Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

"Noites de Queluz - Tempestade e Galanterie" regressam ao Palácio de Queluz | 19 de outubro a 4 de novembro

O ciclo de concertos apresenta este ano sete propostas que revisitam um repertório que vai de finais do século XVII até ao início do XIX. Nesta quarta edição, irão passar pelo palácio nomes como Ian Bostridge, Nuria Rial, Fahmi Alqhai, Andreas Staier ou Raffaella Milanesi. Destaque ainda para a estreia mundial moderna de uma serenata de João de Sousa Carvalho.

 

 

image002.png

 

As “Noites de Queluz – Tempestade e Galanterie” estão de volta ao Palácio Nacional de Queluz, entre 19 de outubro e 4 de novembro, sempre às 21h30. Os sete espetáculos desta quarta edição acontecem na Sala do Trono e na Sala da Música e celebram o esplendor setecentista e oitocentista com repertórios criteriosamente enquadrados no contexto histórico do Palácio.

 

O primeiro concerto dá desde logo o protagonismo a uma das mais-valias deste ciclo: o pianoforte Clementi, instrumento histórico (datado de c.1805) do acervo do Palácio de Queluz. Stefania Neonato e Francesca Vicari abordam o repertório para violino e tecla do período Clássico em “As várias faces de um mesmo género”, no dia 19 de outubro.

 

No dia 20 de outubro, efetuamos uma viagem “Dos salões londrinos até à sala de concerto” com o tenor inglês Ian Bostridge e a pianista Saskia Giorgini. Ambos trazem a Queluz um recital que dará a ouvir obras de Haydn e Schubert.

 

Accademia del Piacere regressa a Sintra meses após ter marcado presença no ciclo “Reencontros”, no Palácio Nacional de Sintra. No dia 21 de outubro, este ensemble e o soprano Nuria Rial apresentam-nos “Muera cupido – A tradição musical teatral em Espanha em 1700”, incursão pela música de autores como Sebastián Durón, José de Torres ou José de Nebra.

 

No dia 27 de outubro, o saltério, instrumento medieval que gozou de grande popularidade em Espanha até finais do século XVIII, soará no Palácio de Queluz, trazido pelo ensemble Il Dolce Conforto. Em “O sonho de Goya – O ´salteri’ na Espanha galante (1750-1780)” este ensemble apresenta um repertório que propõe uma transformação sonora do imaginário pictórico correspondente à primeira fase de produção de Francisco de Goya.

 

Prosseguem as Noites de Queluz com uma estreia mundial moderna no que é mais um capítulo de um esforço inscrito no Ciclo desde a primeira hora e que visa recuperar as óperas e serenatas escritas durante o século XVIII para o Palácio. Em 2018, é a vez da serenata ‘Perseo’, de João de Sousa Carvalho, ouvida pela primeira vez no verão de 1779, no âmbito das festividades do 62.º aniversário de D. Pedro III e que nunca mais foi executada. Será a 28 de outubro, com interpretação de um conjunto de solistas e da Orquestra Divino Sospiro, sob a direção do maestro Vanni Moretto.

 

Pelo segundo ano consecutivo, a Orquestra Barroca Casa da Música marca presença nas Noites de Queluz e traz desta vez como solista e maestro o alemão Andreas Staier, um dos grandes nomes da música antiga internacional. No dia 3 de novembro, apresentam “Portugal no mapa do barroco e um ‘hit’ de Boccherini”, um programa em torno dos dois concertos para tecla de Carlos Seixas (1704-42) e da música ibérica de Setecentos.

 

Numa viagem pelo cenário musical setecentista português, é inevitável referir-se a escola napolitana, que marcou a escrita lírica e orquestral da época. Ela será invocada pelo soprano Raffaela Milanesi, que, acompanhada da orquestra Divino Sospiro, sob a direção de Massimo Mazzeo, protagoniza o programa “Mozart e o estilo Napolitano”, no dia 4 de novembro, com isso encerrando a 4.ª Temporada de Música da Parques de Sintra.

 

O ciclo Noites de Queluz é uma iniciativa conjunta da Parques de Sintra e do Centro de Estudos Musicais Setecentistas em Portugal (CEMSP), tendo por diretor artístico o maestro Massimo Mazzeo.

 

 

Informações úteis:

Preço de bilhete por concerto: 10€

Locais de venda: Bilheteiras da Parques de Sintra, FNAC, Worten, El Corte Inglés, Altice Arena, Media Markt, lojas ACP, rede PAGAQUI e Postos de Turismo de Sintra e Cascais.

Online em www.parquesdesintra.pt e em www.blueticket.pt

M/6

OBSTÁCULOS GIGANTES DESAFIAM OS MAIS DESTEMIDOS: Prozis Challenge de passagem pelo Jumbo Sintra!

Prozis Challenge de passagem pelo Jumbo Sintra

 

OBSTÁCULOS GIGANTES DESAFIAM OS MAIS DESTEMIDOS

 

Prozis Challenge_Jumbo Sintra.jpg

 

A próxima chamada do Prozis Challenge tem encontro marcado para os dias 29 e 30 de setembro nas Galerias Comerciais do Jumbo Sintra. Em jogo estão 45.000€ em prémios para distribuir pelos mais rápidos e resistentes.

 

Conhecida por ser “a” competição mais desafiante e testar ao limite as perícias físicas dos atletas, como a agilidade, a resistência e a rapidez, a 12ª etapa da prova Prozis Challenge é recebida pelas Galerias Comerciais do Jumbo Sintra.

 

Nos dias 29 e 30 de setembro, o parque de estacionamento exterior vai receber até 2km de obstáculos e insufláveis gigantes que devem ser ultrapassados no menor tempo possível, com o objetivo de colocar à prova a força de braços, equilíbrio, elasticidade, e muito mais dos atletas participantes.

 

Esta é uma série qualificativa para apurar os 30 atletas mais destemidos que passarão à grande final do Prozis Challenge, a realizar-se no próximo ano, em duas etapas que decorrem nas cidades de Lisboa e do Porto e que darão a conhecer o campeão e campeã nacional.

 

Para participar nesta etapa qualificativa do Prozis Challange, basta aparecer no dia e fazer a inscrição, totalmente gratuita. As provas decorrem entre as 10h e as 12h e entre as 16h e as 20h; e é aconselhável o uso de roupa desportiva e de luvas.

 

O desafio está lançado, prepare-se para superar os seus limites!

FESTIVAL ROMANO

Festival_Romano_II.jpeg

 


Museu Arqueológico de S. Miguel de Odrinhas
Sintra

 

21 de setembro – 17h00 às 23h00
22 de setembro – 12h00 às 23h00
23 de setembro – 12h00 às 22h00

ENTRADA LIVRE

O Museu Arqueológico de S. Miguel de Odrinhas - Sintra recebe o Festival Romano IN VINO VERITAS (no vinho está a verdade). Uma viagem até aos primeiros séculos da nossa era quando o território em que vivemos fazia parte do império romano. Na proximidade das ruínas da villa romana será recriado um ambiente festivo com várias atividades, incluindo jogos e oficinas de experimentação.

Baco, o deus associado ao vinho, será o anfitrião, num ambiente que proporcionará momentos de festa e alegria para toda a família.

O Festival inclui a demonstração de artes e ofícios como a escultura, a cestaria, a tecelagem, a carpintaria e a olaria recriando um mercado com tendas de artesãos e mercadores e as Tabernae, onde não falta o leitão assado no espeto, o pão e os doces (sem chocolate, que não existia), a cerveja e o vinho, entre outros produtos.

Haverá também apresentações de histriões e acrobatas assim como representações do quotidiano romano com diferentes personagens, em que se inclui a cerimónia de oferendas ao Deus Baco.

Todos os dias às 20h: Cortejo Báquico.

Com a colaboração do Troia Resort / Ruínas de Troia, no domingo será possível conhecer o Garum - tempero feito com peixe.

Também no domingo, o Museu de Lisboa – Teatro Romano, marcará presença com as oficinas “E se vestíssemos a Toga e a Stola” e “Ordens Arquitetónicas romanas”.

A Associação Clenardus – promoção e ensino de línguas clássicas, estará presente com programa a anunciar.

O Museu Arqueológico de S Miguel de Odrinhas reúne uma coleção lapidar, considerada das mais importantes da península ibérica.

 

camara.oficios@mail.telepac.pt

Organização: Câmara Municipal de Sintra
Produção: Câmara dos Ofícios
Apoio: Museu Arqueológico de S. Miguel de Odrinhas (MASMO)

Outras entidades participantes:
Associação Clenardus – promoção e ensino de línguas clássicas
Centro Internacional de Escultura
Museu de Lisboa – Teatro Romano
Museu Nacional de Arqueologia
Troia Resort / Ruínas de Troia

"João e Beatriz": Peça da dramaturga premiada do Québec, estreia em Sintra

Carole Fréchette em Portugal

 

Peça da dramaturga premiada do Québec, estreia em Sintra

 

João & Beatriz, com encenação de Nuno Nunes e figurinos de Alexandra Moura,

irá juntar Sofia Borges e Luis El Gris no palco da Casa de Teatro de Sintra

 

Companhia de Teatro de Sintra, pertencente à Associação Cultural Chão de Oliva, traz, pela primeira vez a Portugal, a peça João & Beatriz de Carole Fréchette, dramaturga do Canadá, traduzida e representada em várias línguas e países. Com encenação de Nuno Nunes, a peça estreia no próximo dia 4 de outubro, estando em cena até dia 21 do mesmo mês, na Casa de Teatro de Sintra.

A celebrar o percurso de uma das mais reputadas autoras do teatro contemporâneo, Carole Fréchette estará pela primeira vez em Portugal, marcando presença na estreia da peça. Com cerca de vinte peças editadas, o trabalho da autora é atualmente um dos mais difundidos e respeitados na dramaturgia em língua francesa, tendo sido agraciada com inúmeros prémios, nomeadamente o Siminovitch Prize in Theatre em 2002, um dos mais prestigiados prémios no Canadá, e com o Prémio SACD de Dramaturgia Francófona.

João & Beatriz é a fábula de uma mulher, Beatriz, aparentemente em busca de um homem que possa libertá-la da solidão. Na tentativa de encontrá-lo, faz circular um anúncio em que promete uma recompensa substancial àquele que souber cativá-la, comovê-la e seduzi-la. Por esta ordem. Com vista a receber a recompensa, João, um dos candidatos, responde ao anúncio. Submete-se, assim, às três provas daquela mulher intempestiva. É então que, durante a peripécia, Beatriz impõe um novo desafio: João terá de inventar o amor. Tendo o apartamento de Beatriz como fundo, os dois encenam a intimidade e a troca de confidências, mas também cultivam a distância e não evitam o conflito. Em causa, está a questão: basta acreditar no amor para que ele exista?

Na pele de "Beatriz" estará Sofia Borges, presente nos palcos portugueses com a participação em peças como As Criadas de Jean Genet, Play Strindberg de Friedrich Dürrenmatt, ou Casa de Bonecas e Peer Gynt de Henryk Ibsen. A atriz, também autora, encenadora e professora, é ainda uma estudiosa e conhecedora das obras de Fréchette, assinando a tradução da peça que aqui se apresentada.

"João" estará a cargo de Luis El Gris, ator, encenador e autor, tendo já pisado os palcos e passado pelo teatro radiofónico, a dança, o vídeo e o cinema, onde trabalhou com nomes como Ruy Otero, João Garcia Miguel, Félix Lozano ou Teresa Prata.

A encenação é levada a cabo por Nuno Nunes, encenador, ator e produtor reconhecido pelas suas aparições em cinema, teatro e televisão. Como encenador, obteve o prémio "Teatro n' A Década" com O Escurial de Michel de Ghelderode e trabalhou também textos de António Patrício, José Régio, Franz-Xaver Kroetz, Gil Vicente e August Strindberg.

João & Beatriz vai estar em exibição na Casa de Teatro de Sintra, entre 4 e 21 de outubro. De quintas a sábados, a sessão tem início às 21h30 e domingos, às 16h. O valor do bilhete é de 7,50€, existindo vários descontos para grupos, jovens, entre outros. Há ainda bilhetes para o espetáculo com refeição incluída, a um custo de 15€.

Além da peça na Casa de Teatro de Sintra, a presença de Carole Fréchette em Portugal será ainda marcada pela Leitura Encenada de outra das obras de que é autora: As Quatro Mortes de Marie. Esta terá lugar no dia 6 de outubro, pelas 17h, na Livraria Ler Devagar, na LX Factory, em Lisboa, com entrada livre. As Quatro Mortes de Marie foi também traduzida por Sofia Borges, que se junta, na leitura, a Carmen Santos, José Neves, Paula Pedregal e também Luis El Gris, dirigidos por Nuno Nunes.

 

Mais informações em: 

MUSCARIUM#4 programa completo do festival + nova temporada AMAS...

 

MUSCARIUM#4

10 a 23 setembro
festival de artes performativas em Sintra
organizado pelo teatromosca

Está a chegar o mês de setembro e, com ele, o mais entusiasmante festival de artes performativas de Sintra, o MUSCARIUM, que, na sua 4ª edição, se espalhará por auditórios, parques, museus e jardins do concelho de Sintra, apresentando concertos de alguns dos mais relevantes nomes da música nacional e internacional ou espetáculos de teatro de companhias portuguesas, brasileiras, francesas e espanholas, ao longo de duas semanas. Ao mesmo tempo, este evento assinala ainda a abertura da nova temporada da companhia e do AMAS - Auditório Municipal António Silva, espaço que o teatromosca tem vindo a programar desde janeiro de 2018. A abertura oficial do MUSCARIUM#4 será no dia 10 de setembro, com um concerto surpreendente de NOISERV no cenário encantador dos Jardins do Palácio de Monserrate, às 21h - a partir das 20h, será servido um pequeno beberete, com bebidas e petiscos caseiros, num ambiente acolhedor e descontraído...

Já pode consultar o PROGRAMA COMPLETO DO MUSCARIUM#4 e ler as entrevistas exclusivas aos músicos NOISERV e MYKKI BLANCO, aos diretores do TEATRO EFÉMERO e ao encenador espanhol ADOLFO SIMÓN...

Os bilhetes também já estão à venda nos locais habituais...

 

SEMANA#1

thumbs.web.sapo.io.jpg

 

 10 setembro | 21h
NOISERV
concerto
no Jardim do Palácio de Monserrate
[Sintra]

thumbs.web.sapo.io.jpg

 

11 e 12 setembro | 21h
ENTRE - Uma Casa que se Torna
performance
no AMAS - Auditório Mun. António Silva
[Cacém]

thumbs.web.sapo.io.jpg

 

13 setembro | 21h
Conexões
teatro de improviso
no AneXXo [S. Pedro de Sintra]
produção bYfurcação Teatro
[Sintra]
criação de Isadora Bellavinha [Brasil]

 

 

Forum Summer Sound by RFM | Festival agita noites de verão

image003.jpg

 

5 noites, 5 concertos no palco do Forum Sintra e Forum Montijo de 26 de julho a 23 de agosto.
Festival promete aquecer a temperatura ao som de alguns dos maiores artistas nacionais da atualidade

É já no dia 26 de julho que arrancam 5 noites de concertos incríveis. ‘Forum Summer Sound’ junta, pela primeira vez, a RFM e os centros comerciais Forum Sintra e Forum Montijo, geridos pela Multi Portugal, que prometem agitar as noites de verão aos seus visitantes. De 26 de julho a 23 de agosto, Carolina Deslandes, Carlão, Áurea, The Black Mamba e Os Azeitonas sobem ao palco, em concertos únicos, de entrada gratuita!

Os artistas que compõem o cartaz do ‘Forum Summer Sound’, numa fusão de estilos que vai do pop à soul, passando pelos ritmos do pop rock, R&B, hip-hop e rap trazem o melhor da música portuguesa até aos seus visitantes.

«O projeto ‘Forum Summer Sound’ junta pela primeira vez centros geridos pela Multi Portugal à RFM, em ações de grande dimensão, para oferecer experiências únicas aos visitantes. Os shoppings que gerimos não se fazem apenas de lojas, são cada vez mais um espaço de encontros e dinâmicas que aproximam as comunidades locais e, por isso, com esta parceria, queremos oferecer a quem nos visita espetáculos de alguns dos artistas mais conceituados da atualidade numa iniciativa totalmente gratuita», afirma Paulo Alves, Head of Marketing da Multi Portugal. 

A grande abertura do ‘Forum Summer Sound by RFM’ acontece já no dia 26 de julho, quinta-feira, no Forum Sintra. A partir das 21h00, o palco estará a cargo d’ Os Azeitonas. A banda portuguesa de pop rock do Porto, composta por Mário Brandão, Luísa Barbosa e João Salcedo promete levar o público a “ver os aviões” e abrir em grande este ciclo de concertos.

Depois de um dia de praia, a melhor música vai viver-se no ‘Forum Summer Sound’!

Ciclo de cinema em Monserrate encerra com Spielberg e Hitchcock | 24 a 26 de agosto

 

 

Ao longo de quatro fins de semana de agosto, “Esplendor na Relva” trouxe muitas obras-primas do cinema aos jardins e ao Palácio de Monserrate. Para encerrar esta edição, João Mário Grilo escolheu “O Feiticeiro de Oz”, “E.T., O Extraterrestre”, “O Filho da Selva” e “Os Pássaros”.

 

O fim de semana começa com “O Feiticeiro de Oz” (1939), na sexta-feira, 24 de agosto, às 21h30, no Relvado de Monserrate. Poucos serão os que não conhecem este clássico do cinema que conta a história de Dorothy, uma menina do Kansas cuja casa é arrastada pela força de um tornado. A jovem dos sapatos vermelhos ascende ao mundo de Oz, onde há fadas e bruxas, espantalhos e homens de lata que pensam e se mexem, e um leão cobarde em busca da coragem que lhe falta. Este é um grandioso musical com uma profundidade nada inocente ou infantil.

 

E se Dorothy ansiava retornar a casa (“there’s no place like home”), o protagonista do filme de sábado, 25 de agosto, partilha o mesmo desejo – “phone home”, repete E.T. Às 21h30, é projetado na tela gigante do Relvado de Monserrate “E.T., O Extraterrestre” (1982), de Steven Spielberg. Neste filme, há bicicletas que voam, naves espaciais que aterram e partem, e um extraterrestre que se passeia entre os humanos em noite de Halloween. E se o céu da serra de Sintra o permitir e as nuvens se ausentarem, nesta noite, “E.T., O Extraterrestre” será visionado tendo a lua cheia como companhia.

 

Ainda no sábado, à meia-noite, há uma Sessão Mistério no Auditório do Palácio. O filme-surpresa será revelado apenas no momento.

 

O ciclo de cinema prossegue no domingo à tarde. No dia 26 de agosto, às 16h00, miúdos e graúdos podem assistir ao filme “O Filho da Selva” (1942). Esta é a primeira adaptação dos célebres “Livros da Selva”, coletânea de pequenas histórias escritas por Rudyard Kipling, cujo cenário é a Índia. “O Filho da Selva” tem como personagens principais o menino-selvagem Mowgli (adotado e criado por uma alcateia de lobos), a serpente Kaa, a pantera Bagheera, o tigre Shere Khan e o elefante Hathi, entre outros. Este clássico tem a particularidade de ter sido filmado em cenários reais, com atores e animais de carne e osso (pelo menos, na sua maioria).

 

A segunda edição de “Esplendor na Relva” fecha com chave de ouro no Relvado de Monserrate, no domingo, 26 de agosto, às 21h30, com “Os Pássaros” (1963). Este é um dos mais conhecidos filmes de Alfred Hitchcock e um dos títulos mais pessoais e icónicos de toda a sua obra. Quando Melanie Daniels chega a Bodega Bay, atrás do solteiro Mitch, é inexplicavelmente atacada por uma gaivota. Repentinamente, milhares de pássaros reúnem-se na cidade, atacando os habitantes. Mitch e Melanie vão lutar pelas suas vidas, contra uma força mortífera inexplicável e que não pode ser detida, num dos mais aterrorizadores filmes de Hollywood, onde a vingança da natureza é devastadora.

 

O ciclo de cinema não fica completo sem os momentos musicais com Raúl Pinto que, de sexta a domingo, das 20h00 às 21h30, na Sala da Música, estará ao piano a interpretar temas relacionados com os filmes do programa.

 

Esplendor na Relva” decorre de 3 a 26 de agosto no Parque e Palácio de Monserrate, em Sintra. São várias obras-primas do cinema do século XX para ver, muitas delas à noite e ao ar livre, numa experiência única que coloca a atmosfera dos filmes a fundir-se com o cenário natural da serra de Sintra.

 

Informação útil

 

Preços de bilhetes:

  • Sessões noturnas (Relvado) – 5€ adulto e 3,5€ jovens (dos 6 aos 18 anos) – O Palácio estará aberto para visita.
  • Sessões Mistério noturnas (Auditório do Palácio) – 5€ adulto e 3,5€ jovens (dos 12 aos 18 anos) – O Palácio estará aberto para visita.
  • Matinées infantis (Auditório do Palácio) – Incluídas no bilhete da visita ao Parque e Palácio de Monserrate, sendo a entrada condicionada à capacidade da sala. A compra de bilhetes durante o dia para visita ao Palácio de Monserrate não dá direito a entrada gratuita nas sessões de cinema noturnas.
  • A Scotturb assegura gratuitamente o transporte entre a Estação Ferroviária de Sintra e o Parque de Monserrate, entre as 19h30 e as 00h40 (sextas-feiras e domingos) e entre as 19h30 e as 02h00 (sábados), aos portadores de bilhete para o ciclo de cinema.

 

Capacidade dos espaços:

  • Relvado (sessões noturnas) – 500 lugares (relvado)
  • Auditório do Palácio (sessões diurnas e Sessões Mistério) – 40 lugares

 

Locais de venda: Bilheteiras da Parques de Sintra, www.parquesdesintra.pt, www.blueticket.pt, FNAC, Worten, El Corte Inglés, Altice Arena, Media Markt, lojas ACP, rede PAGAQUI e Postos de Turismo de Sintra e Cascais.

 

Notas para as sessões noturnas:

  • Aconselha-se a utilização de agasalho quente e calçado confortável.
  • Aconselha-se a utilização de transportes públicos.

Aventura, romance e dança na tela gigante do Parque de Monserrate, em Sintra | 17 a 19 agosto

 

 

De “As Aventuras de Robin dos Bosques” até “Febre de Sábado à Noite”, passando por “Rio sem Regresso” e pela animação de Tex Avery, o programa do fim de semana de 17 a 19 de agosto, no Palácio de Monserrate, adequa-se a todos os gostos e idades.

 

Aventura, romance e dança dão o mote para o terceiro fim de semana do ciclo de cinema “Esplendor na Relva”, no Palácio de Monserrate, promovido pela Parques de Sintra, com programação de João Mário Grilo.

 

Na sexta-feira, 17 de agosto, às 21h30, “As Aventuras de Robin dos Bosques” (1938), de Michael Curtiz, encontra no Parque de Monserrate o anfiteatro natural para a sua projeção. O mito de Robin Hood remonta à Idade Média, tendo conhecido, ao longo da história, no cinema e na televisão, diferentes versões e desenvolvimentos. Este é um grande e absolutamente intemporal filme de aventuras, encabeçado por Errol Flynn, que recria Robin Hood, o lendário rebelde justiceiro da floresta de Sherwood, que roubava os bens dos ricos para dar aos pobres.

 

Febre de Sábado à Noite” (1977), de John Badham, chega ao Relvado de Monserrate no dia 18 de agosto, às 21h30. Este filme movimentou – literalmente – multidões, pessoas de todo o mundo que dançaram ao ritmo do disco (apesar de este já estar, na altura, relativamente ultrapassado). No Parque de Monserrate espera-se o mesmo contágio, com a música dos Bee Gees e a performance eletrizante de John Travolta.

 

Ainda no sábado, 18 de agosto, há uma Sessão Mistério, à meia-noite. Um filme, no Auditório de Monserrate, que será desvendado apenas no momento.

 

A tarde de domingo, 19 de agosto (16h00), é dedicada aos mais novos e às famílias, no Auditório de Monserrate. O programa “Obras-primas da Animação: O cinema de Tex Avery na MGM (1943-1952)” inclui nove curtos filmes de animação assinados por Tex Avery, um dos grandes mestres do género. “Capuchinho Vermelho”, “Capuchinho Rural”, “O Polícia do Noroeste”, “O Leão Maluco”, “O Canário ‘King Size’”, “O Patinho Sortudo”, “Bad Luck Blackie”, “O Gato Ventríloquo” e “O Maestro Mágico” são uma amostra do trabalho de Avery na Metro-Goldwyn-Mayer, onde dirigiu, durante 11 anos, a sua própria unidade de produção e afirmou o seu génio único na modelação do movimento e na coreografia das dimensões.

 

Ainda no domingo, 19 de agosto, às 21h30, há sessão de cinema ao ar livre no Relvado de Monserrate. “Rio sem Regresso” (1954), de Otto Preminger, reúne Marilyn Monroe, Robert Mitchum e as paisagens das Montanhas Rochosas canadianas. Este é um western singular num dos primeiros filmes em Cinemascope, no qual o formato amplo e rasgado dava os primeiros passos. O filme acompanha a descida de um rio numa velha jangada, numa inspiradora história de amor e vingança.

 

Este ano, o “Esplendor na Relva” faz-se não só de cinema, mas também de música. Das 20h00 às 21h30, na Sala da Música, Raúl Pinto estará ao piano a interpretar temas relacionados com os filmes do programa.

 

O ciclo de cinema “Esplendor na Relva” decorre de 3 a 26 de agosto no Parque e Palácio de Monserrate, em Sintra. São várias obras-primas do cinema do século XX para ver, muitas delas à noite e ao ar livre, numa experiência única que coloca a atmosfera dos filmes a fundir-se com o cenário natural da serra de Sintra.

 

Informação útil

 

Preços de bilhetes:

  • Sessões noturnas (Relvado) – 5€ adulto e 3,5€ jovens (dos 6 aos 18 anos) – O Palácio estará aberto para visita.
  • Sessões Mistério noturnas (Auditório do Palácio) – 5€ adulto e 3,5€ jovens (dos 12 aos 18 anos) – O Palácio estará aberto para visita.
  • Matinées infantis (Auditório do Palácio) – Incluídas no bilhete da visita ao Parque e Palácio de Monserrate, sendo a entrada condicionada à capacidade da sala. A compra de bilhetes durante o dia para visita ao Palácio de Monserrate não dá direito a entrada gratuita nas sessões de cinema noturnas.
  • A Scotturb assegura gratuitamente o transporte entre a Estação Ferroviária de Sintra e o Parque de Monserrate, entre as 19h30 e as 00h40 (sextas-feiras e domingos), aos portadores de bilhete para o ciclo de cinema.

 

Capacidade dos espaços:

  • Relvado (sessões noturnas) – 500 lugares (relvado)
  • Auditório do Palácio (sessões diurnas e Sessões Mistério) – 40 lugares

 

Locais de venda: Bilheteiras da Parques de Sintra, www.parquesdesintra.pt, www.blueticket.pt, FNAC, Worten, El Corte Inglés, Altice Arena, Media Markt, lojas ACP, rede PAGAQUI e Postos de Turismo de Sintra e Cascais.

 

Notas para as sessões noturnas:

  • Aconselha-se a utilização de agasalho quente e calçado confortável.
  • Aconselha-se a utilização de transportes públicos.

 

Itália e EUA em destaque neste fim de semana de cinema ao ar livre em Monserrate

O ciclo de cinema “Esplendor na Relva” prossegue no Parque e Palácio de Monserrate no fim de semana de 10 a 12 de agosto. Um conjunto de obras-primas da sétima arte foi criteriosamente selecionado por João Mário Grilo, para ver ou rever no cenário idílico de Sintra.

 

Sentimento”, “Fúria de Viver” e “Easy Rider” são alguns dos filmes em exibição entre sexta-feira, 10 de agosto, e domingo, 12 de agosto. Estas são as escolhas do cineasta João Mário Grilo, responsável pela programação do ciclo de cinema “Esplendor na Relva”, uma iniciativa da Parques de Sintra.

 

Na sexta-feira, 10 de agosto, às 21h30, “Sentimento” inaugura o cartaz do fim de semana no Relvado do Palácio de Monserrate. Esta obra remete-nos para o seio da aristocracia italiana, o que faz de Luchino Visconti o realizador ideal para este filme. É que o cineasta era descendente de uma das mais antigas famílias de Milão e acumulava os títulos de Conde e de Duque. Esta longa-metragem, que estreou em 1954, começa com uma cena de ópera e nunca da ópera sai realmente. Amor, desgraça e adultério fazem do romance proibido entre uma condessa italiana e um tenente austríaco o centro de um melodrama onde as paixões do corpo se cruzam perigosamente com as traições à pátria.

 

“Esplendor na Relva” prossegue no sábado, 11 de agosto, às 21h30, com “Fúria de Viver” (1955), de Nicholas Ray. Para o culto deste filme é decisiva a presença de James Dean, que com ele ascenderia verdadeiramente à imortalidade, já que morreria uma semana antes da estreia. “Fúria de Viver” é, provavelmente, o mais comovente dos filmes de Nicholas Ray e representa o encontro de três almas gémeas que querem fugir do mundo que as rodeia na América puritana dos anos 50.

 

Ainda no sábado, 11 de agosto, há uma Sessão Mistério para ver, à meia-noite, no Auditório do Palácio de Monserrate. O filme será revelado apenas no momento.

 

No dia seguinte, 12 de agosto, há uma matinée infantil que promete muitas gargalhadas. Sob o tema “A Herança Burlesca 2: Bucha e Estica”, as famílias vão poder assistir, às 16h00, no Auditório do Palácio, a quatro dos maiores e mais conhecidos filmes da dupla Laurel & Hardy. “Grande Negócio”, “Pirralhos”, “Caixa de Música”, “Bicho-carpinteiro” são filmes sobre a amizade e tudo o que ela exige para que se possa manter. São, também, um magnífico testemunho da intemporalidade criativa de “Bucha e Estica”, para uma divertida experiência intergeracional.

 

O ciclo “Esplendor na Relva” continua no serão de domingo, 12 de agosto, com “Easy Rider” (1969). O filme emblemático dos anos 60 é exibido às 21h30, no Relvado de Monserrate. “Easy Rider”, que acompanha uma longa viagem de mota de dois ‘bikers’ (Dennis Hopper e Peter Fonda), da Califórnia à Louisiana, é o retrato emblemático da geração hippie e das suas aspirações contraculturais. Na cruzada atrás de novos ideais, Billy e Wyatt encontram um país às avessas, completamente hostil, violento e preconceituoso. “Easy Rider” tem uma complexa banda sonora, tendo sido dos primeiros a utilizar música já existente – “found music” -, em vez de, como era hábito, usar canções especialmente compostas para o filme.

 

Música é também o que se pode ouvir no ciclo de cinema “Esplendor na Relva”. Das 20h00 às 21h30, na Sala da Música, Raúl Pinto estará ao piano a interpretar temas relacionados com os filmes do programa.

 

O ciclo de cinema “Esplendor na Relva” decorre de 3 a 26 de agosto no Parque e Palácio de Monserrate, em Sintra. São várias obras-primas do cinema do século XX para ver, muitas delas à noite e ao ar livre, numa experiência única que coloca a atmosfera dos filmes a fundir-se com o cenário natural da serra de Sintra.

 

Informação útil

 

Preços de bilhetes:

  • Sessões noturnas (Relvado) – 5€ adulto e 3,5€ jovens (dos 6 aos 18 anos) – O Palácio estará aberto para visita.
  • Sessões Mistério noturnas (Auditório do Palácio) – 5€ adulto e 3,5€ jovens (dos 12 aos 18 anos) – O Palácio estará aberto para visita.
  • Matinées infantis (Auditório do Palácio) – Incluídas no bilhete da visita ao Parque e Palácio de Monserrate, sendo a entrada condicionada à capacidade da sala. A compra de bilhetes durante o dia para visita ao Palácio de Monserrate não dá direito a entrada gratuita nas sessões de cinema noturnas.
  • A Scotturb assegura gratuitamente o transporte entre a Estação Ferroviária de Sintra e o Parque de Monserrate, entre as 19h30 e as 00h40 (sextas-feiras e domingos), aos portadores de bilhete para o ciclo de cinema.

 

Capacidade dos espaços:

  • Relvado (sessões noturnas) – 500 lugares (relvado)
  • Auditório do Palácio (sessões diurnas e Sessões Mistério) – 40 lugares

 

Locais de venda: Bilheteiras da Parques de Sintra, www.parquesdesintra.pt, www.blueticket.pt, FNAC, Worten, El Corte Inglés, Altice Arena, Media Markt, lojas ACP, rede PAGAQUI e Postos de Turismo de Sintra e Cascais.

 

Notas para as sessões noturnas:

  • Aconselha-se a utilização de agasalho quente e calçado confortável.
  • Aconselha-se a utilização de transportes públicos.

 

Jerry Lewis, Marilyn Monroe e Buster Keaton abrem ciclo de cinema "Esplendor na Relva" | Palácio de Monserrate

O Homem das Mulheres” é o filme que, na próxima sexta-feira, 3 de agosto, inaugura o ciclo de cinema “Esplendor na Relva”, no jardim do Palácio de Monserrate, em Sintra. O fim de semana continua com obras-primas como “Serenata à Chuva”, “Quanto Mais Quente Melhor” e três curtas-metragens de Buster Keaton. Há ainda um filme-mistério para descobrir.

 

O Homem das Mulheres”, de e com Jerry Lewis, “Serenata à Chuva”, “Quanto Mais Quente Melhor” e três curtas metragens de e com Buster Keaton, são as escolhas do cineasta João Mário Grilo, responsável pela programação do “Esplendor na Relva”, para dar início ao ciclo de cinema. Esta iniciativa da Parques de Sintra, no Parque e Palácio de Monserrate, tem início a 3 de agosto e prolonga-se até ao dia 26.

 

A primeira noite deste ciclo – 3 de agosto, às 21h30 – é uma homenagem a Jerry Lewis, que deixou mais de 70 filmes como ator e mais de 20 realizados por ele próprio. É disso exemplo este “O Homem das Mulheres”, comédia de 1961, que conta a história de Herbert H. Heebert, um jovem que, depois de ter sido abandonado pela namorada, encontra emprego numa pensão só para mulheres. Este filme é um grande momento da comédia americana dos anos 60, com um cenário considerado uma maravilha de engenharia e cenografia cinematográficas. Ficaria para a história pela sua dimensão monumental: um único cenário com 60 divisões, numa construção de quatro andares, que ocupava os dois principais estúdios da Paramount.

 

No sábado, 4 de agosto, às 21h30, é tempo de assistir a “Serenata à Chuva” (1952), realizado pela célebre dupla Gene Kelly e Stanley Donnen. Um dos mais perfeitos, completos e deslumbrantes musicais da história do cinema, com números musicais imortais, reflete a passagem do cinema mudo para o sonoro, inspirando-se em factos e situações verídicas. O filme revela uma realização de um vigor, uma inteligência e um engenho sem precedentes na época.

 

Uma das novidades nesta segunda edição de “Esplendor na Relva” são as Sessões Mistério, filmes apresentados ao sábado, à meia-noite, que serão revelados apenas no momento. Assim, no sábado, 4 de agosto, depois de “Serenata à Chuva”, no Relvado de Monserrate, há um segundo filme para ver no Auditório do Palácio.

 

Os mais novos não ficam de fora deste ciclo de cinema. No domingo, 5 de agosto, às 16h00, há matinée infantil, no Auditório do Palácio. O programa “A Herança Burlesca 1: Buster Keaton” inclui as curtas-metragens “Uma Semana”, “Pamplinas e os Polícias” e “Pamplinas na Casa Elétrica”. As idiossincrasias absurdas da vida moderna são o elo de ligação dos três filmes, sendo também esse um dos temas centrais de toda a obra de Keaton. O ator e realizador trabalhou estritamente para o riso e levou a comédia física ao seu mais alto nível.

 

O programa deste fim de semana termina no domingo, 5 de agosto, às 21h30, com “Quanto Mais Quente Melhor” (1959), de Billy Wilder, no Relvado de Monserrate. Dois músicos desempregados (interpretados por Tony Curtis e Jack Lemmon) são testemunhas de um ajuste de contas entre bandos rivais de gangsters. A dupla vê-se obrigada a fugir e a disfarçar-se de mulheres, juntando-se a uma banda feminina. Esta comédia constitui uma verdadeira vertigem burlesca, que conta com Marilyn Monroe no elenco, mais luminosa do que nunca. Considerada a maior obra de Billy Wilder, para além do festival de humor que representa este filme, salientam-se os números musicais que celebrizaram canções como a inesquecível “I Wanna Be Loved By You”.

 

Música é também o que se pode ouvir no ciclo de cinema “Esplendor na Relva”. Das 20h00 às 21h30, na Sala da Música, Raúl Pinto estará ao piano a interpretar temas relacionados com os filmes do programa.

 

O ciclo de cinema “Esplendor na Relva” decorre de 3 a 26 de agosto no Parque e Palácio de Monserrate, em Sintra. São várias obras-primas do cinema do século XX para ver, muitas delas à noite e ao ar livre, numa experiência única que coloca a atmosfera dos filmes a fundir-se com o cenário natural da serra de Sintra.

 

Informação útil

 

Preços de bilhetes:

  • Sessões noturnas (Relvado) – 5€ adulto e 3,5€ jovens (dos 6 aos 18 anos) – O Palácio estará aberto para visita.
  • Sessões Mistério noturnas (Auditório do Palácio) – 5€ adulto e 3,5€ jovens (dos 12 aos 18 anos) – O Palácio estará aberto para visita.
  • Matinées infantis (Auditório do Palácio) – Incluídas no bilhete da visita ao Parque e Palácio de Monserrate, sendo a entrada condicionada à capacidade da sala. A compra de bilhetes durante o dia para visita ao Palácio de Monserrate não dá direito a entrada gratuita nas sessões de cinema noturnas.
  • A Scotturb assegura gratuitamente o transporte entre a Estação Ferroviária de Sintra e o Parque de Monserrate, entre as 19h30 e as 00h40 (sextas-feiras e domingos), e entre as 19h30 e as 02h00 (sábado), aos portadores de bilhete para o ciclo de cinema.

 

Capacidade dos espaços:

  • Relvado (sessões noturnas) – 500 lugares (relvado)
  • Auditório do Palácio (sessões diurnas e Sessões Mistério) – 40 lugares

 

Locais de venda: Bilheteiras da Parques de Sintra, www.parquesdesintra.pt, www.blueticket.pt, FNAC, Worten, El Corte Inglés, Altice Arena, Media Markt, lojas ACP, rede PAGAQUI e Postos de Turismo de Sintra e Cascais.

 

Notas para as sessões noturnas:

  • Aconselha-se a utilização de agasalho quente e calçado confortável.
  • Aconselha-se a utilização de transportes públicos