Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Município de Palmela | Passos e Compassos estreia “Destempo Vertical” no Cine-Teatro S. João

Destempo Vertical.jpg

 

A Passos e Compassos estreia o espetáculo “Destempo Vertical” , nos dias 9 e 11 de junho, às 21h00, no Cine-Teatro S. João, em Palmela.

Trata-se do 5.º espetáculo/bouquet do ciclo Syrah que lança o aroma e desvendará a Casa Ermelinda Freitas.

Com ideia e direção de António Machado e Sofia Belchior, “Destempo Vertical”  conta com a interpretação da Dançarte:Ivanoel Tavares, José Lobo, Pedro Sampaio, Ricardo Mondim e Sofia Luz.

Entretanto, estão abertas inscrições para a Oficina de Aéreos, promovida pela mesma companhia no dia 19 de junho, no Centro Cultural de Poceirão (inscrições: 935321218).

Saiba mais em https://passosecompassos.pt.

 

Mural 18:Ciclos Música Santiago com 4/ Quarteto e Duo Encore no Castelo de Palmela em junho

Os Ciclos Música Santiago apresentam dois espetáculos no Castelo de Palmela (Igreja de Santiago), nos dias 6 e 13 de junho, às 17h00, integrados na programação Mural 18 e no “Palmela é Música”.

Dia 6, poderá assistir ao 4/4 Quarteto - composto por Miguel Madalelo, André Issa, Nuno Morteira e Rui Ricardo enquanto que, dia 13, será a vez de  apreciar as sonoridades do Duo Encore, formação de música de Câmara, com um repertório que abrange várias épocas e estilos musicais, com Fernando Pernas (clarinete) e José Micael (guitarra).

A programação Mural 18, desenvolvida pela AML - Área Metropolitana de Lisboa e pelos seus 18 Municípios, une agentes culturais, municípios e cidadãs/ãos em defesa da comunidade artística e do património cultural, imaterial e material.

Consulte o programa completo em www.mural18.pt.

44 Quarteto.jpg

Duo Encore.jpg

 

 

 

 

 

Palmela é destino de verão, sustentável e seguro - conheça as sugestões aqui!

Palmela Conquista.jpg

 

Com o regresso gradual à normalidade, depois de um período longo de confinamento, é chegada a altura de aproveitar o verão, o sol e (re)descobrir a diversidade deste território, com paisagens únicas e propostas de visita em diferentes áreas.

O Município e os diversos agentes prepararam  as condições necessárias para umas férias ou passeios sustentáveis e em segurança, com novidades: desde percursos pedestres sinalizados a novas acessibilidades no Castelo.

A programação para os próximos dois meses integra espetáculos musicais e  artísticos – momentos únicos como o Festival Internacional de Saxofone de Palmela (2 a 4 de julho), o Palmela Wine Jazz (17 e 18 de julho), o FIG – Festival Internacional de Gigantes (2 a 4 de julho) ou o microFIAR (23 a 35 de julho).

As sugestões abrangem, ainda, áreas diversas como conferências – com destaque para as Jornadas Internacionais “Amanhar a Terra – Arqueologia da Agricultura” (17 a 19 de junho) e “Palmela na Rota de Peregrinação do Caminho de Santiago” (29 de julho) – exposições, lazer, festividades locais, produtos regionais e gastronomia.

Palmela Conquista, com paisagens, património, cultura e sabores para (re)descobrir este verão! Consulte a programação completa em www.cm-palmela.pt

 

Conto popular português na “Hora do Conto” online

Hora do Conto.jpg

 

Esta semana, a “Hora do Conto” online traz um conto popular português: “A Velha Miséria”. A narração vai estar a cargo de Jaime David, com tradução em Língua Gestual Portuguesa por Marisa Gomes.

A Rede Municipal de Bibliotecas Públicas do Concelho de Palmela continua a apresentar, semanalmente, um conjunto de leituras de histórias, protagonizado por técnicas/os municipais. Os vídeos são publicados às quintas-feiras, às 17h00, na página de Facebook do Museu Municipal de Palmela, com repetição aos sábados, às 10h00, na página de Facebook Palmela Município.

A “Hora do Conto” online tem como objetivo aproximar as bibliotecas da comunidade, com momentos agradáveis em família, neste contexto de pandemia.

 

Sinopse

 

«O maior prazer que a Velha Miséria tem na vida são as deliciosas pêras da sua árvore. Todavia, as crianças teimam em roubar-lhas. Certo dia, quando é visitada pela morte, a Velha Miséria pede um último desejo, que irá mudar a vida de toda a gente...»

 

Visitas guiadas a exposições e visita encenada ao Castelo - Palmela comemora o Dia Internacional dos Museus!

Dia Internacional dos Museus.jpg

Noite dos Museus.jpg

 

 

O Dia Internacional dos Museus 2021 (18 de maio) vai ser assinalado pelo Município de Palmela com visitas guiadas a duas novas exposições temporárias e uma visita encenada ao Castelo de Palmela.

 

A “Noite dos Museus” está agendada para 15 de maio, às 20h30, com uma visita encenada, com ilustres personagens, ao Castelo de Palmela.

 

No dia 17, entre as 15h30 e 16h30, decorrerá a visita guiada à exposição “De Palmela ao Poceirão, Uma Viagem Arqueológica”, na Biblioteca de Palmela, enquanto que, dia 18, entre as 15h00 e as 16h00, acontecerá a visita guiada à exposição “Hermenegildo Capelo, naturalista”, no Espaço Cidadão, em Palmela.

 

Esta data comemorativa será, ainda, assinalada com o lançamento do próximo “+Museu”, boletim do Museu Municipal de Palmela, a disponibilizar brevemente, em www.cm-palmela.pt  e onde poderá ficar a par da atualidade local em matéria de Arqueologia e Património.

 

O Dia Internacional dos Museus 2021, propõe uma reflexão sobre o tema “O futuro dos museus: recuperar e reimaginar”.

 

A participação nas atividades é gratuita, mediante inscrição obrigatória (inscrições limitadas, sujeitas às orientações da DGS) para o email patrimonio-cultural@cm-palmela.pt.

 

“365 Dias de Romance”: Afonso Cruz é o escritor de maio

Afonso Cruz.jpg

 

 

            O escritor Afonso Cruz vai estar em destaque na próxima sessão do “365 Dias de Romance – Conversas Literárias”, no dia 22 de maio, às 17h00, na Biblioteca Municipal de Palmela.

 

           Esta sessão será presencial (limitada a 35 lugares) com transmissão online, em direto, através dos canais digitais  Youtube e Facebook Palmela Município.

 

            A conversa irá percorrer a longa e variada obra literária de Afonso Cruz, com especial destaque para “O Vício dos Livros”, o mais recente livro do autor, que oferece uma deliciosa colheita de relatos históricos, curiosidades literárias, reflexões e memórias pessoais.

 

Afonso Cruz é o multipremiado autor de romances como “Para onde vão os guarda-chuvas” ou “Jesus Cristo bebia cerveja”. Recebeu, entre outros, o Grande Prémio de Literatura de Viagens Maria Ondina Braga, atribuído pela Associação Portuguesa de Escritores; o Prémio Fernando Namora; o Prémio Sociedade Portuguesa de Autores; o Prémio Time Out - Melhor Livro do Ano; o Prémio da União Europeia para a Literatura; o Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco e o Prémio Literário Maria Rosa Colaço.

 

Nascido em julho de 1971, na Figueira da Foz, é escritor, ilustrador, cineasta e músico da banda “The Soaked Lamb”.

 

Assina, desde Fevereiro de 2013, uma crónica mensal no Jornal de Letras, Artes e Ideias sob o título «Paralaxe» e os seus livros estão publicados em vários países.

 

O “365 Dias de Romance: Conversas Literárias” é uma iniciativa dinamizada pela Câmara Municipal de Palmela, em parceria com a Casa Ermelinda Freitas (Programa Mecenas de Palmela) e a Livraria Culsete, que vai estar no local, com livros do autor, para serem autografados. Quem não puder estar presente na sessão, mas quiser ter “O Vício dos Livros” autografado, deverá contactar a livraria da seguinte forma: Facebook | Culsete: https://www.facebook.com/culsete (usar o Messenger) ou pelo email info@culsete.pt

 

 

            Mais informações/reservas de entrada, através do telefone 212 336 632  e email  bibliotecas@cm-palmela.pt

 

 

Palmela | Mural 18: fins de tarde com “Jazz nos Miradouros”

Mural 18: fins de tarde com “Jazz nos Miradouros”

Jazz Miradouros 2.jpg

Jazz Miradouros.jpg

 

A 15 e 16 de maio, os fins de tarde convidam a apreciar as sonoridades jazz em alguns dos mais bonitos miradouros da vila de Palmela, com a nova iniciativa “Jazz nos Miradouros”.

Integrado na programação Mural 18 e no “Palmela é Música”, o evento terá como palcos o Largo da Boavista, o Miradouro Municipal de Palmela e o Largo 5 de Outubro, com três espetáculos em cada dia, às 17h00, 17h45 e 18h30, para relaxar e apreciar a paisagem circundante ao som da música jazzJazzin, INDRA Trio, Rúben Garção da Silva Quarteto, Manuel Teles, Rodrigo Correia e Tom Maciel, Mariana Mendes Quinteto e Desidério Lázaro Quarteto são os artistas que vão atuar.

Através do Mural 18, que resultou de uma candidatura apresentada pela AML - Área Metropolitana de Lisboa e pelos seus 18 Municípios, no âmbito do Programa Operacional Regional de Lisboa 2020, está a ser desenvolvida, desde janeiro, uma programação cultural diversificada, que une agentes culturais, municípios e cidadãs/ãos em defesa da comunidade artística e do património cultural, imaterial e material.

Consulte o programa completo para maio e junho em www.cm-palmela.pt (sujeito a alterações, devido à pandemia COVID-19).

 

15 de maio

 

17h00 | Largo da Boavista

Jazzin

Ivo Soares e José Soares

 

17h45 | Miradouro Municipal de Palmela

INDRA Trio

Jorge Moniz (bateria), João Custódio (contrabaixo) e Luís Barrigas (piano)

 

18h30 | Largo 5 de Outubro

Rúben Garção da Silva Quarteto

Rúben Garção da Silva, Tom Maciel, Tiago Martins e Pedro Nobre

 

16 de maio

 

17h00 | Largo da Boavista

Manuel Teles, Rodrigo Correia e Tom Maciel

 

17h45 | Miradouro Municipal de Palmela

Mariana Mendes Quinteto

Mariana Mendes, Pedro Ferro, Eunice Barbosa, Pedro Silva e Samuel Palhas

 

18h30 | Largo 5 de Outubro

Desidério Lázaro Quarteto

Desidério Lázaro (saxofones), Ricardo Pinheiro (guitarra), Cícero Lee (contrabaixo e baixo eléctrico) e Carlos Miguel Antunes (bateria)

 

Município de Palmela promove formação certificada e gratuita sobre Criatividade

Criatividade.jpg

 

No âmbito do Projeto “Formação para a Comunidade”, a Câmara Municipal de Palmela e o Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) promovem, entre 27 de fevereiro e 19 de junho, a ação de formação “Criatividade - a mais valiosa ferramenta do futuro | Linguagem Plástica e as Práticas de Representação Livre”.

Dinamizada por Paula Moita em formato B-Learning - quartas-feiras, online (19h00 às 21h30) e sábados, presencialmente (Biblioteca Municipal de Palmela - 9h30 às 18h00) - esta ação, com um mínimo de 17 formandas/os e um total de 50 horas, é dirigida a maiores de 18 anos.

Recorde-se que a “Formação para a Comunidade”, projeto promovido pela Autarquia desde 2007, em parceria com pessoas e entidades acreditadas para o efeito, tem como objetivo central o reforço das qualificações pessoais e profissionais da população do concelho.

Mais informações/inscrições através do e-mail formacao.comunidade@cm-palmela.pt e do telefone 212 336 632 (Biblioteca Municipal de Palmela).

 

Câmara Municipal de Palmela | “Janeiras” e concerto com Pedro Mestre recriam Noite de Reis no Cine-Teatro S. João

00“Janeiras” e concerto com Pedro Mestre recriam Noite de Reis

no Cine-Teatro S. João

 

Janeiras.jpg

 

Devido ao contexto pandémico, a tradição das “Janeiras”, que habitualmente percorria as ruas do Centro Histórico de Palmela, no dia 6 de janeiro, ficará em 2021, centrada no Cine-Teatro S. João, com um espetáculo, às 21h00, que reunirá os votos de bom ano do Movimento Associativo, mas em formato vídeo. A Sociedade Filarmónica Palmelense “Loureiros”, Sociedade Filarmónica Humanitária, Centro Social de Palmela, Grupo 40 de Palmela da Associação de Escoteiros de Portugal, Grupo Modalentejo e o Grupo Coral “Ausentes do Alentejo são os participantes na edição 2021.

 

O espetáculo - uma organização da Câmara Municipal de Palmela com o Movimento Associativo - contará, ainda, com o concerto de Pedro Mestre “Folclore de Natal, Janeiras e Reis”, onde o cante a vozes e a viola campaniça são protagonistas.

 

“Há 25 anos a cantar a música tradicional do Alentejo, pioneiro do projeto de salvaguarda do Cante, fundador e ensaiador de corais alentejanos, Pedro Mestre é um dos principais responsáveis pelo surgimento de novas gerações na música tradicional do Alentejo, levando o Cante Coral alentejano para as escolas, onde, desde 2006, ensina a tradição a alunas/os do 1.º ciclo, em várias escolas do Baixo Alentejo.

 

Paralelamente ao cante, Pedro Mestre tem trabalhado na preservação e salvaguarda da viola campaniça, instrumento tradicional do Alentejo. Aprendeu com os mestres tocadores a arte de construir e dedilhar esta peculiar viola de arame e, para além de a ensinar nas escolas, já levou este instrumento aos quatro cantos do mundo”.

 

O espetáculo tem entrada livre, mediante levantamento de bilhete. Mais informações/reservas: 212 336 630.

 

As “Janeiras” fecham o programa “Viva o Natal em Palmela”, iniciativa da Câmara Municipal com vários parceiros locais, que tem proporcionado  às famílias diversas atividades para celebração desta quadra, em todas as freguesias do concelho.

 

 

Participe, mantenha viva esta tradição!

 

 

https://pt-pt.facebook.com/Pedro-Mestre-228883907161419/

 

 

 

 

 

Câmara Municipal de Palmela | “Janeiras” e concerto com Pedro Mestre recriam Noite de Reis no Cine-Teatro S. João

 

“Janeiras” e concerto com Pedro Mestre recriam Noite de Reis

no Cine-Teatro S. João

 

Janeiras.jpg

 

Devido ao contexto pandémico, a tradição das “Janeiras”, que habitualmente percorria as ruas do Centro Histórico de Palmela, no dia 6 de janeiro, ficará em 2021, centrada no Cine-Teatro S. João, com um espetáculo, às 21h00, que reunirá os votos de bom ano do Movimento Associativo, mas em formato vídeo. A Sociedade Filarmónica Palmelense “Loureiros”, Sociedade Filarmónica Humanitária, Centro Social de Palmela, Grupo 40 de Palmela da Associação de Escoteiros de Portugal e o Grupo Coral “Ausentes do Alentejo são os participantes na edição 2021.

 

O espetáculo - uma organização da Câmara Municipal de Palmela com o Movimento Associativo - contará, ainda, com o concerto de Pedro Mestre “Folclore de Natal, Janeiras e Reis”, onde o cante a vozes e a viola campaniça são protagonistas.

 

“Há 25 anos a cantar a música tradicional do Alentejo, pioneiro do projeto de salvaguarda do Cante, fundador e ensaiador de corais alentejanos, Pedro Mestre é um dos principais responsáveis pelo surgimento de novas gerações na música tradicional do Alentejo, levando o Cante Coral alentejano para as escolas, onde, desde 2006, ensina a tradição a alunas/os do 1.º ciclo, em várias escolas do Baixo Alentejo.

 

Paralelamente ao cante, Pedro Mestre tem trabalhado na preservação e salvaguarda da viola campaniça, instrumento tradicional do Alentejo. Aprendeu com os mestres tocadores a arte de construir e dedilhar esta peculiar viola de arame e, para além de a ensinar nas escolas, já levou este instrumento aos quatro cantos do mundo”.

 

O espetáculo tem entrada livre, mediante levantamento de bilhete. Mais informações/reservas: 212 336 630.

 

As “Janeiras” fecham o programa “Viva o Natal em Palmela”, iniciativa da Câmara Municipal com vários parceiros locais, que tem proporcionado  às famílias diversas atividades para celebração desta quadra, em todas as freguesias do concelho.

 

 

Participe, mantenha viva esta tradição!

 

 

https://pt-pt.facebook.com/Pedro-Mestre-228883907161419/