Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Actividades para crianças no Museu da Farmácia

Oficina de Máscaras e Atelier Educativo “Brigada Antivírus”

 

Actividades para crianças no Museu da Farmácia

Atividades_Museu da Farmácia.jpeg

 

O Museu da Farmácia tem um conjunto de actividades a pensar nos mais novos, todos os sábados de Setembro, em Lisboa e no Porto:

 

  • Oficina de Máscaras

A visita guiada à exposição “Um Mundo de Máscaras” permite às crianças, a partir dos cinco anos, conhecer as várias utilizações das máscaras ao longo da história da humanidade. Desde máscaras de curandeiro a máscaras de feiticeiro, das de protecção às da tradição, das de teatro às de cerimónia. Esta exposição conta ainda com uma componente de Realidade Aumentada, em que através da simples leitura de um código QR as crianças poderão viajar no tempo e “vestir”, de forma virtual, as máscaras que compõem a exposição. De seguida, irão decorar uma máscara, que podem levar para casa, com base na sua imaginação e utilizando diversos materiais coloridos.

Esta actividade decorre a 5 e 19 de Setembro, às 15 horas, no Museu da Farmácia de Lisboa.

 

  • Atelier educativo “Brigada Antivírus”

Este atelier ensina às crianças, a partir dos cinco anos, a importância de terem as mãos bem lavadas para se protegerem dos vírus. As crianças vão aprender como os vírus se transmitem, conhecer formas de evitar a contaminação por microrganismos e compreender a razão pela qual devemos cobrir a boca e o nariz quando espirramos ou tossimos. De seguida, transformam-se em verdadeiros cientistas e fabricam o seu próprio álcool gel, que podem levar para casa.

Esta actividade decorre a 12 e 26 de Setembro, às 15 horas, em simultâneo no Museu da Farmácia de Lisboa e do Porto. 

 

AGENDA:

5 de Setembro, 15h: Oficina de Máscaras, Museu da Farmácia Lisboa

12 de Setembro, 15h: Atelier Educativo “Brigada Antivírus”, Museu da Farmácia Lisboa e Porto

19 de Setembro, 15h: Oficina de Máscaras, Museu da Farmácia Lisboa

26 de Setembro, 15h: Atelier Educativo “Brigada Antivírus”, Museu da Farmácia Lisboa e Porto

 

Duração: 50 min

Público-alvo: M/5 anos (acompanhados por um adulto)

Preço: 5,00€

Necessária pré-inscrição - através de envio de e-mail para museudafarmacia@anf.pt

 

Site | Facebook | Instagram | Twitter | YouTube | Linkedin | Newsletter

 

Arte e Saúde em visita temática no Museu da Farmácia Porto

Facebook_Visita_ArteSaude_MFPorto.png

 

No próximo dia 24 de Agosto, pelas 17h00, terá lugar a visita temática “Arte e Saúde” no Museu da Farmácia Porto. Esta visita decorre no Dia do Artista e propõe mostrar aos participantes como a arte serviu a saúde ao longo dos séculos.

Os participantes podem contar com uma viagem ao longo da história da saúde e da farmácia, onde irão ser desvendadas diversas manifestações artísticas de cada povo e civilização, desde a iconografia do antigo Egipto, recorrendo a formas antropomórficas, passando pela majólica italiana ao serviço da iconografia religiosa, até à representação de elementos da natureza na exótica Farmácia Islâmica.

Esta visita temática insere-se no propósito do Museu da Farmácia de revelar a história da saúde e da farmácia ao longo dos tempos, relacionando, no contexto da sua colecção, as distintas culturas e civilizações que integram a sua exposição permanente.

 

 

Data:  24 de Agosto, 17h00 (Duração 60m).

Entrada: 6€ | Estudantes e Seniores: 4€.

Actividade limitada a 15 participantes.

Para inscrições e informações: museudafarmacia@anf.pt.

Evento no Facebook: www.facebook.com/events/298451681462288/

"WORLD OF WINE" (WOW), O NOVO QUARTEIRÃO CULTURAL DO DISTRITO DO PORTO, TEM MUSEUS DA GEMA!

As experiências museológicas, Porto Region Across the Ages, The Wine Experience e The Chocolate Story foram inauguradas no dia 1 de agosto 
e a experiência Planet Cork no dia 8 de agosto.

e5df0267-f543-49d8-b448-612e513588a2.jpeg

GEMA - Digital and Technology Agency, sediada no Porto, foi a responsável por quatro das seis experiências museológicas que compõem o novo quarteirão cultural do distrito, o World Of Wine (WOW), e que já estão abertas ao público.

Porto Region Across the Ages, The Wine Experience, Planet Cork e The Chocolate Story são as quatro experiências museológicas cujos projetos foram desenvolvidos pela GEMA e que fazem parte da panóplia de ofertas deste novo conceito. A empresa foi a responsável pelo projeto de execução de cenografia, pela multimédia e pela coordenação geral da execução de cada uma das quatro experiências. Na experiência chocolateira, a GEMA foi ainda responsável pela conceção e por todo o conceito criativo da experiência museológica, além do projeto de execução. Para a conceção desta experiência a GEMA viajou até às origens do Cacau e foi com a sua equipa recolher recursos e inspiração para este trabalho ao México, Guatemala e Nicarágua.

Munida por uma equipa de peso, composta por designers gráficos, designers multimédia, criativos, cenógrafos, arquitectos, técnicos de audiovisuais, tecnólogos, programadores, engenheiros, artistas 3D, designers de iluminação, designers de som, produtores de vídeo, guionistas e copywriters, o trabalho da GEMA nestes espaços incidiu na implementação de instalações cenográficas, experiências imersivas, hologramas, jogos interativos, experiências sensoriais, salas imersivas, vídeo mappings, soluções interactivas e robóticas, que vão permitir uma experiência única e inesquecível aos visitantes. Adicionalmente a GEMA introduziu nos museus um software de smart facilities, orientado para garantir uma gestão inteligente, automatizada e centralizada da operação de todas as experiências.

AS QUATRO EXPERIÊNCIAS MUSEOLÓGICAS:
Porto Region Across the Ages - Esta experiência leva os visitantes a embarcarem num roteiro pela história da cidade do Porto, onde ficarão a conhecer os tempos e os contratempos, as conquistas, as invasões e as guerras, até chegar ao Porto hoje: venturoso, com identidade, forte em cultura e em património.

The Wine Experience - Dedicada a simpatizantes amadores e a enólogos experientes, esta experiência vai permitir aos visitantes saberem mais sobre os agentes principais do vinho – o solo, o clima, as uvas - e também sobre todos os processos que decorrem e interferem na qualidade do néctar até ele chegar ao copo.

Planet Cork - Neste espaço, os visitantes vão conhecer o incrível mundo da cortiça, desde a ancestral exploração do sobreiro até às mais variadas e vanguardistas aplicações.

The Chocolate Story - Esta experiência leva os visitantes numa viagem ao mundo do chocolate onde podem descobrir de onde vem e como é feito. Partindo de uma frágil flor, numa parte remota do planeta, até um método com mais de 5 mil anos que chegou até aos dias de hoje, na sua essência, inalterado, há um caminho maravilhoso para descobrir desde as plantações do cacau até aos processos de fabricação do chocolate.

O WOW pretende homenagear a cidade Invicta e representar as mais importantes indústrias e tradições portuguesas. O WOW é um quarteirão inteiro repleto de seis experiências museológicas, nove espaços de restauração, várias lojas, um espaço para exposições, uma sala de eventos e ainda uma escola de vinho. A entrada nos museus é feita com bilhetes, que podem ser adquiridos através do site: https://wow.pt.

 

 

 

A NOITE NO MUSEU ESTÁ DE VOLTA! Para mini-detectives dos 7 aos 13 anos

NOVO PROGRAMA · O Rapto da Robô Viva
É oficial: raptaram a Viva! A simpática robô anfitriã do Pavilhão do Conhecimento desapareceu sem deixar rasto e só os investigadores mais astutos conseguirão resolver este enigma!

A pedido de várias famílias, a Noite no Museu está de regresso ao Pavilhão do Conhecimento. Com segurança redobrada e todos os cuidados assegurados para que a experiência das crianças seja inesquecível.

Quando as luzes do museu se apagam, começa a aventura que nenhum explorador entre os 7 e os 13 anos vai querer perder. Uma investigação nocturna com doses extra de adrenalina, suspense, conhecimento e emoção.

E a aventura continua, com o livro Noite no Museu!
Maria Ciência, Luís, o gato Estéban e o fiel companheiro de quatro patas Top são os protagonistas desta emocionante aventura nocturna escrita por Rosalia Vargas, Directora do Pavilhão do Conhecimento.

A cada página o mistério do desaparecimento da robô Viva adensa-se e os pequenos cientistas forenses terão de virar o museu do avesso para resolver o enigma, ao mesmo tempo que procuram um antídoto muito especial com a ajuda dos monitores do Pavilhão Ricardo e Adriana.
À venda na Loja do Pavilhão do Conhecimento e online!*

Inscrições abertas em www.pavconhecimento.pt.

* 20% desconto para participantes na actividade Noite no Museu

Saúde pré-colombiana em visita temática no Museu da Farmácia

 

No próximo dia 10 de Agosto, pelas 17h, terá lugar no Museu da Farmácia, a visita temática “Dos Pré-colombianos aos Índios Norte-americanos”.

 

O principal objectivo é desafiar o participante a conhecer a história da saúde e da farmácia em civilizações como os Maias, os Incas e os Astecas, mas também nas diferentes tribos indígenas oriundas da América do Norte. A era pré-colombiana incorpora todas as épocas da pré-história e história das Américas, antes do aparecimento dos europeus no continente americano.

 

Esta visita temática insere-se no propósito do Museu da Farmácia de revelar a história da saúde e da farmácia ao longo dos tempos, relacionando, no contexto da sua colecção, as distintas culturas e civilizações que integram a sua exposição permanente.

 

Data:  10 de Agosto, 17h00 (Duração: 60 minutos).

Entrada: 6€ | Estudantes e Seniores: 4€.

Actividade limitada a 10 participantes.

Para inscrições e informações: museudafarmacia@anf.pt.

 

Nota: o valor de inscrição inclui o acesso à exposição temporária "Um Mundo de Máscaras".

 

21.º Aniversário: 21 razões para visitar o Pavilhão do Conhecimento

transferir.pngNo próximo dia 25 de Julho, sábado, o Pavilhão do Conhecimento celebra 21 anos de portas abertas e oferece a entrada aos seus visitantes.

Nesta data especial, o "Pavilhão da Ciência" apresenta um programa com três novidades imperdíveis: exactamente um ano depois de ter lançado o concurso para a criação de um espaço de pensamento e reflexão que fosse parte integrante da área expositiva do museu, inaugura o módulo "Tempo para Pensar", uma ideia original da estudante de Biologia Carolina Almeida com a curadoria do Teatro Aberto.

Da reflexão passamos para a acção, com o lançamento do livro "Noite no Museu", escrito por Rosalia Vargas, Directora do Pavilhão do Conhecimento. A simpática robô Viva, que agora não dispensa a sua máscara de protecção, é a chave do enigma nesta aventura que começa quando as luzes do museu se apagam...

E já que as máscaras passaram a fazer parte do nosso dia-a-dia, o museu desafia os seus seguidores a desenharem e partilharem, através das redes sociais e usando o hashtag #21anospavilhao, uma ilustração original inspirada no tema "Ciência, Tecnologia e Inovação". O vencedor do Concurso de Máscaras recebe um cartão dos Circuitos Ciência Viva para conhecer Portugal guiado pela curiosidade.

Se estas três novidades não forem suficientes, o Pavilhão do Conhecimento dá-nos mais 21 razões para uma visita, uma por cada ano de vida.
Uma cadeira que encolhe os visitantes, uma bicicleta para pedalar sobre um fio de arame a seis metros do chão, uma oficina a fervilhar de projectos, um corredor com uma ilusão de óptica de vários metros, uma bola de futebol assinada por Cristiano Ronaldo, uma tabela periódica gigante, um hotel de insectos, um pêndulo com uma esfera que pesa 250 kg, uma simpática robô que faz as honras da casa e uma exposição sobre o nosso órgão recordista em número de habitantes - 100 mil milhões! - são alguns dos motivos para não adiar mais uma ida ao Pavilhão do Conhecimento. Com segurança redobrada e a curiosidade de sempre.

Museu do Oriente dá as boas-vindas ao Ano do Rato | Ano novo chinês assinala-se a 25 de Janeiro com entrada gratuita no museu

 

 

O Museu do Oriente dá as boas-vindas ao Ano do Rato, o novo ano lunar chinês, com entrada gratuita no sábado, dia 25 de Janeiro, e actividades programadas para toda a família, que se prologam de 24 a 26 de Janeiro.

ano_novo2020.jpg

 

As celebrações iniciam-se na sexta-feira, 24 de Janeiro, às 19.00, com a visita performativa “Do camarim ao palco!”. Esta viagem pelo maravilhoso mundo do espectáculo, o calor dos aplausos e o brilho das luzes mostra, na primeira pessoa, como a vida de uma actor de Ópera Chinesa se conta desde tenra idade e como, no momento em que a personagem volta a dar ao lugar ao indivíduo, assistimos à partilha de todas as memórias vividas em palco.

 

No sábado de manhã, a partir das 10.00, os visitantes do Museu do Oriente são convidados a aprender a arte chinesa do Jianzhi, ou Recorte de Papel, numa oficina que ensina a criar ilustrações decorativas. Com cerca de 1.500 anos de História, esta tradição é classificada pela UNESCO como Património Imaterial da Humanidade, acreditando-se ter uma função essencialmente religiosa e espiritual, sendo utilizada por ocasião das celebrações do Ano Novo para atrair a sorte.

jianzhi1.JPG

 

Na China, estes festejos multiplicam-se desde a Lua Nova que marca o início do ano, até à Lua Cheia, com o Festival das Lanternas a marcar o encerramento das celebrações. A partir das 15.00, o Museu do Oriente desafia os mais novos a construírem a sua própria versão de lanterna chinesa, na oficina “Uma Festa das Lanternas”, indicada para crianças entre os 7 e os 12 anos.

 

A celebração musical tem início às 19.00, com o espectáculo “A Voz Lírica: Árias e Canções”, pela voz de Isabel Alcobia, acompanhada pela pianista chinesa Shao Ling. Montanha Yi Meng e Caminho da Luz Solar, as duas canções chinesas da abertura, articulam a serenidade de uma melodia montanhosa com a velocidade e energia moderna de uma canção urbana, representando um gesto de celebração ao Ano Novo Chinês. 

 

A encerrar os festejos, no domingo, 26 de Janeiro, “Um mistério de Ano Novo!” é o que terão de resolver os participantes da visita “No Museu me oriento com quase todos os sentidos…”. Através do toque, do som, do cheiro e de todas as histórias que se vão ouvir sobre ele, miúdos e graúdos terão de adivinhar de que objecto se trata, sem o poderem ver.

 

Segundo a tradição chinesa, o ano que agora inicia será positivo a todos os níveis, de bonança e paz mundial, uma vez que o Rato é um animal reverenciado pelo seu raciocínio rápido e capacidade de acumular e manter objectos de valor, sendo símbolo de boa sorte e riqueza.

 

A entrada no Museu do Oriente é gratuita no dia 25 de Janeiro, mas as actividades programadas, pagas, requerem inscrição ou compra de bilhete.

 

Visita performativa “Do camarim ao palco!”

24 de Janeiro

19.00

Público-alvo: famílias com crianças M/ 5 anos [acompanhados por um adulto]
Preço: 6 €/ participante

Participantes: mín. 14, máx. 26

 

Workshop Jianzhi – Tradicional Arte de Recorte de Papel

25 de Janeiro

10.00-13.00

Preço: 35 €

Participantes: mín. 7, máx. 15

 

“Uma Festa das Lanternas”

Sábados em Oficina

25 Janeiro

Horário: 15.00-17.00
Público-alvo: 7-12 anos
Preço: 5 €/ participante

Participantes: mín. 8, máx. 15

 

A Voz Lírica: Árias e Canções

Ciclo Piano Forte

Recital com Isabel Alcobia (canto) e Shao Ling (piano)

25 de Janeiro

Auditório

19.00

Duração: 75’, com intervalo

Público: M/6 anos

Preço: 12 €

 

“No Museu me Oriento com Quase Todos os Sentidos…”

Em colaboração com Locus Acesso

26 de Janeiro

Horário: 11.00-12.00 
Público-alvo: M/ 7 anos 
Preço: 5 €/ participante

Participantes: mín. 15, máx. 20

 

 

www.museudooriente.pt

 

MAAT celebra terceiro aniversário com fim de semana de portas abertas

MAAT celebra terceiro aniversário com fim de semana de portas abertas

 

Legendary Tiger Man apresenta-se em palco para um cine-concerto.

Alice Joana Gonçalves com Daddy G. marcam 5 de outubro, dia do aniversário do museu.

Visitas guiadas às exposições e oficinas para a família fazem parte do programa.

Fim de semana especial encerra com Out Jazz à beira-rio.

 

 

 

O Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia (MAAT) comemora o terceiro aniversário no próximo dia 5 de outubro e assinala a data com um open weekend.

Durante este fim de semana de portas abertas –dias 4, 5 e 6 de outubro – vai ser possível conhecer gratuitamente as novas exposições e participar em visitas guiadas e oficinas para crianças.

 

NOVAS EXPOSIÇÕES

  • Anima Vectorias, da artista Angela Bulloch: uma instalação concebida para a Galeria Oval do MAAT.

O projeto compreende trabalhos em vídeo, que integra múltiplas projeções, animações 3D, avatares e dispositivos de realidade virtual

(exposição até 20 de abril de 2020). Curadoria de Inês Grosso e João Ribas.

  • Economia de Meios, uma exposição que integra a 5.ª edição da Trienal de Arquitetura de Lisboa, com o título ‘A Poética da Razão’:

a exposição propõe uma tipologia das formas pelas quais a economia de meios se exerceu até agora, e questiona as formas através das quais ela se poderia exercer hoje

(exposição até 13 de janeiro de 2020). Curadoria de Éric Lapierre.

  • Ama como a Estrada Começa, de João Pedro Vale e Nuno Alexandre Ferreira: ‘Ama como a Estrada Começa’ é um trabalho inédito pensado para a Project Room

e assume-se como uma reflexão sobre espaços de controlo e dissidência dos corpos (exposição até 20 de abril de 2020). Curadoria de Inês Grosso.

  • Dreamers Never Learn, de Vasco Barata: o artista transforma o espaço expositivo numa instalação em que os visitantes são imersos num ambiente urbano semiabandonado.

O espaço está fisicamente ‘ocupado’ e ao mesmo tempo mostra as repercussões de uma cheia e respetivos despojos

(exposição até 27 de janeiro de 2020). Curadoria de Carolina Grau.

 

ATIVIDADES E OFICINAS

4 de outubro:

  • Concerto de Legendary Tiger Man (One Band Man), 19h.

 

5 de outubro:

  • Oficina para famílias ‘Carrinhos Solares’, 11h30.
  • Visita à exposição ‘Playmode’, 12h.
  • Visita ‘Percurso Monumental’ (Central Tejo), 15h.
  • ‘Oficina do Cego’, 15h30-17h30.
  • Visita acessível temática arquitetura para públicos normovisuais + invisuais ou baixa visão, 16h.
  • Arquitetura em Curtas: Festival de Curtas Metragens sobre Arquitetura, 16h-18h.
  • Performance de Alice Joana Gonçalves + Daddy G., 17h-19h.
  • Legendary Tiger Man em cine-concerto, ‘How to Become Nothing’ + Lançamento Livro + Vinil + Conversa com Paulo Furtado, Rita Lino e José Pedro Cortes, 19h.

 

6 de outubro:

  • Estórias Com Asas ‘E Se, de Repente Tudo Fosse ao Contrário?’, 11h - 12h.
  • Oficina para famílias ‘Não Acordes o Dragão’ (Central Tejo), 15h.
  • Oficina para famílias exposição ‘Playmode’, 15h30-17h30.
  • Performance ‘Salão para o Século XXI’, de Isabel Costa, 16h-17h.
  • Visita ‘Percurso Secreto’ (Central Tejo), 16h.
  • Visita à exposição de Angela Bulloch, 16h30.
  • Out Jazz, 17h.

 

Programa exclusivo para membros:

Visita ‘Jogo MAAT à Descoberta’, 15h30-17h.

Visita à exposição ‘Playmode’, com a curadora Patrícia Gouveia, 16h-17h.

 

O MAAT vai estar aberto sexta-feira e sábado até às 21h e domingo até às 19h.

Para participar nas visitas orientadas e nas oficinas deverá inscrever-se através do e-mailvisitar.maat@edp.pt.

 

 

Museu do Oriente assinala Dia Europeu das Fundações e Doadores | Entrada e actividades gratuitas no dia 1 de Outubro

Entrada e actividades gratuitas no dia 1 de Outubro

 

Museu do Oriente assinala Dia Europeu das Fundações e Doadores

Fundações e Doadores-min.jpg

 

Uma visita orientada às exposições e uma visita-jogo dedicada aos mais novos são as iniciativas que o Museu do Oriente preparou para assinalar o Dia Europeu das Fundações e Doadores, a 1 de Outubro. Neste dia, a entrada no museu da Fundação Oriente também é gratuita.

A partir das 10h30, crianças entre os 6 e os 12 anos são convidadas a “Coleccionar para doar”, numa visita-jogo que dá a conhecer as colecções que o Museu do Oriente alberga e os colecionadores que ajudam a manter a história viva através dos seus objectos.

 

A ideia de abrir em Lisboa um museu dedicado ao Oriente coincide com a data da própria constituição da Fundação Oriente, em 1988, com o objectivo de realizar acções de carácter cultural, educativo, artístico, científico, social e filantrópico que visem a valorização e a continuidade das relações históricas e culturais entre Portugal e a Ásia. Na visita orientada “Da ideia à concretização: o museu da Fundação Oriente”, às 17h00, faz-se um percurso pelas colecções do Museu do Oriente.

 

Dia das Fundações e Doadores – 1 de Outubro

Entrada e actividades gratuitas

 

Visita-jogo “Colecionar para doar?”

10h30-11h30

Público-alvo: 6-12 anos

Participantes: máx. 25

 

Visita orientada “Da ideia à concretização: o museu da Fundação Oriente”

17h00-18h00

Público-alvo: A partir dos 16 anos

Participantes: máx. 25

 

www.museudooriente.pt