Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Dia 19 de dezembro: Iniciativas de Natal em Sines incluem festa de "Natal Seniores"

image002.jpg

Câmara Municipal de Sines organiza no próximo dia 19 de dezembro uma festa de convívio “Natal Seniores”. Este encontro tem início às 15h30, no Pavilhão Municipal dos Desportos e destina-se a pessoas com mais de 60 anos.


Até ao dia 16 de dezembro os interessados podem fazer a inscrição nos Espaços Seniores de Sines e Porto Covo, na Piscina Municipal Carlos Manafaia, na Câmara Municipal de Sines (serviço administrativo da Divisão de Desenvolvimento Social), no Pavilhão Municipal dos Desportos, na Associação Cabo-verdiana de Sines e na Associação de Moradores da Sonega.

 

Ainda a propósito do Natal, recordamos que a Câmara Municipal de Sines organiza no centro histórico da cidade de Sines, entre os dias 6 e 8 de dezembro, mais uma edição do Natal no Largo.

 

O programa da edição deste ano inclui três concertos no palco do Castelo, o mercado tradicional (onde participam 80 expositores), programa cultural e animação para toda a família:

 

No dia 6 de dezembro, às 21h30, atua Anabela, cantora que faz parte da história da música portuguesa dos últimos 30 anos.

 

Dois prémios logo no início da carreira – “A Grande Noite do Fado”, em 1989, e o “Festival da Canção”, em 1993 – tornaram-na conhecida do público. Depois, o seu percurso ganhou novas dimensões como artista principal no teatro musical. Em Sines, faz uma viagem pelo seu repertório e presta um tributo ao melhor da música portuguesa.

 

No dia 7 de dezembro, também às 21h30, é a vez Gospel Collective, coletivo com mais de 20 vozes com experiência não só no gospel como em outras áreas musicais em Portugal, do jazz à soul, do rock ao reggae.

 

Em comum, têm a paixão pela música espiritual negra e a vontade de, através da oração cantada, proporcionar um espetáculo recheado de fé, ritmo, palmas, amor, alegria e improviso.

 

Antes do concerto, realiza-se, a 7 de dezembro, às 17h00, na Capela da Misericórdia, o espetáculo musical "A Casinha de Chocolate", para os públicos infantil e juvenil.

 

No dia 8 de dezembro, às 18h00, o palco do Castelo recebe o agrupamento Quarteto de Natal, que dará um concerto de Natal a quatro vozes com os clássicos da época.

 

Composto por Suzy Guerra, Pedro A. Rodrigues, Kátia Moreira e Hugo Baptista, o grupo promete cantar e encantar numa viagem de memórias e tradições, para toda a família.

 

Também no dia 8, mas às 16h30, no mesmo local, é apresentada a comédia "Natal Travesso", também para os mais pequenos.

 

Haverá ainda magia de Natal (pela companhia XPTO), contos de Natal (pela equipa de mediação de leitura do Centro de Artes de Sines) e dança de Natal (pelas alunas dos Ateliês de Movimento e Dança do Centro de Artes de Sines).

 

As ruas e cenários serão animados pela companhia XPTO, pelo Violas Duo e pelo Ao Luar Teatro.

 

 

O programa completo das iniciativas, todas de entrada livre, em www.sines.pt.

 

 

Natal em Sines com mercado, concertos e animação

A Câmara Municipal de Sines organiza entre 6 e 8 de dezembro de 2019, no centro histórico da cidade de Sines, mais uma edição do Natal no Largo.

O programa desta edição da iniciativa inclui três concertos no palco do Castelo, o mercado tradicional (onde participam 80 expositores), programa cultural e animação para toda a família.

 

No dia 6 de dezembro, às 21h30, atua Anabela, cantora que faz parte da história da música portuguesa dos últimos 30 anos.

Dois prémios logo no início da carreira – “A Grande Noite do Fado”, em 1989, e o “Festival da Canção”, em 1993 – tornaram-na conhecida do público. Depois, o seu percurso ganhou novas dimensões como artista principal no teatro musical. Em Sines, faz uma viagem pelo seu repertório e presta um tributo ao melhor da música portuguesa.

 

No dia 7 de dezembro, também às 21h30, é a vez Gospel Collective, coletivo com mais de 20 vozes com experiência não só no gospel como em outras áreas musicais em Portugal, do jazz à soul, do rock ao reggae.

Em comum, têm a paixão pela música espiritual negra e a vontade de, através da oração cantada, proporcionar um espetáculo recheado de fé, ritmo, palmas, amor, alegria e improviso.

Antes do concerto, realiza-se, a 7 de dezembro, às 17h00, na Capela da Misericórdia, o espetáculo musical "A Casinha de Chocolate", para os públicos infantil e juvenil.

 

No dia 8 de dezembro, às 18h00, o palco do Castelo recebe o agrupamento Quarteto de Natal, que dará um concerto de Natal a quatro vozes com os clássicos da época.

Composto por Suzy Guerra, Pedro A. Rodrigues, Kátia Moreira e Hugo Baptista, o grupo promete cantar e encantar numa viagem de memórias e tradições, para toda a família.

Também no dia 8, mas às 16h30, no mesmo local, é apresentada a comédia "Natal Travesso", também para os mais pequenos.

 

Haverá ainda magia de Natal (pela companhia XPTO), contos de Natal (pela equipa de mediação de leitura do Centro de Artes de Sines) e dança de Natal (pelas alunas dos Ateliês de Movimento e Dança do Centro de Artes de Sines).

As ruas e cenários serão animados pela companhia XPTO, pelo Violas Duo e pelo Ao Luar Teatro.

 

Câmara de Sines promove exposição "Mundividências" | Seis fotógrafos de Sines juntos no Centro de Artes

image012.jpg

 

Câmara Municipal de Sines inaugura no dia 23 de novembro, às 16h00, no centro de exposições do Centro de Artes de Sines, a exposição “Mundividências”, com a participação de seis fotógrafos do concelho: Jorge Custódio, Luís Magalhães, Rui Pereira, Sofia Costa, Tiago Canhoto e Vítor Seromenho.

No âmbito das comemorações do Dia do Município, o Centro de Artes de Sines lançou o desafio para que cada um dos fotógrafos concebesse um projeto coerente que refletisse um momento do seu trabalho ou um conceito que condensasse a abrangência da sua obra.

O núcleo de Jorge Custódio intitula-se “Reflexos do Eu” e está focado nos momentos em que o próprio fotógrafo se torna parte da fotografia.

Luís Magalhães, na série “O Mundo a Preto e Branco não é Cinzento”, apresenta registos feitos em dez países.

Rui Pereira mostra duas séries fotográficas. Em “Neste Dia de Mar e Nevoeiro”, explora a relação com o lugar, o mar e a memória. Na segunda, “From Gagarin’s Point of View”, reflete sobre a existência.

“IN LUMINE” (na luz) é o título do núcleo da fotógrafa Sofia Costa, onde procura captar imagens na ausência da luz.

A presença de Tiago Canhoto na exposição “Mundividências” faz-se com o conjunto “Maresias”, dedicado às praias do litoral alentejano.

Finalmente, Vítor Seromenho, apresenta “Rostos de Sol e Sal”, sobre “as marcas de um trabalho duro, executado por homens de carne e osso”.

 

 

A exposição, com entrada livre, vai estar patente até 26 de janeiro de 2020, de segunda a sexta-feira, no período 14h00-20h00, e aos sábados, domingos e feriados, no período 14h30-20h00, na Rua Cândido dos Reis 33, em Sines.

 

Sines | Exposição Fotografia | Spectrum - É a poeira que torna o feixe de luz visível

 

No dia 12 de Maio de 2017 um ciberataque assolou o mundo assinalando, uma vez mais, a potência da técnica. Um ano depois, em Sines, os quatro fotógrafos da HÉLICE, Duarte Amaral Netto, João Paulo Serafim, Rodrigo Tavarela Peixoto e Valter Ventura, apresentam-se ao público numa exposição inédita que coloca em diálogo o modo como a experiência da técnica fotográfica invade o entendimento que fazem do mundo.



 

A exposição de fotografia Spectrum - É a poeira que torna o feixe de luz visível inaugura em Sines, no Centro Cultural Emmerico Nunes, a 12 de Maio de 2018, pelas 17:00 e está patente até 1 de Julho.

 


SPECTRUM - A POEIRA TORNA O FEIXE DE LUZ VISÍVEL

Inauguração da exposição: 12 Maio 2018, 17:00

Centro Cultural Emmerico Nunes, Sines /// Até 1 Julho


 


Feira do Mar 2018 em Sines

primage_23199.png.jpg

 

Quando os dias quentes se instalam e a época balnear deixa de ser uma miragem, o desejo de estar perto do mar aumenta. Temos a sorte de, nosso país, o ter por perto em quase todas as latitudes.

Mas, apesar de não serem precisos pretextos para passar um dia à beira-mar, a organização de um evento com várias valências, capaz de agradar a diversos tipos de público, é sempre um bom motivo para voltar a Sines. A proposta chama-se Feira do Mar 2018 e, como o nome indica, é uma iniciativa – realizada em conjunto pelo Sines Tecnopolo e a Câmara Municipal de Sines – que tem como objetivo divulgar os aspetos mais relevantes da chamada Economia do Mar. Esta é a sua terceira edição.

Nos dias 15, 16 e 17 de Junho não vão faltar bons motivos para ir até Sines. A oportunidade de visitar o farol ou a lota de Sines, de fazer um batismo de paddle ou mergulho, de praticar zumba ou yoga na praia, de observar animais, algas e esculturas à beira-mar.

Numa outra perspetiva – igualmente lúdica – realizar-se-á, na Avenida Vasco da Gama, uma mostra com a presença dos principais intervenientes (empresas, entidades, privados) ligados à Economia do Mar com destaque para os produtos gastronómicos regionais, alguns dos quais apresentados em momentos de showcooking patrocinados pela Docapesca.

Numa vertente mais académica, há que referir a realização, no dia 15 de Junho, de uma conferência com o tema “Inovar e Criar para Empreender na Economia do Mar”, onde serão abordados temas fundamentais do setor por um grupo de oradores experientes na área e será lançado o concurso do projeto Platicemar.

Participar na Feira do Mar 2018 – seja por motivos de lazer, negócio ou meramente social – e revisitar a cidade de Sines. Um programa interessante e rico para o fim de semana que antecede a chegada do verão.

Programa e atividades previstas: www.feiradomar.org
 

Teatro do Mar [Sines] estreia A IDADE DO SILÊNCIO a 25 de Novembro no Auditório do Centro de Artes de Sines

imagem comunicação social.png

 

 

A IDADE DO SILÊNCIO

Criação e Direção de Julieta Aurora Santos.

[ marionetas . video-arte ]

 

25 e 26 NOVEMBRO | AUDITÓRIO CENTRO DE ARTES DE SINES | 22H | M10

Entrada Livre mediante levantamento de bilhetes na receção do Centro de Artes de Sines

 

O Teatro do Mar estreia nos próximos dias 25 e 26 de novembro, pelas 22h, no Auditório do Centro de Artes de Sines, a sua mais recente produção A IDADE DO SILÊNCIO, criação e direção de Julieta Aurora Santos e interpretação de Luís João Mosteias e Sérgio Santos.

Testemunhámos de perto as rotinas de idosos institucionalizados.

Vivemos numa tensão entre a permanência e a transitoriedade na vida e uma total impotência face à nossa condição de finitude. 


Esta criação reflete sobre a nossa relação com a dimensão temporal, colocando em conflito o frenesim do homem contemporâneo e a imediatez de tudo, com o tempo do idoso e a sua necessidade de hábitos que, incorporados à vida, se tornam poesia do quotidiano, parecendo estabelecer uma relação continuada e duradoura com o mundo.

 

Criação e Direção Julieta Aurora Santos
Interpretação Luís João Mosteias e Sérgio Santos

 

Banda Sonora Tiago Inuit
Vídeo Carlotta Premazzi
Marionetas Lukasz Trzcinski

 

Cenografia Luís Santos, Carlos Campos
Figurinos Sandra Santos, Adriana Freitas

 

Direção Financeira e Gestão Sónia Custódio
Produção Executiva Miguel Marques Silva
Promoção e Grafismo Frederico Salvador

M.A.R. Mostra de Artes de Rua | Edição 0.1 | 21, 22 e 23 Setembro | Sines

 Uma programação que se foca, essencialmentUma programação que se foca, essencialmente, na apresentação de projetos de artistas emergentes, no setoDança, Teatro, Circo, Performance, Música, Cineconcerto, Escultura Efémera, Marionetas e Atividades para crianças e famílias, são os ingredientes para a programação deste ano. Inspirados pela expressão “Povos de mar, povos de rua”, aproximaram-se os espetáculos da zona marítima, fundindo os temas do MAR e do AMOR pela junção e significado que a palavra M.A.R. recebe quando nos referimos a ela: (A) M.A.R..r da rua e do

 

 

Pretende provocar a vivência de uma experiência artística e a valorização do património histórico e natural da região, estimular a criação, formação e promoção das artes de rua, e tornar-se um “porto” para artistas e profissionais do setor, nacional e internacional. 

 

a05dd821-d0dd-430c-b929-8eaae3462a20.png

 

circo contemporâneo nacional. e, na apresentação de projetos de artistas emergentes, no setor da rua e do circo contemporâneo nacional. 

 

Para 2017, de Portugal, integram o cartaz o Teatro do Mar em co-produção com a Artelier?; Duo Dream; FIAR; Pedro Mira; Beatriz Silva; Charlie Mancini; Inês Oliveira e Daniel Seabra; Clara Marchana /Magner; Projeto EZ; Ana Jordão; Mica Paprika; Teatro SÓ; Fanfarra Original Bandalheira; DJ Xoices, Companhia XPTO; Helena Reis e Samuel Buton (França).

 

De França chega a companhia Bivouac, de Inglaterra os Acrojou e da Catalunha (Espanha), a Cia La Tal.

Durante três dias, Sines recebe várias propostas artísticas pensadas para todos os públicos, em vários pontos da cidade. A entrada, em todos os espetáculos, é LIVRE.

 

 

GRUPO RTP APOIA FESTIVAL MÚSICAS DO MUNDO

 

De 18 a 27 de julho em Sines e Porto Covo  GRUPO RTP APOIA FESTIVAL MÚSICAS DO MUNDO 

 

 

 

 

O Festival Músicas do Mundo, a maior celebração das músicas do mundo realizada em Portugal, volta a encher Sines e Porto Covo de sons de todo o planeta entre 18 e 26 de julho.

 

Acompanhe os concertos e as iniciativas paralelas do Festival num diário conduzido por David Dias, cercas das 23h30, na RTP2. Este diário pode igualmente ser visto nas emissão da RTP África e  RTP Internacional .

 

Poderá igualmente acompanhar este grande evento de música do mundo nas emissões especiais da Antena 1, entre os dias  23 a 27 de julho, a partir das 24:00hs, com Luis Ramos, Alexandra Sofia Costa e Cristina Condinho.

 

Saiba todos os pormenores aqui

 

Na programação de 2014 do Festival Músicas do Mundo renova-se o pacto com o público, que desde 1999 parte para Sines à descoberta de música que nunca ouviu ou que raramente tem oportunidade de ouvir ao vivo. No atlas musical desta edição cabem espetáculos e atuações musicais de artistas de quatro continentes. O Irão, a Turquia, a Coreia do Sul, a Tanzânia, o Zimbabué, o Benim e São Tomé e Príncipe fazem a sua estreia no festival, elevando para uma centena o número de países e regiões que já passaram pelo mais aventureiro acontecimento musical português, sedeado no concelho portuário que viu nascer Vasco da Gama.

 

A grande novidade da edição deste ano é o regresso a Porto Covo, nos dias 18, 19 e 20 de julho, num palco montado no Largo Marquês de Pombal, uma das praças mais bonitas do Alentejo.

 

Os Artistas Unidos apresentam em Sines "QUATRO" de Sofia Areal, Manuel Casimiro, Jorge Martins, Nikias Skapinakis

No Centro de Artes de Sines de 5 a 29 de Maio 2011

Que este surpreendente, admirável entendimento é isso mesmo: nem doutrina nem receita, nem programa nem lei, apenas o convívio companheiro de quatro artistas, um gosto realmente comum, um desafio. E talvez seja essa, hoje, a grandeza da pintura, a sua espantosa diversidade, a sua liberdade sem constrangimentos, a sua intensa des-programação. Esta é a entrada num louvor: o desse diário trabalho contra as leis uniformes deste tempo.

Jorge Silva Melo

 

Quatro pintores expõem. Começaram a fazê-lo juntos, em Lisboa, na Giefarte, em Fevereiro de 2010. E vão continuar, numa exposição que, produzida pelos Artistas Unidos, irá percorrer Portugal durante 2010-11 e 12.

Nada os une, nada.
Ou, como diz Nikias Skapinakis,

Artisticamente, que têm em comum os membros do neogrupo de quatro?
nada, excepto o gosto pela prática da pintura.

Quatro artistas que gostam de pintar.

GRUPO DE 4

4: o meu número preferido. Antes do 5 que é a perfeição, o pleno, o Sol, o
óptimo, o 4 é o labor e entusiasmo que a ele leva.

4 é o meu número no jogo da vida, jogo que se joga até ao fim, até se ganhar
e vencer.

4: Nikias Skapinakis, Jorge Martins, Manuel Casimiro, Sofia Areal. 4
artistas que mostram uma das muitas coisas que os unem: a pintura.

Falei no 4 (3 mais uma) e no 5; e então o 3?! Triângulo? Tríptico? Tripé?
Trevo de 4 Folhas? Copo de 3 ou de 4?

Sofia Areal

Lisboa, Janeiro 2010