Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

URBAN MARKET JUNHO & O PORTO EM FESTA 8 a 10 | 15 a 17 | 30

URBAN MARKET JUNHO & O PORTO EM FESTA

 

LOGO URBANMARKET-04.png

 

8 a 10 no Hard Club|  15 a 17 Praça das Cardosas | 30 Jardim do Infante D. Henrique

Entrada Livre | 11h às 19h

 

Em junho a Portugal Lovers entra  no espírito São Joanino e lança três edições do Urban Market & o Porto em festadias 8 a 10 no Hard Club e dias dias 15 a 17 na Praça das Cardosas – Especial de São João - terminamos o mês com uma ediçãoEspecial no dia 30 no Jardim do Infante D. Henrique, com entrada livre das 11h às 19h, uma parceria com o Hard Club e Praça das Cardosas com o apoio da CMP, através da Porto Lazer.

A Portugal Lovers entra na folia do mês de junho.

Até ao fim do mês , há concertos, há bailes e arraiais, conferências, exposições e outras atividades festivas por todo o concelho do Porto. O Urban Market não é exceção.

No primeiro fim de semana teremos a música a cargo do brasileiro Felipe Vargas  do Rio Grande do Sul, um músico que já nos habituamos a ver e ouvir em vários espaços da cidade e que promete aquecer o fim de semana com a Bossa Nova & Soul brasileiro. Dia 10 às 16h no Hard Club

No segundo fim de semana o Urban Market fica imbuído com o espírito são joanino da cidade do porto e por isso celebramos o São João com um tipico bailarico dia 17 na Praça das Cardosas.

 

No fim do mês  encerramos as festividades com uma edição especial do Urban Market | Piquenique na Cidade - no Jardim do Infante D. Henrique.

Convidamos todos a juntarem as suas cestas de piquenique no jardim e a aproveitarem este espaço junto ao Hard Club para relaxarem, conviverem e aproveitarem a cidade.

 

A música nunca falta no Urban Market,, assim como os Enviados Cabeleireiros presentes nas duas  primeiras edições – dia 10 e dia 17 a partir das 14:30.

20180606_UM_Junho-01.png

 

Espólio musical do Porto dá o mote para exposição documental

Exposição «O Porto - Fragmentos da Vida Musical»

 

Porto, Casa Allen, 1 de Junho a 15 de Julho

 

Partituras, programas de concertos, cartazes, cadernos de notas e documentos relativos à organização de concertos na cidade do Porto compõem um vasto e variado acervo documental musical, datado dos séculos XIX e XX, e que está, atualmente, a ser alvo de um processo de inventariação, catalogação e digitalização.

 

O processo de inventariação, iniciado em fevereiro de 2017, está praticamente concluído, tendo sido registados cerca de 800 documentos, seguindo-se agora o processo de catalogação e digitalização.

 

Este acervo documental encontra-se sob tutela da Direção Regional de Cultura do Norte, que estabeleceu uma parceria com o Pólo do Instituto Politécnico do Porto do Centro de Estudos em Sociologia e Estética da Música (CESEM-P.PORTO), visando precisamente o tratamento do referido arquivo musical.

 

Entre os 800 documentos, encontram-se algumas raridades de extrema importância para o registo histórico da dinâmica musical do Porto nos séculos XIX e XX. Por exemplo, o Concerto para violino e orquestra do violinista e compositor Augusto Marques Pinto, que é o único concerto para violino do período romântico português; toda a produção musical do pianista Hernâni Torres, constituída por manuscritos autógrafos todos inéditos e documentos inéditos relativos à fundação de uma orquestra de câmara no Porto, na década de 1930.

 

Com o objetivo de divulgar este valioso espólio, será inaugurada na Casa Allen, no Porto, no próximo dia 1 de junho, pelas 18h00, a Exposição «O Porto – Fragmentos da Vida Musical». A inauguração será precedida de um momento musical protagonizado por alunos da ESMAE – P.PORTO e do Conservatório de Música do Porto.

 

A exposição «O Porto - Fragmentos da Vida Musical» tem a sua génese nas décadas 40 e 50 do séc. XX, na iniciativa de Bertino Daciano. É suportada pelo já referido acervo documental tendo sido complementada com documentação pessoal do compositor Lucien Lambert, pertencente à Coleção Vitorino Ribeiro, gentilmente cedida pela Câmara Municipal do Porto e com iconografia que o Conservatório de Música do Porto se prestou simpaticamente a emprestar.

 

Percorrer esta exposição é reviver o Porto musical dos primeiros 50 anos do séc. XX e conhecer mais um pedaço da história da música do Porto.

 

Enquadramento

Entre 1946 e 1954, o professor, historiador e musicógrafo Bertino Daciano (1901-1965) levou a cabo um trabalho notável de recolha de um conjunto significativo de acervos documentais pertencentes a algumas das figuras mais relevantes da música do Porto dos sécs. XIX e XX. Como o próprio escreveu, em 1947, o seu propósito era levar a cabo “uma campanha de reabilitação artística (…) de interesse nacional”, que consistia em “reunir todas as obras, manuscritas ou suas cópias, de compositores nacionais ou que entre nós têm vivido” para evitar que “de futuro, sofram injusto desvio”.

 

Bertino Daciano reuniu, assim, os espólios dos pianistas e compositores Lucien Lambert, Hernâni Torres e José Cassagne, do violinista e compositor Augusto Marques Pinto, do cantor e compositor Gustavo Romanoff Salvini, da cantora e professora Alexandrina Castagnoli de Brito e do médico e musicógrafo Alberto Brochado.

 

Atualmente, este acervo encontra-se sob tutela da Direção Regional da Cultura do Norte.

O Cartaz Infantil do Festival que faz da Comida um Espetáculo

FESTIVAL DA COMIDA CONTINENTE

O CARTAZ INFANTIL DO FESTIVAL QUE FAZ DA COMIDA UM ESPETÁCULO

 

Festival_Comida_2018_autocolante_800x800.jpg

 

Nos dias 07 e 08 de julho, o Parque da Cidade do Porto vai reunir muitas e boas razões para as famílias levarem os mais novos ao Festival da Comida Continente. O festival que faz da comida um espetáculo tem programados concertos e atividades, que prometem entreter miúdos e graúdos. O destaque vai para “O Mundo de Sara”, o concerto que abre o palco principal do segundo dia, mas, até lá, os mais novos podem passar o tempo no Bosque dos Saltitões, composto por atividades como Acro Bungee, trampolinas, arborismo e jogos tradicionais, ou então na Aldeia do Futebol, que vai ter uma área de penaltis com insufláveis, outra de Fut Zorb e ainda 10 campos de futebol.

 

Para os momentos de calor mais intenso ou de pausa, o Festival da Comida Continente terá uma área de gaming, dedicada aos videojogos, que vai ser composta por simuladores e consolas, com desafios individuais e coletivos, que prometem entusiasmar todos os visitantes.

 

No intervalo das atividades, os mais novos podem reunir a família e viajar pelos sabores da gastronomia presentes no festival. Para além da Cozinha de Chefes, dos Petiscos, dos Queijos, Vinhos e Enchidos, as famílias vão também poder assistir a workshops e showcookings. Destaque para o workshop dedicado à preparação de almoços coloridos para crianças e a sessão “Alimentação infantil e nutrientes essenciais”, programada para a área Bio e Saudável, dedicada às novas tendências alimentares.

 

Recorde-se que o Festival da Comida Continente é uma festa para toda a família, gostos e idades, de entrada gratuita, que junta num só espaço o melhor da gastronomia portuguesa, sabores tradicionais, cozinha internacional, novas tendências alimentares e a melhor música nacional.

 

Estreia do documentário «Tongobriga - O Espírito do Lugar» | 22 junho | Casa das Artes

Estreia nacional do documentário

«TONGOBRIGA. O ESPÍRITO DO LUGAR»

Dia 22 junho 2018 | 21h30 | Casa das Artes | Porto

 

O documentário «Tongobriga – O Espírito do Lugar» é uma produção cinematográfica na qual se utilizaram as mais inovadoras técnicas de cinema e imagem digital e avançados meios de produção.

image007.jpg

 

Através das mais relevantes estruturas arqueológicas até hoje identificadas em Tongobriga (Marco de Canaveses), o documentário conta a história de um lugar que atingiu o seu apogeu nos dois primeiros séculos da era cristã, enquadrando essa história no contexto global da integração da Península Ibérica no Império Romano.

A apresentação nacional do documentário, coproduzido pela Direção Regional de Cultura do Norte, Câmara Municipal de Marco de Canaveses e a produtora Digivision, está agendada para o próximo dia 22 de junho, pelas 21h30, na Casa das Artes, no Porto.

Nesta produção, unem-se reconstruções históricas a elaborados modelos digitais sobrepostos às imagens reais do surpreendente sítio arqueológico de Tongobriga, para que o espetador possa conhecer e compreender a história do lugar.

Ao longo de cerca de cinquenta minutos, o documentário recorre a tecnologia de ponta na área da realidade virtual para ir ainda mais longe, ao desvendar a história multissecular de um sítio extraordinário e ousar captar a sua vocação intemporal, o seu Genius Loci: o Espírito do Lugar.

«Tongobriga - O Espírito do Lugar» é uma produção transmedia, associada à produção de imagens virtuais pela empresa IMAGEEN, que pode ser visualizada em smartphones, tablets e óculos de realidade virtual.

A apresentação nacional do documentário será acompanhada do lançamento oficial do Guia Arqueológico Virtual, uma publicação com mais de 100 páginas, e que contextualiza todos os conteúdos presentes no filme.

As edições do documentário e do referido Guia inserem-se num plano estratégico mais amplo de divulgação do complexo arqueológico de Tongobriga, no âmbito de uma candidatura conjunta da Direção Regional de Cultura do Norte e Câmara Municipal de Marco de Canaveses a fundos comunitários do Programa Operacional ON2.

As ruínas romanas de Tongobriga e a arquitetura tradicional da aldeia histórica de Santa Maria do Freixo constituem as duas faces mais visíveis do valor patrimonial da Área Arqueológica do Freixo, um espaço com 50 hectares que se encontra sob gestão da Direção Regional de Cultura do Norte.

 

 

Mais rock em Campanhã

44e289c0-50e2-4502-bcc2-fa0ef48468bf.jpg

 

Esta semana no Woodstock 69 Rock Bar

Mais rock em Campanhã

 

0dd51a1d-5013-4956-a2f3-2777cd2a1141.jpg

 

De 30 de Maio a 2 de Junho a freguesia de Campanhã recebe punk do Alto Minho, garage-rock de Lisboa, heavy-blues de Famalicão, thrash n' roll de Valongo e grind do Brazil, entre outras especiarias.

 

Merda (Conjunto de Música Jovem), The Black Wizards, Moon Preachers, Jarda, Repressão Caótica são alguns dos nomes que poderão conhecer nas seguintes festas:

World of Discoveries celebra 4 anos | especial Dia da Criança

World of Discoveries

Museu Interativo & Parque Temático sobre os descobrimentos portugueses celebra 4 anos

  • Fim-de-semana do Dia da Criança com entradas grátis para os mais pequenos na compra de bilhete adulto
  • World of Discoveries abriu no Porto em 2014 e já recebeu quase 600 mil visitantes
  • Espaço reconstrói odisseia dos navegadores portugueses que cruzaram oceanos à descoberta de um mundo desconhecido

 

image004.jpg

 

Em 2014, a zona ribeirinha do Porto viu nascer uma nova atração que se prometia uma verdadeira Epopeia aos descobrimentos portugueses e à História de Portugal. O World of Discoveries celebra este ano o 4º aniversário, contando com quase 600 mil visitantes recebidos a bordo deste grande navio e é já uma das maiores atrações turísticas do Porto.

 

O World of Discoveries é um espaço temático que conjuga entretenimento e conhecimento ao longo de 18 cenários. A viagem começa na zona ribeirinha do Porto, mesmo em cima do estaleiro onde um dia se construíram naus da armada de Vasco da Gama, e daí segue para Lisboa até chegar a Ceuta. No trajeto há o Mar Tenebroso, o Cabo das Tormentas, a África Negra (novo!), as Florestas Tropicais, Índia, Timor e China, Macau, Japão e, por fim, Brasil. É também provável que se encontrem alguns marinheiros e piratas pelo caminho, e quem sabe outras surpresas.

 

São 5.000 m² da História dos descobrimentos portugueses acompanhada de personagens reais, jogos interativos, momentos de suspense, recriações em 4D e efeitos especiais que transportam miúdos e graúdos para uma verdadeira viagem no tempo.

 

Concebido para ser um espaço de aprendizagem para os mais novos e um programa educativo para toda a família, o World of Discoveries conta com um Conselho de Embaixadores constituído por individualidades e entidades reconhecidas que o apoiam continuamente, para que seja possível oferecer aos visitantes um projeto rigoroso do ponto de vista cultural, histórico e científico.

 

Especial Dia da Criança

Para comemorar o Dia da Criança, o World of Discoveries promove uma campanha especial nos dias 1, 2 e 3 de junho: na compra de um bilhete de adulto, é oferecida a entrada a uma criança (4-12 anos), o que faz desta visita o programa ideal para um fim-de-semana em família. Também a loja terá descontos exclusivos.

 

 

Mais informações

Horário: dias úteis das 10h às 18h; fins-de-semana e feriados das 10h às 19h.

Morada: Rua de Miragaia, 106; 4050-387 Porto (junto à Alfândega do Porto).

Bilhetes: Podem ser adquiridos no local ou na BOL – bilheteiraOnline. Os preços podem ser consultados em www.worldofdiscoveries.com/bilheteira

 

 

"Woman in Archi" antecipa "Achi Summit 2018" com conferências no Porto e em Lisboa

AUP e ISCTE celebram arquitetura no feminino nos dias 6 e 7 de junho 

“Woman in Archi” antecipa “Achi Summit 2018”

com conferências no Porto e em Lisboa

 

Celebrar a arquitetura no feminino com duas conferências, no Porto e em Lisboa, é a proposta da “Woman in Archi” para antecipar a quarta edição do “Archi Summit 2018”, o maior evento nacional de arquitetura, que se realiza no LX Factory durante os dias 12 e 13 de julho. A Sala Plana da FAUP – Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto, às 15h00 do dia 6 de junho, e o auditório do ISCTE- Instituto Universitário de Lisboa, às 11h00 do dia 7 de junho, acolhem as conferências de entrada livre, que irão juntar as perspetivas de arquitetas consagradas e de talentos emergentes da arquitetura nacional.

As duas conferências pretendem cruzar duas gerações de mulheres arquitetas, numa profissão que mais facilmente prestigia e premeia no masculino, promovendo a mudança de paradigmas e dando destaque à qualidade da arquitetura no feminino. Filipa Guerreiro, docente da FAUP, e a arquiteta Maria Souto Moura são as oradoras da primeira conferência, que decorre no Porto, abrindo caminho para a docente do ISCTE, Gabriela Gonçalves, que, no dia seguinte, juntamente com a arquiteta Célia Faria, darão a conhecer a sua visão sobre o futuro da arquitetura, quer a nível nacional, quer a nível global. 

Emperor X com We Bless This Mess em Portugal | JUNHO '18

d9522a93-3256-4adc-a470-5a79e9edf841.jpg

 

 
EMPEROR X + WE BLESS THIS MESS

-- PORTUGAL --

20.06 - 23.06
 
20.06 | Café Au Lait - Porto (evento)
21.06 | Livraria Mavy - Braga (evento)
22.06 | Lounge - Lisboa (evento)
23.06 | Festival A Porta - Leiria (evento
 
Emperor X regressa a Portugal em Junho

4 datas: Porto, Braga, Lisboa e Leiria
 
O irreverente e enérgico Chad Matheny, mais conhecido por Emperor X, está de volta a Portugal passado 4 anos. Produzindo música desde 1998, professor de química, matemática e graduado em física, Chad passou maior parte da última década a viajar entre comboios e autocarros por toda a Europa e América do Norte.

Entre os dias 20 e 23 de Junho de 2018, inclusive com a participação num "Facebook Live" no dia 19 em parceria com a Comunidade Cultura e Arte, Emperor X vai estar acompanhado de Nelson Graf Reis (We Bless This Mess em formato solo) em 3 das 4 datas, antes do lançamento do próximo disco 'Awareness Songs and Side Stories' marcado para 14 de Setembro deste ano. 

A mini digressão por Portugal está a cargo da Oh Lee Music, contando com o apoio da Infected Records, Planalto Records e da Flix Agency.