Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Caminhos da Água: balanço + programa de 19 a 22 de julho

13cb727b-6862-4f8f-97e0-c8e2adbbc85a.png

 

Caminhos da Água recebeu cerca de 2800 pessoas
no primeiro fim de semana
e há mais 30 atuações gratuitas para ver, esta semana, 
de 19 a 22 de julho

 

O que é bom corre depressa. E foi isso que aconteceu com o primeiro fim de semana do Caminhos da Água que, num ápice, escoou pelo Médio Tejo e encheu de cultura os municípios de Alcanena, Constância, Ferreira do Zêzere, Mação, Torres Novas e Vila de Rei.

Foram 35 espetáculos gratuitos, de 14 projetos distintos, nas áreas da música, teatro de rua, circo contemporâneo, percursos, jogos e histórias para os mais pequenos.

No fim de semana que abriu o segundo ciclo de 2018 do Caminhos do Médio Tejo - programação cultural em rede, cerca de 2800 pessoas aceitaram o convite e seguiram os cursos de água da região, sedentos por conhecer territórios que se mostraram capazes de absorver a atenção de todos aqueles que ali afluíram.

E a partir desta quinta-feira, a corrente volta a ganhar caudal, com o retomar da programação para mais quatro dias de Caminhos. De 19 a 22 de julho, Abrantes, Alcanena, Mação, Sertã e Vila de Rei são a foz para mais 30 atuações de 12 projetos. E estão todos convidados a perder-se nestes Caminhos da Água - Caminhos do Médio Tejo.

Na música, há Bonga, Valter Lobo e Budda Power Blues & Maria João, no teatro de rua: Ytuquepintas (Sueños de Arena), Projecto EZ (EZ SUB), PIA (Entremundos) e Circolando (Água), há percursos com os artistas João Bento (Correspondência - percurso sonoro para o Jardim da Serrada), Francisco Goulão (Abrantes que cá não mora), Tiago Correia (A Selva), circo contemporâneo: The Funes Troup (The Funes Van) e jogos e histórias para crianças e famílias: Casa das Brincadeiras.

Toda a programação do Caminhos do Médio Tejo é gratuita e apresenta-se, uma vez mais, com um programa cultural dinâmico e apelativo, para todos os gostos e idades. Programação completa em http://caminhos.mediotejo.pt.


CAMINHOS DO MÉDIO TEJO 2018

O Caminhos do Médio Tejo 2018 – Programação Cultural em Rede – divide-se em três ciclos programáticos, que percorrem os acessos viários da região para chegar a todas as comunidades.

Em abril deste ano, teve lugar o Caminhos do Ferro, que acompanhou as linhas ferroviárias. Agora, em Julho, o programa vai por outros caminhos e segue os cursos dos rios. Já a terceira edição, em outubro, percorre as estradas para assistirmos ao Caminhos da Pedra.

Criado em 2017 pela CIMT - Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo e os 13 municípios integrantes, este projeto pretende proporcionar encontros em redor da cultura, colocando os recursos e espaços naturais ao serviço das comunidades. Encontros dos artistas com as comunidades, dos residentes com os vizinhos ou com outros visitantes, da arte com o entretenimento e da cultura com a paisagem natural.

 

PROGRAMA CAMINHOS DA ÁGUA – JULHO 2018 - SEGUNDO FIM-DE-SEMANA

19 JUL (5ªF)

10:00-13:00 / 14:30-18:00 Casa das Brincadeiras – Praia Fluvial, Sertã – jogos e histórias

16:00 Correspondência: percurso sonoro para o jardim da Serrada, João Bento – Serrada, Sertã - percurso

18:00 Abrantes que já cá não moura, Francisco Goulão – Castelo de Abrantes, Abrantes – percurso

19:00 A Selva, Tiago Correia – Fábrica da Cultura de Minde, Alcanena - percurso

21:00 The Funes Van, The Funes Troup – Praça 8 de Maio, Alcanena – circo contemporâneo

22:00 Bonga – Praça 8 de Maio, Alcanena – música

 

20 JUL (6ªF)

10:00-13:00 / 14:30-18:00 Casa das Brincadeiras – Praia Fluvial, Sertã – jogos e histórias

16:00 Correspondência: percurso sonoro para o jardim da Serrada, João Bento – Serrada, Sertã - percurso

17:00 The Funes Van, The Funes Troup – Praia Fluvial do Penedo Furado, Vila de Rei – circo contemporâneo

18:00 Abrantes que já cá não moura, Francisco Goulão – Castelo de Abrantes, Abrantes – percurso

19:00 A Selva, Tiago Correia – Fábrica da Cultura de Minde, Alcanena - percurso

22:00 Sueños de Arena, Ytuquepintas – Praça Raimundo Soares, Abrantes – teatro de rua

 

21 JUL (SAB)

11:00 EZ SUB, Projecto EZ – Centro Histórico, Abrantes – teatro de rua

16:00 Correspondência: percurso sonoro para o jardim da Serrada, João Bento – Serrada, Sertã - percurso

17:00 EZ SUB, Projecto EZ – Praia Fluvial Ortiga, Mação – teatro de rua

18:00 Entremundos, PIA – Praia Fluvial, Sertã – teatro de rua

         Abrantes que já cá não moura, Francisco Goulão – Castelo de Abrantes, Abrantes – percurso

         Valter Lobo - Jardim Municipal, Mação – música

19:00 A Selva, Tiago Correia – Fábrica da Cultura de Minde, Alcanena - percurso

21:30 Sueños de Arena, Ytuquepintas – Centro Geodésico de Portugal, Vila de Rei – teatro de rua

 

22 JUL (DOM)

11:00 EZ SUB, Projecto EZ – Praia Fluvial do Bostelim, Vila de Rei – teatro de rua

         Água, Circolando – Parque Tejo, Abrantes – teatro de rua

16:00 Correspondência: percurso sonoro para o jardim da Serrada, João Bento – Serrada, Sertã - percurso

17:00 Água, Circolando – Parque Tejo, Abrantes – teatro de rua

        EZ SUB, Projecto EZ – Alameda da Carvalha, Sertã – teatro de rua

18:00 Abrantes que já cá não moura, Francisco Goulão – Castelo de Abrantes, Abrantes – percurso

19:00 A Selva, Tiago Correia – Fábrica da Cultura de Minde, Alcanena - percurso

21:30 Budda Power Blues & Maria João – Escadaria do Hotel do Convento, Sertã – música

 

b4740cb5-6db4-4f0d-9bff-7bb429c6a66c.jpg

BONGA

Bonga e água. A receita para criar toda a efervescência do semba é simples. Aquele que é provavelmente o maior embaixador da música angolana em Portugal tem Recados de Fora para dar e vai fazê-lo, com ritmo no pé, em Alcanena. O menino que nasceu nas margens do rio Dange, em Porto Kipiri, passa pelo Alviela para apresentar um pouco do que tem feito nos últimos 40 anos e levar todos prá Angola. É com Água Raz que Bonga abre caminho ao seu mais recente álbum, no qual deixa claro que ainda não lhe passa pela cabeça abandonar o barco da música e do ativismo.

19/07 22:00 Alcanena Praça 8 de Maio

 

a265dbb1-8061-451b-a922-626bb20801b5.jpeg

 

VALTER LOBO

Talvez por ser de água, Valter Lobo vive de forma intensa o que sonhou no calor da infância. Talvez por ser de água, tornou a vida um rio. Depois de atravessar o Inverno, aportou no Mediterrâneo que lhe aquece a viagem desde 2016. É de guitarra acústica nas mãos e voz afinada em português que este advogado de formação dita as suas leis na música. Afluente de Fafe, cidade no meio da encruzilhada dos rios Ferro, Bugio e Vizela, Valter Lobo desbrava caminho, fugindo do seu curso normal para desaguar à beira Tejo. E promete deixar em flor o Jardim de Mação.

21/07 18:00 Mação Jardim Municipal

 

 

BUDDA POWER BLUES & MARIA JOÃO

Budda Power e Maria João. Blues e Jazz. Uma união que vai buscar o que há de mais puro em cada uma das partes e resulta num deleite cristalino. Água mole em pedra dura… ou a delicadeza e teatralidade de Maria João num casamento perfeito com a voz rouca e a guitarra elétrica de Budda Guedes. Essa junção improvável é a alma deste The Blues Experience. E a sua energia até poderá ser captada pelas barragens que delimitam uma vila que, orgulhosa da união das forças ribeirinhas que acontece no seu leito, a imprime no seu brasão. O Convento da Sertã será o cenário de uma noite que tem tudo para ser histórica.

22/07 21:30 Sertã Hotel do Convento

 

TEATRO DE RUA

64e18c65-49dc-4ac2-bce1-270997a9e596.jpg

 

Sueños de Arena, Ytuquepintas

Sonhos construídos em grãos de areia que pingam das mãos de Borja González. Surgem de forma mágica para depois desaparecer por caminhos que não deixam rasto, dando lugar a novas imagens que nascem e preenchem o imaginário. Os Sueños de Arena são tão efémeros como os que nos invadem as noites e igualmente impossíveis de continuar ou repetir. É arte que se desvanece com a força de um sopro e que, por isso mesmo, tem de ser vivida no momento. É a história de duas pessoas, servida em ambiente intimista que vai envolver o público de Abrantes e Vila de Rei, levando-o a mergulhar nestes Sueños.

20/07 22:00 Abrantes Praça Raimundo Soares
21/07 21:30 Vila de Rei Centro Geodésico de Portugal

 

 

214143fc-519c-4aa4-9797-dd4b6271871d.jpg

 

ENTREMUNDOS, PIA

Que a morte é uma das grandes questões do universo, é claro como a água. Aquilo que varia é a forma como caminhamos na vida para chegar a esse destino. A Companhia PIA dedica um espetáculo a esta viagem ENTREMUNDOS, o dos vivos e o dos mortos, criando um universo paralelo onde nem a possibilidade de congelar o tempo trava o normal discorrer das vidas, que, como os rios, não têm forma de correr de volta à nascente. Neste espetáculo, porém, todos vão poder voltar a olhar para o mundo na perspetiva de uma pequena criança. Ali, na praia fluvial da Sertã, onde a Ribeira Grande corre sem medo em direção ao horizonte.

21/07 18:00 Sertã Praia Fluvial

 

53e10d36-54bb-4324-8869-4d1fbdabe954.jpg

 

EZ SUB, Projeto EZ

Deixando-se levar pela corrente dos Caminhos da Água, um submarino terrestre vai percorrer os sete municípios integrantes deste ciclo, com o objetivo de fazer emergir alegria e espanto à sua passagem. Momentos de teatro itinerante com recurso a uma máquina de grandes proporções que vai navegar por entre qualquer mar de gente. E que corre o risco de ficar inundado pelo público que não vai perder a oportunidade de embarcar nesta aventura e tornar-se protagonista de mais uma performance do Projeto EZ.

21/07 11:00 Abrantes Centro Histórico
21/07 17:00 Mação Praia Fluvial Ortiga
22/07 11:00 Vila de Rei Praia Fluvial do Bostelim
22/07 17:00 Sertã Alameda da Carvalha

 

7faa63d8-0f7f-42b5-93ec-9e06aaf35e19.jpg

 

Água, Circolando

Circular pelos caminhos por onde a água nos leva, conhecendo os seus diferentes estados através de micro-histórias que nascem do cruzamento entre instalação, arte pública e performance. Esse é o convite feito pela Circolando no espetáculo Água, que pretende inundar de gente o Jardim das Rosas, em Torres Novas, e o Parque Tejo, em Abrantes. Com a água como elemento central e um elo, três iglôs são o ponto de partida do pivot ecologista, do pescador de águas frias e do mago da terra negra, numa performance em que a água convida a uma contemplação em profundidade, com a consciencialização como fundo.

22/07 11:00 Abrantes Parque Tejo
22/07 17:00 Abrantes Parque Tejo

 

CIRCO CONTEMPORÂNEO

0f62523a-bd76-4ec1-a1d8-11c337ee9251.jpg

 

The Funes Van, The Funes Troup

Três amigos, uma caravana, bebida, malabarismos, saltos e pinotes sem conta. No meio de tudo isto, os três elementos que compõem a companhia espanhola The Funes Troup prometem uma barrigada de gargalhadas, esperando não meter água pelo caminho. Mas mesmo que isso aconteça, o mais provável é que esteja tudo planeado. Funes Van não é mais do que um jogo entre o clown e o circo contemporâneo, em que a tripla de interpretes mostra o quão irracionais, egoístas e inúteis podem ser as ideias do ser humano. Tudo numa linguagem simples e acessível para todos os públicos.

19/07 21:00 Alcanena Praça 8 de Maio
20/07 17:00 Vila de Rei Praia Fluvial do Penedo

 

JOGOS E HISTÓRIAS

4b98dd01-242f-4ba8-bc8c-83b33b41521c.jpg

Casa das Brincadeiras

Diz a sabedoria popular que “em casa de ferreiro, espeto de pau”. Mas na Casa das Brincadeiras não há espaço para dúvidas, Empurro eu, empurras tu, mas todos brincam. E porque os Caminhos da Água são também para os mais pequenos – aqueles por quem se começa a construir o futuro – eles próprios vão ter a possibilidade de criar os alicerces e as pontes desta relação. Para isso, terão a Cidade da Esponja, que lhes promete absorver o tempo, fazendo jorrar alegria em repuxos de criatividade, mas também a Cidade Visível, construída à imagem de cada um, em Torres Novas e na Sertã.

19/07 10:00 Sertã Praia Fluvial
20/07 10:00 Sertã Praia Fluvial

PERCURSOS

A criatividade de cinco artistas ganhou caudal com as ideias e partilhas que afluíram das comunidades por onde passaram em residência artística. Depois de recolhidas as lembranças que as gentes de Alcanena, Abrantes, Ferreira do Zêzere, Sertã e Vila de Rei têm dos seus lugares, é tempo de voltar a esses caminhos, num convite para que as populações e os visitantes se juntem aos artistas, encontrando novas paisagens em trilhos de todos os dias. Como uma espécie de processo de fertilização dos solos esquecidos, que querem, agora, germinar memórias coletivas renovadas, numa projeção da visão dos artistas convidados.

79ea8cb7-fae6-453e-b85c-054f886185d3.png

 

FRANCISCO GOULÃO
Abrantes já cá não moura

Num regresso à cidade onde viveu a infância e adolescência, Francisco Goulão descobriu que era desconhecido para ele o passado da notável “vila de Abrantes”. A partir daí, percebeu que o caminho que queria seguir teria de passar por trazer à tona a origem de mitos urbanos que viveram na sua memória durante anos, levando-o a fantasiar sobre coisas que nunca existiram. Em Abrantes já cá não moura, o artista pretende fazer o percurso até à origem de muitos desses mitos e, quem sabe, tornar-se nascente de novas lendas que corram depois por esses anos fora.

19/07 18:00 Abrantes Castelo
20/07 18:00 Abrantes Castelo
21/07 18:00 Abrantes Castelo
22/07 18:00 Abrantes Castelo

 

08de0bb3-4be4-472a-be1d-ea0bf840d29f.jpg

JOÃO BENTO
Correspondência - percurso sonoro para o Jardim da Serrada

O percurso sonoro preparado para o jardim da Serrada é um espaço de reflexão em torno do som e da palavra sobre e para aquele lugar concreto. A partir da requalificação paisagística da Serrada, João Bento constrói uma viagem sonoro/poética em movimento para o espaço, numa condução audio que cada participante transportará consigo. Como um rio que corre numa determinada direcção, abre-se um espaço à reflexão conjunta sobre o lugar, onde são manifestados desejos, histórias ou novos olhares sobre o local que habitamos. Observando-o mais a pormenor.

19/07 16:00 Sertã Serrada
20/07 16:00 Sertã Serrada
21/07 16:00 Sertã Serrada
22/07 16:00 Sertã Serrada

 

d951637f-e681-49a9-920f-6d82fb800252.png

TIAGO CORREIA
A Selva

Desenvolvido em residência artística, com a participação e co-criação de habitantes da comunidade da região, este percurso inscreve-se na paisagem minderica. Um processo de cariz teatral que explora métodos e linguagens plurais, para uma experiência energicamente popular. Alimenta-se da memória do lugar, assim como da sua realidade contemporânea, para apresentar, questionar e homenagear a sua cultura, a sua vida e o seu presente.

19/07 19:00 Alcanena Fábrica da Cultura de Minde
20/07 19:00 Alcanena Fábrica da Cultura de Minde
21/07 19:00 Alcanena Fábrica da Cultura de Minde
22/07 19:00 Alcanena Fábrica da Cultura de Minde

 

“Noites na Fonte” recebem espetáculo Artemrede “Muita tralha… pouca tralha” | Águas de Moura, 21 de julho

“Noites na Fonte” recebem espetáculo Artemrede “Muita tralha… pouca tralha”

 

Muita%20tralha.jpg

 

Integrado no programa “Noites na Fonte”, dia 21 de julho, às 21h30, a fonte centenária de Águas de Moura, na freguesia de Marateca, é palco do espetáculo Artemrede “Muita tralha… pouca tralha”, por Catarina Requeijo.

A peça de teatro, para maiores de 3 anos e com duração de 25 minutos, é uma coprodução do Teatro Maria Matos e da Formiga Atómica Associação Cultural, e fala da dificuldade em fazer escolhas quando se prepara uma viagem.

«Escolher não é tarefa fácil. Escolher o que se leva em viagem também não. Há sempre alguma coisa que nos pode fazer falta... Quem nunca teve vontade de levar a casa toda? Pouco habituado a viajar, o casal Odete e Alfredo decide ir ver a sua sobrinha Manela participar numa corrida de automóveis. Mas, antes da viagem, é preciso preparar a bagagem. É aqui que os problemas começam. Levam o quê? Pouca tralha? Muita tralha? Apenas o essencial? Estas decisões difíceis podem complicar o início da viagem. Só o início?... É o que vamos ver».

A iniciativa “Noites na Fonte”, que decorre nos dias 20 e 21 de julho, é da responsabilidade da Câmara Municipal de Palmela, com a União de Freguesias de Poceirão e Marateca e vários parceiros locais.

 

Ficha artística e técnica


Direção artística:
Catarina Requeijo

Texto original: Catarina Requeijo e Inês Barahona

Conceção plástica: Maria João Castelo

Interpretação: Catarina Requeijo 

Assistência de encenação: Victor Yovani

Coprodução: Teatro Maria Matos e Formiga Atómica Associação Cultural

 

 

"Não há problema"! Hakuna Matata anima a pequenada no MAR Shopping Matosinhos

Espetáculo infantil “Hakuna Matata”

Sábado, 21 de julho, 15h00

Espaço de Restauração - Palco interior

                                                      MAR Shopping Matosinhos

 

Hakuna Matata (1).jpg

 

 

MAR Shopping Food Experience regressa entre junho e agosto com concertos, noites mágicas, workshops e espetáculos infantis

 

 

“Hakuna Matata”, a expressão que, em suaíli, significa "sem problemas" ou "não se preocupe" e que o filme “Rei Leão” popularizou, é o título do musical que transporta as crianças para o fantástico reino da selva e que o MAR Shopping Matosinhos apresenta no palco do espaço de restauração no dia 21 de julho, às 15h00. Uma aventura animal para viver, rir e cantar numa tarde que promete magia e muita música aos mais pequenos. 

 

O espetáculo infantil em que os animais são protagonistas e cujo guião é original, será o programa ideal para viver em família no terceiro sábado do mês de julho.  

 

Este espetáculo integra-se na programação de lazer gratuita do MAR Shopping Matosinhos, que contempla ainda concertos, workshops e espetáculos de magia. Momentos de diversão constituem o ingrediente que, até agosto, irá enriquecer as refeições em família ou com amigos no espaço de restauração, sob o conceito MAR Shopping Food Experience. Um menu recheado, gratuito e de “provar” e chorar por mais!

Passatempo - 2ª Edição AmadoraMostra - 20 a 22 de Julho nos Recreios da Amadora

O Blog Cultura de Borla em parceria com TEATRO DOS ALOÉS tem bilhetes duplos para a 2ª Edição do AmadoraMostra - Mostra de Jovens Criadores de Teatro para as sessões de 20 a 22 de Julho (sexta e sábado às 21h30 e domingo às 16h) nos RECREIOS DA AMADORA aos leitores que de 5 em 5 participações:

  

- enviarem um mail para culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ir à AmadoraMostra - Mostra de Jovens Criadores de Teatro"

com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone e a sessão que pretende.

- façam like na página do Teatro dos Aloés no Facebook;

 - Partihem o post do passatempo no facebook no seu perfil pessoal de forma pública e nomeando três amigos na partilha;

 

 

ATENÇÃO

Só é aceite uma resposta válida por endereço de e-mail e por concorrente pelo que não adianta enviar mais do um e-mail.

Excepto em casos de força maior que deverão ser atempadamente comunicados através do email culturadeborla@sapo.pt, contamos que os participantes aproveitem os bilhetes que ganharam, portanto concorra apenas se tem a certeza que pode estar presente.

Reservamo-nos o direito de excluir de futuros passatempos todos os que não procederem desta forma.

d54ee331-d849-4609-b349-70e26e8dc57b.jpg

 

   2ª Edição AmadoraMostra 
         Mostra de Jovens Criadores de Teatro nos Recreios da Amadora

Informações e reservas: 916 648 204 ou teatrodosaloes@sapo.pt
Mais informações em: www.facebook.com/teatro.dosaloes


BOCA ILHA – O Rosto Que Ninguém Vê – 20 de Julho às 21h30
Encenação e espaço cénico: Nuno Nunes.
Dramaturgia e interpretação: Carolina Bettencourt e Miguel Curiel. M/12


O que acontece quando duas palavras se combinam? Ou quando um poema sucede a outro? Ou dois actores se debatem entre si? Em que sítio encontramos o poeta que vive nas palavras que nos legou? Partimos do universo de Natália Correia como quem descreve a sua silhueta para a seguir reclamar uma existência tangível. Intrometemos Alberto Caeiro, Cesariny, Ary dos Santos, Mário de Sá Carneiro, e outros para iluminar “O Rosto Que Ninguém Vê”: são diálogos, são confrontos, são confirmações em torno de temas como a identidade, a relação com a morte, a memória de infância, o espaço geográfico e poético da ilha, o activismo político, a vivência da religião e do casamento, o sentimento do outro e de si mesmo como outro… E os dois actores que disputam os seus papéis, num feminino-masculino intranquilo e carente, configuram, por seu lado, esse território teatral cercado pela iminência do esquecimento.
 
AS CONTADEIRAS - SOMOS PESSOA! – 21 de Julho às 21h30

Com Leonor Barreiros Pintos e Marta Machado. M/12
SOMOS PESSOA! é um espectáculo de contação de histórias que assume uma estrutura narrativa e linguagem teatral pouco convencionais. SOMOS PESSOA! conta a vida e obra de Fernando Pessoa em escassos minutos - a introdução - desenlaçando-se o enredo em três dos seus contos: Afinal o Caracol, O burro e as duas margens, O automóvel ia desaparecendo.

 
metAmorfose -  22 de Julho às 16h00
Com Diana Rêgo e Mariana Dias. M/12

O espectáculo é construído com base num paralelismo entre a conduta divina e a conduta humana, através da representação dos arquétipos dos deuses em contraste com os moldes do comportamento dos humanos, fazendo uso de uma linguagem performática, textos ancestrais, poemas que evocam o mito de Dioniso e Kali, entre outros.
 
 
 

Passatempo MAIS RESPEITO QUE SOU TUA MÃE - Teatro Villaret

O Blog Cultura de Borla em parceria com FORÇA DE PRODUÇÃO tem bilhetes duplos para o espectáculo "MAIS RESPEITO QUE SOU TUA MÃE" no TEATRO VILLARET para o dia 20 de Julho às 21h30 aos primeiros leitores que de 5 em 5 participações:

 

- enviem um mail para culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ver  "MAIS RESPEITO QUE SOU TUA MÃE" com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone.

 

 

ATENÇÃO

Só é aceite uma resposta válida por endereço de e-mail e por concorrente pelo que não adianta enviar mais do um e-mail.

Excepto em casos de força maior que deverão ser atempadamente comunicados através do email culturadeborla@sapo.pt, contamos que os participantes aproveitem os bilhetes que ganharam, portanto concorra apenas se tem a certeza que pode estar presente.

Reservamo-nos o direito de excluir de futuros passatempos todos os que não procederem desta forma.

 

21092978_sRfpO.jpeg

 

EM CENA / TEATRO VILLARET, LISBOA
Horário: Quinta-Feira a Sábado às 21h30 / Domingo às 18h
Bilhetes: 
Quinta-Feira 10€ / Sexta-Feira a Domingo 16€
 
A mãe de família e dona de casa mais desesperada da Baixa da Banheira e de Portugal está de volta nesta nova versão de MAIS RESPEITO QUE SOU TUA MÃE!. Esmeralda Bartolomeu continua a sua luta pela sobrevivência no caos de um seio familiar onde tem de lidar com um marido desempregado que só tem apego a futebol; um sogro de 80 anos tão ou mais adicto à marijuana que o seu filho mais novo; uma filha adolescente com um comportamento sexual mais desenvolvido (e desenvolto) que o seu; e um filho mais velho que é gay, e depois deixa de ser… e depois volta a ser… e depois deixa de ser outra vez!
 
Joaquim Monchique veste a pele de Esmeralda Bartolomeu e assina, também, a encenação e adaptação de uma das peças de maior sucesso na Argentina, de autoria de Hernán Casciari. Em Portugal o espectáculo já foi visto por mais de 100 mil pessoas. 
 
Texto Hernán Casciari Encenação e Adaptação Joaquim Monchique Cenografia Joaquim Monchique e Rui Filipe Lopes Desenho de Luz Luís Duarte Assistente de Encenação Ana Brito e Cunha Produção Força de Produção

Com Joaquim Monchique, Luís Mascarenhas, Joel Branco, Tiago Aldeia, Rita Tristão da Silva, Rui Andrade, Diogo Mesquita, Bruna Andrade e Leonor Biscaia

 

✷ O DIA DO SABAT . Miguel Loureiro | 26 Jul | Passatempo ✷

O Blog Cultura de Borla em parceria com o Rua das Gaivotas 6 e o Teatro Praga tem um bilhete duplo para o espetáculo O DIA DE SABAT,  para dia 26 de Julho ao primeiros leitor que:

 

 Enviem um email para o culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ir ver O DIA DE SABAT
   com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone:

 

ATENÇÃO

Só é aceite uma resposta válida por endereço de e-mail e por concorrente pelo que não adianta enviar mais do um e-mail.

Excepto em casos de força maior que deverão ser atempadamente comunicados através do email culturadeborla@sapo.pt, contamos que os participantes aproveitem os bilhetes que ganharam, portanto concorra apenas se tem a certeza que pode estar presente.

Reservamo-nos o direito de excluir de futuros passatempos todos os que não procederem desta forma.

ODS_artigo-2-1170x836.jpg

 

O DIA DO SABAT
Miguel Loureiro

19-22, 24-28 julho 2018 | quinta – domingo, terça – sábado | 21h30
10€ | 7,50€ [desconto]
[dur: 90min] | M/16

Voltamos à linguagem das famílias disfuncionais, a anti-comunidade.
Um meio ambiente dominado pelo excesso de singularidade, com real necessidade de se fazer compreender, de ser ouvido.
Apenas uma gestão das coordenadas espaço-temporais, deixar o tempo passar, não desistir, ser afirmativo, categórico, jogar com variações, subidas e descidas, pausas e finais.
Um sábado. Num sábado. Um pai, uma mãe, tias, filho e filha, cunhados, amigos, criados. Sala de jantar. Início da noite.
Tréguas na lógica do quotidiano.
Algum tempo para a troca de impressões.
Na rádio, “Dia da Criação”, de Vinicius de Moraes.

 

 ficha técnica e artística

um espetáculo do colectivo Sabat

concepção, texto e direcção Miguel Loureiro
assistência de encenação Rafael Rodrigues e Sara Graça 
com Adriana Aboim, Inês Nogueira, Miguel Sobral Curado, Rafael Rodrigues, Sara Graça, Tiago Lima, Vera Kalantrupman, Victor Gonçalves
grafismo Hibou de Gris
luzes Daniel Worm D’Assumpção
som Pedro Costa
apoio ao movimento Miguel Pereira
produção Sabat

4ª semana Festival NOVOS VENTOS em Leiria

4ª e última semana do NOVOS VENTOS - FESTIVAL DE TEATRO COMUNITÁRIO, a decorrer em Leiria até ao dia 15 de julho. Neste evento, o Leirena Teatro - Companhia de Teatro de Leiria apresenta os espetáculos desenvolvidos com as coletividades da freguesia de Leiria, um espetáculo profissional intitulado "Casa dos Ventos" (Teatro e Marionetas de Mandrágora) e, ainda, o workshop "A Marioneta como Ferramenta Teatral", dirigido pela atriz Filipa Mesquita da companhia convidada.

 

cartaz_geral_2018_af.jpg

 

Passatempo - LETS THE SUNSHINE IN - Casino do Estoril

O Blog Cultura de Borla em parceria com ARTEFEIST tem bilhetes duplos para o espectáculo "LET THE SUNSHINE IN" no CASINO DO ESTORIL para o dia 14 de Julho às 21h45 aos primeiros leitores que de 5 em 5 participações:

 

- enviem um mail para culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ver  "LET THE SUNSHINE IN"  com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone e sessão pretendida.

 

 

ATENÇÃO

Só é aceite uma resposta válida por endereço de e-mail e por concorrente pelo que não adianta enviar mais do um e-mail.

Excepto em casos de força maior que deverão ser atempadamente comunicados através do email culturadeborla@sapo.pt, contamos que os participantes aproveitem os bilhetes que ganharam, portanto concorra apenas se tem a certeza que pode estar presente.

Reservamo-nos o direito de excluir de futuros passatempos todos os que não procederem desta forma.

 

21088927_wvjpN.jpg

 

SINOPSE

A FESTA DOS ANOS 60 ESTÁ DE VOLTA!

Há quem lhes chame "baby boomers". Essa geração dos anos 60, os anos que mudaram e moldaram o mundo. Foi na música que os anos 60 encontraram a sua maior expressão. Cantava-se de tudo, sobre tudo e às vezes contra tudo...
Venha-se divertir, cantar e recordar connosco. Let The Sunshine In - Um espectáculo de Henrique Feist.

 

 

“Rabo de Saia” , uma comédia imperdível no Casino Lisboa

Casino%20Lisboa%20estreia%20Rabo%20de%20Saia%202%2

 

 

“Rabo de Saia” conta a história dos já conhecidos quatro amigos Quim (António Melo), António (Fernando Ferrão), Xavier (Joaquim Nicolau) e Manel (Almeno Gonçalves) … que agora é Manela. Ou Tânia, ou Rute, ou… ainda não escolheu. A peça estará em cena até ao final do mês de Julho no Auditório dos Oceanos de 6ª a Domingo.

Depois da “Crise dos 40” e da “Loucura dos 50” este tão especial grupo de compinchas volta a rever-se, após quase dois anos sem se encontrarem. Muita coisa mudou na vida deles, mas outras mantêm-se intactas. As suas personalidades, por exemplo…

Esta comédia é mais um capítulo na vida dos personagens Quim, António, Xavier e Manel. É surpreendente, arrojada e plena de humor, mas ao mesmo tempo faz-nos pensar sobre a importância das coisas aparentemente mais elementares nas nossas vidas. Coisas como o trabalho (ou falta dele), a amizade, o amor, a família, etc… e a forma como encaramos cada uma delas à medida que a idade avança. “Rabo de Saia” é um cocktail de emoções. 

Sinopse

Manel tomou uma decisão radical: mudou de sexo. Ser homem já não era nenhum mistério para o Manel: os 40 revelaram-se mais de crise do que ternura; os 50 trouxeram-lhe ainda mais loucura e agora, questionado sobre o que fazer com uma choruda herança, percebeu já ter vivenciado tudo o que os cromossomas XY lhe podiam oferecer.

A grande frustração foi durante toda a sua máscula existência não ter sido capaz de decifrar o maior enigma de todos os tempos: ser mulher. Para a missão ser bem-sucedida conta com os amigos de sempre, que entre o choque, a ganância e a atracção, esforçam-se por lembrar que aquele belo rabo de saia ainda ontem só usava calças, confrontando-se hilariantemente com os seus próprios preconceitos, desejos, traumas e identidade.

M/12

Horários:

6ª a sábado às 21h30

Preços: 1ª plateia 19€ / 2ª plateia 16€