta primavera os Clã tomam de assalto os clubes! 
No ano em que fazem 30 anos de carreira, um retorno ao ponto de partida para procurar novos caminhos e inspiração para o futuro. DÁ O QUE TEM são os Clã ao vivo, cara a cara, a experimentarem à tua frente, francos e sem filtros. Uma digressão única num momento único da vida da banda. A não perder!
Em menos de duas semanas, a banda passará por oito emblemáticas salas, espalhadas pelo país, com direito a uma visita a Espanha.
 A digressão conta com o apoio da Antena 3.
O primeiro concerto tem lugar no dia 26 de Abril, no Muscibox, em Lisboa, no dia seguinte a banda toca no Cine Incrível (Almada), no dia 28 no Salão Brazil (Coimbra), a 29 no Stereogun (Leiria) e a 30 no Carmo 81 (Viseu). Após uma pausa de 3 dias, a banda regressa à estrada a 4 de Maio para tocar no GrETUA (Aveiro), no Maus Hábitos (Porto) no dia 5, terminando a 6 de Maio em Vigo, no La Fábrica de Chocolate Club.
Esta digressão especial nasce da vontade dos Clã de reencontrar a atmosfera vibrante e eléctrica dos clubes e a forte proximidade com um público cúmplice e exigente. Uma série de concertos informais e de palco aberto ao imprevisto onde não vão faltar os temas de “Véspera “(último álbum da banda), canções que habitualmente não fazem parte do repertório ao vivo dos Clã, novas versões, entre outras surpresas. 
DÁ O QUE TEM marca o arranque da celebração dos 30 anos dos Clã. Uma festa que se prolongará ao longo do ano com mais novidades a anunciar em breve. 

CLÃ  - TOUR "DÁ O QUE TEM"

 

BILHETES
26/04 - Muscibox, Lisboa 
https://musicbox.seetickets.com/event/cla-02260422-/musicbox/2297238 
27/04 - Cine Incrível, Almanda
Bilhetes à venda no local. Reservas: 965 210 300
28/04 - Salão Brazil, Coimbra
https://www.bol.pt/Comprar/Bilhetes/107419-cla-jazz_ao_centro_clube/Sessoes
29/04 - Stereogun, Leiria
https://ticketline.sapo.pt/evento/cla-da-o-que-tem-62493
30/04 - Carmo 81, Viseu
Bilhetes à venda no local.
04/05 - GrETUA, Aveiro
https://ticketline.sapo.pt/evento/cla-da-o-que-tem-62499
05/05 - Maus Hábitos, Porto
À venda na Bol. Bilheteira abre ao longo do dia de hoje.
06/05 - La Fábrica de Chocolate Club, Vigo
Bilheteira electrónica abre ao longo do dia de hoje.

Biblioteca José Saramago do Politécnico de Leiria acolhe residência artística de dança clássica e contemporânea

“Biblioteca Imaginária - Dança no Património por Inesa Markava” decorre até dia 21 de outubro

Residência artística_Inesa Markava 01.jpg

 

 

 

A Biblioteca José Saramago, sita no campus 2 do Politécnico de Leiria, está ser palco da residência artística “Biblioteca Imaginária - Dança no Património por Inesa Markava”, até ao dia 21 de outubro. Numa lógica de artes performativas com o foco em recursos expressivos da dança clássica e contemporânea, a residência desenvolve-se de uma forma pessoal e artística, numa dinâmica interartes, através de linguagem não verbal do corpo em movimento, dramaturgia do objeto e componente sonoro-musical, explorando o espaço arquitetónico da Biblioteca José Saramago.

«Com esta residência pretendemos desenvolver um projeto performativo que promova o estreitamento de laços entre a comunidade académica e a comunidade civil, através de uma dinâmica coreográfica e interativa aberta a todas as faixas etárias, bem como momentos artísticos subtis e silenciosos que irão atender e envolver os estudantes interessados num momento de pausa e pequena aventura de movimento», explica Inesa Markava, em sintonia com o projeto de literacia e mediação para as artes enquadrado pelo Plano Cultural do Politécnico de Leiria.

O resultado da residência artística será apresentado em dois espetáculos que vão focar as questões de escala, história, espírito da biblioteca e o lado poético da leitura, em que os espectadores e leitores terão a oportunidade de conhecer a Biblioteca José Saramago de uma nova forma, mergulhando no universo de associações e aproximações várias, que farão despertar o imaginário individual através de experiência artística.

“GERMINAR” reúne exposições, concertos conferência, leituras encenadas e ações culturais promovidas pelo Politécnico de Leiria

Exposição GERMINAR 02.jpg

 

Divulgar e dar a conhecer o trabalho que o Politécnico de Leiria tem promovido para o enriquecimento cultural da sua comunidade académica nos seus territórios de influência é o grande objetivo da mostra “GERMINAR - Artes e Cultura no Politécnico de Leiria”, dinamizada no âmbito do 36.º aniversário da NERLEI – Associação Empresarial da Região de Leiria. A mostra é representativa de um conjunto de exposições, concertos conferência, leituras encenadas e ações focadas no robustecimento da consciência crítica da comunidade em relação aos grandes problemas do nosso tempo, e está patente na sede da NERLEI até ao dia 30 de setembro de 2021.

Desde 2018 que o Politécnico de Leiria tem assegurado a conceção, programação e produção de inúmeras ações e acontecimentos, estruturados de forma a agregar a programação cultural de todas as Escolas Superiores e, simultaneamente, incrementar propostas emanadas pelos Serviços de Documentação (Bibliotecas) e Presidência, alinhadas com os dois grandes planos estatais, o Plano Nacional das Artes e o Plano Nacional da Leitura.

Neste momento, em todo o Politécnico de Leiria, é oferecida uma programação cultural regular e constante, que irradia já para o território da Rede Cultura 2027, como é o caso do município de Alvaiázere ou Alcobaça, que acolhem exposições que passaram antes pelo Politécnico de Leiria. No caso de Alcobaça deve salientar-se a aposta da Câmara Municipal e do Museu do Vinho que, como promotores, asseguram junto do público uma mostra renovada do artista Thierry Ferreira.  

Orfeão de Leiria leva magia do Natal ao Teatro José Lúcio da Silva com concerto da Orquestra Filarmonia das Beiras

 

Espetáculo realiza-se na próxima quarta-feira, dia 16, no Teatro José Lúcio da Silva

 

O Orfeão de Leiria | Conservatório de Artes (OLCA) vai levar ao palco do Teatro José Lúcio da Silva, na cidade do Lis, um concerto de Natal protagonizado pela Orquestra Filarmonia das Beiras (OFB), na próxima quarta-feira, 16 de dezembro, pelas 19h30. No espetáculo, a OFB apresenta um programa composto por canções de diversas origens e estilos alusivos à época natalícia, onde junta o clássico e o jazz, num reportório inspirado em músicas americanas, como “Santa Claus Is Coming To Town”, “The Christmas Song”, “Let it Snow!”,  “White Christmas”, entre outras.

 

O programa apresentado pela Orquestra Filarmonia das Beiras, que promete espalhar a magia do Natal pela sala de espetáculos do Teatro José Lúcio da Silva, tem como solistas a soprano Isabel Alcobia e a cantora de jazz Cláudia Franco, e é dirigido pelo maestro António Vassalo Lourenço.

 

A entrada no concerto é gratuita e sujeita à lotação da sala. Os bilhetes apenas podem ser levantados no dia do concerto, até 30 minutos antes, mediante a entrega de géneros alimentares não perecíveis ou artigos de higiene. O Teatro José Lúcio da Silva efetua reservas de bilhetes através do número 244 823 600 ou do e-mail .

 

Ana Bela Chaves e Fernando Altube juntam música argentina e portuguesa no Festival Música em Leiria

Ana Bela Chaves_Fernando Altube.jpg

 

Os músicos Ana Bela Chaves e Fernando Altube vão levar ao palco do Teatro José Lúcio da Silva um concerto que irá juntar a música portuguesa e a música argentina para violeta e piano. O espetáculo, integrado no Festival Música em Leiria organizado pelo Orfeão de Leiria | Conservatório de Artes (OLCA), decorre na próxima quinta-feira, dia 10 de dezembro, pelas 19h30.

 

Natural de Lisboa, Ana Bela Chaves é uma das mais prestigiadas intérpretes portuguesas da atualidade, tendo sido discípula de François Broos no Conservatório Nacional da mesma cidade, onde em 1969 obteve o primeiro prémio de violeta. Apresenta-se como solista com a grande maioria das orquestras portuguesas e também com algumas das mais prestigiadas orquestras internacionais.

 

Primeira violeta solista nas Orquestras Filarmónica e Gulbenkian de Lisboa, Ana Bela Chaves é desde 1980 a primeira solista da Orquestra de Paris, e, desde 2013, primeira violeta da Orquestra dos Solistas Europeus do Luxemburgo. Em março de 1997, recebe do Presidente da República Portuguesa a condecoração de “Grande Oficial da Ordem do Infante D. Henrique” e, em maio de 2001, é-lhe outorgada em Paris a medalha de “Cavaleiro das Artes e das Letras”.

 

Pianista, compositor, maestro e professor, Fernando Altube fez um longo percurso na sua carreira musical que o levou a conviver com diferentes culturas em diferentes cidades do mundo. Entre 1997 e 2015, foi professor de piano, de análise, e professor acompanhador na Academia de Música e Belas Artes Luísa Todi da cidade de Setúbal, tendo sido também, entre 2000 e 2015, o Maestro e Arranjador da Orquestra Orff de Setúbal e Diretor Artístico da Academia.

 

Em 2018 e 2019 teve duas grandes estreias de sucesso. A primeira, em novembro de 2018, no auditório do Museu do Oriente em Lisboa, com a estreia de “O Poema Incompleto”, para violeta e piano, com a violetista Ana Bela Chaves. “Palomitas” foi a obra apresentada em março de 2019, nas cidades de Nova Iorque e Baltimore, nos Estados Unidos da América, interpretada pelo Voyager Ensemble.

 

A entrada no concerto é gratuita e sujeita à lotação da sala. Os bilhetes apenas podem ser levantados no dia do concerto, até 30 minutos antes, mediante a entrega de géneros alimentares não perecíveis ou artigos de higiene. O Teatro José Lúcio da Silva efetua reservas de bilhetes através do número 244 823 600 ou do e-mail bilheteira@teatrojlsilva.pt.

 

Convidamos os senhores jornalistas a assistir ao concerto de Ana Bela Chaves e Fernando Altube, integrado no 38.º Festival Música em Leiria, que decorrerá na próxima quinta-feira, dia 10 de dezembro, às 19h30, no Teatro José Lúcio da Silva.

 

Ajuntamentos | Leiria | Hugo Sousa, Antonio Raminhos, Guilherme Duarte & Nilton

816522a0-c4d3-4114-ab0b-a1552b63eb4e.jpg

 

4 humoristas num único espectáculo para toda a família menos as crianças, talvez. O stand-up comedy de volta aos palcos com as normas da DGS para a Dona Graça não dar tau-tau a ninguém. Um espectáculo para desconfinar e descontrair, onde António Raminhos, Guilherme Duarte, Hugo Sousa e Nilton prometem não contagiar ninguém a não ser com o riso.

38.º Festival Música em Leiria regressa em agosto e anuncia novas datas para quatro espetáculos

Programa do festival mais antigo do País foi reformulado para assegurar edição em 2020

 

 

 

FML2020_Furum fum fum.jpg

 

Depois de ter sido obrigado a suspender a realização da 38.ª edição do Festival Música em Leiria (FML) e a reformular todo o programa, devido à pandemia da COVID-19, o Orfeão de Leiria | Conservatório de Artes (OLCA) acaba de anunciar o regresso do festival com novas datas para quatro espetáculos. O primeiro realiza-se já no dia 23 de agosto, e será protagonizado pelo trio “Furum Fum Fum”, às 16h30, na marginal da Praia do Pedrogão, integrado na iniciativa Comboio de Artistas, promovida pela Câmara Municipal de Leiria que consiste num palco itinerante, que irá percorrer o concelho. 

 

Para os próximos meses, além do espetáculo de dia 23 de agosto a cargo do trio “Furum Fum Fum”, o Teatro José Lúcio da Silva acolhe os “The Primitals”, que apresentam a sua comédia musical “a capella” no dia 25 de setembro, o Eduardo Cardinho Quinteto Jazz, no dia 3 de outubro, e o grupo Ópera ISTO, com a ópera infantil “ A Rolha do Rei D’Aonde?” no dia 7 de outubro, direcionado às crianças das escolas de ensino básico do concelho de Leiria. A 38ª edição do FML, inicialmente prevista para decorrer entre 20 de março e 25 de abril, vai desenvolver-se durante o segundo semestre do ano e contará com espetáculos a realizar em 2021.