Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Metro de Lisboa reforça oferta durante o SBSR

 

De 19 a 21 de julho todos os caminhos do Metro vão dar à estação Oriente

 

 

À semelhança de anos anteriores, o Metropolitano de Lisboa vai reforçar a sua oferta, durante o festival Super Bock Super Rock (SBSR), que se realiza esta semana, nos dias 19 a 21 de julho, no Parque das Nações, em Lisboa.

 

A estação Oriente, da Linha Vermelha, pela sua proximidade ao SBSR, é aquela que melhor serve as viagens de ida para o Festival.

 

Assim, o Metropolitano de Lisboa aposta no reforço do serviço nas linhas Vermelha e Verde e disponibilizará comboios de seis carruagens, até ao final da exploração (01h00), já na madrugada dos dias 19, 20 e 21 de julho.

 

Também nesses dias, no horário entre as 01h00 e as 05h00, os participantes no festival SBSR poderão utilizar para o regresso o serviço noturno da Carris, que funcionará sem horários pré-estabelecidos, mas de acordo com a afluência de passageiros.

 

Mais informações em www.metrolisboa.pt

 

 

 

Metropolitano de Lisboa comemora o Centenário do nascimento de Nelson Mandela

Metropolitano de Lisboa comemora

o Centenário do nascimento de Nelson Mandela 

 

 

O Metropolitano de Lisboa associa-se às comemorações do centenário do Nascimento de Nelson Mandela, apoiando a ação “Pontes Mandela”, levada a cabo pelo projeto Academia de Líderes Ubuntu do  IPAV - Instituto Padre António Vieira, juntando-se às diversas iniciativas festejadas, no âmbito desta efeméride, em todo do mundo.

 

O Metropolitano de Lisboa, no âmbito deste apoio, disponibilizará espaço na estação Campo Grande, no dia 18 de julho, entre as 07h00 e as 10h00 da manhã, para uma ação de distribuição de postais alusivos ao mais importante líder da África Negra, pai da moderna nação sul-africana e vencedor do Prémio Nobel da Paz de 1993.

 

A ação “Pontes Mandela” conta com diversas iniciativas ao longo de uma semana de comemorações alusivas à vida do Nelson Mandela e ao qual o Metropolitano de Lisboa não pode deixar de se associar, uma vez que num contexto internacional marcado pela fragmentação e pelo conflito, todos devem contribuir como construtores de pontes no sentido de minimizar discórdias.

 

O Metropolitano de Lisboa, como empresa socialmente responsável reafirma o seu objetivo no sentido de continuar a promover a transversalidade cultural, visando uma efetiva integração das políticas culturais, com vista a fomentar o interesse e a motivação para as vertentes de qualidade que, neste domínio, se pretendem sejam amplamente difundidas.

FAMALICÃO: MAIS DE 100 CRIANÇAS E JOVENS ESTREIAM PROJETO PIONEIRO DE EDUCAÇÃO ARTÍSTICA EM PORTUGAL

  FAMALICÃO: MAIS DE 100 CRIANÇAS E JOVENS ESTREIAM PROJETO PIONEIRO DE EDUCAÇÃO ARTÍSTICA EM PORTUGAL
 
  CENTRO ARTÍSTICO 'A CASA AO LADO' TRANSFORMOU UMA QUINTA NUM ESPAÇO QUE, AO LONGO DO VERÃO, VAI POTENCIAR A VOCAÇÃO ARTÍSTICA DOS MAIS NOVOS
 
 

- São mais de 100 as crianças e jovens que, ao longo dos meses de julho e agosto, vão participar na estreia do 'ARTcamp 2018', projeto inovador no campo da Educação Artística em Portugal e que transformou uma quinta nas imediações do centro de Famalicão, em Requião, num espaço em que todos os detalhes foram idealizados para potenciar fatores como a criatividade, a expressão individual e a capacidade de representação gráfica.

Implementado pel'A Casa Ao Lado', centro artístico que desde 2005 tem vindo a desempenhar um papel ativo na dinamização cultural da cidade, o conceito do projeto 'ARTcamp 2018' assume uma vocação pedagógica, recorrendo às diferentes formas de expressões artísticas para dar largas à criatividade dos mais jovens.

"O programa do 'ARTcamp 2018' vai proporcionar o contacto e a experimentação de atividades do campo artístico tão diversas como a pintura de murais, escultura e modelação de peças em barro, passando pela azulejaria, pirogravura e até Land Art, uma técnica em que os elementos presentes no meio ambiente são trabalhados de forma a que as obras de arte produzidas se integrem na própria Natureza", conta Ricardo Miranda, diretor artístico d'A Casa Ao Lado'. 

A partir do próximo domingo, 15 de julho, a Quinta d'A Casa Ao Lado' abre as portas aos primeiros "artistas", que serão divididos em dois grupos - Artistas de palmo e meio (dos 6 aos 11 anos) e Jovens artistas (dos 12 aos 16 anos). O programa de atividades terá a duração de 5 dias e, até ao final do mês de agosto, a quinta acolherá, todas as semanas, novos grupos de crianças e jovens.

"Procuramos alertar as nossas crianças e jovens para as realidades que existem à sua volta, fomentando as suas capacidades interventivas para as transformar, desenvolvendo um espírito crítico e criativo. Os estímulos à exploração do lado artístico destas crianças e jovens serão uma constante, pois todas as manhãs, tardes e inícios de noite contemplam atividades criteriosamente delineadas para, de uma forma divertida, os colocar em contacto com os elementos da arte e do grafismo", explica Ricardo Miranda.

Entre outras atividades, os programas semanais do 'ARTcamp 2018' incluem uma caminhada cultural de 5 Km, de Requião à Pousada de Saramagos, sessões de oficina dedicadas à aprendizagem e experimentação das técnicas utilizadas por artistas nacionais contemporâneos, como o grafitter Vhils e o artista de rua Bordalo II, e visitas à Fundação José Rodrigues e à Fundação Castro Alves. 

ESCOLAS DE GUIMARÃES E TONDELA VENCEM COMPETIÇÃO 'CONCERTOS IMPROVÁVEIS' DA TRANSDEV

 

 

ESCOLAS DE GUIMARÃES E TONDELA VENCEM COMPETIÇÃO 'CONCERTOS IMPROVÁVEIS' DA TRANSDEV
 
  COMO PRÉMIO, AMBOS OS MUNICÍPIOS VOLTAM A RECEBER UM CONCERTO GRATUITO DA BANDA "OS NOVA", NAS FESTAS DA CIDADE
 
 

O Agrupamento de Escolas de Santos Simões, em Guimarães, e o Agrupamento de Escolas de Tondela - Cândido Figueiredo, foram os vencedores da competição 'Concertos Improváveis', promovido pela Transdev. 

Esta competição foi lançada no decorrer da digressão que a banda 'OS NOVA' realizou em parceria com a Transdev, entre abril e junho deste ano, na qual percorreram mais de 10 municípios de todo o país e surpreenderam milhares de crianças, com a realização de 'Concertos Improváveis' em 31 escolas. 

Durante a digressão, a Transdev desafiou os alunos de Educação Visual e Educação Musical das 31 escolas a apresentarem aos elementos d'OS NOVA' um cartaz de divulgação de um concerto da banda ou uma atuação musical. 

Com as preferências da banda a recaírem num cartaz promocional desenvolvido pelos alunos de Guimarães e numa atuação musical dos alunos de Tondela, ambos os municípios asseguraram, como prémio, a realização de um concerto gratuito d'OS NOVA'.

Em Guimarães, em data ainda a definir, o concerto d'OS NOVA' vai integrar as comemorações das Festas Gualterianas, a realizar no primeiro fim de semana de agosto. 

Em Tondela, 'OS NOVA' vão atuar em data ainda a anunciar, no decorrer da FICTON - Feira Industrial e Comercial de Tondela, que se realiza entre 7 a 16 de setembro. 

METRO APOIA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE APOIO A DOENTES ONCOLÓGICOS

METRO APOIA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE APOIO A DOENTES ONCOLÓGICOS

Ações de sensibilização em estações

 

O Metropolitano de Lisboa, no âmbito das suas práticas de responsabilidade social, encontra-se a apoiar a Associação Nacional de Apoio a Doentes Oncológicos (ANADO) através da disponibilização de espaço nas suas estações para o desenvolvimento de uma série de ações que têm como principal objetivo sensibilizar um maior número de pessoas para a temática da prevenção do cancro, com especial incidência no cancro de mama.

Esta campanha de sensibilização encontra-se a decorrer na estação de Metro do Colégio Militar/Luz até ao próximo dia 22 de julho e circulará, sucessiva e rotativamente por mais 3 estações, designadamente na Estação Alameda, de 23 de julho a 05 de agosto, na Estação Jardim Zoológico, de 06 a 19 de agosto e na Estação S. Sebastião, de 20 de agosto a 02 de setembro, no horário compreendido entre as 08h00 e as 20h00.

As ações “face to face” serão conduzidas por voluntários ao serviço da ANADO, prevendo a oferta de materiais informativos e a venda, por valores simbólicos, de produtos publicitários de assinatura da campanha. Os fundos obtidos revertem para a aquisição de próteses mamárias externas e mangas elásticas destinadas aos doentes mais desfavorecidos.

Esta iniciativa integra um conjunto mais vasto de projetos desenvolvidos pelo Metropolitano de Lisboa, em parceria com outras entidades relevantes, visando a promoção de boas práticas e de estilos de vida saudáveis no domínio da responsabilidade social e de uma atitude socialmente mais responsável, numa perspetiva de cooperação, interajuda e envolvimento contínuo com a comunidade. 

 

Número de Visitantes sempre a aumentar nos Museus e Monumentos do Norte

Mais de 620 mil pessoas visitaram Museus e Monumentos sob tutela da DRCN

 

O número de visitantes nos museus e monumentos sob alçada da Direção Regional de Cultura do Norte (DRCN) registou, durante o primeiro semestre de 2018, uma subida de 12,2% em relação ao período homólogo, totalizando 622 mil entradas.

Um aumento que acompanha a tendência global do último ano, já que em 2017, e pelo 4º ano consecutivo, aumentou o número de visitantes nos museus e monumentos tutelados pela Direção Regional de Cultura do Norte, registando, uma subida de 6,1% em relação ao ano anterior.

O Paço dos Duques de Bragança, em Guimarães, continua a ser o espaço museológico que mais visitantes atrai, registando, nos primeiros seis meses deste ano, um total de 174.892 entradas, o que se traduz numa subida de 9,3% por comparação com o mesmo período de 2017.

Quanto ao monumento mais visitado, o Castelo de Guimarães continua a liderar a tabela, com um total de 135.310 entradas durante o primeiro semestre de 2018, mais 9,4% do que no ano anterior.

De 2013 a 2017, registaram-se cerca de 2,7 Milhões de visitantes no conjunto museológico composto pelo Museu de Lamego, Museu dos Biscainhos e Museu D. Diogo de Sousa (Braga), Paço dos Duques e Museu de Alberto Sampaio (Guimarães), Museu da Terra de Miranda (Miranda do Douro) e Museu do Abade de Baçal (Bragança).

Se a estes resultados se somarem os registos de entradas nos principais monumentos geridos pela DRCN, constata-se um valor próximo dos 5 Milhões de visitantes, sendo de destacar a posição de relevo ocupada pelo Paço dos Duques de Bragança, em Guimarães, que nos últimos cinco anos registou mais de 1,5 Milhões de entradas.

A Direção Regional de Cultura do Norte desenvolve a sua atividade num território geográfico com caraterísticas únicas e onde, por exemplo, existem quatro locais classificados como Património Mundial pela UNESCO: o Centro Histórico do Porto, o Centro Histórico de Guimarães, o Alto Douro Vinhateiro e o Sítio de Arte Rupestre Pré-Histórica do Vale do Côa.

Tem sob a sua alçada os seguintes museus: Museu do Abade Baçal (Bragança), Museu de Alberto Sampaio (Guimarães), Museu de Arqueologia D. Diogo de Sousa (Braga), Museu dos Biscainhos (Braga), Museu de Lamego, Museu da Terra de Miranda (Miranda do Douro) e Paço dos Duques de Bragança (Guimarães); e um vasto conjunto de monumentos, composto por castelos, mosteiros, igrejas e sítios arqueológicos.

 

Lista completa de Monumentos e Museus: http://culturanorte.gov.pt/pt/patrimonio-a-norte/ 

 

 

NATIONAL GEOGRAPHIC ATRIBUI BOLSAS A ESTUDANTES EM PORTUGAL

 

  • Mais de 450 bolsas por ano em todo o mundo e em diferentes áreas de especialização

 

  • Candidaturas abertas até dia 10 de julho

 

 

 

A National Geographic Society (NGS) trabalha há mais de 130 anos para aumentar o conhecimento sobre o planeta e para incentivar a comunidade global a encontrar soluções para um futuro mais sustentável. Neste sentido atribui anualmente mais de 450 bolsas a exploradores de mais de 120 países - 20 destas bolsas já vieram para Portugal. As candidaturas estão novamente abertas até dia 10 de julho e podem ser feitas através do site: https://www.nationalgeographic.org/grants

 

A National Geographic investe em pessoas arrojadas e em ideias transformadoras nos campos da ciência e da exploração, atribuindo bolsas em diferentes áreas como a investigação, conservação, educação, storytelling e tecnologia.

 

Luís Fernambuco, General Manager da National Geographic Partners em Portugal explica: “Há 130 anos que a National Geographic promove a exploração, a investigação e a ciência. A atribuição de bolsas é um dos pilares da nossa intervenção e é graças aos nossos exploradores que conseguimos ir mais além nestes desígnios. Damos assim as boas-vindas a estes três novos bolseiros em Portugal, eles fazem agora parte de uma comunidade unida na missão de ajudar a conhecer melhor o mundo em que vivemos.”

 

No último ano, três portugueses foram premiados com as bolsas National Geographic Early Career. Os estudantes no Centro de Ecologia, Evolução e Alterações Ambientais – cE3c, na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FCUL) - Gonçalo Curveira-Santos, Martina Panisi e Gonçalo Costa, foram distinguidos pela National Geographic com bolsas de investigação. O apoio foi entregue para desenvolverem projetos na área da Biodiversidade e Conservação. Com o apoio financeiro das bolsas Early Career, com as quais foram distinguidos pela National Geographic, os investigadores nacionais estão focados em projetos de investigação, educação e storytelling.

 

Gonçalo Curveira-Santos, Martina Panisi e Gonçalo Costa vão respetivamente trabalhar em projetos de compreensão de como os carnívoros respondem à influência do homem nos ecossistemas do Sul de África, aprender com os búzios gigantes das florestas de São Tomé e Príncipe e por último conhecer as cigarras de Marrocos. Os projetos vão decorrer ao longo dos próximos 12 meses e vão permitir aos jovens dar continuidade e aprofundar o trabalho que estão a desenvolver no Centro de Ecologia, Evolução e Alterações Ambientais.

 

As bolsas Early Career da National Geographic têm como objetivo dar a oportunidade a estudantes em início de carreira de liderar um projeto, não sendo necessário que os candidatos tenham uma formação avançada. Mais informações sobre o Programa de Bolsas National Geographic disponíveis aqui.

 

Academia Portuguesa de Cinema celebrou o 7º aniversário com a entrega dos Prémios Nico

 

A 2ª edição dos Prémios Nico, que celebram jovens talentos do mundo do cinema português cujo trabalho transmite as qualidades e sonhos que todos reconheciam em Nicolau Breyner, decorreu ontem, 5 de julho, às 20h00, no restaurante “39 Degraus”, na Cinemateca Portuguesa. Tal como o ano passado, a entrega dos galardões tornou a acontecer durante as comemorações do 7º aniversário da Academia Portuguesa de Cinema, que contou com a presença de elementos da direção, patrocinadores, dos premiados e demais convidados.

Este ano, os distinguidos com os Prémios Nico foram o realizador Pedro Pinho, autor do filme “A Fábrica de Nada”, nomeado ao Prémio Sophia de Melhor Filme; o ator José Pimentão, nomeado ao Prémio Sophia de Melhor Ator Principal pela sua revelação em “Al Berto”; e a atriz Oksana Tkach, protagonista do filme mais visto nas salas de cinema portuguesas, “O Fim da Inocência” (2017) de Joaquim Leitão.

Para Paulo Trancoso, Presidente da Academia Portuguesa de Cinema, “os premiados deste ano são três bons exemplos de talento e trabalho árduo que Nicolau Breyner tanto prezava”. Na hora de aceitarem as estatuetas, Pedro Pinho e José Pimentão concordaram na honra de serem distinguidos com um prémio que não só premeia o trabalho já feito, como um futuro promissor para cada um. Tó Romano agradeceu o prémio por Oksana Tkach, que se encontra fora do país.

 

Sobre os premiados:

Pedro Pinho

image007.jpg

 

Apesar de ter começado nos documentários, é nas longas-metragens de ficção que o realizador e cofundador da produtora Terratreme Filmes, Pedro Pinho, agora dá mais cartas. Nasceu em 1977 e formou-se em Cinema, na Escola de Teatro e Cinema, em Lisboa, e na Escola Louis Lumière, em Paris. Entre 2005 e 2006 frequentou os cursos de Direção e Escrita do London Film School, na Fundação Calouste Gulbenkian. 

A sua primeira obra, o documentário Bab Sebta (2008), estreou no FID Marseille (prémio Marseille Esperance 2008), foi premiado como Melhor Filme no DOCLISBOA e Fórum DOC BH (Brasil) e foi ainda exibido em mais de 30 festivais em todo o mundo. A sua primeira longa-metragem de ficção, "Um Fim do Mundo" estreou na Berlinale 63 (2013) e foi premiado com os prémios D. Quijote e Melhor Fotografia no Caminhos, Festival de Cinema Português e nomeado para os Globos de Ouro portugueses. Em 2014, Pedro codirigiu com Luisa Homem o documentário "As Cidades e as Trocas", que estreou no FID Marseille e foi exibido na Art of the Real, Lincoln Center em Nova Iorque. 

O seu mais recente filme, “A Fábrica de Nada”, que estreou em 2017, foi um dos candidatos mais premiados aos Sophia 2018, tendo arrecadado as estatuetas de Melhor Argumento Adaptado e Melhor Montagem, e venceu o prémio FIPRESCI (da Federação Internacional de Críticos de Cinema) na última edição do Festival de Cannes.

 

José Pimentão

image009.jpg

 

A representação não foi sempre o destino que José Pimentão via à sua frente. O jovem é mestre em Gestão e Administração de Empresas na Universidade Católica de Lisboa, com especialização em Estratégia e Empreendedorismo. Só mais tarde entrou para a ACT – Escola de Atores, onde trabalhou com Beatriz Batarda, Nuno Pino Custódio e Vicente Alves do Ó. Tendo sido a música que o levou a pisar os palcos pela primeira vez – foi guitarrista e vocalista de uma banda rock durante 9 anos - desde 2013 que tem desenvolvido a sua atividade em teatro, televisão e cinema.

Participou na série Filha da Lei (2017) e, no grande ecrã, é principalmente conhecido pelos papéis que desempenhou em Turn (2014), Lux (2015), Ivan (2017), e um dos mais recentes, Al Berto (2017), pelo qual foi dos nomeados ao Prémio Sophia de Melhor Ator Principal na cerimónia deste ano.

Oksana Tkach

image010.jpg

 

Aos 20 anos, a atriz de origem ucraniana, a viver em Portugal desde os 4, é uma das grandes revelações do cinema português. Começou este ano a licenciatura em Ciências Políticas e Relações Internacionais tem o sonho de um dia vir a trabalhar na ONU. A par com os estudos mantém a carreira de modelo na Central Models. Fez pequenas participações em séries e videoclips.

A estreia no grande ecrã aconteceu no filme, “O Fim da Inocência” de Joaquim Leitão, onde se destacou pelas intensas cenas físicas e psicológicas que desempenhou enquanto protagonista. O filme foi visto nas salas de cinema portuguesas por mais de 82 mil espectadores.

 

 

Protocolo estabelece cooperação e reforça parceria entre Município de Palmela e ATA - Acção Teatral Artimanha

Protocolo estabelece cooperação e reforça parceria entre Município de Palmela e ATA 

 

 

A Câmara Municipal de Palmela aprovou, por unanimidade, na reunião pública de 4 de julho, um Protocolo de Cooperação entre o Município e ATA – Acção Teatral Artimanha. O documento, estabelece a cooperação entre as duas partes ao nível do desenvolvimento cultural local, nomeadamente, através da promoção da atividade teatral em Pinhal Novo e no concelho, cooperação com os agentes locais, educativos e turísticos locais e cooperação em projetos culturais municipais de interesse para o desenvolvimento local.

De acordo com o Protocolo, o Município atribuirá, anualmente, um apoio financeiro de 3 mil euros e compromete-se, entre outros aspetos, a estimular e apoiar a itinerância de espectáculos, ceder a utilização de equipamentos municipais, apoiar a promoção das atividades e garantir parcerias técnicas de apoio à elaboração de candidaturas a financiamentos comunitários.

O ATA – Acção Teatral Artimanha tem assumido, ao longo da sua existência, um papel fundamental no desenvolvimento da atividade teatral no concelho, destacando-se também a sua intervenção em organizações federativas nacionais. Recorde-se que, em 2009, o ATA assinou contrato de comodato com a  autarquia, para utilização de um espaço em Pinhal Novo para o desenvolvimento das suas atividades, uma parceria que tem sido muito importante para o trabalho desenvolvido pelo grupo, nomeadamente, na formação de atores e para a divulgação do concelho de Palmela.

 

 

 

Alegro Alfragide oferece bilhetes para o NOS Alive'18

Cartaz-geral-NOS-Alive.jpg

 

 

São mais de 40 entradas na 12ª edição do NOS Alive’18 que o Alegro Alfragide tem para oferecer através da dinamização de passatempos que decorrem no centro comercial, no seu site e no seu perfil de Instagram.

 

Os bilhetes para o NOS Alive’18 estão esgotados, mas no Alegro Alfragide ainda é possível habilitar-se a assistir aos concertos dos artistas que vão passar pelos palcos daquele que já é considerado um dos melhores festivais de música do mundo.

 

De 30 de junho a 8 de julho, cada 20€ em compras podem valer 1 bilhete diário para o NOS Alive’18. Basta apresentar os talões comprovativos no balcão de informações e girar a roda de prémios do Alegro Alfragide. Se o bilhete escapar à primeira tentativa, são permitidas mais participações (é obrigatória a leitura completa do regulamento) *.

 

Mais há mais passatempos a decorrerem! Para celebrar o seu novo site, até ao dia 1 de julho os festivaleiros que aqui partilharem a história mais caricata que já viveram no NOS Alive, desde encontros de terceiro grau a desencontros épicos ou perdidos e achados bizarros, habilitam-se a ganhar bilhetes. Os autores das três melhores serão premiados com 2 bilhetes diários para voltarem a viver experiências inéditas no festival*.

 

Criatividade é o que se pede para a participação no passatempo a decorrer na página de Instagram do Alegro, que vai oferecer 6 bilhetes diários. Serão premiados os participantes que partilhem a melhor foto, vídeo ou boomerang, tirada no centro comercial, mas a remeter para o festival*.

 

Este é o sétimo ano consecutivo em que o Alegro Alfragide se associa ao NOS Alive numa parceria que pretende ajudar os festivaleiros a chegarem confortavelmente ao festival, através da oferta de estacionamento e transporte gratuito, e dá bilhetes para os mais audazes.

 

A grande novidade desta parceria, que permite ainda a troca dos passes de 2 ou 3 dias pelas pulseiras nos dias 11 e 12 de julho (junto ao Balcão de Informações), é que este ano para apanhar a boleia do Alegro BUS é necessário fazer uma inscrição prévia, obrigatória, no site do Alegro Alfragide.

 

Participa e agarra esta oportunidade de entrar no NOS Alive’18 da melhor forma!

 

* Consulta de todos os regulamentos obrigatória em www.alegro.pt