Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Conferência | Elisabeth Kübler-Ross e o sentido da Vida

a8ebfe2e-fa22-44c8-bf5e-a0e166193090.jpg

 

Terça, 20 de Agosto, 19h30
Fundição de Oeiras
(por detrás da Estação de C.F. Oeiras)

 


Entrada livre mediante inscrição
no seguinte formulário: https://bit.ly/2OaIMT5


Conferência por 

Severina Gonçalves

Logoterapeuta e subdirectora da Nova Acrópole Oeiras-Cascais
 

"Elisabeth Kübler-Ross foi uma mulher incrível. Desde jovem assumiu uma atitude constante humanista e das experiências aparentemente mais duras que enfrentou na sua vida retirou delas a sabedoria para viver. Soube transmitir como ninguém a oportunidade que guarda cada momento na vida, cada mudança, cada ausência.

Este é um convite a aprendermos com o seu testemunho de perseverança, amor e inteligência audaz, como médica e como ser humano!

Apresentaremos uma abordagem teorico-prática."

(Severina Gonçalves)

 *

  Próxima actividade do Programa de Verão

                                                  da Nova Acrópole Oeiras-Cascais:

330b792f-8ece-4b7c-95eb-c7541669b4cc.jpg

 


"Irão - da Épica Persa à Sabedoria dos Grandes Poetas"

 27 de Agosto | 19h30 | Espaço Arkhé

 

Entrada livre mediante inscrição
no seguinte formulário: https://bit.ly/2Y8QX1Y

 

Informações:
oeiras-cascais@nova-acropole.pt

963 925 758



Organização:
Nova Acrópole Oeiras-Cascais
Espaço Arkhé


Apoio:
Câmara Municipal de Oeiras

AS ACROBACIAS CIRCENSES E A MÚSICA MEDITERRÂNEA ENCANTAM OEIRAS

les p'tit bras.jpg

 

AS ACROBACIAS CIRCENSES E A MÚSICA MEDITERRÂNEA ENCANTAM OEIRAS
Está de volta a XXVII edição do Festival Sete Sois Sete Luas
com um vasto programa de artistas internacionais

A magia da música do mundo mediterrânico e lusófono volta a enriquecer a programação da XXVII edição do Festival Sete Sóis Sete Luas, o habitual evento de verão que anima Oeiras há mais de vinte anos, transformando-a num verdadeiro ponto de encontro de artistas internacionais. Uma iniciativa que conta com o valioso apoio do Município de Oeiras e do programa Europa Criativa.

Muitos são os nomes agendados no programa que, através de uma rica proposta de concertos e espetáculos, no mês de junho, julho e agosto, envolverão na Fábrica da Pólvora de Barcarena, artistas de França, Israel, Itália, La Reunion, Marrocos, Portugal, Cabo Verde, Brasil, Guiné-Bissau e Espanha.

Na abertura do Festival, no dia 20 de junho, às 19 horas,o excecional espetáculo de Yldor Llach, artista catalão circense da companhia francesa de circo aéreo acrobático «Les P’tits Brás», apresenta um original e incrível espetáculo de bicicleta acrobática, em que interage de forma natural e dinâmica com o público e onde as suas virtudes de acrobata ganham a admiração incondicional de participantes de todas as idades, desde os mais jovens aos adultos.

As acrobacias continuarão no dia 23 de junho,sempre às 19 horas, com o espetáculo "Bruits de Coulisses"a nova produção da conhecida companhia francesa de circo aéreo acrobático Les P’tits Brás. Um espetáculo inspirado no universo barroco e no seu ambiente fantástico. O público será convidado a entrar num ambiente teatral do século XVII, onde irá assistir a histórias entre o sonho e a realidade, entre a ilusão e a verdade, com fantasia, poesia e humor. O estilo barroco é a estética de base dos 5 personagens cuja humanidade será inspirada numa liberdade fantástica que vai passar pelas diferentes épocas. O jogo de ilusões do espetáculo “Bruits de Coulisses” inspira-se na ideia barroca segundo a qual “a vida é um teatro”.

Nos meses de julho e agosto, o Festival dará espaço à música com uma rica programação de concertos a decorrer todas as sextas-feiras às 22 horas.

No dia 5 de julho, subirá ao palco Festival Sete Sóis Sete Luas a Orkestra Popular des 7Luas, que animará a noite com música popular portuguesa, ritmos brasileiros e guineenses, melodias andaluzes e ritmos do sul da Itália. Esta produção original do Festival SSSL conta com a participação de 6 prestigiados artistas provenientes das mais diversas culturas musicais enraizadas nos Países da Rede Sete Sóis Sete Luas. Diferentes espíritos do Mediterrâneo e do mundo lusófono reúnem-se nesta orquestra: o percussionista do Brasil Roberto Mello (direção musical), a cantora Barbara Eramo de Itália, o guitarrista andaluz Javier Blanes, o músico portugués Ricardo Coelho (gaita-de-foles e flautas), o cantor da Guiné-Bissau Manecas Costa (voz e baixo) e o italiano Vanni Masala da ilha da Sardenha (acordeão).

E seguida,no 12 de julho, será a vez de apresentar a Maio 7LuasBand. Esta produção também original do Festival Sete Sóis Sete Luas conta com a participação de 5 prestigiados músicos do Maio, uma das ilhas mais periféricas do arquipélago de Cabo Verde. O reportório do grupo aposta em temas criados por compositores da ilha e defende por isso a tradição musical do Maio, utilizando o crioulo, que confere aos seus temas uma emoção especial. Os músicos, Tote Xinoca na voz e cavaquinho, Tó no baixo, Mauro no piano e cavaquinho e Nuno na guitarra foram dirigidos musicalmente pelos mestres José Peixoto e José Barros (Portugal) no âmbito do projeto de cooperação promovido pelo Festival SSSL. Como special guests estão o músico e compositor cabo-verdiano Tibau Tavares e o baterista português André Sousa Machado.

A programação continua no 19 julhocom o concerto da MedArabJewishOrkestra. Esta ambiciosa nova criação musical pretende promover o diálogo intercultural, com a presença de músicos judeus, muçulmanos e cristãos, representativos dos três mundos culturais e religiosos típicos do Mediterrâneo e do sul da Europa. Esta criação pretende oferecer uma contribuição para a aproximação entre as diferentes culturas das duas margens do Mediterrâneo. Conta com a participação de 6 prestigiados mestres representativos de 6 diferentes culturas: Stefano Saletti de Itália (direção musical e bouzouki), Eden Holan de Israel (voz) Arnaud Cance da França (guitarra, voz e acordeão), Harry Perigone da ilha de La Réunion no Oceano Índico (percussões) Soukaina Fahsi de Marrocos (voz) e Carlos Menezes de Portugal (baixo).

Em julho o Festival apresenta o seu último espetáculo no dia 26 com Amiltox diretamente do Pais Basco e retomará no dia 2 de agostocom Les Voix des 7Sóis, concerto de abertura deste mês. Esta criação artística original de 2019 do Festival Sete Sóis Sete Luas, surge do trabalho conjunto de 6 incríveis músicos provenientes das diversas margens do Mediterrâneo, do mundo lusófono e francófono. Todas estas culturas musicais, instrumentos diferentes e jovens talentos internacionais se encontram para partilhar tradições e criar temas musicais inéditos. São o testemunho da possibilidade de compreensão e colaboração, transmitindo as vibrações emocionantes dos Países da Rede do Festival Sete Sóis Sete Luas.

Com a direção musical do compositor, guitarrista e pianista português Nuno Dario, participam nesta orquestra o baixista esloveno Teo Collori, o flautista francês Damien Fadat, o percussionista português Ruca Rebordão e as jovens cantoras Paola Bivona de Itália e Hadil Mechrgui da Tunísia.

O Festival continua o mês de agosto com o concerto de Alessio Boni no dia 9 e Mondoloni no dia 16. A sua música combina um estilo moderno e brilhante com profundas raízes da Córsega: vem de melodias étnicas e tradicionais, transmitidas de geração em geração, que marcaram a vida dos ilhéus durante décadas. Variações, toques pessoais e improvisações desempenham um papel importante dentro desta tradição musical, uma característica encontrada na música de Mondoloni. O seu grupo já realizou centenas de concertos em toda Europa.

Os concertos proseguem também no dia23 de agosto com Manecas Costa e Micas Cabral, duas vozes, dois músicos, que são verdadeiros tesouros do património musical guineense. Os dois apostam num revisitar a Guiné-Bissau através de muitos clássicos, desde o pioneiro da música moderna guineense o grande José Carlos Schwartz às suas próprias canções.

 

A XXVII edição do Festival terminará com os concertos de Caixa de Pandora e Milli Vizcaino, a 30 de agosto e o espetáculo de dança de Bule-Bule a 31 de agosto.

Todos os espetáculos são gratuitos.

Conferência | Júlio César - do Escritor ao Político

55ce0da9-7048-4020-a92c-804d20eb01dd.jpg

 Júlio César - 
do Escritor ao Político


Terça, 13 de Agosto, 19h30
Espaço Arkhé

(Terraço em frente ao nº 51 da Av. dos Bombeiros Voluntários de Algés)

 


Entrada livre mediante inscrição
no seguinte formulário: https://bit.ly/2M5RcYX


Conferência por 

Antony Capitão


Membro e formador da Nova Acrópole Oeiras-Cascais
 
"O rapto dos piratas e os 20 talentos pelo seu resgate... o aviso de Sila, a Guerra das Gálias, a passagem do Rubicão, a descida do Nilo, os Idos de Março...

Júlio César... que certezas se podem ter acerca desta personagem? Já no seu tempo foi amado e odiado. O que é certo é que foi um homem extraordinário - um orador genial, um escritor refinado, um comandante lendário, um exemplo quase impossível de vontade e tenacidade.

Júlio César representa um novo ciclo na Vida de Roma - a passagem da República ao Império... cujos ecos ainda hoje se fazem sentir."

(Antony Capitão)

 
 *

  Próxima actividade do Programa de Verão

                                                  da Nova Acrópole Oeiras-Cascais:


"Elisabeth Kübler-Ross e o sentido da Vida"

 20 de Agosto | 19h30 | Fundição de Oeiras

e936aa72-d83d-480f-b366-66c017ee13bf.jpg

Entrada livre mediante inscrição
no seguinte formulário: https://bit.ly/2OaIMT5

 

Informações:
oeiras-cascais@nova-acropole.pt

963 925 758



Organização:
Nova Acrópole Oeiras-Cascais
Espaço Arkhé

 

Leonardo da Vinci e a Divina Proporção

62c6da07-a477-401e-b423-9fa4a60a4b01.jpg

 

 

Leonardo da Vinci
e a Divina Proporção

 

Terça, 16 de Julho, 19h30
Fundição de Oeiras

 Conferência por Paulo Loução
Investigador do Instituto Internacional Hermes

Entrada livre mediante inscrição
no seguinte formulário: https://bit.ly/2YG05vP

 

 

«Leonardo di Ser Piero da Vinci nasceu num período de ouro do Renascimento florentino. Logo na sua adolescência, o destino colocou-o no ateliê de Andreas Verrochio, uma verdadeira universidade de excelência, onde Leonardo aprofundou o conhecimento e o saber das artes que floresciam da luz renascentista ao lado de outros grandes génios como Botticelli e Ghirlandaio. Verrochio, o «vero olho», o «verdadeiro olho», VER como diria séculos mais tarde Almada Negreiros, penetrar mais além das aparências.

Nessa demanda estava latente a visão pitagórica do universo, um cosmos subjacente em arquitecturas áuricas, sentidas pela arte e matematizadas pela ciência. Essa perspectiva pitagórica é essencial para compreendermos a filosofia de Leonardo da Vinci, bem representada no seu célebre Homem de Vitrúvio, assim como em alguns dos seus cadernos de notas, como em grande parte dos seus quadros. Neste âmbito, tem particular significado a sua estreita amizade com Luca Pacioli, autor do tratado sobre a Divina Proporção, com desenhos do mestre Leonardo.» (Paulo Loução)

 

 

Informações:
963 925 758
oeiras-cascais@nova-acropole.pt



Organização:
Nova Acrópole Oeiras-Cascais
Instituto Internacional Hermes
Espaço Arkhé

Apoio:
Câmara Municipal de Oeiras
 

 

Gabriel o Pensador | 15 de Junho | Festas de Oeiras, 22H

view.php.png

 

Depois do single "DEIXA QUEIMAR" e, tal como prometido, Gabriel o Pensador, está de regresso aos palcos nacionais para celebrar os  25 anos de carreira e levar até junto do público todos os seus êxitos...
 
Este sábado, 15 de Junho, Festas de Oeiras, Jardim Municipal de Oeiras. Concerto de encerramento das festas de Oeiras. Ninguém vai
querer ficar em casa.
 
 
Próxima data - 28 de Julho - Pombal

 

Aula Aberta | 7 princípios da Natureza - um tesouro da sabedoria oriental

4bd5c715-1ae5-4d65-9d61-aa3bc51d9827.jpg

 

7 Princípios da Natureza
Um tesouro da sabedoria oriental


Terça, 21 de Maio, 19h30
Fundição de Oeiras

 

Entrada livre mediante inscrição
no seguinte formulário: https://bit.ly/2LRFcfm


Aula aberta por Paulo Loução
Escritor, investigador e director da Nova Acrópole Oeiras-Cascais


«Sábios da Índia e do Egipto antigos desenvolveram um amplo de trabalho de investigação da Natureza, nas suas variadas dimensões, e chegaram à conclusão que existe uma lei septenária que rege o universo em que estamos inseridos.

Esse conhecimento continua hoje válido para nos aventurarmos no conhecimento mais profundo ecossistema global em que estamos inseridos e também para conhecermos melhor a natureza humana, microcosmo, onde se reflectem as 7 dimensões do macrocosmo, segundo aquelas visões tradicionais, para as quais, em múltiplos aspectos, a ciência actual tem convergido nas últimas décadas». 
(Paulo Loução)
 
Este é um tema de introdução ao «Curso de Filosofia Prática - Ecologia Profunda e Sabedoria Viva» que a Nova Acrópole está a organizar e que terá início no dia 28 de Maio, com horário às terças das 19h30 às 21h30 (curso em 20 sessões).

espectáculo Infanto-Juvenil "O Sótão", no Palácio Flor da Murta.

UM “SÓTÃO” ONDE SE APRENDE A BRINCAR

 

Espetáculo infantojuvenil estreia no Palácio Flor da Murta

 

O Sótão miniatura.jpg

 

 

A Produtora Cenas & Quê estará em cena com o espetáculo “O Sótão”, no Palácio Flor de Murta, em Oeiras, a partir de 11 de Maio e até final de Junho, todos os sábados e domingos, às 16h00. Uma peça infantojuvenil que celebra a diversidade, a criatividade e o poder da brincadeira no desenvolvimento das crianças.

 

Seis crianças muito diferentes exploram um sótão, repleto de objetos desse estranho mundo que é o dos adultos. Todos têm ideias e interesses diferentes e só uma coisa os une aos seis: a brincadeira. Este é o mote para “O Sótão”, a mais recente produção da Cenas & Quê, que estará em cena no Palácio da Flor da Murta, em Oeiras, de 11 de Maio a 30 de Junho, aos sábados e domingos, sempre às 16h00.

 

Com texto de Liberto Luso, música original de Luís Macedo, encenação de Carlos Paiva e atuação de Mafalda Aragão, Pedro Beirão, Daniela Casimiro, Teresa Forjaz, Patrícia Nunes e Filipe Pinto, “O Sotão” é um espetáculo que celebra as diferenças, a criatividade e a forma que as crianças têm de vencer todas essas barreiras: a brincadeira. Conjugando o teatro, com a dança, sombras chinesas e a pantomima, o espetáculo é uma viagem ao imaginário infantil, livre dos preconceitos dos adultos.

 

Numa altura em que, cada vez mais, as brincadeiras infantis são solitárias e ligadas à tecnologia, “O Sótão” vem lembrar-nos da importância de brincar usando a criatividade sem limites das crianças. A peça apresenta-nos o poder do “faz de conta” como linguagem universal e reaviva memórias de infância, de forma a que não nos esqueçamos do quão importante é brincar para o desenvolvimento e felicidade das crianças.

 

A partir de dia 11 de Maio, Sábados e Domingos às 16h00, em Paço D’Arcos, as famílias vão poder ver “O Sótão” e brincar nos jardins do Palácio Flor da Murta. A produtora tem também opções para festas de aniversário.

 

O Sótão

De 11 de Maio a 30 de Junho
Sábados e Domingos às 16h00
M/ 6 anos
Local: Palácio Flor da Murta
Rua da Flor da Murta, Paço D’Arcos
Preçário: 8€
Disponível para Festas de Aniversário
Informações e reservas: cenaseque@gmail.com

 

Passatempo DE ABRIL A ABRIL

O Blog Cultura de Borla em parceria com a produtora Cenas & Quê tem bilhetes duplos para 0 espectáculo "DE ABRIL A ABRIL" para as sessões de 2 e 3 de Maio às 21h30 no Palácio Flor da Murta, Oeirasaos primeiros leitores que de 5 em 5 participações:

 

 Enviem um email para o culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ir ver DE ABRIL A ABRIL com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone.

 

 

Só é aceite uma resposta válida por endereço de e-mail e por concorrente pelo que não adianta enviar mais do um e-mail.

Excepto em casos de força maior que deverão ser atempadamente comunicados através do email culturadeborla@sapo.pt, contamos que os participantes aproveitem os bilhetes que ganharam, portanto concorra apenas se tem a certeza que pode estar presente.

 

21431990_oKStY.png

De Abril a Abril

Um homem, demasiado jovem para assistido ao 25 de Abril, ensaia um solilóquio sobre o que a revolução significa para ele hoje, enquanto escuta músicas de tributo à liberdade, interpretadas por Piano e Voz (Tiago Barbosa), Percussão (Ricardo Daniel) e guitarras (Pedro Soares). Surge outra personagem a quem a música desperta emoções e perspectivas antagónicas e enceta o diálogo: Uma, vive apaixonadamente as conquistas de Abril; a outra, cínica e desencantada, não entende nem se interessa. Será preciso reinventar Abril?

 

O público selecciona então de um baú as últimas músicas, canções que nos fazem lembrar Abril… e antes do cair do pano, sozinho em cena, a personagem inicial recria um texto histórico: O genial F.M.I. de José Mário Branco, interpretado com a força, a urgência e a importância de quem acredita que Abril tem de ser hoje, amanhã e sempre!

Datas:

25 e 27 de Abril às 21h30 e 28 de Abril às 16h00 no Auditório Carlos Paredes, Benfica

1, 2 e 3 de Maio às 21h30 no Palácio Flor da Murta, Oeiras.

Ideia Original: RevolutionArt

Texto Original: Liberto Luso

Actores: Helena Ávila, José Coelho

Direcção de Actores: Carlos Paiva

Banda Baú: Tiago Barbosa, Ricardo Daniel, Pedro Soares

Direcção Musical: Tiago Barbosa

Produção Executiva: Maria Ramires

Produção: Cenas&Quê / RevolutionArt

Informações e Reservas: cenaseque@gmail.com

Primeiras confirmações da 12ª edição do Festival Panda

fbd5c01a-fea9-41df-b930-ae3b71b4bfd0.png

“Trolls”, “Hey Duggee” e “Porquinha Peppa” são os primeiros personagens confirmados para o espetáculo principal da 12ª edição do Festival Panda, o maior evento infantil em Portugal, que este ano será dedicado à sustentabilidade ambiental e preservação da natureza, com o tema “Planeta Feliz”.
 
O mundo colorido, encantador e irreverente dos Trolls, o adorável cachorro Duggee, responsável por um centro de atividades para bebés e as divertidas façanhas de Peppa, a porquinha mais rechonchuda da televisão, são protagonistas de séries de animação de sucesso e farão as delícias dos mais pequenos nos vários dias de festival.  
 
Os primeiros espetáculos confirmados decorrem em Vila Nova de Gaia (Estádio Municipal Parque da Cidade), nos dias 29 e 30 de junho e em Oeiras (Parque dos Poetas) a 5, 6 e 7 de julho. Em breve serão revelados novos locais.
 
Depois de em 2018 ter consolidado o sucesso alcançado com um total de 75 mil visitantes, este ano esperam-se dias de pura euforia nos espetáculos de palco e através das diversas animações e atividades disponíveis no recinto, garantindo a todas as crianças e aos seus familiares um dia muito especial repleto de alegria na presença das suas personagens preferidas.
 
Os bilhetes estão à venda, na Bilheteira Online e nos locais habituais com garantia de desconto até 31 de maio, ao preço de 18 euros para uma entrada individual e de 49 e 59 euros para pacotes familiares de três e quatro bilhetes, respetivamente. Mais informações em www.canalpanda.pt.
 
O Festival Panda é uma produção conjunta do Canal Panda e da Lemon Live Entertainment, especialmente preparada para todas as famílias com crianças entre os 2 e os 10 anos de idade, disponibilizando duas sessões separadas, uma de manhã, com início às 9h00, e outra à tarde, com início às 15h30, bem como áreas de recreio e locais com sombras e espaços sentados.

INFORMAÇÕES ADICIONAIS:
PREÇOS
Até 31 de Maio:
Bilhete Individual: 18 €
Pack 3 bilhetes: 49 €
Pack 4 bilhetes: 59 €
 
A partir de 1 de Junho:
Bilhete Individual: 20 €
Pack 3 bilhetes: 55 €
Pack 4 bilhetes: 68 €
 
HORÁRIOS
Sessão da Manhã
Abertura das Portas – 09h00
Início dos Espectáculos – 10h30
Fim dos Espectáculos – 12h30
Encerramento do Recinto – 13h30
 
Sessão da Tarde
Abertura das Portas – 15h30
Início dos Espectáculos – 17h00
Fim dos Espectáculos – 19h00
Encerramento do Recinto – 20h00
 
NOTA:
No dia 5 de Julho no Parque dos Poetas, em Oeiras, realiza-se apenas a Sessão da Tarde.

Alex Page apresentam "Your Disorder" por várias Fnacs

Os Alex Page apresentam o seu álbum de estreia "Your Disorder" em várias Fnac's da grande Lisboa, sendo esta uma excelente oportunidade para se privar um pouco com a banda e se ficar a conhecer melhor todo o conceito por trás desta obra lançada a 11 de Janeiro deste ano.  

Alex Page Fnac 2019.png

"Your Disorder" conta com as participações de João Peste (Pop Dell'Arte),  Sofia Lisboa (Silence 4) , Tiago Flores (Corvos)Pedro Madeira (Alcoolémia)Victor de Sousa (actor), entre outros,  e é um trabalho conceptual que conjuga fortes influências pop com a música alternativa. Mais do que apenas música, esta obra faz-nos viajar por estados emocionais de "desordem" comuns a todos nós, num ou noutro momento da nossas vidas.  

Alex Page - Your Disorder (artwork).jpg

 

 
Este álbum foi gravado por José Pedro no Japestúdios, com produção de Cláudio Pinto e masterizado em Nova Iorque por Andy VanDette. Edição a cabo de Nebula Records, com a chancela da Sons da Frente.