Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

SERRALVES // 10 E 11 SET // COMO ENFRENTAR O PERIGOSO DECLÍNIO DA NATUREZA? DA AVALIAÇÃO DO IPBES À AÇÃO

De modo a estimular a discussão sobre esta importante questão, a Fundação de Serralves, juntamente com o CIBIO-InBIO da Universidade do Porto, com apoio da Cátedra EDP Biodiversidade, convidaram relevantes especialistas para apresentarem palestras, descrevendo os desafios e oportunidades na conservação da biodiversidade em todo o mundo, com base nas recentes avaliações publicadas pelo IPBES - Serviços dos Ecossistemas da Intergovernmental Science-Policy Platform on Biodiversity and Ecosystem Services. Vários casos de estudo mostram que é possível inverter o declínio da biodiversidade, nomeadamente de parcerias que reúnam a academia e os setores público e privado.

 

COMO ENFRENTAR O PERIGOSO DECLÍNIO DA NATUREZA?

DA AVALIAÇÃO DO IPBES À AÇÃO

 

de 10 SET 2019 a 11 SET 2019

auditório

programa: https://we.tl/t-6dHWyfQTqt  

 

No início de Maio de 2019, muitos meios de comunicação em todo o mundo noticiaram a ‘verdade inconveniente’ que os humanos estão a alterar os ecossistemas da Terra de forma dramática e a um ritmo sem precedentes, com cerca de 1 milhão de espécies de animais e plantas ameadas de extinção. As notícias resultaram, da publicação do resumo para os decisores de políticas, vindo do Relatório de Avaliação Global sobre Biodiversidade e Serviços dos Ecossistemas da Intergovernmental Science-Policy Platform on Biodiversity and Ecosystem Services (IPBES).


O relatório transmite quatro mensagens-chave: 

(i)         A vital contribuição da Natureza para as pessoas está a deteriorar-se globalmente; 

(ii)        Os agentes de mudanças estão em rápida alteração; 

(iii)        As metas de conservação e sustentabilidade até e pós 2030 só podem ser alcançadas através de mudanças transformadoras em fatores económicos, sociais, políticos e tecnológicos; 

(iv)       A conservação, restauração e uso sustentável da Natureza requerem esforços urgentes e concertados para promover tais mudanças transformadoras.

 

Esta conferência sobre biodiversidade visa promover a análise dos problemas do passado e do presente e os desafios do futuro, divulgando e discutindo as conclusões dramáticas do relatório do IPBES, enquanto abre caminho para novas e mais efetivas abordagens para enfrentar o perigoso declínio da Natureza. Para atingir os objetivos, a conferência reúne especialistas mundiais, também eles autores do relatório do IPBES, investigadores e profissionais que desenvolvem trabalho em todo o mundo para entender e proteger a biodiversidade e os ecossistemas ameaçados

Um programa emocionante que inclui apresentações, debates e a exibição de um filme, concluído recentemente numa das regiões mais selvagens e mais biodiversas de Portugal: o Vale do Guadiana.

 

A conferência será realizada num período em que a década das Nações Unidas sobre Biodiversidade (2011-2020) está a terminar, e torna-se evidente que as ambiciosas Metas de Biodiversidade de Aichi da Convenção sobre Diversidade Biológica (CDB) não serão cumpridas. Será, portanto, um evento de abertura para o ano crítico de 2020, quando várias iniciativas serão organizadas em todo o mundo para discutir como travar a perda de biodiversidade para assegurar ecossistemas resilientes, culminando na Conference of the Parties das Partes da CDB em Outubro e da muito aguardada adoção à escala mundial da Estratégia de Biodiversidade Pós-2020.

 

O público será convidado para as discussões, das quais se espera que surjam contribuições para a Estratégia de Biodiversidade Pós-2020.

 

O evento é gratuito mediante inscrição

Mais informações em www.serralves.pt

Palestra “Lixeiras e Sistemas de Saneamento em Época Romana” Jesús Acero Perez no Teatro Romano

 
Palestra “Lixeiras e Sistemas de Saneamento em Época Romana” Jesús Acero Perez
13 Mar 2019

csm_10112016-Photo.Jose_FradeDSC02103_424534_b7c08

 

 
Teatro Romano

Jesús Acero Perez, bolseiro de pós-doutoramento da FCT/UNIARQ - Centro de Arqueologia da Universidade de Lisboa, é o convidado do Museu de Lisboa - Teatro Romano para uma palestra sobre "Lixeiras e Sistemas de Saneamento em Época Romana".

Dia 13 de março, às 18h

Entrada livre, sujeita à lotação do espaço.

Astronauta Andreas Mogensen aterra esta sexta-feira no Pavilhão do Conhecimento

Nascido em Copenhaga em 1976, Andreas Mogensen foi o primeiro astronauta dinamarquês formado pela Agência Espacial Europeia (ESA). Esta sexta-feira, 14 de Dezembro, às 14.00, dará uma palestra no Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa, dirigida a 200 alunos do ensino Básico e Secundário, oriundos da Escola Ciência Viva e do distrito de Viana do Castelo.

Mogensen participou a 2 de Setembro de 2015 na sua primeira missão ao Espaço, partindo do Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão. Durante os dez dias passados na Estação Espacial Internacional, realizou experiências enquadradas em projectos de cientistas europeus, centrados na utilização de tecnologia de ponta.

O astronauta é uma das sete personagens do documentário O Sentido da Vida, realizado por Miguel Gonçalves Mendes. A convite da Ciência Viva, que apoia este filme, Mogensen é também o convidado da 7.ª Conferência de Natal da Ciência Viva, que terá lugar no dia 15 de Dezembro, sábado, às 16.00, no Teatro Nacional D. Maria II.

Esta conferência é o presente de Natal da Ciência Viva à cidade e a todos os públicos, de todas as idades. O astronauta dinamarquês, de 42 anos, partilhará os detalhes e peripécias das missões espaciais em que participou.

Mais informações em www.cienciaviva.pt

Aula aberta | A Voz do Silêncio

623347ae-d5f7-4ca2-aea7-116317c43d60.jpg

 

Aula aberta
A Voz do Silêncio


Sábado, 03 de Novembro, 18h
Espaço Arkhé

(Terraço em frente ao nº 51 da Av. dos Bombeiros Voluntários de Algés)



 

 Entrada livre mediante inscrição
no seguinte formulário: https://bit.ly/2DaOIF8



Por Severina Gonçalves,

Formadora na área da filosofia prática na Nova Acrópole
Lic. e pós-graduada na área da saúde, escritora e autora dos
«Poemas Inéditos de Florbela Espanca»

 


 «No século XIX, Helena P. Blavatsky divulgou tanto no Ocidente como no Oriente uma série de preceitos esquecidos da mais elevada filosofia do antigo Tibete. Estão directamente apresentados em «Os Preceitos de Ouro», em que se inclui «A Voz do Silêncio» (ed. Nova Acrópole).

O que é A Voz do Silêncio? Como posso escutá-la? Em que medida me permitirá viver uma vida melhor?

A estas e outras questões tentaremos responder, desenvolvendo, de uma forma acessível e simples, o conteúdo desta obra e as suas possíveis interpretações. Mormente, no seu carácter prático e aplicável no nosso dia-a-dia, sempre tão exigente e que, por vezes, nos retira desse centro tão desejado.

A aula incluirá alguns exercícios práticos que nos elucidarão melhor sobre os conceitos base. Não é necessário fazer-se acompanhar de algum material especial para as práticas.»

(Severina Gonçalves)

 




 
Informações:
oeiras-cascais@nova-acropole.pt
963 925 758


Organização:
Nova Acrópole Oeiras-Cascais


Apoio:
Câmara Municipal de Oeiras

 

Astronauta da NASA aterra no Pavilhão do Conhecimento

Donald_Thomas_28_07_2018-convite(1).png

 

O astronauta norte-americano Donald Thomas viaja até ao Pavilhão do Conhecimento este sábado, 28 de Julho, às 15.00, onde dará uma palestra sobre o tema "Overcoming Obstacles and Reaching for the Stars!".*

Perante uma plateia formada por crianças e adultos, o astronauta da NASA partilhará com o público as suas experiências nas missões espaciais em que participou.

Don Thomas é astronauta, cientista, orador profissional, professor e autor do livro Orbit of Discovery, no qual narra como foi a sua missão STS-70 a bordo da nave espacial Discovery.

Este "veterano" da NASA realizou ao longo da sua carreira profissional quatro voos, tendo passado 44 dias no Espaço e orbitado em torno da Terra cerca de 700 vezes. Actualmente, Don trabalha essencialmente como comunicador na área das ciências espaciais viajando por todo o mundo com o propósito de informar (e entusiasmar) o público sobre o futuro da Humanidade no Espaço, incentivando as próximas gerações de cientistas, engenheiros e astronautas para novas missões.

Esta palestra é uma iniciativa co-organizada pela Ciência Viva/ESERO Portugal, a Embaixada dos Estados Unidos da América e a FLAD - Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento.

A entrada é gratuita mediante inscrição prévia aqui.

*Palestra proferida em inglês

Short Bio

ARTE EM FESTA - Convite ARTE EM FESTA Palestra CRIAÇÃO ENQUANTO PROCESSO com Carlos Teixeira I Sábado 16 de junho, 17h00 I Oficina de Cultura, Almada

ARTE EM FESTA

Palestra CRIAÇÃO ENQUANTO PROCESSO com Carlos Teixeira

Oficina de Cultura, Almada

Sábado 16 de junho, 17h00

ARTE EM FESTA - Criação enquanto processo.jpg

 

O processo como condutor que acaba por ser conduzido pela capacidade criativa, numa dança interminável, em que os dois protagonistas se atraem num rodopiar constante.

APOIO CÂMARA MUNICIPAL DE ALMADA

 

OFICINA DE CULTURA

Av. D. Nuno Álvares Pereira 14M, Almada

 

ARTE EM FESTA - Convite Palestra O PROCESSO CRIATIVO NA PRIMEIRA PESSOA – DO FAZER À CRIAÇÃO com Carlos Ribeiro I Segunda, 11 de junho, 21h30 I Imargem

ARTE EM FESTA

Palestra O PROCESSO CRIATIVO NA PRIMEIRA PESSOA – DO FAZER À CRIAÇÃO com Carlos Ribeiro

IMARGEM

Segunda 11 de junho, 21h30

ARTE EM FESTA - O Processo Criativo CRibeiro.jpg

 

 


O universo da criação é vasto e heterogénio. Em cada olhar, em cada gesto, existe um “pensar” que está para além da racionalidade, da reflexão, como a entendemos no sentido mais estrito da palavra. (…) Pela prática artista, por via do processo criativo, o criador artístico labora e faz acontecer a obra. A criação parece acontecer nos limites do atelier, circunscrita à “oficina”.

 

 

APOIO CÂMARA MUNICIPAL DE ALMADA

Biblioteca de Palmela recebe Ciclo de Palestras sobre grandes pintores europeus

 

 

Tem início em fevereiro um ciclo de palestras sobre História da Arte, a decorrer na Biblioteca de Palmela, sempre às 18 horas. O Prof. Hélder Cerqueira de Souza, que já dinamizou cursos de História da Arte em Palmela, em anos anteriores, propõe um olhar particular sobre a pintura europeia entre os séculos XVI e XIX, a partir de seis grandes nomes: Jan Van Eyck, Michelangelo Buonarroti, Gustave Morreau, Roger Wan der Weyden, Rembrandt e William Turner.

Residente em Palmela, Helder Cerqueira de Souza é arquiteto de formação, doutorado e professor universitário, com especializações várias em História da Arte.

A iniciativa, apoiada pelo Município, é organizada pela Irmandade de Santa Eulália. A participação em casa sessão tem o valor de cinco euros, com inscrições através do telefone 212336632 ou do e-mail bibliotecas@cm-palmela.pt.

 

Programa:

1 de fevereiro | Os Construtores do Mundo – Jan Van Eyck (1390-1441)

8 de fevereiro | Os Construtores do Mundo – Michelangelo Buonarroti (1475-1574)

15 de fevereiro | Os Construtores do Mundo – Gustave Moreau (1826-1898)

22 de fevereiro | Três Mestres – Rogier Wan der Weyden (1400-1464)

29 de fevereiro | Três Mestres – Rembrandt (1606-1669)

7 de março | Três Mestres – William Turner (1775-1851)

Tarde Cultural Mirandesa: Música, Palestra, Poesia e Literatura em Mirandês

Encontro
TARDE CULTURAL MIRANDESA

Música, Palestra,
Poesia e Literatura em Mirandês

17 Abril, 15h (Dom)
Entrada Livre

 

  • Música tradicional mirandesa com gaita-de-foles (José Galvão), caixa (Armando Cangueiro) e bombo (Amadeu Ferreira).
  • Apresentação pública da colecção An Mirandés, com a presença de vários autores já publicados – como Alcina Pires, Bina Cangueiro, Conceição Gonçalves, Faustino Antão e Fonso Roixo - e anúncio de perspectivas futuras da colecção.
  • Poesia e literatura mirandesas, lidas pelos seus autores.
  • Palestra: “Literatura Mirandesa: Passado, Presente e Futuro” por Amadeu Ferreira
  • Palestra: “O Ensino da Língua Mirandesa” por Francisco Domingues