Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

A VENDEDORA DE AZEVINHO, de Dilly Court

Capa_a_vendedora_de_azevinho.jpg

 

No Natal de 1850, Um bebé é abandonado num beco em Londres, à porta de uma casa em Angle Lane. Qual será a sua sorte?

 

É Véspera de Natal. O vento faz rodopiar a neve sobre as ruas de Londres. À porta de uma casa em Angel Lane, uma bebé abandonada, embrulhada numa manta, aguarda a sua sorte…

Angel, cujo nome se deve à rua onde é encontrada, parece destinada a ter uma vida miserável. Embora seja acolhida numa casa cheia de amor, um cruel golpe do Destino atira-a novamente para as ruas da cidade, onde todos os dias luta para sobreviver.

E agora que o Inverno se aproxima, Angel treme de frio enquanto tenta vender azevinho a quem passa, na esperança de que alguém se compadeça dela. Podia estar mais confortável, pois possui uma jóia valiosa – um anel de ouro e rubi que vinha escondido na sua manta de bebé – mas prefere morrer à fome a abdicar do único laço que a prende às suas misteriosas origens …

Uma história baseada no clássico “A Menina dos Fósforos”, trata temas intemporais: o abandono infantil, a luta pela sobrevivência e o poder da bondade.

Um romance pleno de ternura, perfeito para as longas noites de Inverno.

Dilly Court cresceu em Londres e começou a trabalhar como argumentista para anúncios de televisão. Quando se dedicou aos romances, obteve um inesperado sucesso, e nunca mais deixou de escrever, quer sob o seu nome verdadeiro, quer sob o seu pseudónimo, Lily Baxter. Hoje em dia já tem quatro netos - dos seus dois filhos – e vive no Dorset com o marido, passando grande parte do tempo a escrever ou a fazer longas caminhadas com o seu labrador, Barley.

 

PORTO BUSINESS SCHOOL RECEBE AUTOR DO LIVRO “THE MIND OF THE LEADER”

14 de novembro. Apresentação do Livro: "The Mind of the Leader"

 

 

  • “The Mind of the Leader”, publicada pela Harvard Business Publishing, é o resultado de um estudo com o objetivo de compreender como é que os líderes se lideram a si próprios, os seus colaboradores e as organizações

 

A Porto Business School acolhe, no próximo dia 14 de novembro pelas 18h30, a apresentação do livro “The Mind of the Leader”, do autor e fundador do Potential Project International, Rasmus Hougaard - líder global em liderança consciente nas organizações.

O livro, recentemente publicado pela Harvard Business Review Press, detalha uma pesquisa global feita com mais de 35 mil líderes e 250 executivos de topo. Tendo sido estudadas as competências essenciais para uma liderança de sucesso no século XXI, Rasmus Hougaard conclui que as organizações e os líderes não estão a dar resposta às necessidades básicas do ser humano: propósito, conexão com os seus pares e felicidade genuína no trabalho.

 

“The Mind of the Leader” explora ainda a falta de perceção dos líderes: 77% dos líderes consideram que conseguem motivar os seus colaboradores, no entanto, 88% por cento dos colaboradores afirmam que os seus líderes não os motivam o suficiente. Outra das conclusões do livro é a de que existe um alto nível de sofrimento no local de trabalho: 35% dos funcionários são capazes de renunciar um aumento salarial se isso levar ao despedimento dos seus superiores hierárquicos.

Assim, e de modo a resolver esta crise de liderança, Rasmus Hougaard adianta que as organizações têm de colocar as pessoas no centro das suas estratégias e liderar com base em três qualidades mentais: "mindfulness", "selflessness" e compaixão. Segundo o autor, os bons líderes são uma força habilitadora que ajuda os colaboradores e as organizações a realizar e a desenvolver tarefas, implicando então uma total sintonia entre as necessidades humanas e os objetivos organizacionais.

Na sua primeira presença em Portugal, e durante a apresentação do livro, Rasmus Hougaard vai ainda partilhar exemplos reais de organizações como Marriott, Accenture, McKinsey & Company e LinkedIn que, através das suas abordagens, estão a desafiar radicalmente o pensamento tradicional sobre o desenvolvimento de competências de liderança. 

 

A sessão contará ainda com Diogo Rolo, docente da Porto Business School e Consultor Sénior em Portugal do Potential Project e Ricardo Parreira, CEO da PHC Software, empresa que surge de forma consistente nos prémios “Melhor Empresa para Trabalhar em Portugal”.

 

 

 

Programa:

18h30 Welcome 

           Diogo Rolo | Docente da Porto Business School

18h40 Apresentação do Livro

           Rasmus Hougaard | Autor e Fundador do Potential Project International

19h30 À conversa com...

           Ricardo Parreira | CEO da PHC Software

19h45 Q&A

Ilda Carrilho apresenta livro infantil na Biblioteca Municipal de Pinhal Novo

“O Natal das três fadas”

Livro Natal das três fadas.jpg

 

 

 

A Biblioteca Municipal de Pinhal Novo apresenta, no dia 10 de novembro, às 17h00, o livro “O Natal das três fadas”, de Ilda Carrilho.

Ilda Maria Maçãs Carrilho nasceu na Vila do Crato, no Alentejo, em dezembro de 1968. É mãe de três raparigas e desde muito nova que sempre gostou de ler. Foi no exercício da sua profissão que descobriu o gosto pela escrita para a infância, pela interpretação das histórias e pelo teatro. É licenciada em Educação de Infância e trabalha nas Bibliotecas do Município de Palmela desde 1998, onde coordena e dinamiza Programas de Animação Infantil do Livro e da Leitura.Publica, com a Estremoz Editora, o seu primeiro livro infantil.

 

 

Apresentação do livro “A Pirataria Marítima Contemporânea: as últimas duas décadas”

Pirataria Maritima.jpg

 

No dia 24 de novembro, sábado, às 16h00, no Auditório da Biblioteca Municipal, irá decorrer a apresentação do livro “A Pirataria Marítima Contemporânea: as últimas duas décadas”, do Comandante Henrique Peyroteo Portela Guedes.  O livro será apresentado pelo autor e pelo Vice-almirante Henrique Alexandre da Fonseca.

Esta apresentação será precedida por uma Conferência sobre Pirataria Marítima.

O evento destina-se ao público em geral e tem entrada livre.

 

Sinopse

“Este livro aborda, de uma forma muito abrangente, a Pirataria Marítima Contemporânea. Começa por uma breve retrospetiva, desde os seus primórdios até aos nossos dias.

Segue-se um capítulo onde é descrita e quantificada toda a informação sobre a pirataria marítima nas últimas 2 décadas, por áreas do globo e pelos países mais afetados.

De seguida é feita uma abordagem detalhada de cada um dos países onde a pirataria está presente, sendo nos mais perigosos feita uma análise da situação do próprio país.

Posteriormente vem um capítulo dedicado ao combate à pirataria na Somália, onde é mencionado, de forma exaustiva, todas as operações levadas a cabo pela NATO, pela EUNAVFOR, por outras coligações e pelas marinhas que têm estado presentes, mas a atuar de forma independente. Está também vertido neste capítulo todas as participações da Marinha portuguesa, com a descrição detalhada das ações mais importantes onde participou. É feita igualmente uma abordagem à participação da Força Aérea e do Exército.

Por último, o capítulo das reflexões sobre a pirataria contemporânea analisa os mais diversos fatores, como o número de atos de pirataria versus número de navios mercantes a circular diariamente, os custos dos resgates, as possibilidades de uma catástrofe ambiental, etc.

Enfim um livro único no género, a nível nacional e, até quem sabe, a nível internacional, ao qual o autor dedicou cerca de 1 ano e meio da sua disponibilidade pós-laboral, e para o qual efetuou milhares de pesquisas”.

 

Nota Biográfica

“O Capitão-de-mar-e-guerra Henrique Nelson dos Santos Peyroteo Portela Guedes nasceu em 8 de novembro de 1966, em Luanda, tendo-se alistado na Armada em 14 de outubro de 1985.

É especializado em eletrotecnia e já prestou serviço na ex-Escola de Eletrotecnia, na Direção de Navios, no Estado-Maior da Armada, na Capitania do Porto de Lisboa, na Escola de Tecnologias Navais, na Cooperação Técnico-Militar em Luanda-Angola e comandou o navio patrulha N.R.P. “SAVE”.

Desempenha atualmente funções de assessor no Instituto da Defesa Nacional.

Tem mais de 30 artigos publicados sobre “Pirataria Marítima”, nomeadamente nas Revistas da Armada, de Marinha, Marítima Brasileira (da Armada brasileira), General de Marina (da Armada espanhola), Warships (britânica), Notícias Magazine e Notícias Sábado (ambas do Diário de Notícias).

Publicou através das “Edições Revista de Marinha”, o livro “A Pirataria Marítima Contemporânea: as últimas duas décadas”, que teve edição em português e em inglês.

É coautor de 2 subcapítulos no livro “A Segurança no Mar: Uma visão holística”.

Possui alguns reconhecimentos pelos seus artigos, como o prémio da Revista da Armada, para o melhor artigo do ano de 2009 – prémio Comandante Joaquim Costa - e dois reconhecimentos dos Chefes do Estado-Maior da Armada do Brasil e de Espanha, por artigos escritos para as revistas dos seus países.

Já deu conferências sobre esta temática no Instituto de Defesa Nacional, na Sociedade de Geografia, na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, na Escola Naval, entre outros locais.

É Membro eleito da Academia de Marinha, na Classe de Artes, Letras e Ciências”.

 

Barreiro, 7 de novembro de 2018

Livro Coração de Chocolate

capa para o formulário-pquena.jpg

O livro Coração de Chocolate, escrito por Susana Machado e ilustrado por Andreia Café encontra-se em fase de venda em pré-edição até 17 de Novembro.

Fazendo parte do projecto “Escrever um mundo melhor” 5% da receita reverte a favor da associação Mithós - Histórias exemplares que trabalha no âmbito da exclusão social.

As encomendas do livro podem ser realizadas através do formulário disponível em https://goo.gl/pAoNTG ou por diretamente com a autora.

 

Sinopse

 

Valentim nasceu num dia escuro, frio, de neve, com uma condição especial. Em vez de ser feito de tecido muscular, o seu coração era feito de chocolate. Negro, doce e inigualável chocolate. E, por isso, teve de crescer dentro de uma redoma própria, desenhada especificamente para esse efeito.

Tudo que Valentim queria era ser um menino normal…correr, saltar e rolar pelo chão, como via os colegas fazer, nas brincadeiras em que nunca podia participar. E, por isso, sofria.

Até que um dia resolveu arriscar… Mas o seu coração frágil e delicado, ao cair de uma árvore, acabou por se partir em mil pedaços. E agora? Valentim terá de passar os seus dias ligado a uma máquina, sozinho e infeliz? Ou poderá finalmente tornar-se o menino normal que sempre desejou?

 

Descrição do livro

 

Título: Coração de Chocolate

Texto: Susana Machado

Design e Ilustração: Andreia Café

Parceiros:Mithós

Formato: 17x23 cm

36 páginas

Faixa etária sugerida: 6-12 anos

PVP: 12,50 Euros (com iva incluído)

Preço especial de venda em fase de pré-edição: 9,99€ (válido até 17 de Novembro)

Para encomendas e lançamentos/apresentações:  contactar diretamente a autora: Susana Machado - susanamachado.autora@outlook.pt

 

 

 

Sobre a autora e ilustradora

 

Susana Machado

Natural do Porto. Acredita que a magia de mudar o mundo está nas nossas mãos. Escreve para adultos e crianças com o propósito de educar para a sustentabilidade e solidariedade. https://www.facebook.com/susanamachado.autora/

 

Andreia Café

Vive em Lisboa. É apaixonada pelo imaginário infantil. Desenvolve ateliers com crianças e dedica-se à ilustração principalmente através da colagem. https://www.facebook.com/Andreia-Caf%C3%A9-Illustration-914135958664663

Sérgio Farias lança em Lisboa obra que faz justiça ao legado dos The Monkees

Sérgio Farias lança em Lisboa obra que faz justiça ao legado dos The Monkees

 

 

 

 

O carioca Sérgio Farias, autor de “John Lennon – Vida e Obra”, lança em 6 de Novembro, em Portugal, a obra “Love is Understanding – A Vida e a Época de Peter Tork e os Monkees”, uma chancela Chiado Books

 

O carioca Sérgio Farias está de regresso, desta feita com a obra “Love is Understanding – A Vida e a Época de Peter Tork e os Monkees”. O lançamento decorre no próximo dia 6 de Novembro, a partir das 17h30, no Chiado Clube Literário, em Alcântara (Lisboa)

Depois “John Lennon – Vida e Obra”, o autor publica, agora, uma biografia que procura fazer justiça ao legado deixado pelos The Monkees. São revelados os conturbados bastidores da banda e apresentadas fotografias raras, numa obra que tem como ponto de partida a história do baixista  Peter Tork.

Em 396 páginas, Sérgio Farias recorda uma banda que elevava para outro patamar os concertos de Rock. Os The Monkees destacaram-se pelo seu pioneirismo (patente quer no uso do sintetizador Moog, quer na criação do country rock) que os fez ganhar a admiração de nomes sonantes como  The Beatles, Jimi Hendrix, Frank Zappa e Timothy Leary. Com o seu fim, a banda foi submetida ao ostracismo, tendo o baixista Peter Tork sido o mais afectado.

 

The Monkees: um legado extraordinário agora em livro

“Love is Understanding – A Vida e a Época de Peter Tork e os Monkees” vem, assim, recuperar uma banda que, entre 1966 e 1967, vendeu mais discos que os The Beatles e os The Rolling Stones juntos.

O Autor quis, depois de ter assistido em 1975 a uma série sobre a banda, perceber como puderam os The Monkees ter tido uma queda tão brusca depois de todo o sucesso alcançado. É assim que, após uma intensa pesquisa, nos apresenta um livro que pretende celebrar um legado extraordinário.

Sérgio Farias é mestre em Administração Empresarial e autor da peça teatral “Quem te Viu, Quem Te Vê”. Foi assistente de direção do dramaturgo e cineasta Domingos Oliveira e, ainda, colaborador do jornal internacional Magazine, bem como dos sites beatles.com.br, letsrock, senhorf e jovemguarda.

 

Obra publicada pela Chiado Books

A Chiado Books é uma chancela do Chiado Grupo Editorial,  a maior editora do mundo em Língua Portuguesa em volume de obras publicadas. Ao celebrar, em 2018, 10 anos, o Chiado Grupo Editorial confirma que mais do que uma missão, publicar livros é a paixão que move toda a equipa. Com sede, em Alcântara (Lisboa), o Chiado Grupo Editorial trabalha, também, outras chancelas, nomeadamente a Chiado Publishers e a Chiado Books Kids.

Histórias Vivas dedicadas ao Livro “Tomás, o Traquinas”

Biblioteca Júnior

tomás.jpeg

 

No próximo dia 3 novembro, sábado, 11h00, terá lugar mais uma leitura encenada de “Histórias Vivas na Biblioteca pela Arteviva” – Companhia de Teatro do Barreiro, dedicada ao livro “Tomás, o Traquinas”, de Jorge Rico Róderas e Anna Laura Cantone, na sala multiusos da Biblioteca Municipal do Barreiro. 

“Tomás é um menino muito travesso que adora disfarçar-se para pregar partidas às visitas da sua casa. Reutilizando materiais, é capaz de se mascarar de crocodilo, de leão, de abelha, ou de elefante… Porém, quem ri por último, ri melhor... pelo menos assim pensam as vítimas de tantos sustos!”

Público-alvo – famílias com crianças dos 3 aos 8 anos

Entrada livre sujeita à lotação da sala.

 

 

Apresentação do livro “Herdeiros do Mar”

cartaz_apresentacao_livro_herdeiros.jpg

 

 

 

No próximo dia 3 novembro, às 15h30, o Auditório da Biblioteca Municipal irá acolher a apresentação do livro “Herdeiros do Mar”, de André Martins.

A entrada é livre.

 

Nota Biográfica

“André Martins tem 26 anos e é natural de Corroios, margem sul do Tejo. Desde que se lembra que gosta de fantasia, uma paixão que ganhou ao descobrir, quando ainda era criança, o mundo de “Star Wars”, que considera ser o tipo de género literário em que o leitor/espectador pode usufruir de todo o potencial da nossa imaginação, através da criação de todo um mundo sem barreiras e de acordo com os nossos gostos.

Sempre foi criativo e passava uma boa parte do seu tempo a imaginar histórias, até ao dia em que decidiu passá-las para o papel. A escrita foi um gosto muito especial que foi adquirindo pela necessidade de passar as suas ideias para o mundo real e querer partilhá-las com alguém.

Iniciou a licenciatura em Turismo e já teve muitas ocupações, sendo, no entanto, na escrita que encontra a sua paixão, onde pode expressar-se completamente e ser livre. Também gosta de banda desenhada, um género em que também escreve histórias”.

 

Sinopse

“Thomas é um rapaz de quinze anos, que vive na ilha pacata de Mérilla, pertencente a um mundo fictício denominado Solesea, com a mãe doente e o irmão, Billy. Thomas possui duas peculiaridades: a íris dos seus olhos revestida por um azul cristalino, uma anomalia nesse mundo, e a capacidade de respirar debaixo de água, como se estivesse em terra.

O dever de cuidar de sua mãe doente prende-o à ilha natal, embora Thomas sonhe em correr o mundo Solesea e descobrir os inúmeros enigmas que povoam a sua vida: quem é o seu pai? Porque é que a sua mãe, ainda tão jovem e bela, está tão frequentemente doente?

Por que razão possui o poder de respirar debaixo de água? Porque é que os outros o veem como um ser diferente? Porquê a sua ânsia de partir?

Certo dia, a mãe convence-o a partir, integrado na tripulação de Morgan, capitão de um navio da Marinha, que ruma até à capital das Ilhas do Sul, Caldreon, onde Thomas irá assistir à execução do maior criminoso de Solesea, Édipo. É o início de uma fabulosa sucessão de aventuras, em que Thomas conhecerá as mais incríveis personagens daquele mundo, algumas das quais terá de enfrentar e derrotar, para se salvar a si próprio e aos seus”.

 CMB

Livro de poesia “Palavras na Nossa Terra” lançado em tarde cultural

Lançamento livro poesia.jpg

 

O livro de poesia “Palavras na Nossa Terra”, que surge no âmbito do projeto de poesia com o mesmo nome, desenvolvido pela Câmara Municipal de Palmela desde 2015, foi lançado no dia 21 de outubro, no Auditório Municipal de Pinhal Novo. O lançamento proporcionou às/aos presentes uma tarde cultural, com a participação das/os poetisas/poetas locais que aceitaram o desafio do Município e, ao longo das páginas do livro, abrem o seu coração, com relatos das suas vidas, amores e paixões, famílias, terras e ofícios.

O livro inclui textos de Álvaro Amaro, Fernando Sousa, Francisco Pinheiro Pimentel, José António Cabrita, José Carrilho Raposo, José Rosa Miranda Gago, Lídia Vaz, Luís Francisco Chainho, Luciana Rocha, Manuel Hipólito Gomes Soares, Maria de Fátima da Luz Lourenço Martins, Marinela Estevão, Maria Manuela N. O. Parreira e Miguel Pereira Martins, que colaboram regularmente com o projeto municipal.

A sessão de lançamento contou com a presença do Vereador Luís Miguel Calha, da Técnica do Município Isolina Jarro e da Poetisa Alexandrina Pereira, que fizeram uma introdução acerca do livro e da poesia, após a qual as/os poetisas/poetas declamaram os poemas do livro e interpretaram alguns fados.

            O livro pode, a partir de agora, ser adquirido nas Bibliotecas Municipais de Palmela e Pinhal Novo, pelo valor de 7 euros.

O projeto de poesia “Palavras na Nossa Terra” visa a divulgação, promoção da leitura e a valorização das/os poetisas/poetas locais. Desde 2015, promove, na Biblioteca Municipal de Pinhal Novo, encontros mensais, dirigidos a quem gosta de ouvir, escrever, ler ou dizer poesia, nos quais se divulgam os maiores vultos da poesia e se partilham as produções poéticas das/os participantes. Até à data, foram realizados 33 encontros/tertúlias e foram homenageadas/os 30 poetisas/poetas portuguesas/es.