Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

BAIRRO COOL | TROINO AO LÉU, EM SETÚBAL | 25 DE SETEMBRO

transferir (13).png
TROINO AO LÉU!
Um open day cheio de atividades,
no Bairro Troino, em Setúbal!


Dia 25 de setembro junte-se à Associação Bairro Cool e venha passar um dia diferente, num dos bairros mais carismáticos da cidade

transferir (49).jpgNo dia 25 de setembro, entre as 10h30 e as 21h, a Associação Bairro Cool convida as pessoas a participar no TROINO AO LÉU, um dia que será uma mostra na rua de tudo o que existe no Bairro Troino! Um pouco de todas as áreas e todas as atividades de negócio, desde gastronomia, indústria conserveira à arte urbana e local, de entre artes plásticas a artesãos tradicionais como os sapateiros e merceneiros, serviços, vestuário, entre muitos outros, os comerciantes do Bairro Troino terão a possibilidade de dar a conhecer a sua atividade. Com o objectivo de dinamizar a zona, atrair novas pessoas para frequentarem o Bairro e subsequentemente fazerem compras locais, a Associação Bairro Cool pretende mostrar quais são os estabelecimentos aderentes da Associação e quais as vantagens de se tornar associado, bem como atrair novos comerciantes para aqui terem o seu espaço.

Se é amante de teatro de rua, arte e cultura urbana, música e apoia o comércio tradicional, a economia circular e o convívio, apareça no Bairro Troino, no dia 25 entre as 10h30 e as 21h! Neste dia o trânsito será fechado no Bairro Troino, de forma a convidar as pessoas a conhecer as diferentes atividades que existem no bairro, aproveitando para dinamizar a economia local. 

TROINO AO LÉU é uma iniciativa conjunta entre a Associação Bairro Cool, Câmara Municipal de Setúbal e União de Freguesias de Setúbal.

A participação em todas as atividades é gratuita.

ARRANCA HOJE, a Volta a Portugal MOTELX

ARRANCA HOJE, a Volta a Portugal MOTELX

MOTELX 2021 (15.ª edição) nos Cinemas NOS (23 de Setembro a 10 de Outubro) e MOTELX On Tour em Setúbal (24 e 25 de Setembro)


A 15.ª edição do MOTELX - Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa vai continuar a espalhar o terror de norte a sul do país, de 23 de Setembro a 10 de Outubro, nos Cinemas NOS.
E já este fim de semana, nos dias 24 e 25 de Setembro, o MOTELX On Tour 2021 passa por Setúbal com cine-concertos, projecção de curtas e uma programação especial para os mais novos.

***
motelx2021-extensoes nos-teaser generico

Depois da extraordinária 15.ª edição, que arrebatou o público que encheu e esgotou várias sessões do melhor que se faz no cinema de terror, no Cinema São Jorge, em Lisboa, o MOTELX prolonga agora a sua demanda. A viagem dos filmes da edição de 2021 do festival vai passar por 9 cidades, de norte a sul, no litoral e interior do país, e tem como destino os Cinemas NOS. De 23 de Setembro a 10 de Outubro, o terror chega a Almada, Braga, Coimbra, Évora, Faro, Funchal, Porto, Vila Real e Viseu, com “The Green Knight - A Lenda do Cavaleiro Verde”, “The Night House” - as longas-metragens que inauguraram e encerraram, respectivamente, a edição de 2021 -, “Sweetie, You Won’t Believe It” (Cazaquistão) e “The Night” (Irão), entre outras, incluindo as curtas portuguesas que competiram pelo Prémio MOTELX - Melhor Curta de Terror Portuguesa 2021.

A expansão do MOTELX nos Cinemas NOS tem como objectivo reforçar a oferta cultural do país e levar os filmes seleccionados e o cinema de terror a novos públicos e geografias nacionais.

Descubra aqui a programação e as datas de cada cidade desta 15.ª edição do MOTELX nos Cinemas NOS.

motelx-on-tour-setubal-programa-capa

E já este fim de semana, nos dias 24 e 25 de Setembro, o MOTELX On Tour invade Setúbal com uma programação muito especial, n’ A Gráfica - Centro de Criação Artística.

A não perder, os cine-concertos “O Culto de Jodorowsky”, de Acid Acid, acompanhado pela bateria de Helena Fagundes, com imagens inspiradas na imensa obra do realizador chileno Alejandro Jodorowsky (um dos convidados de honra do MOTELX 2017), e “O Universo de Kenneth Anger”, de Kyron, que, juntamente com a violoncelista Helena Espvall e o produtor de música electrónica Mo’Junkie, musica ao vivo o filme mais emblemático do cineasta britânico, “Lucifer Rising” (1972).

Também no cartaz, durante os dois dias, a projecção dos vencedores do Prémio MOTELX - Melhor Curta de Terror Portuguesa e das películas de terror (pouco) assustador da secção Lobo Mau com a sessão Sustos Curtos, esta dedicada aos mais novos que ainda vão ter a oportunidade de desfrutar do Workshop Monstruoso com Bernardo Gramaxo, cujo objectivo será acompanhar as etapas para a criação de um filme deste género de cinema.


PROGRAMAÇÃO MOTELX ON TOUR - SETÚBAL

24/09

19h
Curtas I
Vencedores Prémio MOTELX - Melhor Curta de Terror Portuguesa (70')

22h
Cine-concerto - "O Culto de Jodorowsky"
Acid Acid com Helena Fagundes (45')

25/09

11h
Workshop Monstruoso com Bernardo Gramaxo

15h
Sustos Curtos (54')

19h
Curtas II (81')

22h
Cine-concerto - "O Universo de Kenneth Anger"
Kyron com Helena Espvall e Mo’Junkie (45')


Passe Sessões Cinema (Adultos) + Concertos: 5€
Sessões de Cinema: 3€
Concertos: 5€
Workshop: 5€
Sessão Sustos Curtos: Entrada Livre (<12 anos mediante reserva e levantamento de bilhete)

Bilheteira:
Casa da Cultura (na recepção), Rua Detrás da Guarda, 28, 2900-347 Setúbal
Tel.: 265 236 168 | casacultura@mun-setubal.pt
Horário: 10h - 00h

***
 
vizoes do ego

Em Lisboa, relembramos que ainda é possível megulhar no imaginário ímpar do cineasta Edgar Pêra. “Vizões do Ego - Uma Encenação Piktóryka de Edgar Pêra” é a primeira e surpreendente incursão de um dos grandes nomes do cinema português no universo da pintura. Até dia 3 de Outubro, no Cais do Sodré, integrada na programação da 15.ª edição do MOTELX, e em parceria com a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, a exposição revela os seus quadros (assinados EGO) dramatizados por um desenho de luz e uma banda sonora que evocam o cinema expressionista e fantástico, como se fizesse parte de um filme.

Travessa de São Paulo, 5 (Cais do Sodré), Lisboa. Até dia 03/10, de quarta-feira a domingo, 19h00 - 00h00. Entrada livre (mediante inscrição prévia através de geral@motelx.org).

IPS promove maratona de criatividade online aberta à região

Hack2Change.png

 

Instituto Politécnico de Setúbal (IPS) e os seus cinco parceiros no âmbito da Universidade Europeia E³UDRES² promovem, entre os próximos dias 23 e 24 de setembro, uma maratona de criatividade online (hackathon) dirigida a estudantes, cidadãos e parceiros locais, que visa encontrar soluções concretas para regiões mais inteligentes e sustentáveis.

 

Com inscrições abertas até ao próximo dia 20 de setembro, o Hack2Change – Smart & Sustainable Regions HackathON consiste num desafio de 36 horas em torno de problemas concretos identificados por organizações locais das seis regiões envolvidas, em Portugal, Áustria, Hungria, Bélgica, Roménia e Letónia.

 

Serão formadas equipas segundo o subtema escolhido – Economia Circular, Envelhecimento Ativo e Bem-estar e Contribuição Humana para a Inteligência Artificial – às quais é oferecido um programa de atividades que inclui mentoria individual, pequenos desafios lúdicos para estimular o lado criativo e ainda uma variada componente de entretenimento.

 

O Hack2Change surge como uma oportunidade única de contribuir para mudar o futuro das regiões envolvidas nesta aliança europeia, permitindo aos participantes ganhar prémios com as suas ideias inovadoras, bem como expandir a sua rede internacional de contactos.

 

Para mais informações e inscrição (gratuita) na competição, consultar https://eudres.eu/hackathon-2021.

 

Sob o lema “Da Europa, para a Europa”,  a E³UDRES² (sigla inglesa de Universidade Europeia Empreendedora e Envolvida como motor para Regiões Europeias Inteligentes e Sustentáveis) é um consórcio coordenado pela St. Pölten University of Applied Sciences (Áustria), integrando, além do IPS, a Hungarian University of Agriculture and Life Sciences (Hungria), a UC Leuven-Limburg (Bélgica), a Politehnica University Timișoara (Roménia), e a Vidzeme University of Applied Sciences (Letónia), sendo uma das 41 universidades financiadas pela Comissão Europeia.

 

"Mata" estreia no Festival Internacional de Teatro de Setúbal

MATA (créditos Leonardo Silva) 1.jpg

 

“Mata”, uma co-produção Teatro Estúdio Fontenova e Companhia Mascarenhas-Martins, estreia a 19 de Agosto no Festival Internacional de Teatro de Setúbal, com uma segunda apresentação a 20. Com encenação de Rosa Dias, que também integra o elenco, o espectáculo parte do conto 藪の中 (Yabu no Naka), de Ryūnosuke Akutagawa e conta ainda com as interpretações de André Reis, Inês Monteiro Pires, João Jacinto e Pedro Nunes. Depois desta passagem no festival, “Mata” regressará em Setembro para uma carreira em Setúbal e no Montijo.

 

Uma coisa é certa, o homem está morto. Mas quem o matou? Onde está a verdade se todos aparentam mentir? Onde se encontra a inocência se todos querem ter a culpa? Neste bosque de verdades contraditórias, de assumidas culpas, onde se encontra a justiça? E se, quando um homem morre, um banco vai à falência ou um governo mantém o seu povo esfomeado e todos nós argumentamos razão, verdade, inocência e culpa, assim fica a humanidade perdida neste cerrado e sombrio bosque.

 

19 e 20 de Agosto

Festival Internacional de Teatro de Setúbal

Fórum Municipal Luísa Todi

Quinta e sexta às 21h

M/12 | 60’ (aprox.)

 

Informações:

www.teatroestudiofontenova.com

927 718 386 | 967 330 188

teatroestudiofontenova@gmail.com

 

Reservas:

bilheteirafits@gmail.com

927 718 386 / 925 436 516>

 

BILHETEIRA FMLT

De terça-feira a domingo

Das 13h00 às 20h00

265 522 127

bilheteira.fmlt@mun-setubal.pt

fmlt@mun-setubal.pt

 

A partir de 藪の中 (Yabu no Naka), de Ryūnosuke Akutagawa

 

Encenação e espaço cénico: Rosa Dias

Assistência de encenação e desenho de luz: José Maria Dias

Dramaturgia: Patrícia Paixão e Rosa Dias

Figurinos: Zé Nova

Interpretação: André Reis, Inês Monteiro Pires, João Jacinto, Pedro Nunes e Rosa Dias

Música: André Reis e Inês Monteiro Pires

Apoio ao movimento e coreografia de combate: Carlos Pereira

Sonoplastia: Emídio Buchinho
Execução de cenografia: Filipe Rodrigues e João Fernandes

Imagem e design de comunicação: Tomás Anjos Barão

Fotografia Leonardo Silva

Operação de luz e som João Fernandes

Produção e comunicação: Graziela Dias, Levi Martins e Patrícia Paixão

Co-produção: Companhia Mascarenhas-Martins e Teatro Estúdio Fontenova

Apoio à comunicação: SetúbalMais, Semmais e O Som da Baixa

Apoios: Junta de Freguesia da União das Freguesias de Montijo e Afonsoeiro e Set-Link

 

A Companhia Mascarenhas-Martins e o Teatro Estúdio Fontenova são estruturas financiadas pela República Portuguesa – Ministério da Cultura/ Direção Geral das Artes e, respectivamente, pela Câmara Municipal do Montijo e Câmara Municipal de Setúbal

 

ALEGRO SETÚBAL INSTALA PARAGENS INTERATIVAS DE ENERGIA SOLAR NAS PRAIAS DA ARRÁBIDA

Em parceria com a Camara Municipal de Setúbal

 

 

Paragens_autocarro_hotspot_Arrábida_Sem_Carros.jp

 

Esperar pelo transporte para ir ou sair das paradisíacas praias da Arrábida é agora mais confortável e interativo. O Alegro Setúbal instalou duas paragens alimentadas por energia solar, nas praias da Figueirinha e do Creiro, que permitem aceder ao hot spot Alegro, carregar os telemóveis e ainda participar em campanhas

Esta ação resulta de uma parceria com a Câmara Municipal de Setúbal e surge como complemento ao serviço de VAIVÉM, criado pela entidade para proteger a área da Arrábida do excesso de trânsito e reduzir impacto ambiental na zona, com o transporte de passageiros para as praias.

As paragens interativas são o local perfeito para desinfetar as mãos antes e depois de cada viagem, navegar na internet livremente enquanto espera pelo VAIVÉM, consultar os horários do transporte e ainda aceder a uma área de campanhas e descontos para aproveitar todas as vantagens.

Para utilizar o serviço basta estabelecer ligação através do QR Code disponibilizado nas paragens Green Connection by Alegro, fazer login e aceder à área de horários, campanhas e muito mais. 

Esta ação reforça também o compromisso do Alegro na oferta de serviços que melhoram a experiência do utilizador e a crescente preocupação com a redução da pegada ambiental na comunidade onde se insere com inclusão de energia verde.

A Festa do Teatro de Setúbal está na rua!

Quase a começar:
Festival Internacional de Teatro de Setúbal
XXIII Festa do Teatro
18–28 Agosto 2021
 
 
Dia 28 de Julho realizou-se a nossa apresentação à imprensa, contando com uma Casa da Baía repleta de caras conhecidas, entre jornalistas, representantes da autarquia, trabalhadores das artes da Festa do Teatro, e muito mais!
 
Apresentámos a nossa programação, e as novidades deste ano numa mesa onde constaram o Vice-Presidente da CMS, Manuel Pisco, e o Diretor do Departamento de Cultura, Desporto, Direitos Sociais e Juventude.
 
 
 
Na mesa de apresentação constaram o Director do Festival e do Teatro Estúdio Fontenova, José Maria Dias, e Patrícia Paixão, coordenadora de comunicação. Este ano, o TEF dedicou uma carta de amor ao Festival, onde celebrámos os diferentes integrantes da organização, desde os artistas-amigues que compõem e são o miolo do Festival; passando pelo nosso público, que cria uma côdea indispensável; desde a matéria-prima de apoios e financiamentos; e as mãos que transformam esta massa, desde a equipa TEF, a trabalhadores CMS, a diversos voluntários.
 
 
 
Abrimos com Sallim (jovem cantora), no Convento de Jesus que, depois de um interregno de dois anos, nos volta a acolher. Em mais um ano turbulento, o Teatro Estúdio Fontenova quis ser também um pouco arrojado, apresentando dois trabalhos seus no Festival, A Paz Perpétua, com texto de Juan Mayorga, e MATA, a partir de Ryonsunke Akutagawa, uma estreia em co-produção com a Companhia Mascarenhas-Martins. Seguimos até dia 28, com uma Secção Off cheia de novos projectos e companhias, onde este ano temos uma vez mais um crescente de candidaturas, sendo 14 os projectos que a integram. Pela primeira vez em Portugal, marcam presença a companhia Checa Lachende Bestien e a companhia Espanhola Mar Gómez. São 12 os espectáculos da secção oficial, totalizando 31 espectáculos de artes performativas, onde se integram 7 estreias, somando também três concertos, curtas metragens, conversas de teatro sobre políticas locais culturais (onde teremos representadas companhias, representantes de autarquias e uma investigadora) e uma exposição de artes plásticas.
 
Vídeo de apresentação da programação do Festival
 
 
O pontapé de saída será dado dia 18 de Agosto, pelas 18h00. A bilheteira estará aberta no Pátio da Escola Secundária Sebastião da Gama, de dia 16 até 28 de Agosto, entre as 18h30 e as 21h00.
 
O levantamento de bilhetes deverá ser preferencialmente realizado até 24h antes do dia da apresentação.
 
Valor dos bilhetes: Descontos: 6€ (desempregados, menores de 25, estudantes, maiores de 65, reformadas/os ou profissionais do espectáculo) / Sem Desconto: 8€
 
O Pagamento poderá ser feito presencialmente ou por transferência (privilegiamos este último método):
IBAN: PT50 0036 0043 9910 0214 9720 3 (necessário comprovativo)
MB Way: 925 436 516.
 
Pedimos ao público cooperação no cumprimento das orientações da DGS:
— É obrigatório o uso de máscara de protecção.
— É obrigatório a desinfecção das mãos à entrada do espaço.
— Respeitar a distância de pelo menos 1,5 metros entre as pessoas (excepto coabitantes).
 
 
 
O mote está dado com tom de Festa e celebração, o convite está aberto para participarem nesta festa, uma festa de amor ao teatro e a outras artes.

De 18 a 28 de Agosto, a festa faz-se,
Teatro Estúdio Fontenova

MAPS - Mostra de Artes Performativas de Setúbal -

3ª edição

27 apresentações

8 a 17 de julho

image001 (2).jpg

 

 

 

Reafirmando Setúbal como Cidade de Criação Artística, chega a 3ª edição da MAPS – Mostra de Artes Performativas em Setúbal com 27 apresentações, entre os dias 8 e 17 de julho.

 

Depois de, em 2020, a MAPS – Mostra de Artes Performativas em Setúbal se ter afirmado no panorama nacional como um dos primeiros eventos performativos a acreditar fortemente na importância da cultura ao ponto de manter a programação ao vivo, no espaço público e em espaços interiores, em plena fase de grandes constrangimentos em iniciativas desta natureza (com predominância de cancelamentos de espetáculos ao vivo), ressurge este ano reforçando a sua presença no território, convicta da importância de promover o encontro entre criação artística e público, trazendo ao debate temas fundamentais da nossa contemporaneidade, e implicando a comunidade no fazer artístico, mais não seja desafiando-a ao debate e a encontrar outros mundos e imaginários artísticos mais transgressivos. Novamente neste MAPS, destaca-se a ocupação do espaço A Gráfica – Centro de Criação Artística.

 

O programa da MAPSreforça o compromisso com a criação contemporânea em diálogo com a comunidade. Ou seja, cruza as linguagens artísticas performativas mais contemporâneas com o encontro com a comunidade e o território, fomentando a participação e colaboração ativa do público com o artista e/ou a obra artística. Viagem Sentimental, de Francisco Camacho, é exemplo disso mesmo. Esta performance emblemática do coreógrafo, nome de referência da dança portuguesa, tem uma apresentação pública (dia 8, 21h00 n’A Gráfica) mas resultante de um trabalho prolongado no tempo: a residência artística de Francisco Camacho na cidade de Setúbal estendeu-se ao longo de 3 meses, envolvendo artistas setubalenses e a comunidade local.  

 

A condição do humano e a sua relação com a vida selvagem é problematizada na instalação de Samir Noorali (artista audiovisual), intitulada de Blackest Dogs (inaugura dia 8, também n’A Gráfica), inspirada em literatura fundamental de Desmond Morris, como "O Zoo Humano" ou "Macaco Nú", assim como em experiências com equipamento de vida selvagem adaptado a cães de "abrigo/canil" e ao seu comportamento quando não existe presença humana.

 

Também n’A Gráfica, é apresentada uma pérola da criação performativa contemporânea portuguesa, onde se cruza a biografia pessoal e a relação com a História do país, neste caso em particular o contexto da fé religiosa e toda a cerimónia que acompanha o culto de Nossa Senhora de Fátima: Arranjo Floral de Filipe Pereira é uma conferência- performance sobre um artista nascido em Fátima, entre procissões gigantescas, arranjos de flores e lojas de souvenirs religiosos (dia 9, 21h00 n’A Gráfica).

 

Para além do edifício cultural A Gráfica, a programação instala-se na cidade, ocupando diferentes espaços públicos, nomeadamente, o Jardim Eng.º Luís da Fonseca (Beira-mar, frente ao Sado) com a performance/Instalação Passagem dos PIA – Projectos de Intervenção Artística com duas apresentações (a 10 de julho às 11h00 e 17h00). Esta performance conta a história de quatro velhos viajantes que caminham por entre um universo de objetos suspensos.

 

No domingo, dia 11, a programação é dedicada aos mais novos, naquele que é o dia MINI-MAPS.  Entre as 15h00 e as 18h00, no jardim do Bonfim, pode encontrar e interagir com a Instalação A estranha Viagem do Senhor Tonet, da Tombs Creatius, uma companhia Catalã que cria jogos interativos a partir de velhas mobílias e material obsoleto, transformando-os em brincadeiras fascinantes para todas as idades, com luz, som e movimento. Neste jardim, acontece também o apaixonante espetáculo de clown ROJO, de Mireia Miracle Company, que é apresentado em 2 momentos (15h00 & 18h00).  ROJO é um espetáculo de novas abordagens à figura do palhaço, que chega ao MAPS com a distinção do Prémio Zirkólika de Artista Emergente e do Prémio Circaire del Festival de Circo Circada. Ainda neste MINI-MAPS, a atriz e encenadora Cláudia Gaiolas apresenta-nos Carolina Beatriz Ângelo (16h00 & 17h30). O espetáculo conta a história desta corajosa mulher, médica e feminista portuguesa, inserido no Ciclo AntiPrincesas, que a criadora tem vindo a desenvolver em torno de figuras históricas femininas.

 

Dia 13 de julho, a artista setubalense Inês Oliveira leva On the Road: Das Subtilezas ao Jardim do Éden até à Gráfica, pelas 21h00, uma produção da Monstro Colectivo. Segue-se o concerto Huesos del Nino & Carlota Oliveira, sob a curadoria da Associação FOmE. No dia seguinte, no mesmo local, realiza-se o concerto de Museum Museum & Tiago Hesp. Ambos os concertos integram a candidatura Mural 18 (Programação Cultural em Rede).

 

No campo do experimentalismo artístico, num momento de partilha com o público de uma peça que ainda está em processo criativo, Diego Bragà traz-nos Geografia do Amor (dia 15, 21h00 n’A Gráfica). Oportunidade para conhecer o universo irreverente e desafiante de Diego Bragà que, a partir da sua história pessoal e familiar, se aventura numa ode crua e performática à geografia como espaço de diversidade sentimental, espaço do amor filial e erótico. 

 

Dia 16, ainda n’A Gráfica, o espetáculo Urna – CeAtchim! Ne Pàs! Un Sssspe Taque!Ie é apresentado às 21h00. A direção artística, coreografia e interpretação é de Camilla Morello. Urna é a unidade primária, mais pequena e indivisível da qual se compõe a nossa sociedade. É a realidade atomizada em loop, ou uma forma de se ver a realidade, filtrada pelas questões do biopoder, da biotecnologia, do pós humano e da tecno-solidão.

 

No dia 17 o MAPS ocupa as ruas da Baixa da Cidade ancorado ao projeto “Bairro das Ideias”, utilizando como “palco”: montras de lojas, janelas, portas e varandas de casas particulares que serão “ocupadas” por 12 performances em simultâneo, a decorrerem entre as 16h30 e as 18h00.  No percurso entre a Praça de Bocage e A Gráfica, passando pela Rua Arronches Junqueiro, o público é desafiado a ser um espectador/participante.

 

Dos artistas já confirmados constam: Ana Quintino, André Moniz, Carlota Oliveira, Gruppo di Due, Helena Reis, Joana Bom, Joana Chandelier, Maria Inês Costa, Márcio Pereira, Pedro Luzindro, Tatiana Gomes e o projeto Branco & Cante Alentejano. Ao chegar à Gráfica pode participar no projeto artístico 5 Minutos para te conhecer, com o ilustrador Manu Romeiro.

 

Ainda na lógica dos projetos participativos, no último dia, encerramos esta edição com o GLUM – Grupo de Limpeza Urbana Musical do Largo Residências, que ao longo de vários meses desafiou os funcionários da Higiene Urbana da Câmara Municipal de Setúbal e comunidade local, a transformar utensílios de limpeza em instrumentos musicais, revelando os mais improváveis artistas e valorizando os trabalhadores de higiene urbana que realizam, no dia-a-dia, um trabalho tão duro e fundamental para cuidar do bairro de cada um de nós.

 

No decorrer da MAPS, apresentam-se 2 instalações artísticas na Rua Arronches Junqueiro: A.braço.te da Paula Moita e Patrõa e o tempo sob a curadoria da Ghost Creative Productions.

 

Há ainda lugar a três encontros com a curadoria da FOmE, assentes na importância da programação cultural nos territórios, artivismo, projetos artísticos colaborativos e residências.

 

Todos os eventos são de entrada livre mediante reserva para maps@mun-setubal.pt

Pippo Delbono cria a sua próxima peça em Setúbal

Pippo Delbono cria a sua próxima peça em Setúbal

Rota Clandestina

Direção Artística Renzo Barsotti

image002.jpg

 

No âmbito do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pela Câmara Municipal de Setúbal, enquanto Cidade da Criação Artística e do projeto Rota Clandestina sob a direção artística de  Renzo Barsotti, Setúbal acolherá no Forum Municipal Luisa Todi o artista italiano Pippo Delbono durante o mês de  junho, a partir do dia 17,  e até o dia 3 de julho, para o início dos ensaios da nova criação Amore, que irá integrar também artistas portugueses .

Pippo Delbono é um dos artistas mais apreciados e representados em toda Europa. A companhia que leva o seu nome nasceu no início dos anos oitenta e ainda está ativa com um núcleo estável de atores, com o auxílio de diferentes colaborações. Uma característica distintiva de suas obras é a participação de pessoas que vêm de situações sociais de marginalização, que se tornaram membros estáveis do grupo de trabalho, dando vida a uma experiência cénica única.

“O título Amor não quer ter nada de retórico, é antes o ponto actual de uma busca que começou há muito tempo. Estamos em continua busca de amor, todos, à procura do Amor: através das muitas vicissitudes dolorosas que a vida nos reserva que se passam a custo, e a conduzir-nos talvez esteja essa tal incansável busca. Quero, então, tentar levar para o teatro algo que comunique esse Amor, tentar sabendo que como ponto de partida escolhemos uma terra como Portugal, tão profundamente caracterizada por um imaginário melancólico, pungente, elegíaco.” Pippo Delbono

Este espetáculo tem como coprodutores associados a Câmara Municipal de Setúbal, São Luiz Teatro Municipal, Lisboa, Pirilampo Artes Lda, Rota Clandestina, Ministerio da Cultura- Direcção Geral Das Artes (Portugal),  Fondazione Teatro Metastasio di Prato (Italia),  Teatro Coliseo, Buenos Aires, Istituto Italiano di Cultura di Buenos Aires, ItaliaXXI (Argentina), Théâtre de Liège (Bélgica), Les 2 Scènes - Scène Nationale de Besançon (França) com o apoio do Ministero della Cultura (Italia)

No Auditório Municipal - Cinema Charlot decorrerá, paralelamente, o Ciclo Pippo Delbono com a apresentação de 4 registos de vídeo de 4 peças de teatro criadas pelo próprio: Questo Buio Feroce (21 de junho), Dopo la Batlaglia (23 de junho), Orchidee (28 de junho) e Vangelo (30 de junho). A entrada é gratuita com início de cada sessão às 20h00.

Fotografia de  Luca del Pia

XXIII Festa do Teatro – candidaturas para a secção MAIS FESTA até 23 de Maio

 

transferir (7).jpg

 

Festival Internacional de Teatro de Setúbal
— XXIII Festa do Teatro
 
Estão abertas as candidaturas para a SECÇÃO OFF – MAIS FESTA do Festival Internacional de Teatro de Setúbal – XXIII Festa do Teatro, até dia 23 de Maio de 2021 às 23h59. Os espectáculos seleccionados serão apresentados entre 19 e 28 de Agosto de 2021, com contribuição solidária do público. A organização do festival assegura alimentação, alojamento e transporte das/dos artistas/companhias.
 
Existem duas categorias: A CONCURSO e EXTRA CONCURSO. A companhia ou artista vencedora da categoria A CONCURSO é programada na edição seguinte do Festival, com cachet, alimentação, alojamento e transporte.
 
A inscrição requer apenas o preenchimento da ficha de inscrição abaixo (preferencialmente online ou, em alternativa, em PDF, enviando por e-mail ou por correio).
 
 
 
Setúbal's International Theater Festival
— XXIII Theater Fest
 
The applications for the OFF SECTION – MAIS FESTA of Setúbal's International Theater Festival – XXIII Theater Fest are open until the 23rd of May 2021 at 23h59. The selected shows will be presented from the 19th to the 28th of August 2021, with solidary contributions by the audience. The organization provides meals, accomodation and support for transportation.
 
There are two categories: CONTEST and OFF CONTEST. The winning artist/company in the CONTEST category will be programmed in the next edition of the Festival, with cachet, meals, accomodation and transportation.
 
The enrollment requires only the filling of the application form below (preferentially online or, alternatively, filling the PDF and sending by e-mail or post).
 

Concertos de Ano Novo - Lisboa, Barreiro, Santarém e Setúbal

transferir (1).jpg

 

CONCERTO DE ANO NOVO
Orquestra Metropolitana de Lisboa
 

O Concerto de Ano Novo da Metropolitana é um precioso ramalhete de joias orquestrais que enfeitiçam. Mas quem já assistiu sabe bem que se trata de muito mais do que isso. O estonteio das valsas convoca purificações rituais que recuperaram sentido nas cambalhotas do tempo. A animosidade das marchas enaltece conquistas e conforta a inquietude das dificuldades. O ponteio das polcas expulsa maus agouros e vulnerabilidades, incentiva atitudes determinadas que conduzem à mudança. Os momentos de transição têm uma importância que nem sempre a matemática alcança, pois multiplicam-se nas bolsas da esperança e da vontade. Por isso, são assinalados em todo o mundo com a aparente futilidade dos brindes, dos cumprimentos e das borbulhas do espumante. Celebramos, enterramos o passado – mas nem todo o passado, porque ao olharmos para trás caminhamos em frente, renovamos compromissos. Um dos compromissos que se propõe aqui celebrar é, precisamente, o da Música, cujo valor se calcula todos os dias na escuta de cada um de nós. Neste início de 2021, ela traz um sorriso. E há tantas formas de sorrir!

Sexta-feira, 1 de janeiro, 11h00, Grande Auditório do Centro Cultural de Belém
Sábado, 2 de janeiro, 11h00, Auditório Municipal Augusto Cabrita, Barreiro
Sexta-feira, 8 de janeiro, 20h00, CNEMA, Santarém
Domingo, 10 de janeiro, 16h00, Fórum Municipal Luísa Todi, Setúbal 

G. Rossini Abertura da ópera L’Italiana in Algeri
J. Strauss II Polca rápida Expresso, Op. 311
J. Strauss I Galope Chinês, Op. 20
J. Strauss II Polca rápida Sangue Ligeiro, Op. 319
J. Strauss II Polca francesa Postillon d’amour, Op. 317
J. Strauss II Polca Ana, Op. 117
P. I. Tchaikovsky 3 peças da suíte do bailado O Quebra-Nozes, Op. 71
F. Mendelssohn Scherzo da suíte Sonho de uma Noite de Verão, Op. 61
F. Mendelssohn 3.º and. do Concerto para Violino e Orquestra, Op. 64 (*)
J. Strauss II Nova Polca Pizzicato, Op. 449
H. C. Lumbye Galope O Comboio A Vapor de Copenhaga
J. Strauss II Perpetuum mobile, Op. 257
J. Strauss II Polca Comboio do Prazer, Op. 281
J. Strauss II Polca Tritsch-Tratsch, Op. 214

 

Ana Pereira violino *
Sebastian Perłowski maestro