Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Feira do Livro de Lisboa celebra 90 anos com a maior oferta editorial de sempre

image_processing20200820-4701-v4h8iv.jpg

  • Evento conta com um total de 310 pavilhões, 117 participantes e representação de 638 marcas editoriais;
  • Edição de 2020 é a 2.ª maior da história da Feira do Livro de Lisboa, contando com adesão massiva de editores e livreiros em ano de pandemia;
  • Medidas de mitigação da COVID-19 levaram à adaptação do formato e da programação para garantir a manutenção do distanciamento social.
  • segunda a quinta-feira - das 12h30 às 22h00;
  • sexta-feira - das 12h30 às 00h00;
  • sábado - das 11h00 às 00h00;
  • domingo - das 11h00 às 22h00.

“Salvadores”: um thriller histórico de António Pedro de Sá Leal, que acaba de chegar às livrarias

Em 2019, um grupo de operações especiais, criado nos tempos da rainha D. Maria I, luta para impedir um atentado terrorista em Lisboa. Conseguirá evitar a catástrofe?

Acaba de chegar às livrarias o livro “Salvadores”, um thriller histórico da autoria de António Pedro Sá Leal – empreendedor, autor de dois livros de surf e que se estreia agora no mundo da ficção.

 

image005.jpg

 

A narrativa decorre num mundo à beira de uma crise ambiental em larga escala, em que existe uma força de ação global, que luta para defender o homem e a Humanidade. Os Salvadores são uma sociedade secreta reconhecida pela maioria dos governos de todo o mundo por prestarem apoio e logística operacional para prevenir, resolver ou dar assistência em catástrofes naturais. Devido à sua origem templária possuem igualmente uma outra missão, esta secreta: espiar, extrair, capturar ou eliminar inimigos em todo o mundo.

 

No mundo pré-Covid identificam uma ameaça que os conduz numa perseguição em Espanha, Nigéria, Omã, e termina em Lisboa. A equipa destacada para liderar esta operação vê-se envolvida numa rede de informações e contra-informações, acabando por desvendar um inimigo muito mais poderoso do que poderiam imaginar e terá de evitar o pior dos cenários: um atentado terrorista que poderá destruir a cidade de Lisboa.

 

Fui empresário, sonhador, diretor de revistas, colunista, escrevi dois livros ligados ao surf, mas nenhum deles tem o peso para mim como este Salvadores que entrego aos meus leitores.” É assim que se apresenta António Pedro de Sá Leal (1971). Licenciou-se em Filosofia na Universidade Nova de Lisboa, tendo posteriormente concluído duas pós-graduações em Estudos Europeus e Marketing Management. Recentemente, graduou-se em Gestão Avançada da Economia do Mar pela AESE Business School.

 

A partir de 1998 decidiu dedicar a sua vida ao surf. Em 2001 fundou a empresa Alfarroba que contribuiu de uma forma decisiva para a afirmação desta modalidade em Portugal. Coautor do livro Portugal Surf Guide (Uzina Books), o primeiro guia completo das ondas portuguesas, é igualmente autor do livro Surfing: The Next Step (Casadas Letras), tendo ainda colaborado como cronista na revista Surf Portugal.

 

Atualmente, divide o seu tempo em vários projetos dos quais se destacam o papel de chair da Surfrider Foundation Europe em Lisboa, uma ONG global que defende o ambiente e os oceanos; o de Lifedreamer na Associação Surf Social Wave, uma associação sem fins lucrativos que utiliza o surf como forma de capacitação de jovens e adultos; e o de professor assistente convidado na Escola Superior de Desporto de Rio Maior

 

 

Escritor e filósofo A. Oliveira Cruz lança novo livro de poemas

Capa livro É a Vida... o Bem Maior!....jpg

 

O escritor e filósofo António Oliveira Cruz, presidente do Instituto Piaget, apresentou esta quinta-feira, o seu novo livro de poemas, intitulado “É a vida… O Bem Maior!...”. Integrado na obra “Haï-Cantos”, este volume XVII da sua já extensa atividade poética é editado, tal como os antecedentes, pela Edições Piaget.

 

O lançamento do livro decorreu na Feira do Livro de Lisboa, no Parque Eduardo VII, tendo a apresentação estado a cargo do ensaísta e crítico literário José Fernando Tavares, seguido do filólogo e também ensaísta Fernando Paulo Baptista.

 

Natural de Bigas, no concelho de Viseu, onde nasceu em 1945, António Oliveira Cruz é membro fundador de múltiplas instituições e centros de carácter social e educativo, nomeadamente do Instituto Piaget a que preside, bem como à Associação Piaget Internacional (AsPI).

 

Em 1988, relembrando Bartolomeu Dias e Fernando Pessoa, bem como o início das comemorações das Descobertas, começou a editar a obra poética que tem vindo a fazer desde os 13 anos.

 

Desde 1989, dirige igualmente a organização do “Cancioneiro Infanto-Juvenil para a Língua Portuguesa”, projeto de enorme alcance social e cultural, que possibilitará uma outra compreensão da criança e sua evolução criadora.

 

Para além da sua obra poética, publicou vários artigos científicos/pedagógicos e editoriais e os livros “A Teoria de Piaget e os Mecanismos de Produção da Ideologia Pedagógica” e “Lógica da Vida e da Educação” (este como coautor).

 

 

Grupo Almedina > livros editados a 3 de setembro

MINOTAURO

“Circe” – MADELINE MILLER

Circe_Capa.jpg

 

Uma releitura da mitologia clássica, num livro surpreendente. Circe terá de decidir, de uma vez por todas, se pertence ao reino dos deuses, onde nasceu, ou ao dos mortais, que ela aprendeu a amar.

Deslocada entre deuses e os seus pares, Circe procura companhia no mundo dos homens, onde descobre que possui o poder da feitiçaria, capaz de transformar os rivais em monstros e de aterrorizar os deuses. Sentindo-se ameaçado, Zeus decide desterrá-la para uma ilha deserta, onde Circe aprimora as suas habilidades de feiticeira, domando perigosas feras e cruzando-se com as mais famosas figuras de toda a mitologia grega: o engenhoso Dédalo e Ícaro, seu filho, a sanguinária Medeia, o terrível Minotauro e, claro, Ulisses.

 

 

EDIÇÕES 70

“Uma História Radical do Mundo” – NEIL FAULKNER

UmaHistóriaRadicalDoMundo_Capa.jpg

 

Uma obra abrangente, que relaciona a história global com as revoltas sociais, porque só podemos aspirar a mudar o futuro se compreendermos como é que o passado foi forjado.

Esta é uma história de lutas, de revoluções e de transformações sociais: de homininis, de caçadores e de pastores; de imperadores e de escravos; de patriarcas e de mulheres; de ricos e de pobres; de ditadores e de revolucionários. Dos antigos impérios da Pérsia e de Roma até à Revolução Russa, à Guerra do Vietname e à crise financeira de 2008, esta é uma história de ganância e de violência, mas também de solidariedade e de resistência.

 

 

ALMEDINA

“Ética e Integridade na Vida Pública” – ANTÓNIO JOÃO MAIA, JORGE FONSECA DE ALMEIDA, MÁRIO TAVARES DA SILVA, RUTE SERRA

ÉticaIntegridadeNaVidaPública_Capa (1).jpg

 

Depois do livro “Fraude em Portugal”, o OBEGEF (Observatório de Economia e Gestão de Fraude) publica agora o livro “Ética e Integridade na Vida Pública”, que analisa a corrupção em cargos públicos ou políticos, o enriquecimento ilícito no Estado e nas empresas, e apresenta ferramentas para manter a integridade e defender a ética na vida pública. Casos mediáticos como o Swissleaks, Panamá Papers ou Operação Marquês também são discutidos pelos autores que, além de apresentarem situações de fraude/potencial fraude, também avançam com medidas para a sua prevenção.

 

 

NOVIDADES EDITORAIS - LIVROS DE AGOSTO E SETEMBRO

Contágios – 2500 anos de Pestes, de Jaime Nogueira Pinto (Dom Quixote).

contagiosjpg.jpg

 

Dilúvio sem Deus, As Grandes Cheias do Tejo de 1967, de Joana Amaral Dias (Oficina do Livro).

diluvio_sem_deus.jpg

 

Deus e o Mercado, de João César das Neves, Padre Vítor Milícias e Nicolau Santos (Dom Quixote)

Deus e o Mercado.jpg

 

Alcora, de Vicente Paiva Brandão (Casa das Letras).

Alcora.jpg

 

A Vida na Sombra, de Amaryllis Fox (Casa das Letras)

A_vida_na_sombra (1).jpg

 

Os Nove Braços do Hanukiah, de Rita Mayer Jardim (Casa das Letras)

os_nove_bracos_do_hanukiah.jpg

 

Vegetarianos todos os dias com os mais pequenos, de David Frenkel e Luise Vindahl (Casa das Letras)

Vegetariano Todos os Dias com os Mais Pequenos.jpg

 

Os Que Desapareceram em Auschwitz – A História Real da Minha Família Durante a II Guerra Mundial, de Michael Rosen (Oficina do Livro)

os_que_desapareceram.jpg

 

A Sorte do Diabo, de Ian Kershaw (Dom Quixote)

Sorte do Diabo (1).jpg

 

Pátria, de Fernando Aramburu (Dom Quixote)

BLX nos 90 anos da Feira do Livro de Lisboa

banner-FB_FLL2020.png

 

Marcamos regularmente presença na Feira do Livro, onde temos representado o município de Lisboa, mas em tempos de pandemia, as BLX reinventaram-se e a sua participação na 90ª Feira do Livro de Lisboa adaptou-se também a esta nova era.

Este ano, os visitantes serão recebidos no Stand BLX, uma tenda com cerca de 60 mts2 devidamente adaptada a estes novos tempos, em que haverá gel desifetante e cerca de 30 lugares sentados, com as devidas distâncias de segurança, para assistirem comodamente às nossas atividades.
Temos também a Loja BLX, com duplo stand, onde poderão ser encontradas as publicações municipais e uma secção de produtos que divulgam as coleções, serviços e projetos culturais das BLX.

 

No Stand BLX, vamos ter uma vasta programação para todos os públicos, onde destacamos as horas de conto que muitas famílias acompanharam na altura do confinamento, todos os dias no Facebook das BLX e desta vez, podem ouvir ao vivo as nossas mediadoras de leitura, todos os dias às 17h no Stand BLX.

Vamos ter também leituras encenadas, apresentações de livros, debates, histórias e muita música.

O programa completo está disponível no site BLX: ​http://blx.cm-lisboa.pt/noticias/detalhes.php?id=1564

Grupo Almedina > novidades Setembro 2020

EDIÇÕES 70

“Uma História Radical do Mundo” – NEIL FAULKNER

UmaHistóriaRadicalDoMundo_Capa.jpg

 

Uma obra abrangente, que relaciona a história global com as revoltas sociais, porque só podemos aspirar a mudar o futuro se compreendermos como é que o passado foi forjado.

 

MINOTAURO

“Circe” – MADELINE MILLER

Circe_Capa.jpg

 

Uma releitura da mitologia clássica, num livro surpreendente. Circe terá de decidir, de uma vez por todas, se pertence ao reino dos deuses, onde nasceu, ou ao dos mortais, que ela aprendeu a amar.

Câmara Municipal de Grândola reedita a publicação Tabernas, percursos na memória do concelho de Grândola, após grande sucesso da 1.ª edição.

IMG_0711.JPG

 

A Casa Mostra de Produtos Endógenos recebeu ontem, dia 18, num final de tarde morno e pleno de memórias, o lançamento da 2.ª edição do livro Tabernas, percursos na memória do concelho de Grândola, da autoria de José Manuel Rodrigues e textos do Professor Alfredo Saramago e do Historiador Paulino Mota Tavares, com edição da Câmara Municipal de Grândola.

Embalada pelo vento e a vista extasiante do sol a pôr-se no horizonte, com a vinha e a serra como pano de fundo, a apresentação do livro fez-se com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Grândola, António Figueira Mendes, a Diretora Regional de Cultura do Alentejo, Dr.ª Ana Paula Amendoeira, o autor e fotógrafo da obra, José Manuel Rodrigues e com a presença de antigos e atuais proprietários das Tabernas de Grândola, (personagens principais desta obra).

 

“As tabernas escolhidas para este roteiro foram aquelas que ainda mantém uma traça tradicional, para que não se perca esta memória, como já aconteceu com outras e fique o registo. A sua localização da zona litoral à serra e aos aglomerados urbanos, permite ao visitante desfrutar da diversidade geográfica do concelho e aperceber-se da ruralidade desta entidade administrativa e cultural deitada em 45 quilómetros contínuos de areal.” (nota de apresentação, p.4)

 

Passados 22 anos da 1.ª edição, há muito esgotada e de grande sucesso, a intenção de manter na memória de todos a existência das tabernas, traduziu-se nesta 2.ª Edição, a partir essencialmente de um trabalho fotográfico distinto que dignifica os tempos vividos nestes locais.

Considerando o notório Desenvolvimento Turístico que se tem vindo a verificar no Concelho de Grândola, derivado de grandes investimentos públicos e privados, e a importância de garantir a manutenção da ação sobre a realidade local, de forma a preservar as suas expressões culturais, hábitos e atitudes e a criar algumas “resistências” que permitam acolher com cordialidade os visitantes, sem fazer perigar a identidade cultural e a coesão social dos núcleos rurais e urbanos, importa valorizar a existência destas obras.

 

“Muita coisa mudou no nosso Concelho desde 1998, mas a linha condutora continua a ser a mesma – implementar um modelo de desenvolvimento sustentável, integrado e harmonioso, que valorize e preserve a nossa cultura, a nossa história e os nossos hábitos, costumes e tradições.” (Presidente)

O livro Tabernas, percursos na memória do concelho de Grândola estará brevemente disponível para aquisição no Posto de Turismo de Grândola. Para mais informações contactar os serviços.

Novo livro de Raul de Orofino à venda na Amazon

“Sara ou Amor não rima com Dor”, 

o novo livro de Raul de Orofino, chega à Amazon

 

Capa do livro.jpg

 

O novo livro do ator, orador e professor de inteligência emocional Raul de Orofino, com o título “Sara ou Amor não rima com Dor”, está desde esta semana disponível também na plataforma Amazon. A colocação da obra na maior livraria online do mundo acontece um mês depois do seu lançamento, apenas em formato digital (e-book), no mercado português.

 

Para o autor ítalo-brasileiro, há muitos anos radicado em Portugal, a decisão de colocar o livro na plataforma pioneira no comércio de livros pela internet deveu-se à forte procura não só no mercado nacional, mas também no Brasil, de onde é natural e onde se desloca frequentemente em trabalho como palestrante. O livro mantém-se também à venda no seu site www.rauldeorofino.com.

 

Raul de Orofino enfatiza que, desde o lançamento, o livro tem tocado os corações das pessoas por abordar questões transcendentes de forma simples, através de várias histórias passadas no seio familiar. “Será que a morte é o fim de tudo?” ou “Existe algo mais além?” – são perguntas universais, integradas pelo autor em histórias do quotidiano, narradas com humor e emoção, e que geram imediata identificação com o leitor.

 

O livro contém seis relatos e, na última história, o leitor percebe que todos os relatos estão interligados, permitindo fundir todas as histórias numa só. Em cada relato, o leitor dá-se conta da transformação de atitudes que acontece nos membros das várias famílias apresentadas pelo autor e da forma como as personagens reforçam a sua autoestima e mudam a maneira de se relacionarem amorosamente umas com as outras.

 

Raul mostra no livro – que tem um preço de 7,99 euros no mercado português – que podemos aprender a amar pela alegria, e não pela dor.

 

O perfil do autor e o seu percurso profissional estão também disponíveis na plataforma da Amazon no link https://www.amazon.com/-/e/B08FDNZK5F

 

x-x-x-x-x-x-x

 

O livro tem provocado reações positivas nos leitores mais variados:

 

“Será realidade ou ficção? Pode haver algo de verídico nestas histórias, ou não passam de quimeras? Seja qual for a sua origem, inevitavelmente, todas nos deixam a pensar. Umas divertidas, outras desconcertantes, mas todas perturbantes. Criativa e fascinante, uma leitura a não perder, seja mais ou menos cético.

Margarida Guimarães - Chief Communications Officer da Unimagem – Portugal

 

“Fantástico... Brutal... Emocional... Sim, emocional, pois fez-me sorrir... rir... e até chorar. Este livro é mais que um livro, é uma conversa com o Autor porque, quando se escreve com esta fluidez, quando se dá conta, chegou ao fim, e fica a vontade de mais...

Jorge Marques - Diretor Geral da Sorrisos Latinos – Portugal

 

“Curioso, comecei a leitura no sábado e terminei, com um sorriso nos lábios e uma lágrima nos olhos, no domingo! Fácil de ler, o livro toca-nos o coração como tocam os belos pôr do sol das tardes limpas de outono. Um livro que deve ser degustado!”

André Vigorito - Sócio e diretor da EKO Construtora – Brasil

 

“Eu me deleitei lendo o livro do Raul de Orofino. Ele conta as nossas histórias. Mostra que quando escolhemos pelo amor tudo se resignifica! Ganha um significado imensamente maior.”

Bianca Graham Ferreira - Estilista e artesã – Brasil