Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Caminha é palco de Marionetas de Portugal e da Galiza

Do ‘único circo’ de bananas a uma peça sem texto
Marionetas de Portugal e da Galiza animam Caminha em dezembro

maluga_nota.jpg

 

Um ‘circo de bananas’, uma peça sobre um nabo gigante, um espetáculo sem texto e um clown 'perdido numa viagem animada', são algumas das propostas da IV edição da Maluga – Festa da Marioneta Luso-Galaica, que decorre em Caminha a 01 e 02 de dezembro.
Promovida uma vez mais pela Krisálida – Associação Cultural do Alto Minho, o evento, que resulta de uma parceria com a Câmara Municipal de Caminha, reúne companhias de marionetas de Portugal e da Galiza (Espanha), entre espetáculos, em sala e na rua, e ‘workshops’ temáticos para os mais pequenos.

“Este é o único festival do Alto Minho que promove a Arte da Marioneta entre duas regiões transfronteiriças e, por isso, queremos fazer dele, cada vez mais, uma referência em ambos os territórios”, explica Carla Magalhães, diretora artística da Krisálida.

No sábado, 01 de dezembro, o Teatro Municipal Valadares, no centro de Caminha, serve de palco, pelas 17:30, para o espetáculo “O Nabo Gigante”, pela companhia Partículas Elementares, de Ovar. Trata-se de um texto original de Alexis Tolstoi e tudo se passa num pequeno e bonito quintal tendo como protagonista um casal de velhinhos e, claro, um nabo gigante.
No mesmo dia, entre as 14:00 e as 17:00, a Praça Conselheiro Silva Torres, no Terreiro de Caminha, recebe o “Circo Máximo”, o “único circo de bananas do planeta”. Trata-se de uma animação de rua a cargo da Companhia Marimbondo, da Lousã, na qual todos os atores são, precisamente, bananas.

“Pretendemos que todos os anos mais público possa usufruir das nossas propostas, divulgando o teatro de marionetas e contribuindo para uma diversificação da oferta cultural em Caminha, como tem vindo a fazer a Krisálida ao longo do seu percurso. Toda a programação é pensada para ser usufruída em família, com atividades orientadas para todas as gerações”, sustenta Carla Magalhães.

Nesse sentido, no domingo, 02 de dezembro, o Teatro Marionetas Trécola, de Lugo (Galiza), apresenta pelas 17:00, no teatro Valadares, a peça “Tolitates”.

Trata-se de um espetáculo sem texto, que apresenta uma nova técnica de manipulação, misturando o teatro de objetos, marionetas de fios, bunraku e fantoches. As marionetas e os objetos transformam-se assim nos protagonistas da história, substituindo ao longo de 50 minutos as palavras pelas ação e música num lugar mágico, cheio de segredos e em que a figura do marion

etista está oculta. Nesse mesmo dia e na rua, o clown, Daniel Gonçalves, apresentará pelas 15H, na Praça Conselheiro Silva Torres, o seu espetáculo 'Heaven', um espetáculo onde um clown anda a deambular pela vida, carregando malas, carregando memórias, carregando situações muito divertidas!

A IV edição do Maluga volta a contar com as “oficinas divertidas”, ‘workshops’ de construção de marionetas de fios destinados a crianças com mais de quatro anos, a cargo da companhia galega Trécola e a cargo da Krisálida, na construção de um teatro de sombras e respetivas silhuetas.

A organização do festival vai ainda assegurar transporte entre Viana do Castelo e Caminha, pelas freguesias, para facilitar o acesso do público aos dois dias de espetáculos, através de um mini-bus.

IV Festa da Marioneta e da Música| Filarmonia de Memórias

 

IMAGEM Festa marioneta e musica 2018.jpg

 

 
O Cineteatro António Lamoso tem o prazer de acolher a IV edição da Festa da Marioneta e da Música. 
Com o tema Filarmonia de Memórias, o espetáculo colaborativo conta a história das bandas de música através de duas histórias de amor.
Na expectativa que seja de vosso interesse, envio em anexo a informação completa bem como a imagem de divulgação.
 
IV Festa da Marioneta e da Música| Filarmonia de Memórias
Recorrendo a duas histórias de amor, uma absurda e uma romântica, Teatro em Caixa, CerciFeira e Banda Marcial do Vale contam a história da origem das Bandas de Música bem como o porquê desta tradição musical secular. Festa da Marioneta e da Música é um espetáculo comunitário, que une teatro de marionetas, música ao vivo e dinâmicas de representação.
Entrada: 5€, 6€, 7€
Cineteatro António Lamoso, Rua Egas Moniz, 11, Santa Maria da Feir

III Festa da Marioneta e da Música - Os Músicos de Bremen

No próximo dia 21 de outubro, o Cineteatro António Lamoso tem o prazer de acolher a III Festa da Marioneta e da Música - Irmãos de Bremen.
O espetáculo, projeto do grupo Teatro em Caixa, conta com a participação da Orquestra Criativa de Santa Maria da Feira, Cercifeira e Banda Marcial do Vale.
 
 

III Festa da Marioneta e da Música – Os Músicos de Bremen
O Teatro em Caixa, a Orquestra Criativa de Santa Maria da Feira, a Cercifeira e a Banda Marcial do Vale recriam um ambicioso espetáculo, Os Músicos de Bremen, dos Irmãos Grimm. De forma divertida, marionetas, música, teatro e dança, levantam questões sobre a humanidade e sua relação com os animais.
Cineteatro António Lamoso, Rua Egas Moniz, 11, Santa Maria da Feira, 256 337 060
Entrada: 6€, 7€, 5€

MÓ - Festival de Marionetas regressa a Oeiras

 

 

 

Segunda edição do espetáculo é gratuita e reúne companhias profissionais de marionetas do Norte e Sul do país, bem como de Espanha e Reino Unido

 

O MÓ – Festival de Marionetas está de regresso a Oeiras. A segunda edição terá lugar de 1 a 4 de junho, trazendo espetáculos de companhias profissionais nacionais, mas também de Espanha e Reino Unido. O acesso aos locais que receberão os espetáculos é gratuito.

 

Com o objetivo de envolver a comunidade escolar bem como as famílias, o Festival terá, este ano, maior número de espetáculos no Centro Histórico de Oeiras, entre os dias 3 e 4 de junho. O arranque está agendado para o Dia Mundial da Criança, 1 de junho, em escolas públicas do concelho.

 

Durante os quatro dias do Festival, estão previstos espetáculos de marionetas em diferentes técnicas. Entre estas encontram-se, ações de vara, teatro objetos, marioneta humana e ainda marionetas tradicionais de três diferentes culturas: a técnica de Kamishibai (Japão), trazida por uma companhia britânica, o Teatro D. Roberto (Portugal), com três bonecreiros portugueses e ainda a tradição brasileira Mamulengo.

 

A segunda edição do MÓ – Festival de Marionetas é uma produção Mãozorra Associação Cultural, com coprodução da Câmara Municipal de Oeiras.

 

A segunda edição do MÓ insere-se no âmbito do programa das Festas de Oeiras.

 

 

- Consulte o programa completo do MÓ em http://www.mofestival.pt/

Música, marionetas e muita emoção | 'experi-mentais'

ruisousa_experimentais_foto.JPG

 

'experi-mentais'
Data: 22/03/2017
Hora: 22h00
Local: Foyer Cineteatro António Lamoso

'experi-mentais'
Música, marionetas e muita emoção. Rui Sousa (marionetista) e João Silva (instrumentista de a Jigsaw), unem talentos para um circuito experimental de uma performance multidisciplinar.

As histórias são várias, e como o próprio nome indicia, o espetáculo é uma sessão experimental, uma sucessão de situações onde cada marioneta narra uma experiência de movimento singular, conta uma vivência única como se cada uma existisse num universo particular. ‘experi-mentais’ é um resumo de vários anos de pesquisa, de construção e manipulação de marionetas,  17 anos debruçados na questão da construção e na manipulação das formas animadas. As marionetas presentes no espetáculo foram desenvolvidas ao longo deste período, a grande maioria foi concebida com materiais menos nobres, objetos e até mesmo lixo.
Rui Sousa é o condutor deste circuito experimental. Licenciado em Artes, lecionou durante alguns anos, mas foi experiência com a animação cultural que lhe proporcionou o contacto com o teatro de marionetas, o que rapidamente se tornou uma paixão. Foi cativado por esta arte não objetiva, que lhe permite explorar um vasto leque de recursos, tanto na construção (o esculpir, pintar, etc.) como na animação do objeto com a articulação de elementos sonoros e narrativos. O espetáculo conta com a participação especial de João Silva, do projeto musical a Jigsaw. João Silva potencia a carga emotiva do experi-mentais, acompanhando a narrativa em toda a sua extensão com um registo instrumental inédito. A música, grande preocupação de ambos, complementa o movimento dos objetos, contribuindo para uma dimensão orgânica das expressões.
O espetáculo integra o circuito de experiências em palco, promovidas pelo Cineteatro em âmbito de café-concerto.

 

Serviço
Entrada: 2,5€
Bilheteira online: http://ctantoniolamoso.bol.pt Bilheteira: Loja Interativa de Turismo SMF
Info: cineteatro@cm-feira.pt | www.cineteatro.cm-feira.pt | 256 337 060

A magia do Teatro de Marionetas do Porto chega a Guimarães com espetáculos para miúdos e graúdos

image001.jpg

 

Teatro de Marionetas do Porto em dose dupla com “Nunca” e “Wonderland”

 

No último fim de semana de janeiro, o Teatro de Marionetas do Porto traz a Guimarães um programa especial composto por dois espetáculos: a sua nova criação para a infância, “Nunca”, que estará no Espaço Oficina nos dias 27 (10h30 e 15h00) e 28 (16h00), e “Wonderland”, uma das poucas criações do Teatro de Marionetas do Porto para adultos, que sobe ao palco do Grande Auditório do Centro Cultural Vila Flor no dia 28, às 22h00.

 

Janeiro termina com frio e um fim de semana de teatro de marionetas em Guimarães. Os mais pequenos podem ver a nova criação para a infância do Teatro de Marionetas do Porto a partir do universo de Peter Pan – “Nunca” – que vai estar em cena no Espaço Oficina na sexta-feira, dia 27, às 10h30 e às 15h00, e no sábado, dia 28, às 16h00. Também no sábado, mas desta vez às 22h00, no Grande Auditório do CCVF, o público adulto terá a oportunidade de assistir a “Wonderland”, uma das poucas criações do Teatro de Marionetas do Porto para “gente grande”.

 

No espetáculo “Nunca” embarcamos numa viagem acompanhados por Peter Pan até à Terra do Nunca. Um mundo real, imaginado, onde não se envelhece. A conhecida narrativa é apresentada aqui através da composição de imagens, onde marionetas, cenografia e música nos transportam para além daquilo que é contado por palavras, para um lugar mais próximo da própria ação dramática onde a compreensão dará lugar à emoção.

 

A magia das marionetas chega também aos adultos com “Wonderland”, um espetáculo onde o Teatro de Marionetas do Porto aborda o universo fantástico e povoado de nonsense do diácono anglicano, fotógrafo e celebrado professor de matemática de Oxford, Charles Dodgson, mais conhecido por Lewis Carroll.

 

Em “Wonderland”, as personagens das histórias de Alice no País da Maravilhas libertam-se do jogo da linguagem e emergem na sua dimensão onírica. Personagens que são como cartas que Lewis Carroll joga, inconscientemente, no seu jogo de amor com Alice. Este espetáculo é o sonho de Alice no País da Maravilhas sonhado por nós, adultos. Vamos com ela, atravessamos a floresta luminosa cheia de medos e segredos, inventamos caminhos que antes lá não existiam e deixamos Alice perdida.

 

Integrado na programação do Serviço Educativo, os bilhetes para o espetáculo “Nunca” têm um custo de 2,00 euros. A apresentação de “Wonderland” tem um custo de 5,00 euros por bilhete. Os ingressos podem ser adquiridos nas bilheteiras do Centro Cultural Vila Flor e da Plataforma das Artes e da Criatividade, bem como nas lojas Fnac e El Corte Inglês, entre outros pontos de vendas, e na internet em www.ccvf.pt e oficina.bol.pt.

 

Dura Dita Dura

 

 

 

9 de Novembro de 2011

 

10h30

 

Fórum Cultural José Manuel Figueiredo

Rua José Vicente

Baixa da Banheira

Barreiro

 

Baltazar é um menino. Baltazar é mudo. Este menino vem um sítio perdido do seu país. Baltazar vem de um sítio qualquer de Portugal. Qualquer?! Vem de um sítio preso. Mas aprisionado Baltazar não quer estar: expressa-se melhor do que muitos com mais meios de expressãoEsta peça, estreada no Festival Internacional de Marionetas do Porto, evoca um país onde as paredes tinham ouvidos e onde os meninos não molhavam os pés no mar. O Teatro de Ferro convoca bonecos desprovidos de rosto e identidade, um ensaio sobre o reverso dessa palavra: marioneta. Convoca sombras. Convoca pequenas máquinas e o tempo que passa. A história da ditadura é contada através de uma criança bem amada que se deixou contaminar pelo mal-estar envolvente. Não se escolhe o lugar e o tempo onde se nasce. / Pedro Ventura

Passatempo "Com Umas Asas Enormes"

O blog Cultura de Borla em parceria com a CM de Palmela tem 3 bilhetes duplos para oferecer para a peça COM UMAS ASAS ENORMES para a sessão de 5 de Outubro às 21h30 aos primeiros leitores que enviarem um mail para culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ver COM UMAS ASAS ENORMES com o Cultura de Borla" com nome, BI, contacto.

 

 

“Com Umas Asas Enormes” na Festa da Marioneta 

No âmbito da Festa da Marioneta 2011, a companhia alemã Figuren Theater Tubingen apresenta o espectáculo “Com Umas Asas Enormes”, no Cine Teatro S. João, em Palmela, no dia 5 de Outubro, às 21h30.

 

Trata-se de uma peça inspirada na história “Um Senhor Muito Velho Com Umas Asas Enormes”, de Gabriel Garcia Márquez que, pela mistura de mistério e grotesco, convida a uma nova experiência na combinação da imagem com a palavra.

“Com umas asas enormes” é uma organização da Artemrede com a Câmara Municipal de Palmela.

 

 

Ficha Técnica:

Narrador: Jorge Sequerra

Marionetistas: Karin Ersching | Karion Ould Chih | Robert Atzlinger

Encenação: Enno Podehl

Marionetas | Cenografia: Frank Soehnle 

Música: rat’n’X (Stefan Mertin | Johannes Frisch)

Figurinos: Steffen Flohr

Assistência: Ulrike Andersen

Luz: Christian Glötzner 

Som: Christian Brunel 

Técnica: Wolfgang Harmer

M/ 10 anos

Duração: 65 min sem intervalo

 

www.figurentheater-tubingen.de      

Festa da Marioneta 2011 | Palmela

 

Companhia alemã apresenta “Com Umas Asas Enormes”

 

No âmbito da Festa da Marioneta 2011, a companhia alemã Figuren Theater Tubingen apresenta o espectáculo “Com Umas Asas Enormes”, no Cine Teatro S. João, em Palmela, no dia 5 de Outubro, às 21h30. Trata-se de uma peça inspirada na história “Um Senhor Muito Velho Com Umas Asas Enormes”, de Gabriel Garcia Márquez que, pela mistura de mistério e grotesco, convida a uma nova experiência na combinação da imagem com a palavra.

“Com umas asas enormes” é uma organização da Artemrede com a Câmara Municipal de Palmela.

 

 

Ficha Técnica:

Narrador: Jorge Sequerra

Marionetistas: Karin Ersching | Karion Ould Chih | Robert Atzlinger

Encenação: Enno Podehl

Marionetas | Cenografia: Frank Soehnle 

Música: rat’n’X (Stefan Mertin | Johannes Frisch)

Figurinos: Steffen Flohr

Assistência: Ulrike Andersen

Luz: Christian Glötzner 

Som: Christian Brunel 

Técnica: Wolfgang Harmer

M/ 10 anos

Duração: 65 min sem intervalo

 

Entrada: 4 € (preçário Artemrede)

Descontos de 25% aplicáveis a <25, >65, desempregados, estudantes, grupos >10 pessoas

Lotação máxima 200 espectadores

Informações e reservas através do telefone             21 233 66 30      

www.figurentheater-tubingen.de