Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

TELA estreia “A Casa de Bernarda Alba” no Centro Comunitário de Águas de Moura

A Casa de Bernarda Alba.jpg

 

 

 

O TELA - Teatro Estranhamente Louco e Absurdo estreia, a 3 de maio, às 21h30, no Centro Comunitário de Águas de Moura, “A Casa de Bernarda Alba”, com adaptação de texto e encenação de Fernando Casaca. O espetáculo, que conta com o apoio da Câmara Municipal de Palmela, volta a ser exibido no Centro Comunitário de Águas de Moura a 10 de maio e vai estar também em cena no Centro Cultural de Poceirão, a 15 de junho, e no Cineteatro S. João, em Palmela, a 28 de junho, sempre às 21h30.

“A Casa de Bernarda Alba” foi a última peça escrita por Federico García Lorca, dois meses antes de ter sido assassinado, em 1936, e é considerada uma das suas melhores obras. Conta a história de uma mulher autoritária e severa, Bernarda Alba, que após a morte do segundo marido, decreta luto na sua casa e sujeita as filhas à reclusão. Porém, duas delas entram numa disputa pelo amor do mesmo homem, o que culmina em tragédia. Trata-se de um texto que mostra como o poder autoritário e repressivo sobre a liberdade sexual das mulheres gera revolta e luta pela liberdade.

O espetáculo é destinado a maiores de 12 anos. Nos dias 3 de maio e 15 de junho, as entradas são mediante donativo e, a 10 de maio e 28 de junho, têm o valor de 2,5 euros.

 

Ficha artística

 

Encenação: Fernando Casaca

Elenco: Ana Carlos, Ângela Marques, Beatriz Silva, Carla Pereira, Clara Ferreira, Daniela Freitas, George Ardelean, José Marreiros e Rita Cerqueira

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.