Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

PROJETO LOULÉ CRIATIVO PROPÕE CURSO DE EMPREITA PARA DAR CONTINUIDADE A OFÍCIO

 

Tendo como propósito o apoio e promoção das artes e ofícios tradicionais, a Câmara Municipal de Loulé, através do projeto Loulé Criativo, propõe a realização de um Curso de Empreita, que decorrerá entre 10 de outubro e 14 de novembro.

O curso, com uma duração de 42 horas, constituído por 6 módulos, tem como objetivo dotar os participantes de conhecimentos que lhes permitam dominar a matéria-prima, os processos a ela associados, bem como executar diversas peças em empreita, recorrendo a várias técnicas.

Os módulos serão ministrados pelas artesãs que integram o coletivo da Casa da Empreita, em sessões com 7 horas de duração, tendo a formação lugar aos sábados, (das 9h30 às 17h30, com 1 hora de almoço), no Palácio Gama Lobo, em Loulé, sede do projeto Loulé Criativo.

O curso destina-se a maiores de 18 anos com interesse em aprender e desenvolver a técnica da empreita, sendo fator de valorização na seleção de participantes o interesse em dar continuidade à atividade, bem como a disponibilidade para integrar a escala de serviço da Casa da Empreita.

O curso terá um número mínimo de 6 e um número máximo de 8 participantes.

Parcialmente financiado pela Autarquia, o custo de participação é de 50€ (condições especiais para pessoas que se encontrem comprovativamente em situação de desemprego) + 50€ de caução que será restituída no final do curso, caso o formando conclua com aproveitamento a formação e integre o coletivo da Casa da Empreita por um período mínimo de 3 meses, assegurando turnos no funcionamento do espaço

Os interessados deverão inscrever-se através do email loulecriativo@cm-loule.pt ou do telefone 289400829, até ao dia 1 de outubro.

CML/GAP /RP

FESTIVAL JOVENS MÚSICOS ANTENA 2/RTP EM LOULÉ COM DOIS CONCERTOS

Festival Jovens Músicos - QuartetoTejo.jpg

 

O Festival Jovens Músicos 2020 é uma organização da Antena 2 e da RTP, em parceria com a Fundação Calouste Gulbenkian, a Câmara Municipal de Loulé e a ESMAE - Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo (Porto), e decorre até 26 de setembro.

Nesta sua 10.ª edição, que conta com a transmissão online de concertos de edições anteriores e a realização de algumas atuações ao vivo, com público e com exibição em streaming através da Antena 2 e da RTP Palco, o festival ruma pela primeira vez a sul, a Loulé (além de Lisboa e Porto), com dois concertos imperdíveis que apresentam os mais promissores criadores e intérpretes da nova geração. A 23 de setembro, pelas 21h30, o Tomás Marques Quarteto (jazz) atua no Auditório do Solar da Música Nova e a 25 o Quarteto Tejo (música clássica) apresenta-se na Igreja da Misericórdia de Loulé também pelas 21h30. Ambos os concertos serão transmitidos em direto pela Antena 2 e RTP Palco.

Tomás Marques Quarteto é uma banda formada pelo saxofonista que dá nome à banda, propositadamente para o Prémio Jovens Músicos. Sendo todos alunos da Escola Superior de Música de Lisboa, Tomás reuniu estes amigos para o concurso, avançando assim com um novo quarteto. Tomás Marques no saxofone, Samuel Gapp no piano, Rodrigo Correia no contrabaixo e Diogo Alexandre na bateria têm tocado com os maiores nomes do jazz português e cada vez mais solidificando estes novos nomes no Jazz em Portugal. À volta de um jazz moderno cheio de influências, tocam composições do saxofonista. Este agrupamento foi reconhecido com o Prémio Jovens Músicos 2019 na categoria 'Jazz Combo’.

O Quarteto Tejo, formado em 2018, teve origem nas margens do rio que lhe dá o nome, em Belém, após os quatro músicos residentes no estrangeiro se terem encontrado num curso de aperfeiçoamento e tocado em conjunto. O entusiasmo por abordar a música sem barreiras formais e experimentar diferentes sentimentos e ideias em união, levou-os a formalizar o quarteto. Este projeto musical é um bilhete para Portugal de Inglaterra, Suíça, Bélgica e Alemanha; é uma viagem de quatro indivíduos à exploração do seu gosto comum pela música.

Ambos os concertos destinam-se ao público em geral, têm uma duração aproximada de 60 minutos cada e a entrada é gratuita (lógica de acesso que se estende a todo o festival) mas limitada, exigindo obrigatoriamente o levantamento prévio de convite na receção do Cineteatro Louletano.

Para mais informações, os interessados podem contactar o Cineteatro Louletano pelo telefone 289 414 604 (terça a sexta-feira, das 13h00 às 18h00) ou pelo email cinereservas@cm-loule.pt Além disso, podem consultar a sua página de facebook – www.facebook.com/cineteatrolouletano ou o seu renovado website http://cineteatro.cm-loule.pt, ambos em permanente atualização, bem como a sua conta no instagram (cineteatrolouletano).

O Cineteatro Louletano é uma estrutura cultural no domínio das artes performativas da Câmara Municipal de Loulé e está integrado na Rede Azul – Rede de Teatros do Algarve e na Rede 5 Sentidos.

CML/GAP /RP

CINETEATRO LOULETANO ANUNCIA NOVA TEMPORADA COM PROGRAMAÇÃO DE REFERÊNCIA A SUL

Capitão Fausto.jpg

 

O Cineteatro Louletano, equipamento cultural do Município de Loulé, está a anunciar a sua nova programação artística para o período entre setembro e dezembro deste ano. A nova grelha de propostas reflete uma aposta ambiciosa, exigente e muito vincada na pluralidade musical, na integração do meio artístico louletano e da região, bem como um enfoque muito significativo nos seus cinco principais eixos estratégicos de programação: arte para a infância; cruzamento entre criadores locais e reconhecidas figuras do panorama nacional através de encomendas musicais; arte inclusiva através da dança contemporânea, com envolvimento ativo das IPSS’s locais; diálogos experimentais e multidisciplinares entre som/música e imagem, aliados a abordagens exploratórias em torno da arte sonora (festival Som Riscado); e uma auscultação artística de médio-longo prazo (numa visão que convoca o teatro e a fotografia) do território louletano no que toca às suas identidades, dinâmicas e devir sociológico.
Recorde-se que depois de vários meses de interregno devido à pandemia, o Cineteatro apresentou nos meses de maio, junho e julho uma programação online de estímulo e apoio financeiro ao meio artístico local, a qual obteve um assinalável impacto e registou perto de 170 mil visualizações nas áreas da música e teatro/performance (envolvendo 15 artistas em nome individual e 5 estruturas associativas), além de mais de 7000 visualizações no campo do cinema (numa parceria com a associação algarvia Plutão de Verão em torno do universo das curtas-metragens).
A temporada do Cineteatro inicia-se com o ciclo “Implikação” e centra-se numa reflexão pertinente e urgente em torno do fenómeno turístico e das consequências da covid-19 nessa área e no que está a mudar nas cidades. A 8 de setembro, pelas 18h00, no Palácio Gama Lobo, o encenador Tiago Correia, a arquiteta Teresa Valente e o fotógrafo Filipe da Palma debatem esta temática, seguindo-se a 12 de setembro, pelas 21h30, no Cineteatro o primeiro espetáculo da temporada com a inquietante peça de teatro “Turismo”, numa coprodução com o Teatro Municipal do Porto.
No campo teatral, destaque ainda para as estreias nacionais de duas peças de estruturas profissionais sediadas em Loulé: a Mákina de Cena com a criação “Dois perdidos no horror elíptico da sobremodernidade”, a 26 de setembro; e a Folha de Medronho – Artes Performativas, com “As Primas de Godot”, a 6 de novembro (ambas integradas na Bolsa de Apoio ao Teatro 2020 dinamizada pela autarquia louletana). A ACTA – A Companhia de Teatro do Algarve também marca presença no palco do Cineteatro com a peça “Instruções para abolir o Natal” e o JAT – Janela Aberta Teatro apresenta “Algo de Macbeth”, uma sátira sociopolítica do nosso tempo numa coprodução do Cineteatro com o Teatro das Figuras.
Quanto à área musical, destaque desde logo para a estreia absoluta no palco do Cineteatro, a 20 de setembro às 19h00, da banda da nova música portuguesa mais aclamada e premiada dos últimos anos: Capitão Fausto. Igualmente imperdíveis são os concertos do Trio de Jazz de Loulé com Jorge Palma (celebrando o Dia Mundial da Música a 1 de outubro) e de Sofia Escobar com um ensemble de docentes do Conservatório de Música de Loulé – Francisco Rosado a 24 de outubro, ambos encomendas e integrando o ciclo “O Longe é Aqui”. O ecletismo musical da agenda passa ainda por nomes como Cristina Branco (que faz a estreia nacional no Cineteatro do seu novo disco “Eva” após uma residência artística em Loulé em 2019), Tiago Bettencourt, Orquestra Clássica do Sul, Pedro Moutinho com Isa de Brito, 5.ª Gala dos Fadistas Louletanos, Tuna Universitária Afonsina de Loulé, Orquestra de Jazz do Algarve (com convidado especial), MorTais e Stone Breaker, esta última com estreia nacional do seu primeiro disco “Hopes & Dreams” no ciclo “Ilustres Desconhecidos” no Auditório do Solar da Música Nova a 7 de novembro. Destaque ainda para o Festival Jovens Músicos 2020, numa parceria do Município de Loulé com a Antena 2 e a RTP, que traz a sul dois projetos da nova música erudita com talentos musicais de elevado nível: Tomás Marques Quarteto e Quarteto Tejo, respetivamente a 23 e 25 de setembro.
No que toca à dimensão multidisciplinar, entre 19 e 22 de novembro acontecerá o Som Riscado – Festival de Música e Imagem de Loulé – evento com um conceito inédito a sul do país –, mantendo exatamente a mesma programação artística que estava inicialmente prevista e já anunciada, da qual constam os seguintes nomes: Surma com Camille Leon & Inês Barracha; os Drumming GP com Joana Gama, Luís Fernandes e Pedro Maia; Victor Gama com a Orquestra Clássica do Sul; Frankie Chavez & Peixe no projeto “Miramar” em parceria com Jorge Quintela; a estreia nacional do primeiro disco do projeto algarvio “Grafonola Voadora & Napoleão Mira”; a nova criação dos Boris Chimp 504; a Sonoscopia; a Companhia de Música Teatral; e as bandas algarvias Kilavra, 2143, Mateus Verde e Heroin Holiday Big Band em colaboração criativa com alunos do curso de Imagem Animada da Escola Superior de Educação e Comunicação (ESEC) da Universidade do Algarve.
Na oferta para a comunidade educativa, Marco Paiva apresenta a peça de teatro “Aldebarã” em contexto escolar, numa intervenção que inclui um atelier de expressão dramática para docentes e profissionais da área artística. A prestigiada Companhia de Música Teatral apresenta o projeto “Mil Pássaros”, que irá envolver dez jardins de infância do concelho de Loulé com performances, formação, instalações e espetáculo final durante os meses de outubro, novembro e dezembro, numa articulação inédita do Cineteatro com a comunidade pré-escolar louletana. A dupla Miguel Fragata & Inês Barahona traz a Loulé, em estreia absoluta a sul do país, a criação “Do Bosque para o Mundo”, abordando a temática dos refugiados para os mais novos e famílias, entre 9 e 14 de novembro. Em dezembro, de 7 a 11 de dezembro, numa coprodução do Cineteatro Louletano com o Centro Cultural de Belém, o espetáculo “Assim devera eu ser” (com um elenco de luxo: Catarina Moura, Sara Vidal, Celina da Piedade e Ricardo Silva) revisita a vida e obra de Amália Rodrigues no ano em que se comemora o centenário do seu nascimento, aqui a pensar no público pré-escolar, mais uma vez numa estreia a sul.
Na dança, a 6.ª edição do Festival encontros do DeVIR – Resgate, uma organização do DeVIR CAPa – Centro de Artes Performativas do Algarve, acontece a 18 de setembro e 9 de outubro com grandes nomes da cena nacional e internacional: Eduardo Fukushima (Brasil), Gregory Maqoma (África do Sul) e Francisco Camacho (Portugal). Já a realização do Fórum de Dança Inclusiva foi reagendada para os dias 1 a 4 de dezembro, marcando o início de uma colaboração regular com o renomado Grupo Dançando com a Diferença (sediado na Madeira), reflexo da estratégia programática do Cineteatro de privilegiar esta área nas próximas temporadas, numa estreita articulação e envolvimento das instituições de cariz social do concelho de Loulé. A dupla Diletta Bindi e Sara Montalvão traz a Loulé o projeto “Sombras” (coprodução do Cineteatro), que revisita a dança contemporânea para a comunidade escolar, e entre 27 e 31 de outubro Loulé dedica uma semana aos 25 anos da Companhia Olga Roriz, com estreia a sul da nova criação “Seis meses depois”, coprodução que o Cineteatro também integra juntamente com o Teatro Nacional D. Maria II e a Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão.
No cinema o grande destaque vai para a XIII Festa do Cinema Italiano, que se realiza entre 13 e 15 de novembro, para além do “Filme Francês do Mês”, numa parceria da autarquia com a Alliance Française Algarve, à segunda terça-feira de cada mês no Auditório do Solar da Música Nova. No que toca à rubrica regular “Conversas à Quinta”, os convidados são o coreógrafo Rui Horta e a dupla Nuno Catarino e Márcia Lessa, esta última a propósito do seu livro “Improvisando – A nova geração do Jazz português”.
Uma última nota para o ciclo de residências de apoio à criação artística nacional, que em 2020 envolve o coletivo composto por João Pedro Leal, Eduardo Molina e Marco Mendonça (teatro), Catarina Miranda (dança), Amarelo Silvestre (teatro), Pauliana Pimentel, Alex Cassal e Nuno Lucas (estes três criadores no âmbito do festival Verão Azul, organizado pela Casabranca) e o Mário Laginha Trio.
Toda a programação artística a realizar seguirá as regras de higiene e segurança emanadas pela Direção Geral de Saúde, estando os equipamentos Cineteatro Louletano e Auditório do Solar da Música Nova também já oficialmente credenciados com o Selo “Clean & Safe” do Turismo de Portugal.
Para mais informações e reservas os interessados podem contactar o Cineteatro Louletano pelo telefone 289 414 604 (terça a sexta-feira, das 13h00 às 18h00) ou pelo email cinereservas@cm-loule.pt Além disso, podem consultar a sua página de facebook – www.facebook.com/cineteatrolouletano ou o seu renovado website http://cineteatro.cm-loule.pt, ambos em permanente atualização, bem como a sua conta no instagram (cineteatrolouletano), existindo também a possibilidade de compra de ingressos nos locais aderentes ou on-line através da plataforma BOL, em https://cineteatrolouletano.bol.pt/
O Cineteatro Louletano é uma estrutura cultural no domínio das artes performativas da Câmara Municipal de Loulé e está integrado na Rede Azul – Rede de Teatros do Algarve e na Rede 5 Sentidos.

 

Dominguinhos Online Algarve: Quem quer ser um leopardo? E uma borboleta?

Nos “Dominguinhos” de 30 de agosto escolhemos o animal preferido

QUEM QUER SER UM LEOPARDO? E UMA BORBOLETA?

image003 (1).jpg

 

E se pudéssemos ser um leopardo, um grande felino que é conhecido por ser um rápido e ágil animal selvagem? E uma borboleta, esse pequeno animal de asas coloridas que vemos a voar perto das flores? Nos “Dominguinhos” de 30 de agosto do MAR Shopping Algarve este atelier criativo ensina as crianças a criar uma máscara de cartão de um destes seus animais preferidos, um leopardo ou uma borboleta.

 

Agora online, a programação dos “Dominguinhos” continua a animar as manhãs de domingo das crianças que visitem as páginas de Facebook e Instagram do MAR Shopping Algarve, pelas 11h00. O programa das atividades online pretende continuar a proporcionar momentos mágicos, com espaço para a brincadeira e experiências pedagógicas. As crianças ficam bem entregues às suas atividades favoritas de domingo de manhã, e os pais podem descansar ou, se quiserem, inspirar-se nestes vídeos para outras histórias e atividades divertidas para fazer em família.

 

Dominguinhos Online Algarve: Aqui há gato e tem umas botas calçadas!

Os “Dominguinhos” de 23 de agosto têm um gato traquina

 

AQUI HÁ GATO E TEM UMAS BOTAS CALÇADAS!

image001.jpg

 

 

Costuma dizer-se que os gatos são inteligentes, mas nenhum é tão esperto como o Gato das Botas. Um dia, o rei dá ao seu filho um gato, mas o príncipe ficou muito desiludido com esta herança. Mal ele sabia que o gato ia ajudá-lo a convencer o rei do reino vizinho a oferecer-lhe a mão da sua filha, a princesa. Nos “Dominguinhos” de 23 de agosto do MAR Shopping Algarve esta história infantil conta-nos as aventuras de um dos gatos mais famoso entre os mais pequenos.

 

Agora online, a programação dos “Dominguinhos” continua a animar as manhãs de domingo das crianças que visitem as páginas de Facebook e Instagram do MAR Shopping Algarve, pelas 11h00. O programa das atividades online pretende continuar a proporcionar momentos mágicos, com espaço para a brincadeira e experiências pedagógicas. As crianças ficam bem entregues às suas atividades favoritas de domingo de manhã, e os pais podem descansar ou, se quiserem, inspirar-se nestes vídeos para outras histórias e atividades divertidas para fazer em família.

 

Dominguinhos Online Algarve: Vamos criar o nosso próprio aquário

Os “Dominguinhos” de 16 de agosto ensinam a usar materiais

 

image003.jpg

 

 

 

Não há nada como usar a criatividade para fazer objetos de materiais que podem ser reutilizados. Com uma caixa de sapatos ou até um prato de cartão é possível criar um aquário recheado de peixinhos que não precisam de água, só de imaginação. Nos “Dominguinhos” de 16 de agosto do MAR Shopping Algarve, este atelier criativo vai ajudar a fazer um aquário especial onde cada um inventa os seus próprios peixes.

 

Agora online, a programação dos “Dominguinhos” continua a animar as manhãs de domingo das crianças que visitem as páginas de Facebook e Instagram do MAR Shopping Algarve, pelas 11h00. O programa das atividades online pretende continuar a proporcionar momentos mágicos, com espaço para a brincadeira e experiências pedagógicas. As crianças ficam bem entregues às suas atividades favoritas de domingo de manhã, e os pais podem descansar ou, se quiserem, inspirar-se nestes vídeos para outras histórias e atividades divertidas para fazer em família.

TEATRO DE SOMBRAS CONTA A HISTÓRIA DA PRINCESA E O DRAGÃO

Os “Dominguinhos” de 9 de agosto surpreendem com sombras

 

image001.jpg

 

No dia do seu aniversário uma princesa descobre um livro mágico que a transporta para um novo mundo. Nesta aventura incrível, a princesa encontra um universo especial onde existem dragões que podem ser nossos amigos. Nos “Dominguinhos” de 9 de agosto do MAR Shopping Algarve este teatro de sombras vai prender a atenção dos mais pequenos com esta história mágica onde nem faltam dragões!

 

Agora online, a programação dos “Dominguinhos” continua a animar as manhãs de domingo das crianças que visitem as páginas de Facebook e Instagram do MAR Shopping Algarve, pelas 11h00. O programa das atividades online pretende continuar a proporcionar momentos mágicos, com espaço para a brincadeira e experiências pedagógicas. As crianças ficam bem entregues às suas atividades favoritas de domingo de manhã, e os pais podem descansar ou, se quiserem, inspirar-se nestes vídeos para outras histórias e atividades divertidas para fazer em família.

Qual dos três porquinhos é o melhor construtor?

image001.jpg

 

Os três porquinhos são os protagonistas desta história infantil, que chega no formato de teatro de fantoches. Quando o lobo mau aparece na floresta, os três irmãos vão viver uma grande aventura e cada um deles decide construir uma casa para se proteger deste predador. Nos “Dominguinhos” de 26 de julho do MAR Shopping Algarve, a história dos três porquinhos e do lobo mau vai ensinar que vale a pena nos esforçamos para ser melhores!

 

Agora online, a programação dos “Dominguinhos” continua a animar as manhãs de domingo das crianças que visitem as páginas de Facebook e Instagram do MAR Shopping Algarve, pelas 11h00. O programa das atividades online pretende continuar a proporcionar momentos mágicos, com espaço para a brincadeira e experiências pedagógicas. As crianças ficam bem entregues às suas atividades favoritas de domingo de manhã, e os pais podem descansar ou, se quiserem, inspirar-se nestes vídeos para outras histórias e atividades divertidas para fazer em família.

QUEM PRECISA DE UM SUPER-HERÓI QUANDO TEM UM SUPER-PAI!

Os “Dominguinhos” de 15 de março vêm mesmo a tempo do dia do Pai!

 

image002.jpg

 

 

 

O dia do Pai é quando nós quisermos… pois claro! Mas uma coisa é certa..é sempre bom criar motivos especiais para celebrar e mimar quem mais gostamos! Com isso em mente, os “Dominguinhos” de 15 de março antecipam o dia do Pai (dia 19), no MAR Shopping Algarve, e oferecem um atelier de presentes originais, cheio de ideias para criar super-marcadores para o super-herói da família!

 

A programação dos “Dominguinhos” é semanal, com iniciativas gratuitas para preencher as manhãs de domingo das crianças que visitem a zona infantil interior do MAR Shopping Algarve, no piso 0, entre as 11h00 e as 12h00. Uma hora sempre diferente e mágica com espaço para a brincadeira e experiências pedagógicas, proporcionando momentos que as crianças vão recordar com entusiasmo, podendo repetir a experiência todos os domingos, ao longo do ano.

 

Aprender a construir instrumentos musicais com vegetais é primeira proposta da “Central Artes”

The Vegertable Or..jpg

 

No arranque da programação cultural em rede “Central Artes”, que envolve cinco municípios, Loulé acolhe esta quinta-feira, 12 de março, das 15h30 às 17h30, o Workshop “Construção de instrumentos musicais com vegetais”, uma iniciativa que irá decorrer no Palácio Gama Lobo.

Dois músicos da original “The Vegetable Orchestra”, que veio da Áustria para se juntar a este programa, serão os responsáveis por esta iniciativa. Nos workshops, que decorrerão também nos outros municípios que, com Loulé, formam esta rede (Albufeira, Faro, Olhão e Tavira), os grandes mestres da “música vegetal” irão partilhar os seus segredos, ao ensinar a ouvir os vegetais, senti-los e, finalmente fazer deles instrumentos musicais com mínimas habilidades na cozinha e algum treino.

Ao mesmo tempo, será feita uma colaboração direta com os músicos da “The Vegetable Orchestra” num ambiente de trabalho criativo para aprofundar diretamente o entendimento desta arte muito específica, além de mostrar os bastidores deste processo fascinante e criativo.

Este workshop será certamente interessante tanto para músicos profissionais quanto para ouvintes de músicas não profissionais, mas curiosos.

Os participantes precisam ter no mínimo dez anos de idade, pois irão trabalhar com facas e brocas. Trata-se de uma iniciativa limitada a 20 pessoas.

Inscrições e mais informações através do telefone 289 414 604 ou centralartes@eventorslab.com

Para encerrar o ciclo de 5 workshops que serão realizados nas cinco cidades envolvidas, a “The Vegetable Orchestra” apresentar-se-á no Mercado da Ribeira, em Tavira, às 21h30, do próximo sábado, dia 14 de março.

Todas as atividades são de entrada livre.

Recorde-se que a Central Artes é uma iniciativa conjunta de cinco municípios do Algarve Central (Loulé, Albufeira, Faro, Olhão e Tavira) no seguimento de uma candidatura realizada ao CRESC Algarve 2020 (Programa Operacional Regional do Algarve), instrumento financeiro, com fundos comunitários, que visa o apoio ao desenvolvimento do Algarve. Todas as atividades previstas irão desenvolver ao longo de 2020/21.

Toda a programação disponível em www.cm-loule.pt