Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Outubro tem programação diversificada no Samambaia

 

Teatro, samba, literatura, ritmos do Nordeste, tributo à Rita Lee e muito mais para elevar a temperatura cultural da casa mais brasileira da Graça

 

A temperatura já arrefeceu, mas a programação cultural no Samambaia Bar continua quente. As noites de terça-feira passam a estar sob a curadoria da Andréa Zamorano, que irá promover espetáculos literários sempre seguidos da leitura de textos da audiência. É a vez do público do Samambaia subir ao palco da casa para lerem os seus contos, poemas, fragmentos ou aquilo que entenderem que deve sair da gaveta. As quartas e quintas ficam reservadas para o teatro, com a peça Vale Night - e os fins de semana, como sempre, são de boa música. Confira a seguir ao pormenor todas as atrações da casa ao longo do mês de outubro:

 

 

 

17/10 (terça-feira), às 20h - Doidos Diversos

Maurício Vieira sobe ao palco acompanhado de Mariana Portela e apresenta Doidos Diversos, em que propõe releituras de Mário, Cesariny, Natália Correia e outros poetas. Seguido da participação e leitura de textos da plateia. A entrada é gratuita.

 

Alessandra Leão / Dendê / Clube de Leitura

 

 

 

 

24/10 (terça-feira), às 20h - Clube de Leitura

Será o primeiro encontro do Clube de Leitura do Samambaia, organizado pela sócia da casa, Andrea Zamorano. Neste primeiro encontro, serão discutidas as propostas e sugestões para as próximas tertúlias mensais, seguido da participação e leitura de textos da plateia. A entrada é gratuita.

 

SAMAMBAIA BAR

Rua da Voz do Operário, 13, Lisboa . 1100-621

Aberto diariamente a partir das 9h

Telefone: 216 075 810

Instagram: instagram.com/samambaia.bar

 

Tertúlia (Re)Parar com amor | 27 de abril | Inscrição gratuita

image001.jpg

Semide vai receber uma tertúlia dedicada aos profissionais com intervenção na área da infância e juventude. A tertúlia (Re)Parar com amor decorre no dia 27 de abril, a partir das 14:00h, no Lar de Jovens Santa Maria de Semide, promotor do evento.

Ao longo da tarde, decorrem duas Mesas de debate. A primeira, às 14:45h, sob o tema “Acolhimento residencial: que papel na prevenção/reparação do mau-trato?”, e a segunda, às 16:00h, sobre “Perfil dos cuidadores no cuidar das crianças e jovens acolhidas”.

A inscrição para participar na tertúlia é gratuita, mas obrigatória, sendo possível fazê-lo até dia 20 de abril, através do email secretaria.ljsemide@caritascoimbra.pt.

 

O Lar de Jovens Santa Maria de Semide funciona no Mosteiro com o mesmo nome, situado em Semide – Miranda do Corvo. Esta é uma resposta social da Cáritas Diocesana de Coimbra, que acolhe crianças e jovens do sexo masculino, com idades compreendidas entre os 6 e os 18 anos, (com possibilidade de prorrogação do acolhimento até aos 21 anos), consideradas em situação de perigo, a quem foi aplicada uma medida de acolhimento institucional.

Tertúlia Bordaliana | 22 de abril | 16h30 Centro de Artes e Criatividade

descarregar.jfif

Dia 22 de abril às 16h30 realiza-se a tertúlia bordaliana: Carnaval de 1897: “Quadro-síntese” da história do Carnaval carioca, por Mariana Roquette Teixeira, investigadora do Museu Bordalo Pinheiro, no Centro de Artes e Criatividade. 

Associadas à exposição temporária Mascarada Política - O Carnaval na obra de Rafael Bordalo Pinheiro (1870-1905) patente no Centro de Artes e Criatividade de Torres Vedras, as Tertúlias Bordalianas pretendem dar a conhecer um pouco mais sobre a vida e obra do autor.

Recriando um ambiente de época com vinhos, petiscos e poesias carnavalescas, estas tertúlias terão palco na Foliateca, a cafetaria do Centro de Artes e Criatividade.

Carnaval de 1897: “Quadro-síntese” da história do Carnaval carioca é a próxima tertúlia que terá como oradora Mariana Roquette Teixeira. Antes da tertúlia, pelas 16h00, realiza-se, também, uma visita guiada pelo curador à exposição temporária A "Mascarada Política" - O Carnaval na obra de Rafael Bordalo Pinheiro (1870-1905).

Mariana Roquette Teixeira é investigadora do Museu Bordalo Pinheiro e Professora Auxiliar Convidada do Departamento de História da Arte da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.

Doutorada em História da Arte pela FCSH-UNL com a tese “Expor a História: O passado no presente. Paris-New York (1977) e Monte Verità (1978)”, colaborou como investigadora no projecto “História das Exposições de Arte da Fundação Calouste Gulbenkian: Catálogo Digital” (protocolo entre o IHA e a FCG), entre Nov. 2017 e Jun.2020. Tem participado em seminários e encontros nacionais e internacionais dedicados à História e Teoria das Exposições e, mais recentemente, à História da Caricatura e do Cartoon. Tem artigos publicados em revistas científicas e catálogos.

Informações e inscrições: cac.comunicacao@cm-tvedras.pt | 261 067 603

 
Agenda

22 abril 2023 | sábado

Visitas à exposição temporária orientadas pelo curador

"A "Mascarada Política - O Carnaval na obra de Rafael Bordalo Pinheiro (1870-1905)"

Já conhece a exposição temporária do Centro de Artes e Criatividade de Torres Vedras A Mascarada Política - O Carnaval na obra de Rafael Bordalo Pinheiro (1870-1905)? Quer perceber um pouco mais sobre a exposição e a obra de Bordalo Pinheiro? Proporcionamos ao longo dos próximos meses (...)

Saber Mais

 

22 abril 2023 | sábado

Tertúlia Bordaliana: Carnaval de 1897: “Quadro-síntese” da história do Carnaval carioca

Mariana Roquette Teixeira investigadora do Museu Bordalo Pinheiro

Associadas à exposição temporária Mascarada Política - O Carnaval na obra de Rafael Bordalo Pinheiro (1870-1905) patente no Centro de Artes e Criatividade de Torres Vedras, as Tertúlias Bordalianas pretendem dar a conhecer um pouco mais sobre a vida e obra do autor. Recriando um ambiente de (...)

Saber Mais

20 de março | Hugo van der Ding; Anabela Mota Ribeiro; Marta Crawford e Susana Peralta debatem o que é ser feliz

image001.png

Sessão comemorativa do Dia Internacional da Felicidade | 20 março | Lisboa

Hugo van der Ding, Anabela Mota Ribeiro,

Marta Crawford e Susana Peralta debatem o que é ser feliz

Este serão, que junta humor, música e uma tertúlia na Fábrica do Braço de Prata, dá início ao curso de aperfeiçoamento em Direito da Felicidade, promovido pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa.

 

O que é o Direito à felicidade? Música, stand-up comedy com Hugo van der Ding e uma tertúlia com Anabela Mota Ribeiro, Marta Crawford, Susana Peralta e moderação de Miguel Prata Roque procuram responder a essa pergunta numa sessão comemorativa do Dia Internacional da Felicidade. O encontro está marcado para 20 de março, a partir das 21h na Fábrica do Braço de Prata, em Lisboa. 

 

A entrada é livre e gratuita (apenas condicionada ao limite máximo de lugares da sala).

 

Este serão marca o início do curso de aperfeiçoamento em Direito da Felicidade, coordenado por Miguel Prata Roque e promovido pelo Instituto de Ciências Jurídico-Políticas da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa (FDUL). O curso decorre até 4 de maio e as inscrições já estão a decorrer. 

 

Em “Como ser Feliz em 20 lições?”, um grupo de formadores diversificado nas áreas de saber e com currículo de exceção, como a advogada e ex-deputada Cecília Meireles, a ex-ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, a juíza do Tribunal Constitucional Mariana Canotilho, os professores universitários Eduardo Paz Ferreira, Alexandra Leitão, Carlos Lobo, Gabriel Leite Mota e Susana Peralta falarão sobre o direito à felicidade na política, nas prisões, na justiça, no trabalho, na economia, na diversidade.

 

O advogado João Taborda da Gama abordará o tema da felicidade e das drogas. Já a lição de Hugo van Der Ding será sobre humor, a da sexóloga Marta Crawford sobre sexualidade e o franciscano capuchinho Frei Fernando Ventura sobre religião. O fundador e diretor da Fábrica do Braço de Prata, Nuno Nabais, será responsável pela lição sobre felicidade e cultura.

 

Neste centro cultural lisboeta terão lugar os laboratórios de expressão dramática e corporal, com a atriz Inês Nogueira, e uma aula de música com exercícios de canto e expressão oral, com o cantor lírico e professor de canto Manuel Rebelo.

 

Mais informações sobre o curso aqui.

Casino Estoril inaugura exposição “Retratos Contados de Ruy de Carvalho” a 21 de Setembro

cartaz_casino     22.jpg

 

. Tertúlia com Ruy de Carvalho no Lounge D

 

O Casino Estoril inaugura, na próxima quarta-feira, 21 de Setembro, às 16 horas, a exposição “Retratos Contados de Ruy de Carvalho”. O carismático actor português fará uma visita guiada à exposição de fotografia que estará patente no átrio principal. Posteriormente, no Lounge D, pelas 16h30, está agendada uma tertúlia com Ruy de Carvalho. O moderador será Nelson Mateus que, também, assina a curadoria da exposição.

Com entrada gratuita, a exposição poderá ser visitada até 25 de Setembro, dia em que Ruy de Carvalho sobe ao palco do Salão Preto e Prata com a peça “A Ratoeira”, de Agatha Christie.

 

Exposição “Retratos Contados de Ruy de Carvalho” no átrio principal

O átrio principal do Casino Estoril acolhe, de 21 a 25 de Setembro, “Retratos Contados de Ruy de Carvalho”, uma exposição que presta homenagem ao actor português mais velho no activo, com 95 anos de vida, e 80 de carreira.

 

Com uma vasta história de vida, Ruy de Carvalho é considerado uma referência da representação em Portugal. As várias condecorações e prémios que recebeu, ao longo dos anos, testemunham a sua inigualável carreira.

 

“Retratos Contados de Ruy de Carvalho” reúne fotos retrospetivas, a preto e branco, da vida e obra do actor, incluindo imagens da família, do casamento, de colegas e de momentos marcantes do seu percurso profissional. São fotos que revelam momentos marcantes, desde a sua infância até aos dias de hoje. O texto final da exposição é da autoria da escritora Alice Vieira.

 

Tertúlia com Ruy de Carvalho no Lounge D

Está agendada, ainda, uma tertúlia com Ruy de Carvalho no Lounge D, a partir das 16h30, com moderação de Nelson Mateus que, também, assina a curadoria da exposição. O actor estará disponível para responder a perguntas do público.

 

“A vida deve ser um acto de amor e de entrega!”. Este é um dos lemas de vida do Ruy de Carvalho que irá falar sobre diversos acontecimentos e experiências registadas na sua vida, sobre a sua extensa obra e carreira, sobre as complexidades do envelhecimento activo e, ainda, muitos outros assuntos de interesse geral.

 

Representação da peça “A Ratoeira” no Salão Preto e Prata

A exposição “Retratos Contados de Ruy de Carvalho” termina, precisamente, a 25 de Setembro, dia em que o Salão Preto e Prata acolhe, pelas 21 horas, “A Ratoeira”, de Agatha Christie. Com produção da Yellow Star Company e encenação de Paulo Sousa Costa, a peça conta com um elenco de luxo, reunindo, em palco, nomes como Ruy de Carvalho, Elsa Galvão, Filipe Crawford e Henrique de Carvalho.

 

Em cena há 70 anos, "A Ratoeira" é mais uma das incríveis histórias de Agatha Christie, que atingiu já vários recordes, estando registada no Guinness Book of Records, como a peça que está em cena há mais tempo.

As reservas podem ser efectuadas:

https://www.bol.pt/Comprar/Bilhetes/113035-a_ratoeira-casino_estoril/

 

Tertúlia Bordaliana | "O Carnaval nos periódicos humorísticos de Rafael Bordalo Pinheiro"

A primeira tertúlia realiza-se no dia 29 de setembro às 19h, após a inauguração da exposição temporária "A "Mascarada Política" - O Carnaval na obra de RAFAEL BORDALO PINHEIRO (1870-1905)"

Associadas à exposição temporária “A “MASCARADA POLÍTICA” - O CARNAVAL NA OBRA DE RAFAEL BORDALO PINHEIRO (1870-1905)” patente no Centro de Artes e Criatividade (CAC) de Torres Vedras a partir de dia 29 de setembro 2022 até 5 de fevereiro de 2023, as Tertúlias Bordalianas pretendem dar a conhecer um pouco mais sobre a vida e obra do autor.

Recriando um ambiente de época com vinhos e petiscos estas tertúlias terão palco na Foliateca, cafetaria do CAC.

“O Carnaval nos periódicos humorísticos de Rafael Bordalo Pinheiro (1870-1905)” é a primeira tertúlia que se realiza no dia 29 de setembro após a inauguração da exposição, que terá como orador Álvaro Costa de Matos, curador da nova exposição temporária. 

Álvaro Costa de Matos é licenciado em História, pós-graduado em História Regional e Local e mestre em História Contemporânea pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Investigador do Instituto de Comunicação da NOVA/FCSH e do Pólo “História, Territórios e Comunidades” na NOVA/FCSH do Centro de Ecologia Funcional da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra. Professor na Católica Lisbon School of Business & Economics da Universidade Católica Portuguesa e assessor do Diretor Municipal de Cultura da Câmara Municipal de Lisboa.

Autor de várias obras, capítulos, artigos e verbetes publicados em livros, actas de colóquios, dicionários e revistas de história e jornalismo, tendo realizado, ao longo da sua vida académica e científica, dezenas de conferências em congressos nacionais e internacionais. Colaborador regular das revistas Jornalismo & Jornalistas, História e Media e Jornalismo. Colaborador quinzenal do jornal Badaladas (coluna “Tempo Presente”).

Áreas de investigação como historiador: História Política Contemporânea, História do Jornalismo, dos Jornais e dos Jornalistas, História da Imprensa Periódica e da Censura, História da Caricatura, do Desenho Satírico e Humorístico.

Sobre o assunto de que vai falar nesta tertúlia publicou: A Rolha, Bordalo. Política e Imprensa na Obra Humorística de Rafael Bordalo Pinheiro. Catálogo da exposição. Lisboa: CML – Hemeroteca Municipal de Lisboa, 2005; “O Jogo da Política Moderna!” – Desenho Humorístico e Caricatura na I República, in Arte e Sociedade. Actas das Conferências. Lisboa: Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa, 2011, pp. 118-135; “A Rolha… Política, censura e imprensa na obra humorística de Rafael Bordalo Pinheiro”, in JJ - Jornalismo & Jornalistas. Lisboa: N.º 52 (2012), pp. 50-64; “Rodrigues Sampaio no lápis de Bordalo Pinheiro”, in JJ – Jornalismo & Jornalistas. Lisboa: N.º 56 (2013), pp. 46-64; “Imprensa Humorística”, in Maria Fernanda Rollo (coord.), Dicionário de História da I República e do Republicanismo. Vol. 2. Lisboa: Assembleia da República, 2014, pp. 375-383.

Para mais informações e inscrições: cac.comunicacao@cm-tvedras.pt | 261 067 603 | 261 067 601

 

descarregar (2).jpg

 

Local: Centro de Artes e Criatividade de Torres Vedras

Associadas à exposição temporária “A “MASCARADA POLÍTICA” - O CARNAVAL NA OBRA DE RAFAEL BORDALO PINHEIRO (1870-1905)” patente no Centro de Artes e Criatividade (CAC) de Torres Vedras a partir de setembro, as Tertúlias Bordalianas pretendem dar a conhecer um pouco mais sobre a vida e obra do autor.

Recriando um ambiente de época com vinhos, petiscos e poesias carnavalescas, estas tertúlias terão palco na cafetaria do CAC.

“O Carnaval nos periódicos humorísticos de Rafael Bordalo Pinheiro (1870-1905)” é a primeira tertúlia que terá como orador Álvaro Costa de Matos.

Álvaro Costa de Matos é licenciado em História, pós-graduado em História Regional e Local e mestre em História Contemporânea pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Investigador do Instituto de Comunicação da NOVA/FCSH e do Pólo “História, Territórios e Comunidades” na NOVA/FCSH do Centro de Ecologia Funcional da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra. Professor na Católica Lisbon School of Business & Economics da Universidade Católica Portuguesa e assessor do Diretor Municipal de Cultura da Câmara Municipal de Lisboa.

Autor de várias obras, capítulos, artigos e verbetes publicados em livros, actas de colóquios, dicionários e revistas de história e jornalismo, tendo realizado, ao longo da sua vida académica e científica, dezenas de conferências em congressos nacionais e internacionais. Colaborador regular das revistas Jornalismo & Jornalistas, História e Media e Jornalismo. Colaborador quinzenal do jornal Badaladas (coluna “Tempo Presente”).

Áreas de investigação como historiador: História Política Contemporânea, História do Jornalismo, dos Jornais e dos Jornalistas, História da Imprensa Periódica e da Censura, História da Caricatura, do Desenho Satírico e Humorístico.

Sobre o assunto de que vai falar nesta tertúlia publicou: A Rolha, Bordalo. Política e Imprensa na Obra Humorística de Rafael Bordalo Pinheiro. Catálogo da exposição. Lisboa: CML – Hemeroteca Municipal de Lisboa, 2005; “O Jogo da Política Moderna!” – Desenho Humorístico e Caricatura na I República, in Arte e Sociedade. Actas das Conferências. Lisboa: Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa, 2011, pp. 118-135; “A Rolha… Política, censura e imprensa na obra humorística de Rafael Bordalo Pinheiro”, in JJ - Jornalismo & Jornalistas. Lisboa: N.º 52 (2012), pp. 50-64; “Rodrigues Sampaio no lápis de Bordalo Pinheiro”, in JJ – Jornalismo & Jornalistas. Lisboa: N.º 56 (2013), pp. 46-64; “Imprensa Humorística”, in Maria Fernanda Rollo (coord.), Dicionário de História da I República e do Republicanismo. Vol. 2. Lisboa: Assembleia da República, 2014, pp. 375-383.

 

Info: cac.comunicacao@cm-tvedras.pt | 261 067 603 | 261 067 601


Atividade Gratuita


Centro de Artes e Criatividade de Torres Vedras

3ª a domingo:10h00 – 18h00

Rua Leonel Trindade
2560-612 Torres Vedras

261 067 600
cac@cm-tvedras.pt

MARIANA COSTA FALA SOBRE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL E IMUNIDADE EM QUARTEIRA

cartaz_TERTÚLIA_ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL.JPG

“Vamos tirar dúvidas sobre” regressa ao Pólo da Biblioteca em Quarteira, no dia 29 de abril, pelas 21h00, com uma sessão dedicada à alimentação saudável e imunidade, apresentada pela nutricionista Mariana Costa.

Manter uma alimentação saudável para melhorar a imunidade é essencial! Sabe-se que de uma alimentação saudável, equilibrada e completa se consegue extrair ferramentas para um correto funcionamento do organismo e do sistema imunitário. Apesar de não haver consenso científico sobre este assunto, é certo que determinadas vitaminas desempenham um papel muito importante para o nosso sistema imunitário e, por isso, quando nos alimentamos bem, damos as armas necessárias para esse exército (o nosso sistema imunitário) proteger o seu maior património: a nossa saúde. Isso significa que vírus e bactérias invasoras serão expulsas com maior eficiência. Mas, se a alimentação é inflamatória, as células dos órgãos e tecidos ficam muito mais vulneráveis, comprometendo o bom funcionamento do exército. A alimentação não muda a imunidade de um dia para o outro. No entanto, se precisamos de cultivar novos hábitos alimentares, este pode ser o melhor momento.

“A minha missão enquanto nutricionista é sempre melhorar o estado de saúde do meu paciente e criar bons hábitos que perdurem para a vida!”, sublinha Mariana Costa.

Esta tertúlia é de entrada livre mas é necessária inscrição prévia através do telefone 289400846.

 

CML/GAP /RP

«NÃO OLHEM PARA CIMA», VALE A PENA PENSAR NISSO...

descarregar (10).jpg

Tertúlia cinéfila

«NÃO OLHEM PARA CIMA», VALE A PENA PENSAR NISSO...

O filme de Adam McKay em debate
 



Sábado, 5 de Fevereiro, às 17h

(antes da atividade, enviaremos o link para assistência)

Comunicações seguidas de debate:

«"Não Olhem para Cima", como uma sociedade morre»
Por José Carlos Fernández,
escritor, investigador e Director Nacional da Nova Acrópole

«Eis aqui chegados»;
Por José Antunes,
diretor da Nova Acrópole do Porto e investigador do IIH

«Alterações Climáticas, vamos compreendê-las»;
Por João Pedro Pio,
biólogo e formador da Nova Acrópole de Lisboa


«De que vale ter a chave da porta para entrar num novo mundo?»:
Por Solange Macedo,
formadora da Nova Acrópole de Guimarães


«Surdez mental e inteligência do Coração, actualidade da cosmovisão egícpia»;
Por Paulo Loução,
diretor da Nova Acrópole de Oeiras-Cascais e investigador do IIH

- DEBATE

 

Inscrição:
Atividade gratuita, com inscrição obrigatória no formulário:
https://bit.ly/3s5mCCs

 

Mais informações:
novacropoleoeirascascais@gmail.com
961 836 813


Organização:
Nova Acrópole Portugal

"Da Coleção ao Museu - a Arte de Colecionar" nas tertúlias do Museu da Farmácia

Tertulias_Conversa.png

 

A próxima tertúlia online “À conversa com…”, organizada pelo Museu da Farmácia, intitulada “Da Coleção ao Museu - a Arte de Colecionar”, vai decorrer no próximo dia 19 de Maio, às 19 horas, e conta com transmissão em direto na página de Facebook do Museu.

 

A conversa vai centrar-se no papel das coleções enquanto pilares dos museus, que funcionam como guardiães temporários da transmissão de conhecimento. Vão ser debatidas as diferenças entre coleções e peças, as quais não vivem por si, mas na relação entre elas e com outras coleções, assim como o papel da investigação, preservação e exposição, as três áreas essenciais que qualquer museu tem de trabalhar no que respeita aos seus acervos.

 

«A arte de colecionar é também uma arte do poder, na medida em que traduz a posse do tempo, do espaço e da beleza. Há um ganho civilizacional quando passamos de uma coleção privada para uma do domínio público, que permite partilhar o conhecimento com muitos», afirma João Neto, diretor do Museu da Farmácia.

 

João Neto é o moderador desta conversa que reúne três museus e o Estado português. Participam Joana Belard da Fonseca, diretora adjunta do Museu do Oriente/Fundação Oriente, João Carvalho Dias, diretor adjunto do Museu Calouste Gulbenkian e David Santos, curador da coleção de arte contemporânea do Estado, gerida pelo Ministério da Cultura.

 

​Todas as semanas, o Museu da Farmácia dinamiza tertúlias, em formato digital, via Facebook, e que já abordaram temas como: “O Holocausto e as Coleções em Portugal”, "A Ciência dos Descobrimentos e os Descobrimentos da Ciência”, "Quando os Ossos Contam Histórias", “Cosme e Damião – Saúde, Religião e Futebol", "Geopolítica e Farmácia no Oriente”, "O Egito na Literatura e Vida de Eça de Queiroz", “Missões Humanitárias – Histórias que Mudam Vidas”, “Sherlock Holmes - A Época e a Ciência”, “Exploradores e Literatura de Viagens”, “Revistas que Descodificam a História” e “Política e Ciência em Época de Pandemias”.

Tertúlia "Percursos literários na cidade do Porto"

21 de Fevereiro | 18h30 | Museu da Farmácia Porto*

 

Carlos Tê, escritor, Pedro Abrunhosa, músico e autor, e Aurora Pedro Pinto, administradora da Livraria Lello, são os convidados do Museu da Farmácia Porto, no próximo 21 de Fevereiro, Dia Internacional da Língua Materna.

 

Os três participantes vão dinamizar uma tertúlia cultural que tem como tema a cidade do Porto e vai decorrer no espaço recentemente renovado do Museu da Farmácia Porto. 

 

Perspetiva-se uma singular e aliciante conversa à volta dos livros e da literatura com a cidade do Porto, a sua história, geografia urbana e escritores em pano de fundo, enquanto fonte de inspiração e motor da criatividade artística.

 

A entrada é livre.

 

Evento no Facebook

 

Organização: Museu da Farmácia

 

Informações e reservas: Museu da Farmácia, tel.: 22 616 7995| museudafarmacia@anf.pt

 

*Rua Engº. Ferreira Dias, 728.