Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Teatro Nacional São João e ESMAE acolhem Peças Novas

De 18 a 21 de novembro, no Porto

 

 

Programa engloba atividades como espetáculos, encontros e leituras informais ou encenadas. Sessões têm entrada gratuita

 

De 18 a 21 de novembro, os espaços geridos pelo Teatro Nacional São João (TNSJ) – que incluem o Teatro Carlos Alberto (TeCA) e o Mosteiro de São Bento da Vitória – e a Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo (ESMAE) recebem as Peças Novas: Leituras, Espetáculos, Encontros. Com coordenação de Nuno M Cardoso, Jorge Louraço Figueira e Manuel Tur, o programa, que ensaia múltiplas formas de conjugar o verbo “ler”, engloba espetáculos, encontros, leituras informais ou encenadas, presenciais ou mediadas por dispositivos audiovisuais.

 

Entre espetáculos e exibições de trabalhos produzidos pela RTP e Antena 2, há muitas peças que vão ter, durante os quatro dias da iniciativa, o seu primeiro momento de exposição pública, sendo esta uma oportunidade única de dar a conhecer ao público as sementes e os frutos do trabalho de diversos jovens autores. Peças Novas irá assim colocar em circulação peças criadas no âmbito do projeto Between Lands – rede europeia que reúne, para além do Teatro Nacional São João, teatros de França, Bélgica, Espanha, Grécia e Itália – e da Pós-Graduação em Dramaturgia e Argumento da ESMAE, curso de que o São João é parceiro ativo. As sessões têm entrada gratuita.

 

Há muito para “ler” nas novas dramaturgias

A atividade arranca já na próxima quinta-feira, 18 de novembro, às 16h00, no TeCA, com a apresentação vídeo e áudio de peças produzidas pela RTP (Simão na Antártida, de Beatriz Brígida Melo; Avant-Garde, de Bernardo Gavina; e Estrada de Terra, de Tiago Correia) e Antena2 (A Oito Mãos, de Laura Avelar Ferreira; Uma Praia ao Sul, de Luísa Ramos Ferreira; Noturno, de Sebastião Maia; Quarta-feira, de Lara Morgado; Mão Pesada, de Luís Carvalho; e Reflexo, de Liliana Elsig), seguida por um momento de conversa com os autores. Já às 21h00, será a vez de a ESMAE receber os espetáculos Canção Orquestral, de Carina Ferrão; Antes, Durante e Depois do Natal, de Miguel Ferreira; e Êxodo, de Alexandra Moreira, que contam com direção de Nuno M Cardoso.

 

As peças, que terão récitas a 19 de novembro, às 21h00, e a 20 de novembro, às 16h00, também na Escola, serão também base de uma sessão de leituras no Mosteiro de São Bento da Vitória, a 19 de novembro, às 16h00. No dia 20 de novembro, às 11h00, o São João recebe ainda as leituras de Antes, Durante e Depois do Natal.

 

O penúltimo dia do programa traz ao Mosteiro as leituras encenadas Between Lands, que se debruçarão sobre Lições para a Sobrevivência, de Mickaël de Oliveira; Democracia, de José Manuel Mora; Uma Praça Despovoada, de Charlotte Lagrange; Democracia ou Um Amigável Serão Democrático, de Lena Kitsopoulou; Gente, de Pier Lorenzo Pisano; e A Democracia não É um País, de Rachida Lamrabet. A sessão, com direção de Manuel Tur, decorre às 14h30.

 

Peças Novas termina no Mosteiro de São Bento da Vitória, com as leituras encenadas de Amo(u)r de mIRC, de Cecília Ferreira; Himalaias, de Flora Miranda; e Lar, de Inês Filipe. A direção da atividade, marcada para 21 de novembro, às 15h00, está a cargo de Nuno M Cardoso.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.